PREVI E BOLSA DE VALORES

quinta-feira, 10 de junho de 2021

Estou voltando ao blog depois de comemorar meus oitenta e três de idade, os cinquenta e oito de casado e minhas duas doses da vacina Oxford. 


As felicitações no blog foram pobres, mas desculpo por causa da pandemia e mesmo porque nesta altura já não tem a relevância de antes. Produto da idade avançada e da experiência.

A Previ acaba de anunciar um superávit acumulado de vinte e um bilhões. Um belo resultado quadrimestral. Que dependeu muito da melhora da bolsa de valores, especialmente das ações da Vale. E por isso esse superávit vai piorar em maio e vai melhorar em junho onde a bolsa vem alcançando recordes, chegando aos 130.000 pontos.

O que se descortina na frente ?

Tem gente muito otimista com a economia melhorando e o PIB subindo para cinco por cento.

Tem gente pessimista, falando numa terceira onda de COVID, com receio de apagão em virtude da crise hídrica, produto da falta de chuvas na região central.

Como sempre existem oportunidades de negócios bons para quem está atento, como na Embraer que arrancou de sete reais para dezenove e hoje estava subindo mais de dez por cento, por causa de novas encomendas de aviões. 

O presidente Bolsonaro há pouco declarou que lamenta as mortes por COVID mas que o Brasil vai bem.

Sempre existem preocupações em nosso  meio.. Agora se comenta que o Governo quer enfraquecer a presença de funcionários e empregados na gestão dos fundos de pensão e o pessoal dos sindicatos está gritando com medo de perder a boquinha. Para mim o que é importante é a governança  dos fundos, quando funciona junto com a transparência temos certeza dos caminhos adotados.

Já surgiu há pouco outro boato de que querem terminar com os fundos de pensão para passar o patrimônio para os bancos patrocinadores. Há quarenta anos escuto alarmes falsos e tentativas frustradas graças ao nosso trabalho de resistência.

Portanto, vamos em frente.Meu blog, com a interrupção do blog do Zanella, por problemas de saúde, é dos poucos que permanece. Sou mesmo duro na queda. Graças a Deus.

39 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns Dr. Medeiros, realmente seu blog permanece aberto, com essa nova onda do corona realmente as postagens diminuiram um pouco, mas logo voltara ao normal.

Anônimo disse...

Agora a Previ pode alongar o prazo do ES. Pode também adiantar a inflação em Junho para acerto em Janeiro.

Paulo Beno disse...

PREVI - PLANO 1 - MOVIMENTAÇÃO EM ABRIL DE 2021 - PARTICIPANTES :

de 46 a 54 anos : (-325)....3.460 ativos e + 144....4.946 aposentados = 8.406
de 55 a 64 anos : (-266)....1.336 ativos e ..+ 2...26.720 aposentados = 28.056
de 65 a 74 anos : ( -20)......211 ativos e + 273...36.703 aposentados = 36.914
de 75 a 84 anos : (igual)..*...21 ativos e ( -6 )..11.479 aposentados = 11.500
de 95 a 99 anos : (igual)..*....5 ativos e +..20....3.601 aposentados = 3.606
Mais de 100 anos:...............0 ativos e +...2.......25 aposentados =.....25

TOTAIS............(-611)....5.033 ATIVOS e + 435...83.474 APOSENTADOS = 88.507
.............................................+23......... PENSIONISTAS= 22029 .

TOTAL PARTICIPANTES DO PLANO 1, EM ABRIL/21.......110.536 (DIMINUIU -153)


Fonte: Painel PREVI (Plano1)

Anônimo disse...

Parabéns atrasados pelo seu aniversário, doutor!
São 21,7 bilhões e na live da PREVI só falam na obrigação de pagar os benefícios em dia!Será que com trinta bilhões sai alguma coisa?

Paulo MG matrícula: 8074961/5

maria de lourdes s assis disse...

graças a deus você é duro na queda.

Jeanne disse...

Parabéns Medeiros!!! Você continua firme e forte, como sempre. Tudo de bom para você e sua família!!!

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


Peço desculpas pela minha “ingratidão”, “falta de consideração” e “falta de educação”, por só agora apresentar MEUS PARABÉNS PELO SEU ANIVERSÁRIO, com MUITAS FELICIDADES E MUITOS ANOS DE VIDA, bem como, pelo seu duradouro e FELIZ MATRIMÔNIO.

sss disse...

Olá Dr. Medeiros, Parabéns e muita Saúde mesmo atrasado.
Assim como muitos colegas, eu também estou neste barco dos desesperados, digamos assim, que buscam a dilatação das parcelas do ES para renovação do dito cujo e aproveitamento das migalhas restantes. Que ninguém tenha pudor e continue batendo nesta tecla. Santo Deus.

MAUS disse...

"Será que com trinta bilhões sai alguma coisa?"

Vai dobrar o Bônus... 1.000.000,00 x 2

TETO A ... 100k?

Talvez por isso seja melhor o controle do Patrocinador.
- Balanço aberto e Controle de Acionistas.

AB e Parabéns D.D. Medeiros.

Fazemos NIVER todos os dias.

Anônimo disse...

Os números são muito bons e, como sempre, são alardeados pela Previ. Os aposentados e as pensionistas são saudados "com tapinhas nas costas" e confortados já que a administradora do fundo está cumprindo com a obrigação de pagar benefícios até o fim de nossas vidas. Não obstante o patrocinador ter surrupiado 7,5 bilhões do fundo de pensão.

Anônimo disse...

Dr

21 bi:

1) suspensao parcelas ES até 31.12.2021

2) reajuste em julho benefícios pelo inpc
acumulado em 2021 ( cerca de 4%).

Tudo possível, o vírus aí está,
recrudescendo.

Dr parabens Astra Zeneca aqui em São Paulo coronavirus .

Abraços.

Anônimo disse...

Gente, agradeçamos a Deus por recebermos nossos benefícios em dia. Pensemos mais nos milhões de desempregados que estão à míngua. A Previ é sólida e está cumprindo o seu papel. Só temos que agradecer.

Miro disse...

PARABÉNS DR. MEDEIROS🎂🎂🎂"VAMOS QUE VAMOS"

Felipe Osório da Silveira disse...

Qual seria o valor para atingir os 25% da reserva de contigencia para pensar em uma reserva especial?

Felipe Osório da Silveira disse...

Fiz os cálculo aqui para a a previ chegar o máximo da reserva de Contingência tem que chegar a R$36 bilhões de superávit e depois dessa valor vai ser formada a reserva especial que se mantar em 3 exercícios consecutivos deverá ser feira a distribuição entre o patrocinador e os assistidos. Isso eu acho que vai ser meio difícil de acontecer tão cedo mesmo com as boas notícias.

Anônimo disse...

Doutor Medeiros, permita-me:
ALÔ senhor diretor de Seguridade: Que tal suspender as contribuições dos aposentados para com a Previ e devolver a todos o BET, já que nossa Previ deu lucro de 21 bilhões? Pois ultimamente, o superávit vem sendo distribuído a apenas uma minoria.

Obrigado

Unknown disse...

Boas e úteis informações.
ivo

Anônimo disse...

Gratidão!!

Titi Maravilha disse...

Parabéns Dr Medeiros, que Deus te dê muita saúde e longa vida pra nos guiar e nos ajudar nessa caminhada.

Anônimo disse...

GRANDE TIMONEIRO DR. MEDEIROS, PARA COMPENSAR O PARABÉNS ATRASADO VOU LHE ENCHER DE DESEJOS DE FELICIDADES, AMOR E MUITA SAÚDE AO SR. E SUA ESPOSA.
ABRAÇOS E OBRIGADO POR TUDO.
LCF

Unknown disse...

Concordo plenamente! E alguns se arrependerem de estarmos nessa situação.

Anônimo disse...

A PREVI mesmo que tivesse um lucro de 50 bilhões, sempre fará a mesma ladainha da missão de pagar os benefícios dos aposentados. Melhora para nós jamais sairá. O Lucro vai ficar é para o BB no final do plano.

Nildete disse...


Bom dia, doutor Medeiros!!

Sempre leio suas postagens. Faz parte das minhas leituras preferidas. Aproveito para desejar-lhe infinitas bênçãos e muita saúde. Feliz aniversário!!!Estou atrasada. Peço desculpas mas é de coração. Que Deus abençoe sua vida!!!
Um abraço

Medeiros disse...

A Cassi tem novo presidente, o colega Clovis de Castro Júnior, muito bem referido e conceituado. Vai assumir terça feira. Desejo lhe sucesso.

Anônimo disse...

O Sr merece nossos parabéns pela pessoa que você é e pela grande disposição em transmitir seus conhecimentos tão valiosos. Que Deus te proteja sempre e a todos seus familiares. Muita saúde, paz e grandes realizações.

Anônimo disse...

Caríssimo Doutor José Bernardo de Medeiros Neto,

Estive fora das noticias por uns dias.

Desejo parabéns e que a vida lhe sorria sempre junto a sua Família.

Minhas respeitosas e Cordiais Saudações

Ghost Writer

Aristophanes disse...

Prezados colegas.
Ontem, 13, dia de Sto. Antônio, o “santo casamenteiro”, fiz uma postagem, na minha página no Facebook, com alusão, em tom de brincadeira, ao casamento de meus pais, no dia 13/6/1930, e 9 meses depois meu nascimento(março-1931). Comemorei, assim, no aniversário do casamento, “91 anos”, de idade biológica, ou concepcional.
Foram dezenas de curtidas e comentários, homenageando a idade provecta e o amor. O Dr. Medeiros – octogenário entendido do assunto – abriu, logo cedo, a sessão de curtidas. Obrigado amigo velho!
Esse fato me fez lembrar a renitente contramão da Previ, que estigmatiza e discrimina seus velhinhos tomadores do ES-Rotativo(ABCD), com a infame tabela regressiva do prazo. Dá 120 prestações aos mais jovens(<77 anos - nada contra) e massacra cerca de 3631 anciãos acima de 84 anos, com um prazo reduzido a 36 prestações. Isso, como sabemos, reduz, sobremaneira, a Margem Consignável e, obviamente, a capacidade de tomação de empréstimo, mesmo quando há limite disponível. Coisa que se tornou evidente, com a adoção do limite de 200.000. Deu com uma mão, e tirou com a outra.
O que mais decepciona, entretanto, é a alegação, nem sempre explicitada, de que o ônus
de um longo ´prazo é maior, mesmo quando exercitado o oneroso FQM. É uma falácia! Quando se permite a renovação, a cada transcurso de 6 meses, na prática, estende-se o prazo do empréstimo indefinidamente, ou até que a morte nos separe. Existem, também, aspectos legais(todos são iguais, perante a Lei) e discriminatório(Estatuto do Idoso), que não vou explorar aqui.
Sem ônus maior, a Previ(olha aí o novo presidente) prestaria uma grande ajuda à nossa comunidade, se extinguisse essa infame e cavilosa tabela regressiva dos prazos, e voltasse aos velhos tempos de prazos opcionais de 12 a 120 meses. Ajuda aí, St° Antonio! Abraço a todos. Aristophanes.

Anônimo disse...

Doutor Aristophanes,

Um justo aumento de FQM até seria plausível, mas nunca a redução das parcelas.
Suspeito de ignominioso despautério a redução de prazo, da maneira punitiva que adotou a BILIONÁRIA Previdência que aplica valores, a prazo fixo, em muitos bilhões para o remoto ano de 2055.
Tenho fé no novo presidente do BB e do experiente Colega recém nomeado presidente da Previ.

Anônimo disse...

Já saiu o contra cheque. Já descontaram a Cassi sobre o 13.

Miro disse...

Portfólio de investimentos migrando pra renda fixa, títulos com prazos longos, gera caixa pro Tesouro e problema de liquidez pro Fundo?

MAUS disse...

"Coisa que se tornou evidente, com a adoção do limite de 200.000. Deu com uma mão, e tirou com a outra.
O que mais decepciona, entretanto, é a alegação, nem sempre explicitada, de que o ônus
de um longo ´prazo é maior, mesmo quando exercitado o oneroso FQM."

Alerto que minha exposição será resumida e também áspera.
Afinal, os vigias do CD decidem se levam o comentário à Diretoria.

HÁ MUITO FINDOU O TEMPO EM QUE A PALAVRA OU O FIO DE BIGODE ERAM HONRADOS.

Honra e honestidade eram as premissas para QUALQUER CIDADÃO INGRESSAVAR em CARGOS PÚBLICOS, por Concurso Público, inclusive o BB.

Muito longe disso estão os Congressistas(Apimentados), funcionários da Secretaria de Previdência Complementar,. funcionários do BB, PREVI, PREVIC que legislaram em CAUSA PRÓPRIA, legitimando BET BB 7,5 bi, Benefícios SEM TETO, etc.

E a farra continua... sai Diretor(entra outro felizardo) do BB, CASSI, PREVI, com bônus de 500k ao ano, BD Previ 60k, etc.

HÁ MUITO PERDEU-SE também o conceito de BOA-FÉ, especialmente no tratamento do DB-PB1 em relação à transparência efetiva sobre Superavit, ES, etc., ESPECIALMENTE PELO NÃO CUMPRIMENTO DA TAC-PREVIC, até hoje sem explicação (BD SEM TETO GERA DÍZIMO A ALGUÉM?)

As recentes medidas de SUSPENSÃO DE PARCELAS e elevação do TETO 200K, deixou dúvidas sobre a boa-fé do CD e Diretor de Seguridade.

É notória a intenção obscura da SUSPENSÃO DE PARCELAS e posterior elevação do TETO para 200k em menos de 1 mês.

AGORA ENTRA QUESTIONAMENTO DA BOA-FÉ, que você leitor ou Diretor, vai decidir e aplicar ao fato:

1 - BOA-FÉ
2 - MÁ-FÉ
...
3 - MÁ-FÉ OBJETIVA
4 - BOA-FÉ OBJETIVA

Tratando-se de CARGO PÚBLICO ou EQUIPARADO, espera-se sem a ÚLTIMA HIPÓTESE.

Você decide qual hipótese cabe ao fato da SUSPENSÃO DE PARCELAS DO ES 1 mês antes da elevação do TETO, suspensão essa que inviabilizou renovações por TER CONSUMIDO A MARGEM antes disponível da MC-30%

Senhores do CD, apenas com informação detalhada do cálculo da MC30% e discriminação de cada verba e percentuais utilizados será possível desconstruir minhas considerações.

Aguardo e sugiro que os experts Gohst e Trader se aventurem no tema.

ABRAÇO
Tomem Vacina Pfizer, Jansen, as Americanas
- porque a Oxford levou um colega nosso, vizinho de portão.
- Coronavac 45%, Oxford 75% e derruba muitos.
- que o diga a filha da Fernanda M.

Anônimo disse...

Esse desconto mao era dem novembro?

Anônimo disse...

Minha margem voltou, milagre aconteceu, estava sem margem e agora retornou.

Felipe Osório da Silveira disse...

Medeiros, como fica os investimentos gerais, PREVI e etc como esse reajuste da Selic?

Anônimo disse...

É lógico o desconto em favor da CASSI sobre o 13º do INSS, pois com a segunda parcela paga este mes se encerra a obrigação daquele instituto.

Paulo César Fernandes disse...

É incrível como ainda sejam veiculados boatos sobre vacinas, tonei as duas doses de vacina Astrazeneca e posso6 garantir que estou vivinho da Silva e protegido.

Felipe Osório disse...

Quem pediu a suspensão das parcelas e renovou o ES mês passado esses mês veio desconto ja

Anônimo disse...

Doutor José Bernardo de Medeiros Neto, Colega Maus

Escrevi a respeito da sua manifestação, mas acho que o Nosso Guru Doutor Medeiros não aceitou minhas colocações sobre o ema acima, devo ter escrito algo inconveniente, o que não é de meu perfil.

Aos Dois Ilustres Colegas minhas

Respeitosas e Cordiais Saudações.

Ghost Writer

Anônimo disse...

UOL - O melhor conteúdo
NOTÍCIAS

Topo
Jamil Chade JAMIL CHADE

JAMIL CHADE
Investimento no Brasil retrocede 20 anos, e país despenca em ranking global


Jamil Chade
Colunista do UOL

21/06/2021 02h00

RESUMO DA NOTÍCIA
País caiu da 6a posição para a 11a entre principais destinos de investimentos no mundo, segundo a ONU
Fluxos de recursos externos voltaram aos patamares que o Brasil registrava há 20 anos e México assume a liderança latino-americana
Empresas brasileiras ainda encolheram no exterior e projeção é de que recuperação dos fluxos apenas ocorra em 2023. Tempos tenebrosos+