BOMBA OU BINGO ? JOSE MARIA RABELLO FORA DA PREVIC

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Sempre em primeira mão, noticio que se dá como certo que amanhã o superintendente José Maria Rabello deixará a PREVIC, apresentando seu pedido de demissão em caráter irrevogável. As fontes revelaram que o próprio José Maria teria divulgado sua decisão.

Essa saída se verifica na véspera da audiência pública do Senado que examinará a resolução 26 e a distribuição do superávit da PREVI  para o patrocinador Banco do Brasil. José Maria era um dos convidados.

Qual o motivo ?  Será a questão do teto dos benefícios da Previ ?  Será o tal do TAC ?

A saida do José Maria da Previc é uma interrogação.  Não sei se será boa ou não para nós,

participantes da Previ.  Na realidade não sei se é bomba ou bingo.

O que se comenta é que ele estava desgastado com o BB, especialmente com o grupo atual que comanda a instituição, e consequentemente com o Governo Federal, deixando em maus lençois o Ministro da Previdencia, Garibaldo Alves, a quem a Previc está subordinada.  Diversos colegas tinham o José Maria como uma pessoa que enfrentava os desvarios remuneratórios vindos da diretoria do BB ou da Previ. Uma pessoa que cumpria sua tarefa de xerife dos fundos de pensão com seriedade e competência.  Outros achavam que ele não agia com a dureza necessária.

Quem será o seu substituto ?  Teremos uma idéia a respeito quando for revelado o nome que está na cartola.  Aí tudo ficará bem esclarecido.  De qualquer maneira, aguarda-se uma manifestação do próprio José Maria.

Essa informação tumultua a semana logo na segunda feira.  Sabido que na terça feira a diretoria da Previ irá decidir sobre o ES e na quarta feira tem a audiencia no senado.  Sem falar que na sexta feira o Brasil joga novamente e promete ser mais um sufoco.  Haja coração !

Vamos que vamos.

68 comentários:

Anônimo disse...

Este é o governo do PT. A Petrobrás cada dia afunda mais.

Noticia extraida do uol economia:


"... lembra que, no ambiente microeconômico, as notícias também não são boas. Depois de subir forte com as pesquisas eleitorais mostrando queda nas preferências de voto de Dilma Rousseff na corrida presidencial, as ações da Petrobras despencaram 8% nesta semana com a decisão do governo de cobrar R$ 2 bilhões da empresa neste ano para explorar o volume excedente de óleo no pré-sal dos campos da chamada cessão onerosa.

"Mais uma vez a Petrobras é usada politicamente, para ajudar o governo a cumprir sua meta de superávit", alerta Tatiane. "Acontece que a empresa não vai conseguir fechar a conta de necessidade de investimentos frente ao seu fluxo de caixa. O mercado já especula que a Petrobras terá que fazer uma nova capitalização em 2015."

Fora PT, fora Dilma!

Anônimo disse...

Ainda está pendente a aprovação de Termo de Ajustamento de Conduta a ser celebrados entre a PREVI, a PREVI e o Banco do Brasil (BB), nos termos da Nota nº 48/2013/CGFD/DIFIS/PREVIC e do Parecer nº 172/2013/PF-PREVIC, lavrados em ata da 7² sessão Extraordinária da Diretoria Colegiada da Previc, em 26/12/2013.

Vide site da Previdencia social (Previs)

ricardo albuquerque disse...

Medeiros e demais colegas eleitos e que comparecerão ao Senado. O sr. José Maria Rebelo não deverá ser desconvidado de maneira nenhuma para a audiência pública. Quem sabe não se reportará aos motivos de sua saída? Pode ser que ele bote a boca no trombone e revele tudo o que sabe, se for um homem honesto. Medeiros fique marcando o cara homem a homem, para que ele não falte. Isa marque o cara v. também.ricardo

João Rossi Neto disse...

Nobre Medeiros,

REVISÃO NO EMPRÉSTIMO SIMPLES.

Caso se confirme a saída do Sr. José Maria Rabelo do cargo de Diretor Superintendente, podem ter absoluta certeza de que a causa é originada pela sua intransigência em implantar o Teto de Contribuições para os benefícios, em desobediência às ordens do patrocinador BB que, obviamente, quer aposentadorias milionárias para a sua Diretoria Executiva e outros apaniguados, dentre eles os próprios gestores da PREVI.

O abandono do barco pelo Sr. Rabelo é péssimo para os nossos interesses, porque certamente o nomeado vai ser um serviçal obediente e acostumado a fazer o serviço sujo que lhe determinam. Isso é uma prova inconteste de que o que estava ruim pode piorar.

Relativamente ao realinhamento do ES, previsto para amanhã, tenho a impressão de que vão cair migalhas da toalha da mesa, após o lauto café serviço à Diretoria da PREVI, durante a reunião, e quiçá aumentem o limite para algo em torno de R$140 mil e 108 meses de prazo, o que não irá amenizar o grave endividamento da maioria dos participantes e assistidos.

Na verdade, o Corpo Social necessita é do “Realinhamento” prometido e pactuado no Termo de Compromisso de 24/11/10, mediante revisão do plano de benefícios na base de 30/30, integral, levando em consideração o tempo de contribuição da ativa e de aposentado, palavra empenhada que foi quebrada pelo coobrigado BB e o documento engavetado.

Por se tratar de plano de benefícios em processo de extinção, com recursos suficientes para garantir a sua sobrevida até a quitação dos compromissos com o último beneficiário, a existência dos superávits registrados no balanço de 2013, superiores a R$ 24 bilhões, indica que essa sobra técnica contábil configura contribuições pagas em excesso, porquanto plano de benefício nenhum foi feito para gerar superávits e sim ter um ponto de equilíbrio entre “receitas” e “despesas” e pagar aposentadorias, sua função primordial e definitiva.

Quem pagou 360 contribuições (ativo+aposentado) deveria ser isentado de novas contribuições e, pelo contrário, além de remido, restituído pelo valor daquelas que excederam as 360 quitadas em excesso.

Em face disso, armou-se uma grande confusão e incoerência; se de um lado a PREVI é superavitária, de outro, não há razão plausível para o corte do BET e volta das contribuições para reforçar um patrimônio que é autossuficiente.

Fomos massacrados com esse corte abrupto de 24,8% nos nossos rendimentos, tratamento absurdo, desumano e irracional.

Qualquer regalia a nosso favor depende de estudo, de análise profunda. Porque os cortes seguem rito diferente e são feitos de forma fugaz, arbitrária, arrogante e autoritária, sem medir as consequências, como se fossemos massa de manobra e débeis mentais.

Esse tratamento imperialista é incompatível com o Estado Democrático de Direito em que vivemos. Somos os verdadeiros donos dos recursos geridos pela EFPC e merecemos respeito.

É verdade que o percentual da Reserva de Contingência ficou ligeiramente aquém dos 25% da Reserva Matemática, todavia, tal fato não deveria ser encarado a ferro e fogo e a matéria merecia ser ponderada por não ser problema estrutural e sim conjuntural (resquícios atípicos da crise financeira mundial de 2008), de sorte que a intervenção da PREVIC deveria ter sido solicitada, o que não foi feito pela PREVI. Simplesmente, seguiu a rotina mais fácil e cortou na nossa carne.
continua na parte II.

Deste modo, a questão financeira que assola os associados é muito grave e o mínimo que poderá ser feito, pela Diretoria de Seguridade, para nos dar um pouco de alívio nas consignações em folha de pagamento, será a concessão de 180 meses de prazo na reposição do ES, com vistas reduzir o valor das prestações e elevação do limite, para o teto máximo de R$150 mil, mesmo porque quase ninguém teria margem consignável para alcançar limite superior a ele.

João Rossi Neto disse...



Parte II - final.

Portanto, não é justo e não tem lógica administrativa cobrar contribuições de aposentados, especialmente no momento quando a própria PREVI reconheceu, por escrito, que o plano é superavitário e goza de boa saúde financeira, estando os seus recursos bem direcionados, estrategicamente aplicados e com perspectivas de voltar a gerar novos superávits em futuro próximo.

Anônimo disse...

Medeirão,

Parabens. Você realmente continua o mesmo. O blog está longe na frente dos outros. Publica informações inéditas e quentes. Continue conosco assim.

Anônimo disse...

Medeirão,

Parabens. Você realmente continua o mesmo. O blog está longe na frente dos outros. Publica informações inéditas e quentes. Continue conosco assim.

Anônimo disse...

O blog não pode faltar. Além do Medeiros, tem o Rossi Neto. E´ o pão nosso de cada dia. A partir do blog podemos efetuar os debates mais importantes. E com a qualidade comprovada do dr. Medeiros. Acho que a saida do Rabello pode ser encarada ou como covardia do próprio ou como irresignação contra a não imp´lantação do teto na forma estipulada pela Previc. Vamos aguardar. Continue firme Medeiros.

Anônimo disse...

Tenho séria dúvida se a saída do Sr. Rabello da PREVIC não teria sido a pedido do senador Pimentel.
E justifico: a) o patrocinador, como já foi dito, não estava nada satisfeito com a atuação dele (Rabello) naquela autarquia; b) dito senador, ciente da não sustentação constitucional da Res. 26, não desejaria o confronto na audiência pública.

Roberto Martines 8670089-8 disse...

Dr. Medeiros parabéns, continue assim sábio e sem fugir da realidade, voce é um otimista como eu sempre sonhando dentro da realidade e com isso quem é pessimista e sonha fora da realidade tem que vir para o centro da lógica e do trabalho com credibilidade. Eu já mandei alguns comentários e não foi publicado espero que seja por causa dos vírus. Rio Brilhante MS

Paulo Beno disse...

Caso o Dr.Rabelo deixar a superintendência PREVIC dia 01/7/2014, não poderá faltar a convocação da C.A.E. do Senado Federal na quarta-feira, dia 02/7/2014.
Precisamos de seu apoio, inteligência e argumentação, na Audiência Pública.

Há luz no fim do túnel. Amanhã sairá decisões sobre o Empréstimo Simples e Dr. Medeiros está pautando suas baterias nas próximas decisões: contribuições à Previ, Cesta-Alimentação, Aumento valor das Pensões, Teto e assim vamos que vamos...

Parabéns, Dr. Medeiros

Anônimo disse...

Acho que é bomba!
Ele não quer ser cúmplice.
Vão colocar um osso duro de roer para os aposentados no lugar dele!

Anônimo disse...

E Porto Alegre se despede hoje da Copa do Mundo..enquanto isso, nós, aqui do Rio, temos ainda 2 jogos para ver...chora Porto Alegre..viva o Rio! regionalismo sempre!

Anônimo disse...

Ao anônimo das 17;08

Buenas.

Acho que você esta completamente equivocado nas suas colocações
Não sei de onde você tirou esta ideia de que Porto Alegre vai chorar com o final dos jogos desta Copa.
Só se for para chorar de rir.
E agora falo por mim, e não pelos gaúchos do meu Rio Grande do Sul.
Estou triste sim, porque o Uruguai foi desclassificado, e isto você jamais vai entender.
E se quiser pode pegar esta Copa que tanto te orgulha e enfiar no orifício que melhor lhe aprouver,

Rovere

Medeiros disse...

Calma Rovere, acho que foi brincadeira dele. Realmente a Copa não trouxe alegrias para Porto Alegre. Só transtornos, do trânsito, de feriados, o comércio teve prejuizo, alguns hermanos praticaram excessos, os taxistas reclamaram. o Brasil não jogou aqui. Eu não vou sentir falta nenhuma. Quem foi ao jogo hoje da Alemanha contra Algeria quase morreu de frio.

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:



LIVREI-ME DO TRAUMA DE 1950 PARA SEMPRE! NÃO HAVERÁ MARACANAZZO! Apesar de ter 4 anos à época, acho que a primeira coisa que aprendi na escola primária foi a derrota de 1950! O nosso tapetão ganhou! Viva o tão criticado GALVÃO BUENO, que foi quem primeiro pediu a severa punição/exclusão do jogador, e, que sempre anteviu o perigo que seria uma final/semi-final com o "medonho" URUGUAI! Com Luís Súarez a vaca iria pro brejo! Eles ganhariam da Colômbia e depois nos derrotariam, pois, juntamente com os ARGENTINOS, SOMOS FREGUESES DE CARTEIRINHA DA CELESTE OLÍMPICA! O Brasil agora vai jogar tranquilo, sem a sombra maligna de GHIGGIA!



José Carlos A. Ferrari disse...

Conheço muito bem o sr. José Maria Rabelo e sei do seu caráter. Se ele está saindo, aí tem coisa. Espero sinceramente que ele diga porque está saindo. Com certeza não sairá atirando porque não é de sua índole. Se o senhor estiver com ele na quarta, transmita a ele meu abraço e minha solidariedade.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Futebol.

Faz mais de 30 anos que deixei de gostar de futebol.
Era um fanático de primeira.

Não perdia jogo do meu clube favorito.

Fazia sol ou chuva lá estava eu na arquibancada torcendo, sorrindo, sofrendo. Saia rouco do estádio de xingar o juiz sempre considerado o culpado pela derrota do meu time.

Após ter conhecido um ex-jogador profissional que tinha atuado em vários clubes de nome do qual recebi diversas informações de que o futebol era o maior antro de corrupção, diretores corruptos, compra e venda de resultados e, inclusive de jogadores.

Um dado. Ele me disse que naquela comprava-se goleiros que, posteriormente, ficou muito manjado. Passou a comprar zagueiro para provocar pênalti.

Quantos vezes o sr. já viu zagueiro dar uma falta dentro da área já na linha de fundo com a linha da grande área. Aquele sarrafo desnecessário.

Hoje a copa no Brasil mostra que nada mudou nesses 30 anos.

O futebol não mais me interessa. Se o Brasil ganhar ou perder para mim não faz diferença.

Falta de patriotismo? Não.

Pois alguém tem que ganhar tanto pode ser o Brasil como outro qualquer, desde que seja por merecimento. Não é o Brasil ganhar na base do custe o que custar.

Será que patriotismo é desviar recursos públicos em proveito próprio.
Construir estádios e outras obras supersuperfaturadas em bilhões de reais.
Recursos para a saúde, segurança, educação, infraestrutura não existem.
Pessoas morrem em filas de hospitais por falta de atendimento adequado. Faltam profissionais da saúde, recursos materiais, equipamentos funcionais, medicamentos, etc.

Alguém pode descrever para mim o cenário da saúde no Brasil?

Acredito que posso dizer que o custo ainda maior pesa sobre a classe menos favorecida em sua agonia nas filas de hospitais em busca de um atendimento adequado e não encontrando.
Retornar a sua casa sem nenhuma perspectiva para a cura do corpo, restando apenas a misericórdia de Deus, último recurso para suas aflições.

Essa Copa esta custando muito caro e quem esta pagando é essa gente humilde e sem recursos. Dizia o poeta "é gente humilde dá vontade de chorar".

Anônimo disse...


LEIAM O COMENTÁRIO ABAIXO SOBRE ESSA MENSAGEM DE UM COLEGA.

Anônimo disse...

Este é o governo do PT. A Petrobrás cada dia afunda mais.

Noticia extraida do uol economia:


"... lembra que, no ambiente microeconômico, as notícias também não são boas. Depois de subir forte com as pesquisas eleitorais mostrando queda nas preferências de voto de Dilma Rousseff na corrida presidencial, as ações da Petrobras despencaram 8% nesta semana com a decisão do governo de cobrar R$ 2 bilhões da empresa neste ano para explorar o volume excedente de óleo no pré-sal dos campos da chamada cessão onerosa.

"Mais uma vez a Petrobras é usada politicamente, para ajudar o governo a cumprir sua meta de superávit", alerta Tatiane. "Acontece que a empresa não vai conseguir fechar a conta de necessidade de investimentos frente ao seu fluxo de caixa. O mercado já especula que a Petrobras terá que fazer uma nova capitalização em 2015."

Fora PT, fora Dilma!

30 de junho de 2014 09:59

-------------------------------

UM MEMBRO DA DIREÇÃO DA PREVI PEDIU DEMISSÃO E SUPOSTAMENTE A CAUSA FOI A COMPRA DE AÇÕES DA PETROBRAS NO VALOR DE R$ 2 BILHÕES DE REAIS PELA PREVI. RECURSOS ORIUNDOS DA VENDA APLICAÇÕES EM RENDA FIXA. HAJA COINCIDÊNCIA COM A MENSAGEM ACIMA.

Anônimo disse...

Mederão Cabra Macho,

Fala para o Felipão arrumar um emprego no BB. Ele tá reclamando da pressão tchê! O soberbo não disse que quem não quisesse pressão fosse trabalhar no bando do brasil?
Cabra da moléstia

Anônimo disse...

Quem dera fosse o contrario, não tivesse mais jogo no Maracana.
E infernal para quem mora ao lado.
Que babaquice do anônimo de 17:08.

Medeiros disse...

Já tem o. Novo superintendente da prévia , e o dr di Paula atual diretor do órbita.

Medeiros disse...

Estou tentando postar de um iPad, o Dr. Paula e do irb.

Anônimo disse...

O Dr. Di Paula é um dos colaboradores na edição da cartilha do participante de previdência complementar de 2008, do MPS.

Valim disse...

Medeiros,

Muita água vai rolar. Eles possuem uma eleição pela frente, o terreno deles pode ficar mais estreito.

Calma em qualquer resultado, pois servirá de munição caso o resultado seja negativo para nós na CAE, e o mesmo se for positivo. Nós ganharemos sempre, esperemos eles atacarem ou se defenderem.Sempre perguntando em pontos nevrálgicos, com calma.

As eleições presidenciais estão aí, basta tranquilizar a nossa tropa. Qualquer ação temerária neste momento é frágil.

Eles são um exército dividido, Dilma X Lula. Exército dividido soldado não respeita oficial.

Meta: Publicidade na VITÓRIA e publicidade maior na derrota pelo inconformismo da não aceitação de nossas propostas, colocadas calmamente na mesa, na certeza que estaremos ganhando sempre.

OBS 1: Não tenho certeza se politicamente seria o correto, mas gostaria que estivesse no CAE. És mais experiente juntamente com a Cecília. Mas você protegeria ela da exposição , apenas perguntando questões contábeis, que do Conselho Fiscal sabes.

Pergunto Medeiros: Se ELES deduzem na base de cálculo do IR as contribuições podem repartir o SUPERAVIT ?

Nós não, pagamos até após a aposentadoria.

Ou seja eles não contribuem com nada.

Se existir outra argumentação contrária, desculpe-me não sabia.

OBS 2: Eles já estão brigando entre si.

OBS 3: Não termine este blog, converse com a Cecília Garcez, qualquer mudança gera expectativa. Que esse seja o Blog Oficial, mas com outro formato.
Mude a idéia de quem atribuiu, esta decisão.Seja lá quem for.
A mídia é nossa, eu particularmente não quero mudanças, ganhamos com este blog.

Valim.

Carlos - Rio Pardo(RS) disse...

Dr. Medeiros - Não que eu esteja ansioso, mas que horas se realiza a reunião da Previ? Tem chances de ser noticiada no site, ainda hoje, possíveis alterações no ES? Obrigado,Carlos.

Medeiros disse...

O dr. Carlos de Paula é advogado, atual diretor do IRB, já trabalhou na antiga SPC, é ligado ao grupo do ex superintendente da SPC, o também advogado dr. Adacir Reis. Tem perfil técnico, mas é muito simpático à ABRAPP e ao Governo, segundo as fontes informam. Eu já o conheço do tempo da SPC e já assisti palestra dele em Congresso da ABRAPP.

Ademar disse...

Pobre de Espirito anônimo das 17:08 , perdeu a grande oportunidade de ficar calado. Prá que tanta besteira. Abaixo o regionalismo.

Valim disse...

Medeiros,

Se eles não forem prepotentes como no corte do BET, e na volta das contribuições, sabem que podem ainda sair da beira do precipício.

E só pagar para ver. Um colega falou em 1.000.000 de votos perdidos. Eu vou além. Eles com um nome ou com outro, tem que ressegurar, pois nem o IRB vai aguentar com 2.000.000 de votos contrários ao PT.

Valim.

Anônimo disse...

O que eu acho é que os votos do aposentados não são mais influentes como eram antigamente, embora todo o BB tenha votado com o LULA nas eleições, o BOLSA FAMILIA vai dar milhoes de voto ao PT pelo simples fato de ter tirado da miséria e da morte estes milhoes que quando tinha uma seca não tinha nem o que comer. MELHOR IR PARA A PORTA DA PREVI, CASO NÃO SEJAMOS ATENDIDOS.

NOVO DIRETOR NA PREVIC (Dr. De Paula) disse...

Dr. Carlos De Paula trabalha com Previdência há mais de 20 anos. É competente e estudioso do assunto Previdência Complementar.
Ajudou a criar a PREVIC, onde foi Diretor de Análise Técnica (até fev/12). Atuou como Diretor de Análise Técnica da SPC (jan/05 até jan/07).
Foi Diretor da SUSEP em em 2007 e 2008.
Vem da Diretoria de Pessoas e Marketing do IRB Brasil Resseguros, onde era Vice-Presidente.

A diretoria da PREVIC é composta de 5 membros.

Anônimo disse...

Vírus de novo, convite para jogos!

Anônimo disse...

Vamos esperar pelo Bingo Qualquer coisa iremos para a porta da Previ com toda certeza

João Rossi Neto disse...

NEM TANTO AO CÉU, NEM TANTO À TERRA.

A queda-de-braço entre o BB e a PREVIC para implantação do Teto de Benefícios na PREVI parece que vai ser longa, inclusive foi à causadora da saída do Diretor-Superintendente, Sr. José Maria Rabelo, do cargo, e imediatamente substituído pelo Dr. Carlos Alberto de Paula.

Nesse imbróglio, está na cara que vai prevalecer à vontade do Governo/BB, ainda mais que o novo homem da PREVIC tem ramificações no PT e afinidades com o poder central, de sorte que deverá cumprir as ordens do Chefe do Executivo Federal e favorecer os estatutários do banco nas suas aposentadorias milionárias, fixando valor máximo para o Teto de Benefício.

Sabemos que os estatutários do BB totalizam 37, sendo 1 Presidente, 9 Vice-Presidentes e 27 Diretores, para os quais se cogita criar aposentadorias especiais, diferenciadas e que quebram a isonomia do PB1, já que para os atuais aposentados foram aplicadas as regras e normas vigentes, exaradas no Estatuto e Regulamento, portanto, em condições inferiores e desproporcionais as benesses invocadas para essa classe elitizada e privilegiada.

Como já disse, essa questão do Teto de Benefício é irreversível e precisa ser resolvida, dado que existem aposentadorias irregulares já autorizadas pela PREVI, onde os beneficiários estão recebendo dinheiro indevido ao arrepio do Estatuto e Regulamento e o patrocinador BB não permitiu que a PREVI atendesse as determinações da PREVIC, fato que deflagrou a polêmica que ora assistimos, ou seja, a EFPC, entidade subalterna descumprindo e afrontando o órgão fiscalizador, gerando efetiva desobediência hierárquica, clima de anarquia e de desmoralização para o sistema de Previdência Complementar Fechada.

Quando é para favorecer o patrocinador BB, o Conselho Deliberativo da PREVI abandona a ética, o profissionalismo, a Governança Corporativa, fala grosso e não obedece as ordens legítimas e corretas do órgão fiscalizador superior (PREVIC). Agora, em desfavor e para prejudicar os associados, a PREVI cumpriu rigorosamente os ditames da Resolução 26/2008, em detrimento da LC 109/2001, entregando de bandeja os R$ 7.5 bilhões ao BB, correspondente a 50% da Reserva Especial. Isto é uma prova inquestionável de que na PREVI existem dois pesos e duas medidas, fato que enlameia o nome dessa EFPC.

A par das dificuldades financeiras porque passam os associados, da premente necessidade de fazer um imediato “Realinhamento no Plano de Benefícios 1”, entendo que essa seria uma oportunidade de negociar com o patrocinador BB, a título de revisão, um “Benefício Especial Permanente-BEP”, de 20% e extinção das contribuições para os “ASSISTIDOS”, em troca, poderíamos ceder na concessão de um Teto de Benefício justo e razoável para os Diretores Estatutários.

Tal regalia se estenderia apenas para os 37 membros da Diretoria Executiva do banco (estatutários), ficando alijados do pacto os demais funcionários, sobretudo os casos previstos no artigo 26, § 4º (são equiparáveis aos empregados e associados os diretores, conselheiros ocupantes de cargos eletivos e outros dirigentes ou gerentes da pessoa jurídica contratante).

A negociação sendo feita via do BEP, não há exigência de apartar recursos em Fundos Previdenciários para a satisfação desse compromisso, uma vez que os desembolsos serão mensais e de prazo indeterminado, portanto, fica afastada a necessidade de respeitar os 25% da Reserva de Contingência, bem como da existência de dinheiro na Reserva Especial (superávits) para viabilizar a transação.

O patrocinador BB, por ser órgão do Governo Federal, teria facilidades com os seus pares na aprovação do negócio, ficando com a incumbência de fechar os detalhes com a PREVIC para avalizar as tratativas e pôr fim a essa demorada e exaustiva desavença.

Logicamente sentaria à mesa das negociações, o BB, a PREVI, órgãos reguladores governamentais e as nossas entidades representativas, tudo para ser realizado com a máxima celeridade e no menor prazo possível.

Anônimo disse...

Aposentados unidos jamais serão vencidos, todos a PORTA DA PREVI CASO NÃO SEJAM ATENDIDOS AS REIVINDICAÇÕES.

WILSON LUIZ disse...

Sei não se novo Maracanazo contra o Uruguai seria a pior coisa que poderia acontecer. Para mim, não haveria nada mais terrível que um Maracanazo II em ritmo de tango, ou seja, o Brasil perdendo a final da copa para a Argentina.
Fizeram tudo errado na seleção brasileira; logo no início, Felipão e Parreira, no conceito ridículo de "pátria de chuteiras", falavam que iríamos ganhar a copa, que era obrigação ganhar a copa. Esta pressão, agora, está pesando nos ombros da jovem seleção brasileira, basta ver as crises de choro de alguns jogadores.

Anônimo disse...

Socorro! Alguém dê alguma notícia do que está acontecendo na reunião de hoje.

Anônimo disse...

Não aguento mais esse silêncio ensurdecedor...

Carlos-Rio Pardo(RS) disse...

Dr.Medeiros - No blog do Sr.Ari, entendi que extraoficialmente não foi definido NADA ainda sobre o ES, em mais uma reunião da Previ. O que o Sr.acha?
Abr,carlos-rio pardo(RS)

WILSON LUIZ disse...

Se o colega Rabello tivesse peito, não deveria se demitir da superintendência da PREVIC. Ele de lá sairia como nosso herói, se decretasse intervenção na PREVI. Lógico que seria imediatamente afastado, e a intervenção suspensa, mas, para mim, é uma honra ser demitido deste governo. Ele não tem nada a perder, já recebe uma boa aposentadoria da PREVI e, certamente, ganharia muito dinheiro trabalhando na iniciativa privada. Não seria divertido? Mas, aí, eu acordei,já não se fazem mais homens de coragem como antigamente.

Anônimo disse...

SOS vírus!

Anônimo disse...

Colega Wilson Luiz, mais que divertido, se o Rabelo tivesse a atitude que você mencionou, ele prestaria um grande serviço aos acistidos da PREVI. Com a intervenção e sua demissão, o caso estouraria na grande imprensa, viria a público as barbaridades que o governo está fazendo com os fundos de pensão, como aposentadorias milionárias, apropriação de superávit e outros. Mas infelizmente como você disse, não se fazem mais homens de coragem como antigamente.

Anônimo disse...

Como era de se esperar. Mudaram os diretores mas as práticas continuam as mesmas. Nunca acreditei que haveria mudanças na Previ por força de eleições. Não enquanto existir o famigerado voto de minerva. Aliás, s
ó vejo uma forma de acabar com isto. A via judicial. Como é que pode um Fundo de Pensão ser dirigido pelo patrocinador? Os recursos são nossos e não do Bando.

Anônimo disse...

Medeiros, não consegui dormir!! Se o sigilo de informações obriga-o a permacnecer no silêncio estamos preocupados!!!!!

Anônimo disse...

Bom dia Medeiros, sem notícias, espero agora suas palavras de conforto e um lenço para chorar...

Medeiros disse...

Estou fazendo nova varredura. Encontrei 18 cookies.

Medeiros disse...

Vamos aguardar as notícias sobre o ES no blog da Cecilia.

Anônimo disse...

Dr.Medeiros,
Quando ia fazer um comentário, fui convidado a jogar "Guerreiro". O que é isso?

Batista

Anônimo disse...

Marcelino Maus diz:

Os devaneios do BB começaram na Era Delfim,Sarney e Collor, que assaltou a Fazenda, o INSS, o BB, etc.
A Novela "BB Assalta a PREVI", começou com a ilegalidade d Estatuto de 24/12/1997, que gerou Excedente em razão dos 25% que a Previ USURPOU no cálculo dos benefícios.
O BB ja´ se apoderou dos 7,5 BI, e mais uns 15 BI por não ter pago o que devia ha´ 20 anos...
SOMENTE uma CPI no Senado poderá corrigir essas distorsões.

Anônimo disse...

vixe, o negocio tá feio. O Medeirão que adora noticias de BINGO e BOMBA mandando aguardar o blog da Cecília que até agora às 11.35 hs não noticiou nada...Se alguém tivesse noticia boa já teria dado desde ONTEM.

Anônimo disse...

O hoje é o dia da Audiencia Publica
Vamos torcer para que de tudo certo
Esperando anciosamente pelo ES , pois estou no sufoco.

Anônimo disse...

Prezados colegas de infortúnio, estes são os motivos, de muitos colegas aposentados deixarem de votar nas eleições PREVI/CASSI. A maneira como a PREVI/BB nos trata, e se comunica conosco faz com que os colegas percam o estímulo de votarem. Eu votei na chapa 3, consegui votos de gente que há muito não votavam, não me arrependi, pois são colegas ilibados que estão tentando fazer muito por nós. Mas estão blindados, não podem fornecer nem informações comuns, que nada tem a ver com assuntos financeiros que poderiam prejudicar a PREVI. Portanto, prezados, foi a última vez que votei para a PREVI/CASSI, enquanto não cair votos de minerva, nós não temos nada que ver com a PREVI,e não vou me preocupar mais... Smj.

Anônimo disse...

TV Senado

Publicado em 02/07/2014

Resolução que trata de previdência complementar pode ter os efeitos suspensos

https://www.youtube.com/watch?v=7nfJXQlFPKk

Anônimo disse...

http://legis.senado.leg.br/comissoes/reuniao?3&reuniao=2724&codcol=38

CAE
02/07/2014 às 14h – 24ª, Extraordinária Agendada Ala Senador Alexandre Costa, Plenário nº 19

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Finalidade
Instruir o Projeto de Decreto Legislativo (PDS) nº 275 de 2012, que "susta disposições acerca da apuração do resultado e da utilização de superávit dos planos de benefícios de entidades fechadas de previdência complementar instituídas pela Resolução do Conselho de Gestão da Previdência Complementar nº 26, de 29 de setembro de 2008".


Matéria(s) relacionada(s)
PDS 275/2012
Senador Paulo Bauer

Requerimento(s) relacionado(s)
RQE 44/2013
Senador Paulo Bauer e outros
RQE 49/2013
Senador José Pimentel
RQE 45/2014
Senadora Ana Amélia

Convidados
Isa Musa de Noronha
Presidente da Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil

Ruy Brito de Oliveira Pedroza
Assessor Previdenciário da Associação dos Funcionários Aposentados do Banestado

Jaime Mariz de Farias Junior
Secretário de Políticas de Previdência Complementar do Ministério da Previdência Social

José Maria Rabelo
Diretor Superintendente da Superintendência Nacional de Previdência Complementar

Rogério Derbly
Representante do Grupo em Defesa dos Participantes da Petros

Advocacia Geral da União

Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar

Anônimo disse...

Medeiros. E o resultado da reunião sobre o ES

Anônimo disse...

Hum, no blog da Cecilia/ Daqui há quantos meses?

Anônimo disse...


AUDIENCIA PUBLICA -

O Sr. José Roberto Ferreira

•Diretor de Análise Técnica da Superintendência Nacional de Previdência Complementar,
Representante de José Maria Rabelo , pediu pra sair neste momento, do debate? como assim???

Anônimo disse...


AUDIENCIA PUBLICA - ACOMPANHANDO A FALA DE Ruy Brito de Oliveira Pedroza•Assessor Previdenciário da Associação dos Funcionários Aposentados do Banestado
E DE
Rogério Derbly
•Representante do Grupo em Defesa dos Participantes da Petros
ARRASARAM!
( infelizmente perdi a fala da Iza Muzza ) mas estamos sendo muito bem defendidos, com certeza!!!

Anônimo disse...

Como é óbvio, a demora de notícias sobre ES é boa para nós. Tivessem sido prontamente recusadas as propostas apresentadas na reunião de ontem e já teríamos as informações negativas divulgadas. Como até agora nada foi informado, só podemos concluir que há estudos complementares, ou se depende da aprovação do Papa para o que foi acordado em princípio. Como todos sabemos que a diretoria da Previ [e apenas um colegiado sem poderes, esta última hipótese é a mais provável. Será que estou muito longe da verdade?

Anônimo disse...

Era início dos anos 80. Eu trabalhava numa cidade do nordeste. Interior brabo, miséria absoluta muito grande e berço de coronéis. Quadro típico da época. A economia patinava em um final de ditadura com com um modelo desgastado. As dificuldades eram grandes e a seca atormentava pobres e ricos. O marasmo era terrível. Um belo dia recebemos a visita de um Deputado Federal, eleito com votos cabalados na região. Ex militar e representante sem brilho daquele povo sofrido, sem nunca ter feito ao menos um discurso na câmara ou apresentado qualquer projeto de lei, usava o corpo a corpo com as lideranças locais, todas do mesmo partido, como forma de assegurar votos na reeleição. Fui convidado para almoçar com o digno deputado e lá pelas tantas um líder local pediu a S.Exa.
- Deputado conte-nos algo de Brasília, temos alguma esperança de melhora? Algo para a agricultura?
A resposta veio na bucha. - Nada meu amigo, o governo está mais parado do que água de poço.
O líder local não pestanejou. - Deputado invente algo, minta para nó, mas não nos tire a esperança.

Dr. Medeiros, por favor, minta para nós, invente algo, mas não nos tire a esperança.

Anônimo disse...

O Profeta MAOMÉ decreta:
Pena de morte aos assaltantes da PREVI: Diretores do BB, Previ, Cassi, etc. que se beneficiaram com os MEGASALÁRIOS?Benefícios de... R$45.000,00... R$81.000,00 ? Quem sabe quanto?
Na Bastilha roubou-se menos!
SE a Lei (PREVIC) não os alcança, que a LANÇA o faça!

Anônimo disse...

Parabéns, Dr Ruy Brito, o senhor deu uma lição de Sabedoria, Deu prova que Velhinhos trambiqueiros são eles não os aposentados e pensionistas da PREVI .Quero também parabenizar a Dona Isa . Foi muito bom

Anônimo disse...

GV, JK, TN têm uma mensagem:

O Silêncio dos Inocentes...

Chapa 3.

Anônimo disse...

NADA DO RESULTADO DO ES, MEDEIROS? QUE BELEZA SR RUY BRITO

Anônimo disse...

Gostaria de saber o porquê desse silêncio sepulcral. Porque é tão difícil o diálogo e a clareza entre a PREVI e os seus associados? As notícias sobre a reunião que poderia trazer uma alegria tão grande para os aposentados "atolados" no ES e uma audiência pública tão esperada dormem como gatos num sofá enquanto nós tomamos água com açucar para acalmar os nervos. Realmente não consigo entender.
E ainda tem colegas dizendo que a PREVI é nossa. Me poupe, viu?

Anônimo disse...

banho maria..., lei do silêncio..., querem nos matar, fala logo ! notícia ruim tem que ser dada de uma vez, se demora, vai matando aos poucos, é pior, ou será isso mesmo que eles querem?Ajuda aí Medeiros fala qualquer coisa, consola-nos.

Anônimo disse...

COMPREM UM TERÇO E REZEM

Anônimo disse...

A postagem referida da Cecilia está em sua resposta a um COMENTÁRIO do seu blog. Precisamos nos aprofundar na leitura.