A CULTURA DO EU NÃO SABIA

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Infelizmente esse mantra pegou: eu não sabia


O Lula usou e abusou do eu não sabia por ocasião do mensalão.  Agora o presidente Mujica, do Uruguai, declara num livro recém lançado que Lula confessou a ele que sabia.

A Dilma, por seu lado, não sabia nada do que se passava na Petrobrás, nada sobre a compra da refinaria de Pasadena, nada sobre as propinas e os desvios. E era a presidente do conselho de administração. Incrível.

Henrique Pizzolato declara que não sabia o que tinha no conteúdo do pacote suspeito nem sabia para quem era endereçado. Impressionante.

A PREVIC alega que não sabia nada do que estava acontecendo no Postalis. Seu sistema de acompanhamento dos fundos de pensão não estava preparado para detectar falcatruas e roubos. Inacreditável.

Essa cultura do não sabia vem minando os alicerces de nossas instituições e contaminando os que lá trabalham. Nada vêm, nada ouvem, nada sabem. E , em razão disso, nada falam. Como os três macaquinhos.

O engraçado da história é que acham que todos rezam pela mesma cartilha. E também acham que alegando que não sabiam ficam isentos de responsabilidade.

Existe um mandamento constitucional que assegura que a ignorância da lei não isenta de culpa.

Por outro lado, existe a obrigação de diligência que todo administrador de bens alheios, todo dirigente ou conselheiro de empresa ou fundo de pensão, tem que cumprir.  Ele não pode ser omisso, displicente ou alienado. Tem que ser diligente. Se não for, será responsabilizado pelos danos ou prejuízos que sua ignorância ou desatenção causou.

Portanto, está mais do que na hora de terminar com esse mantra. Quem está no batente tem que saber o que está acontecendo ao seu redor. Fingir que não ve ou que não sabe merece o nosso repúdio ou a responsabilização civil ou criminal.

 Essa postagem não é de graça. Tem sua razão de ser. É uma advertência, um aviso. Interpretem como tal. Literalmente, sem distorções.

Uma conhecida anedota menciona que um bêbado estava na porta de um bar, quando passou uma procissão. A santa ia num andor todo revestido das cores verde e rosa. Os que conduziam o andor também iam vestidos de verde rosa.

O bêbado gritou: - Olha a Mangueira. Olha a mangueira.

Todos ficaram indignados com a falta de respeito. Acharam que estava confundindo a procissão com a escola de samba da Mangueira. Caíram em cima do bêbado. Foi, então, que a santa bateu no galho comprido de uma mangueira, arvore que estava na rua, caiu e se espatifou toda. Aí viram que o bêbado tinha razão da advertência.

- Olha a CPI .  Vejam o vídeo na orelha do blog. Vale a pena. E´ da novembrada.

    Bom final de semana. A próxima promete.

46 comentários:

Anônimo disse...

Mederão Cabra Macho,

Será que a diretoria da Previ, desde 2002 até agora, viu a Mangueira entrando?
Depois da CPI certamente todos verão a Mangueira entrar "na Sapucaí".
Ah! Ia esquecendo: Eu não sabia que dirigente de fundo da pensão não podia alegar que não sabia que existia maracutaia. Será que o Homi da Capa Preta poderá me indiciar por omissão de informações de que fui roubado? A fila na CPI para esclarecimento será enorme e exalará perfume de rosas, flores, sushi e até da Valdirene etc.

Êta Cabra Avisador!

João Lopes Rodrigues disse...

Prezados Colegas!


A cultura de que "não sabe, não vê, não ouve, não fala" é própria daqueles que se escondem atrás da incompetência, do oportunismo, da falta de comprometimento.

Em geral, o ditado "costume de casa vai à praça" se aplica perfeitamente ao mundo dos negócios e da administração do bem alheio.

Eu costumo dizer que "índole e caráter" não tem profissão, não tem gênero, não tem formação. Quem tem, tem. Em resumo: se o indíviduo, em seu sagrado lar, utiliza-se de "meios duvidosos" para usufruir benefícios, quaisquer que sejam, como poderá ter postura diferente quando administra o bem que não lhe pertence?

O administrador íntegro, correto, honesto irá cuidar do bem alheio como se lhe pertencesse, dando-lhe todo o zelo possível. Mas se tem objetivos escusos, como poderá ser magnânimo? Como poderá se colocar no lugar do outro? Como poderá se condoer diante da necessidade de seu semelhante?

Em suma: administrar o bem alheio não é tarefa fácil, que a todos compete. Compete a poucos. A quem, verdadeiramente, se dispõe a pensar na coletividade, nas necessidades conjuntas, na maioria, enfim.

É uma pena que nessa cultura do "eu não sabia" haja tantos prejuízos a tantos!

Mas, como extirpar da sociedade essas "criaturas", que tanto mal nos causam? Penso que faltam punições mais severas, que sirvam de exemplos, que estanquem essa sangria. Mas, e se a índole (má) e o caráter (mau) falarem mais alto? Bem... daí, quem sabe, "só numa outra vinda"!

Era isso!

Anônimo disse...

O tema do texto é muito oportuno.Para fugir da responsabilidade todo mundo está achando fácil dizer que não sabia.Até a síndica do meu prédio nunca sabe de nada.

Anônimo disse...

Ao mesmo tempo que não sabem de nada, já sabem que a mudança fator previdenciário/85/95, vai dar um rombo de 7 tri nas contas públicas.
São ágeis na arte de manipular números, nova engenharia contábil, ou seja roubar.

César disse...

Dr. Medeiros,


Conforme já me manifestei em outra ocasião neste Blog, lembro que talvez seja a hora de analisarmos uma alternativa para sairmos dessa submissão aos interesses do BB/Governo. Me refiro à questão da RETIRADA DE PATROCÍNIO do BB. Penso que, com o patrimônio que temos e que é NOSSO, e por ser o PB1 um Fundo já fechado, e além disso contarmos com pessoal altamente qualificado, como é o seu caso e de tantos outros colegas, não precisamos de terceiros comandados pelo BB e que só atendem aos interesses do BB, sem ao menos ouvir as nossas demandas, legítimos donos desse Patrimônio. Penso que já somos adultos o suficiente para gerirmos nosso destino. Estaríamos livres da intromissão de outros interesses que não fossem os nossos. Isso sem falar na divisão de eventuais superávits, no pagamento de bônus para esses dirigentes, e outros absurdos...
Enfim, entendo que ao menos possamos, com calma, isenção e profundidade, sem viés político ou ideológico, analisar com profissionalismo essa alternativa, ouvindo é lógico as pessoas que comprovadamente entendam do assunto.
É o que penso.

César

Medeiros disse...

Esse assunto da retirada de patrocínio é super delicado e, como você diz, temos que ir com calma. O fato é que cada vez mais aumenta o temor com a atuação predatória do BB. No momento o que temos que fazer é eleger pessoas sem vínculos com o Governo e a direção do banco. A independência se torna cada vez mais necessária.

João Rossi Neto disse...

Valoroso Medeiros,

NEM SEMPRE A MENTIRA TEM PERNAS CURTAS

Como sempre, concordo com o mestre Medeiros em suas transparentes posições abalizadas, sempre ao lado da lei, da justiça e da verdade na defesa dos interesses do país e dos associados da PREVI. O Medeiros tem na sua trajetória, a virtude de discutir ideias, de criticar, quando cabível, o desempenho dos administradores nos seus cargos, sem resvalar para o campo pessoal (o homem).
No caso do Mensalão o Lula “diz” que não sabia de nada; No Petrolão voltou a repetir que não sabia de nada; Foi no seu Governo que foi fechada a ruinosa, desastrada e vergonhosa compra da Refinaria de Pasadena, autorizada pela Dilma, enquanto sua Ministra e Presidente do Conselho de Administração da Petrobrás compra essa que todos sabiam, adredemente, que iria redundar em vultosos prejuízos (US$ 1 bilhão) para a sucateada petroleira, uma vez que foi engendrada para gerar propinas para os aliados e o PT.
O que salta aos olhos é que essa organização criminosa chefiada pelo Governo/PT não acreditava na punição do Judiciário, tanto assim que os dois rumorosos escândalos (Mensalão e Petrolão) estavam em curso ao mesmo tempo. Poder-se-ia afirmar que devem existir outros roubos em andamento, em outras obras públicas por aí espalhadas. Mal comparando, seria como aquele cipoal de abobreira, onde basta levantar as folhas para descobrir as abóboras, ou seja, investigando as denúncias e seguindo a trilha do dinheiro lavado, desvendam-se os esquemas delituosos e se chega aos culpados.
Pelo menos, em caso típico de “batom na cueca”, o Lula não pode negar. Será que ele vai alegar que não conhecia a sua companheira “Rose”, que não sabia das suas estripulias, tráfico de influência e o diabo a quatro, tudo em nome do prestígio estreito que desfrutava junto ao “Chefe”, onde mandava prender e soltar a seu bel prazer, tempo em que o serviu como funcionária de luxo no escalão do Governo, no lato sensu, por mais de vinte anos, acompanhando-o em viagens casuais e oficiais, frequentando hotéis, sobretudo nas ausências da primeira dama da época.
Em suma, o Lula, a Dilma, Zé Dirceu e todos os caciques das hostes petistas, de penachos menores, podem reivindicar para si a patente de que foram autores intelectuais das piores falcatruas, mentiras e rede de corrupção criada na história do Brasil, principalmente de terem quebrado e desmoralizado mundialmente a Petrobrás.

Anônimo disse...

Quando o Sr. diz que temos que eleger pessoas sem vínculos com o governo e a direção do banco, entendo que podemos começar a pensar nas eleições Previ de 2016 quando, finalmente, ficará vaga a cadeira de seguridade. Assim, afirmo com certeza de que o seu nome é o que, hoje, reúne as melhores condições para ocupar a referida diretoria.

Anônimo disse...

Não podem os eleitos mudarem de lado.
Mesmo se permanecerem fieis aos propósitos, o Banco (e o governo) ainda vão comandar "a casa".
Ao menos vamos separar os siameses planos PB1 e Previ Futuro. Parece que as atenções e "o olho no futuro" estão no ultimo citado.
Quem viver verá. Quem morrer antes deixará sua parte no pote de ouro.

Anônimo disse...

É lamentavel essa politica da previ para com os aposentados/ativas e pensionista. Tudo se diz a respeito
é muito demorado. os nossos representantes sao omissos . algo mesmo que vá nos beneficiar nao sai nada

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

A dialética sustentada pelo aprofundamento do vernáculo pode transigir evitando efeitos deletérios futuros.
Não obstante, a hermenêutica nos faz entender que eventos derivativos da aplicação sistêmica dos conteúdos originários de acordos expúrios deságua na vulnerabilidade dos mais desprovidos.

Era isso

Anônimo disse...

PREVIC na mira!


Precisamos urgentemente uma CPI na PREVIC, para saber o que aquela autarquia faz com os muitos MILHÕES repassados todos os anos a ela.

Terá a Previc centenas de funcionários?

Terá a Previc tantos imóveis administrativos?

Terá a Previc tantas viagens para o exterior anualmente?

Terá a Previc tantos automóveis de luxo, aviões e helicópteros para seu deslocamento?

O que mais terá a Previc para justificar que só um dos Planos de Previdência, entre dezenas deles, tenha que lhe repassar 7 milhões anuais?

Será que o Lula e a Dilma sabem disso?

Anônimo disse...

Dr. Medeiros
EU ACREDITO QUE NAO
SABIAM !!!

A NECESSIDADE DA

CERTIFICACAO
------------
Antes do BB trabalhei já em áreas
técnicas. No BB fui ate a aposentadoria na área técnica. Depois já aposentado, fui para a
Receita Federal aonde? na área técnica. Conheci de perto a
MACROCEFALIA
------------

Muita gente de gravata. Salas enormes. Mesas idem. Vazias.
Agua gelada e cafezinho Chefes,
com honrosas ocasiões, totalmente
ignorantes daquilo que comandavam
Eles NAO SABIAM NADA MESMO.
Subalternos, alguns com certo
interesse, principalmente nos cargos superiores.

Aposentado de novo, fico observando na TV Ministros (39)
Politicos eleitos ou não tratando
de assuntos que NAO SABEM

Abrs. Mario D.

Fernando disse...

Medeiros, concordo com o artigo na íntegra. Agora, falo do outro "não sabia" - Entrei no BB , em 77
- Não sabia que em 89, a PREVI alteraria a CARIM, ficando o emp réstimo com encargos de mercado;
- Não sabia que ficaríamos 08 anos sem aumento(94 a 98;
- Não sabia que perderia o anuênio ;
- Não sabia que ia perder as promoções automáticas(interstícios de 3%,9%,12%)
- Não sabia que em 97, o BB-PREVI, alteraria a fórmula de cálculo para se aposentar(ParcelaPREVI) ;
- Não sabia que criariam o Fator Previdenciário.
- Não sabia que um Partido dos trabalhadores, se voltaria justamente contra os mesmos ;
Enfim, não sabia mesmo.

Anônimo disse...

16:16

Talvez "espúrios" ao invés de "expúrios"?

E resumindo: estamos todos f....

Anônimo disse...

É vdde; como é que sabem de qto vai custar o aposentados agora ou daqui a dez anos e não sabem do que está acontecendo na frente dos narizes nas estatais e nos fundos de pensão??????

Anônimo disse...

Anonimo das l6.l6

- Acuma !!!???

Anônimo disse...

16:16,

Poderia traduzir para o bainês.
.
Grata.

Isa

Anônimo disse...

REUNIAO DA PREVI EM GOIANIA EM 15.05.2015:
"EMPRÉSTIMO SIMPLES - O Presidente Gueitiro informou que já está em "fase bastante adiantada" um estudo para socorrer o universo de 7.000 colegas que estão em dificuldades por falta de margem consignável. O caminho, em princípio, será o alongamento do prazo para pagamento do saldo hoje existente, com garantia do seguro da CAPEC, abrindo margem para contratação de novo valor.
ELEIÇÕES SEPARADAS PARA O CONSELHO FISCAL - O objetivo seria desvincul....."

Marcelino Maus disse...

"A dialética sustentada pelo aprofundamento do vernáculo pode transigir evitando efeitos deletérios futuros.
Não obstante, a hermenêutica nos faz entender que eventos derivativos da aplicação sistêmica dos conteúdos originários de acordos expúrios deságua na vulnerabilidade dos mais desprovidos.
Era isso
15 de maio de 2015 16:16"

Aos que pediram tradução:
Creio que significa:
1) a sofisticação do vocabulário dos legisladores e administradores do DESgoverno dos PeTralhas encobre os desmandos que arrebentam o lombo dos Velhinhos".
2) no texto rebuscado consta mensagem secreta para que NENHUM MILItonto como o Dan Marcel tenha a capacidade de decifrar.

Ab.
Bom Domingo.
Rezem amanhã na missa das 8:00
Levem apenas moedas para a oferenda.
O Foro de São Paulo já está financiando a CNBB.

fer disse...

Sobre a reunião de Goiania,sobre o emprestimo simples. vão atrelar outro seguro para um que já tem, imbutido na prestação. Pòxa, querem tirar tudo mesmo. Até parece que tem inadimplencia, descontado em folha, mortinho.

Anônimo disse...

e as pensionistas? Não tenho capec. Injusto conosco. Estamos em situação lamentável.

Anônimo disse...

Alongar prazo sim, é possível e não dá prejuízo. Tem o FQPM, caro por sinal.
Mais garantia ? A Capec ? O "seguro" da família ?
Isso é coisa de financeira, não de fundo de pensão.
2020 ? Quem viver, verá lucro ou prejuízo.

Anônimo disse...

As respostas da reunião de GO poderiam ser lidas antes de ser realizada. Era só ler o blog da diretora.

A rapidez da negativa do diretor Décio foi de deixar até o Marcel com inveja. Em outras palavras ele disse que a Previ pode perder recursos com aplicações mal feitas, queda na Bolsa, mas JAMAIS com melhora de salários de aposentados e pensionistas. Quanto a diretoria... Bem aí a conversa é diferente.

Anônimo disse...

Medeiros,

vão criar mais um grupo dentro do PB-1 OS 7 mil do seguro CAPEC.

Mais uma do Gênio MARCEL E SEUS TÉCNICOS.

PODE ISSO MEDEIROS?

Anônimo disse...

Guru Medeiros,

Seguro Capec.

Acho que por esta dos 7 mil aposentados da Capec, nem a sua bola de cristal esperava.

Estudos avançados, esta me cheirando a FORMULA 170, quem se lembra?

Vem mais maldades por ai.

Anônimo disse...

Medeiros,

Manda a boa, o prazo do Presidente termina em 20/05/2015 mesmo, ou vamos ter prorrogação?

O Ari Zanella já adiantou em seu blog que devemos ter definição do ES em JUNHO/2015.

Um novo ES-CAPEC esta acaminho para socorrer mais de 7 mil colegas, sem margem.

E eu te pergunto, quem vai socorrer os que não paga a CAPEC.

Sera que vão ouvir a AFABB-RS e aumentar o atual ES para pelo menos 160 mil e 160 meses de pagamento.

São muitas as duvidas que temos, e a cabeça chega dói de tanto desprezo dessa Atual Diretoria.

O que me conforta foi que disse que teria se abrido uma JANELA.

Melhor seria uma porta, mas uma janela já ajuda bastante.

Anônimo disse...

Medeiros,

Você acredita que nesta semana a cuíca vai roncar com um estrondoso "BINGO".

Não sei não mais esse final de que a Próxima postagem promete, me leva a crer que teremos "SIM" Grandes NOVIDADES MUITO EM BREVE.

Anônimo disse...

Mas bah! Támo frio viu!

Tchê, mas aquele Japonês tava nos engando, sete mil beneficiados com seguro Capec, e o FQM?

Barbaridade!

Medeirão, nos EXPLIQUE COMO PUDER.

Anônimo disse...

Medeiros, gostaria que você informasse a respeito dos comentários que estão circulando a respeito do Empréstimos Simples - REUNIAO DA PREVI EM GOIANIA EM 15.05.2015.

Anônimo disse...

Intrinsecamente a rebordosa inerente ao dispêndio fiscal específico pode ser compreendido pela falta de necessidade da cúpula diretiva que paradoxalmente logrou êxito no pleito pelo voto ou omissão dos desafortunados.

Era isso

Anônimo disse...

Saiu no site da PREVI que o pessoal do PREVI Futuro receberão aumento no Empréstimo Simples de 40 mil para 50 mil reais a partir do dia 26/05/2015. Gostaria de saber se o pessoal do Plano 1 vai ser contemplado com alguma alteração favorável do ES.

Anônimo disse...

Olá!

antigamente você só podia tirar empréstimo simples se tivesse CAPEC. Dependendo do tipo, você podia tirar mais, ou menos. Depois, isto foi abandonado. Não havia mais necessidade de ter Capec diferenciada. Parece que as coisas estão voltando aos seus antigos lugares (não sei se para o bem, ou para o mal). Só queria registrar isto, sem querer polemizar.

Anônimo disse...

E a notícia do jornal O Tempo sobre o Edson Lobão?
Dizem que é sócio de uma empresa que atua nos fundos de pensão no exterior(paraíso fiscal) e aqui no Brasil.

Anônimo disse...

Dvd Medeiros,

Estive na reunião de Goiânia e não gostei nada do que vi e assisti. Falou gente demais que não tinham que estar lá nem falar. Presidente do conselho fiscal para dizer que fiscaliza o fundo é tá tudo bem fiscalizado, o que sabemos que não é verdade. Conselheiro Carvalho para falar coisas que não nos interessam. A Célia Larichia da AAFBB que não sei o que estava fazendo lá. Os diretores Decio e Marcel. O presidente da AFAGO. Ficou pouco tempo para o novo presidente Gueitiro. A impressão é de que ele foi lá com medo e levou todo esse monte de gente para blindar. Não saiu nada que presta. Só esse tal de ES com Capec, uma porcaria.

Anônimo disse...

Acho que eles travam com medo do João Rossi Neto ou do Macilene, mas este foi muito discreto. Me arrependi de ir. Perda de tempo.

Alfredo

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, essa nova versão do ES será só para os 7.000, que não conseguiram renovar, ou vai atingir todo o universo.Porque não sai 180-180.

Anônimo disse...

Nos antigamente quando se exigia CAPEC para contratar ES, já havia o FQPM ?
Ou esse fundo veio suprir aquela exigencia?
Essa garantia do ES via Capec, não é criação/invenção da diretoria. Foi sugerida por comentários num blog. Da mesma forma que a renegada 170 -que quando sugerida tinha outro nome-
é externa ao "departamento de criação da diretoria".
Por relembrar já fui chamado de ameba ou qualquer outro protozoário.
Filho feio o pai esconde.

Anônimo disse...

Medeiros, você sempre bem informado e com uma inteligência privilegiada,nos esclareça essas novas condições do ES amparado no seguro CAPEC...porque se é para emprestar e se perder o seguro CAPEC, melhor seria ajudar os endividados com o uso do seguro ainda em vida com um percentual reduzido dependendo da idade de cada aposentado do PB1, já que o aposentado não vai deixar seguro depois da morte que consiga uza-lo em vida para equacionar suas finanças.

Medeiros disse...

Colegas,

Sobre essa fórmula magica do ES com CAPEC eu estou realmente por fora. Vou procurar me informar na minha ida ao Rio na próxima semana e depois dou meu parecer. A minha sugestão para o ES é simples. 180 x 180, com uma etapa intermediária de 160 x 160. Sem invencionices e sem discriminações.

Anônimo disse...

A diretora está extremamente seletiva ao publicar os comentários no blog dela.
Assuntos incômodos são ignorados taxativamente. Eleição passou e aí...
Quanto a reunião de Goiânia pelos comentários foi uma decepção. Parece que o mídia Training do japonês precisa ser reciclado. Essa conversa de presencial retornou para a velha caravana da alegria. O nipônico levou a tira-colo um monte de gente que só foram para tomar café com pão de queijo. E essa Larichia? Ganhará um milhão de dólares que descobrir qual instrumento ela toca nessa orquestra. Do lado de quem ela joga? Inter ou Grêmio? Impossível ficar em cima do muro. Ou é Inter ou é Grêmio.
Por que o japa não falou no prejú da Petobrás? Só Vale quanto pesa?
Pq não corre atrás de quem causou prejuízo para Previ via Petrobrás da mesma maneira que corre atrás da Cesta Alimentação?

Ceis tão de sacanagem

Jacintho Pinto Akino Rego

Carlos - Rio Pardo(RS) disse...

Dr. Medeiros -

Estou muito contente e esperançoso com as possíveis novidades no nosso ES. Não estou nem um pouco preocupado que esteja vinculado ao nosso pecúlio da Capec.

Faço parte dos que não tem margem consignável e desde janeiro de 2014 que não sei o que é renovar o ES, coisa que fazia no mínimo duas vezes por ano.

Outro detalhe, quando vejo a foto do Sr. abraçando o novo Presidente da Previ, tenho plena convicção que ele é gente como a gente, gente boa.

Abraço,Carlos-Rio Pardo(RS).

Anônimo disse...

Percebo que o Dr ta quieto qto a formula do ES em estudo. Sempre precavido e prudente.

Fernando disse...

Ironia da PREVI, 7.000 sem margem no empréstimo simples, vão se blindar agora com o seguro da CAPEC, enquanto isso na SETE BRASIL...., tudo beleza, sem garantias,sem desconto em folha, lá se foram nossos recursos.

Anônimo disse...

DR Medeiros. Boa noite. Estou muito preocupada com essa vinculação do empréstimo simples com a capec, pois tem muita pensionista que não tem CAPEC.Isso não tem lógica, é mais uma discriminação com as pensionista,como citou nossa amiga ROSALINA.Por favor lute pela formula 180x180.Estou no sufoco, mais prefiro alteração no prazo, que consequentemente diminui a prestação, do que se afundar mais em empréstimo. Mesmo que seja criada uma possibilidade para quem não tem capec poder fazer, isso vai gerar um aumento de despesa a mais na folha de pagamento. isso não é interessante para ninguém, pelo menos eu entendo assim.O que precisamos é aumentar os nossos vencimentos líquidos, e não se afundar mais em dívidas. por favor lute por pelas pensionistas. Nós contamos com com sua força, prestígio, pois boa vontade sei que não lhe falta. O senhor é o anjo da guarda das pensionistas. Obrigada e fique com Deus, ele também ele também certamente vai nos ajudar.

Paulo Beno disse...

COMPARANDO O PESSOAL DO PLANO 1
(Trimestralmente)
ATIVOS APOSENT PENSÕES TOTAL
4t2014 24.741 71.968 20.066=116.775
- 491 + 215 + 98= - 178

1T2015 24.250 72.183 20.164=116.597


Fonte:Painel Informativo da PREVI(site)