E O MUNDO CAIU

terça-feira, 21 de setembro de 2021

A bolsa desmoronou ontem. A ação da Vale caiu a oitenta e dois reais. Estava a cento e vinte. O minério de ferro caiu de duzentos a noventa dólares. Tudo por causa da gigante chinesa que está quebrada, com passivo superior a trezentos bilhões de dólares.


Amanhã, quarta feira, teremos um dia importante para o mercado com decisões do Bacen e do fed a respeito de política monetária. O mercado aposta que os juros vão subir. Um por cento.

Com esse cenário nosso superávit na Previ foi para o espaço, teremos sorte se não houver déficit a ser equalizado.

A situação é pior no Brasil por causa da instabilidade política e da decisão do Guedes de aumentar o ICMS, reprovada pelo mercado. 

Dias sombrios nos aguardam.

Enquanto isso o presidente come pizza na rua em Nova York acompanhado de seu mimoso o presidente da CEF. Vai discursar hoje na ONU, como é a praxe.

Na Cassi se discute a questão de se amenizar a coparticipação, agora que caiu a resolução que obrigou a Cassi a tomar providências agravando a nossa parte.

Vamos torcer que as coisas melhorem.

CENÁRIO ABALADO, DIRETORIA PREVI FAZ LIVE QUINTA FEIRA

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Os diretores eleitos da Previ estão anunciando que realizarão uma Live quinta feira para falar sobre as consequências negativas para os investimentos da Previ com o novo cenário econômico financeiro decorrente do clima político e institucional dos últimos dias.


Certamente o superávit diminuiu, conforme eu mesmo já escrevi aqui no blog. Mas o abalo pode ser apenas momentâneo e conjuntural. Hoje a bolsa já subia mais de dois por cento, atingindo quinze mil pontos. As principais ações se recuperavam, felizmente.

Quem estiver interessado pode acessar a Live dos diretores da Previ.

De minha parte acho que não há economia que se sustente com essa beligerância entre os poderes constituídos da nação. A carta, que alguns chamam inapropriadamente, de carta testamento, dirigida a nação, é um recuo todo aleijado e que terá alcance curto. Infelizmente.

O presidente esteve aqui na exposição de animais em Esteio no sábado. E vestia um blusão amarelo do Banco do Brasil. Ao receber uma cesta de produtos agrícolas, contendo um salame, foi grosseiro e mal educado com o governador gaúcho. Pra que ?

A imprensa gaúcha publicou matéria sobre o super endividamento motivado pela inflação dos gêneros alimentícios, e noticiou que os devedores estão contraindo empréstimos para comer. Isso é grave.

Onde vamos parar ?  Ah, os remédios subiram. Os idosos que sofram.

Desculpem meu desalento. Vou batendo em retirada peleando, mas que tá difícil, isso tá.

NADA DE NOVO NA PREVI

quarta-feira, 8 de setembro de 2021

Assisti a toda a vídeo conferência com os três diretores eleitos da Previ. Durou quatro horas. Começou as três da tarde e terminou às sete.Perdi meu tempo precioso.


As associações se esforçaram para sensibilizar os diretores eleitos a olharem para os associados que são os donos da Previ e deixar de olhar apenas para a entidade. Apelaram por melhorias nos benefícios e nos empréstimos simples e imobiliário. Procuraram argumentar com a situação aflitiva que vivem alguns associados, endividados e com necessidades agravadas pela pandemia.

Os dirigentes eleitos responderam que estão limitados por marcos e por leis, por normas e por instruções, pelo estatuto e pelos regulamentos, que não podem infringir de jeito nenhum.

Chamaram atenção que os associados em vez de clamarem por melhorias deveriam estar atentos e resistindo contra as ameaças que atualmente rondam os fundos de pensão, tanto no governo como no congresso, onde existem projetos que prejudicam gravemente o sistema.

Nada de positivo resultou da reunião. Nenhuma proposta avançou nem sequer ficou de ser estudada.

Ressaltaram que o objetivo do fundo é realmente pagar os benefícios em dia e que a Previ vem fazendo isso, sem exigir contribuição extra de seus associados, ao contrário de outros fundos.

Sinto muito, mas era isso que tinha que relatar neste momento delicado da vida nacional, onde a bolsa caiu quatro por cento, penalizando os investimentos de renda variável da Previ em alguns bilhões e reduzindo o superávit  bastante.

Eta mundo véio sem porteira, como dizia o velho Lindóia no Tempo e o Vento.

PERIGOS A VISTA

quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Amanhã, sexta feira, vai haver uma vídeo com os dirigentes eleitos da Previ, promovida pela Federação das Associações de Aposentados. A Afabb RS vai participar e o presidente Lahorgue será um dos questionadores. Certamente o ES será um dos temas. Os investimentos deverão também serem analisados pois existem dúvidas a respeito da venda de alguns ativos importantes, como a Vale.


Os diretores da Previ tem sido pressionados a se manifestarem a respeito de medidas que estão sendo solicitadas pelos associados, que alegam estarem passando por dificuldades enquanto o fundo de pensão tem arrotado estar com superávit acima de vinte bilhões de reais. Vamos ver o que dizem os dirigentes e o que vai resultar da reunião por vídeo.

O blog tem feito eco às reclamações dos associados por parecer justas e adequadas, tendo em vista o atual cenário econômico oriundo da pandemia. Apesar de ter enfrentado forte gripe com minha esposa, negativo para COVID, não fico parado com a bunda na poltrona. Estou sempre na luta em atividade. Enquanto puder..

O Banco do Brasil passou perigo na sexta passada quando seus sistemas e sua plataforma pararam de funcionar por oito horas. Os cartões ficaram fora do ar. Alguns colegas e clientes entraram em desespero. Em nota oficial o banco reconheceu o problema mas não deixou claro que tenha se tratado de um ataque hacquer. Varias empresas vem sofrendo esses ataques que paralisam seus sistemas. A Renner foi uma. Os laboratórios Weinmman foi outra. Só depois de pagar resgate os sistemas voltam a funcionar, alguns precariamente. O pior foi no tribunal de justiça. Em que mundo cão nós estamos ?

A NOSSA (?) PREVI

terça-feira, 24 de agosto de 2021

Devem ler as considerações do mestre Aristophanes no final de seu comentário na minha última postagem quando fala sobre o Empréstimo simples da Previ. Merece atenção.


Também comentou sobre o término dos blogs reivindicatórios e analíticos dos aposentados e pensionistas. Só restou o blog azul do Medeiros, disse ele.

Pois é. Sucumbiram na medida que a Previ passou a não admitir críticas mais pesadas e entrar com ações judiciais de reparação e indenização. Não quiseram incomodarão. Saíram do ar.  Sou teimoso, não desisto nunca, não gosto de bater em retirada. Mas estou envelhecendo e ficando cansado. Sinto me também abandonado e sem o apoio necessário para seguir na luta.

Lamento esse retraimento, comodismo e omissão dos colegas, porque nunca , nunca mesmo, foi tão indispensável estar vigilante, pois querem agredir nossos direitos adquiridos com tanto sacrifício.

A diretoria da Previ não está nem um pouco preocupada com a situação nossa, que somos os donos da Previ. Como tem sido dito reiteradamente ela se preocupa exclusivamente em pagar nossos benefícios em dia, que é a missão atual de nosso fundo de pensão. 

A fórmula adotada para calcular os encargos do ES é extremamente prejudicial aos associados. No mês de maio deste ano, o resultado com os empréstimos simples e imobiliários era um dos mais rentáveis da Previ. Rentabilidade de 45% segundo Mário Tavares, que analisou os dados publicados. 

Uma gordura inconcebível perante a situação aflitiva da maioria dos usuários. Por isso que o pagamento das prestações não consegue amortizar a dívida.

Por sua vez nossas entidades não estão pressionando devidamente. Nem todos são devedores, alegam. Somente uma parcela. Quem não deve tem preguiça ou constrangimento de pedir . Incrível, mas é assim que funciona.

Nossos colegas sequer se animam a escrever para a Previ reclamando. Ou telefonar. Ou questionar pessoalmente os diretores em reuniões presenciais ou virtuais.

Se queremos melhorias temos que mudar de atitude.

Antes que seja tarde demais.

60 ANOS DA LEGALIDADE

domingo, 22 de agosto de 2021

Atualmente a legalidade voltou a ser questionada. Se discute, por exemplo, se as forças armadas são ou não são um poder moderador constitucional. Se discute sobre o impeachment de um ministro do STF. Se discute sobre os limites e harmonia dos poderes constituídos.


Como andei levando um susto com uma fortíssima gripe alérgica, cujos efeitos ainda me incomodam, o teste COVID deu negativo, e fruto da minha idade provecta de 83 anos, ando nostálgico, me desculpem, e tenho por isso recordado o passado, que me parece aconteceu ontem.

Há sessenta anos atrás o país e o RS viviam o episodio da legalidade, movimento deflagrado pelo então governador Leonel Brizola para assegurar a posse de Jango na presidência, após a renúncia do Jânio.

Acontece que eu vivi intensamente esse momento . Estava em Porto Alegre cursando o último ano da Faculdade de Direito e trabalhando no cadastro do BB. Morava numa pensão próxima da praça da matriz onde se situa o palácio Piratini. Junto com outros colegas de Faculdade eu apoiava o movimento pela legalidade. Já havia me inscrito no chamado Mara Borrão, um edifício icônico localizado na Borges e declarado ser portador de um revólver Taurus 38.

O rádio era um instrumento poderoso na época e havia sido formada a rede da legalidade. Escutei que o Palácio Piratini, sede do governo do estado, onde nos porões o Brizola irradiava, estava prestes a ser bombardeado.

Incontinente, peguei meu revólver, eu tinha 23 anos, e fui para o Palácio. Lá me encontrei com outros colegas da Faculdade e com o presidente de nosso centro acadêmico. Ficamos juntos numa ala do palácio.
O Brizola, de metralhadora portátil, nos viu e veio falar conosco. Que bom que estão aqui. Vocês do Direito é que entendem de legalidade. Eu sou um simples engenheiro. E se foi, fumando sem parar.

De tempos em tempos corria a notícia que os aviões da Fáb haviam decolado de Canoas e vinham bombardear o palácio. Procurávamos nos proteger e nos preparar para a luta. Não havia pânico. Apenas tensão.

O ataque aéreo terminou não acontecendo. Depois ficamos sabendo que os sargentos da base aérea de Canoas haviam furado os pneus dos aviões e escondido as bombas.

De madrugada o comandante do terceiro exército comunicou sua adesão ao movimento, que restou vitorioso.

Quando recordo minha pessoa armada só de um revólver defendendo o palácio de um ataque aéreo, desculpem, mas me encho de brio e de uma coragem que são um esteio para minha sobrevivência nesses dias sombrios da pandemia e dos desacertos institucionais que o país vive.

E é aí que minhas esperanças se renovam.

ECONOMIA BRASILEIRA A DERIVA

terça-feira, 17 de agosto de 2021

A inflação cada vez mais alta. Estive com a Ana numa churrascaria neste domingo. Há três meses o espeto corrido era de 79 por pessoa. Agora é de 119. Aumento considerável. Enchi meu tanque de gasolina do HB 20. Antes era duzentos,agora trezentos. Fiz teste para COVID na panvel, custou 116. Assim por diante. Me assustei. Uma faxina na casa da praia, trezentos reais. Agora estou indo na minha massagista. Ela já me avisou que tem aumento em setembro. Meu Deus ...


As causas já foram ventiladas. Crise hídrica, apagões, descontrole fiscal, gastos excessivos do governo, etc. o presidente do Bacen declarou semana passada que não adianta subir os juros com um desequilíbrio fiscal. O recado foi direto para o Guedes, indireto para o presidente.

Os empresários por sua vez culpam também a instabilidade política, as bravatas, os bate bocas institucionais, olha que te prendo, etc.

Quadro triste e ruim. A bolsa é termômetro, está caindo, abaixo dos 120 mil pontos, muito desânimo no mercado.

E a variante delta nos deixa amedrontados. Falam em mais uma dose da vacina. Eu tive uma rinite alérgica forte ao reabrir a casa na praia. Passei mal. No terceiro dia, como manda o protocolo, fui fazer o teste e deu negativo, graças a Deus.

Agradeço do fundo do coração às pessoas que me cumprimentaram e reconheceram-meu trabalho como advogado, na última postagem. O meu pai, também advogado do BB, era um sábio. Sempre me alertava que a gente devia trabalhar sem esperar agradecimentos, que, caso viessem, sempre seriam escassos, culpada a natureza humana. Nosso mérito deveria ser reconhecido por nossa consciência e lá em cima pelo patrão velho. Tinha razão.

Mas vamos que vamos !