O QUE SERÁ ?

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Na poderosa voz de Simone a música fica mais instigante.

"O que não tem vergonha nem nunca terá
O que não tem governo nem nunca terá
O que não tem juízo..."

O que será que vai acontecer com o nosso país?



Temos que reinventar o nosso modelo. Assim como está não dá.

Rio de Janeiro em estado de calamidade falimentar na véspera da Olimpíadas.  O Rio Grande do Sul sem segurança publica e sem dinheiro para pagar seu funcionalismo. Temer sem credibilidade e sem apoio popular. Escândalo atrás de escândalo.

Nesse cenário e nesse clima hoje e amanhã vai a plenário a votação sobre o projeto de lei 268 que muda a legislação dos fundos de pensão.

Fiz o que pude junto a quem tem poder de decisão. Tive bom sucesso junto ao PMDB, reunido na Capital. Bons contatos na sexta. Não tive êxito foi na mídia. A Zero Hora não publicou meu artigo intitulado Em Defesa dos Fundos de Pensão.  Achou corporativista. Paciência. Mas acho que a nossa posição paritária na gestão dos fundos estatais tem boas chances na Câmara.

Estou indo para o Rio quarta a fim de participar da reunião do Delib na sexta. Faltei à reunião de maio. Ia me operar mas a cirurgia terminou não acontecendo. Primeiro tentarei o tratamento clínico para reduzir a próstata que está com 85 gramas. Parece que faz um século que não viajo ao Rio.

Vão participar da reunião os novos eleitos. Vou apreensivo. O diretor Decio, por motivo de saúde,renunciou. Haverá eleição para seu substituto. Muito ruído nos bastidores.  Precisamos de paz. Sobretudo. Sou otimista, como sempre.

Mas nem o clima atmosférico ajuda. Nunca fez tanto frio nessa época. E o inverno recém está começando. Vejo no Google que a máxima do Rio na quarta será de 22 graus. Pode ?  E o nevoeiro de ontem ?  E a derrota do Inter para o Figueira de Rafael Moura ? Que coisa !

O que será que vai acontecer conosco ?

Como será o amanhã ?

33 comentários:

joao trindade disse...

Pelo andar da carruagem o que acontece na Venezuela, hoje, é o que irá acontecer no Brasil, amanhã. Quem estiver vivo, verá.

luiz carlos disse...


A OI pediu recuperação judicial. Uma "supertele" falida e deixando um rastro de prejuízo para os bancos estatais e fundos de pensão, valha-me Deus.

WILSON LUIZ disse...

Caro João Trindade,12:59 hs., estávamos a caminho do bolivarianismo com o derrubado governo petista. Pelo menos, agora temos uma equipe econômica responsável.

Medeiros disse...

Adiada a votação do projeto 268 para julho. Já tem um substitutivo do deputado Pestana que abranda o projeto original.

Anônimo disse...

E a Invepar ? Vai ser debatida no Delib ?

Vasconcellos

Anônimo disse...

O caso do aeroporto de Guarulhos está fedendo.

Anônimo disse...

Sabia que o projeto não ia passar na Câmara. Mas no Senado vai endurecer .

Anônimo disse...

Dr Medeiros você é fumeta mesmo. Soube que o Padilha mencionou seu nome numa roda quente. Tem você em alta conta. Quem falou foi o Pedro Simon . E o Cairoli, vice governador, te fez grande elogio para o Sartori. Parabéns.

Adherbal

Anônimo disse...

O Padilhão está forte com o Temer. Ficou do lado dele na reunião com os governadores, em vez do Meirelles.

Anônimo disse...

O Pompeo andava por aqui no Estado acompanhando o Ciro Gomes. Nos abandonou em Brasília.

Medeiros disse...

Vou convidar o Pompeo para vir na Afabb RS .

Anônimo disse...

Cuidado, ele é do PDT aliado do PT.

Marcelino Maus disse...

ALGUÉM TEM ALGUMA NOTÍCIA da AÇÃO COLETIVA IR PREVI?

Em que fase está a AÇÃO COLETIVA IR PREVI ?

Há 2 anos, pediram para enviar documentos para a EXECUÇÃO.

Até agora NADA foi concluído - seria apenas para ARRECADAR MENSALIDADES dos VELHINHOS ?

Em mensagem à ANABB EXIGI QUE ME INFORME se MEU NOME consta da AÇÃO e se posso EXECUTAR INDIVIDUALMENTE, eis que a ANABB se recusa pelo fato de ser SÓCIO FALECIDO ?

Anônimo disse...

Que bom que o doutor melhorou de saúde e está nos ajudando. E usa toda sua experiência nisso. Tem muitas relações e na eleição para a Previ deu show de bola nos aposentados que votaram na sua indicação. Tem que respeitar os idosos ativos como o doutor. Sabem onde está escondida a coruja. Vão direto na toca. Obrigado Dr Medeiros. Graças a Deus continua conosco.

Tere

Medeiros disse...

O Cairolli foi meu cliente e mutuário quando fui diretor do Badesulde 1975 a 1980. Passam os anos, mas ele não esquece o projeto que financiei para o pai dele, cel Cairolli, em Alegrete. Agora ele está aí de vice governador.

Medeiros disse...

Eu também quero saber sobre a ação da Anabb. Vou colocar o Lahorgue na questão e cobrar.

Anônimo disse...

Caro Sr. Doutor,

Tenha cuidado com o Sr. Pompeu, pois ao que comentam, teria sido muito covarde na votação do afastamento da Sra. Dilma.
Tem gente que quer vê-lo pelas costas e bem longe.
Saudações septuagenárias.

Lucia Siza Siza disse...

Faça isso Dr Medeiros por favor.Quero receber antes de ir embora para o céu.

Anônimo disse...

A participação da Previ na Oi é aparentemente pequena 0,75% do capital, participa também da Jereissati Participações e Jereissati Telecom com 18,42 e 19,78%, que eram acionista da Telemar que posteriormente virou Oi. Qual será o prejuízo da Previ, se a Oi não conseguir recuperar-se?

Valim disse...

Caro Medeiros.

Sinto-lhe em dizer que irá passar os "independentes", mas não vejo nada de mais, e que não possa melhorar. Da bosta nasce um grande adubo.
Se ninguém tiver coragem de bater de frente, falar a verdade fica o velho blá-blá-blá. Puxa já falei várias vezes do momento, e já o perdemos muito, daqui a pouco já pode ser que não existirá...Falar, reclamar é o importante.


Décio que sabia que iria sair, por que não foi bucha de canhão, para LEI DA MORDAÇA E A RESOLUÇÃO 26. "Soldado que vai a guerra pensando em morrer é um covarde"(Jair Bolzonaro)- Marco Aurélio, que de bobo não tem nada, pulou fora... Que medo já estão do Bolzonaro, não entro no mérito, o veredito do Clube Militar é que o impeachment saia até 31/07/2016. Disseram e ponto.

Por favor, você deve saber que lhe dou meu apoio, nos bastidores, se eu realmente estiver. Lance seu nome, porra, você erra nisso. Esta política já foi há muito tempo, os ataques antecipados faremos adubos.

Já estou de saco cheio, sou homem de ter opinião, e espero, como falei no blog da Cecília Garcez, antes da manchete nos jornais, que Temer era homem de bater na mesa, como assim o fez, e ele disse num rompante que estava acostumado a tratar na profissão com bandidos na função de Secretário da Segurança Pública de São Paulo; repito, já tinha dito também isso.

Temer, está levando em banho-maria, para depois dizer para que veio. O homem é inteligente, vai querer redimir sua imagem, e sairá como ESTADISTA, e ninguém do povo vai querer Aécio, e ele, Temer, fará o seu candidato.

Diferença dele para você por analogia: você não diz que seu nome está a disposição, ele diz que os Ministérios não estão prontos.

Puxa, você sabe que não é cama de gato. É para destruir possíveis candidaturas arquitetadas nos bastidores e ajude a Cecília Garcez.

Já disse aqui, o problema do Brasil não é falta dinheiro, e sim de gestão e principalmente patriotismo. Como podem vender para o CANADÁ uma área com 150 toneladas de ouro, no Pará por R$ 1,5 bilhões. Quanto mais tiram mais aparecem riquezas, e é por isso, que fazem a gente de gado. Nem esquerda, nem direita, um Estado incentivador para os nacionais.

VOTO EM VOCÊ.

Esta é minha opinião.

Anônimo disse...

Ao anônimo 21 de junho de 2016 19:12:

como a Previ é um exemplo de transparência, daqui a alguns dias vão publicar uma nota, dizendo que tiveram lucro nesta empreitada ... Eles são ótimos na administração dos interesses da Previ ...

Valim disse...

Caro Medeiros.

Você veja, a falta que uma vírgula faz, queria dizer para você, ajudar a Cecília Garcez. Ela sabe que eu só o elogio e a ela também.
OBS: E as vezes, eu com você, Medeiros, batemos de frente, nem se for mentalmente. Acredito na sua competência e valentia. Quero chegar aos 95 anos, igual ao homem americano que tentou disputar para ir para as Olimpíadas do Rio, não passou, mas falou que treinará para a próxima.

Aquele pulo na posse da CHAPA 3 mostrando tão garoto como é, só reforça que você possui coragem juntamente com a Cecília Garcez para mudar este quadro. A idade está na cabeça.

Não é que o filha-da-mãe, o jogador de tênis, possuía manejo e total centralização de seu corpo.
Por fim, por favor publique este texto.
Estou enchendo, a paciência de você numa CHAPA enquanto há tempo, com a saída do Décio.

Cecília ficará só, sem um suporte,o que para mim, ela pensou que possuía, deu no que deu. Eu falei da união das chapas. E era o assunto, porém sem jogar para o conhecimento dos aposentados, e seria uma força com a união, uma aglutinação devastadora para nós.

Abraços.
Valim.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Gostaria de sugerir, caso não tenha feito, incluir na pauta sobre o PLP 268/2016, com o Ministro Padilha, a proibição de sindicalistas e políticos (ou filiados a algum partido político) na diretoria da PREVI, ainda que funcionários do Banco, em eleições diretas (com participação do corpo social) ou não.

Aguardo manifestação.

Anônimo disse...

Doutor!

O ex-ministro Paulo Bernardo que assinou o acordo e entregou ao BB 7.5 Bilhões de "nossa" Previ aos cofres do governo, esta sendo PRESO hoje pela manhã.
Como ficamos com aquele infame acordo?
Veja lá, o cidadão Pimentel estava conivente e algumas associações também.

Anônimo disse...

Ex-ministro Paulo Bernardo é preso em Brasília pela Lava Jato
Paulo Bernardo foi preso em desdobramento da 18ª fase da operação.
PF cumpriu mandado de busca na casa dele e da mulher, Gleisi Hoffmann.

O ex-ministro do Planejamento do governo Lula e das Comunicações no primeiro governo Dilma, Paulo Bernardo, foi preso nesta quinta-feira (23) em um desdobramento da 18ª fase da Operação Lava Jato, em Brasília. Ele é marido da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Carlos Gabas, ex-ministro da Previdência do governo Dilma, também foi alvo. Ele foi levado em condução coercitiva, que é quando a pessoa é obrigado a prestar depoimento na delegacia.
Outro mandado de condução coercitiva foi para o jornalista Leonardo Attuch, que administra o blog 'Brasil 247'. Ele já havia aparecido nas investigação da Lava Jato como suspeito de ter recebido dinheiro por serviços não executados.
Há ainda um mandado de prisão preventiva para o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que, condenado na Lava Jato, está preso desde 2015. Outro ex-tesoureiro do PT, Paulo Ferreira, foi preso. Ele é marido da ex-ministra do Desenvolvimento Social no governo Dilma, Tereza Campelo.
Entre os presos também está Valter Correia, secretário de Gestão do prefeito Fernando Haddad, em São Paulo.
Além das prisões relacionadas ao PT, policiais federais foram à sede do partido no centro de São Paulo. Os presos e o material apreendido serão encaminhados à sede da Polícia Federal, na capital paulista.
A PF informou que o objetivo da operação, batizada de Custo Brasil, é apurar o pagamento de propina referente a contratos de prestação de serviços de informática no valor de R$ 100 milhões, entre os anos de 2010 e 2015, a pessoas ligadas a funcionários e agentes públicos ligados ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).

Fonte:http://g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/noticia/2016/06/ex-ministro-paulo-bernardo-e-preso.html

SERÁ QUE A DEFESA ENTUSIASMADA CONTINUARÁ? E OS CHILIQUES PROSSEGUIRÃO?

Valim disse...

Medeiros.

Obrigado, pela correção.

Sei que os dois não são moles, como eu também,mas a hora é de união. Para que adiarmos esta simpatia que existem entre nós três. Não me incluo nesta dentro da PREVI, só em simpatia.
Cedendo cada um de seus orgulhos, não estou criticando, pois possuo este mal em demasia, mas estou melhorando. Brigo sempre, mas esqueço logo. Como disse Lulu Santos: "Não tenho raiva de quase ninguém".
E você Medeiros juntamente com a Cecília juntos ninguém segura.
Vão por mim.
Valim.
Se vocês não se unirem, estão nos largando. Resolvi abrir o verbo, fazer o meu desejo se realizar. Comece a campanha hoje. Os ataques a gente com os votos transformamos em adubo.
Valim.

Anônimo disse...

O "amigo" Eliseu Padilha foi detonado pela revista Veja.

Haja falcatruas...

Anônimo disse...

ALÔ PESSOAL DE BRASÍLIA


O evento é gratuito e destinado ao público em geral, inclusive aos advogados e estudantes. Inscrições pelo site www.oabdf.org.br/eventos; informações pelo e-mail eventos@oabdf.com.

Serviço:
Perspectivas dos Fundos de Pensão Pós-CPI
Data: 28/6/2016
Horário: 19h
Local: SEPN 516, auditório térreo
Certificação de 3h/a em contrapartida à doação de um agasalho ou cobertor

Anônimo disse...


Paulo Bernardo não assinou aquele acordo. Sua assinatura ficou em branco. Quando a Previ vai cumprir o realinhamento de benefícios?

Anônimo disse...

Os 7.5 Bilhoes que Paulo Bernardo passou da Previ Para B.B , foi um acordo Para pagar o PRE-67 ????

Pensionista.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros e demais colegas,

Acredito que mesmo que venha a ocorrer alteração de nosso interesse no PLP 268/2016 em que seus diretores, funcionários, sejam eleitos pelo corpo social e não terceirizados não vai ser suficiente para melhorar a gestão da PREVI.

É preciso que os candidatos, mesmos que sejam funcionários, sejam apartidários, sem vínculos políticos com qualquer partido, não sejam sindicalistas e nem façam parte de qualquer tipo de associação de funcionários, de ativos e aposentados, tais como ANABB, associações de aposentados, etc.

Por que? Porque precisamos descontaminar a PREVI.

Quando coloquei também as associações de aposentados é para evitar que essas associações não sejam contaminadas e utilizadas como trampolim para contaminar a PREVI.

Se não assim feito qualquer mudança diferente não vai colaborar em nada para a preservação da PREVI. Vai continuar como esta hoje.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Dr. Medeiros,

Abaixo, reproduzo trecho de uma matéria interessante da revista VEJA, de 27/04/2015. Será que não deveríamos copiar a idéia vitoriosa do referido fundo de pensão canadense?:

"São Paulo - Em setembro do ano passado, o mundo assistiu à cena do chinês Jack Ma tocando o sino da bolsa de Nova York para comemorar a estreia no pregão do Alibaba, site de comércio eletrônico criado por ele. O evento marcou a maior oferta inicial de ações da história, de 25 bilhões de dólares.

A data teve um significado especial também para o futuro de 18 milhões de canadenses — embora a maioria deles nem desconfiasse disso. A abertura de capital do Alibaba gerou mais dinheiro para suas aposentadorias. Três anos antes, o Canada Pension Plan (CPP) investira 550 milhões de dólares no então desconhecido site chinês, por recomendação de seu escritório de Hong Kong.

Estima-se que o lucro da instituição com essa escolha tenha sido da ordem de centenas de milhões de dólares. Além do ganho financeiro, a operação consagrou o modelo vencedor adotado pelo fundo na década de 90, quando quase quebrou. O CPP, de lá para cá, tornou-se o nono maior fundo de pensão do mundo, com ativos de 195 bilhões de dólares. O que foi feito para o CPP chegar a esse resultado?

Antes de tudo, o contrário do que fizeram fundos de pensão de estatais brasileiras nos últimos anos — foi despolitizado ao máximo. Há duas décadas, o CPP tinha sérios problemas. O fundo para aposentadoria dos canadenses aplicava em títulos públicos regionais e nacionais, além de obras com perfil social, como habitações populares.

As aplicações serviam de suporte a políticas públicas e rendiam menos de 4% ao ano, taxa insuficiente para garantir os futuros benefícios dos aposentados. Em 1996, o fundo recebeu contribuição de 9 bilhões de dólares e pagou 14 bilhões em benefícios, contando com um patrimônio de 29 bilhões. Pelas projeções, quebraria em 2015.

A situação ficou tão grave que, em 1997, o governo mudou as regras do CPP. Foi criado, então, um comitê de investimentos com a missão de “ampliar ao máximo o retorno, sem correr riscos excessivos”. O comitê foi protegido do interesse político. Seus integrantes passaram a ser selecionados no setor privado, com experiência em áreas como contabilidade e finanças. Nos últimos dez anos, o patrimônio do fundo triplicou. O retorno em 2014 foi de 16,5%.

................."

ricardo albuquerque disse...

Colega Marco Aurelio,
Ótima transcrição,mais, infelizmente, Canada é Canada, mas,... nós, somos, nós.ricardo