ANSIEDADE

sexta-feira, 9 de abril de 2021

Gostei da carta do novo presidente do BB. Falou o óbvio, estabeleceu metas, compeliu o funcionalismo a fazer do banco uma instituição útil, rentável e que contribua para o desenvolvimento do país. É prata da casa, vamos acreditar nele.


Falando no BB tenho que registrar o falecimento de meu colega e amigo Odilo Tirell, aos 97 anos, que pegou COVID dez dias antes de comemorar os setenta anos de casamento. A família estava preparando uma festa íntima, apenas familiar, e o Tirelli aguardava o evento com muita ansiedade.

Tenho sempre muita preocupação com essa tal de ansiedade.

Nos meus sessenta anos de advocacia tenho comprovado que quando as pessoas acompanham seus processos e aguardam seu desfecho com muita ansiedade é justamente aí que , inexplicavelmente, eles trancam, complicam, atrasam, e as vezes tem decisão desfavorável, contrariando as expectativas.

Estarei equivocado ? Que energia negativa é essa despertada com a ansiedade ?

Realmente não sei. Mas posso contar vários casos. Dois processos da mesma natureza entram juntos . O daquele que se revela mais paciente sai rápido. O daquele que está desesperado complica, atrasa, e demora para sair.

Comemorações, casamentos, bolsas de estudo, vitória em competições, ganho em loterias, podem ser afetadas com ansiedade.

No caso do Tirelli acho uma judiaria o que ocorreu. Não consigo entender os desígnios divinos.

Mas uma coisa tenho certeza , melhor afastar a ansiedade de nossas vidas.

MOMENTOS

segunda-feira, 5 de abril de 2021

Passou a Páscoa. Celebrar a data era uma quase obrigação pelos momentos que estamos vivendo.


Por que ? Porque a mensagem da Páscoa e de alegria, de otimismo e de esperança. Precisamos de uma injeção de ânimo, de esperança de dias melhores, de superação.

Existem momentos que devem ser consagrados, momentos mágicos, momentos felizes, mesmo que sem magnitude. Momentos simples mas marcantes.

Eu tenho alguns momentos que considero especiais nesta fase final da existência, quase aos 83 anos.

O nascer e o por do sol. Um café da manhã caprichado. Um pão quentinho com manteiga. Um vinho de boa qualidade com queijo brite e presunto cru no cair da tarde. Uma sesta na rede. Um chopp cremoso com salsicha bock. Um banho quentinho na banheira ou na jacuzzi. Um bolero ou samba  bossa nova no entardecer. Um samba animado pela manhã. Uma caminhada de seis quilômetros pelo campo, pela praia ou pelo parcao. A visão de uma cascata ou de um lago. O canto dos passarinhos. O sossego e a paz interior. A oração na hora do Angelus.

Prezo o sossego, o contato com os amigos, o trabalho gratificante, a família.

Um bom livro, um bom filme, uma boa série, um bom jogo.

Tanta coisa pode nos fazer feliz. E as vezes só nos damos conta quando perdemos, quando não podemos mais fazer, quando já passou.

Tem um filme de um paraplégico super milionário  cujo maior desejo era comer um croissant com manteiga e tomar um café num bar com mesinhas na rua. Simples assim.

E assim pequenos momentos felizes podem nos ajudar a passar esta fase de medo da pandemia e de insegurança econômica.

No BB o presidente do CD e dois conselheiros renunciaram o mandato descontentes com a escolha do novo presidente da diretoria do banco.

Na Anabb assumiram os eleitos em 2019. Alguns conselheiros não compareceram. O presidente do CD Luiz Oswaldo largou uma nota contrária a posse.

É a vida que segue.  

Vamosvque vamos. 

MARÇO PARA NÃO ESQUECER

quarta-feira, 31 de março de 2021

Hoje finda o mês de março de 2021. Mês que vai ficar marcado na memória, .muitos sustos, muitos sobressaltos, muitas perdas. 


E ao mesmo tempo muitas lutas, muitas curas, muitas bravuras.

A pandemia nunca esteve tão forte. Ontem morreram 3.780 brasileiros

A área econômica enfrenta uma crise terrível com o fechamento do comércio e do turismo.

E a área política está efervescente com a substituição dos comandantes militares.

Que cenário !

Alívio para nosso sufoco financeiro só a mísera suspensão por três meses do ÉS. 

No BB sete vice presidentes querem renunciar em protesto pela indicação do novo presidente da instituição, que consideram despreparado para o cargo.

O que nos aguarda em abril ?

Parcela do décimo terceiro, mas sobretudo as garras do leão do imposto de renda.

Temos a semana santa e a Páscoa chegando.

Jejum, abstinência, penitência, sofrimento, e ressureição com esperanças renovadas.

Que a Páscoa seja um momento feliz para nós. De reflexão, reconciliação, perdão, de solidariedade e de amor.

Feliz Páscoa 

CELEBRE CADA DIA

domingo, 28 de março de 2021

Há poucos anos levei um neto na Disney e o Mickey me deu um recado quando fui visita lo. Celebration day’s. Celebra cada dia. E adicionou, especialmente na sua idade. Eu tinha,então, 77 anos. Sábias palavras.


Fiz na quinta feira a vacina tetravalente contra a gripe e influenza, do laboratório Abbott, holandesa, na rede privada de farmácias. Paguei 90,00 . Ela deve ser tomada só depois de 14 dias da vacina contra o coronavírus. A campanha nacional só inicia na segunda quinzena de abril e os idosos acima de sessenta anos somente em maio.

Vou suspender o ÉS. Não me preocupa o aumento do resíduo final. Atualmente com 83, certamente não verei o final do ÉS acontecer. Vou acompanhar eventuais acréscimos na prestação e reclamar se forem abusivos.

Em abril melhora um pouco nosso sufoco com o décimo terceiro mas já vem a cobrança da primeira parcela do imposto de renda, que vai pesar bastante no meu orçamento.

Eu tinha uma viagem marcada para Alagoas em abril, de 12 a 24, mas decidi adiar para junho por causa da pandemia. Agora não é oportuno viajar. Muitos riscos. E a ordem é de ficar em casa.

Cada dia representa para nós um desafio. A noite também. Temos que enfrentar esse desafio com bravura, bom humor e dignidade. E o melhor que podemos fazer é celebrar cada dia de nossa vida como se fosse o último.

Então, tim tim . E vamos que vamos.




E LÁ VAMOS NÓS

quinta-feira, 25 de março de 2021

Superando a semana de perdas, frustrações jurídicas e medo da pandemia e do colapso hospitalar no RS, lá vamos nós tratar da vida que segue.


Saiu o presidente André Brandão e entrou um colega do BB. Eu achei bom. O mercado não gostou. Azar, por enquanto não se fala mais em privatização do BB nem em venda da BBDTVM.

Entre as causas da saída do Brandão, além das conhecidas, reestruturação administrativa, fechamento de agências e demissão de funcionários, se fala que ele estava insatisfeito com os honorários, que estão abaixo do setor privado, e tentou fazer uma elevação , além de tentar consolidar os tetos na Previ. 

Nada de importante se faz na Previ sem passar diretamente pelo presidente do BB. O presidente do CD da previ não tem autonomia pessoal, tem que ter o aval do presidente do BB. É isso que acontece na prática. Daí dá para se fazer uma ideia do porque algumas decisões não  são tomadas em nosso fundo de pensão. Para bom entendedor ...

Na Anabb, nossa entidade maior do funcionalismo, por decisão judicial, de segunda instância,  foi marcado dia 1 de abril, que data, para a posse dos eleitos na última eleição, que está sub Júdice sob alegação de fraude. O presidente da diretoria está suspenso de suas funções e a presidente em exercício, Graca Machado, pediu renúncia recentemente. Que rebuliço.

E a vida segue.  Temos que ter esperança de que vai melhorar. Estamos no meio do temporal, 

Vai passar, como uma onda no mar.


PERDAS

sábado, 20 de março de 2021

Claro que todos os que acompanham este blog, que são cerca de três mil por dia, tem constatado que eu, geralmente otimista, ando fazendo postagens de alma pesada, para não dizer aborrecido, assustado, triste,


Os acontecimentos ligados à saúde  só pioram desde final de fevereiro, não só no RS com quatro semanas de bandeira preta, mas em todo o país, levando o presidente a finalmente fazer a troca no Ministério da Saúde de um general, que declarou que sequer sabia o que era SUS, por um médico da Paraíba.

Muita gente morrendo, vários conhecidos meus, alguns famosos como o major Olímpio, outros famosos internados como o cantor Agnaldo e o humorista jovem Paulo Gustavo. O COVID não está respeitando ninguém, rico, pobre, autoridades, famosos, idosos e jovens.

Cada dia é uma luta pela sobrevivência, uma ginástica para não ficar doente, não se contagiar. Sei de casos de pessoas que tomaram os cuidados protocolares e mesmo assim, não sabem como, pegaram o COVID.

Mas comigo o que me machucou e pesou na minha alma foi a doença e a morte, ontem, da Duda, uma doce cadelinha de onze anos que era uma das minhas alegrias da vida, pelo carinho que ela me dedicava.

Os infiltrados e insensíveis vão reclamar que se trata apenas de uma cachorra, de um animal. Tanta coisa por aí e eu chorando por uma cachorrinha.

Não vou adentrar nesta polêmica. A Duda fazia parte da minha família. Era importante para mim. E agora se foi. Vou sentir falta, já estou com saudades. Mas a vida segue.

Então está foi uma semana de perdas. Faz parte de sermos idosos. 

Bola pra frente.Na próxima postagem vou falar sobre o que eu acho que acabou de derrubar o Presidente do BB, Brandão, e colocar em seu lugar um funcionário de carreira, e a Previ tem algo com isso, no meu entender.

O PIOR DIA

quarta-feira, 17 de março de 2021

O jornal na minha frente estampa a notícia de que estamos no pior dia da pandemia. Dois mil e oitocentos mortos no país e mais de quinhentos no RS.


A troca no Ministério da Saúde é o reconhecimento de que a gestão na administração da suposta gripezinha estava equivocada e que mudanças são necessárias para melhorar o quadro. O novo Ministro é da Paraíba, vamos aguardar que honre sua terra natal, que tem o mestre Aristophanes.

Eu estou confinado e me recuperando na minha casa da praia.  Estive na UTI para sobreviver a facada que nos foi desferida pelo Ministro Facchin, uma aberracao juridica injustificável. Foi uma ferida profunda nos meus princípios jurídicos. Escutei os esclarecimentos do Ministro Gilmar Na TV e só agravou o ferimento. Cinco anos para descobrir a incompetência de jurisdição. Santo Deus.

Precisamos tomar todas as cautelas contra o avanço da pandemia. As variantes são terríveis, especialmente a P 1, do Amazonas. Contágio rápido e ataca a respiração de imediato, obrigando a pedir atendimento hospitalar, que colapsou.

Tomei a vacina Oxford e minha esposa também. Ela teve forte dor de cabeça como reação, que passou um dia depois.

Neste cenário, tudo fechado, bandeira preta, juros subindo, inflação alta, medo e depressäo, seria desejável que a Previ tomasse algumas medidas que colaborassem com o alívio financeiro dos associados.

Até agora nada . O que existe de fato é um mal estar com a indignação dos associados com a tentativa de sacramentar o irregular teto de benefício.

Que coisa triste !