CADA COISA TEM SEU TEMPO

domingo, 22 de outubro de 2017

Reflexão para domingo:  - cada coisa tem seu tempo.

O Eclesiastes tem um texto sensacional a respeito. Eu tomei conhecimento dele na minha formatura do curso científico em 1956, bem na época que fiz concurso para o BB, em Uruguaiana. O paraninfo, juiz de Direito Dr Clovis de Assis, em seu discurso, recomendou aos formandos o texto da Bíblia como uma referencia para a vida inteira. E eu procuro seguir meu caminho de acordo com as situações que a vida vai me proporcionando e Deus me amparando.

Há tempo para falar e tempo para calar, segundo o Eclesiastes.  Pois sigamos  esse ensinamento, que tem se mostrado extremamente sábio.

Assim proclama o Eclesiastes: -

"Para tudo há uma ocasião
Tempo de destruir e tempo de construir
tempo de chorar e tempo de rir
Tempo de prantear e tempo de dançar
Tempo de espalhar pedras e tempo de ajunta las
Tempo de abraçar e tempo de se conter
Tempo de calar e tempo de falar
Tempo de amar e tempo de odiar
Tempo de lutar e tempo de viver em paz".

Existem aqueles que , por um motivo ou outro, atropelam o tempo. E se dão mal !

Não cuidam da saúde, das finanças, dos seus direitos, no tempo certo, e entram em problemas difíceis, alguns verdadeiramente insuperáveis.

Como tenho repetidamente dito, o meu blog não é só para abordar assuntos do BB, Previ e Cassi, mas  também trata de lazer, viagens, humor,  esporte, música, porque ninguém é de ferro, a vida é assim, misto de trabalho e diversão, e quando me refiro a algo pessoal , não é para me enaltecer , mas é porque acho que levo a quem me lê uma matéria prazeirosa e útil , uma experiência que pode salvar vidas, como foi no caso do incêndio no meu prédio, ou de enlevo poético ou musical, como no caso do vídeo do Vinicius, Toquinho e Maria Creusa, ou, ainda, ganhar dinheiro , quando dou dicas boas da bolsa.

Por último, volto a afirmar que respeito às críticas, especialmente as bem intencionadas, e continuo amigo de meus amigos. Sei que a vida não anda fácil para ninguém., inclusive pra mim, que não consigo dominar a tal da terceira idade com suas mazelas e cuidados com a saúde, exigindo exames e cirurgias corretivas.

Um bom domingo e uma ótima semana para todos. Tenho muito trabalho, muito mesmo, somado a muitas preocupações.Quinta e sexta tenho reunião no Rio do CD.Que Deus nos ajude e inspire em todos os momentos e peço desculpas a quem desgostei com meus escritos e relatos pessoais. Não foi por querer, mas não vou mudar meu estilo nesta altura do campeonato. Continuo o mesmo de sempre.   Falar nisso, o Inter, cujo presidente é meu sobrinho, está chegando lá.

Vamos que vamos.


RECORDAR É VIVER ...

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Depois de tantas notícias pesadas e preocupantes que rondam o nosso futuro - sim, apesar de idosos, temos futuro a zelar - se torna necessário um refresco para aliviar a tensão e os riscos de AVC,

Aproveito, então, a notícia sobre o resultado positivo de setembro da PREVI, de sete bilhões, que considerei excelente na atual conjuntura, que me desculpem os negativistas, para publicar um post ameno, de uma grata recordação que eu tenho de um momento musical muito especial.

Não, não vou falar do show memorável do eterno beatlle Paul McCarthney em Porto Alegre no dia 13. Ele, com 75 anos, não foi considerado nem rotulado de velho, nem sequer de idoso. Tres horas de espetáculo, mais de trinta músicas. Inteiraço. Provocando paixões.  Agradando multidões.

Vou relembrar de um show do falecido poetinha Vinicius de Morais, com Toquinho e Maria Creuza. Na segunda metade dos anos setenta.  Em Porto Alegre eu e a Ana assistimos na boate Encouraçado Botekim, que bombava na época. Começou tarde, de madrugada, Vinicius na terceira garrafa de Passport, uísque que ele bebia só na versão estrangeira, descartando a nacional. Foi sensacional. Terminou as quatro da manhã. Ninguém queria que acabasse. O poeta do infinito enquanto dure estava afiadíssimo, Toquinho e Maria Creuza também. Interagiam com o público o tempo todo.

No verão, como sempre fazia naquele tempo,  eu estava em Punta del Leste quando deparei com um show desse trio no anexo do Cassino, na avenida Gorlero.  Fui surpreendido e não consegui ingresso. Lotado. Junto com eles traziam umas mulatas e um quarteto de instrumentistas da Mangueira, surdo, pandeiro, cavaquinho e tamborim. Na saída, depois do show, eles sentaram nas mesas que existiam na calçada, defronte ao Cassino, num bar, e confraternizaram com os admiradores. Eu lá.  Firme.



De repente, puxado por Toquinho, começaram a cantar músicas de seu repertório e outras mais. Me deixaram acompanha-los com um tamborim emprestado por um dos instrumentistas mais interessado naquela hora em uma mulata. E a noite ficou histórica para mim. Vinicius inspirado, compunha e declamava. Estava acompanhada de uma jovem baiana, muito rica, de Salvador. Muito bonita também. Que noite !  Quando começou a amanhecer, sol despertando no horizonte, em cima da praia brava, as seis da matina, a festa terminou.

Pois é, recordar é viver.  Ontem sonhei com você !

BANCÁRIO, MORTE ANUNCIADA !

terça-feira, 17 de outubro de 2017

O bancário morreu. A profissão de bancário teve morte anunciada há poucos dias.  Os bancos dizem que não precisam mais de bancários para operar. Estão empenhados em montar o banco digital, operado por algorítmos e robôs. O celular é o sustentáculo do sistema. Tudo acontece nele.

Bancários humanos só dão problemas. Fazem greve, entram com reclamatórias trabalhistas, querem dissídios e acordos, dizem os banqueiros.

O enxugamento dos quadros funcionais já iniciou.  Agencias foram fechadas, Lisboa e New York, entre elas, gerentes foram descomissionados, concursos desativados. Não entra sangue novo.

O que isso tem a ver conosco, aposentados ?  Muita coisa.

A fórmula sobre a qual nossa aposentadoria e nosso plano de saúde foram montados exigem que haja uma constante e permanente renovação dos quadros do funcionalismo.  Há necessidade de que o pessoal da ativa, bem mais moço, saudável, sustente com suas contribuições nossos planos de saúde e aposentadoria.  Com o envelhecimento isso ficou difícil. E agora com a digitalização e desumanização ficou pior.

Na previdência oficial a previsão era de que cinco funcionários da ativa sustentassem a aposentadoria de dois idosos.  Agora a proporção é de que cinco aposentadorias estão sendo sustentadas por dois da ativa, o que é inviável. Quebra o sistema.

Várias outras profissões já desapareceram na voragem do progresso. Os telegrafistas, as datilógrafas, as estenógrafas, os guarda noturnos, os barbeiros, os ferroviários, os vendedores de enciclopédias.  Agora está chegando a vez dos bancários. As máquinas fazem tudo. O resto é por conta dos programadores.

Não adianta lamentar. Temos é que nos preparar e procurar alternativas.  Existem. Está na hora de acordar para enfrentar essa onda que vem por aí.  Os robôs contra nós, as máquinas contra a humanidade.  O mundo debaixo pra cima.

Eu estava em Roma, na FAO, há cerca de quarenta anos, participando de um grupo de trabalho, quando um cientista premio Nobel advertiu sobre os riscos da ciência avançar demais e se tornar um pesadelo para a humanidade, especialmente para o mercado de trabalho.  Foi considerado um louco, um retrógrado, um terrorista. Lorentz, se chamava.

Agora estamos enfrentando esse problema.  O celular virou meu inimigo.  

Vamos que vamos.


ENVELHECIMENTO

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

SEI que o assunto incomoda.  Ninguém gosta de velhice. Ainda mais quando se atribui ao envelhecimento os males por que passa a previdência pública e fechada, que a aberta vai muito bem, obrigado.


Ficou Velho ?  Bem feito. Agora paga os teus pecados.  Sofre com as doenças, com a falta de dinheiro, com a perda da memória e do poder.  Assiste a perda de parentes e de amigos. 

Melhor idade ?  Uma ova !  É a idade das dores e dos medos.

No Congresso da Abrapp se falou que agora além da terceira idade existe a quarta idade. A terceira é a idade m que ainda temos saúde e disposição. A quarta é quando bate a invalidez, a incapacidade de locomoção, a insanidade, a decrepitude, as doenças graves e terminais. A terceira idade ainda é produtiva, inovadora, inventiva. A quarta não. A terceira idade vai até os noventa anos atualmente, salvo exceções. A quarta idade começa a qualquer momento, com a chegada do Alzheimer, do Parkinson, das enfermidades terminais.

A Previdência e os Planos de Saúde, bem como as seguradoras, se debruçam em cima dessas realidades para analisaras coberturas e os reflexos financeiros decorrentes.

Anda se falando muito ultimamente no grupo pre 67 do BB, grupo ao qual eu pertenço, pois ingressei no Banco em abril de 1957. Portanto há sessenta anos. Não é pouca coisa. Estou aposentado há trinta anos. Mesmo continuando a contribuir , certamente , considerando os estudos atuariais, a partir de agora passo a dar prejuízo para a Previ. E certamente para a Cassi também.

Pelas projeções a minha aposentadoria deveria estar sendo custeada pelos funcionários da ativa. Mas o nosso plano foi fechado em 1997,  A partir daí não entrou mais ninguém. Não tem sangue novo. Pouca gente ainda na ativa. O que me garante meu benefício é o patrimônio acumulado do fundo que deve ser superior a reserva matemática.

Entretanto , apesar de um exercício na Previ até agora bom, em setembro temos um superavit de seis e meio bilhões de reais,ainda temos déficits a cobrir de cerca de outros seis bilhões. Talvez em 2018, em maio, quando estiver encerrando meu mandato, o equilíbrio de nosso fundo tenha voltado. Oxalá!

Só a volta do superavit pode nos trazer a necessária tranquilidade para enfrentar o envelhecimento sem medos e com otimismo até , quem sabe, pensar na recuperação do BET e de um ÉS 180 x 180.

Então, vamos que vamos. Não somos velhos. Somos idosos . Merecemos respeito.

AVALIANDO O CONGRESSO DA ABRAPP

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Acabei de chegar em Porto Alegre.  A viagem foi ruim. Pegamos uma frente fria e o avião jogou o tempo todo impedindo o serviço de bordo. Mas , enfim, aterrissamos com segurança. É o que importa.


Vou avaliar o Congresso no blog. Acho que vale a pena a gente refletir sobre o que foi tratado num evento de tanta magnitude.  Foi dito que se trata do maior congresso do gênero no mundo. Não é pouca coisa.

Para mim a presença mais importante foi a do ministro da Fazemda, Henrique Meireles, que anda figurando como possível presidenciavel. Seu pronunciamento foi discreto. Se aguardava que falasse algo a respeito de incentivo tributário para a previdência fechada a exemplo do que existe com a previdência aberta. Nada prometeu. Falou que o grande problema do país era a dívida pública e que é necessário perseguir o ajuste fiscal. Acredita no crescimento da economia. Aguardado com ansiedade, infelizmente não empolgou o auditório lotado com mais de duas mil pessoas.

O Congresso foi todo dirigido para demonstrar que os tempos atuais exigem mudanças de modelos e de atitudes. Há necessidade de uma nova previdência para todos. Se não mudar, a previdência fechada vai se exaurir.

Mário Cortella, conhecido filósofo, bateu na tecla de novos tempos, novas atitudes.  É proibido resmungar, acentuou. Tem que haver mais. É preciso agir, participar. Ora et labora. A diferença entre o Velho e o idoso está no desejo de aprender. Também tem que ter cuidado com as rupturas. Não se devem cortar as raízes. Os sistemas e as pessoas devem se reinventar todos os anos. Acompanhar a velocidade das mudanças.

Um tema recorrente no Congresso foi o do envelhecimento da população. Os problemas que viver mais vem causando no custeio do sistema. Um item negligenciado e não previsto no passado.  Como foi possível ?

O que mais me desagradou no Congresso foi a falta de contraponto e consequentemente de debates, que só servem para enriquecer e tornar menos monótonos os eventos.  Faltou representantes dos participantes , que afinal são a parte mais importante do processo.  Querem inovar sem perguntar o que os participantes querem ou acham. O que que é isso ?  Estão alienados ou querem impor um modelo que traz vantagens apenas para os patricinadores e as empresas de seguros que parasitam em torno dos despojos ?

Faltou também uma abordagem do atual momento. Dizer que a intervenção do Postalis é um caso isolado não convence. E os 77 bilhões de déficits dos fundos ?  E o fato de não ter sido atingida no ano a meta atuarial ?  Não vamos curar as feridas ?

Incrível mas nada , nada mesmo, nenhuma palestra, abordou os conselhos fiscais nos fundos de pensão e sua importância para apontar  e evitar desvios, como ocorreu no Postalis. Nesse cenário, o meu livro no  Olho do Furacão continua sendo um dos cinco mais vendidos. Pode ?

Eu que sou um otimista incorrigível voltei meio desanimado do Congresso da Abrapp.

CONGRESSO DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR DA ABRAPP

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Amanhã se realiza o 38° Congresso de Previdência Complementar promovido pela ABRAPP.  Vai ser em São Paulo. São aguardados 3.000 participantes.  Eu vou, salvo qualquer outro imprevisto, como foi o incêndio no meu prédio na quarta feira passada que me impediu de viajar ao Rio. Não gostaria de faltar, pois tenho comparecido a maioria dos congressos da Abrapp, desde os seus primórdios.

O deste ano é especial.  Vai debater a crise dos fundos de pensão da previdência fechada, cujo sistema está estagnado há quase dez anos.  Não cresce, ao contrário da previdência aberta que não pára de crescer, estimulada por incentivos fiscais, em especial o imposto de renda.

A palestra magna inicial é aguardada com grande expectativa. Vai ser proferida pelo famoso filósofo e professor Mário Cortella, autor de vários livros, alguns dos quais eu possuo.  Vai falar sobre mudanças, um de seus temas favoritos. "Novos tempos, novas atitudes. Disruptura de paradigmas"

O Congresso é quase todo voltado para mudanças, inovações, novos tempos, procurando demonstrar que o sistema de previdência complementar fechado quebra em 2034 se não ocorrer uma mexida forte .  Assim como está não dá para continuar.  As novas gerações não querem ingressar na previdência fechada no modelo atual, pois ela não atende aos seus anseios.

Serão debatidos temas relevantes como a gestão por profissionais do mercado, a governança dos fundos, a aplicação em investimentos de renda variável, a responsabilização dos gestores, o relacionamento com os participantes, enfim uma variedade bem interessante de matérias, que, pela sua abundância vão acontecer em horários similares, obrigando a que a gente escolha entre uma ou outra.

Sei que os colegas se preocupam com temas mais objetivos e que dizem de perto com a necessidade de cada um, como ocorre com a preocupação daqueles que se encontram com problemas de ordem financeira com o reajuste anual do ES.

Mas a sobrevivência do sistema e as leis e normas que vão ser aplicadas em função dos debates técnicos do Congresso, para mim, são de fundamental relevância pois terminará impactando a vida de cada um de nós.

Lá vou eu, se Deus quiser. Vamos que vamos.

INFERNO NA TORRE

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Nao bastassem todas as emoções e sobressaltos que já passei, a madrugada de ontem me reservou mais um susto em minha vida. Vou contar porque do episódio decorrem alguns ensinamentos básicos de muita valia em momentos assim.


As duas da madrugada  Ana e eu fomos acordados quando tocou o telefone avisando que havia um incêndio no quarto andar do prédio onde resido no oitavo e minha sogra no 17.  Eu acabara de assistir a vitória do Inter sobre o América e a conquista da copa Brasil pelo Cruzeiro e tinha aprontado a bagagem para viajar ao Rio no dia seguinte a fim de participar da reunião do CD da Previ

                          
Levantamos dispostos a descer pela escadaria até a rua.  Ao abrir a porta deparamos com uma fumaceira terrível com odor insuportável. Não dava para enxergar nada. Não conseguimos chegar sequer nos primeiros degraus. Tivemos que voltar para o apartamento nesta altura já inundado pela fumaça tóxica. Bateu o desespero, próximo do pânico. Que fazer ?

Pela janela vimos que haviam chegado mais dois carros de bombeiros. Gente correndo. Fumaça saindo do quarto andar. Abrimos todas as janelas do apartamento para ventilar. Colocamos máscaras no nariz e na boca. Procuramos nos informar sobre a situação pelo celular. Acionamos uma filha e o genro. O tempo demorava a passar. Minutos angustiantes. Indisposição causada pela fumaça. Sensação de estar preso numa ratoeira.  Estava difícil de respirar. Vamos morrer sufocados ?

Aí bateram na porta com violência. Era um bombeiro mandando descer por causa da fumaça tóxica. A fumaça já tinha subido e diminuído. Era possível ver a escadaria. Ana foi com o bombeiro avaliar a situação da mãe, inválida, com 94 anos, no 17 andar e eu , bastante intoxicado, fui obrigado a ir para a rua respirar e tomar oxigênio, se necessário.

O incêndio foi inteiramente debelado algum tempo depois. Foi causado por um celular deixado para carregar na parede, numa tomada antiga,  em cima de um sofá de fazenda na sala da frente do apartamento enquanto o casal dormia no quarto nos fundos.

Não façam isso. Não é a primeira vez que acontece. Tem que carregar em local seguro.

Para descer com segurança na escadaria tomada pela fumaça coloque no nariz um pano umedecido e desça de bruços, se arrastando, pois a fumaça fica trinta centímetros acima do solo. As chances de intoxicação são menores.

Quando o incêndio é provocado por aparelho eletrônico desligue a luz imediatamente, abaixe todos os disjuntores do apartamento e use o extintor adequado. Nao utilize água.

Num incêndio morre mais gente envenenado pela fumaça tóxica do que queimado. Poderia ter acontecido comigo.

Depois que passa o susto, eu ainda estou em fase de observação, que dura 48 horas, a gente se dá conta do que poderia ter feito e dos riscos desnecessários que correu, como foi o caso de abrir a porta do apartamento sem a devida proteção no nariz. Mas na hora bate um pânico danado.

Tudo bem. Já passou. Graças a Deus. Mais essa emoção. Eu não precisava. Mas valeu pela experiência. No edifício começou um trabalho preventivo que passa por um treinamento que nunca houve e um debate sobre os equívocos acontecidos. Vamos que vamos.




A CORAGEM DE UM IDOSO

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Dia 1 de Outubro se comemora, vejam só, o dia do idoso. O slogan :"envelhecer é viver bem".

A propósito do tema, Excelente o escrito de Marcos Cordeiro intitulado "Os medos de um aposentado".  Li e reli.  A pena brilhante do Mestre das letras estava realmente inspirada. Como deve ter acontecido com todos que tiveram a oportunidade de ler, o seu conteúdo suscitou a minha reflexão. Só que na minha visão a vida é feita de coragem e não de medos.  Guimarães Rosa já escrevia que o que a vida requer da gente é coragem.

Fiquei até um tanto chocado quando o Janot afirmou que agiu como agiu ao fazer as denúncias contra os poderosos não por coragem, mas por medo. Acho que o que move a gente a enfrentar os medos é a coragem.

Realmente nos dias de hoje temos que ser muito corajosos. A vida ficou difícil para nós aposentados, especialmente para os mais idosos. É preciso coragem para  assistir aos noticiários, sair às ruas, para ir no Banco, para estacionar no shopping, para desfrutar de um cineminha. É preciso coragem para utilizar o celular, atender um telefonema, fazer uma compra, utilizar Cartão de crédito. É preciso coragem para fazer caminhadas, reunir a família, realizar uma festa. Sair à noite?  Muita coragem.



E o idoso, lembrado na comemoração do próximo dia primeiro,  necessita de coragem redobrada. Porque , afora todos os demais medos, enfrenta um inimigo impiedoso que é o tempo que se esvai rapidamente, escancarando a sua frente o que Marcos Cordeiro chamou de medo mor, a morte.

Antigamente existia a chamada crise dos quarenta anos. Significava que metade de nossa vida já tinha passado. Restava a segunda metade. A gente se desesperava. Agora o que se comenta é a crise dos oitenta anos. Significa que a maior parte de nossa vida já se foi. O que nos resta ?  Um ano ? Cinco anos ? Dez anos ? Por acaso quinze anos ?  Vamos enfrentar esse período com saúde e boa qualidade de vida ?  Com diabetes ?  Com glaucoma ?  Com surdez ?  Com câncer ? Com problemas de próstata ? Com distúrbios na coluna cervical ou lombar ? Vamos ter lucidez ou  Alzheimer ? Vamos ter renda suficiente para viver com dignidade esses dias em que não teremos mais condições de trabalhar ? vamos poder contar com a Cassi e a Previ ? Vamos viver bem, como sugere o slogan acima ?

Para atravessar esse portal dos oitenta anos certamente é preciso muita coragem tais os desafios que essa fase da mal chamada melhor idade se nos apresenta. Nessa faixa de idade, dos oitenta aos noventa anos, existem aposentados na Previ cerca de seis mil colegas.  Eu vou ingressar nesse portal, se Deus quiser, em maio do ano que vem, 2018.

Tenho para mim que somente nossos sonhos podem nos ajudar a vencer nossos medos nessa fase da vida. Sim, temos que continuar sonhando em sermos úteis e realizar conquistas, em mostrar que ainda temos valor e merecemos respeito. Só os sonhos podem nos animar a ir adiante.

É assim que eu penso. Como disse Fernando Pessoa, "o homem é do tamanho de seus sonhos". É assim que reúno forças e coragem para enfrentar os meus  muitos medos da idade que avança inexorável.

Então, fazer o que ? Vamos  que vamos!




ENCONTRO DE GOVERNANÇA DA PREVI NO RIO

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Gostei deste Encontro de Governança realizado no auditório da Bolsa de Valores no centro histórico do Rio. Numa escala de 1 a 5 dou nota 4. Boa nota.


Achei uma boa idéia o tema se concentrar numa única matéria. Comunicação. Um dia não basta para esgotar o tema, quanto mais se fossem abordados outros assuntos, como era feito anteriormente.


Não vou detalhar o Encontro porque a Previ disponibilizou o acompanhamento pela internet e vai publicar certamente uma materia a respeito.

Vou apenas fazer alguns destaques. Um deles é sobre a participação do novo presidente da Vale, Fabio Schvartsman. Não o conhecia. Tive uma ótima impressão. Objetivo em suas respostas e bastante convincente. Um dos pontos altos do Encontro. Falou que em matéria de governança estamos no primário na prática , ao mesmo tempo que travamos debates altamente sofisticados. Temos que descer do pedestal e praticar aquilo que pregamos.


Apreciei imensamente a palestra e as colocações da vice presidente executiva jurídica da Embraer, Fabiana Klajner Lischziner. Esbanjou beleza, simpatia e conhecimentos sobre a matéria, que envolve o combate aos desvios e a corrupção. Todos sabem que cerca de dez executivos da Embraer se envolveram em propinas nos EEUU. Informou que pesquisa demonstrou que numa empresa existem 2% de desonestos, 10% de honestos incorruptíveis. Os outros 88% estão numa faixa indefinida, podem ser influenciados , mas em princípio são bem intencionados boa gente. Falou que o canal de denúncias tem funcionado e a educação cultural e continua é importante para trabalhar a cabeça daquele público de 88%. 


O conjunto de jazz que participou do evento foi muito interessante, demonstrando como uma orquestra pode comprovar teorias de governança sob pena de ocorrer desacerto na hora do espetáculo. Interagiu bem com os participantes do encontro. Gostei.


Sobre comunicação houveram algumas colocações interessantes pelos especialistas que abordaram o tema. Dizem que a comunicação tradicional caiu de moda. Não atinge mais os objetivos. A nova comunicação é estratégica. Tem que ter planejamento e ter interlocução com o público. Não pode ser distante. Os veículos de comunicação necessitam ser modernos e dinâmicos. O celular hoje é o mais usado. Está nas mãos de todo mundo. As redes sociais tem que ser analisadas com cuidado. Existem robôs sendo utilizadas nas redes, especialmente na área política e financeira, para dar impressão de volume, especialmente em pesquisas de opinião.

No final do encontro foi observado que conselheiro ou funcionário vinculado a empresas não podem ter manifestação em facebook ou blog que contrarie os interesses da entidade, Ele não tem mais identidade própria, voo próprio. Tem um dever com a empresa. Não pode arranhar a imagem da empresa de nenhum modo.

Então, é isso aí.  Se houver necessidade, volto ao assunto.


A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

O Chacrinha afirmava que quem não comunica se trumbica.  E tinha razão... sobradas.


A Previ estará realizando na próxima quarta feira um evento sobre o tema comunicação no Rio de Janeiro no auditório da Bolsa de Valores, no Encontro de governança corporativa para conselheiros.

Aliás uma das principais reclamações dos participantes da Previ é justamente a respeito de falhas e omissões da Previ na área da comunicação. Acho que a Previ tem melhorado. A matéria publicada hoje sobre o superávit de quatro bilhões no exercício 2017 está muito boa na minha visão.

Vou participar desse evento, embora não seja conselheiro de nenhuma empresa participada da Previ, pois ele é mais abrangente, não ficou restrito apenas aos conselheiros de empresas.

Eu me considero um comunicador.  Por sinal, um comunicador bem sucedido. O blog do Medeiros tem oito anos e conquistou um lugar de destaque nas redes sociais. Já teve trinta mil acessos diários e contabiliza em sua existência milhões de acessos, bem como presença em 141 países.

Algumas entidades me indagaram qual a razão do meu sucesso e até quiseram profissionalizar o blog, aperfeiçoa lo e torna lo mais atraente. Eu não quis. Não era minha atividade principal. Era lateral, quase uma distração. Um serviço útil prestado com prazer.

Sei de alguns segredos da comunicação. Sei como agradar e ampliar a rede dos leitores.  Sei como chamar a atenção e despertar o interesse deles.

Entretanto, tenho algum receio de lidar sozinho com um instrumento tão poderoso.

No momento o blog está em estado letárgico, aparentemente sossegado e navegando em águas calmas. 

Isso não quer dizer que esteja morto ou fora .  Pode ser acionado de novo a qualquer momento, caso seja necessário.  Sei como desperta lo.

Enquanto isso vamos ver no Encontro o que existe de novo sobre comunicação. Sempre é bom ficar por dentro. Estou mais interessado, porem, no tema sobre integridade, um assunto muito atual.

Uma boa semana para todas e todos.

EMPRÉSTIMO SIMPLES

sábado, 9 de setembro de 2017

Não tenho postado comentários no blog por causa da linguagem e por causa das violentas críticas que vem sendo feitas.  Sei que as coisas andam feias mas existem regras que devem ser seguidas.


As malas de dinheiro do Gedel foram um soco na cara de todos nós. Um espetáculo inconcebível. Gedel já voltou para a Papuda, de onde nunca deveria ter saído.

A fita do Joesley colocou tudo num patamar tão baixo que é impossível acreditar que não seja anulada a delação e suas declarações colocadas sob suspeita.

As declarações do Palloci foram estarrecedoras. Pacto de sangue entre Lula e a Odebrech, dinheiro vivo entregue para Lula, e outras coisas mais.

Uma notícia preocupante, na linha dos boatos sobre privatização, denuncia que o Governo vendeu trinta milhões de ações do BB, do fundo soberano, a trinta reais a ação.  Aos poucos o Governo vai saindo do BB, na surdina. Quem está comprando ?

Nesse turbilhão, semelhante ao furacão Irma, a bolsa ensaiou uma alta máxima, mas não conseguiu. Os especialistas, porem, continuam otimistas.

Apesar desse cenário macro, os colegas estão preocupados é com o reajuste do empréstimo simples, que aguardam aconteça neste mês, baseados no ano passado.

Por que o ÉS é tão importante para muitos colegas ?   Porque eles estão com o seu orçamento todo comprometido com gastos e com o pagamento de dívidas e não tem de onde tirar mais nenhum recurso. Já esgotaram as outras fontes de financiamento, de maneira que só lhes resta a margem que lhes sobra com o reajuste do ÉS.

Tenho pessoalmente procurado resolver os problemas financeiros de vários associados da AFABB RS e sei da aflição dos mesmos, que, em alguns casos, beira ao desespero.

A AFABB RS sempre tem sido solidária e tem feito reivindicações a Previ no sentido de que seja aprovada a fórmula definitiva 180 x 180, porém ela tem sido considerada inviável.

Uma boa e produtiva semana para todos.


PRIVATIZAÇÃO DO BANCO DO BRASIL

domingo, 3 de setembro de 2017

O ex presidente do STF Joaquim Barbosa declarou, em entrevista ao Valor Economico, que é favorável à privatização do Banco do Brasil e de sua fusão com a Caixa Economica Federal.  Aqueceu o debate em torno do assunto.  Falou que uma quadrilha de bandidos se apossou das instituições brasileiras.

Está semana se comemora o sete de setembro, data maxima de nossa nacionalidade. Tem desfile militar, tem confusão, tem algo no ar.

Em Gramado aconteceu importante evento sobre segurança, com participação de Sérgio Moro e do pessoal da lava jato.

Uma das mais relevantes informações foi sobre o risco que sofremos diariamente de crimes cibernéticos.  Existe cinco vezes mais possibilidades de sermos invadidos por via digital do que sofrermos violência física.

A quantidade de computadores que são hackeados é impressionante. Há necessidade de máxima atenção.

Guido Mantega assinou acordo que o deixa livre de ser preso. Não está livre de ser processado. Ele está colaborando com as investigações financeiras.

Muita gente vai viajar no feriarão.  Cautela nas estradas.

Uma boa semana para todos.

NOVO GOLPE NA PRACA

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Gostaria de prevenir a respeito de um novo golpe que está sendo aplicado nos correntistas dos bancos e já atingiu a vários colegas, amigos e parentes.


A pessoa recebe um telefonema informando que houve um depósito equivocado na conta, valor variando entre vinte e três mil a trinta e três mil reais. Recebe um pedido de desculpas e que faça um estorno dessa quantia para a conta certa.

voce olha seu extrato bancário é lá está o crédito da quantia anunciada. Se você fizer esse estorno ou transferência está ferrado. É um golpe. A quantia não está liberada. Ela na verdade não existe.

O correto é você avisar para quem telefonou que já comunicou a polícia e ao seu gerente de conta. Vai escutar alguns palavrões ou frases indignadas. Não importa.

Parece que a origem do golpe é do Mato Grosso do Sul.  Não caia nessa.  Sei de dois colegas de boa fé que devolveram o dinheiro, que foi sacado de suas poupanças comresgate automatico. Um perdeu 33.000 e o outro 23.000.

Incrível como a sucessão de golpes acontecem neste nosso país e as pessoas caem nessas armadilhas.

Antigamente se chamavam de golpe do vigário.

Fica aqui a advertência.  Avisem seus amigos.

BOLSA EM ALTA

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Estava em viagem pelo exterior.  Os seguidores do blog não gostam muito que eu fale de minhas viagens.  Acham que é descabido em razão das dificuldades financeiras que muitos colegas atravessam. Não adianta explicar que o dinheiro que utilizo para viajar provém de minhas aplicações bem sucedidas no mercado  bursatil. Por sinal agora a bolsa está atravessando ótima fase, 71.000 pontos, e eu já estou vendendo minhas posições, embora alguns analistas achem que o ibovespa pode chegar a 75 000 até o final do ano. Mas eu sempre compro na baixa e vendo na alta.


Andei pela Espanha e principalmente por Portugal. Além de passear, fiz duas palestras sobre fraudes contábeis e negociais. A gente não é valorizado em sua aldeia mas é reconhecido no exterior. Que coisa !

Fraudes estão em alta.  Existem em todo lugar.  Antigamente a gente julgava que o Banco do Brasil estava imune.  Agora não.  Hoje a Zero Hora noticiou que 35 funcionários do BB foram identificados por estarem envolvidos na fraude do Pronaf que desviou 69 milhões. Mais uma nodoa para nós. Não bastasse que o presidente Bendine fosse denunciado réu de corrupção.

Cheguei e já estou firme no trabalho, procurando me readaptar ao fuso horário. Quinta e sexta feira passadas participei de reunião do CD da Previ no Rio e segunda feira, 28, de reunião da diretoria da AFABB RS.

Tem muito assunto para comentar e debater. Aguardem.

DESPEDIDA EM GRANDE ESTILO

domingo, 30 de julho de 2017

É um filme que está em cartaz e conta a história de três aposentados cujo fundo de pensão quebrou. Trata se de uma comédia, mas tem muita realidade no filme. Conta a história de três idosos que dependiam do pagamento mensal de suas aposentadorias para viverem e auxiliarem suas famílias.


Não vou contar o filme para não perder a graca. Mas recomendo. Diversão garantida e alguma emoção. O que sobressai no final é a afirmação de que uma nação tem a obrigação de cuidar de seus idosos. Bacana !

Durante a semana andou rolando nas redes sociais uma denúncia de que se está tramando nos bastidores  governamentais e privados uma reforma nos planos de saúde que vai afetar duramente aos associados da CASSI, representando  uma ameaça que deve ser repelida e tratada com a máxima atenção. Entre as medidas preconizadas na mudança estaria o pagamento por dependente. Vamos verificar e, se comprovada, agir na defesa de nossos direitos e interesses ameaçador.

Estive no Rio na quinta e sexta feira para reunião do CD com foco especial no planejamento estratégico. A reunião na sexta terminou tarde, quase as vinte horas. Meu avião lotado e com o ar condicionado estragado chegou depois da meia noite.

Durante o intervalo para o almoço , na sexta, estive na sala de atendimento ao participante situada no terceiro andar. A sala estava vazia. Parece que tem tido pouco movimento. A atendente, muito simpática, me esclareceu algumas dúvidas. Conversando com ela, após minha consulta, perguntei sobre qual assunto os aposentados mais demandavam. Ela me respondeu que ultimamente era sobre o empréstimo simples, não só para ajuda los apreencher os formulários, mas para indagar sobre os critérios de cálculos e possibilidades de reforma. Alguns bem agoniados.

Está se aproximando o Encontro de Camboriú. Infelizmente, por motivo de viagem, não poderei comparecer. Mas você deve comparecer. É uma excelente oportunidade para ouvir e debater sobre a Previ e a Cassi. 

Por último, deploro a prisão do Bendine. Mais uma nódoa em nossa instituição. Lamentável. Nunca me enganou. Corrupto. Menor aprendiz no BB. Na verdade, não aprendeu nada de bom. Ele foi preso e o Pizzolato foi solto para cumprir prisão domiciliar. Que país é este ?

O DINHEIRO DOS FUNDOS DE PENSÃO

quinta-feira, 20 de julho de 2017

A entrevista do novo presidente da ABRAPP para a revista Isto É causou repercussão porque ele foi enfático ao declarar que o dinheiro dos fundos de pensão acabará em 2034.


O que ele quer, na verdade, é sensibilizar o governo federal para dar estímulos para a previdência complementar fechada a exemplo dos incentivos dados para a previdência aberta no tocante ao imposto de renda.

A previdência aberta vai de vento em popa enquanto a fechada estacionou e entrou em processo de descenso. 

Não é só por causa do incentivo fiscal. Existem outras causas. 

Antes as empresas investiam na criação e manutenção dos fundos de pensão porque queriam garantir a manutenção e a estabilidade de seus empregados. Hoje isso não mais existe. A mudança de emprego é característica dos tempos atuais.

Tanto é assim que muita gente fala que o Banco do Brasil pode retirar o patrocínio da Previ, circunstância de que, por enquanto, eu não acredito. Mas os boatos correm.

O mundo tem mudado muito. Algumas carreiras não existem mais, outras a automação e a digitação estão matando. As datilógrafas já foram embora, os carteiros estão indo embora. Os bancários estão sendo substituídos pelas máquinas, pelos celulares e pelos robôs. E aí como é que fica ?  Já pensaram nisso ?

A proposta imediatista do novo presidente da Abrapp bate de frente com a escassez de recursos do Tesouro. A retribuição ao investimento é difícil de ser compreendida.

Em se tratando da Previ será que os recursos também acabarão em 2034 ? 

Temos dois planos, um de beneficicio definido, em fase de extinção, pois não entra mais ninguém e a partir de 2020 se espera que todos os participantes estejam aposentados, e o Previ Futuro de contribuição definida, que está em fase de expansão.

Mais na frente iremos analisar a situação de ambos, segundo meu entendimento, o de uma pessoa que tem uma vivência de 60 anos de BB e trinta de aposentado da Previ. Gostaria antes de ouvir pessoas da geração mais nova.

Aguardem.

VIDA COMPLICADA

sábado, 15 de julho de 2017

Como já escrevi, passado o susto da gripe A, terrível, voltei, feliz, ao trabalho, procurando recuperar o tempo perdido, cerca de um mês às voltas com antibióticos e outras artimanhas .


Mas a vida não volta atrás e não perdoa. Deixei para fazer meu passaporte para o dia 4 de julho, data devidamente agendada, um mês antes de uma viagem internacional devidamente programada, já que o prazo de entrega era de cinco dias úteis. Não esperava que, poucos dias qntes o serviço fosse suspenso por falta de recursos. E agora estou vivendo um drama, a viagem se aproximando e não tem data para o reinício das entregas dos passaportes. O Congresso aprovou na quinta a verba extra, mas falta agora Temer sancionar. Ontem ele estava em São Paulo tratando de sua sobrevivência.

Em discurso no início desta semana Temer falou que o Brasil necessita de pressa em decisões relevantes, respostas rápidas, disse ele. Mas não dá o exemplo.

Nesse meio tempo a nossa vida continua, as dívidas vencendo, os credores em cima, as cobranças às vezes indevidas, nossos valores sendo questionados, e, paradoxalmente, como uma demonstração de que o mercado quer mudanças, a bolsa subindo de 62.000 para 65.000 pontos, o que é bom para a Previ e para nós.

Falando na Previ foi publicado no seu site as melhorias introduzidas no ES para os participantes do plano Previ Futuro.  O pessoal do plano 1 me bombardeou com indagações a respeito de melhoras para nosso plano. Como tenho repetido sou sempre partidário da fórmula definitiva de 180 x 180, e vou continuar lutando por ela até o fim, porque não fui convencido de sua inviabilidade, apesar dos estudos que tenho tido oportunidade de analisar. Salvo melhor juízo, naturalmente. Data vênia, como dizem os advogados.

Sobre o ES existe um grupo de colegas que discute com a Previ critérios de cálculo. Recentemente a Previ respondeu mas o grupo não se convenceu e voltou a apresentar novos elementos para serem examinados. É um debate interessante que pode servir para que todos fiquem bem esclarecidos a respeito daquilo que estão pagando de juros e correção pelo ÉS e compreendam como funciona.

Vamos ver o que esta semana nos reserva.  Meu passaporte vai sair. A bolsa continuará subindo ? O dólar baixando ?  Vem aí a delação do Cunha ? O Maia vai emplacar ? O que isso nos afetará ?

Bom final de semana.

TRABALHAR FAZ BEM

sábado, 8 de julho de 2017

A vida anda complicada e difícil. Ainda por cima muito estranha.

Essa tal de digitalização mexeu com tudo. Agora é tudo digital. Tudo eletrônico.

Eu andava com saudade do trabalho. A gripe me nocauteou por duas semanas. Aos poucos voltei ao batente. Fui recebido com carinho pelas funcionárias da AFABB RS.  Na foto abaixo ao meu lado estão a Caty Simone e a Camila. Nas pontas estão as advogadas Magali e Gabriela.



Amo a minha profissão, o Direito, e tenho grande orgulho de exerce la no Rio Grande do Sul. Como estou impedido de atuar contra a Previ por ser conselheiro deliberativo suplente tenho me dedicado especialmente aos inventários e questões de família, bem como de saúde.
Mas não deixo de me manter informado e atualizado a respeito de todas as questões jurídicas que afetam aos aposentados e pensionistas do Banco do Brasil. Não posso ficar ultrapassado nem enferrujado. Estudo profundamente e leio tudo que aparece. Breve pretendo oferecer uma contribuição importante na área jurídica.

Às vezes me revolto porque tem quem ache que já estou velho demais. Dizem que já estou beirando os oitenta, já estou na beira do tumulo. Não presto pra mais nada. 

Essa gripe me deu um susto, sim, mas serviu para que eu voltasse com mais vontade de ser útil e prestar serviços aos meus colegas e amigos. E bem acompanhado o trabalho vira um bálsamo, faz um bem danado.
Estou consciente da aflição de muitos colegas e vou trabalhar firme para minora las.

Um bom final de semana.

Vamos que vamos.

PREVI E CASSI

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Passou o susto da gripe A, consegui tomar o antibiótico por quatorze dias, sinto me renovado para retornar ao trabalho.


Na Previ participei na quarta feira passada do seminário sobre políticas de investimentos. Fui cedo de manhã, levantei as quatro para pegar o voo das seis e retornei à noite no voo das vinte horas, chegando em Porto Alegre as vinte e usa horas. Cansado, doído, mas acho que valeu a pena, pois os temas tratados no seminário foram relevantes, como vocês podem conferir no site da Previ.

Hoje assisti a uma interessante palestra sobre a judicializacao na Cassi e participei de um debate construtivo com o médico palestrante.  A ideia é tentar sempre uma solucão administrativa antes de ajuizar uma ação ou de denunciar para a ANS.  Há um canal aberto para diálogo e entendimento. Tem que ser evitada a indústria que se formou para a obtenção de liminares.

Entretanto é preciso que seja respeitado o direito garantido pela Constituição para que todo cidadão tenha acesso à Justiça. Às vezes só esse caminho consegue obter resultado. Essa questão da judicializacao é delicada e tem que ser tratada com muita cautela e respeito. Não pode ser considerada , porexemplo, como um tiro no pé, nem como uma predominância do individual sobre o coletivo.Vamos voltar ao assunto com dados concretos.

Tenho observado nas redes sociais algumas manifestações preocupantes a respeito da situação financeira de colegas aposentados e pensionistas, que, apertados, estão inclusive requerendo o cancelamento da Capec, uma coisa que considero inconcebível nessa altura de nossas vidas, quando está próximo o dia que o pecúlio será utilizado. Mas cada um sabe onde aperta o sapato e se estão cancelando certamente é por alguma razão muito séria.

Bom, como viram a vida continua. Estou trabalhando dobrado para compensar o tempo perdido.

FOI DUREZA, MAS SOBREVIVI Á GRIPE

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Passei mal, muito mal mesmo. Quase morri. Não fui para o hospital porque as emergências estavam superlotadas. Tive que tirar forças de onde não sabia que existiam. A ideia era que um trator tinha passado por cima de mim. Que gripe violenta ! Não facilitem com ela.  As autoridades estão já sabendo de sua virulência mas ainda não deram o alerta. A gente simplesmente não consegue respirar. Falta ar, sensação horrível. Nunca havia passado por isso. Ontem o marido de minha secretária doméstica, 48 anos, portador de diabete, não superou a gripe e morreu de parada cardio respiratória. 48 anos !

Estou tomando um antibiótico fortíssimo  para 14 dias chamado Avalox 400, caríssimo, duzentos paus. Estou no sexto comprimido. Cheio de reações secundárias. Quis parar mas o médico não deixou. Deu uns remédios para segurar os efeitos de mal estar no estômago e no paladar.  Afeta também a visão. Mas ataca a pneumonia e outras complicações brônquicas que acompanham essa gripe. Deixo aqui o meu alerta sincero. Se cuidem. Não facilitem.

Enfim, vamos em frente.



Esta é uma semana decisiva.  Os acontecimentos podem surpreender.  A fita não foi editada. A denúncia está sendo elaborada. Quarta feira pode ser o dia D.

Na sexta feira fui à posse do novo presidente do TRF da quarta região, que tem sede em Porto Alegre, o qual julga os recursos da lava jato  . O novo presidente Desembargador Thompson Flores Lentz é filho de um colega de turma meu da Faculdade de Direito, Otmar Lentz.  Assim como aconteceu com o Claudio Lamacchia, eu peguei esse menino no colo em Uruguaiana, onde o pai dele foi juiz do trabalho. E´ sério, rigoroso e o tribunal estará em ótimas mãos nesse período turbulento de nossa história.


Vamos que vamos :  Não podemos se entregar.  Não existe espaço para moleza. Olhem o que deu no Gremio frente ao Corinthians.  Perdeu o pênalti na última hora :  Faltou determinação.  Não estamos em tempo de indecisão.

GRIPE GOLPISTA

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Até a gripe virou golpista.  Ao menos essa que me pegou traiçoeiramente. Eu me vacinei.  Não me expuz. Ou é expus ?  Já entrei em parafuso. Culpa da gripe.


Pois ela me agarrou de jeito. Febre, dor de cabeça, rinite, tosse alucinante, dor n corpo, tonturas, indisposição.Tudo que ela tinha direito.  Me nocauteou e me deixou de cama arrasado. Coisa que há muitos anos não ocorria. 

De quebra contaminei minha esposa, que é dura na queda. Ana está ainda em pleno processo de combate. Está tomando o tal de Tomiflu. Caríssimo. Duzentos paus dez comprimidos para cinco dias.

Vou processar o laboratório da vacina.  Não me protegeu coisa nenhuma. Estou indignado.

E acovardado também. Louco de medo da gripe. De ter uma recaída. 

Ainda por cima o clima aqui no sul inventa de dar uma reviravolta drástica. Ontem caiu quinze graus. Pode ?  Tem organismo que resiste ?  Como ficam os idosos ? Meu Deus !  

Bem eu estou impondo uma resistência heróica.  Mas advirto-me que não é fácil.  Não brinquem com ela .  Essa gripe mata.  É pior que a gripe espanhola.

Aliás não é gripe . Stá disfarçada. É a influenza. 

Fujam dela.

ESFRIOU GERAL

sábado, 10 de junho de 2017

O inverno chegou antes do tempo. Até já nevou na serra. Trouxe chuva, granizo e tornado.


Na minha cidade natal está acontecendo a pior enchente do Rio Uruguai dos últimos trinta anos. Uma calamidade com centenas de desabrigados.

No TSE , depois de debates acalorados, veio a decisão fria e sombria a favor da chapa Dilma/Temer. 

Os juízes decidiram desprezar as provas e entender que não podem cassar presidente da república. O placar foi, como se esperava, de 4 x 3.

Uma decisão ao arrepio do Direito, meramente política, que levou em consideração a instabilidade do país. 

Henrique Meireles está surgindo nesse cenário como uma espécie de primeiro ministro. Pode ?  Um abalizador da política econômica. Ele que também está vinculado ao grupo JBS. 

Conseguiram abafar por enquanto a delação do Palloci. 

Esfriaram a temperatura para o lado do Lula.  Baita estratégia.

Ficou difícil manter o foco nessa confusão toda.  Só tem bandido. Cadê os mocinhos ?

Nesse clima gelado fica difícil a gente trabalhar.

O Direito é uma ciência que não pode ser vilipendiada dessa maneira. Isso vai ter sérias repercussões para as futuras gerações.

Quem sabe o recado que o filho do Ministro Napoleão levava para seu pai era o de que ele devia  pensar na sua neta, cuja foto levava no envelope, ao proferir o seu voto ?

Porém não adiantou. O voto do Ministro Napoleão foi o pior de todos, além de raivoso. Fez até sinal de degola e desejou a seus inimigos que sobre eles desabe a ira do profeta. Pode ?

Nós não merecemos.

CRISE ? QUE CRISE ?

terça-feira, 6 de junho de 2017

Tirei uma semana de férias .  Estava precisando.  A vida não está fácil para ninguém.


Hoteis e restaurantes vazios, salvo raras exceções. Sinal de crise, sim.  Funcionários preocupados com seus empregos.

Reenergizado, estou de volta ao batente.

Na reunião do CD tivemos uma excelente apresentação feita pela Ouvidoria, através de seu titular, Luiz Costa.  Gostei mesmo. Depois de um início tímido, a Ouvidoria está sendo bastante demandada pelos participantes e está atuando com eficiência. Recomendo a sua utilização pelos participantes que tiverem dúvidas ou questionamentos.  Pelo que senti na exposição, acho que terão um bom atendimento. A implantação da Ouvidoria era uma das reivindicações antigas e o seu funcionamento efetivo me enche de satisfação. Fica aqui o registro e a dica.

A notícia ruim é sobre a renúncia do diretor ZECA, do Planejamento, por motivo de saúde. Sofreu cirurgia cardíaca, colocou pontes de safena, precisa se cuidar. Era uma grande esperança nossa na gestão da Previ. Já tinha marcado comigo uma ida a Porto Alegre para debater a Previ. Ia rever Porto Alegre onde foi superintendente estadual. Uma pena. Mas a vida está acima de tudo. Desejo lhe plena recuperação.

Hoje foi o Dia D do governo Temer. O TSE começa, hoje à noite,  julgar a chapa Dilma/ Temer. Existem indícios claros para a cassação. Vamos aguardar.  O mercado está sensível aos acontecimentos.

O Banco Central reduziu os juros. Essa medida pode ajudar na renegociacao das dívidas.

Enquanto isso temos que trabalhat, pagar impostos, driblar a insegurança, cuidar da saúde e da família.

Vamos que vamos.

NOVIDADES NAS ENTIDADES

quarta-feira, 31 de maio de 2017

O mundo gira. O tempo não para. Acontecimentos se sucedem.


Morreu José Branisso, vice presidente da Anabb.

Sérgio Riede, ex presidente da Anabb, renuncia ao mandato de membro do conselho deliberativo.

Luiz Oswaldo retoma, por liminar, a presidência do CD da Anabb.

Gilberto Santiago, ex presidente da AAFBB, vai assumir no CD, pois era primeiro suplente.

É o samba do crioulo doido. Nossa entidade maior do funcionalismo do BB vive dias confusos e complicados.

Já a AAFBB parece que está em paz. A sucessão de Célia Laricchia será tranquila, ao que parece.

Estive na festa de aniversário da AABB Rio, na sede da Lagoa, que tem na presidência o eterno Odali Cardoso. Lá estavam inúmeras personalidades prestigiando evento, que inaugurava melhorias na sede.

Essas entidades são mportantes na definição de nomes que vão disputar as eleições do ano que vem para a Previ e Cassi. Eleições importantíssimas. Vitais para todos nós.

A FAABB, presidida por Isa Musa, por sua vez, teve a reunião anual em Xerem, no Rio. 

A reunião de Camboriú, organizada e promovida pelas associações de aposentados do sul do país, será realizada na primeira quinzena de agosto. Terá a presença dos presidentes da Cassi. e da Previ, já convidados.

No cenário nacional a coisa não está sopa. Mudanças no Ministério. Temer cada vez mais acuado. 

Eu estou tirando uma semana de férias.

Volto no domingo.




E AGORA. .?

terça-feira, 23 de maio de 2017

Como é que ficamos ?  Sai Temer ou não ?

Já estão surgindo nomes. Nelson Jobim e Tasso Jereissati.

A bolsa ensaia uma pequena alta. O dólar se estabiliza.

As ações da JBS desmoronam.

As ações dos bancos sofrem por causa de possíveis inadimplências com a crise.

O Dida Bendine está outra vez nos holofotes cogitado para assumir cargo na Vale pelo Joesley. 

Todos os poderes da nação estão sob suspeita.  O Judiciário vive clima ruim e dividido.  O posicionamento do Ministro Facchin está sendo questionado.  A OAB entra com ação de impeachment contra Temer por causa de sua postura.  A delação compromete cerca de cem advogados ou escritórios de advocacia por fornecerem contratos e recibos falsos.

Temos que trabalhar no meio desse tumulto.  Trata-se de um verdadeiro turbilhão.  Levou todo mundo de roldão. A economia teve um retrocesso lamentável.

Não podemos fazer o papel de palhaço.  Estão fazendo pouco de nossa inteligência.

Amanhã viajarei para o Rio de Janeiro. Vou analisar várias questões que possam nos afetar. Vou colher subsídios e esclarecimentos. Sexta feira tem reunião da Previ.

Que coisa !

MUITO ESTRANHO

sábado, 20 de maio de 2017

Que sujou geral ninguém tem dúvidas.  Presidente da República investigado por três crimes antes o julgamento pelo tribunal eleitoral da chapa Dilma/Temer. Presidente do PSDB suspenso do Senado e muito, mas muito mesmo, enrolado. Ex Ministro da Fazenda acusado de ser corrupto. E por aí vai a delação bombástica dos donos da JBS.


Dizem, especialmente a Globo, que a situação de Temer é insustentável e que a presidente do STF vai assumir para convocar eleições. Essa parec a única formula para pacificar o país.

Mas tem muita coisa estranha, muita coisa que não me convence, que não fecha.

Começa pela JBS, empresa hoje de relevância mundial. Com certeza não é uma empresa séria. Agora mesmo adquiriu um bilhão de dólares  sabendo que, com a crise, o dólar  ia disparar. Teria ganho cerca de 180 milhões na moleza. A polícia federal está investigando. Também vendeu ações sabendo da desvalorização. A CVM está investigando.

Fala se que a gravação que compromete Temer foi editada. Até eu que não sou especialista me dei conta de que é uma peça de péssima qualidade onde fica clara a intenção maliciosa.

Deixar os delatores soltos, sem tornozeleira, e autorizados a viajar para o exterior, é muito estranho, até uma desconsideração com Marcelo ODEBRECHT e Cia.  

Eo Guido Mantega ?  Está solto por que ?. Me explica Janot.

A realidade é que estamos no meio de uma guerra suja pelo poder e está correndo muito dinheiro. 

Quem é o mocinho e o bandido nessa disputa ?  Quem é o herói e o vilão da história?  Como vai terminar ? Quem vai vencer ? Lula aposta que virá de novo em 2018.

O Brasil não merece isso.  

TERREMOTO EM BRASÍLIA

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Lauro Jardim largou a bomba no entardecer de ontem.  Brasília começou a tremer e não parou até agora. Estragos de tudo quanto é lado.  O Governo Temer perdeu a credibilidade e a economia que estava começando a reagir foi para o espaço. O Ibovespa neste momento está caindo cerca de dez por cento. De 68.000 foi para 61.000.  Um desastre de grandes dimensões.

Quem será que deu a notícia para o Lauro Jardim ?  Quem será que autorizou a divulgação justamente na Globo ?  Quem será que entendeu que ontem era o dia D ?

Não importa.  Agora o que interessa é saber o que vai acontecer.  Temer renunciará ?  Vai haver eleição indireta ?  Aécio Neves vai ser preso ?  Guido Mantega também ?

Conforme escrevi eu já tinha informações e intuição de que esta semana era bombástica e decisiva. Só não achava que era de tal dimensão.  A Polícia Federal de posse de gravações e filmes comprovando entrega de dinheiro oriundo de propinas.

Queriam provas ?  Elas estão aí.  Fotos inclusive. Que coisa triste !

Mexer no sistema financeiro, BNDES,  e no Ministério da Fazenda, significa colocar o dedo na ferida. Dói. E´  aí que estão as operações e os desvios de dinheiro. O pior de tudo, para mim, é que o atual Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, antes de assumir a pasta há um ano , era, nada mais nada menos, do que o presidente do conselho de administração da JBS. O que significa , no mínimo, que dava o aval às contribuições pesadas da empresa para os partidos e os políticos. Vai sair desse imbróglio mal visto.

Vou acompanhando as notícias.  Vai sobrar para nós ?

Uma certeza eu tenho. Os boatos que andavam circulando fortes sobre uma possível privatização do BB e uma possível retirada do patrocínio da PREVI agora se esvaíram, foram para o espaço, não tem como se sustentarem num Governo que perdeu toda a sua força e poder.  Ao menos isso.



BONITO É SER GENTIL

quarta-feira, 17 de maio de 2017

A AABB de Porto Alegre está fazendo uma campanha intitulada Bonito é ser Gentil, que envolve associados e funcionários


Sem dúvida uma bela e necessária campanha.  A gentileza precisa ser cultivada e praticada.

Sonia Jordão, numa palestra, diz que "é muito difícil conviver com a falta de gentileza. Estudos comprovam que pessoas que praticam a gentileza aumentam o seu grau de felicidade. Isso porque ela está ligada ao gene que libera a dopamina, neurotransmissor que proporciona bem estar. Aqueles que tratam bem os outros regularmente tem mais saúde mental e menos depressão."

Sábias palavras que merecem reflexão. Devemos ser gentis com as pessoas, em especial com aqueles que são mais velhos, que merecem o nosso respeito por favores que já nos prestaram ou por cargos eventuais que ocupem.

Existem colegas que, ao contrário, são agressivos e alterados no trato,  reagem mal, ofendem, criticam com dureza, são, na verdade, o oposto do gentil. Criam um ambiente hostil de difícil convivência. Deveriam entrar na campanha proposta pela AABB POA. Sempre há tempo para mudar. Certamente serão mais felizes.

Uma das principais qualidades do médico Dr Costa Gama, recentemente falecido, era ser gentil. Sempre com um sorriso no rosto, nunca alterava a voz, debatia os assuntos com serenidade e equilíbrio. Daí talvez o segredo de sua longevidade, pois morreu com 95 anos.

Quero aqui parabenizar a diretoria da AABB de Porto Alegre pela campanha em tão boa hora iniciada. Oxalá seja compreendida e imitada.

Bonito mesmo é ser gentil.

SISTEMA FINANCEIRO EM ALERTA

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Não , não é só por causa do ataque cibernético dos hackers da última semana, que paralisou alguns órgãos e empresas do mundo inteiro. A CEF hoje estava com os caixas fora do ar. O sistema financeiro brasileiro entrou em alerta máximo por causa da delação de Palocci.  Ele avisou que tem documentos que pode dar mais um ano de trabalho para a Lava Jato.


A primeira ponta do iceberg já despontou com a possibilidade de investigação dos empréstimos do BNDES para a JBS e o depoimento do ex presidente Luciano Coutinho.  Mas tem mais .  Muito mais. Dizem que a caixa preta do BNDES é extensa e tenebrosa.  Dizem...

Lembro que o ex Ministro escreveu um livro sobre sua atuação, que proclamava exitosa, à frente do Ministério da Fazenda do Governo Lula. SOBRE FORMIGAS E CIGARRAS.  Eu comprei e li de cabo a rabo.  Afinal eu trabalhava no conselho fiscal da Vale lado a lado com um de seus principais colaboradores, Bernard Appy, secretário executivo do Ministério da Fazenda, o substituto de Palocci.

Lembram de Bernard Appy ?  Ele foi presidente  do conselho de administração do Banco do Brasil.  Atuou em vários assuntos de nosso interesse, inclusive com relação à reestruturação da CASSI.  Era considerado como um economista brilhante.  Sócio do Luciano Coutinho, desmanchou a sociedade para entrar no Governo de corpo e alma. O Banco do Brasil era uma de suas principais atenções.

Pois é, passa o tempo.  Quem apostaria que o Palocci se voltaria contra seus antigos aliados, especialmente o Lula, que o escolheu para o Ministério da Fazenda atendendo pedido do Gushiken, quando o principal candidato na época era o Mercadante.

- Acho que o chefe vai querer você , Palocci, na Fazenda, afirmou Gushiken.
- Chininha, não é hora de fazer marola - apelei - Converse com ele e não deixe isso ir pra frente.

Este diálogo está no livro.  Estou relendo, perplexo.

A delação do Palocci vai mexer com o mercado, que estava indo bem com as reformas em andamento, Ibovespa em 68.000 pontos e lucro no trimestre da Petrobrás.

Na comemoração de um ano do Governo Temer o que mais se fala é na babá do Michelzinho, que é assessora do Governo Federal, ganhando cerca de cinco mil mensais.  Esse Temer não tem desconfiômetro.  Cada uma ....

Enfim. Boa semana para todas e para todos.

SER MÃE

sábado, 13 de maio de 2017

SER MÃE É DESDOBRAR FIBRA POR FIBRA...

SER MÃE É SER UM ANJO ...

SER MÃE É ANDAR CHORANDO NUM SORRISO


SER MÃE É TER UM MUNDO E NÃO TER NADA

SER MÃE É PADECER NO PARAÍSO


Adoro esse poema de Coelho Neto, que recitava com frequência no colégio.

Dizem que ele se apropriou da frase de Maria na via sacra, proferida quando se encontra com seu filho Jesus todo ensanguentado, "ser mãe é padecer no paraíso " e construiu a partir daí a bela poesia.

Hoje se comemora 100 anos do milagre de Fátima. O simpático Papa Francisco, o papa argentino, está no santuário, que recebe multidão de peregrinos.

Eu vou a Fátima prestar minha homenagem a Nossa Senhora em agosto. Já estou com viagem marcada. Vou agradecer. Eu tenho um milagre acontecido comigo. Um melanoma no nariz, que seria operado para ser extirpado, desapareceu completamente em Fátima. Acredite quem quiser. Tenho fotos.


E domingo é o dia das mães. Minha homenagem sincera a todas as mães. Reconheço que está cada vez mais difícil ser mãe nos dias confusos e tumultuados de hoje, especialmente por causa da insegurança e das drogas. Uma mãe nunca sabe se seu filho vai voltar inteiro para casa.

Meus parabéns a todas as mães e minha saudade imensa da minha querida mãe Geny.


O DIA DE HOJE

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Todas as atenções do país estão voltadas hoje para Curitiba onde vai acontecer a audiência de Lula na Lava Jato perante o juiz Sérgio Moro. Milhares se deslocaram para lá. O exército de Stedile se faz presente. A polícia tem revistado os ônibus e retirado facas, facões e foices. A ex presidente Dilma viajou para Curitiba assim como a totalidade da bancada do PT. O depoimento de Lula se transformou num ato político, compele queria. E não em uma mera investigação criminal. 



Mas para mim o dia de hoje está marcado por uma triste notícia recebida ainda na madrugada. Morreu o Dr José Carlos da Costa Gama, tio da Ana, pessoa sensacional como médico, cidadão e homem de família, a quem devo inúmeras atenções . Tinha idade avançada, 95 anos.

Era um consagrado oftalmologista, um dos melhores de Porto Alegre, com clínica renomada. Foi um dos fundadores e idealizadores do hospital banco de olhos, obra que presta serviços à comunidade pobre. Fez campanha com dona Palmira a favor da proteção de cães e gatos. Foi presidente do Country Club onde jogava golf, presidente da Academia de Medicina. Adorava sua estância em Guaiba, onde passava os fins de semana. Era torcedor do Grêmio e não faltava de ir aos estádios nos domingos com seu amigo Elmo, também já falecido.

Casado com Terezinha, deixou um filho, o Chico, também consagrado médico oftalmologista , um dos donos da Clínica Visão, e três netos e uma bisneta. A neta Luciana também oftalmo iniciando na profissão com pé direito.

Ele era um homem preocupado com os destinos do país e não via com bons olhos os caminhos escolhidos por Lula e Dilma. Sua estância seguidamente era ameaçada de invasão pelos sem terras pela sua proximidade com a estrada e com Guaiba. Acompanhava os acontecimentos pela TV e aguardava para assistir o depoimento de Lula nesta quarta feira.

Não vai dar. O Dr Costa Gama já está em outra dimensão. É mais uma estrela no céu. Uma daquelas brilhantes. Deixou saudades. Merece nossa homenagem.Que descanse em paz.