O QUE SERÁ DO AMANHÃ ?

domingo, 16 de agosto de 2015

Após a manifestação de protesto de hoje, o que será do amanhã ?


Acho que teremos dias difíceis pela frente. Os protestos foram tímidos. Muita gente ficou sentado na poltrona.  Não deterão as medidas nefastas que nos preocupam. Preparem se.


Dia 21 de agosto tem nova reunião da mesa de negociação da CASSI. O BB virá com sua proposta consubstanciada em texto. Estamos chegando nos finalmente. E o nosso pessoal, na sua grande maioria, inerte. A Cassi é um assunto que não desperta grande atenção. Fazem ironia de minha campanha para que as propostas prejudiciais não passem.


Saiu no site da Previ notícia sobre umas propostas ,  aprovadas pela diretoria, referentes a devolução da cesta alimentação. A nota está imperfeita e deixa várias dúvidas.  Mais uma falha na comunicação da Previ.

Amanhã tem o Encontro de Governança na PREVI. Eu não vou por dois motivos. Primeiro porque não fui selecionado para conselheiro de empresa participada, alvo principal do encontro. Segundo por motivo de saúde. Ano passado participei e não gostei. Critiquei e me dei mal. Fiquei marcado  Na Previ não se pode divergir nem criticar. Lá essa cultura não existe.
.
                                           No protesto com o deputado Sergio Ilha Moreira
 
A questão do adiantamento está fervendo nas redes sociais com nota divulgada pelo Marcel. Mais uma confusão. E o participante como é que fica ? O bicho vai pegar.


Eu estou entrando em recesso de cerca de dez dias, obrigado por exames e recomendação médica.

Como sempre, fiz a minha parte e lamento, com tanta coisa acontecendo na CASSI e na PREVI,  ter que ficar retraído nesse período que começa amanhã.
O que será amanhã ?
Responda quem puder
O que irá acontecer ?
O meu destino será como Deus quiser !

Até. Saúde, paz e amor.








105 comentários:

Ademar disse...

É lamentável o omissão dos colegas nesse momento tão difícil, é tudo que o Banco deseja.Mas vamos acreditar que a guerra ainda não acabou, apenas fraquejamos em uma batalha.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Está provado. Só o senhor nos representa. Boa sorte . Cuide de sua saúde. Merece.

Vasco

Anônimo disse...

O doutor e sua esposa não tem medo de nada. Lutam pela Cassi. Os que ficam nas poltronas merecem o palavrão.

Anônimo disse...

Grande Medeirao. Eu amo esse cara.

Anônimo disse...

Lindo de morrer. Está maravilhoso de canarinho. Gato.

Goulart disse...

CARO DR. MEDEIROS, É DE SE LAMENTAR QUE MAIS UMA VEZ A GRANDE MAIORIA NÃO COMPARACEU NAS MANIFESTAÇÕES. AQUI NO PARANA, EM CAMBÉ, NÃO HOUVE PASSEATA, EM LONDRINA, HOUVE, E OUTRAS CIDADES TAMBEM. Vamos ver o vai ocorrer nos dias que virão... colega Goulart, lhe desejando bom descanço e QUE DE CERTO OS SEUS EXAMES, descançe e por favor, volte em forma, contamos com o colega, Tudo de bom...

jose hermano 5581330-6 disse...

NO CONTRACHQUEE DO INSS< para aqueles que desvincularam do convenio da PREVI, NÃO SAIU A PARCELA DE 50% DO 13 DECIMO TERCEIRO SALÁRIO. Como vamos ficar?

Anônimo disse...

ME DESCULPEM O PESSIMISMO, MAS ACHO QUE O AMANHÁ SERÁ PIOR DO QUE HOJE, PRINCIPALMENTE PARA A MAIORIA DOS "DONOS" DA PREVI.

Anônimo disse...

Parabéns Medeiros. Se todos fossem iguais a voce

Anônimo disse...

Dr Medeiros,

Deus te proteja. Precisamos de você.

Anônimo disse...

Vergonha. Você adoentado e participando. E os outros c bunda nas cadeiras. E depois reclamam. Mereces uma estátua na frente do BB.

Anônimo disse...

Poderias estarno Rio no tal encontro de governança da Previ. Esse é o Medeiros. Sai da zona de conforto para lutar por nós. E o nosso pessoal

Anônimo disse...

Dr. Medeiros merece nosso respeito e aplausos por suas posições fortes e aguerridas em defesa dos aposentados e pensionistas.

Constato, contudo, que a apatia que sempre predominou entre os aposentados, principalmente no que se refere às eleições da CASSI e PREVI, prevaleceu sobre a necessidade de nos fazermos visíveis.

Certo é que receberemos logo o retorno decorrente da omissão: aqui se faz, aqui se paga.

Haverá choro e ranger de dentes (infelizmente).

Anônimo disse...

Acho que muitos de nossos colegas aposentados devem estar muito bem de saúde e não acreditam precisar de cuidados médicos no futuro.
Vida longa a eles!!

Anônimo disse...

Doutor Medeiros,

Doutor eu lhe vi com sua senhora na TV da Globo. Parabéns pela sua atitude de cidadão. Você é demais. Muito obrigado por lutar por nós pensionistas.

There

Anônimo disse...

Uma bela postagem dr. Medeiros. Em todos os sentidos. Belas fotos, belas palavras. Uma mensagem dura mas certa, para que se levantem das poltronas e venham para as ruas lutar pela CASSI e PREVI. O doutor é demais. Recupere-se e volte breve. Não podemos ficar sem teu blog e tua querida presença;

MATILDE

Anônimo disse...

Boa noite, doutor Medeiros. O senhor é dos poucos nossos do BB que merecem um sono reparador. Durma de consciencia tranquila. O doutor e o Roger, técnico do Gremio. Fizeram a licao de casa.Com louvor.

Mario V.

Anônimo disse...

Por sinal o dep. Ilha Moreira é do Gremio fanático, não é ?

Anônimo disse...

Bravos Medeirão. Valeu.

Anônimo disse...

Gato, Gato, Gato, no bom sentido. Lindo, Gatão. Gataço. Maravilhoso. Te amo do coração. Te cuida, mimoso.

Varmen

Anônimo disse...

O gatão de vocês está meio barrigudinho.

Anônimo disse...

Isso é despeito, inveja, ciume. Despeitado infiltrado. Não liga dr. Medeiros. E´pelo chopinho.

Carmen

Anônimo disse...

Então voces que ficaram com a bunda na cadeira vejam o que veio escrito no contra cheque
ATENÇÃO: A MODALIDADE DE PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS VIA "SAQUE CONTRA
RECIBO" SERÁ EXTINTA PELO BB EM DEZEMBRO. POR ISSO, O PAGAMENTO DE
BENEFÍCIOS DA PREVI SE DARÁ EXCLUSIVAMENTE VIA CRÉDITO EM CONTA, A
PARTIR DAQUELE MÊS. SE NECESSÁRIO, ATUALIZE SEUS DADOS BANCÁRIOS.
E agora, José? Abriremos nova conta?

Anônimo disse...

Imprimi meu contracheque do site da Previ com data de 13/08 e juntei com o extrato onde consta o lançamento futuro .
Mais uma ação!!!!

Anônimo disse...

O lancamento futuro nao esta igual ao contracheque? Recebo por orpag e nao consigo ver o lancamento futuro.Ao anonimo de 09:49.

Medeiros disse...

Pessoal,

Mais uma vez apelo para que não utilizem ofensas nem agressões pelo blog. Sempre que posso deleto. Não pode. É proibido. Mesmo anonimamente.

Anônimo disse...

Medeiros, você já passou para o lado de la.

Medeiros disse...

Não, não passei. Mas aqui não é lugar para ofender ninguém. Ou acusar sem provas. As posições podem ser firmes sem descambar para a grosseria. Ou querem que o blog seja fechado ? Infiltrado tem de montão. Usem o canal apropriado.

Anônimo disse...

Colega 17 de agosto de 2015 09:49

Não acredito que a justiça lhe de ganho de causa contra a PREVI, pois quem autoriza o adiantamento é o INSS.

Anônimo disse...

Colega 17 de agosto de 2015 08:38

O caminho já foi traçado por outros colegas nessa mesma situação: chama-se conta-salário e a PREVI/BB são obrigados a aceitar sua implementação.
Diga-se, a bem da verdade, que ela já existe (conta-registro) e se consultar no site do BB verá que o crédito transita por ela sendo o saldo, na mesma data, transferido para a conta corrente normal.

Anônimo disse...

O QUE SERÁ DO AMANHÃ? BOA PERGUNTA, EU ACHO QUE AMANHÃ SERÁ TARDE DEMAIS PARA MUITOS "DONOS" DA PREVI QUE PASSAM FOME. HAJA PACIÊNCIA.

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

CONTA-REGISTRO - RESOLUÇÃO 342, DA CVM
Ilustre Doutor Medeiros, a respeito do comentário do colega acima(14:27h), lembro que a abertura da conta-registro, na forma da Resolução 3402, da CVM, dá-se, invariavelmente, com a assinatura do TOB, o Termo de Opção Bancário. No TOB, há a opção de indicar uma outra conta, para imediata transferência do saldo. Essa conta indicada, pode ser noutro Banco ou no próprio BB, mas o crédito permanecerá na conta-registro, se o titular assim o desejar, ou seja, não indicar qualquer transferência.

Grato por tudo e PAZ E BEM!

"Pois toda a Lei encontra sua plenitude, num só mandamento: 'AME O SEU PRÓXIMO, COMO A SI MESMO."
Gálatas 5,14

Anônimo disse...

Prezado Dr. e demais amigos do blog.
Venho, através deste espaço, solicitar o encaminhamento do mesmo para o Conselho da PREVI antes da reunião de 24 de agosto próximo.
Meu pai, Francisco Carlos Marcondes (matrícula 3378520-1), ingressou no Banco do Brasil em 1964 e aposentou-se em 1992, tendo trabalhado durante todo o período na mesma agência (0306-9), em Guaratinguetá (SP).
Eu e minha irmã somos muito gratos por tudo o que ele fez por nós. Porém, o tempo foi passando e sua saúde piorando. Fez quatro operações para desobstrução das carótidas no Hospital Beneficência Portuguesa/SP e, há cinco anos, encontra-se totalmente acamado devido a dois AVCs. Para maior tristeza, minha mãe, Yara Maria Vaz Marcondes, também passou pelos mesmos problemas, encontrando-se também totalmente acamada há seis anos, vítima de três AVCs. A CASSI amparou os mesmos nos hospitais, mas, mesmo com laudos e relatórios médicos, pagou apenas alguns meses o serviço de enfermagem, tendo negado até hoje por repetidas vezes. Tudo já feito para mudar a situação, mas a mesma não cede.
Em virtude disso, hoje gastamos com três enfermeiras particulares, com os devidos encargos trabalhistas, com medicamentos para infecções recorrentes, fralda geriátrica para ambos, além de todos os gastos obrigatórios que têm uma família. Somente na parte específica de enfermagem e cuidados com a saúde deles especificados acima, o gasto mensal ultrapassa a R$ 5.000,00. Como sou casado, não moro há tempo com eles, mas sou o procurador de ambos e administrador da casa.
O meu problema é o mesmo que muitos: as despesas são maiores que as receitas. Com isso, foi necessário recorrer a empréstimos no Banco do Brasil e ao ES da Previ. Mas está difícil. Mês passado, por exemplo, em que pagamos férias de enfermeira, além de uma outra para cobrir férias, a situação ficou insustentável.
Não somos revoltados com a vida. Pelo contrário. Somos gratos por ainda termos como nos mantermos. Nem com os múltiplos AVCs. Jesus foi claro: "No mundo, tereis aflições...". Deus manteve a fala, a alimentação e a memória de ambos. Estou toda semana lá. Cada vez que entro, a dor é única. Os pais, com o tempo, viraram filhos. Totalmente dependentes. Pai e mãe. Totalmente acamados. Isso dói. Mas levo os netos para eles verem, leio uma passagem bíblica e saio mais feliz. Tenho a consciência de que tudo não é mais do minha obrigação. Ainda é pouco perto de tudo que ambos fizerem por mim e minha irmã.
Em virtude do exposto, solicito, humildemente, o repasse deste para leitura na reunião do Conselho da PREVI do dia 24 próximo, requerendo o adiantamento do reajuste de sete por cento nos proventos, a suspensão do desconto do ES PREVI até dezembro deste ano e a revisão dos valores e do tempo do mencionado empréstimo. Três medidas que não envolvem fatores externos e podem, caso queiram, serem aplicadas de imediato, o que, em nosso caso, trariam, ao menos, alívio temporário para mantermos o tratamento e a saúde de meus pais. Além disso, este relato serve como exemplo do que diversos aposentados devem estar passando. Às vezes, é necessário ler e meditar sobre um fato real para sair de análises contábeis e matemáticas.
A todos os leitores do blog, peço apenas vossas orações, a fim de que meus pais tenham, ao menos, um fim de vida digno. O dia de amanhã pertence a Deus.
E, aos diversos amigos do Banco, visitem meu pai. Ele está lúcido e sente falta de todos.
Assim seja.
Fiquem todos com Deus.
Francisco Augusto Vaz Marcondes.
Guaratinguetá (SP).

Anônimo disse...

Prezado Doutor Medeiros,

Uma voz do interior de MINAS (Muriaé-MG), precisa entrar em contato com você; Obrigado. Já enviei por e-mail.

Obrigado

Anônimo disse...

Prezado Medeiros,
Espero que o amigo tenha uma pronta recuperação. Meu sonho de consumo seria: 10 pastores Silas Malafaia na área dos cristãos e 10 Medeiros junto aos aposentados e pensionistas da Previ. De qualquer forma, eu sei que Deus está no controle.Obrigado pela sua dedicação.
É uma vergonha que muitos colegas nao se preocupem com o assunto.Vejam o exemplo do colega de Guaratinguetá(SP), que foi relatado pelo seu filho...

Anônimo disse...

Caros colegas,

Dá uma tristeza de doer na alma um relato como o do Francisco Augusto. Ao mesmo tempo inspira um sentimento exemplar de aceitação, própria de quem conhece as mensagens de Cristo.

Há em algumas passagens dos Evangelhos, principalmente quando Cristo reunia os apóstolos para uma conversa mais íntima entre Eles, citações que mostram como o nosso ambiente terreno diverge frontalmente do que vamos futuramente encontrar no andar de cima.

Estou convencido de que lá no andar de cima, ao ver as inquietações e aflições deste nosso mundo, cairemos na real e perceberemos como tudo aqui é insignificante diante do que vamos encontrar por lá. Acho até que minha mulher, meus pais e irmãos, que já partiram, estão a rir de mim por causa das minhas preocupações de hoje.

Sinto isso muito forte no mais profundo do meu íntimo.

E quando leio nos Evangelhos Cristo dizer que "a quem muito tem será dado, de quem nada tem será tirado"; e em outra pregação aos apóstolos mostrar claramente para nós que "depois de passarem por tudo isso(as aflições), ainda se sentirão como servos inúteis", o sentimento se aprofunda e se fortalece ainda mais no profundo do meu íntimo.

Como se vê, nenhuma matemática nisso, somente abstração, mas muita fé também, e vamos que vamos, colegas, colocar fé em nossa vida e nas palavras de Cristo, única forma de suportar as broncas do nosso dia a dia.

É o que penso.
Lydio

Anônimo disse...

Colegas,

Escrevi a mensagem das 21:47 e, por descuido, a enviei de forma incompleta.

Faço um complemento agora.

Embora o ponto de vista lá expressado possa deixar transparecer uma aceitação inerte das dificuldades da vida, não é bem assim a realidade, não podemos aceitar as injustiças e as barbaridades que fazem com a nossa classe, e de resto com todos os brasileiros. Temos que lutar contra isso e com muita força.

Agora nos deparamos com mais um dos absurdos, o já que virou coisa corriqueira na PREVI. Inutilizaram uma ata de reunião de diretoria, exatamente aquela que imporia alçar ao DELIB o tema adiantamento dos 7%. Chega a parecer brincadeira um caso como esse.

Outra frente de luta é a CASSI. A gente fala com colegas da ativa sobre o assunto, eles ouvem, escutam, refletem, mas ainda demonstram dúvidas a respeito do que falamos, continuam a acreditar na boa-fé do banco.

Até o endereço do blog do Medeiros já passei prá eles para ver se muda a cabeça dura daquele pessoal.

Já falei da luta e da defesa que alguns aposentados, como é o caso do próprio Medeiros, estão empreendendo nessa questão da CASSI, mostrei que o mote é "NÃO PASSARÃO" frente a qualquer consulta do banco.

Mas a coisa entre os funcis da ativa é complicada demais, ali tem muitos Goebells por trás fazendo a cabeça deles. Difícil lutar contra o sistema, mas não vamos desistir.

É isso aí, colegas, se o banco perguntar, vamos dizer "NÃO E NÃO MESMO."
Lydio.

Unknown disse...

Fernando Lamas 17:40

Fernando, só para descontrair, amar o próximo como a ti mesmo é Lei de Moisés e mudou. Hoje vale a Lei de Cristo: amai-vos uns aos outros como Eu vos amei. Parece o mesmo mas não é. E vamos que.vamos. Quem dera se os homens tomassem consciência da pequenez e da mediocridade que é o apego sem limites as coisas terrenas. Mas o príncipe das trevas, Satanás, não deixa. E o mundo continuará sofrendo nas garras do maligno até a volta de Cristo. Neste momento temos que agradecer a Deus ter colocado em nosso caminho pessoas como o Medeiros. Que Deus te abençoe meu caro colega Medeiros. Abraços, Celio

Anônimo disse...

Dr Medeiros, sera que a Previ não vai fazer um comunicado sobre o adiantamento do 13? Sera que vamos saber so no dia 20? Temos compromissos e nao e justo ficarmos com essa duvida.
Por favor procure saber ai na Previ que diz que melhorou a comunicação com os assistidos.

Anônimo disse...

No blog previplano1 consta um comentário do Marcel Barros que o valor do adiantamento do INSS será mantido mesmo se não houver autorização para tal.Portanto não será estornado.

Anônimo disse...

Caro Doutor,

Li no blog do Sr. Ari que o digníssimo diretor de seguridade está programando um tal de ES13.
Só que o dito diretor não explicita o que será o ES 13, além de outra vez alegar problemas técnicos, para implementação, que só serão resolvidos em 2016.
Se o Caro Doutor conhece os sistemas de informática da Previ, por favor nos ilumine com esclarecimentos sobre a tamanha demora em resolver "problemas" técnicos, na Previ.
Me parece ser área da Sra Cecília...
att
um gaúcho idoso

Anônimo disse...

Eis o que será do amanhã:

Leia Mais:http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,estamos-no-inicio-de-um-acordao-politico--diz-ex-ministro-de-fhc,1745856


Adeus CPI's e outros expedientes que poderiam trazer-nos um mínimo de justiça e resgatar-nos pelos menos perspectivas de perenidade da CASSI e da PREVI, mas os políticos se brindaram, como sempre. Tudo como Dantes...

Anônimo disse...

ESSE ES 13 TÁ ME DEIXANDO OTIMISTA PORQUE 13 É O MEU NUMERO DE SORTE. AGORA ACHO QUE ESSE SISTEMA DE INFORMATICA DA PREVI ESTA MEIO DEVAGAR, DEVERIA MELHORAR.

Anônimo disse...

Prezados aposentados e pensionistas:

o sistema de informática da Previ já foi uma questão que eu levantei junto à mesma. Há pouco tempo atrás, começou uma insana busca para trazer funcionários para este departamento (havia concorrências para tudo quanto é cargo). Isto, pelo jeito, foi resultado da preocupação de outras pessoas com esta área da Previ, pois a mesma, parece, carecia de uma melhor gestão. Questionei, por exemplo, a confiabilidade dos dados da Previ, já que a área de informática, sendo tão carente na administração dos mesmos, não estava aparelhada adequadamente. Os dados da Previ são confiáveis? Com a palavra aqueles que nos representam.

Anônimo disse...

Alguém pode informar o nome do recente blog do Sr.Marcel, se ele está se mostrando a favor dos associados da Previ, que mostre serviço de verdade que de promessas estamos cheios, e a nossa situação só piora, vamos mandar mensagens direto à ele, quem sabe tome conhecimento real da miséria em que vivemos, promessas não cumpridas já colecionamos muitas BET em BEP, suspensão definitiva das contribuições, socorro aos 7000 desesperados que não conseguiram renovar os ES, que o SR Gueitiro prometeu solução com um tal de ES CAPEC que segundo ele foi um mero equivoco da parte dele e acabou com a esperança de milhares de colegas endividados, a antecipação de 7% agora para ser descontado em janeiro que não sei como o raio da ata foi rasgada, e nós como ficamos, agora vem o Sr Marcel acenando com esse ES 13, que está em estudos para 2016, ora como vamos viver até lá, um pouco de humanidade somos idosos tratam-nos como insetos, não somos idiotas, somos pobres, muito pobres porque nosso poder de compra caiu muito e agora precisamos de remédios para
sobrevivermos e o que era para melhorar nossos benefícios foi para os governo(BB) 7,5 Bi da maldita res.26 e vai para os diretores da Previ em forma de bônus ou qualquer nome que querem rotular esse desviu de dinheiro que está fazendo falta na mesa do associado.
Vamos agilizar, estamos perdendo as forças é um massacre cruel o que estamos passando, ainda mais agora com o risco de perdermos a nossa Cassi.
Só o Sr. Medeiros lutando não dá, ele não é de aço, o pessoal da Previ tem que enxergar que a vida dos associados etá muito difícil, precisamos de socorro urgente, agora não em 2016.

Anônimo disse...

A auditoria externa recentemente efetuada na PREVI levantou o fato de que existiriam problemas de maior vulto justamente na área de TI (tecnologia da informação).
E parece que isso consta no blog da diretora Cecília, que seria a responsável pela área, mas que providencias imediatas estariam sendo adotadas para sanar definitivamente as incorreções, tal como, por exemplo, excessiva demora na implantação de novas atividades. Ao menos foi o que entendi.

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


Realmente ESTAMOS PERDIDOS! APOSENTADOS acreditando no ES 13, que nada mais é do que o ES EMBROMAÇÃO, que sequer é BEM EXPLICADO pela DIRETORIA DE SEGURIDADE.
O Sr. MARCEL perdeu tempo comigo ao me enviar e-mail, pois JÁ BLOQUEEI meu e-mail para CONTATOS com esse Sr., por DOIS MOTIVOS: NÃO TENHO TEMPO A PERDER e DEFINITIVAMENTE NÃO CONFIO MAIS NELE.

Anônimo disse...

KKKKK, colega 13:20, achei ótimo- não sei como o raio da ata foi rasgada....O tal ES 13 e so mais um embromation para levar no bico quem acredita.Foi empurrado para 2016 por conta das futuras eleições para a Previ e a culpa e da tecnologia.
NAO SE ILUDAM!!!!!

Anônimo disse...

Acho que na Previ, como em todos os órgãos e associações, o que fala mais alto e' o ego das pessoas, que sempre julgam os reis do pedaço e se consideram insubistuiveis. Esquecem que administrar não é impor suas ideias e seus desejos. Administrar e' buscar a conciliação, chegar a consenso sobre o melhor caminho, e ter competência para colocar a teoria em pratica. É também pensar na busca do melhor para sua empresa e a satisfação de seus associados.
Estou de pleno acordo com que disse que sempre acenam com possibilidades novas, que, às vezes, nem foram cogitadas em reuniões apenas para nos enganar e buscar apoio para continuar num cargo que, apesar de eleito pela vontade de muitos associados, sempre usam em busca de benefícios próprios e de agradar os superiores para buscar outras funções, quando não mais puderem exercer a atual.

Anônimo disse...

13 é o numero de um partido político.
Adiantamento do 13. salário o BB já faz.
Sem novidade no front.
Repetindo: em nome dos que não optaram para receber em separado
PREVI/ INSS , não estornem o adiantamento do 13. em agosto.

Anônimo disse...

16:17

O ES-13 está explicado no blog do prof. Ari Zanella, a saber:

"Quanto ao 13°ES trata-se de empréstimo do 13º salário, assim como faz a Cooperforte. Os juros são iguais ao de ES normal. O prazo é aquele: Em janeiro se adianta o valor de abril e depois o valor de novembro. Vamos pagar juros e correção sobre um dinheiro que já é nosso."

Ou seja, já faz parte do portfólio dos bancos, junto com aquele sobre a devolução do imposto de renda.

E, quanto ao Diretor Marcel, faço questão de receber suas mensagens, pois assim saberei direto da fonte o que ele pensa e posso, então, confrontando com os dizeres de outros, aquilatar, caso a caso, se sua atuação nos é favorável ou não.

Mas cada um sabe de si e por princípio, mesmo discordando, respeito a opinião dos colegas.

Anônimo disse...

Vamos dever a Previ e Cooperforte o 13. Tá bom ou quer mais?

torbes gambarra disse...

SEGUNDO A FOLHA APUROU, O GOVERNO FOI INFORMADO DE QUE O CONGRESSO AMEAÇAVA APROVAR UMA NORMA OBRIGANDO O PALACIO DO PLANALTO A ANTECIPAR A DESPESA.

Governo volta atrás e adiantamento do 13º salário a aposentados será mantido
Sob pressão política, o governo Dilma decidiu manter o adiantamento de metade do 13° salário aos aposentados e pensionistas, pagamento que havia sido...
WWW1.FOLHA.UOL.COM.BR

Fernando disse...

Medeirão, cuide de sua saúde. Boas Melhoras. Tá ficando gozado as reuniões de ANABB, PREVI, tudo acaba em juizo, ou agora uma ata que desaparece . Não faltava mais nada pra nós.

Anônimo disse...

Ai que alívio

Anônimo disse...

ES 13º só é bom na primeira contratação. Depois precisa renovar sempre para pagar o anterior e pagar os juros.

Anônimo disse...

A casa está caindo. A Bolsa está despencando, e creio que a PREVI já está deficitária e nossa aposentadoria já está ficando comprometida. E o pior é que o cenário lá na frente é lúgubre. Parece que aquela luz no fim do tunel é a de um trem que está vindo em alta velocidade. Que Deus nos acude.

Anônimo disse...

JÁ TEMOS O BB INTEGRAÇÃO, AGORA O ES-13(2016), NÃO TEMOS O QUE RECLAMAR, O QUE FALTA MAIS?

Anônimo disse...

Colegas,
Há informação de que o bb, o de hoje minúsculo, é claro, está encerrando conta salário de devedores de cdc, fazendo assim jus a aproximação e "justa integração" do dito bb, de hoje, com os aposentados.

Está e vai continuar ferrando os aposentados, até que sucumbam na miséria, aí então após as mortes dos empecilhos TRAMBIQUEIROS, estará livre para abocanhar o saldo de valores que estão na Previ.

E tem mais, ao retirar o compromisso legal e moral que tem com a CASSI estará, abreviando, adiantando a MORTE daqueles que ajudaram a construir a outrora grandeza do BB, aquele BANCO DO BRASIL com letras maiúsculas.

Seria de pensar que o país está sendo dirigido por defensores do trabalhadores?

Ou estariam defendendo seus polpudos salários, à guisa de ferrar a massa de aposentados idosos, já sem muita força para resistir aos assédios em vultosas somas por eles poupadas em trinta ou mais anos de trabalho?

Com a idade que tenho, estou sentindo cheiro de atos violentos nos dias que se aproximam.
Espero estar errado por velho não por caduco.
Pela idade preocupado, mas não inativo e muito menos morto.

Anônimo disse...

Colega Medeiros,
Solicitando o seu imprescindível apoio, bem como o apoio dos eleitos da Chapa 3, no sentido de que a Diretoria Executiva da PREVI aprove a sugestão que apresentei, através do "Fale Conosco" e cuja postagem ora faço, para seu conhecimento e dos colegas frequentadores do blog:

À Especial Atenção do Presidente da PREVI, Sr. Geitiro Matsuo Genso
Levado pelo desespero que angustia milhares de associados desse Fundo de Pensão, dentre os quais eu me incluo, com os benefícios aviltados e tendo que conviver com uma inflação já próxima dos dois dígitos, mais uma vez volto à presença de V. S.ª, a fim de apresentar sugestão que, se aceita, virá minorar a desesperadora situação financeira por que passa a maioria dos aposentados e pensionistas, especialmente daqueles que tiveram tolhido o direito de renovar o Empréstimo Simples, em razão de insuficiência de Margem Consignável.
Preocupado com o crescimento do saldo devedor do Empréstimo Simples, em decorrência da atualização monetária feita pelo INPC e da cobrança mensal da taxa de juros de 5% incidente sobre o saldo do empréstimo corrigido, além do FQM (com taxas nominais que variam de 0,6%a.a a 4,0%a.a.) e consequente recálculo da prestação mensal que ocorre no mês de aniversário do contrato, peço vênia para sugerir que V. S.ª determine à Diretoria de Seguridade desenvolver estudo visando o reescalonamento do saldo devedor em até 150 prestações fixas, a exemplo da linha de crédito CDC do Banco do Brasil, prazo de carência de 06 (seis) meses, mantidos os encargos pactuados.
Já que, a meu ver, nenhuma solução a curto prazo será dada para uma possível renovação do Empréstimo Simples por aqueles que se encontram impedidos de fazê-lo, espero que a sugestão ora apresentada venha a ser aprovada pela Diretoria Executiva da PREVI, como medida alternativa, o que viria diminuir consideravelmente a consignação mensal além de conceder aos mutuários oportunidade de solucionar débitos pendentes com outras instituições financeiras e agiotas, minorando, assim, as condições financeiras de milhares de aposentados e pensionistas, além de permitir-lhes recuperar a credibilidade junto aos credores e instituições de proteção ao crédito.
Filomeno José Linard Costa – Aposentado Matr. 3288840-6

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


Por que a PREVI não FACILITA UM POUCO o NOSSO AMANHÃ é implementa o ES PRORROGAÇÃO, que seria a DILATAÇÃO POR 03 (TRÊS) MESES, das prestações do ES? NÃO DEPENDERIA de ALTA TECNOLOGIA, SÓ ALGUMA BOA VONTADE.

lourival josé do carmo Rezende disse...

Dr.Medeiros,
Na época em que o BB disse que não iria mais aceitar ORPAGs scr, abri a conta salário naquela agência mesmo com restrições.No meu holerite consta o número da conta e a mesma não foi movimentada porque o sistema de ORPAG voltou.Fui ao BB hoje e disseram que a conta salário está encerrada e que eu teria que abrir nova conta salário.Concordei. Mas para meu espanto a abertura dessa nova conta salário está condicionada a acordo com as minhas dívidas no BB(cdcs).Caso contrário nada feito.Como vou fazer acordo se já entrei com a ação dos 30% consignado através da ANAPLAB? Mês que vem já vai fazer um ano, e a ação já foi protelada por 2 vezes pela justiça.Essa conta salário não independe de restrições?Não entendo essa resistência do BB. O salário não é uma condição para sobrevivência das pessoas? O meu acordo com o Banco é a ação dos 30% consignado estipulado pela lei.Será que vou ter que contratar advogado para que o Juiz obrigue o Banco a abrir essa conta? Ví no blog do Zanela que o colega Fernando Lamas abriu a conta salário e ao que parece está sendo movimentada ainda este mês. A atendende disse-me que a abertura da conta é orientação lá de cima.Não é o BB que quer aproximação com os aposentados, mas prefere ferrá-los? Já não basta roubar os 7,5 bilhões do superávit destinados à melhora dos benefícios dos participantes.Doutor, queria que me orientasse.Esse meu apelo não é só minha pessoa que o faz, mas milhares de aposentados que recebem por ORPAG também estão na mesma situação. Ouvi dizer que tem agência que aceita abertura de conta salário.Grato

Anônimo disse...

Sobre meu comentário de 18 de agosto de 2015 21:50 parece que o artigo teria sido deletado do blog do professor Ari Zanella.

Então soltei palavras ao vento, do que peço desculpas a todos.

Anônimo disse...

Não concordo com a não publicação de comentários que não contem agressões, nem qualquer tipo de xingamento e, apenas pelo fato de terem sido narradas omissões e não credenciamentos de médicos em cidades onde reside, as vezes, centenas de associados da cassi. Cidades com mais de 200 médicos, mais de 200 associados e cerca de apenas 2 ou 3 médicos credenciados, é uma falta de respeito da cassi e, também, apropriação indébita das contribuições, O poder de deletar o comentário é de vocês e também de ter um sono tranquilo.

Anônimo disse...

Deu no RJ TV: Banco do Brasil e Caixa Economica vao "ajudar" a indústria automobilística emprestando bilhões....
Se o governo não tem dinheiro pra pagar o adiantamento do 13, pergunto:
De onde saira tanta grana?

A- Da conta da Dilma( ela e correntista dos dois bancos)
B- Da conta dos presidentes da Caixa e BB.
C- Dos fundos Previ e Funcef

Anônimo disse...

Com o ES-13 em 2016, se melhorar estraga kkkkkk.

Goulart disse...

Dr. Medeiros, saiu na Imprensa que o Governo via Dilma, vai socorrer as Montadoras de Veículos com empréstimo de 5 bilhões, via Previ e Funcef, e dizem que estão sem dinheiro, colega Goulart, de Cambé-PR , tudo de bom...

Anônimo disse...


Prezado Medeiros

Já começou 2016.

Tem voto aí?

O ES13 está chegando.

Anônimo disse...

Eu sei o que será o amanhã(pelo menos no mercado financeiro, onde ganho do Medeiros nas análises e no gosto pela coisa). Fuga de qualidade na Bovespa e no mundo? eis que a bolsa chinesa embica para baixo, apesar do governo andar prendendo jornalistas e investidores que vende...upa! comunista cuidando de capitalismo é dose...no Brasil, a Bovespa já está em 13 pontos em dólar...ponto bom para compra? não sei...as commoditties derretem e pode ser que a China faça nova desvalorização..ELES NÃO SE CONFORMAM EM CRESCER MENOS DE 7%? epa! nos EUA, o FED está no vai num vai...mas acho que sobe 0,25% em setembro. Se não for em setembro será em dezembro. Desemprego baixo...mas a inflação ainda não subiu. Alguns querem aguardar ela bater na altíssima taxa de 2% a.a...mas, a maioria deve antecipar-se.
Aposentados devem ficar de olho na Bovespa...e NA FRAGILIDADE DO MINISTRO LEVY, que pode levar de combulhada as esperanças em um novo amanhã PRÓXIMO. Eis o que penso:
Dilma se segura enquanto o desemprego não perturbar a ordem pública ou ENQUANTO OS EMPRESÁRIOS ACHAREM QUE VALE A PENA CORRER O RISCO DO ENFRENTAMENTO DE RUA E não dar bola para o The New York Times, que de repente, não mais do que de repente, começa a defender democracia de partido quase comunista? epa...tem coisa errada aí? não. Porradaria assusta investidores e eles não conhecem a face real do PT. Ou então, tem algo a mais que não conheço.
Manifestações foram fracas aí na terra da banda loka liberal...mas aqui, no andar de cima(do mapa) ela bateu mais forte. Olho vivo, Medeiros, a Bovespa pode está no ponto de compra...ou será que a China ameça o Brasil de outra pancada...toc toc toc....tomara que não seja 5 a 0.

Anônimo disse...

O que precisamos é melhorar o ES. Não temos mais margem (a maioria está negativa) e os descontos somados com os empréstimos superam 50% da renda.ES 13 não vai resolver nada.Depois do 1º temos que renovar sempre para cobrir o anterior cujo valor acrescido dos juros é bem maior que o novo valor creditado.

Anônimo disse...


Para conhecimento dos frequentadores deste blog, posto, a seguir, mensagem que trata da Redução da influência política nos Fundos de Pensão:

Redução da influência política nos fundos
Proposta que pretende reduzir a influência política nas diretorias e melhorar a gestão e o poder decisório das entidades de previdência complementar patrocinadas por empresas estatais – os fundos de pensão – foi aprovada pela Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal.
O texto, do senador Paulo Bauer (PSDB-SC), determina que a escolha da diretoria-executiva dos fundos seja feita por processo seletivo, conduzido por um comitê de seleção integrado por membros do conselho deliberativo e especialistas de notório saber. Essa adaptação, segundo o autor, busca dar mais transparência e profissionalismo à indicação da diretoria e impõe uma barreira adicional às indicações de caráter político-partidário.
Está prevista ainda a alternância da presidência dos conselhos deliberativo e fiscal dos fundos de pensão entre os representantes das patrocinadoras e os representantes dos participantes e assistidos.
Hoje, metade do conselho deliberativo – responsável por nomear e destituir a diretoria executiva – é formado por escolhidos pelos participantes e assistidos e metade pelos patrocinadores. A mesma regra segue para o conselho fiscal. Já para a diretoria executiva, as regras são estabelecidas pelo estatuto de cada entidade, sem preceitos gerais para a escolha das presidências tanto dos conselhos quanto da diretoria.
Pelo texto, também passa a ser requisito mínimo para ser membro dos conselhos ou da diretoria-executiva não ter exercido atividade de direção político-partidária nos últimos 12 meses que antecederam a indicação ao cargo. Assim como fica proibido o exercício de atividade político-partidária a qualquer conselheiro ou diretor durante seus mandatos.
Riscos
O relator da matéria, senador Dalirio Beber (PSDB-SC), afirma que a proposta é meritória. A ingerência política expõe os fundos a riscos elevados de perdas, pois a cada nova composição de conselhos e de diretorias estabelece-se um novo conjunto de relacionamentos com agentes de mercado prestadores de serviços, a despeito da rentabilidade.
Dalirio apresentou emenda para redefinir o que são as atividades político-partidárias proibidas aos integrantes da direção das entidades - aquelas em que o cidadão atue como participante de estrutura organizacional e decisória de partido político e em trabalhos vinculados à organização, estruturação e realização de campanhas eleitorais. Ele eliminou do projeto original a restrição a manifestações públicas de apoio a candidatos. (Agência Senado)
Filomeno José Linard Costa - Crato (CE)

Anônimo disse...

Colegas,

Vejamos:
"DR." Marcel já sabia que o governo iria pagar a metade do l3, informações de cocheira.
Também o "excelentíssimo", achou uma maneira de endividar ainda mais os aposentados, construindo um ES 13, que para a maioria já está comprometido com a Cooperforte.
Aumento ou adiantamento que seria o ideal, nada de nada.
FEEEEREEROOOOOOO GROOOOOSSSSSSSO NOS VELHINHOS TRAMBIQUEIROS, NAZIFASCISTAS QUE COMPARECERAM NAS MANIFETAÇÕES DE DOMINGO PASSADO, INLCUSIVE ESTE QUE ESCREVE.
Um gaúcho já guapeando, na lonca...
Já pra lá dos setenta, não morro antes de ver nossa guerra subjugar os sabujos que nos massacram. SMJ.

Anônimo disse...

Previdência Privada > Renda inicial em previdência complementar será tema de audiência pública no STJ
14/08/2015 - 17:41:00
Devido ao grande número de processos sobre o mesmo tema e à necessidade de abordagem técnica da questão, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) realizará audiência pública no dia 31 de agosto, a partir das 9h, para debater o cálculo da renda mensal inicial dos benefícios nos planos de previdência complementar. Será a terceira audiência desse tipo promovida pelo tribunal.

Após um recurso especial da Fundação Banrisul de Seguridade Social ter sido afetado à Segunda Seção do STJ como repetitivo (artigo 543-C do Código de Processo Civil), o relator, ministro Paulo de Tarso Sanseverino, considerou o debate necessário para municiar o tribunal com informações indispensáveis à solução da controvérsia.

A discussão servirá para definir qual regulamento deve ser aplicado ao participante de plano de previdência privada para fins de cálculo da renda mensal inicial do benefício complementar. O tema foi cadastrado no sistema dos recursos repetitivos sob o número 907.

Fator previdenciário

No caso a ser julgado, um segurado pede a revisão do seu benefício complementar, pago pela Fundação Banrisul, e a condenação da entidade ao pagamento das diferenças em relação ao benefício concedido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Ele afirmou que recebe menos do que tem direito porque a entidade previdenciária calculou o benefício complementar sem considerar o fator previdenciário e as demais regras instituídas pela Lei 9.876/99 no âmbito do Regime Geral de Previdência Social, tomando por referência um valor hipotético, superior ao efetivamente pago pelo INSS.

Nas instâncias ordinárias, a entidade foi condenada a incluir a complementação de aposentadoria nas prestações vincendas e a pagar as diferenças vencidas, desde a data da aposentadoria, atualizadas e acrescidas de juros moratórios.

No recurso especial, a Fundação Banrisul alega que houve ofensa aos artigos 17, parágrafo único, e 68, parágrafo 1º, da Lei Complementar 109/01, pois, em seu entendimento, deveria ser aplicado o regulamento do plano de benefícios vigente à época da aposentadoria do associado, e não aquele vigente quando de sua adesão ao plano. Defende ainda que não poderia ser acrescida ao benefício previdenciário parcela para a qual não houve custeio prévio.

O requerimento para participação na audiência e a indicação de expositores poderão ser feitos até as 20h do dia 25 de agosto pelo endereço previdenciacomplementar@stj.jus.br.

Após a realização da audiência pública, caberá à Segunda Seção do STJ o julgamento do recurso representativo de controvérsia, em data ainda não marcada. Com informações do STJ.

Medeiros disse...

Gente,

Estou no sufoco dos exames e consultas. Volto na terça ou mais tardar quarta feira, se Deus quiser. Aguentem firme. Não desliguem do blog.

Vamos que vamos.

Anônimo disse...

Prezado Medeiros e demais colegas,

Diretor do fundo de pensão da Caixa critica investimentos de alto risco - InfoMoney
Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/onde-investir/fundos-de-investimento/noticia/4234145/diretor-fundo-pensao-caixa-critica-investimentos-alto-risco

Anônimo disse...

cada vez q politicos decidem DEFENDER os fundos de pensao, mais nos perdemos.vide PREVIC!raposa no galinheiro.........

Julita disse...

Se cuide Dr Medeiros!! Estamos com o senhor! Orando sempre!

Anônimo disse...

APOSENTADOS DA PREVI, NÃO TEMOS DE QUE RECLAMAR, TEMOS O BB INTEGRAÇÃO E AGORA O ES 13, SE MELHORAR ESTRAGA.

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


Neste NATAL, COMO SEMPRE, vou pendurar UM MONTE DE MEIAS ROTAS e ESFARRAPADAS, a MAIORIA delas com os DIZERES: ES CAPEC, ES 13o, ES SEM MARGEM, ES EMBROMAÇÃO, ES NADA NÃO, ES FALSAS PROMESSAS, BB INTEGRAÇÃO e OUTROS... Espero que PAPAI NOEL, ao
MENOS DESSA VEZ, ATENDA UMA MEIA BEM LIMPINHA, contendo UM ÚNICO e ÚLTIMO PEDIDO: MUDANÇA TOTAL NA PREVI (De Cima, Abaixo).

Anônimo disse...



Prezado Dr.Medeiros

Como tem comentários pertinentes no blog. O pessoal está se dando conta que esse novo empréstimo é só para ajudar a se ferrar mais ainda. Ouvi dizer por aí que a raiva contra os aposentados da Previ é que são sobras da ditadura e que reclamam de barriga cheia (do que?). Por isso a intenção de pouco caso e sòmente valorizar os novos funcionários. Parece que a corda no pescoço dos velhinhos trambiqueiros vai apertar mais ainda até que.....

Anônimo disse...

Prezados colegas,

O extrato de pagamento do benefício do INSS já foi rodado e não consta adiantamento do 13º, para pagamento disponível a partir de 04/09/2015 a 30/10/2015, conforme extrato de pagamento ao qual tenho acesso eletrônico por senha cadastrada.

Informo que meu beneficio do INSS é pago em separado e não pelo PRISMA. Aposentei pelo INSS um ano antes da PREVI.

Bom final de semana e boa sorte a todos.

Anônimo disse...

Mais um vez a cecilia entra de férias....E que dia 24/08, segunda feira próxima, vai ter votaçao sobre a antecipação de 7% do reajuste.
Depois ela vai dizer que não votou pois estava de férias. Aff!!!!

Fernando Lamas disse...

Saudações cordiais a todos.

A BEM DA VERDADE
Ilustre Doutor Medeiros,o prezado colega anterior(8:29h) deve saber que, mesmo em atividade, a Professora Cecília não participaria, nesta segunda, 24, de possível votação de reajuste, porque ela é Diretora e essa votação, se houver, estará no âmbito do Conselho Deliberativo.

Grato por tudo, o melhor, para a sua saúde e segue um PAZ E BEM!

"Seja bendito o nome do Senhor, desde agora e para sempre.!
Salmo 113(12),2

Anônimo disse...

Sem querer defender quem quer que seja, mas apenas com o intuito de esclarecimento, a votação de segunda-feira se dará na reunião do DELIB, da qual a diretora Cecília não faz parte. Como já foi dito aqui, também concordo que a antecipação de 7% subiu no telhado.

Anônimo disse...

Concordo com anon.ll:15. O blog tem muito valor mostrando o lado bom e o ruim das coisas.Chega de ilusão e euforia com tudo. ES 13 é lucro para eles com os juros e forca para nós reduzindo o pouco que ainda temos.Poderia ser ES 13 sem juros.

Anônimo disse...

Que férias mais fora de hora!

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


A iGNORÂNCIA e a SENSIBILIDADE da PREVI é a de um PAQUIDERME! É que nos BANCOS ESCOLARES, a atuação de alguns de seus integrantes, esteve mais para SINDICALISTAS do que para DEDICADOS ESTUDANTES, É bom ESCLARECER a esse PESSOAL, que os RESTOS DA DITADURA, foram os a FUNDARAM, ENSINARAM-LHE os PRIMEIROS PASSOS e até hoje, para o bem e para o mal, estão na PIRÂMIDE DO PODER.
Por oportuno, ALGUÉM está SENTINDO FALTA de nosso GLORIOSO, SALVE, SALVE PRESIDENTE da PREVI? Parece que é igual a algumas ANTIGAS FIGURAS do BB-GULOSO, que DEIXAVAM o PALETÓ na CADEIRA, só VOLTAVA no FIM DO EXPEDIENTE e dizia que ESTAVA ESTRESSADO COM TANTO TRABALHO.

Medeiros disse...

Não me compreendam mal. Acho que pode e se deve criticar e reclamar. Só que as palavras têm que estar dentro de um padrão. Não seg pode chamar uma pessoa de ladrão sem provas. Não se deve chamar de mentiroso, mas dizer que faltou com a verdade e mostrar quando. Irresponsável é um termo forte. Assim por diante. Em resumo é proibido ofender, injuriar, caluniar e difamar. Simples assim. Me ajudem ou querem causar problemas ? Por favor. Respeito à indignação mas não posso admitir má educação.

João Lopes Rodrigues disse...

Dr. Medeiros!

Sugiro fazer constar no blog que "o administrador não se responsabiliza pelos comentários e opiniões, e que os autores poderão ser responsabilizados civil e criminalmente".

Era isso!

Carlos Mariano disse...

TABELA PV OU PP DE 1996 A 2000- QUE SERVIRAM DE BASE PARA O CALCULO DOS BENEFICIOS ESPECIAIS DE REMUNERAÇÃO E PROPORCIONALIDADE -Se algum colega tiver as tabelas em questão solicito que enviem - cmvosouza@hotmail.com.
ATENÇÃO - não é a tabela que consta no site da PREVI, depois de muita troca de correspondência a PREVI mandou uma mensagem que cito uma parte:
"Quanto a PV utilizada nos cálculos, esclarecemos que este é o valor revisado a partir de 01.12.2005, para fins de recalculo dos beneficios."
Só que no site da PREVI não consta esses valores.
Desde ja agradeço a atenção.

Anônimo disse...


Prezado Medeiros.
Saúde e paz para você.
Em sendo verdade, como é que um cidadão que nao sabe nem interpretar um texto simples como é o caso da expressao questionada, pode ser Diretor da PREVI? Até um diplomado pelo antigo MOBRAL sabe que "PELO MENOS" significa "NO MÍNIMO"...e a turma nomeada pelo Banco ainda bloqueou o assunto certamente, porque ficou em dúvida se expressão devia ser registrada NO PLURAL OU NO SINGULAR.Arre que nojo,com certeza no ENEM - NÃO PASSARÃO!

Anônimo disse...

O que sera de amanha dr. Medeiros? O que sera amanha dia 24 em relação ao adiantamento de 7% para nos miseráveis e famintos?
Hoje e dia 23 e já não tenho mais como comprar comida para por na minha geladeira. Paguei algumas contas, não todas e não sobrou para a minha alimentação.Terça-feira tem feira e vou comprar legumes, aqueles saquinhos leve seis e pague cinco, um pouquinho de cada.
Faço um legume por dia,nao estou fazendo drama, e a minha atual realidade.Que os homens da Previ tenham mais dignidade e caráter e menos egoísmo.

Anônimo disse...

experiencias tristes em minha cidade com a CASSI!muitos medicos se descredenciando.impasse em planos de saude eh o q ha de pior.

Anônimo disse...

Fica uma pergunta no ar, qual o principal motivo do descredenciamento e das principais reclamações que levam os médicos e clinicas a romper o contrato com a CASSI, alguem sabe informar, eu tempos atrás quando fui a uma consulta ouvi um médico antigo reclamar da burocracia e do tempo que levam para receber valores da CASSI, acho que seria de bom proveito saber se esses motivos estão sendo criados propositalmente, pois se assim for caberia ação contra quem está autorizando ou recomendando esses procedimentos danosos a saude dos associados.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,
O senhor teria algum palpite sobre a reunião de hoje, do CD?
A proposta de antecipção do reajuste vai estar em pauta?
Se estiver, será que nossos ilustres representantes irão aprová-la?
Confiante no elevado espírito de solidariedade humana e competência tecnica de que todos os dirigentes do nosso fundo são dotados, particularmente quero acreditar que sim. Vão aprovar.
Porém, caso não decidam nada em favor dos aposentados, não desistirei de nutrir admiração e muito respeito por todos que, com muita consideração e dignidade vem nos representando junto à PREVI.

Grande abraço.

João Rossi Neto disse...

Estupendo Medeiros e colegas,


O que será do amanhã? Na lata, com certeza, só Deus sabe! Agora, aquele antigo dono de estabelecimento comercial matreiro e cansado de levar prejuízo, para descartar com sutileza e picardia os fregueses maus pagadores, afixou o seguinte aviso: “Fiado só amanhã”, cujo final era conhecido, pois a venda nunca se realizaria para os compradores tranqueiras.

Deste modo, inobstante o editorial tenha espectro amplo e atualizado, porque o “amanhã tem sentido infinito” e os assuntos trazidos a lume não ficarão fora do contexto, é sempre bom dar uma reciclada no tema, salvo melhor juízo, isto porque os leitores estão sempre ávidos por notícias novas e surpreendentes. Contudo, a repercussão foi sensacional.

Anônimo disse...


Prezado Dr.Medeiros

Olhemos para o que dizem os anônimos das 23:09 e 09:11
A direção da CASSI TEM A OBRIGAÇÃO, digo de novo, a OBRIGAÇÃO,
de vir a público explicar aos seus associados o que está acontecendo
com esse DESCREDENCIAMENTO EM MASSA de médicos e clínicas País afora.
Será que querem ser responsabilizados judicialmente. Olhando no blog
do Adair a manifestação de dois diretores ELEITOS parece que ali está
a resposta ao questionamento. Querem implantar na CASSI o que o Banco
deseja. A tal ESF através das CLINICASSI. Bom e barato. Só pensam no
dinheiro. Saúde que é bom nem pensar. Aí talvez esteja o real motivo
para tantos descredenciamentos que estão a ocorrer propositalmente.
Se querem experimentar um novo modelo de gestão em saúde, primeiro
nos devolvam o valor que contribuímos ao longo de anos se não vamos
mais ter o direito de escolha.

Anônimo disse...

Anunciado o pagamento do 13 salário em parcela única em setembro. E agora como o nosso que já recebemos?

Anônimo disse...

ESSA HISTORIA DE INUTILIZAÇÃO DA ATA DA REUNIÃO DA DIRETORIA, QUE IMPEDIU O REAJUSTE DOS APOSENTADOS, SE REALMENTE ACONTECEU, SIGNIFICA QUE OS "DONOS" DA PREVI ESTAMOS NO FUNDO DO POÇO, ISSO SE AINDA EXISTIR POÇO.

Anônimo disse...

Ao anônimo 24 de agosto de 2015 21:22

Na nota a respeito emitida pela Presidência da República consta que a partir de 24 de setembro será pago, em parcela única, o adiantamento de 50% do 13º salário e não sua integralidade.
Isto porque o Ministro Levy queria pagar esse adiantamento em duas parcelas (25% em setembro e 25% em outubro).
O saldo, todavia, somente em novembro/dezembro.

Anônimo disse...

O correto seria tirar o controle do dinheiro (ativo) do plano 1 da previ da seguinte forma !
A previ abrir uma conta poupança para cada um dos aposentados e pegar todo ativo e fazer a distribuição proporcional a que cabe cada um. Liquidariamos de vez o plano 1 e cada um administre seu dinheiro.
V A M O S P E N S A R N E S T A I D É I A

Anônimo disse...

21:22, se tens dificuldade em entender a noticia sobre o adiantamento do 13, o que dizer do que esta acontecendo com a Previ e a Cassi?

Anônimo disse...

Ao anônimo das 09:30: Está aí uma proposta com viabilidade ZERO. E se não fosse assim, em pouquíssimo tempo a grande maioria perderiam todo seu dinheiro e ficariam na penúria absoluta. Exemplo no PDV em que a minoria se deu bem e o resto estão até hoje tentando retornar ao BB.

JOSÉ BENEDITO MONTEIRO disse...


O descredenciamento em massa dos médicos e hospitais se dá por um vários motivos:
a) atraso no pagamento;
b) burocracia em todos os procedimentos;
c) os diretores estão dificultando tudo para que os descredenciamentos se realizem e que haja desinteresse por parte dos associados, justamente o que o BB quer, acabar com a CASSI.

Anônimo disse...

Estavam todos se saracoteando com a eleição na ANABB.
Agora nossos "representantes" voltam a focar nos nossos interesses.