AGORA É PARA VALER

domingo, 27 de março de 2016

Se foi o primeiro do ano, se foi o carnaval, e agora se foi a semana santa e a páscoa. Agora não tem mais desculpa. Agora é para valer. A fase preliminar já passou. E´ hora de iniciar os trabalhos. E´ hora de agir e de fazer acontecer.

O nosso tempo - o tempo dos idosos e dos aposentados - passa mais rápido.  Já estamos na fase decisiva e derradeira de nossa existência.  Não temos tempo a perder. Ou agora ou nunca mais. O tempo é inexorável.  Passa.


             Saí desta Agência do BB em Uruguaiana em 1975 para Porto Alegre
                                         Já faz quarenta anos !
Então, vamos enfrentar o que temos pela frente, o que nos atinge, o que nos preocupa, o que podemos fazer para minorar ou solucionar os problemas que se nos deparam.

Sou um eterno otimista, mas sou obrigado a admitir que a coisa está cabeluda e feia. Uma CASSI com contingenciamento de verbas, sem recursos, numa interminável negociação com um patrocinador pouco flexível, e uma PREVI com um déficit de quarenta bilhões em dois anos, 28 bilhões só neste exercício (12 da reserva e 16 do déficit). Não é mole, como diz o Simão. 

No bojo temos uma eleição para ambas as entidades em curso, a CASSI na frente e logo depois a PREVI. As chapas já estão inscritas. Por enquanto o debate é pouco, quase inexistente. A campanha para a CASSI já está a pleno vapor e a da Previ vai iniciar no mes que vem.

                       Na catedral de Santana em Uruguaiana orando pelo Brasil

Para completar o cenário desfavorável persiste a situação instável do país, com denúncias de corrupção e o processo de impeachment contra a presidenta Dilma, com a política refletindo na economia, trazendo o maior desemprego da história e uma insegurança nas grandes cidades nunca vista, com violência, roubo de veículos e assaltos a toda hora, como aconteceu neste domingo de Pascoa em Porto Alegre.

Todos devemos pensar qual o nosso papel nesta hora, qual é a nossa obrigação de cidadão e qual a nossa responsabilidade. Só uma coisa eu tenho a certeza, é de que ficar sentado na poltrona e atrás do computador não é a melhor posição. Temos que ser protagonistas de uma mudança, de uma melhora, de uma reunificação do país e de procurar consertar o que está errado por aí. Assim como está não dá para ficar. 

Colegas, pensem nisso e ajam, agora é mesmo para valer. Não tem mais volta. Eu vou fazer a minha parte. Vou arrumar um jeito, talvez uma nova maneira de agir. Mesmo que frustrado e decepcionado com algumas decisões e com algumas pessoas. Falta de coragem. Inimigos na trincheira. Fogo amigo. Ciumeira. Interesses escusos. Faz parte já dizia o Bambam. Mas cheguei à conclusão que não posso me omitir nesta hora grave por que passam nossas instituições e o país. Vou à luta.  Maneiro.  Mas vou.  Com ou sem chapéu de palha.  Com ou sem Amália. Vou só se ninguém quiser ir. Faço o que posso, no meu rítmo e do jeito que posso nesta altura da vida. Sem bobeira, que não dá para facilitar com eles. 

Estou ressuscitando o blog, de novo. Está começando a bombar outra vez. Os acessos aumentando, os seguidores também. Vem comigo. Vamos nessa juntos. A hora é agora. Agora é para valer. Ou ficar a pátria livre, ou morrer pelo Brasil.

Vamos que vamos !

30 comentários:

Anônimo disse...

Valeu Medeiros.

Vamos que vamos !

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Fui diagnosticado recentemente com um tumor no fêmur. As análises preliminares indicam que é benigno. Dos exames, precisei até agora de fazer raio-X e ressonância magnética do quadril e da coxa direita, onde se localiza o tumor. Vou ter que fazer biópsia, que no caso é uma punção óssea, com anestesia raquidiana, com 1 dia de internação.
Estou recorrendo ao plano da minha mulher, que trabalha na CEF.
Na única vez que tentei usar a Cassi para uma ressonância magnética, justamente para minha mulher, o exame foi negado e me foi exigido laudo médico para análise pela Cassi.
Recorremos então ao Saúde Caixa da CEF e a ressonância foi autorizada imediatamente, sem a necessidade de laudos complementares.
Assim, diante do meu problema, nem recorri à Cassi e estou fazendo todos os exames pelo Saúde Caixa, sem burocracia ou demoras com análises de laudos médicos.
Dependendo do resultado da biópsia a que vou me submeter, talvez seja necessário intervenção cirúrgica, ou para retirar a parte óssea contaminada ou para, digamos, encapsular o tumor.
E devo, mais uma vez, recorrer ao plano da Caixa, que até agora tem autorizado todos os exames sem maiores questionamentos.
Acrescento ainda que atualmente a única especialidade em que sou atendido pela Cassi é a oftalmologia, pois o médico é marido de funcionária aposentada e por tradição trabalha com a Cassi. Mas também é medico da Unimed.
Todas as outras especialidades, tanto de minha esposa, como minha e de minha filha, são atendidas pelo saúde Caixa.
Inclusive nós dois fazemos Pilates, sem limite de sessão, tanto para mim, como para minha esposa. E foi justamente quando entrei no Pilates que descobri o tumor que agora estou em tratamento.
Pra finalizar, minha irmã é casada com um colega aposentado e recentemente teve que se submeter a uma cirurgia cardíaca para colocação de stents. Minha irmã é portadora de doença renal crônica e não poderia colocar stents de fabricação nacional, que duram pouco e necessitam de troca após alguns anos de uso. Apesar de toda a documentação assinada por 3 médicos contra indicando a colocação de material de fabricação nacional, foi justamente esse que a Cassi autorizou. Minha irmã pagou por fora, colocou o importado, e entrou na justiça contra a Cassi, que foi obrigada a ressarcir a diferença paga e ainda uma indenização por danos morais.
Esse é o plano que nos assiste, neste momento. Ainda bem que tenho outra alternativa. Senão estaria peregrinando entre laudos médicos e escritórios de advocacia para tratar minha saúde.

Cláudio

Pedro Borges disse...

Valeu Dr. Medeiros, levanta a sua bandeira que vamos segui-lo. Nós, leigos de justiça. precisamos ter alguém para acompanhar. Aprendemos, ao longo das nossas vidas, que não podemos ficar omissos, temos que ter posição, criar metas, desistir jamais.

caos e ordem disse...

Boa Medeirão, eu também estou desperto. Pronto pra seguir suas coordenadas para as duas eleições. Pronto para fazer um trabalho aqui em Limeira visando eleger as chapas que forem apoiadas por você. Abração

joao trindade disse...

Êsse é o cara !(parafraseando Barac Obama).
Falou o que precisávamos ouvir, dr. Medeiros.
Vamos nos engajar e fazer o que for possível, pois não temos nada a perder e nosso tempo é exíguo, como o senhor, com muita propriedade afirmou.
Ficar lendo jornal e vendo televisão é coisa para velho que já morreu!
Sabia que, hora mais, hora menos, seu espírito guerreiro iria aflorar.
Parabéns pela decisão.

Vamos que vamos!

Cláudia Márcia Santana disse...

Bom dia, Dr. medeiros!
Por onde andam os eleitos Da Previ, que segundo parece, foram eleitos para defender nossos direitos!
Na sessão do plenário, o presidente da PREVI isentou o patrocinador de tudo, colocando o voto de minerva como algo irrelevante e de responsabilidade única dos nossos representantes.
Fiquei abismada com tamanha falta de verdade!
Por onde andam nossos representantes?
Eleitos sim, por pessoas que confiaram nele!
E o prejuízo monstruoso, vai ficar como? Esquecido?
Que Deus nos ilumine para sabermos enfim, votarmos na próxima eleição com pelo menos um mínimo de sabedoria!
Senhores candidatos, deixem suas vaidades e interesses descansarem um pouco.
O NOSSO PAÍS PRECISA É DE GENTE HONESTA!
Cláudia Santana

JURANDIR WALTRICH disse...

É isso aí Dr. Medeiros, aguardo sua opinião para votar na Cassi e na Previ.

Ademar disse...

Como o JURANDIR, também estou aguardando sua opinião para votar na Cassi e na Previ.

Ademar

Medeiros disse...

Vou opinar sobre a eleição da Cassi no final do mes, melhor dito no final da semana.

Os comentários do blog voltam a ficar interessantes e provocativos.

Breve vou começar a intervir com mais frequencia nos comentários e responder as indagações. Estou me preparando para tal. Aguardem. Tem muita coisa a esclarecer e informar.

Eu sou suplente no Cd da Previ. Até hoje não pude votar nenhuma vez. E até o meu direito de voz foi prejudicado com a decisão do CD de não mais permitir que o suplente registre em ata suas posições, como eu fiz no exercício passado. Como se sabe verba volent, scripto manent.

Ajudem a divulgar o blog e que os antigos seguidores retornem para dar força.

Vamos que vamos.

Anônimo disse...

Só tem um jeito Medeiro, vamos para a porta da Previ. Estou pra o que der e vier. É só marcar.

Vamos que vamos??

Anônimo disse...

Estamos mesmo alienados!!! Logo acima um colega disse verdades sobre a nossa? CASSI e ninguém se sensibilizou com o seu drama ( e nosso também ). Voltaram também os bajuladores do Dr. Medeiros incentivando-o no "" vamos que vamos""! Mas, na hora H, as suas bravatas se esvaem ao vento! Estamos iguais ao nosso pobre país.... Sem governo e com pouquíssimos combatentes querendo as mudanças tão necessárias! Já vi essa história antes e bem recente. Cuidado Dr. Medeiros!!!

Humberto disse...

Agora é pra valer. Isso mesmo Medeiros, com certeza todos os aposentados que confiam em suas palavras e atitudes gostaram de ler seu pronunciamento, a respeito de sua volta às lides que envolvem assuntos de nosso interesse, especialmente a Cassi, a Previ e as próximas eleicoes nessas entidades.

Durante esse período de reavaliação e de questionamentos internos de tua parte, ficamos muito apreensivos, até mesmo temerosos de um possível abandono teu, pois alguns pronunciamentos no blog davam margem a essa interpretação.

Precisamos e muito de colegas destemidos, valorosos, conscientes e experts nesses assuntos, para nos prestar esclarecimentos, informações e orientações sobre tantas questões que afetam nossos interesses nestas entidades antes mencionadas. Poucos são os colegas que detém tais conhecimentos e se dispõem a colaborar e transmitir tais posicionamentos, sempre confiáveis e de respeitabilidade, credibilidade e representatividade.

Assim, prezado comandante aqui do Sul do país, vamos nos reaglutinar, somar forças e trabalhar para conseguirmos os objetivos da grande maioria dos associados, ou seja, termos um benefício digno e que possa satisfazer e nossas necessidades financeiras, termos um pouco mais de dignidade e representatividade junto a Previ e Cassi, propugnar por melhores condições de refinanciamento dos empréstimos concedidos pela Previ e BB aos associados que estejam em difícil situação de adimplir tais compromissos, lutar por melhorias nas pensões, que a Cassi volte a cumprir com sua finalidade maior, ou seja, garantir o pleno acesso aos tratamentos médicos, hospitalares e ambulatoriais, além de prestar melhores serviços e atenção a nossa saúde.

Assim, Medeiros, tenhas certeza de que podes contar com minha humilde colaboração, aqui em Caxias do Sul e região serrana, nessa luta árdua e incessante.

Um abraço. Humberto

Anônimo disse...

Ki tal um novo PELADAÇO? Arruma aí umas mulatas com aqueles bundões deliciosos e vamos que vamos

Humberto disse...

Agora é pra valer. Isso mesmo Medeiros, com certeza todos os aposentados que confiam em suas palavras e atitudes gostaram de ler seu pronunciamento, a respeito de sua volta às lides que envolvem assuntos de nosso interesse, especialmente a Cassi, a Previ e as próximas eleicoes nessas entidades.

Durante esse período de reavaliação e de questionamentos internos de tua parte, ficamos muito apreensivos, até mesmo temerosos de um possível abandono teu, pois alguns pronunciamentos no blog davam margem a essa interpretação.

Precisamos e muito de colegas destemidos, valorosos, conscientes e experts nesses assuntos, para nos prestar esclarecimentos, informações e orientações sobre tantas questões que afetam nossos interesses nestas entidades antes mencionadas. Poucos são os colegas que detém tais conhecimentos e se dispõem a colaborar e transmitir tais posicionamentos, sempre confiáveis e de respeitabilidade, credibilidade e representatividade.

Assim, prezado comandante aqui do Sul do país, vamos nos reaglutinar, somar forças e trabalhar para conseguirmos os objetivos da grande maioria dos associados, ou seja, termos um benefício digno e que possa satisfazer e nossas necessidades financeiras, termos um pouco mais de dignidade e representatividade junto a Previ e Cassi, propugnar por melhores condições de refinanciamento dos empréstimos concedidos pela Previ e BB aos associados que estejam em difícil situação de adimplir tais compromissos, lutar por melhorias nas pensões, que a Cassi volte a cumprir com sua finalidade maior, ou seja, garantir o pleno acesso aos tratamentos médicos, hospitalares e ambulatoriais, além de prestar melhores serviços e atenção a nossa saúde.

Assim, Medeiros, tenhas certeza de que podes contar com minha humilde colaboração, aqui em Caxias do Sul e região serrana, nessa luta árdua e incessante.

Um abraço. Humberto

Jeanne disse...

Caro colega Cláudio, minha filha retirou um tumor benigno da tíbia há 5 anos. Na época, ninguem quis fazer pela Cassi, a não ser que eu pagasse por fora. Consegui fazer a cirurgia pelo SUS, na Puc Campinas, com um ortopedista especialista em cirurgia oncológica, que ainda deu aula na cirugia dela. O atendimento foi de primeira, sem deixar nada a desejar. Exames e a tecnica da ressonancia que acompanhou a cirurgia,bem como todos os procedimentos foram todos custeados pelo Sus, com autorização dada na hora. Espero que voce consiga uma alternativa a Cassi aí onde mora.Ainda bem que ela não fez pela Cassi, pois a tecnica da cirurgia usada foi muito superior e surpreendentemente, coberta pelo Sus. Não moro em Campinas, moro no interior de MG, mas tive que me deslocar para que fosse um sucesso a cirurgia dela. Sucesso e boa sorte para você. Abraços, Jeanne.

CASSI - cirurgia da catarata disse...

CASSI COBRE CERCA DE 300 REAIS NA IMPLANTACAO DE CRISTALINO, IMPORTADO, RECOMENDADO PELO OFTALMO E QUE VAI ME CUSTAR CERCA DE 6000 REAIS.

Posterguei a cirurgia mas agora a situacão é de urgência.
O cristalino recomendado é de cerca de 6000 reais, importado, sendo que a cassi somente ressarci cerca de 300 reais ou cobre totalmente uma marca nacional.
Conversando com pessoas que fizeram a cirurgia, de outros planos, fizeram a implantação do cristalino recomendado pelos médicos, o importado mais caro.
Gostaria de saber a opiniao de colegas que se submeteram a cirurgia, quanto a opção do cristalino importado e, também, conforme o comentário do Cláudio 27 de março de 2016 22:21, se caberia acionar a cassi na justiça por conta da despesa nao coberta.
A cassi, infelizmente, nao nos atende adequadamente. Mesmo em outras especialidades tem deixado a desejar.
Luiz

Ademir Martins disse...

pronto e aguardando

Ari Zanella disse...

Amigo Medeiros,

Gostei muito do teu amigo presidente da OAB, Dr. Cláudio Lamacchia, que hoje com muita coragem, não se intimidou diante de advogados submissos, parlamentares do PT, PC do B e PSOL, protocolando um novo pedido de Impeachment, muito bem elaborado pelas mentes brilhantes da advocacia nacional. Parabéns à nossa defensora OAB que representa a maioria dos brasileiros e os advogados do bem que, graças a Deus, é a grande maioria no país.

Aristophanes disse...

Prezado Medeiros.
É oportuno e entusiástico o seu GRITO DE ALARME, nessa postagem. Alegra-me, também, a revitalização do blog, que você mesmo, pretendeu calar, em recente passado de atribulações, reticências e inconformismo. E, realmente, ficou meio à deriva, por tempo precioso, mas necessário para suas reflexões e tomada dessa louvável decisão de que AGORA É PRA VALER.
Julgo, igualmente, que todos, da nossa comunidade, precisamos ter união em torno dos projetos que melhor equacionem e resolvam os graves problemas que afetam a CASSI e a PREVI, os quais – sobejamente conhecidos – a mim não cabe, aqui, esmiuçar. Uma atitude, entretanto, é vital: UNIÃO. Se as questões têm se encaminhado para a polarização entre NÓS vs ELES, temos que estar unidos. Do contrário, perderemos todas as batalhas e a guerra!
Conheço bem a nossa comunidade do antigo BB(Plano1) e sei que – a despeito das inteligências, dos preparos, dos pudores morais e éticos, do bom corporativismo, dentre outras qualidades – nunca ficou imune às vaidades, praga já denunciada no Eclesiastes.
O seu grito de alarme ganha, ainda, maior importância, por que o Brasil vive momento crítico e perturbador. Gargalos estruturais(político partidário, fiscal tributário, trabalhista, previdenciário) não resolvidos, durante quase duas décadas, foram agravados pela incompetência e ideologização de 13 anos de governos petralhas. Estamos hoje(23:00h, do dia 28/3/2016), rigorosamente, no limiar de uma ruptura institucional de consequências imprevisíveis... Espero que não haja um primeiro cadáver, para acender o estopim, e que o bom senso preserve uma saída constitucional. Mesmo assim, no “day after”, a reconstrução do país demandará tempo, coalizão e muito suor e lágrimas. Quem viver verá. Participarei como puder... Cordialmente, Aristophanes Pereira.

caos e ordem disse...

Querido Medeirão, o Ari Zanella já declarou o apoio dele à chapa 3 pra eleição da CASSI. Pergunto se o Dr. confirma e escolhe também a chapa 3 para nos unirmos e votar maciçamente nela. abração. Sou José Citeli do blog caos e ordem.

joao trindade disse...

Por que será que a Cassi (também a Previ) está como está?
O pessoal fica esperando alguém indicar o rumo e, se não der certo, malhar o indicador.
Acho temerário isso.
Ainda bem que o dr. Medeiros não entrou na onda quando quiseram pressioná-lo à liderar uma chapa para as eleições da Previ.
Essa é minha opinião.

Anônimo disse...

Segundo comentários que estão circulando, a partir de 2017 todos os ativos, aposentados e pensionistas terão que cobrir os deficits da PREVI, acumulados entre 2013 e 2015, cabendo aproximadamente 150.000 para cada um. O pagamento seria escalonado em 5 ou 10 anos. Tomara que sejam apenas boatos, mas se essa previsão catastrófica se concretizar, será que o Banco também será chamado para contribuir? E os que faleceram nos últimos anos, como ficará? Está se armando um tremendo pesadelo em nosso horizonte.

Jair Mário Bork disse...

O assunto abordado pelo anônimo das 10:34 não é apenas boato, não. a "REDE-SOS" toca no assunto, e parece que é verdade. Houve 3 deficits seguidos, e quando isso ocorre, a entidade de Previdência Privada é forçada a tomar providências saneadoras (aumento de contribuição ou diminuição de benefício). Realmente, o pesadelo já se armou.

joao trindade disse...

Pois é...
O tal sigilo de Estado se manifesta em muitas caixa-pretas que serão abertas quando for conveniente aos que se adonaram do Brasil, lançando cortina de fumaça nos nossos olhos. Antevejo uma Venezuela tupiniquim sendo instalada na penumbra. Só tomamos conhecimento da doença quando já a vemos instalada. Vemos isso na política; velhas raposas, com idéias vencidas trocando favores entre si. Sofremos o reflexo disso.

Anônimo disse...


Anonimo 10hrs34


Vc está desinformado sobre o equacionamento do deficit. Vamo procurar fonte confiavel, por decisão da Previc atravez da resol. 22 o deficit agora é anual e só o que ultrapassa 8,1% será objeto de re enquadramento. Outro ponto, é claro que o patrocinador vai ajudar no enquadramento, tá no estatuto.

Anônimo disse...

A colega Jeanne,

Obrigado pelo seu comentário. A que ponto chegamos. O SUS prestando um atendimento de excelência que os planos particulares deveriam prestar.

Ao colega Luiz, 28.03 - 19:47 hs

As lentes importadas são realmente muito melhores que as nacionais, mas havendo similar nacional, todos os planos de saúde optam por este tipo de material, pelo seu baixo custo.
O que deve ser analisado é o risco envolvido no uso do material. No caso que citei da minha irmã, o uso de stent nacional implicaria numa segunda cirurgia daqui a 8 ou 10 anos, pois esse é o tempo de vida útil e ele precisará ser substituído. Por ser portadora de doença renal crônica, minha irmã poderia não suportar uma nova cirurgia para substituição do material nacional. Os importados duram o dobro, às vezes o triplo do tempo do nacional. Daí a opção, no caso dela, pelo uso do importado. Qualquer cirurgia em paciente renal crônico é considerada de alto risco. Mesmo assim a Cassi negou o importado, mas a justiça reconheceu a necessidade de utilização desse tipo de material neste caso e condenou a Cassi a pagar indenização.
Recomendo que você converse com seu médico sobre isso e peça uma avaliação para o seu caso dos riscos de utilização de lentes nacionais.

Abçs,

Cláudio

Anônimo disse...

Dr.Medeiros


Saude


Minha filha medica trabalha num posto de saúde do governo. Ela recomenda que meu pessoal todo adquira o CARTAO do SUS para atendimento. mais acelerado. Algum colega tem cartão do SUS ?
O que diz a CASSI ?

Abrs.

Mario D

Anônimo disse...

Sem entrar no mérito das reclamações, comparando o valor da nossa contribuição à CASSI com os preços praticados no mercado de planos de saúde, bem como com os atuais padrões de atendimento, considero inoportunas as judicializações contra à mesma, eis que só agravarão o seu atual quadro de desequilíbrio financeiro e implicarão mais contingenciamento de despesas. Lutemos para que o impasse BB X CASSI, atualmente stand by em face da crise política, tenha o desdobramento que almejamos.

luiz disse...

Ao

Cláudio
29 de março de 2016 14:04, agradeco a atencao.

Anônimo disse...

Colega 17.30,

Deixa ver se entendi:
"Inoportunas as judicializações contra a Cassi"?
É correto?

Meu caro colega:
Penso que inoportuno é sofrer, morrer por caprichos dos dirigentes indicados, nomeados pelo Banco para a Cassi e também a resistência do Banco do Brasil em cumprir suas obrigações contratuais.

Concordo que podemos pagar um pouco mais de contribuição para nossa saúde, desde que a Cassi seja bem administrada, seus dirigentes tenham um salário para cobrir despesas e nunca um salário como o que se pratica atualmente.
Saudações