AOS QUE TEIMAM EM NÃO ACREDITAR EM PAPAI NOEL

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

O ano de 2016 está sendo chamado como o ano da crise.

Crise financeira, econômica, política, climática, moral e ética.
Realmente, uma verdadeira tempestade, que de perfeita  não tem nada. Fez vítimas, causou estragos, arrancou lágrimas até dos mais fortes.
Sobreviver a essa crise exigiu coragem. Muita coragem.
Sim, sei que ensinam que temos que aproveitar as crises para ganhar dinheiro e força.
Mas sei também que não é tarefa fácil e que a vida de hoje está cada vez mais difícil, mais confusa e insegura.
Por isso cumprimento a todas e todos que superaram ou contornaram os obstáculos deste ano e chegaram ao final com um mínimo de traumas e sequelas. Parabéns pela bravura. O que passou ficou para trás. Vencemos.
De minha parte a sensação que tenho e transmito é de sobrevivente mesmo. Enfrentei risco de vida. Continuo vivo, graças a Deus e Nossa Senhora Auxiliadora, minha protetora. Utilizei todas as minhas energias para não sucumbir. Continuo na luta. Tenho missão a cumprir. Familiar, profissional e social.  Não posso me entregar.
A recuperação da cirurgia recém agora começa a entrar nos eixos. Ganhei de presente de Natal.



Foi a meia noite do dia 24, quando pintou o Natal e os fogos de artifício coloriram o céu de Porto Alegre, quando a comemoração do nascimento de Jesus aconteceu, com sua mensagem de luz e de esperança, conforme se pronunciou o Papa Francisco na missa do galo,  que o sangramento parou e os coágulos maiusculos que ameaçavam trancar o fluxo deixaram de me apavorar. Na comemoração  na casa da mãe da Ana, com 93 anos, eu ainda fraco e por causa de uma tontura, quase caí. Mas foi o último tombo, me levantei com firmeza, fui ao banheiro, finalmente tudo normal, e a partir daí não tropecei nem caí mais, festejei o Natal no dia seguinte com meus filhos e netos, e os cachorrinhos deles, e foi só melhoras até agora. Acabei de relatar para o médico as boas notícias. Ele ficou surpreso e feliz. Aguardava um chamado diferente para um procedimento de urgencia no hospital. Mas que maravilha dr. José !
Poderia ter ganho melhor presente de Natal ?
E tem gente que teima em não acreditar em Papai Noel.
A fé remove montanhas. Milagres acontecem.  Especialmente no Natal. Não é o que as lindas histórias de Grinn contam ?  Não é o que ensina o consagrado filme de Holliwood ? Não é essa a mensagem da Natividade da cidade de Gramado na serra gaúcha ?
Agora vamos que vamos rumo ao final do ano, rumo à praia, que o calor aqui está insuportável. Estou liberado para viajar e até para entrar no mar e tomar a minha cervejinha gelada. Oba ! Que saudade !
Muito obrigado mesmo Papai Noel. Você existe para quem tem fé, para quem acredita na pureza da mensagem das crianças, para quem tem a alma aberta ao imponderável e nunca perde a esperança, você é demais!

UM NATAL DIFERENTE

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Estao dizendo que vivemos um tempo estranho.


Falam que estão acontecendo coisas que jamais foram imaginadas, imprevisíveis, causando espanto.

Surpresas a todo instante, momentos que podem mudar nossa vida.

Quem poderia supor no início do ano que o Internacional, que arrancou no campeonato em primeiro lugar na tabela por várias semanas, fosse rebaixado para a segunda divisão ? Que Renato voltaria para fazer o Gremio campeão da Copa do Brasil ? Quem apostaria na vitória do Trump ?  No impeachment da Dilma ?  No indiciamento de Lula ?  Na prisão de Eduardo Cunha ?  No Temer como Presidente ?  Nas mudanças na previdência ?  No atraso dos salários e no calote do décimo terceiro pelo Governo do  RS ? Na crise e no desemprego ? No desastre da Chapecoense? No equacionamento do déficit na Previ ? Na contribuição de mais um por cento para a Cassi ?

Quando poderia imaginar que eu afinal me animaria a enfrentar a cirurgia e passaria o Natal em fase de penosa recuperação física e emocional ? E que meu irmão, 14 anos mais moço, morreria repentinamente de enfarto fulminante? 



Esse Natal certamente não é um Natal igual a todos os outros, que tinham por objetivo festejar a paz na terra, a concórdia e o amor entre as pessoas. Esse é um Natal diferente para a gente pensar um pouco na vida.

Alam Ruschel, sobrevivente da Chape, declarou em entrevista que , quando  a gente se debate entre a possibilidade de morrer ou de viver sem movimento, todas as outras coisas parecem insignificantes , de maneira que as reclamações e as queixas anteriores, sobre pequenas lesões, acidentes leves ou infortúnios passageiros,  parecem ridículas ou exageradas. 

Nunca pareceu tão claro que temos que valorizar o tempo presente e tudo o que temos ao nosso dispor agora. E desfrutar desses momentos e desse patrimônio, mesmo que pequeno, com alegria e da melhor maneira possível.

Os meus votos neste Natal diferente é que você, meu caro amigo, meu prezado colega, meu fraternal companheiro ou companheira dessa jornada, valorize sua vida e agradeça ao bom Deus o que Ele lhe proporciona no presente. Naturalmente sem abdicar da esperança e de aspirar melhorias no futuro, nem desistir de suas lutas e sonhos.

Viva a vida !  Viva o Natal ! Feliz Natal para todas e para todos. Sim, apesar dos pesares e dos contratempos, VAMOS QUE VAMOS !



EM DEFESA DO APOSENTADO

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Querem transformar o aposentado em vilão da história.


Quem é o culpado pelo atraso no pagamento do salário do funcionalismo público do RS ?  O aposentado.

Quem é o culpado pela falta de segurança nas ruas ?  O aposentado.

Quem é o culpado pela falta de recursos para saúde e educação ?  O aposentado.

O pagamento das aposentadorias e pensões, dizem,  absorve a maior quantidade de recursos do Tesouro. Sobra quase nada para as demais obrigações do Estado. 

O aumento da longevidade bagunçou todos os cálculos atuariais.  Viver muito , em vez de benção, se tornou uma maldição.

Tem aposentado com remorso de ter vivido um pouco mais do que se esperava e com vergonha de se declarar aposentado, pois pode ser mal visto como um privilegiado ou parasita social. Tem receio de pedir correção do benefício na Justiça. Pode ser acusado de quebrar a previdência ou o fundo de pensão. 

A mídia ultimamente resolveu enaltecer o trabalho. Elogiar quem trabalha até a hora da morte. Quem não faz assim é vagabundo ou preguiçoso.

Temos que reagir. Nós, aposentados, merecemos respeito. Aposentadoria não é crime, não é benesse. É direito. Uma conquista. Pagamos caro por ela. Com suor, sangue , lágrimas e dinheiro. No meu caso contribuí com vinte salários mínimos para receber menos de cinco.

Estou enviando algumas matérias para ver se a imprensa publica.

Temos que nos defender.

SEM CONTRIBUIÇÃO EXTRAORDINÁRIA EM 2017

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

No site da Previ já está a notícia  de que não teremos contribuição extraordinária para cobrir ou equacionar o déficit .  Os números de novembro foram suficientes para que isso não ocorresse. Ainda bem. Não deixa de ser uma boa notícia de fim de ano.


Os esclarecimentos estão todos lá no site. Vale a pena ler. A mídia já divulgou. Funcionários da ativa e aposentados não terão que pagar déficit.

Bom final de semana.

E´ A VIDA !

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Gonzaguinha, na sua inspirada O que é, o que é, uma ode à vida,  cantava que "ninguém quer a morte, só a saúde e sorte".
Acho que , realmente, essa combinação de saúde e sorte é indispensável para que os tratamentos clínicos e as cirurgias, que são uma caixa de surpresas, consigam sucesso.
Basta um senão hospitalar, um cochilo, um atraso de atendimento, um equívoco, para retardar todo o processo e até provocar o insucesso do procedimento.

Por isso a torcida e os votos sinceros dos amigos e parentes são da maior relevância nessa hora em que estamos entregues nas mãos de Deus e dos profissionais da saúde que nos atendem. A energia flui positiva. Os percalços são superados. A luta é vencida.
De nossa parte, requer a coragem e a confiança. Além disso, o médico me pediu calma e paciência, virtudes que não cultivo muito. Acrescentei uma pitada de ânimo e bom humor. E o velho otimismo. Vai dar certo.
Sou obrigado a confessar. Não foi fácil. Doeu. Na alma e no corpo. Gaucho de Uruguaiana, aguentei firme. Não dei sequer um ai para as dores. Nem quando vi estrelas. Sem sofrimento as vitórias nada valem.
O pior momento - houveram vários - foi por ocasião da obstrução da irrigação causada pela excessiva coagulação do sangue e talvez pequena demora na troca dos tubos de água da sonda. Entupiu tudo. Coágulos enormes. Lavagem direta. Líquido congelado. Médico e enfermeiras em ação. Ana firme ao meu lado. Passou, passou.
Agora é a fase de recuperação e de convalescença. Em casa. Amanhã pretendo trabalhar na associação. Me sinto bem animado. Sensação de sobrevivente .E muito agradecido. Voltei para a vida.
Ainda conforme Gonzaguinha:
"Há quem diga que a vida da gente é um momento, é um mistério profundo, um sopro do Criador, uma atitude repleta de amor. Por isso eu fico com a pureza da resposta das crianças. É a vida !  É bonita, é bonita, e é bonita ! "

E vamos em frente. A cirurgia já é passado. Estou de volta, amigos e colegas. Mais firme e mais forte.   E com muito amor no coração.

É a vida !

Ótimo final de semana.



NA LUTA

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

 Já sabia que a cirurgia não era uma sopa. Próstata grande, quase 100 gr, veterana de muitas batalhas, desde os meus vinte e oito anos, quando tive uma prostatite provocada por estafilococo dourado, vencida a duras penas com antibiótico em fase experimental. Hipertenso e diabetico. Alérgico. Quase oitenta anos. E outras mazelas próprias da idade. Por isso tentei de toda forma o tratamento clínico de última geração que, infelizmente, não deu certo. Retenção à vista, cirurgia marcada.

A anestesia prevista era a peridural. Não foi suficiente. Tiveram que apelar para a geral. A pressão estava 19 x 11, tive bronco espasmo, fui entubado. A cirurgia durou três horas. Das 21 horas até à meia noite.

Houve um momento, quando acordei da anestesia, totalmente embriagado, que me vi num túnel com uma luz verde e várias mãos me chamando. E eu dizia que não queria ir . Me acordei de vez nauseado e dolorido, mas feliz por estar na sala de recuperação intensiva, com uma enfermeira me injetando o velho e eficiente buscopan E um conhecido plasil. Vais melhorar, me falou. Melhorei.

Estou no quarto do hospital, com cobertura pela nossa Cassi, lutando agora com um sangramento persistente, que se justifica pelo enorme tamanho da próstata, do tamanho de uma laranja ou bergamota, conforme o médico.

Estou feliz com o apoio e torcida que tenho recebido de todos vocês e com essa enorme energia positiva, mais a ajuda de Deus, Nossa Senhora, meus Santos e anjos protetores, bem como de meus familiares, que me acompanham permanentemente, vou vencer essa luta e me recuperar para ser um homem melhor, mais útil e prestativo. Obrigado, do fundo do coração.

Vamos que vamos.

QUINTA FEIRA AZUL

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Depois de quinze anos o Grêmio finalmente conquistou um título nacional. Merecidamente. Graças a dois ícones do Grêmio. Roger e Renato. Dois técnicos que souberam arrumar o time e arrancar as vitórias necessárias. Parabéns a todos os meus amigos e colegas gremistas. A festa foi grande. Durou até a madrugada.


Agora me resta torcer pelo Inter não ser rebaixado no domingo. Vou torcer no hospital. Não tá morto quem peleia. Mas só um milagre salva o colorado. Meu sobrinho Marcelo Medeiros é candidato favorito à presidência do Internacional. Pretende reerguer o clube e corrigir os erros.
                                                        Gerente regional da CASSI
O Renan continua no noticiário. Que coisa ! E a PEC dos gastos vai à votação bem como a reforma previdenciária. Estou de olho. Não pode sobrar para nós. As pensionistas serão penalizadas. Meu Deus, quando a gente ia imaginar isso tudo.

sala da reunião do CD da Previ

Hoje tem reunião do conselho deliberativo da AFABB RS. Estou indo para lá. Semana que vem é a reunião do CD da Previ. A última do ano. As passagens acabaram de chegar. Espero poder participar, se Deus quiser. Assuntos relevantes serão tratados. 

E no mais a vida segue. Amanhã enfrento meu problema no hospital. Estou em boas mãos. Obrigado pela torcida e pelos votos de encorajamento. A Cassi já autorizou. Agiu rápido e a contento. O Hospital Moinhos está OK. Infelizmente está bloqueado desde o dia primeiro o atendimento no hospital Mãe de Deus. Estamos lutando para a reabertura.

                                                  O despertar de um novo dia traz esperanças

Confiante na proteção divina, Vamos que vamos !

ANIVERSÁRIOS

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Hoje, seis de dezembro, sempre foi uma data relevante no meu calendário, pois era o dia do aniversário de minha mãe, Geny, já falecida.  Sempre homenageio a ela neste dia. Minha mãe era bonita por dentro e por fora. Na foto abaixo, ela está comigo e com minha irmã mais velha, hoje com oitenta anos, a Maria Clotilde. Foi uma mãe e avó generosa e disciplinadora. Deixou saudades. Tinha personalidade. Uma vez entrou no campo de futebol e se adonou da bola. Eu não tinha completado meus temas escolares. Acabou com o jogo. E eu fiquei de castigo por muito tempo. Mas eram bons tempos aqueles. Bons tempos ! Escrevi um livro contando as minhas memórias de Uruguaiana, que intitulei Bodas de Ouro, onde descrevo minha infância e juventude, bem como o casamento com a Ana.


Coincidentemente, hoje também está aniversariando a nova advogada da AFABB RS, dra. Magali Lopes Fraga, que ingressou há pouco tempo na associação com a missão de reorganizar e reestruturar o setor jurídico. Parabéns.

Mas que confusão toda está acontecendo na área política e no Congresso Nacional.  E´ o samba do crioulo doido.  Enquanto isso vou me preparando para a cirurgia agora antecipada para sexta às 18,30 horas.. Hoje busco os exames cardiológicos. Agradeço do fundo do coração, falando nele, todas as mensagens que tenho recebido de força e energia positiva. Valeu !

Vamos que vamos !

CIRURGIA MARCADA PARA SEXTA , DIA NOVE

domingo, 4 de dezembro de 2016

Nao tendo tido sucesso o tratamento clínico com Combodart, a próstata não reduziu de tamanho, foi marcada cirurgia para sexta feira, dia 9, no hospital Moinhos de Vento, Porto Alegre, às 18,30 horas.


Conto com as orações e a energia positiva dos amigos.

                               No quarto andar, à direita, eu me aposentei na SUPER-RS
Na última quarta-feira fui tomado de uma forte emoção sentimental ao comparecer na Super do RS para participar de uma vídeo conferência do CD da Previ.  Nesse prédio eu trabalhei e me aposentei no dia 4 de novembro de 1987, há quase trinta anos. O prédio está igual. Eu é que envelheci e não vi o tempo passar, pois continuo trabalhando pelo bem da nossa instituição e de seus funcionários, que são a sua maior força e grandeza. Jamais me passaria pela cabeça ao me aposentar que, trinta anos depois, voltaria lá em plena labuta pelos nossos princípios e nossos direitos. E´ a  vida.

                          Semana passada, em Brasilia, defronte à nova sede do BB

Hoje participei no Parcão, em Porto Alegre, do protesto contra a corrupção.  Sou contra abusos e impunidade do Judiciário, mas não se pode dar trégua ao combate à corrupção nem terminar com a Lava Jato. O Congresso tem que entrar nos trilhos. A impunidade não pode continuar.


 
Vamos que vamos!

BOMBA ! HIBERNANDO O BLOG DO MEDEIROS

domingo, 25 de setembro de 2016

Como já havia anunciado, estou desativando o blog. Ainda não sei se em definitivo ou transitoriamente.


Eu avisei que isso ia acontecer por ocasião da eleição para a ANABB.  Continuei por mais um período face às eleições para a PREVI em virtude de  pedidos e também por causa de minha condição de presidente da AFABB RS, porque, mesmo não querendo, o blog era um veículo informativo auxiliar que a associação se beneficiava.



















Agora estou sem cargo na Anabb e na  direção da AFABB RS. O blog perde motivação e atualização. Só fiquei como conselheiro suplente na PREVI. E nesse caso o blog é contra indicado porque pode ser uma fonte de conflitos  e de questionamentos, que, no conturbado cenário atual,  com a mídia de olho nos fundos de pensão, é conveniente evitar.

Ao lado desses motivos deve ser considerado a fase pessoal  que atravesso, onde devo enfrentar  problemas de saúde, próprios da idade, mas nos quais devo me concentrar para poder supera los de maneira correta.

O falecimento súbito do meu irmão foi um sinal de alerta para mim.

A desativação do blog não significa a minha inatividade. Continuarei lutando pelos direitos e interesses dos participantes. Com a firmeza , coragem e objetividade de sempre, especialmente daqueles mais necessitados e endividados. Atuo melhor na penumbra e tenho obtido algumas vitórias, uma das quais bem recente, mas que não mais anuncio como BINGO para que não haja retrocesso. Danço conforme a música. Aprendi com a idade.Outros meios existem de comunicação, onde estarei presente. Meu e-mail continua o mesmo: jbmmedeiros@terra.com.br .

Agradeço a compreensão de todas e de todos, bem como a consideração e o carinho que sempre dedicaram ao blog do Medeiros.

Até. Vamos que vamos !

O SOL NASCE ANUNCIANDO NOVO DIA

sábado, 24 de setembro de 2016

As trevas sombrias da noite se dissipam, os raios do sol surgem no horizonte, um novo dia desponta com suas esperanças e atribulações. É a vida que continua. O tempo não pára, implacável. Temos que continuar, apesar dos pesares.


Pois, então, vamos que vamos.

Cumpri meu compromisso na PREVI indo ao Rio de Janeiro na quinta para participar de reunião sobre planejamento estratégico e na sexta para a reunião do conselho deliberativo, pois assuntos relevantes estavam sendo abordados. Existem muitas demandas, algumas urgentes, por parte de participantes.

O cenário não está tranquilo. Houve novo desdobramento da operação lava jato, com a condução coercitiva do ex ministro Guido Mantega, depois revogada para que ele pudesse acompanhar sua esposa num procedimento hospitalar.

Também foram tomadas medidas para bloqueio de bens dos membros do Conselho de Administração da Petrobras que decidiram pela compra da refinaria de Pasadena, inclusive da ex presidenta Dilma, o que se constitui numa providência inédita na área, visando a efetiva responsabilização de conselheiros por operações temerárias. Isso vai fazer as pessoas entenderem que conselhos não são apenas cargos honoríficos ou de compensação financeira.

Para melhor avaliar a realidade dos conselhos nas empresas vou participar de dois encontros, um no Rio, da Previ, e outro em São Paulo, do IBGC.

Quanto a CASSI está em fase final o exame da proposta do banco, havendo divergência de opinião entre as associações e os sindicatos a respeito.

Enquanto isso começo a realizar meus exames clínicos para avaliar a próstata e saber se parto ou não para a cirurgia. É a vida que continua.

Bom final de semana.  Bom dia para todos.


A VIDA NOS SURPREENDE AS VEZES COM A MORTE

domingo, 18 de setembro de 2016

AS vezes a vida nos surpreende desagradavelmente e nos choca, obrigando a enfrenta-lá com resignação e superação, tal a dor que nos provoca.


Há quatro anos, enquanto viajava para o exterior, Aruba, fui atingido com a notícia da morte de minha irmã, menor sete anos que eu, a querida Maria Tereza.

Agora, na sexta feira, enquanto estava tentando relaxar numa praia de Florianopolis, após o Congresso da Abrapp, fui colhido violentamente, como um soco no estômago, com a notícia da morte súbita de meu irmão, quatorze anos mais moço que eu, com apenas 64 anos, no auge da sua carreira jurídica, o querido Antônio Paulo Cachapuz de Medeiros, conhecido como Professor Cachapuz, quando se preparava para embarcar para Hamburgo, na Alemanha, onde iria participar como juiz na Corte do Direito do Mar. Teve uma cardiopatia isquêmica enquanto dormia.

Ainda não consegui assimilar o triste acontecimento. São perdas que acontecem no caminho dos mais longevos. Estou procurando lidar com elas. Não só as dos meus irmãos mais jovens mas também dos meus amigos e parentes que, aos poucos, vão nos abandonando, vão deixando o nosso convívio, aumentando as estrelas do céu.

Sobre meu já saudoso irmão, devotado integralmente ao Direito Internacional Público, de corpo e alma, como o principal objetivo de sua existência, viveu em função desse mister, como professor, como doutrinador, consultor jurídico do Itamarati por 19 anos, um recorde, só superado por Clovis Bevilaqua,e agora juiz internacional, vou reproduzir, como última homenagem a ele, as palavras derradeiras escritas ontem, por colega seu de Brasília e transcrita nas principais revistas jurídicas do país, com o título "Cachapuz honrou como ninguém a consultoria jurídica do Itamaraty"

"Hoje é um dia triste para o Direito Internacional no Brasil. Está nos deixando um daqueles que construíram o Direito Internacional em nosso país e que, sobretudo , era JURISTA com todas as  MAIUSCULAS, como atualmente não mais se vê, infelizmente. Que suas lições, contudo, continuem a ecoar no Direito brasileiro e que nós, seus amigos, não deixemos morrer a obra que ele, durante anos e anos, duramente construiu e que, talvez, pouco se valorizou. Que Deus o receba, Professor Cachapuz, de braços abertos no céu. Saudades sem fim do amigo de sempre, Valério de Oliveira Mazzuoli."

ZECA GANHOU, SANTO MORREU, INTER PERDEU, LULA CHOROU

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Muita coisa acontecendo ao mesmo tempo. A gente fica meio tonto. Não consegue acompanhar direito os acontecimentos.


Eu participei do Congresso da Abrapp em Florianópolis. Melancólico. Sistema de previdência complementar fechado ultrapassado pedindo socorro, superado pela previdência aberta. Atualmente a Brasilprev é mais poderosa que a Previ pois possui 190 bilhões de ativos contra 180, ou menos, da Previ. Quem poderia imaginar ?  Se der eu vou fazer uma análise do que vi e percebi no evento. 

Acabo de verificar que ZECA ganhou a eleição para diretor de planejamento. Amir era meu primeiro candidato. Votei nele. ZECA era o segundo na minha preferência, embora tenha algumas divergências com suas ideias pregadas na campanha. Menos mal.

Estou chocado com a morte trágica do ator Domingos Montagner, que fazia o papel de Santo, na novela Velho Chico. Morreu afogado no próprio rio, quando se banhava acompanhado da atriz Camila Pitanga.  Eu sou noveleiro e acompanhava as tramas de Velho Chico. Parece que mexeram demais com mistérios esotéricos da região. Tem certas coisas espirituais e místicas com que não se deve brincar.

O Internacional perdeu para o Vitória, em casa, que é treinado pelo seu ex técnico Argel. E está na zona de rebaixamento. Assim, com esse time, não dá.

Lula chorou em seu pronunciamento de defesa contra a denúncia do MPF. Um momento crítico em sua vida pública. Acho muito triste o que assisti. Votei no Lula em 2002. Tinha muita esperança nele, mas logo logo me decepcionei, nada sabia do mensalão, e não votei nele na sua reeleição.

Vamos ver o que o dia de amanhã nos reserva. Torço por um dia de sol e que a maré que atormentou Santa Catarina entre nos trilhos e não volte a causar transtornos.


INDEPENDÊNCIA OU MORTE

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Sete de setembro é a nossa data pátria máxima. O brado de Dom Pedro em 1822 ressoa ainda vibrante. Independência ou morte !


A celebração deste ano merece reflexão. Estamos num momento ímpar de nossa história cívica. A presidenta recém sofreu impeachment. O seu vice assume o Governo com grande rejeição popular e com rachas em sua base de apoio no Congresso.

Enquanto Temer estava na China a polícia federal desencadeou uma operação investigativa em cima de quatro fundos de pensão: a Previ, o Postalis, a Funcef e o Petros. Aguardo maiores informes, inclusive sobre detenções e transações. Parece que essa parte da operação diz respeito a propinas pagas pela OAS.


Ao mesmo tempo a mídia e redes sociais informam que o aparelhamento do PT no Banco do Brasil poderá continuar pois as mudanças que se cogitam em algumas diretorias do banco e na Previ contemplarão dirigentes vinculados ao partido de Lula e Dilma. Será mesmo ? Paulo Cafarelli vai correr esse risco ? Vamos acompanhar e ver o que acontece. Ele não é trouxa.

Na próxima segunda se decide o destino de Eduardo Cunha.

Também na segunda, dia 12 de setembro, se realiza o Congresso da Abrapp de previdência complementar, reunindo os fundos de pensão, em Florianópolis. Eu participarei. O clima vai ferver, apesar da bolsa estar num patamar sensacional, atingindo os 60.000 pontos, saindo de 43.000.

Embora tenha deixado a presidência da AFABB RS continuo ligado em previdência complementar por conta de meu cargo de suplente do conselho deliberativo da Previ. Numa hora de turbulência como essa tenho recebido muitos telefonemas e tenho sido cumprimentado por ter decidido concorrer apenas como suplente. Tem gente que só agora compreende. É que não se deram ao trabalho de ouvir o meu discurso na novembrada que está na orelha do blog. Precaução e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

Ainda bem que estou mais leve. Este mês decido se opero ou não a próstata. Vou realizar exames.

E para complicar ainda mais o cenário tem as manifestações violentas, a greve dos bancários, a operação padrão da receita e a reforma da previdência prevista para este mês. Ufa !

Independência ou morte ?









MAIS LEVE

sábado, 3 de setembro de 2016

ONTEM, sexta feira, dois de setembro, transmiti o cargo de presidente da AFABB RS para o Cláudio Lahorgue.


Foi uma cerimônia simples. Só estavam presentes algumas personalidades representativas do BB e de nossas entidades e os membros eleitos da diretoria, conselho deliberativo e fiscal, cerca de sessenta pessoas. É o estilo discreto e sóbrio peculiar do novo presidente.

Ufa !  Me sinto mais leve .







Enfrentei muitas dificuldades nesses quatro anos de gestão. Uma CASSI quebrada financeiramente, contingenciada e com ameaças de se ver livre dos aposentados. Uma PREVI deficitária e com uma comunicação precária com os participantes. Um BANCO DO BRASIL ganancioso e com uma relação cada vez mais distante e fria com seus ex funcionários. Um JUDICIÁRIO que tem julgado ultimamente contra direitos adquiridos e conquistas históricas dos aposentados e pensionistas, derrubando jurisprudência já consolidada, mandando devolver valores recebidos de boa fé e em caráter alimentar. Um Judiciário cujo presidente do STF rasgou a Constituição na cara de milhões de brasileiros com a maior desfaçatez.

Além disso, enfrentei uma onda que rola pela internet, nas redes sociais, contra as associações de aposentados do tipo da nossa, procurando esvazia-las, questionando suas finalidades e os resultados obtidos com sua atuação, até mesmo os eventos de confraternização.

Essas dificuldades exigiram muito trabalho. Sacrifiquei minhas horas de lazer e até a minha saúde, fazendo o possível e o impossível para buscar melhorias ou soluções em prol dos associados.

Saio com a consciência tranquila do dever cumprido  e a cabeça erguida. Deixo a AFABB RS prestigiada a nível estadual - vitoriosa em todas as eleições entre os aposentados e pensionistas - e a nível nacional, como demonstram as visitas em nossa sede do presidente da Previ, da Anabb, da Faabb, da Cassi, da AAFBB, da AAPBB, e tantos outros, além da minha participação no conselho deliberativo da Previ e do Lahorgue na Anabb.

Deixo a AFABB RS saudável, administrativa e financeiramente, preparada para as adversidades que nos ameaçam no âmbito judicial e político.

Mas, concluindo, acho que meu melhor legado é deixar a AFABB RS com um clima de harmonia e paz, onde convivemos cordialmente com divergências de opiniões e de ideias, como deve ser no mundo civilizado, democraticamente, sem conflitos nem ranços que prejudicam a nossa união e entravam a nossa luta por melhorias.

Enfim, saio mais leve, para novas jornadas, em busca de novos horizontes. A vida continua. E temos que fazer ela valer a pena ser vivida, para podermos proclamar:  É bonita, é bonita  e é bonita !





IMPEACHMENT E AFABB RS

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Saiu finalmente o impeachment. Mas saiu capenga. Dilma não ficou inabilitada para exercer cargos públicos. Foi uma manobra urdida nos bastidores.  Lançou uma nódoa em cima da vitória expressiva obtida no Senado. Causou frustração e divergências jurídicas.

Parece que a Dilma não aprendeu a lição. Continua arrogante e dona da verdade. Ela não é culpada de nada. Se algo deu errado  é porque sofreu boicote da mídia e de interesses maiores de grupos da  elite contrariados.

Alguns aspectos me  chamaram atenção no julgamento.

Gostei muito da acusação da advogada Janaina. Também gostei do esforço e da construção da defesa do ex ministro Cardoso. Fez o que foi possível. Mas a causa era perdida.

A condução do Presidente do STF foi firme . Mas no final possibilitou o destaque e a votação separada, que beneficiou a ex presidenta. Não gostei.

A reação da Dilma ao impeachment foi mal educada. Não quis receber a comissão que foi lhe notificar. Continuou alegando golpe e disse que vai lutar para reconquistar a presidência. Declarou guerra ao novo governo que chamou de usurpador. Alimentou, com isso, as manifestações violentas que estão acontecendo em algumas capitais.

Acho que o apoio popular legítimo para ela tem sido mínimo. Em Brasília na Esplanada dos Ministérios, cercada, onde se esperavam vinte mil,  não tinham nem trezentas pessoas.

Agora é esperar o que vai acontecer no Governo Temer. O que vai mudar ? Quem vai sair ?  Vão mexer no aparelhamento ? Vai terminar o jeito PT de governar denunciado pelo jurista Miguel Reale como esperteza malandra ? O que vai ocorrer no Banco do Brasil, na CEF e no BNDES ?

Vou aguardar para ver. Torcendo. Só o bom humor do mercado não basta. É preciso ação.

Amanhã de tarde transmito ao Lahorgue a presidencia da AFABB RS. Hoje vou limpar as gavetas e me despedir. Foram muitos anos à frente da associação. Saio com saudade, de consciência tranquila e de cabeça erguida. Procurei fazer o melhor e dar tudo de mim a favor da causa das pensionistas e dos aposentados do Banco do Brasil. Deus sabe. É o que basta !




FIM DE MEU MANDATO NA AFABB RS

domingo, 28 de agosto de 2016

No dia 2 de setembro, sexta feira, transmito meu cargo de presidente da AFABB RS, depois de quatro anos de mandato, para o Cláudio Lahorgue.


Vou me sentir mais aliviado e livre de algumas amarras que vinham me causando problemas na minha atuação como conselheiro deliberativo da Previ, mesmo na condição de suplente.

Antes não havia restrições. Quando estive na Previ como conselheiro fiscal, entre 2002 / 2006, era perfeitamente compreensível e possível conciliar o cargo de presidente da AFABB RS com o de conselheiro, sendo até muito útil para um debate mais aprofundado dos direitos e interesses dos participantes, pois havia um diálogo amplo com os dirigentes. Agora pode caracterizar possível conflito ético. Defende a Previ ou os interesses da Associação?  Como se não fossem coincidentes, como se fossem sempre conflitantes, como se a associação não representasse condignamente as pensionistas e os aposentados.

Mudam os critérios. Mudam as pessoas. Parece que só a Anabb está liberada desse entendimento, porque ela não entra ultimamente com nenhuma ação contra a Previ nem contra o banco. Por isso mesmo que eu queria ter sido eleito para conselheiro da Anabb , para me fortalecer, mas não consegui votos suficientes.Paciencia.

Agora, a partir de sexta, 2 de setembro, não respondo mais pela AFABB RS perante a Previ. Como se costuma dizer atualmente, responderei só pelo meu CPF. Vou ficar mais independente. Tiro um peso dos ombros. Fazer o quê?  A gente dança conforme a música.

Votei no Amir Santos para diretor de planejamento pelo portal da Previ. Foi fácil. Só dar a matrícula e a senha. Vote também. A eleição recém iniciou.

Vou me preparar psicologicamente para ouvir a Dilma amanhã. Qual será a estratégia que vai empregar ?  Vai conseguir virar o jogo ?  

Vai ser uma semana histórica. Eu saio da presidência da AFABB RS e a Dilma sairá da presidência do país?

O IMPEACHMENT DE DILMA COMEÇOU

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

A data de hoje é histórica. Começou no Senado o processo de impeachment da presidenta Dilma Roussef. E começa quente. A primeira testemunha de acusação, procurador do Ministério Público, junto ao TCU,  foi desqualificada para simples informante. Foi considerado suspeito por participar de manifestação pública. Suas declarações perderam a força de provas processuais. Ponto para os defensores de Dilma. Um a zero. Mas o processo recém iniciou. Terá desdobramentos. Eu gosto quando meu time inicia perdendo.


As operaçõess que estáo sendo chamadas de pedaladas fiscais foram efetuadas com o Banco do Brasil Referente ao plano safra.. A divergência é se foram meras operações de crédito ou de operações irregulares para tapar excessos de gastos do Tesouro, violando as metas fiscais, que implica em responsabilidade da presidenta, sem aprovação do Congresso.

O argumento de que todos fizeram é irrelevante. Não absolve. Apenas lança dúvidas sobre porque o raio está caindo apenas numa pessoa. Qual o motivo ?

Como advogado me alinho na tese da OAB nacional favorável ao impeachment. Acho que existem elementos suficientes para tal. O Governo não pode gastar mais do que arrecada e não podem ser abertos créditos suplementares sem aprovação do Congresso. Foram 35 créditos suplementares abertos irregularmente. Mas vou acompanhar atentamente o processo, que promete lances emocionantes.

E a negociação da Cassi ?  Vamos ter que contribuir extraordinariamente até 1919 ?  Esquentou a coisa. Haja coração.




ARI ZANELLA RENUNCIA MANDATO NA PREVI

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Ari Zanella, numa atitude inédita e desprendida, renunciou seu mandato na Previ, como membro titular do Conselho Consultivo, conforme divulga em seu conhecido blog, www.arizanella.blogspot.com.br.


Reproduzo abaixo a carta de renúncia do Zanella, que merece atenção e  profunda reflexão.

RENÚNCIA DE MANDATO  -  Refletindo sobre a grave advertência recebida da Previ, através da correspondência DELIB / GABIN  2016/0061  , de 22 de julho de 2016, cheguei à conclusão de de que é inviável a minha permanência como membro do Conselho Consultivo, do Plano 1, agora na condição de titular, face à saída de Angelo Raphael Celani Pereira,  por motivo de saúde..

Continuo com a convicção de que o meu cargo de presidente da Anaplab e de mantenedor do blog www.arizanella.blogspot.com.br não agridem os dispositivosdisciplinares de nosso fundo de pensão.Muito pelo contrário, sou mero portador de críticas e procuro fazer contribuições positivas para a melhoria do atendimento dos assistidos e defesa dos direitos dos participantes.

Entretanto, como essa não é a visão de membros do Conselho Deliberativo , nem da auditoria interna, não me resta outro caminho  senão pedir a renúncia de meu mandato, para poupar a Previ de desgastantes inquéritos administrativos contra a minha pessoa, numa conjuntura difícil, onde a prioridade maior  devia ser a redução do déficit e a busca do equilíbrio atuarial.

Lamento frustrar os que me elegeram numa votação histórica, mas não posso mais conviver num ambiente onde me sinta cerceado e amordaçado, não podendo exercer meu mandato com amplitude.

Respeitosamente

Ari Zanella






APOIO O AMIR SANTOS - VOTE NO 5

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Para a eleição que vai escolher o novo diretor de planejamento da PREVI, cuja votação acontecerá de 26 de agosto a 15 de setembro, meu candidato pessoal é o AMIR SANTOS, número 5.

Conheço o Amir e sou de opinião que, respeitando os demais concorrentes, é o candidato que melhor preenche as condições para ocupar o cargo de diretor de planejamento da Previ, em substituição ao Decio Botecchia, que renunciou ao mandato.

O AMIR defende algumas das idéias que considero oportunas e saudáveis para nosso fundo de pensão, entre as quais a implantação do teto dos benefícios, a extinção do pagamento dos bônus aos dirigentes, a união dos eleitos, o fortalecimento das entidades representativas dos aposentados, pensionistas e funcionários da ativa, a transparência das decisões, a melhoria das condições do empréstimo simples,  e tantas outras.

Na última eleição o AMIR foi o segundo colocado com uma boa votação. Aguarda-se agora que, com o apoio de duas das chapas que concorreram naquela eleição, ele possa ganhar com folga a presente eleição.

Torna-se necessário, porém, que os aposentados e pensionistas participem da votação.  Não podem ficar omissos e deixar para o pessoal da ativa a tarefa da escolha.

Minha convocação, pois, é para que os aposentados e pensionistas não se acomodem e participem da eleição, votando no AMIR SANTOS, o número 5.

AUMENTO DO EMPRÉSTIMO SIMPLES PARA 160 MIL

terça-feira, 16 de agosto de 2016

A PREVI divulgou em seu site que, a partir de 15 de setembro, o empréstimo simples terá seu limite majorado para 160 mil reais.


Essa notícia permitirá algum alívio para um grupo de participantes que está apertado financeiramente, pois propiciará margem para o aporte de novos recursos.

Tem gente que criticou o Encontro de Camboriú promovido pelas AFABBs do sul do país, afirmando que era inócuo, que não produzia resultados concretos.  Aí está, logo após o Encontro, veio a divulgação da notícia. Acredite se quiser.

Outra notícia alvissareira é a da bolsa de valores que não para de subir, está a 59.000 pontos, rumo aos 60.000, desde que o Meirelles assumiu o Ministério da Fazenda com sua equipe econômica. Com essa performance os fundos de pensão tem melhorado o seu resultado, inclusive a Previ.

O jornal Valor Econômico de ontem noticiou que os fundos, entre os quais a Previ, vão decidir pela venda de suas ações na CPFL para State Grid. numa operação bilionária.

E para fechar as notícias, foi emocionante a conquista da medalha de ouro no salto com vara, e as medalhas de prata e bronze na ginástica artistica de solo nas Olimpiadas.

O DOUTOR CACHAPUZ, MEU PAI !

sábado, 13 de agosto de 2016

Tenho saudades de meu pai, Dirceu Cachapuz de Medeiros, mais conhecido como Dr. Cachapuz .


Ontem um colega de banco,  de Livramento , veio me visitar na AFABB RS, Samuel Leite, 85 anos, e  se lembrou carinhosamente da atuação do doutor Cachapuz como advogado do Banco do Brasil na fronteira oeste gaúcha, com sede em Uruguaiana, tecendo elogios para sua conduta profissional e de cidadão.  Naturalmente, me emocionei com a lembrança.

Quando chegou em Uruguaiana como Juiz ele era conhecido como Dr. Cachapuz de Medeiros. Cachapuz era o sobrenome de sua mãe, Coló, família gaúcha de Lavras do Sul. Medeiros era o sobrenome de seu pai, desembargador José Bernardo, de Caicó, Rio Grande do Norte. Por discordar de medida autoritária do Governador Flores da Cunha, ligado à Borges de Medeiros, renunciou à magistratura e passou a advogar, inclusive na área criminal, fazendo júri, com alguns casos célebres na região. Mais tarde ingressou no Banco do Brasil como advogado.

Era uma figura austera, um cidadão exemplar, um emérito professor. Tinha um enorme senso familiar. A família como célula mater da sociedade. A família acima de tudo.



Meu pai era um idealista.  Na defesa de seus ideais arriscava a própria vida. Participou da revolução de trinta que levou Getulio ao poder, alistando se no exército da Aliança Liberal.  Foi no trem que conduziu Getulio ao Rio de JJaneiro e tirou fotografia no obelisco da Avenida Rio Branco, onde os Gauchos amarraram seus cavalos. Ameaçado de morte em São Borja, por seu trabalho como advogado do banco contra pecuaristas fortes da campanha, antigos coronéis, enfrentou os capangas amontoados na frente do Fórum, fortemente e ostensivamente armados, pediu licença, sozinho, o Gerente o abandonou, passou pelo meio deles e foi protocolar as petições indesejadas, sob o espanto do juiz. Retornou ileso.



Devo muito a meu pai. Era professor do Colégio Santana onde estudei e me formei no Científico, com láurea. cuja medalha recebi de suas mãos. Me deu aulas de História do Brasil. Excepcionais aulas. Era um educador nato. Procurava formar o cidadão, com noções de ética e de moral cívica.

Era muito religioso. Total respeito e confiança no patrão veio lá de cima. Obrava por conta de recompensa puramente divina, desinteressado de bens materiais.

Me deixou grandes lições de vida. Procuro seguir seus ensinamentos e seu exemplo de bravura, mesmo que tenuemente, na defesa dos direitos ameaçados dos aposentados, das pensionistas e dos idosos.

Tinha defeitos. Certamente. Quem não os tem. Até a lua, em suas noites mais brilhantes, ostenta manchas em sua face sem comprometer seu esplendor.

Neste dia dos pais minha tardia e sincera homenagem ao meu pai.  Tenho saudades dele. Tinha muita admiração, respeito e amor pelo dr. Cachapuz. Faz falta.  e , peço licença, para, na pessoa dele, homenagear a todos os pais que frequentam o blog, na certeza de que a missão de pai não é fácil, mas é digna e meritória. Parabéns.

11 DE AGOSTO, DIA DO ADVOGADO

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Sou advogado há mais de 55 anos.  Minha formatura na UFRGS ocorreu em janeiro de 1961. Meu número na OAB é 2.806 um dos mais antigos atualmente em exercício no Foro.  Os serventuários do Judiciário me olham com estranheza quando apresento a carteira da Ordem. Um deles me perguntou se eu era do tempo do epa !



Não sei o que ele quis dizer com o tempo do epa. Sei que no meu tempo tinham coisas que hoje não existem mais. O dia 11 de agosto era chamado de dia do pindura. Os donos de bares e restaurantes onde os estudantes de Direito , sempre apertados financeiramente, se reuniam , mandavam, gentilmente, pendurar as contas. Os chopes então se multiplicavam. A confraternização era genuína e saudável.

Amo o Direito. A minha profissão me deu grandes alegrias e me proporcionou excelentes oportunidades na vida.  Foi uma imensa satisfação quando passei de escriturário para o quadro jurídico do Banco do Brasil. Na época, 1963, fui o advogado mais moço do banco, com apenas 24 anos de idade, com zona de atuação em Uruguaiana, Itaqui, Livramento e Santiago. Mais tarde tive a honra de ser convidado pelo presidente Rischbieter para o alto cargo de consultor jurídico adjunto em Brasília, o segundo maior cargo da carreira no banco, e terminei minha trajetória como assessor jurídico da Super RS em Porto Alegre.

Nunca abandonei a advocacia. Depois de aposentado no BB passei a me dedicar ao Direito Previdenciário e de Família e Sucessões. Eleito para o Conselho Fiscal e Deliberativo da Previ, tive que substabelecer sem reservas as ações que mantinha contra o fundo, por dever ético e conflito de interesses. Mas continuei advogando contra o INSS e a CEF.

Procuro estar atualizado com as teses que dizem respeito aos fundos de pensão, aos participantes e aos aposentados e pensionistas, a fim de poder compreender melhor as razões que conduzem ao ajuizamento das causas bem como as teses de defesa das entidades, para fazer um juízo de valor equilibrado e poder, talvez, contribuir com ideias e sugestões para a solução de pendências e a redução da judicializacão.  Recentemente participei do 11 Encontro Jurídico da Abrapp em São Paulo, no qual estavam presentes cerca de 500 advogados e que foi muito proveitoso , especialmente na análise da atual conjuntura difícil que vive o sistema de previdência complementar, dando ênfase à figura do participante do fundo e de como o advogado pode contribuir para a melhoria da situação.

Saudo aqui a todos os advogados pelo seu dia na pessoa do atual presidente da OAB nacional, Dr Cláudio Lamacchia, de cujas mãos recebi a honrosa comenda Oswaldo Vergara. Trabalhei com seu avô no BB, Dr Paulo Pacheco Prates, fui no casamento de seus pais, e Ana , minha esposa, embalou o recém-nascido no hospital. É um orgulho para a advocacia gaúcha ter o Lamacchia num posto tão relevante. Temos , nós os Gauchos, grande esperança de seu trabalho à frente da OAB.

Viva o dia do Advogado !


ABERTURA INESQUECÍVEL

domingo, 7 de agosto de 2016

A abertura das Olimpíadas foi uma linda festa. Para alguns, como Arnaldo Jabor, inesquecível.  Uma lição de ecologia, de história e de arte.. Um espetáculo pirotécnico maravilhoso. Gisele desfilou toda a sua beleza e elegância, sob o som de Garota de Ipanema. Olha que coisa maislinda mais cheia de graça...Era a nossa guria aqui de Horizontina deslumbrando o mundo.


Achei um único senão. Não consigo compreender como não foi inserido no espetáculo a famosa marchinha Cidade Maravilhosa, cheia de encantos mil ... Todo o Maracanã ia cantar a capela a exemplo do que fez com o país tropical  com Jorge. Benjor.  Para mim é o hino do Rio de Janeiro é uma das músicas mais bonitas que conheço.

Vaiaram ao Temer, mas não achei legal terem vaiado a Argentina.

Lamentaram que o orçamento não permitiu maior utilização ainda de tecnologia. Mesmo assim foram gastos cem milhões. Daria para muita escola e hospital. Cem Milhões só para festadeabertura.

O Zanella publicou um post desanimado sobre o Encontro de Camboriú. Sem refresco. Não tinham cem pessoas no evento para ouvir os diretores da Previ e da Cassi, ambos eleitosno último pleito.

Amanhã estou indo para São Paulo a fim de participar de um importante evento jurídico sobre previdência complementar. Vai analisar as novas disposições do CPC, especialmente com relação às conciliações e sua aplicação aos fundos de pensão. Tem dois dias de duração.Volto na quarta.

Estou assistindo às provas olímpicas pela TV. 

Bom domingo.

ENCONTRO DE CAMBORIÚ E AS OLIMPÍADAS

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Hoje estão iniciando os jogos olímpicos  no Rio. A inauguração oficial é sexta feira à noite.


O Encontro de Camboriú também é sexta feira, só que durante o dia, na AABB daquele balneário.

Estou ameaçado de nao poder ir pela primeira vez.  Fui um dos que criou esse encontro regional das Afabbs do Sul do país, que se firmou como um dos eventos mais importantes do nosso calendário.

Compromisso familiar e de saúde de última hora com minha esposa estão  me impedindo de comparecer. Uma pena.

Mas irá o Lahorgue, que vai coordenar a palestra sobre a Cassi, pela manhã, o Ricardo Maeda, coordenador do conselho de usuários da Cassi no RS, expert na área, e o vice presidente José Rodrigues Pereira, de maneira que a AFABB RS estará muito bem representada.

Tenho certeza de que o evento será um sucesso.  Outras Afabbs aderiram, como é o caso da AFABB DF e da AFABB RN, que não se intimidaram com a distância.

Muitas dúvidas poderão ser esclarecidas pelos diretores da CASSI e da PREVI que deverão comparecer ao evento. Além de Marcel e Humberto, também informou presença a diretora Cecília Garcez.

Lamento não poder ir. Tinha vários assuntos para debater.  Certamente vai ser abordado o projeto em discussão na Câmara sobre o aperfeiçoamento da legislação previdenciária. Mas não podemos deixar passar a oportunidade de debater assuntos que nos dizem respeito no dia a dia com a saúde e finanças, como o empréstimo simples e o custeio de medicamentos de uso contínuo.

Vou aguardar ansiosamente as notícias.

AGOSTO, MÊS DO DESGOSTO, ESTÁ CHEGANDO

sábado, 30 de julho de 2016

Julho se foi e estamos as portas de agosto, mês do desgosto.


Foi em agosto que se deu o suicidio de Getulio Vargas e a renúncia de Janio Quadros, afora outras desgraçais.  E agora está marcada para final de agosto a decisão sobre o impeachment de Dilma , após as Olimpíadas.

Em agosto muita coisa se decide de bom ou de ruim para nós.

De minha parte será o mês de minha despedida da presidência da AFABB RS, depois de quatro anos de gestão.  Estou dando os retoques finais.  Quero deixar a casa em ordem. Avalio o mandato para fazer um relatório circunstanciado. 

Também este mês vai decidir se o tratamento clínico para a próstata deu resultado ou se terei que fazer a  cirurgia.  

Nesse interim tenho o Encontro de Camboriu dias 5 e 6, Seminário da Abrapp em São Paulo dias 8 e 9, reunião do DELIB da Previ no Rio dias 25 e 26. A vida não para. O tempo passa veloz.

Mas no mês de agosto tem uma data importante que é o dia dos pais e aqui em Porto Alegre, ou melhor em Esteio , se realiza a Exposição agro pecuária num péssimo cenário..

O Rio Grande do Sul está depressivo. O atual governo encontrou o Estado falido e não consegue sair do buraco, pagando ao funcionalismo parcelado e abandonando algumas missões básicas como é o caso da segurança. Fracionar salário de servidores é inconcebível. 

Estamos vivendo sob o signo do medo e isso não é bom para ninguém.

Enfim, está chegando agosto. Vamos ver o que nos trás.



ATUALIDADES EM NOSSO MUNDO DO BB

terça-feira, 26 de julho de 2016

Vamos atualizar algumas notícias que nos interessam objetivamente.


A eleição para diretor de planejamento da Previ teve mais candidatos do que o esperado. Sete candidatos ao cargo vago pela renúncia do Decio. Oposição mais uma vez dividida. Única novidade positiva foi que o MSU não apresentou candidato e vai somar suas forças eleitorais. Muito interessante e oportuna a carta do Faraco, explicando porque desistiu de concorrer e o que aconteceu na eleição para diretor de seguridade onde se julgou prejudicado pelo BB.

Houve nova rodada de negociação entre o BB e as entidades do funcionalismo a respeito da CASSI depois de cinco meses de interrupção.  Pouco avanço. Caminha a passo de tartaruga. Nossa saúde está    valendo pouco para o BB. O resultado está pesando mais na balança.

A subida da bolsa de valores, animada com a posse do Meirelles e sua equipe na economia, tem melhorado as contas da Previ e trazido novo alento para os investimentos em renda variável. Neste ano a Petrobras já subiu quase cem por cento, a Vale cinquenta por cento, o Bradesco e o Banco do Brasil mais de cinquenta por cento. Aguarda se que o Ibovespa feche o ano a 64.000 pontos, reduzindo o déficit da Previ. É uma aposta no Governo Temer. A decisão sobre o impeachment vai ser fundamental.

A inadimplência e o aperto financeiro andam grandes com a crise. A inflação ainda não cedeu e os juros estão elevados. Os empréstimos ficaram impagáveis. Medidas corretivas e de alongamento de prazos se impõem.

Tudo isso torna ainda mais oportuno e interessante o Encontro de Camboriu que vai acontecer no dia 5 de agosto naquele famoso balneário. Vários dirigentes e gestoras da Previ e da Cassi já confirmaram sua presença, assim como de nossas principais entidades.

A AFABB RS é uma das organizadoras do evento, que nasceu há oito anos num encontro que tivemos com o presidente Borba, da AFABB SC e com o presidente Nereu Lagos, da AFABB PR, em Florianópolis.

E falando na AFABB RS, somente uma chapa se inscreveu para exercer um novo mandato. Difícil, como sempre, proceder à renovação. Ninguém quer os cargos. Gostam de criticar e de cobrar, mas trabalhar está fora de cogitação. O  Cláudio Lahorgue será meu sucessor na presidência da AFABB RS.  Vou me dedicar exclusivamente à Previ.  Evito confusões nesta altura da vida.

Por último, comemorando o dia dos avós, na condição de avô coruja, envio um forte abraço a todos e todas que foram abençoados com netos, coisamais doce que eles são, alegrando a nossa velhice.
Então, vamos.

AMIZADE Não TEM IDADE

quarta-feira, 20 de julho de 2016

O meu post sobre idoso esperança teve boa repercussão. Foi distribuído por vários colegas. Sinal de que apreciam matérias diferenciadas e conceituais, saindo um pouco do nosso dia a dia.


Hoje é o dia do amigo. Nada mais natural que fale sobre amizade, um sentimento bem defasado atualmente neste mundo louco que estamos vivendo.

Se fala muito em discriminação. Se discrimina pela cor, pela opção sexual, pela religião, pela cor partidária ou esportiva, pela idade, por tanta coisa, inclusive status social. 

No meu caso, desconfio - e não gosto - que estou sendo discriminado por causa da idade. Acho um desaforo. Querem me considerar carta fora do baralho. Se enganam. Não pendurei as chuteiras. Só que me obrigaram a trabalhar nas sombras e nos bastidores. Onde, aliás,sou super eficiente. Posso ser idoso, mas não sou bobo nem burro.

Há uma grande diferença entre ser colega e ser amigo. Antigamente, no tempo que ó funcionalismo do BB era uma família, podia se dizer que o colega era um amigo fraternal. Tenho várias provas disso. Mas hoje a competição e a materialidade das metas tirou esse sentimento de fraternidade do nosso meio. Predominam os interesses. A vida no trabalho já não é tão bela.

Amigo, para ser chamado de amigo, 
                                                           Não tem cor
                                                           Não tem idade
                                                           Não tem sexo
                                                           Não tem nacionalidade

                                                           Não tem estado civil
                                                           Não tem religião
                                                            Não tem partido
                                                            Não tem time do coração.
Amigo tem que ser amigo. Só isso.

É o que procuro ser. Trato os outros como gostaria que me tratassem.

Um grande abraço a todos os meus amigos. De qualquer idade, de qualquer credo, de qualquer opinião. Amizade não se compra. Amizade não discrimina.

Feliz daquele que tem amigos. Tem tudo. É uma riqueza incomensuravel.

Para terminar ainda sou daqueles que considero colega um amigo. Fazer o quê?  Sou crédulo por natureza. Estou no Rio para reunião do DELIB. Tempo feio, frio, cinzento. Espero que melhore o clima geral. Do tempo e da PREVI. Oxalá.

IDOSO ESPERANÇA

sábado, 16 de julho de 2016

O IDOSO tem sido castigado ultimamente com várias medidas adversas porque passou a ser o culpado pelo desequilíbrio atuarial da previdência, pois passou a viver mais do que as previsões anunciavam.  Virou vilão dos fundos de pensão e dos planos de saúde. Passou a ser problema. Menos para as companhias de seguro, que cobram caro pela permanência e terminam obrigando o coitado do idoso a desistir do seguro por impagável o prêmio, depois de anos e anos de pagamento.


Mas a situação do idoso não tá fácil. Sim, não tá fácil para ninguém nessa crise, mas muito menos para o idoso, que perde, pela idade, o mercado de trabalho, e passa a depender de sua aposentadoria, cada vez mais comprometida com dívidas e compromissos, inclusive com a saúde. Passa a viver a velhice só para pagar dívidas em vez de desfruta-la.

Querem descartar o idoso. Afinal, dizem, é um velho. Já viveu. Tem que dar lugar para os mais jovens. As crianças tem a prioridade. As crianças são o futuro. As crianças são a esperança. Até criaram o Criança Esperança na Globo.

Na internet tem uma sátira chamada de Idoso Esperança, mais ou menos assim : -

"Se você quer doar Cr$ 300,00 ligue para meu telefone fixo.

se você quer doar Cr$ 500,00 ligue para meu celular.

se você quer doar Cr$ 1.000,00 não precisa ligar. Avise que eu mesmo vou buscar.

O idoso sou eu. A esperança é você."

Está na hora dos idosos reagirem. Chega de nos considerar inimigo público número um.  Precisamos de respeito. Precisamos fazer valer nossos direitos. Precisamos mostrar que merecemos consideração.   Nossos cabelos brancos são sinal de experiência, de conhecimento, de sabedoria.

Não queremos ser uma carga para ninguém.  Muito pelo contrário.

Alguns conceitos estão sendo revisados com o intuito de melhorar a legislação previdenciária. Precisamos estar atentos pois querem cortar justamente em cima dos idosos.

Você que completou setenta anos, setenta e cinco, oitenta ou mais,  mostre que idade não é estorvo, mas um mero estágio da existência, que pode ser útil, produtiva e merece todo o respeito dos mais novos.

Sim somos idosos, com muito orgulho, mas não somos velhos nem inativos. Não descontem as frustrações em nós.

Bom final de semana.