DESPEDIDA EM GRANDE ESTILO

domingo, 30 de julho de 2017

É um filme que está em cartaz e conta a história de três aposentados cujo fundo de pensão quebrou. Trata se de uma comédia, mas tem muita realidade no filme. Conta a história de três idosos que dependiam do pagamento mensal de suas aposentadorias para viverem e auxiliarem suas famílias.


Não vou contar o filme para não perder a graca. Mas recomendo. Diversão garantida e alguma emoção. O que sobressai no final é a afirmação de que uma nação tem a obrigação de cuidar de seus idosos. Bacana !

Durante a semana andou rolando nas redes sociais uma denúncia de que se está tramando nos bastidores  governamentais e privados uma reforma nos planos de saúde que vai afetar duramente aos associados da CASSI, representando  uma ameaça que deve ser repelida e tratada com a máxima atenção. Entre as medidas preconizadas na mudança estaria o pagamento por dependente. Vamos verificar e, se comprovada, agir na defesa de nossos direitos e interesses ameaçador.

Estive no Rio na quinta e sexta feira para reunião do CD com foco especial no planejamento estratégico. A reunião na sexta terminou tarde, quase as vinte horas. Meu avião lotado e com o ar condicionado estragado chegou depois da meia noite.

Durante o intervalo para o almoço , na sexta, estive na sala de atendimento ao participante situada no terceiro andar. A sala estava vazia. Parece que tem tido pouco movimento. A atendente, muito simpática, me esclareceu algumas dúvidas. Conversando com ela, após minha consulta, perguntei sobre qual assunto os aposentados mais demandavam. Ela me respondeu que ultimamente era sobre o empréstimo simples, não só para ajuda los apreencher os formulários, mas para indagar sobre os critérios de cálculos e possibilidades de reforma. Alguns bem agoniados.

Está se aproximando o Encontro de Camboriú. Infelizmente, por motivo de viagem, não poderei comparecer. Mas você deve comparecer. É uma excelente oportunidade para ouvir e debater sobre a Previ e a Cassi. 

Por último, deploro a prisão do Bendine. Mais uma nódoa em nossa instituição. Lamentável. Nunca me enganou. Corrupto. Menor aprendiz no BB. Na verdade, não aprendeu nada de bom. Ele foi preso e o Pizzolato foi solto para cumprir prisão domiciliar. Que país é este ?

12 comentários:

sss disse...

Dr. Medeiros, se eu estiver sendo inconveniente, peço desculpas, mas, salvo engano, em uma postagem, o senhor disse haver novidades, e então?
Boa noite.

Anônimo disse...

Quando vai ser o encontro no Balneario Camboriu e se é um encontro aberto ?

Anônimo disse...

Francamente um presidente de associação, que se diz preocupado com os interesses dos aposentados e das pensionistas, não poderia, penso, deixar de comparecer a esse evento em Balneário Camboriú. A propósito da reunião do DELIB, o que o senhor falou acerca da configuração do ES-180x180 tão pleiteada pelos associados do PB-1?

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


O Sr. BENDINE deixou de ser CONFIÁVEL e ARRANHOU sua REOUTAÇÃO, quando ESCONDEU EMBAIXO da CAMA 300 MIL e, quando DESCOBERTO pela RECEITA FEDERAL, pagou a multa incidente sobre o dinheiro escondido e SAFOU-SE LÉPIDO e FACEIRO. Mas o Mestre tem razão: NÃO DÁ PARA CONFIAR MAIS NUNCA EM QUEM ASSIM PROCEDE.

Milton Bassani disse...

Procuro outros dois colegas aposentados para intentarmos a Despedida em Grande Estilo.

Anônimo disse...

É verdade que a senhora Rosalina encerrou seu blog?

Anônimo disse...

Fonte: Último Segundo - Blog Esplanada – 05.08 – 16,30
Corre-Corre
Algo estranho ocorre na Previ. É intenso o remanejamento de funcionários para o Banco do Brasil, oriundos do bancão e que eram cedidos ao fundo de pensão. Há dias, cinco advogados do BB cedidos desde o Governo Lula foram “devolvidos” às pressas. Segundo a assessoria do Fundo “Todos os colaboradores que trabalham na Previ são funcionários cedidos pelo BB”. E que, “somente este ano, 10 funcionários voltaram para o BB e 8 vieram para a Previ”. A Previ crava que não comenta sobre recursos humanos.

Anônimo disse...

Nptícia do jornal O Globo

Previ cobra R$ 242 milhões da Odebrecht por defeitos em complexo hoteleiro


Ex-sócia da Odebrecht em Sauípe (BA), a Previ está em briga judicial com a empreiteira. Pede uma indenização de R$ 242 milhões por "defeitos e erros de execução do projeto" do complexo hoteleiro que, desde sua inauguração, há 15 anos, é fonte de prejuízos.

A ação, que corre desde a semana passada na 16ª Vara Cível do Rio de Janeiro, atinge o que sempre foi um ponto de honra para a Odebrecht — sua alegada competência na área de engenharia. A Previ quer "reparação por perdas e danos decorrentes de defeitos construtivos".

Medeiros disse...

O blog anda esquisito. Cheio de vírus que me obriga a fazer limpeza diária. Faço alguns comentários que são publicados em lugares errados. Deleto alguns e eles não desaparecem. Estranho. Ao colega anônimo acima informo que faz mais de ano não sou mais presidente de associação e não vou a Camboriú porque estou viajando no exterior. Ok ?

Anônimo disse...

Ele perguntou se o encontro é aberto Medeiros, e quando será.

Medeiros disse...

É aberto e será nesta sexta feira.

Anônimo disse...

O Medeiros está de férias ou é licença-prêmio? Quase um mês fora do ar. Vamos lá, gaudério, tamos esperando novidades.