A VIDA NOS SURPREENDE AS VEZES COM A MORTE

domingo, 18 de setembro de 2016

AS vezes a vida nos surpreende desagradavelmente e nos choca, obrigando a enfrenta-lá com resignação e superação, tal a dor que nos provoca.


Há quatro anos, enquanto viajava para o exterior, Aruba, fui atingido com a notícia da morte de minha irmã, menor sete anos que eu, a querida Maria Tereza.

Agora, na sexta feira, enquanto estava tentando relaxar numa praia de Florianopolis, após o Congresso da Abrapp, fui colhido violentamente, como um soco no estômago, com a notícia da morte súbita de meu irmão, quatorze anos mais moço que eu, com apenas 64 anos, no auge da sua carreira jurídica, o querido Antônio Paulo Cachapuz de Medeiros, conhecido como Professor Cachapuz, quando se preparava para embarcar para Hamburgo, na Alemanha, onde iria participar como juiz na Corte do Direito do Mar. Teve uma cardiopatia isquêmica enquanto dormia.

Ainda não consegui assimilar o triste acontecimento. São perdas que acontecem no caminho dos mais longevos. Estou procurando lidar com elas. Não só as dos meus irmãos mais jovens mas também dos meus amigos e parentes que, aos poucos, vão nos abandonando, vão deixando o nosso convívio, aumentando as estrelas do céu.

Sobre meu já saudoso irmão, devotado integralmente ao Direito Internacional Público, de corpo e alma, como o principal objetivo de sua existência, viveu em função desse mister, como professor, como doutrinador, consultor jurídico do Itamarati por 19 anos, um recorde, só superado por Clovis Bevilaqua,e agora juiz internacional, vou reproduzir, como última homenagem a ele, as palavras derradeiras escritas ontem, por colega seu de Brasília e transcrita nas principais revistas jurídicas do país, com o título "Cachapuz honrou como ninguém a consultoria jurídica do Itamaraty"

"Hoje é um dia triste para o Direito Internacional no Brasil. Está nos deixando um daqueles que construíram o Direito Internacional em nosso país e que, sobretudo , era JURISTA com todas as  MAIUSCULAS, como atualmente não mais se vê, infelizmente. Que suas lições, contudo, continuem a ecoar no Direito brasileiro e que nós, seus amigos, não deixemos morrer a obra que ele, durante anos e anos, duramente construiu e que, talvez, pouco se valorizou. Que Deus o receba, Professor Cachapuz, de braços abertos no céu. Saudades sem fim do amigo de sempre, Valério de Oliveira Mazzuoli."

12 comentários:

wmmarcos disse...

Os meus sentimos Dr. Medeiros. Lá se foi mais um brasileiro honrado e de bem com seu país. Que Deus o receba .Marcos A Duarter

HELENO PINTO NOBRE disse...


PREZADO JOSÉ MEDEIROS ; NESTES MOMENTOS REALMENTE NOS SENTIMOS TOTALMENTE ABALADOS POR UMA PERDA TÃO GRANDE EM NOSSOS SENTIMENTOS POIS NINGUÉM GOSTA DE PASSAR POR TAL SITUAÇÃO .!
MAS TODOS NÓS SABEMOS QUE DESDE QUE NASCEMOS ESTAMOS SUJEITOS A ENFRENTAR TAL SITUAÇÃO .
COM CERTEZA NINGUÉM GOSTA OU ACEITA COM TRANQUILIDADE TAIS TRAUMAS
MAS TODOS NÓS SABEMOS QUE APÓS NASCERMOS NINGUÉM ESCAPA DESTE VAMOS QUE DIZER ""DESTINO"" OU SITUAÇÃO . PODE SER DE QUALQUER NACIONALIDADE ; CRENÇA RELIGIOSA OU PENSAMENTO LIVRE .

COMO TENHO UMA CRENÇA NO QUE ESTA ESCRITO NA BÍBLIA ; PRETENDO TE CONSOLAR ; SE É QUE ACREDITAS QUE JESUS TENHA VIVIDO NA TERRA ; E EM CERTA PASSAGEM ESCRITA NO EVANGELHO DE JOÃO : 5 : 24-30 ; ELE MENCIONOU O QUE ACHO QUE PODE ATÉ TE CONSOLAR SE ASSIM ACEITARES . BOM TE RECOMENDO A LEITURA ; DEVES TER ALGUMA BÍBLIA EM CASA . E TU COMO UMA PESSOA EXTREMAMENTE INTELIGENTE NÃO TERÁS DIFICULDADE DE EXAMINAR OS TEXTOS QUE ESTOU TE SUGERINDO .

ACREDITO QUE QUEM CRIOU A VIDA NÃO NOS CRIOU PARA PASSARMOS POR TAL PROVAÇÃO ; MAS DESDE QUE NASCEMOS A ÚNICA COISA CERTA EM NOSSAS VIDAS É QUE : MAIS DIA MENOS DIA ACABAREMOS ENFRENTANDO ESTA SITUAÇÃO QUE NÃO É DO AGRADO DE NENHUM SER VIVO HUMANO QUE JÁ OS CONSIDERO COMO DES+HUMANOS POIS LIDAM COM A VIDA NO GERAL COM MUITO DES+RESPEITO ; CONSOMEM TABACO .; DROGAS PESADAS ; EXAGERAM NO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS ; NÃO QUE SEJA PROIBIDO CONSUMIR BEBIDAS ALCOÓLICAS COM MODERAÇÃO .

ACHO QUE ME FIZ ENTENDER ; DA MESMA MANEIRA QUE PERDEMOS NOSSOS PAIS COMO ACREDITO QUE JÁ TENHAS PERDIDO OS TEUS E OUTROS ENTES QUERIDOS COMO JÁ RELATASTES .
ESTA PASSAGEM DA BÍBLIA QUE TE RELATEI FOI REGISTRADA PELO FILHO DO TODO PODEROSO NO CASO JESUS CRISTO .
RE+AFIRMANDO AINDA HÁ UMA PASSAGEM QUE REGISTRADA DENTRO DA BÍBLIA QUE A ÚNICA COISA QUE DEUS O TODO PODEROSO NÃO PODE FAZER É : MENTIR .
A DES+HUMANIDADE HOJE VIVE EM GRANDE QUANTIDADE DE MENTIRAS ; ISTO ESTA DISSIMINADO MUNDO AFORA NA VIDA DE TODOS OS DES+HUMANOS .
ME REFIRO A ISTO ; POIS O DES+RESPEITO PELA VIDA HUMANA E ANIMAL NO MUNDO INTEIRO É UMA VERDADEIRA PRAGA .
PARA ENCERRAR : SEI QUE ESTÁS BASTANTE ABALADO PELO FATO DO FALECIMENTO DO TEU PREZADO E QUERIDO IRMÃO . MAS TODOS NÓS DESDE QUE NASCEMOS ESTAMOS SUJEITOS A ENFRENTAR TAL SITUAÇÃO .
APENAS POSSO ME SOLIDARIZAR COM A TUA PESSOA E TEUS IRMÃOS E REPASSAR OS MEUS PÊSAMES POR TAL FATO ARRAZADOR .
MEUS SENTIMENTOS PREZADO COLEGA .
ESPERO QUE ENTENDAS E TE SINTAS CONFORTADO ; É UMA SITUAÇÃO NADA AGRADÁVEL A QUAL TODOS NÓS VIVENTES ESTAMOS SUJEITO EM NOSSAS VIDAS . UM ABRAÇO .!!

Anônimo disse...

Caro Doutor José Bernardo de Medeiros Neto,

Triste.
Nunca teremos palavras para mitigar tal dor.
Força e união com a família para suportar tal perda.
Abraços septuagenários.

Anônimo disse...

Querido Dr. Medeiros,

Escrevo agora no seu blog, com os olhos marejados de saber a dor que está sentindo. Digo que sei pq perdi meu irmão com 25 anos, de câncer. Eu tinha na época 22. Era meu melhor amigo. No momento que comecei a ler senti como se estivesse entrando num túnel do tempo e retornando àquela fase da minha existência que mais procuro esquecer.
Nada do que eu ou qualquer pessoa disser acabará com a sua dor. Só Deus pode consolá-lo e o tempo cicatrizar essa ferida, que voltará a incomodar toda vez que passar a mão nela.
Agora, essa mistura de pensamentos e sentimentos é indescritível. Pelo menos na Língua Portuguesa não existem palavras que sejam capazes de expressar sua dor.
Meus sinceros sentimentos e a humanidade teve uma grande perda...

Aristophanes disse...

Prezado Medeiros.
Não tive qualquer proximidade com o seu irmão, Dr.Antônio Paulo Cachapuz de Medeiros.Entretanto, é universal o meu apreço sentimental e o meu respeito pela pessoa de bem, pelo construtor de conhecimento e pelo superador de obstáculos.Eles fazem falta, mormente, quando saem de cena abrupta e prematuramente.Resta-nos cultivar a memória.
Quanto a nós, longevos, é o preço alto que pagamos, pelas perdas dos que vão ficando, ao longo da caminhada. Infinita, pelos revezamentos, mas cada um com o seu tempo exclusivo. Por isso,a nossa obrigação e empenho, em cumprir bem o nosso tempo e caminhar o nosso trecho, ainda que incertos. É a nossa homenagem aos pais, ao filho, ao irmão e aos amigos que pararam a caminhada. APCM-Requiescat in Pace.

Ari Zanella disse...

Preclaro Mestre,

Associo-me aos teus sentimentos de pesar. Não o conhecia pessoalmente mas tendo a mesma verve moral que move o nobre colega já me basta para elevá-lo a um patamar maior. Ele tinha a mesma idade que eu tenho agora e cada vez que perdemos um ente querido, nos lembramos das palavras do Divino Mestre Jesus Cristo: "Portanto, vigiem, porque vocês não sabem o dia nem a hora" Mt 25:13
Queira receber, meu caro mestre, as minhas profundas condolências.

Camilo - piraju disse...

Meus sentinentos Doutor, sabemos como é dificil aceitar perdas de pessoas muito proximas. Abraço

Nildete disse...


Doutor Medeiros,

A sua dor e de sua família é imensa. Não existem remédios para aliviar esse momento tão doloroso. Peço a Deus que o conforte e a sua família também.


Meus sentimento e um grande abraço

Anônimo disse...

Dr Medeiros meus sentimentos pela sua dor com o falecimento do seu irmão.Sei bem o q é isso porque já perdi uma irmã, me permita dizer q apesar de não ter sitiaçso boa para morte de alguém, saber q se foi dormindo sem sofrimento serve de alguma forma de consolo para a família, não ter passado por tratamentos longos e permanências em hospitais já é uma bênção de Deus por ele ser uma pessoa boa e especial.

Anônimo disse...

DR MEDEIROS, nossas condolências por tão sentida perda, tanto familiar quanto a importância jurídica que seu irmão representou.
grande abraço

Anônimo disse...

Prezado dr.Medeiros,

LAMENTO com profundo pesar o falecimento de seu querido irmão !

DEUS certamente o protegerá lá no céu, no seu descanso na paz eterna !


Abraço afetuoso a você, e demais familiares !



Janone

Goulart disse...


Dr.Medeiros, os meus sentimentos pela passagem do seu irmão, depois de tanto estudar, dar aulas, sonhar com o almejado cargo de Ministro Internacional das Águas, acho,, que acertei o cargo, e depois Jesus o chamou para junto dele. Nós, que ficamos aqui na Terra, continuamos a nossa caminhada, minhas condolências e que Deus/Jesus o console. Colega do Paraná, e tudo de bom.