QUAL É O DEBATE NOS FUNDOS DE PENSÃO

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Tem muita coisa em jogo no momento envolvendo o sistema de previdência complementar no país ex PT.


O primeiro cuidado é terminar com o processo de arregimentacao política e sindical introduzido pelo Ministro Gushiken e por Berzoini no Governo Lula, com o comprometimento dos principais fundos estatais e a conivência de alguns líderes da iniciativa privada que tomaram conta da Abrapp.

O segundo cuidado é com o fortalecimento do sistema, que anda assustado com a onda deficitária que  comprometeu os ativos e obrigou alguns fundos a cobrar contribuição extraordinária de seus participantes.

O terceiro cuidado é com o foco do sistema, voltado para a satisfação primordial dos patrocinadores dos fundos, fazendo dos participantes mera massa de manobra.

O participante do fundo passou a ser visto como meio e não como objetivo do sistema.Um erro crasso não tolerado por quem só queria tirar proveito para si ou para uma série de empresas sangue sugas que rodeiam o sistema, como empresas de seguros, de investimentos, de tecnologia, etc.

O Governo PT vinha legislando por meio de instruções apenas procurando vantagens e sangrar os fundos de pensão.

O que aconteceu com o Postalis é um verdadeiro crime. Os carteiros foram espoliados. Isso não pode ficar impune.

O novo Governo quer desaregimentar o sistema e aperfeiçoar o que for possível. Quercorrigir erros históricos  e sanear a previdência complementar.

Tem uma tarefa árdua pela frente. Os adversários e os interesses contrários são de grande monta.

Precisa muita coragem.

ESTOU VOLTANDO

sábado, 10 de novembro de 2018

AINDA estou viajando mas  já estou quase voltando. Dia 14 chego a Porto Alegre e já tenho audiência marcada de importante questão judicial. Fiquei feliz durante a viagem porque recebi a notícia de duas estupendas vitórias em processos defendendo colegas. 


À viagem me fez bem. Tinha recomendação médica para sair e relaxar. Minhasogra morreu há pouco tempo e minha esposa é ainventariante de um espólio complicado, que envolve divisão de campos.

Houve quem me criticou por viajar num momento de transição política e econômica. Mas cada um tem seus calos para cuidar. E eu tenho uma história para trás de serviços prestados. De vez em quando tenho que cuidar da minha vida e de minha família. Desculpem os insatisfeitos, mas até a Bíblia ensina que é assim que se faz .

Falaram na intervencaoda Cassi e de outras coisas mais. Mas o que me desagradou foram as notícias sobre o ÉS. Parece que existe prazer em fazer os mutuários sofrer. Quecoisa !  Papai do céu não gosta disso.

Me aguardem mais um pouco. Coloquem água no chimarrão e esquentem o feijão, que estou voltando.

Amanhã tem carnaval por aqui. Vou continuar desfrutando da alegria.

Faz bem à alma da gente.

Vamos que vamos.


POR ESTA EU NÃO ESPERAVA

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Por esta eu não esperava mesmo.


Consagrada nas urnas a vitória do Jair Bolsonaro,  hoje , recebi uma inesperada sondagem para participar da equipe de transição, em Brasília, devidamente remunerado e com ajuda de custo.

Por que eu ? Por causa da experiência como conselheiro deliberativo e fiscal da Previ, bem como pela minha atuação ilibada como diretór do Badesul, que ficou marcada na memória, segundo me foi dito. A finalidade seria para fazer parte de um grupo destinado a analisar aperfeiçoamento no sistema dos fundos de pensão, com vista a oxigenar os fundos e livra los do aparelhamento montado por Gushiken e Berzoini, que tanto prejudicou o Postalis, a Funcef e outros fundos estatais. A Previ também estaria incluída no projeto, que tentaria evitar futuros déficits.

Não esperava o contato por já estar pendurando as chuteiras, como tenho dito,  embora continue atuante como consultor jurídico da Afabb RS.

Fiquei surpreso e honrado, mas não pude aceitar por estar de viagem marcada para o exterior, dia 30 de outubro, a fim de desfrutar de um cruzeiro marítimo comemorativo com minha esposa, uma viagem dos sonhos, imperdível,cujas despesas não são mais reembolsáveis, nesta altura, só retornando no final do mês de novembro.

Considerei o convite como comprovação de que o novo presidente e seu staff estão procurando se cercar de gente honesta, bem intencionada, experiente e que tem foco mais nas pessoas ( participantes) do que  nas entidades. Também de que nem toda a equipe será indicada pelo Paulo Guedes. O Sul terá peso no Governo. E também porque quer mesmo combater e erradicar a corrupção que reinou nosultimos anos no país.

Desejo êxito na transição, especialmente ao General Hamilton Mourão, que foi quem me condecorou com a medalha Marechal Mascarenhas de Moraes quando chefiou o Comando Militar do Sul em Porto Alegre, e ao deputado federal Ônix Lorenzoni, futuro chefe da Casa Civil, importante coordenador da campanha e do novo Governo,  coordenador de tudo no dizer do Bolsonaro, pois terão importante papel a desempenhar no processo.

Amanhã viajo. Nos próximos dias o blog vai andar mais devagar. Estou querendo mesmo relaxar e aproveitar os momentos de lazer da viagem programada há varios meses.

Mas por esta não esperava. A vida reserva cada surpresa ! Que coisa ! Bolsonaro presidente, gostei da primeira-dama, sensata e inteligente entrevista dada a TV Record. General Mourão, gaúcho, amigo  pessoal do dr Krieger, presidente da FeB no RS e ex presidente do CD da Afabb RS,  vice presidente do país, vejam só.  Ônix, gaúcho, atuante deputado,  chefe da Casa Civil! E meu nome foi lembrado para a transição!  Incrível! É a vida ! Quem apostou em segurança e no combate à corrupção,   está de parabéns. Oxalá tudo dê certo. Oxalá!  Vamos dar um crédito de. Confiança ao novo Governo.

Vamos que vamos. Com Deus no coração!
 Avante Brasil ! Brasil acima de tudo. Deus acima de todos !

NA RETA FINAL O BB MUDA PRESIDENTE

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

A notícia vazou e hoje, véspera da eleição Cafarelli sai da presidência do BB e assume a presidência da Cielo, que estava vaga desde julho .  A Cielo passa por dificuldades face à concorrência acirrada.


O mercado foi surpreendido com a decisão de Paulo Cafarelli, não aguardando o resultado do segundo turno.

Também foi surpresa o anúncio do seu substituto Marcelo Labuto, embora o mesmo seja pessoa de confiança de Cafarelli, pois corria solto na disputa o vice presidente Walter Maleni, presidente do CD da Previ, porém este vinha-se desgastando desde o episódio da resposta da minha carta renúncia e dos  problemas na Brf onde é conselheiro.

Cafarelli era ligado ao ex Ministro Guido Mantega,  de quem foi secretário geral no Ministério da Fazenda.. Acho que não quis arriscar.

Existem nuvens negras no horizonte do sistema financeiro. A delação do Pallooci e a possível delação do Dida, que teria dito que o BB estava todo envolvido com as propinas.

Comenta se que Cafarelli teria querido dar a impressão de que não estaria disposto a trabalhar com a transição do Bolsonaro, por não concordar com o candidato.

A disputa presidencial está na sua reta final. Faltam dois dias. Encurtou a distância entre os dois candidatos, de 18% baixou para 12%. Acho que só um terremoto impede a vitória do Bolsonaro. A declaração de seu filho sobre a invasão do STF foi desastrosa. Outra dessas, pode ser fatal.

Vamos ver como o mercado se comporta hoje.

Votem bem.

Até segunda.

Vamos que vamos.

DENÚNCIA INOPORTUNA

terça-feira, 23 de outubro de 2018


Me convenceram que o momento é inoportuno para fazer uma denúncia pessoal.  Estamos na véspera da votação que vai decidir qual será nosso futuro presidente.

Não dá para concorrer com as notícias que circulam tentando angariar votos ou aniquilar com o adversário.

Hoje mesmo existem inúmeras manchetes avassaladoras na mídia.

Minha denúncia fica para mais adiante, quando os ânimos se acalmarem um pouco, após o resultado do pleito . Quero Ibope, quero ver o blog bombando.

Nunca assisti a tanta baixaria.  Já tivemos atentado, ameaças, acusações, escorregões, de tudo um pouco.

Incrível a rejeição contra o PT.  Dentro do próprio partido existem os que são contra o rumo que a cúpula adotou.

Conforme anunciei a Previ apresentou superávit robusto em setembro, mais de seis bilhões de reais.

E a bolsa continua surpreendendo e recompensando aqueles que compraram na baixa. Me preocupa, porém, a saída diária deexpressiva parcela de capital estrangeiro e o mau humor externo com a guerra comercial dos EUA com a China. Estou, de novo, reduzindo ou até zerando posições.

A Previ realizou seminário de governança.  Existem situações que merecem reparos. Mais adiante vou mostrar.

E a novela da Cassi continua. Acho que, no fundo, querem mesmo a intervenção da ANS. 

É ridículo o BB aguardar uma proposta das entidades que passe antes pelo crivo da Cassi e seja factível.

Ora factível é o canto do sabiá.


O BB GULOSO É O LÍDER DAS RECLAMAÇÕES

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Foi divulgado que o BB tirou o primeiro lugar nas reclamações da clientela e dos que utilizam seus serviços.  Um primeiro lugar nada honroso. Ganhou do Bradesco, do Santander e do Itaú.


Esse é o retrato atual de um banco que só pensa naquilo. Seus dirigentes querem resultados financeiros para engordar sua participação nos lucros, à custa de qualquer coisa, inclusive da saúde de seus atuais e antigos funcionários, atualmente chamados de pós laborais em vez de aposentados.

Esse é o retrato de um banco que demitiu por incentivo e não repôs seu quadro funcional, necessitando urgente de dez mil novos funcionários.

Esse é o retrato de um banco que está procurando fugir de suas responsabilidades sociais e negocia, debaixo de terrorismo, para quebrar o princípio de paridade na Cassi é violentar direitos adquiridos.

Esse é o retrato de um banco que mereceu ontem a declaração de Haddad de que ninguém vai permanecer da equipe econômica se ele ganhar a eleição.

Esse é o retrato de um banco que mereceu do Bolsonaro também a declaração de que muda tudo, ninguém fica, para oxigenar a área.

Esse é o retrato de um banco que, infelizmente, perdeu sua identidade, suas raizes saudáveis, foi corrompido por pragas, está enfermo e desnorteado, com dirigentes do perfil de um Dida, que ameacou abrir o trombone, depois de revelar que nada ficaria de pé na instituição.

Que pena !  Saudades do nosso BB . Mudou, os tempos exigem mudanças, mas mudou para pior, e quer levar junto a Cassi e a Previ, pois só serve para o BB e seus aliados aquilo que servir para os objetivos gananciosos do guloso.

CORTE DE HONORÁRIOS DOS DIRIGENTES

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Se a Cassi vai partir para o contingenciamento rigoroso com cortes de despesas de médicos e hospitais, sorteando as faturas a serem pagas, nada mais justo de que ocorram cortes de valores nos polpudos honorários pagos a dirigentes e conselheiros. É por aí que deve partir o exemplo. A primeira medida a ser tomada. Cortar cinquenta por cento da verba honorária.


Qual é o honorário de um diretor da Cassi ?  Você sabe ?  Trinta mil, quarenta mil, cinquenta mil ? Quanto é ?  Cabe esse honorário numa empresa que começou a cortar na veia?

Está faltando coerência no discurso dos dirigentes. Querem cortar despesas, mas não honorários. Contingenciaram viagens e outros penduricalhos.

Porque só nós  é que vamos pagar o pato ?

Tenho visto muita gente pregando moderação, calma, união.  Mas o momento é de agir com rapidez e de maneira contundente. O BB atropelou. Vamos ficar inertes ?

Tenho certeza absoluta que uma greve resolve o problema. Lamento que os sindicatos estejam paralisados.

Nesta altura do campeonato se impõe uma providência drástica e decisiva. Não é hora para reuniões bizantinas.

Lamento ser tão incisivo, mas é o que eu penso.

Vamos que vamos ?  Ou não vamos ?