NOVO PRESIDENTE DA OAB NACIONAL

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Conforme anunciei estive na posse do novo presidente da OAB nacional, ocorrida em Brasilia na terça feira à noite. Foi um evento grandioso, auditório lotado, presença de altas autoridades, especialmente do Judiciário.

No meu voo de Porto Alegre a Brasília estava o Governador Sartori que foi prestigiar a solenidade. Afinal era o primeiro gaúcho genuíno a presidir a OAB nacional.  Uma enorme delegação de advogados do RS compareceu.  Cerca de duzentos.  No término do aplaudido discurso do Lamachia os gaúchos, de pé, cantaram, a capela, o hino riograndense. " Sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra...".  Emocionante.


                         Com Lamachia e a esposa

O discurso do novo presidente teve cunho político, como não podia deixar de ser. Foi mais dirigido à sociedade brasileira do que aos advogados.  Mostrou a sua contrariedade com a atual situação caótica do país.  O Brasil está desgovernado, afirmou.  Sem saúde, sem educação, sem segurança. A economia em crise, recessão, inflação de dois dígitos, perda do selo de bom pagador, corrupção desenfreada, Judiciário lento, desaparelhado e equivocado. Não podemos ficar inertes. E´ hora de reagir, hora de construir, hora de caminhar em busca de soluções e de correções imediatas, sob pena de um desastre de proporções gigantescas acontecer.  




                    Diretores da Associação Advogados do BB

Claudio Pacheco Prates Lamachia foi corajoso. Gaúcho da fronteira, sua família materna é de Quaraí, ao lado de Uruguaiana. Sua mãe, Eloisa, é filha de Paulo Pacheco Prates, que foi chefe da Ajure em Porto Alegre e consultor jurídico do BB. Eu e Ana estivemos no casamento de seus pais e Ana , em visita à sua mãe, no hospital, segurou o Lamachia no colo. Há 53 anos. 


                     Ao lado o atual presidente da Associação


Não mediu palavras.  Disse o que achava que devia dizer. Doa a quem doer. Lá estava o Ministro Rosseto representando o Executivo. Reclamou, como eu constantemente faço, da intolerância dos governantes e de seus gestores com as críticas, da dificuldade de conviverem com as divergências, naturais num processo democrático. Divergente não é inimigo. O diálogo é essencial, a convivência é necessária, o contraditório é indispensável. Foi ovacionado de pé.


Lamachia pertenceu ao quadro jurídico do BB.  Foi presidente nacional da associação de advogados do Banco do Brasil, onde se destacou primeiramente por sua liderança.  A associação estava na solenidade de posse, estive com eles, com o atual presidente e sua diretoria.  Hoje o BB possui 950 advogados em seu quadro efetivo.


Neste momento estou no Rio. Daqui há pouco irei para a Previ.  Aguardo notícias sobre as eleições. Ontem o cenário era confuso ainda.  Espero que hoje melhore. Tive uma tentativa de assalto aqui na frente do Hotel, em Copacabana, frustrada, graças a Deus. Um jovem forte, de bicicleta, tentou arrancar a minha corrente. Na calçada achei que estava seguro. Tiro quando vou caminhar no calçadão. A corrente arrebentou mas ele não conseguiu levar. Fugiu em alta velocidade na contra mão dos veículos, desviando com incrível perícia dos mesmos. Enfim ...


Vamos que vamos.



14 comentários:

Anônimo disse...

Grande Doutor Medeiros!

Sempre presente nos eventos importantes..!

Boa sorte em na reunião da Previ, no Rio!

Abs.


Janone

Anônimo disse...

Parabens Medeiros. Voce está em todas.

Anônimo disse...

Dizem que o Lamachia vai te convidar para assessora lo em previdencia privada e complementar. Será uma boa.

Anônimo disse...

Vanos colocar a OAB do nosso lado contra as decisões absurdas do STJ na cesta alimentação. Vamois que vamos Medeirão

Anônimo disse...

E´ desse relacionamento que nós precisamos para vencer as nossas lutas na Justiça. Convide o Lamacchia para uma palestra na AFABB RS. Vamos homenagea-lo e puxa lo para o nosso lado.

Anônimo disse...

Se. Medeiros

O doutor passa por cada uma. Agora foi um assalto no Rio. Mas não se entrega. Continua firme. Garanto que o bandido se arrependeu e fugiu. Esse Medeiros não é sopa.

Carmen

Anônimo disse...

Não há solução para o drama brasileiro sem a "quebra constitucional". As despesas amarradas à bondosa Constituição de 1988 afundou o País na necessidade de se cobrar cada vez mais tributos. Aliás, o PT acelerou de forma impressionante este processo, e não tem o verniz nem a condição de fazer as reformas necessárias. Se reparar bem, a questão previdenciária logo logo fará as despesas aumentarem ainda mais, com a fórmula 95/85. As pessoas estão vivendo mais, não podemos ter leis rígidas na Previdencia. Como não podemos ter empresários cada vez mais encostados no Estados. Apenas a quebra constitucional, infelizmente, evitará uma catástrofe.

fernando disse...

Dr Medeiros, quem sabe o Dr . Lamachia, na frente da OAB, consiga enfrentar o Governo, a respeito da não atualização da tabela do imposto de renda, onde já já está defasada em 70%, uma afronta aos únicos que pagam o Imposto renda na fonte, os assalariados e aposentados.

Anônimo disse...

Senhores,

O Doutor Lamachia só tem um lado, O DA JUSTIÇA.

Precisamos de JUSTIÇA PARA O BEM DESTE BRASIL.

Anônimo disse...

Mas como o calejado Dr. Medeiros nessas lides mundanas sai às ruas no Rio de Janeiro com portentosa corrente à exibição no nobre pescoço?
Só poderia despertar a cobiça dos meliantes de ocasião.
Já me pungaram em Sampa, mais uma vez.
Simplesmente colocam a mão no bolso procurando algum.
E não tente correr porque a pivetada vem em bando.
Nada como esconder uns míseros trocados dentro do cinto ou na bainha da bermuda :=))

edsomn disse...



Parabéns Dr. Medeiros você está em todas!

Medeiros disse...

O local onde eu estava antigamente era seguro. Está ao lado de um posto policial. A corrente estava escondida debaixo de uma camiseta escura. Outras pessoas foram assaltadas pelo mesmo ladrão que age impunemente na área. Vários turistas apavorados. Só vai melhorar nas Olimpiadas.

Anônimo disse...

Vamos que vamos Medeiros. Precisamos de um presidente corajoso na OAB nacional para colocar um freio na ditadura do Judiciário e do Ministério Público. Assim como está não pode ficar. Estão atropelando o Direito.

edsomn disse...

Dr. Medeiros

Eu não o conheço, entretanto quero por meio dessa mensagem dizer que o senhor é um referencia para todos aposentados, não existem milagres sabemos, mas temos uma referencia e isto é muito importante para a classe dos aposentados do BB.

Que Deus lhe de saúde e muita paz.