AGORA MAIS PREOCUPADO AINDA ...

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Voltando à vaca fria, depois do meu arroubo de satisfação, para alguns imperdoável, pela lembrança de meu nome para missão de tamanha envergadura, nesta altura avançada de minha vida, vou ter que falar novamente sobre o já famigerado trem bala.

Ontem a Anabb divulgou nota importante a respeito, que inclusive foi reproduzida pela AFABB RS, face ao relacionamento estreito que existe entre ambas as entidades, até porque o ex-presidente Claudio Lahorgue é atual conselheiro deliberativo da ANABB, transmitindo informações  colhidas na reunião da apresentação do balanço da Previ, junto ao presidente Dan Conrado e aos diretores de planejamento e participações do fundo de pensão.

Essa nota, porém,  em vez de me tranquilizar me deixou ainda mais preocupado.

Excesso de desconfiança ?  Incompreensão ?  Precipitação ? Desinformação ?

Pode ser, mas gato escaldado desconfia até de água fria.

O que se comprovou nas declarações é que realmente houve estudos na Previ sobre a participação no investimento do trem bala. Então não estávamos vendo fantasmas nem assombração.  A coisa existe.

Se o trem bala não foi considerado viável ou se foi eventualmente descartado é outra história.

O problema é que, caso seja reapresentado, será novamente examinado, segundo afirmaram.

Na minha humilde e temerosa opinião por causa disso o risco continua latente.

Não senti repúdio ao investimento por parte da diretoria da Previ.  Não tive essa sensação. Achei que houve uma abundância exagerada de fundamentação por parte do presidente e diretores com relação à capacidade da Previ analisar os riscos de um projeto. Tenho dúvidas. Vide caso recente no leilão dos aeroportos.  Confesso que não gostei, velho advogado que sou.

Pareceu-me que, no fundo,   o intuito foi desestimular o ingresso de ações cautelares contra a Previ investir no trem bala.

Para mim a ação do Ministério Público Federal não nos serve porque é contrária ao projeto em si por razões ecológicas e sociais;.

O que tem que ficar claro no pedido à Justiça é que a Previ não pode participar do trem bala, nem através da Invepar, porque se trata de um investimento de longa maturação e retorno arriscado.

Lamento, respeito as opiniões contrárias, mas estou mais convicto do que nunca da necessidade de ajuizar ação cautelar inibitória. Entre o que se vê e o que não se vê prefiro este último. O seguro morreu de velho.

Ainda bem que a Presidente da FAABB, Isa Musa Noronha, tem se manifestado a favor da cautelar.

Já declarei - e mantenho a posição - se ninguém se animar, eu vou ajuizar. Já iniciei os estudos. Outro Sauípe nunca mais. Recordo de uma questão judicial que eu estimulei desde o início, junto com o Rui Brito e a Isa Musa - garfaram nosso IGPDi - que foi considerada temerária e que afinal foi altamente vitoriosa. Lembram ?

Desculpem a teimosia. Não pretendo desistir tão fácil. E´ para mandar a preocupação embora e dormir em paz.

68 comentários:

Anônimo disse...

Bravos dr. Medeiros,

E´ justamente o que eu penso. Não querem que entremos com a cautelar. Essa história sobre a análise de riscos da Previ é fajuta. O diretor Vitor Paulo é o mesmo do tempo do investimento no Magik Park. Será que se esqueceu ?
Não vem que não tem.

Ainda bem que temos pessoas como o senhor que não se deixam enganar por histórias para boi dormir ou por bodes na sala.

Se a Dilma mandar eles atendem na hora. Quem é que vai desobedecer ?

Parabéns pela coragem da postagem.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, velho guerreiro voltou.

Hoje de manhã fui brindado por esse inteligente texto e readquiri a confiança em nossa gente e a alegria de ter sido do BB.

Obrigado doutor

Anônimo disse...

E´isso aí, doutor.

Estão loucos de medo de que seja ajuizada a cautelar e estrague a festa.

Acertou bem no olho da gateada.

Anônimo disse...

Medeiros, você está certíssimo. Nesse mato tem lobo. O deputado Romário disse q estão roubando muito nestas obras da copa. Corrupção no Brasil é mato. O PT precisa de dinheiro para as eleições de 2014. Inclusive, na apresentação aqui no Rio, perguntando sobre o assunto, o Dan Conrado disse q a Previ está aberta a analisar qualquer investimento. Balela. Medida cautelar neles q acham q podem fazer tudo q quiserem. Celio

Anônimo disse...

Vá em frente!
Esse investimento já foi até anunciado na anapar.
Se não me engano no dia 27/03.
Lá dizia que a PREVI iria investir no trem bala!
Creio que recuaram devido ás manifestações nos blogs.
Estão esperando a poeira esfriar, prá depois...
O seguro morreu de velho.

Anônimo disse...

Ontem eles estavam eufóricos.

Hoje, com a postagem de seu blog, estão macambuzios e irritados.

Mexeu no pote.

Ainda bem.

Parabéns.

Rubens.

Anônimo disse...

Temos que dar um basta na megalomania desse governo, a conta nunca é deles, sempre empurram prá gente o prejuizo.
Em frente com a cautelar, não estou a fim de acabar meus dias num bolsa qualquer porque devoraram nossa previdência.
Boto fé em voce, Dr. Medeiros.

Anônimo disse...

Caro Doutor,
Cabeça quente?
Houveram estudos......
Na irritação...., houve estudos.
Desculpa intrometer, mas quando a moringa esquenta o equivoco aparece, se não estou, eu, enganado.
Abraço

FERNANDO disse...

AMIGO MEDEIROS, PRETEOU O OLHO DA GATEADA(TERMO USADO NO SUL DO BRASIL,QUE SIGNIFICA - COMPLICOU). QUANDO A PREVI FALA QUE SEU OBJETIVO É PAGAR BENEFÍCIOS ATÉ 2080 E PRECISA GERAR RECURSOS PARA TAL... PORTANTO - A LUZ NO FUNDO DO TÚNEL,PODE INFELIZMENTE SER, O TREM-BALA.

Anônimo disse...

BRAVO... BRAVO...BRAVO, DR.MEDEIROS!!!


Endosso em gênero, número e grau suas manifestações nos Posts, e possíveis ações..!


Tenho acompanhado seu blog diariamente, quase sem me manifestar...mas neste momento me senti na obrigação...

Estamos contigo!

Grande abraço..


Janone

Pensionista disse...

Acredito muito no senhor Dr Medeiros. Faça o que for melhor para os aposentados e pensionistas. Não deixem nos roubar.

Anônimo disse...

O trem-bala vai correr pela região mais rica do Brasil, onde ja existe uma"ponte aérea" que não dá conta da demanda. Depois de pronta a ferrovia vai vender passagem mais barata do que a aérea e vai levar o passageiro mais rápido ao seu destino. Devido o custo do projeto e sua dimensão, tudo está atrasando. Li isso na Wikipedia, não me aprofundei no projeto . Nao sou especialista, mas não parece-me um mal, e mau, investimento. Agora, aqueles que criticam poderiam clarificar sua opinioes e em que as baseou ? Não podemos simplesmente concordar com uma unica opinião e ainda mais de quem nao estudou profundamente o projeto, como eu, p.ex. Se existe quem queira investir e se o governo tem tanto interesse nele ( sem paixão politica), para o tamanho da Previ, nos tempos de bolsa desanimada e juros baixos, por que nao é um bom negocio?. Acho que alguns colegas estao preocupados por causa da sua idade avancada, pois é um investimento de longo prazo, mas lembro que ainda existem 40.000 colegas na ativa, maiotia relativamente jovens que irão usufruir desse investimento, além de outros que saem do BB por outros motivos .

Anônimo disse...

Grande Medeiros,

Agora um pouco mais de cabeça fria, retifica o escrito.

PARABÉNS, isto vale ouro!
Abraço

Anônimo disse...

Dr. Medeiros no dia 27/03, lí matéria na anapar; dizendo que a previ iria investir no trem bala.
Tinha o título: "A reinvenção dos fundos de pensão".
Agora relendo novamente a matéria, ví que eles retiraram e substituiram por "investir em infra-estrutura".
Isso aconteceu depois que um internauta anônimo, perguntou em que parágrafo estava escrito, e eu boba falei!
É impressionante!

Anônimo disse...

Muito bom !
Avante, Dr Medeiros :

Nosso Plano 1 da PREVI não pode investir num trem-bala, com retorno ( se houver!) dos recursos aplicados para longo (longuíssimo) prazo, pois a PREVI já deve estudar seus desinvestimentos, para intensificar os pagamentos de benefícios (razão única de existir a PREVI), pois nosso Plano 1, maduro, terá seu "pico de pagamentos de benefícios" logo, logo...
até 2080 é prá zerar tudo : cessarão os benefícios e acabarão os bens. Naturalmente será o fim (morte natural) do nosso Plano 1 !

Não faltará outros investidores neste trem-bala. Favor deixarem a PREVI (Plano 1)de fora !
Agradecemos o convite e tchau !

Paulo Beno - Carazinho (RS)

Medeiros disse...

cOLEGA,

Respeito sua opinião de contraponto às minhas colocações contra o trem bala. Mas veja, não existe má vontade com relação ao projeto. O problema que da maneira como foi elaborado ele ficou tão ruim que a própria Previ já se manifestou contrária nos anos de 2010 e 2011, segundo declarações dos diretores. Os investidores estrangeiros também acharam ruim. Hoje uma obra desse porte só pode ser arcada pelo poder público por causa das implicações sociais e ambientais. As desapropriações e negociações são complicadissimas. Perdão por discordar, mas não é investimento adequado ao perfil de um fundo de pensão. Vai se transformar em esqueleto no armário.

Anônimo disse...

O trem bala não nos interessa! Ação cautelar já! Dr. Medeiros, vamos em frente!

Anônimo disse...

Anônimo das 11:57 : Também não tenho dados precisos sobre o trem bala. Mas o simples fato de não ter atraído investidores quer dizer muita coisa. Se fosse um bom projeto, estaria sobrando interessados.Conforme conforme já li na Folha de São Paulo, em edições diversas, mais alguns pontos para desconfiarmos:

1) Quando estiver em operação, a previsão para o custo da passagem é aproximadamente o mesmo da ponte-aérea.
2) Saindo de Campinas, parando em Viracopos, mais duas paradas em São Paulo, depois São José dos Campos, Aparecida, Taubaté, Volta Redonda - para finalmente chegar ao Rio de Janeiro, em poucas partes do percurso o trem-bala usaria sua velocidade máxima. A viagem poderá durar 3 horas ou mais, contra 40 minutos do vôo.
Com relação à PREVI : mesmo"superavitário" (eu acredito que estes "superavits" são forjados apenas para favorecer o BB..rs) , o Plano 1 não pode se dar ao luxo de investir vultosas quantias em um empreendimento que sómente dê retorno a longo prazo. Pode faltar dinheiro para o pagamento dos velhinhos aposentados, até que chegue a vez dos tais 40.000 da ativa.

Unknown disse...

Os citados 40 mil colegas da ativa, que tem muito caminho pela frente, é que deveriam estar mais preocupados. Se a PREVI investir no trem bala não acredito que terá caixa para pagar seus benefícios. E nós, ao que tudo indica, já estaremos alhures.

Luiz Faraco - Florianópolis-SC

Anônimo disse...

Prezado Medeiros,
Por favor ,deixe pronta a ação cautelar inibitoria, caso seja necessária. Para se saber que não é uma boa ideia, basta dizer que nenhum interessado apareceu. Se não apareceu é porque não é bom. Além do mais temos exemplos de sobra com relação às previsoes de custo que os petralhas fazem. Se disserem que o custo é de 30 bi, lá na frente refazem os projetos e injetam mais 20, arredondando em 50 bi, por exemplo. Exemplos dessa natureza você vê aos montes nas principais revistas de informação do país. Aliás, não se pode fazer um tipo de investimento desses que contraria a vontade de pelo menos 90% dos donos da Previ, que somos nós.Aqueles que nos representam não têm respaldo para fazê-lo.

ANTONIO AMERICANO DO BRASIL BORGES disse...

Caro Dr.MEDEIROS,
Já participei de Protesto Judicial, e coloco meu nome para integrar qualquer tipo de procedimento judicial que vise defender nossa PREVI das "loucas aplicações petistas".
Abraços
Antonio Americano
Goiania (GO)

Anônimo disse...

O trem bala é um investimento por si só caríssimo que tem grande possibilidade de custar muito mais do que está sendo orçado inicialmente. É só acompanhar as notícias das obras da Copa, para se ter uma ideia do que poderá acontecer. O preocupante é que essas grandes obras (e as pequenas também) são sempre superfaturadas com grandes desvios de dinheiro. Numa eventualidade de problemas na construção como de meio ambiente, desapropriações, e outros, com atraso ou até interrupção da obra, teríamos um grande prejuízo. Vejam que a transposição do São Francisco era para estar pronta em fins de 2012 e atualmente está com apenas 43% da obra concluída, segundo li no jornal O Globo . Essas obras podem até ser boas em longo prazo mas o investimento deve ser do Governo, privado ou misto, não com fundos de pensão. Fundos de pensão não devem correr esses riscos! No site da Cecília Garcez ela explica em pormenores como os investimentos da PREVI já estão fora dos parâmetros aceitáveis, que inclusive constam em normas. A PREVI teve grandes lucros em função disso, mas estão dividindo conosco metade dos riscos - que não pedimos - e levaram metade dos lucros de forma irregular. Isso sem falar nas injustiças que tem sido feitas nos últimos anos. Não devemos aceitar esse tipo de manipulação de nosso dinheiro. Maria José

Anônimo disse...

São Paulo, terça-feira, 16 de abril de 2002
RETORNO DUVIDOSO
Fundo de pensão fez investimento fracassado em parque temático próximo ao santuário de Aparecida
Previ gastou R$ 40 mi em negócio de R$ 3 mi
Negócios suspeitos e deficitários feitos pela Previ (Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil) começam a vir à tona. O relatório anual referente a 2001 revela que os participantes do fundo de pensão gastaram R$ 40 milhões em um empreendimento que vale R$ 3,1 milhões.
FONTE:http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi1604200223.htm

HELENO PINTO NOBRE disse...


BOA TARDE ; POUCO INTENDO O QUE SEJA UMA AÇÃO CAUTELAR INIBITÓRIA . MAS SE FOR PARA IMPEDIR QUE ESTES BANDIDOS ROUBEM O QUE É NOSSO ESTOU PLENAMENTE A FAVOR E SE HOUVER NECESSIDADE DE PAGAR ALGUMA COISA E ESTIVER AO MEU ALCANCE; PARTICIPAREI; PARA ONTEM. PORQUE A MARGINÁLIA NÃO NOS RESPEITA E SE FORMOS ESPERAR POR ELES; ESTAREMOS FERRADOS ., NÃO DEMORE COLEGA MEDEIROS. EU APOIO A SUA IDÉIA COMO PREVENÇÃO .

ESTA GENTALHA NÃO É CONFIÁVEL DE JEITO NENHUM. TODO O CUIDADO É POUCO COM RELAÇÃO A ESTES BANDIDOS;POIS JÁ PROVARAM QUE O OBJETIVO DELES É NOS DEIXAR NA RUA DA AMARGURA. E ENQUANTO ESTIVERMOS VIVOS; PELOS MENOS TEMOS. A MEU VER DEVEMOS ÁGIR ENQUANTO AINDA HÁ TEMPO .!!! ESTA É APENAS A MINHA HUMILDE OPINIÃO .!!! POR FAVOR; IMPETRE LOGO ESTA AÇÃO CANTELAR INIBITÓRIA ANTES QUE SEJA TARDE. NÃO PODEMOS CONFIAR NESTES BANDIDOS .!!

AQUI COMO SEMPRE BERRANDO ; HPN; JAMAIS ANÔNIMO MATRIC. 3984740-3. EU CONCORDO COM OS TEUS ARGUMENTOS. BEM RÁPIDO E RASTEIRO CONTRA OS BANDIDOS .!!! OBRIGADO DE MINHA PARTE. NÃO TITUBEIE POR FAVOR. NEM SE DEIXE ENGANAR POR ESTA CORJA. NÃO SÃO MERECEDORES DE CONFIANÇA. NÓS JÁ OS CONHECEMOS . CHEGA DE INOCÊNCIA E BOA FÉ PARA QUEM NÃO MERECE .!!!!

Anônimo disse...

MEDEIROS E COLEGAS - essa do Trem-bala, o governo quer fazer um churrasco ,com picanha e bebida, e entra com o sal grosso. Daí, é fácil, se nào deu certo, azar.

Anônimo disse...

Alguma semelhança Trem Bala e metrô de Salvador?????É mais ou menos isso.....Vamos abrir o olho!!!

ManoelSales disse...

Ao anônimo desta data: 4 de abril de 2013 13:13. Caro anônimo, agora você está jovem, mas você deve saber que envelhecer é um piscar de olhos. Usando um pouquinho mais de demora para esse aspecto, envelhecer é como se você começasse a cochilar jovem e ao acordar está velho. Te liga, jovem. Você está muito animado com relação ao investimento no trem bala. Cheio de argumentos, todo serelepe. O governo paga, mas demora. Talvez nem você que é jovem, alcance a data na qual o governo pagaria esse empréstimo. Além do mais, jovem, você faz parte do PB1 ou do Previ futuro? Em todo caso, se você continuar com as mãos tão abertas, talvez não usufrua de nada. Abre o olho, jovem.

Ademar disse...

O anônimo das 13:13 horas, deve ser um infiltrado da Previ ou desconhecer totalmente os fatos. Se o trem bala fosse um bom negocio não faltariam investidores.

Anônimo disse...

"Vai ser outra transposição do São Francisco".

Anônimo disse...

Caro dr. medeiros,

Estamos contigo.

Grupo de associados da AFABB RS

Anônimo disse...

Querido presidente Medeiros

Nós também vamos nessa.


Pensionistas da AFABB RS

Anônimo disse...

Inesquecível Presidente Medeiros do Conselho Fiscal da Previ,

Que saudade !

Acertou na mosca, mais uma vez.

Que capacidade de azedar o humor dos homens por aqui ! Estavam tão felizes !

Certamente não querem nenhuma ação cautelar. Não é só com relação ao trem bala. Existem outros investimentos duvidosos e alguns perigosos.

A gente faz o que pode.

Parabens, mestre.

Medeiros disse...

Caros colegas,

Que bom que as minhas colocações foram bem recebidas por expressivo número de aposentados e pensionistas do BB, bem como por pessoal da ativa. Além dos comentários, tenho recebido inúmeros emails e telefonemas. Obrigado.
Tenho excluido, porém, alguns comentários com cunho fortemente partidário e outros agressivos à diretoria da Previ.
Peço, por favor, mais moderação.
Aproveito, ainda, para elogiar a alta qualidade dos comentários publicados, pela síntese e pela objetividade. Parabéns. Outro dia um colega até gozou comigo que estava melhor ler os comentários do que as postagens.

Medeiros disse...

Desculpem, esqueci de agradecer aos colegas que estão reproduzindo na rede essa minha postagem. Muito obrigado pela força. Acho que o debate e a divergência, bem fundamentados, colaboram para o alcance dos nossos objetivos comuns. Temos é que lutar contra a mesmice e a acomodação. E´ o que, modestamente, penso. Obrigado, mais uma vez.

Anônimo disse...

Caro Medeiros,

Por que essa postagem sobre o trem bala não é encaminhado por email aos associados da AFABB-RS ?

Aliás acho que todas as suas postagens deveriam ser encaaminhadas.

Por que deixar essa tarefa para terceiros ?

Vicente.

ricardo albuquerque disse...

Medeiros. Não sei se é possível, mas aí vai minha sugestão para a inibitória Além do trem bala, incluir, mesmo se necessária uma segunda ação, que daqui por diante os investimentos da previ só poderiam ser realizados com a certeza de que renderiam até as proximidade da expectativa do fim dopb1 ricardo

Anônimo disse...

mudando de assunto= e a mudança de data de nosso aumento salarial ?? ninguém mais tocou neste assunto, alguém tem notícia ??

Medeiros disse...

O diretor Marcel parece que anunciou que o reajuste será em maio, mas aí já seria melhor aguardar o de junho, não acham ?

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

A sua postagem teve repercussão em outros fundos de pensão, na Petros e na Funcef. O Governo não deve ter gostado nada.

Anônimo disse...

Caro dr. Medeiros,

E´ assim que se faz. Infelizmente não dá mais para acreditar no que eles falam. Tá tudo virado. Cadê a prisão do mensalão ? O Calheiros na TV falando da lei das domésticas. As verduras e o tomate subiram mais de 70% e a inflação só 1%. E a Daniela Mercury ? Tá tudo virado. Então cautelar neles, dr.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

O senhor nem avalia a força do seu blog. O doutor reclamou da falta de transmissão pela internet da apresentação do balanço em seu blog, pois, então, eles marcaram a transmissão para o dia 8.

O blog do Medeiros faz a diferença, com certeza.

Anônimo disse...

O blog do Medeiros é monitorado 24 horas por dia.

E´ louvável como o Medeiros não se intimida.

Merece aplausos. Plac, plac, plac.

Anônimo disse...

Nem pensar reajuste de janeiro agora em maio, deixa prá junho. Quem mandou demorar tanto prá decidir algo tão simples, agora que todos os orgãos do governo já deram o seu pitaco que fique aprovado para o próximo ano em janeiro.
Tomara que não resolvam consultar os assistidos, aí só em outubro.

júnior machado disse...

"As propostas que dizem respeito a melhora de benefÿcios , para serem implementadas, necessitam de recursos aportados na conta reserva para revisão de benefÿcios. Essa conta fica positiva cada vez que, ao final do exercÿcio fiscal, é verificado superávit.

Após apuração do resultado do Plano de Benefÿcios 1 (PB1), em dezembro de 2012, foram contabilizados R$ 26,29 bilhões na Reserva de Contingência e R$ 1,01 bilhão na Reserva Especial, conforme tabela de Evolução do Resultado Acumulado apresentada no Relatório Anual disponÿvel em nosso site, pelo seguinte endereço: http://www.previ.com.br/quemsomos/relatorio2012/pt/o-valor-dos-beneficios/plano-1.html

Essa contabilização foi realizada conforme Lei Complementar nº 109/2001, que estabelece que o resultado superavitário do Plano de Benefÿcios será destinado ÿ constituição de Reserva de Contingência até o limite de 25% da Reserva Matemática do Plano. O montante que exceda ÿ Contingência deve ser contabilizado em uma Reserva Especial para revisão do Plano.

Permanecemos ÿ disposição.

ROBERTO PEREIRA GONCALVES
Gerência de Atendimento
PREVI"

júnior machado disse...

Esta foi a pergunta feita a previ
"Boa noite,Sr dam e Sr marcel eu só gostaria que o Sr nós informasse,porque do motivo que os Srs usaram na plataforma de eleição de vcs e ainda não cumpriram,realiamento dos salarios,100% pencionista porque esse sadoquismo com nós foram vcs que prometeram,sera que tem alguem com maior poder, que os impensão de cumprir o que prometeram nas eleiçoes esta na revista da previ que tenho guardada em minha residencia ainda,tenha mais compaixao com os aposentados e pencionistas,tambem se algum tia tiverem em nossos lugares com estes salarios da da para reclamar,reflitam se ainda consegue espressar este sentimento,não estou aqui querendo os enfrentar, mais sim tentar sencibilizar os Srs pois estamos numa grande defazagem salarial vcs brigam pelos seus direitos,então de uma olhadinha no blog do Prof Ari,e do Dr Medeiros vcs acham justo o que passamos descriminação aos velho vcs acham que não,ai fica aquele impasse vcs falam uma coisa e nós outra,tenhão á arte de negociar com honestidade e sinceridade sejam mais humanos e menos executivos,vcs foram eleitos para nós defender e não nós prejudicar,aguardo o retorno dos citados neste e-mail por gentileza,e um otimo fim de semana reflita vcs tem familia se imagine na posição contraria ok"

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,
concordo integralmente com sua posição em relação ao trem-bala.
Assino embaixo.

Quanto ao reajuste, dada a aceleração inflacionária, melhor deixar para junho mesmo; não falta tanto tempo assim.

Abraço

Anônimo disse...

Dr Medeiros, concordo com o senhor Quem sofreu até agora, aguenta mais um mes. Remedios tiveram uma alta de mais de 6%.

Anônimo disse...

Doutor,

O diretor Marcel é a maior decepção de um eleito que já houve na Previ, pior até do que o Sasseron. Prometeu mundos e fundos na campanha e até agora não cumpriu nada, só falou.

Anônimo disse...

JUNIOR, PENSIONISTA E APOSENTADO SÃO JOGADOS NO LIXO PELA PREVI.
PRECISAMOS FAZER UMA PASSEATA NA FRENTE DA PREVI QUE TEMOS DIREITO AOS 100%DE PENSÃO.

Anônimo disse...

Dr.
Não acredito que os fundos de pensão dos Estados Unidos ajudem o governo de lá.
Abraços

Anônimo disse...

Colegas,

Sr. Marcel enganou a todos, todos.
Discípulo de Sasseron, é o que se pode esperar, ou será mais forte que o professor?
Nas próximas eleições votem exclusivamente nas inverdades de programas e estarão mais leves.
Para quem ganha milhares de reais a mais que a média do que se paga aos participantes, pouco importa se o índice será reajustado em janeiro ou outro mês qualquer.
Se estou errado me avisem, por favor e retificarei meu pensamento para com respeito aos Srs. diretores.
Salve o Senhor!

Anônimo disse...

Medeiros, outra preocupação é a bolsa, a 54 mil pontos. A ação intervencionista e errática do Governo no mercado vem causando insegurança e afastando os investidores. O presidente do Banco do Central não tem autonomia assim como o presidente da Previ. É o governo do PT causando estragos por onde passa. Nos querem é mandar bala, o trem bala. Celio

WILSON LUIZ disse...

Como país, tenho sérias ressalvas aos Estados Unidos. São arrogantes, se consideram os donos do mundo.Agora, uma virtude temos que reconhecer, eles são bastante pragmáticos, no que concerne a investimentos, sempre olham a relação custo/benefício. Lá não existe trem-bala, o que, para mim, comprova que é uma furada total. Onde os Estados Unidos investem muito é em trens convencionais, de alta qualidade, que trafegam na faixa de 100/150 quilômetros por hora, com custo de implantação muito menor que o trem-bala.

júnior machado disse...

Dr. Medeiros, a Previ reenviou outra mensagem "Verificamos que a mensagem encaminhada nesta data, 05/04/2013, foi incompleta. Reenviamos a mensagem completa para a senhora.

"As propostas que dizem respeito a melhora de benefícios , para serem implementadas, necessitam de recursos aportados na conta reserva para revisão de benefícios. Essa conta fica positiva cada vez que, ao final do exercício fiscal, é verificado superávit.

Após apuração do resultado do Plano de Benefícios 1 (PB1), em dezembro de 2012, foram contabilizados R$ 26,29 bilhões na Reserva de Contingência e R$ 1,01 bilhão na Reserva Especial, conforme tabela de Evolução do Resultado Acumulado apresentada no Relatório Anual disponível em nosso site, pelo seguinte endereço: http://www.previ.com.br/quemsomos/relatorio2012/pt/o-valor-dos-beneficios/plano-1.html

Essa contabilização foi realizada conforme Lei Complementar nº 109/2001, que estabelece que o resultado superavitário do Plano de Benefícios será destinado à constituição de Reserva de Contingência até o limite de 25% da Reserva Matemática do Plano. O montante que exceda à Contingência deve ser contabilizado em uma Reserva Especial para revisão do Plano.

A exemplo do que ocorreu em outras destinações da Reserva Especial do PB1, a PREVI aguarda a retomada das negociações entre o patrocinador Banco do Brasil e as entidades representativas. Lembramos que, após a negociação, as propostas de alteração do Regulamento do Plano serão submetidas ao Conselho Deliberativo da PREVI, ao Banco do Brasil, ao Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais, vinculado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, ao Ministério da Fazenda e, finalmente, à Superintendência Nacional da Previdência Complementar (PREVIC), conforme determina a legislação.

A Previ, como de praxe, manterá seus participantes e assistidos informados sobre qualquer novidade relativa ao assunto.

Consideraremos como respondidos seus questionamentos, sobre o mesmo assunto, realizados pelo Fale Conosco,entre as datas 15 e 27 de março de 2013. "

Roberto Gonçalves
Gerência de Atendimento
PREVI"

júnior machado disse...

Para o anonimo das 13:11, pois moro em floripa e só marcar com os interessados que estarei juntos com vocês,no Rio de Janeiro ok

Anônimo disse...

A galera tá abrindo o olho hein?
DEMORÔ!

ManoelSales disse...

Ao anônimo desta data: 5 de abril de 2013 10:32. Amigo, a gente entende as brincadeiras, as colocações diversas, mas há casos que merecem respeito, se não, o silêncio. Estou me referindo à sua colocação relativa à Daniela Mercury. Ela não fez nada que ofenda a ninguém; ela fez uso de preceitos que envolvem a si e a pessoa que escolheu para juntar os trapos, e a quem mais interessar possa. Use sua Sensibilidade Humana, essa todo mundo tem um pouquinho que seja. Preconceito não. Homofobia não...

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

A postagem de 10:32, dia 05, acho eu,
que não melindrou ninguém.

Há muita gente procurando chifre em cabeça de burro.

Vamos focar o que nos respeito: PB1!

Um abraço

Anônimo disse...

Ilustre Mestre MEDEIROS:


Caso a PREVI conceda reajuste de 3,82% agora em MAIO/2013retroativo a JANEIRO/2013, as Associações pretendem fazer algo em termos judiciais? Estão muito enganados quem pensa que o pagamento dos atrasados dará muita coisa. Fiz os cálculos e 3 meses com um aumento pelo INPC de 6%, em 4 meses tiraríamos à diferença. Então se o aumento vier em MAIO, creio que mais uma "punhalada pelas costas" nos estrá sendo impingida.

JOSÉ AFONSO SOBRINHO - Natal - (RN), 06.04.2013

Anônimo disse...

PERGUNTAS QUE ESTÃO NA REDE PARA OS DIRETORES DA PREVI



1ª) O BB vem solapando recursos da PREVI, lançando como receita dele dinheiro que ele acha estar sobrando na PREVI. Ele vai contabilizar como despesa e devolver recursos, se a rentabilidade da PREVI cair?

2ª) A PREVI já contabilizou como prejuízo os dois terços que pagou a mais pela concessão do aeroporto de Guarulhos?

3ª) A PREVI já contabilizou as provisões de perdas dos investimentos nas sondas do pré-sal, já que é um setor que o Governo controla preço, custa o quíntuplo do preço de extração na Bacia de Campos e não se tem tecnologia disponível no mundo?

4ª) Em vez de investir no trem BALLA, não seria melhor os fundos de pensão comprarem alguns aviões para fazer essa interligação entre os aeroportos?

5ª) Quem mandou a PREVI pagar o triplo do preço pela concessão do Aeroporto de Guarulhos? (é que soube que aquilo não passou pelo Conselho Deliberativo da PREVI).

6ª) É verdade que em 2031 a PREVI vai devolver o Aeroporto de Guarulhos para o Governo, deixando lá construído um hotel e um shopping center e recebendo ZERO centavo, já que concessão é equivalente ao aluguel?

Anônimo disse...

Tomem cuidado!
Esse anônimo 10:32, está querendo nos enquadrar no tal crime cibernético; ou está por fora mesmo.
Preconceito jamais!

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, dá prá dizer por favor ou clemência o que aconteceu com o proc.no trf1 26895-57.1996.4.01.3400 da anabb?
Pois tentamos contato com os advogados e não tivemos um bom retorno; ficamos sem resposta.
Há uma sentença falando em penhora de bens; não sabemos se é favorável ou não.
Por favor!
Antecipadamente obrigada!
Se não quiser publicar, só nos dê a resposta endereçada à sua "leitora assídua".
Ex: Resposta à "MINHA LEITORA ASSÍDUA".

Anônimo disse...

Programa da Chapa 6 Unidade na Previ: O quê foi ou está sendo feito?
Publicado por Blog dos Bancários em 28/03/2013

Após quase um ano da eleição na Previ, resgatamos as propostas da Chapa eleita para que vocês bancários possam estar cobrando o quê está sendo feito de concreto.

Conheça as propostas da Chapa 6 – Unidade na Previ

Para o Plano 1

Aumentar o teto de benefícios para 100%, de forma a
garantir ao associado um benefício equivalente às suas últimas remunerações da ativa.

Elevar o valor das pensões, para tranquilidade de nossos familiares.

Reduzir o valor da Parcela Previ, como forma de aumentar os benefícios.

Criar novo benefício baseado na PLR, a partir de contribuições do banco sobre a participação nos lucros e resultados.

Manter as contribuições suspensas, mantendo no regulamento do Plano 1 a obrigatoriedade de contribuição por parte do banco.

Incorporar o BET como benefício permanente, utilizando futuros excedentes para garantir esse direito.

Antecipar reajuste dos aposentados para janeiro, de maneira a não descasar o valor dos benefícios de quem se aposentou antes de 1997.

Cobrar do banco que pague o BET sobre a verba P220.

Reduzir as despesas administrativas, para sobrar mais recursos no saldo de conta de cada participante para novos benefícios.

Responsabilizar o banco pelo pagamento do BET para o Grupo 67. O banco enganou os associados e descumpriu um acordo assinado com várias entidades representativas.

Pela preservação automática do salário de participação, a menos que o participante opte por retornar ao nível anterior.

Teto de benefícios. Propomos a criação de um teto de benefícios na Previ correspondente ao salário de um diretor do banco, que é o nível máximo de carreira de preenchimento exclusivo de funcionários do BB.

Mais poder para os associados

Pelo fim do voto de minerva no Conselho Deliberativo, de forma a equilibrar o poder entre associados e patrocinadora.

Retorno da Diretoria de Participações aos associados, como definido pelo estatuto negociado em 1997. Em 2002, o interventor nomeado pelo Governo FHC tirou a Diretoria de Participações dos associados e a atribuiu ao banco, que continua até hoje.

Volta da consulta ao Corpo Social. O interventor nomeado por FHC também tirou esse direito dos associados, como previa o estatuto de 97. Queremos que os associados retomem o direito de dar a palavra final sobre os temas mais relevantes da Previ.

Fim da Resolução CGPC 26. Lutaremos de todas as formas para acabar com essa norma, que permite a retirada de recursos do superávit pelo banco.

Contra interferências externas na Previ. Eleita, a Chapa 6 atuará sempre em conjunto com sindicatos e entidades do funcionalismo para impedir qualquer ingerência que não de interesse dos associados.

Aproximar cada vez mais a Previ dos associados

Ampliar a assessoria previdenciária, estendendo-a também aos associados do Previ Futuro.

Criar novos serviços de orientação ao associado, a exemplo do serviço de orientação financeira.

Criar a Ouvidoria na Previ, para que o participante tenha um canal para recorrer e fazer demandas às diversas instâncias da Previ.

Anônimo disse...

OPINIÃO FILOSÓFICA:
-Caro Manoel Sales, 23:08.
Seu "argumento" parece simples mais é altamente PERIGOSO se fôssemos "levar a sério", tal qual as bravatas da Coréia do Norte.... .
Pra sua orientação e piso a belíssima cantora Daniela Mercury não está se incomodando com NADA DISSO. O colega fez apenas uma brincadeira/humor, pessoa pública.., NADA ALEM DISSO.
Não queira, mui embora educadamente/hipocritamente TIRAR O BOM-HUMOR DE NOSSAS VIDAS. Vá te catar.

/lui.

Anônimo disse...

Caro anonimo das 21,10 hs, O Manoel Sales fez o certo, Percebo pela sua reação que você é que deve ter feito o comentarario sobre Daniella Mercury, seja mais educado não faça o jogo do adversario, aqui não é lugar pra falarmos das preferencias de cada um, aqui é local para defendermos nossa aposentadoria que está em risco.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Lançe a proposta de reajuste só em junho/13.

Fora desta data, todos nós do PB1, teremos prejuízo por conta da inflação.

Vamos mandar e-mails para a PREVI para que o mês de reajuste no período de janeiro seja a partir de 2014.

Juntos somos força. Divididos ficaremos mais fraços.

Um abraço de james.

Anônimo disse...

E o direito de expressão? De opinião?
Qualquer coisa é crime de homofobia, é preconceito.
Só um lado tem "direitos" ?
Ora bolas!!!

Anônimo disse...

Medeiros,

Estou mais preocupado ainda, pois, o estudo da viabilidade cabe a Invepar, do qual os fundos de pensões detém 75% das ações, em partes iguais, Petrus, Funcef e Previ, e o restante da OAS. Se o estudo cabe a Invepar como foi dito a Previ participará sim desse famigerado trem bala. Podem ficar preparados para uma ação na justiça que o bicho vai pegar.