BARRADO NO BAILE, POR QUE ? POR VOTAR NÃO?

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Ontem o diretor Satoru esteve em Porto Alegre fazendo duas palestras, uma no Conselho de Usuários da Cassi e outra na Superintendência do BB.  Foram distribuídos inúmeros convites aos aposentados. Eu não fui convidado para nenhuma das duas. Por que ?


Serei um ilustre desconhecido?

Será que é porque tenho voto declarado pelo não?

Será que é porque sou debatedor e não me conformo com o terrorismo que está sendo feito pelo BB ?

Será porque a condução do processo de votação está sendo conduzido pelo vice presidente do BB, Walter Maleni, o mesmo que é presidente do CD da Previ, a quem repliquei sob o título Que mentira foi essa ? Até hoje sem resposta ?

Não sei. Só sei que não fui convidado. Essa omissão para mim não é só um esquecimento, uma desfeita, uma desconsideração, é mais do que isso.

É sinal inequívoco de que estou com razão ao votar e indicar o voto não.

Só é barrado no baile quem tem condições de brilhar na festa, se preparou para o baile, fez cooper, ginástica, exercícios, se vestiu chique, mas foi considerado mau elemento na entrada, só quem é peixinho é quem nada, segundo espírito da mensagem da letra da música de Eduardo Dusek. Talvez eu fosse peixinho quando das eleições para dirigentes da Cassi. Agora para a votação das alterações estatutárias dúbias, apressadas, inoportunas, eu passei a ser tratado como mau elemento. E fui barrado no baile.

O Lahorgue foi convidado e compareceu pela manhã no Conselho de Usuários. Apesar do esforço do diretor Satoru ele continuou convicto pelo Não.

Então nada muda . O Sim é a opção dos desesperados, dos assustados. E dos ingênuos. Me desculpem os que decidiram assim.  O NÃO é a opção dos que desejam mudanças mais seguras, mais perenes, menos ofensivas aos direitos adquiridos dos associados, menos favoráveis aos interesses gananciosos e mesquinhos  do BB, daqueles que não querem permitir avanços e brechas que vão tornar nosso plano de saúde inviável para os mais idosos.

Na segunda feira, quando abrir a votação, nada vai barrar meu voto pelo NÃO.

Voto NÃO, agora com redobrada certeza.

Hoje celebramos no RS a revolução Farroupilha. Destaco uma parte de seu hino: “sirvam nossas façanhas de exemplo a toda terra”.

VOTEM NÃO!

EM DEFESA DAS PENSIONISTAS: MARIA ANASTASIE

terça-feira, 18 de setembro de 2018

As pensionistas não estão numa boa e possuem poucas pessoas dispostas a defender seus direitos.


Como a minha mãe era pensionista do BB eu sempre fui simpático a causa das pensionistas e apresentei varias reivindicações a seu favor, inclusive tendo ajuizado ações judiciais pleiteando melhorias e isenção de imposto de renda.

No Congresso Nacional varias vozes defendem os aposentados, mas não conheço nenhuma a favor das pensionistas.
Nesta eleição uma pensionista do BB, MARIA ANASTASIE, 3003, é candidata a deputada federal pelo Partido Novo.  Eu a conheço, sei que é guerreira, batalhadora, culta, com trabalhos na área de saúde, disposição, e pretende alçar no Congresso a bandeira da defesa das pensionistas.

Agora mesmo, por ocasião do plebiscito que vai colocar em votação as alterações estatutárias para a Cassi, com inúmeros artigos mudados ou inovados, nada se colocou para dar o direito das pensionistas votar nas eleições e na apreciação das contas. Um absurdo.

A Maria ANASTASIE já reclamou e move uma campanha para que as pensionistas sejam reconhecidas como gente pela Cassi.

Então essa é uma bandeira e uma candidatura que merece ser apoiada e divulgada em nosso meio, especialmente entre as pensionistas. A Inês Bossle, diretora do Departamento de Pensionistas da Afabb RS está apoiando a campanha de Maria ANASTASIE.

Eu vou votar na Maria ANASTASIE para deputada federal. Número 3003.  Sei que posso confiar nela.

Vamos que vamos .

RENDA VARIÁVEL

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

O furacão Florence avança na costa leste dos EUA e a nossa tempestade avança firme por aqui derrubando a nossa bolsa de valores e elevando o dólar a R$ 4;15.


Ontem a bolsa caiu bastante e somente dez ações se valorizaram. A ação do BB caiu a quase R$ 27,00. Eu comprei. Já havia comprado antes a R$ 28;90. E acho que vai cair mais. O Ibovespa está a 74.000 . Acho que vai cair até 70.000.

Como tenho dito, eu compro na baixa e vendo na alta. Varios colegas vem insistindo comigo para saber a minha carteira de ações. Querem dicas mais precisas. Alegam que eu falo só genericamente.

Explico que eu tenho critérios pessoais que não devem ser imitados por outros. Eu comungo critérios técnicos com intuitivos. Geralmente dão certo. Mas minha margem de lucro é sempre menor do que a dos entendidos. A diferença é de que eu nunca perco. Sempre ganho.

Hoje vou revelar minha carteira de ações. Assim como a indicada pelo BB e pelo Valor Econômico, minha carteira possui dez ações, bem diversificadas por setores, estatais, privadas, banco, petróleo, aço, shopping,comércio, veículos.

Banco do Brasil, Petrobrás, Brmalls, Brf, Lojas Americanas, via Varejo, Randon, Usiminas, Metalúrgica Gerdau e Vale.  Minha posição nessas ações é com valores de compra bem baixos, de maneira que se a bolsa cair mais meu prejuízo não é significativo. Para melhorar o meu preço médio, se cair eu geralmente compro mais. Ela muda. Algumas ações saem, outras entram, conforme as informações que chegam a respeito das empresas.

Bem, é isso aí. Espero ter atendido os pedidos. Faz parte da minha transparência. A Previ devia fazer o mesmo.

O Florence foi rebaixado de nível. E aqui como será o amanhã ?

Eu estou em Uruguaiana, minha cidade natal. Vim tratar de negócios. Não tenho parado ultimamente. Curitiba, Vitória e agora Uruguaiana. Viajar é bom . Movimentar se é bom. Quem fica parado é poste.

A TEMPESTADE ESTÁ CHEGANDO

terça-feira, 11 de setembro de 2018

Eu avisei na semana passada. Usei minha capacidade advinhatória, que alguns duvidam e outros debocham me chamando de bruxo.

Mas mais uma vez acertei. A tempestade vem chegando e forte. Não é uma simples marola.

Hoje a bolsa levou um tombo. Caiu mais de dois por cento, por conta da pesquisa eleitoral e do mau humor dos mercados externos. As ações do BB caíram cerca de quatro por cento, abaixo de R$ 28,00, bom para comprar. Mas ainda podem cair mais.

O atentado contra Jair Bolsonaro foi um golpe na democracia e o fato do criminoso estar sendo defendido por quatro advogados famosos é muito suspeito e muito ruim.

A acusação de Palocci a Lula de tirar proveito e ganhar propina nos fundos de pensão, em depoimento para a operação Greenfield, que apura irregularidades nos mesmos, demonstra que algo de podre ainda não veio a tona, mas poderá vir a qualquer momento.  Todos sabem que o Gushiken comandava um esquema de apoderamento nos fundos estatais, da Previ, da Funcef e do Postalis.

Também explodiu a questão da vitória de Daniel Dantas perante a Litel e a Bradespar, sendo ganhador de uma quantia estrondosa de 4 bilhões de reais, que merece esclarecimentos por parte da PREVI, que está calada até agora.

Com essa derrubada da bolsa é necessário saber como anda o déficit da PREVI e quais as perspectivas para o final do ano, quanto isso vai nos custar.

Quanto à Cassi, consulta já marcada, os cálculos estão disponíveis na internet e nos caixas eletrônicos, sendo possível verificar quanto vai nos custar a aventura. Existem cálculos que variam entre 30 a até 60% do valor atual da contribuição. Não é pouca coisa.

Lamento falar em coisas negativas.  Mas a tempestade recém está começando. Temos que nos preparar. Temos que nos defender. Temos que resistir.

Vamos que vamos.

CONSULTA CASSI DE 24 DE SETEMBRO A 5 DE OUTUBRO

domingo, 9 de setembro de 2018

Foi marcada data da consulta sobre a proposta de alteração estatutária da Cassi para período de 24 deste mes de setembro a 5 de outubro. Agora , pois, é para valer. Terminou o papo e a votação vai definir o que o corpo social deseja. A decisão será entre o SIM E O NÃO.


Como já tenho dito e escrito eu vou pelo não.  Tenho plena consciência de que o BB poderia propor e concordar com uma proposta mais equânime e justa. Essa que está aí não conseguiu me convencer. Além de ser mais favorável ao BB do que aos associados , a proposta vem com o ranço de um terrorismo desnecessário e suspeito.

Acresce ainda constatar que deixaram a Cassi ir para a UTI a fim de pressionar com a necessidade de utilizar medidas extremas.

Eu preciso da Cassi. Tenho oitenta anos. Minha esposa 75. Temos problemas naturaisda idade. Diabete, glaucoma, artrite, coluna, etc. Mas não me assusto atoa. O BB não pode deixar a Cassi quebrar. Tem responsabilidade legal e até penal para os dirigentes.

Confesso que escutei e analisei todos os argumentos dos defensores do SIM. Repudiei a linguagem agressiva, bem como a inflexibilidade,  mas louvo o esforço pela argumentação e da busca de procurar demonstrar que se trata da única fórmula viável  e possível para salvar a Cassi.

Mas continuo firme com o NÃO, porque acho que o banco pode melhorar essa proposta e com certeza , se houver forte rejeição, vai consertar algumas anomalias e desembolsar mais recursos, que certamente não afetarão seus lucros bilionários.

Vou de NÃO.  Vamos de NÃO.  


TEMPESTADE A VISTA

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Os analistas econômicos anunciam iminente tempestade nos mercados mundiais e em especial nos países emergentes, como o Brasil e a Argentina, esta  já com a crise sendo enfrentada com medidas austeras pelo Governo. O cenário é deveras preocupante. Problemas na Turquia e agora na África do Sul agravam a situação.  No outono tradicionalmente a bolsa cai nos EUA juntamente com as folhas das árvores. O panorama eleitoral brasileiro é confuso e não traz tranquilidade aos investidores estrangeiros e ao empresariado. A bolsa caiu e, para mim, vai cair mais, até os70.000 pontos ou, quem sabe, numa visão super pessimista, até aos 65.000. O dólar ultrapassou R$  4,00 e dizem que vai a R$ 5,00.


O que tudo isso tem a ver conosco ?   Muita coisa. 

Eu renunciei meu cargo de conselheiro na Previ em janeiro quando o déficit existente há seis anos estava sendo zerado.  Costumo dizer que sou pé quente. Entrei em 2014 com baita déficit e sai com ele zerado. 

Em maio, porém, quando do término do mandato, já a Previ anunciou que o déficit tinha voltado e andava em torno de sete bilhões.  Em junho, no final do semestre, estava em dez bilhões. E agora, depois deste agosto desastroso na bolsa de valores, em quanto andará o déficit?

A continuar assim temos que nos preparar para participar do equacionamento desse déficit no final do ano qued já se avizinha. Faltam apenas quatro meses. Isso significa aumento de Nossa contribuição e redução de proventos.

Já temos a certeza de que teremos que contribuir mais para a Cassi, que está na UTI, e agora ainda temos que nos preocupar com essa situação da Previ.  É dose desagradável nessa fase de nossa existência. Em vez de melhorar financeiramente estamos é piorando, enquanto dirigentes ganham participação polpuda nos lucros ou nos resultados. 

Só rezar para a tempestade não acontecer não é suficiente. Temos que nos preparar para enfrenta la da melhor maneira possível.

Quem viver verá. Quem avisa amigo é.

O TOURO INDOMÁVEL

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Tem pessoas que são dotadas de uma fibra especial e de uma fortaleza de ânimo incomparável, que lhes permite vencer os obstáculos da vida com invulgar galhardia.  Conheço algumas e procuro sempre compartilhar da energia que elas transmitem.


Uma dessas pessoas  é o nosso ilustre e estimado colega Ruy Brito, que, com inteira justiça, vai ser homenageado amanhã no Rio de Janeiro, em evento promovido pela AAPBB.




Ruy Brito de Oliveira Pedrosa é uma figura por demais conhecida em nosso meio, isto é, na comunidade do Banco do Brasil, especialmente entre os aposentados, pelo seu trabalho na defesa de teses em favor da classe bancária.

Não cabe aqui fazer uma biografia desse touro indomável, que já foi inclusive deputado federal.O que pretendo é chamar atenção para o que ele está fazendo, com oitenta e seis anos, após passar por delicada cirurgia para extirpar um câncer de fígado, há dois anos.

O mestre Ruy Brito é um lutador nato. Não se entrega nunca. O pernicioso câncer não foisuficiente para lhe abater nem lhe derrubar. Continuou na sua lida.




Entre seus tantos afazeres, como a defesa dos participantes da Cassi e da Previ, atualmente está trabalhando junto com o desembargador Sérgio D Andrea, numa tese para tentar invalidar o julgamento das ações do renda certa, que foram julgadas improcedentes no STJ, frustrando as expectativas de muita gente.

Juntamente com o Lahorgue estive visitando o Ruy Brito em sua casa nos arredores de Curitiba, onde vive cercado por um “jardim”, de nada menos que oitenta araucárias nativas. Durante uma tarde inteira o mestre nos deu ensinamentos preciosos em todas as áreas.

Quero me congratular aqui com a AAPBB pela homenagem que vai prestar a esse touro indomável.. Certamente ele merece.  Parabéns.