A PRIVATIZAÇÃO DO BB É REAL OU FANTASIA ?

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Coloquei a preocupação com a retomada das discussões a respeito da privatização do BB como um dos principais motivos para eu me candidatar a conselheiro deliberativo da ANABB.  Houve quem achasse isso um exagero ou uma fantasia. Ninguém pode cogitar de uma medida dessas. O BB é imexível.  Será verdade ou mentira, como a cobra da foto que estou segurando. A cobra é real ou fantasia ?


Esse assunto parece não empolgar a maioria dos colegas, nem aos aposentados e pensionistas. Já foi quente na época em que se falava de um boicote internacional, do consenso de Washington, do cerco movido pelo Banco Mundial, da concorrencia com o Bradesco e o Itaú, dos conflitos de interesse com o BNDES, da briga com o Banco Central para ver quem era quem na economia ou como autoridade monetária. Depois, vencido o mandato do FHC, encerradas as privatizações, que contaram com a ajuda do próprio BB e da Previ, ele foi para o fundo do baú.

Mas agora voltou. Requentado. Ainda tímido. Em conversas de bastidores, palestras de economistas e ex presidentes do Bacen, em reportagens de revistas, e começa a se insinuar em propaganda na TV . O discurso é o mesmo de antes. Reduzir o tamanho do Estado e sair fora de empresas que não exerçam mais função pública. O BB hoje é um banco de mercado ?  Gera lucro para os acionistas ?  Tem chances de ser privatizado ?  Quanto o Governo Federal ganharia com isso ?

Por enquanto não vou mais tratar dessa matéria aqui no blog, pois , como disse, parece não interessar muito. O que pretendo hoje é simplesmente demonstrar que não estou criando fantasias nem contando histórias para boi dormir. Existem elementos concretos que fundamentam a minha tese e, justamente por isso, me deixaram preocupado a ponto de eu me dispor a concorrer na eleição para a ANABB, uma eleição que vai ser disputada e acalorada.

Como comprovação, menciono que a Revista Exame, edição de 19/08/2015, publicou interessante matéria sob o título de O QUE DÁ PARA FAZER.  Em certa altura, está escrito que "há muito a ganhar se houver disposição do Governo de avançar na desestatização. A consultoria Bain estima que o Governo poderia levantar cerca de duzentos bilhões de reais com a venda de oito grandes empresas, entre elas a Caixa e as participações que detém na Eletrobrás e no Banco do Brasil".

O cálculo da venda de 60% que o Governo possui no BB foi estimado em 63 bilhões de reais. Conclui a Exame de que sob o controle privado essas empresas" seriam mais lucrativas, eficientes e valiosas".  A revista Exame em questão tem como título principal na capa o seguinte: "A revanche do BRADESCO". Todos sabem que hoje o Bradesco comanda nossa economia. O Trabuco não aceitou o Ministério da Fazenda e indicou o Levy, vice presidente do Bradesco.

Portanto, eu não estou vendo fantasmas. Não estou falando besteiras.  Os fatos estão aí, comprovados. O Valor Economico noticiou, semana passada,  que o Arminio Fraga, um dos responsáveis pela derrota do Aecio nas eleições presidenciais, em recente palestra falou que o Governo tem que se livrar do peso das estatais. E existem alguns candidatos a conselheiros da ANABB oriundos da alta cúpula do BB, afinados com esse discurso.

Minha candidatura à ANABB está alicerçada na defesa do BB como agente de desenvolvimento do país, como alavanca para o progresso agro pecuário e industrial, como banco de fomento e de defesa dos princípios básicos que fizeram a sua história e marcaram a sua trajetória na vida de tantas pessoas. Não o BB guloso, mas um banco justo, um banco honesto, um banco humano, identificado com nossos valores, com seus funcionários e com a sociedade em geral. Um banco que respeite os direitos  das pensionistas e dos aposentados, que foram os verdadeiros construtores da instituição. Enfim, o banco que aprendemos a respeitar e a amar. O nosso antigo e valoroso Banco do Brasil. Sou contra a privatização do BB.  Peço que me ajudem nessa empreitada. Só precisamos de disposição e de coragem .  Sim, a cobra é real e está bem viva nas minhas mãos.  Vamos que vamos !

47 comentários:

Anônimo disse...

Caro dr. Medeiros,

E´ isso aí. Uma bela e oportuna postagem. Estão armando o bote contra nós. Precisamos de pessoas como o doutor que não tem medo de cobras, mesmo grandes como essa que está em suas mãos. Vou votar e torcer para que seja vitorioso nesta eleição para a ANABB.

Terezinha

Anônimo disse...

Sensacional o post. Me emocionei no final ao me lembrar do nosso antigo banco.

Vasconcelos

Anônimo disse...

Prometeu a foto da cobra e mostrou. Parabens. Voce fala e comprova. Claro que tem fumaça no ar. Temos que estar alertas. Conte comigo. Precisamos de pessoas experientes e sérias.

Anônimo disse...

Vamos que vamos !

Anônimo disse...

Que cobra é essa ?

Medeiros disse...

É uma píton, de dois metros e 30 cm.

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


Enquanto os COMPRADORES do BB-ASQUEROSO, for o BRADESCO e o ITAÚ, SEREI CONTRA a sua PRIVATIZAÇÃO. Quando aparecer QUALQUER ENTIDADE NORTE-AMERICANA ou EUROPÉIA, de RECONHECIDA IDONEIDADE e COMPETÊNCIA, votarei A FAVOR.

Anônimo disse...

Com tantas notícias novas e outras mais que ainda estão surgindo - lava-jato, impeachment, eleições anabb, refugiados, etc. etc. gostaria de saber se algum colega poderia informar se outras mais antigas e importantes para nós, como ES, es-capec, es-13º, suspensão de alguns meses da contribuição para a Previ, foram esquecidas, mortas e enterradas de vez.

Anônimo disse...

Realmente Dr. Medeiros, nem o pessoal da ativa está ligando para esse assunto. Encontrei alguns colegas que ainda estão na ativa, sendo um deles da Super. Nem ouviu falar disso. Ficou até surpreso quando eu toquei no assunto.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros e colegas,

Todos dias, de manhã,vemos um mundo novo. As vezes as mudanças são pequenas, quase imperceptíveis, mas que alteram profundamente o nosso dia a dia, ou mudanças que estavam em gestação e que não percebíamos porque não éramos capazes de observar os movimentos ou estávamos alienados a tal ponto que não olhávamos a nossa volta e não pressentíamos nada.

As mudanças estavam operando em todas as áreas. As pessoas percebiam de acordo com sua visão. Uns lutavam contra elas outros procuravam se adaptar e absorver essas mudanças e viam como novos caminhos e não como obstáculos intransponíveis.

As mudanças são inevitáveis e afetam a todos em maior ou menor grau.

******************************************************************

Vejam abaixo como se procedeu quando da aquisição do Banco do Estado de Goiás S/A (BEG) pelo Banco Itaú S/A, conforme comunicado da instituição a CVM.

NOTA 21 - BENEFÍCIOS A EMPREGADOS


Nos termos da Deliberação CVM nº 371, de 13/12/2000, apresentamos a seguir as políticas praticadas pelo ITAÚ HOLDING e suas controladas quanto aos benefícios a empregados, bem como os procedimentos contábeis adotados:


a) Benefícios de Complementação de Aposentadoria:


O ITAÚ HOLDING e suas controladas são patrocinadores dos planos de aposentadoria complementar, administrados pela Fundação Itaubanco, pelo FUNBEP - Fundo de Pensão Multipatrocinado e pela Caixa de Previdência dos Funcionários do BEG - PREBEG (entidades fechadas de previdência complementar), que tem por finalidade básica a concessão de benefício que, sob a forma de renda vitalícia (no caso do FUNBEP, da PREBEG e do plano oriundo da Fundação Bemge de Seguridade Social – FASBEMGE, também sob a forma de pensão por morte), complementará a aposentadoria paga pela previdência social. Todos esses planos estão fechados ao ingresso de novos participantes.

Aos funcionários admitidos a partir de 01/08/2002, é oferecido plano na modalidade de contribuição definida (PGBL), administrado pela Itaú Previdência e Seguros S.A.


Durante o período, as contribuições efetuadas totalizaram R$ 19.415 (R$ 22.043 de 01/01 a 30/09/2002). A taxa de contribuição é crescente em função do rendimento do participante.


b) Benefícios Pós Emprego:


As controladas do ITAÚ HOLDING não oferecem outros benefícios pós emprego, exceto nos casos decorrentes de compromissos de manutenção assumidos em contratos de aquisição firmados pelo ITAÚ, nos prazos e condições estabelecidos, em que patrocinam total ou parcialmente planos de saúde para massas específicas de ex-funcionários e beneficiários. Durante o período as contribuições efetuadas totalizaram R$ 6.365 (R$ 3.879 de 01/01 a 30/09/2002). A taxa de contribuição é crescente em função da idade do beneficiário

******************************************************************


Com relação a essa nota uma coisa me preocupa, pois, na época da privatização do BEG acredito que não havia regulamentação para que o patrocinador deixasse de patrocinar o fundo de pensão. Hoje o Banco pode sair no momento que quiser e nem sem de que forma e nem como fica.

Deixar de ser patrocinador e depois privatizar o Banco?

Privatizar como patrocinador é uma coisa e como não patrocinador é outra coisa bem diferente, pois, deixou de existir ligação entre uma instituição e a outra.

É por essas e outras que tem alguma coisa no ar: privatização do BB.

Deixando de ser patrocinador o Banco fica mais leve para se privatizar.

Com isso se torna mais fácil privatizar de forma que ele pode ser privatizado em partes e não em um todo.

Por que a CEF entrou no financiamento rural?

Tirando a parte rural fica mais fácil privatizar o Banco?

Temos muito o que pensar sobre a questão da privatização.

"Perigo real e imediato"

Reflexão é preciso.

Boa sorte a todos.

Anônimo disse...

Disse o poeta: "Nada do que foi será, do jeito que já um dia..." Então, o BB de nosso tempo: Já era. A vida anda para frente, sejamos realistas! O certo é que o governo atual, apenas copiou, se esmerou e deu continuidade ao que o anterior implantara à custa de muita falência e muita quebradeira, no período crucial da implantação do Plano Real. Desculpe Dr. Medeiros, é o que penso.

Anônimo disse...

Caro Dr. Medeiros,

Essa cobra não é a mesma que aquela moça linda mostrava em um dos encontros festivos de que o senhor participou?

Aí fica a dúvida: o doutor pegando na cobra da moça!!!!

Quanto à privatização do BB sou inteiramente favorável, pois tornou-se banco comercial e, para investimentos, já temos agora o BNDES.

Sobre a CEF, considerando ainda tratar-se de empresa pública, sou por sua permanência integralmente sob tutela do governo federal.

E sobre os Correios também sou favorável à privatização.

Anônimo disse...

Desculpe se saiu do assunto ... Mais temos alguma novidade ? 13. ES adiantamento ?

Medeiros disse...

Respondendo:

A suspensão do ES acho possível, para aqueles que quiserem e se disporem a enfrentar os eventuais ônus futuros. O adiantamento acho - acho - que já era. Afinal já estamos em setembro...

O BB mudou em 1995 com Ximenes.

O pessoal da ativa anda as voltas com uma nova onda de aposentadoria incentivada. O que isso representa ?

Que bom que provoquei troca de idéias sobre esse assunto. Respeito as opiniões divergentes. Acompanho a modernidade, só olho para a frente, mas , além de otimista, sou um inveterado sonhador.

Anônimo disse...

E sobre a cobra ?

José Humberto disse...

Medeiros, boa tarde!
Você vai nos indicar os demais candidatos para a ANABB? Você conhece os que são confiáveis. Portanto, aguardamos, sua apresentação.
José Humberto

Medeiros disse...

As cobras são diferentes. A da moça da dança de ventre era amarela, considerada albina. E´ domesticada. Limpa e cheirosa. A da foto é da natureza, foi encontrada no fundo quintal, se alimentava de ratos e pássaros descuidados. Andava atrás de um gato, quando a surpreendi, escondida, em Uruguaiana, na casa de meu filho. Não é venenosa. Suja e muito fedorenta. Levei dias para tirar a catinga. Mata por estrangulamento.

Medeiros disse...

Caro José Humberto,

Segunda feira, dia 21, sem falta. Aguarde um pouco mais, por favor. Estou fechando alguns contatos.Ja tenho a maioria.

José Humberto disse...

Não nos falta mais nada para vermos. O PT e o Bradesco misturados!!!Isto é que é uma pauta bomba-relógio!
O Banco do Brasil, que atuava no país inteiro, promovendo desenvolvimento, foi deixando de fazê-lo. Deixou de financiar o grande filão da agricultura e abriu espaço para as moageiras-exportadoras e outros bancos. Hoje o BB não tem funcionários que tratam de crédito rural, são "ecléticos" e querem é vender seguros, financiar automóveis. Aqui na minha terra, onde a agricultura é a espinha dorsal da economia, um agricultor que pretenda adquirir um trator financiado leva mais de seis meses para conseguí-lo, quando consegue. Mas no extrato da sua conta corrente já vem explicitado o "crédito para veículo" que o cliente tem à disposição. Candidatando ao mesmo é possível sair no mesmo dia com o carrão já segurado.
o Banco do Brasil mudou.... mas mudou prá pior! Não é saudosismo não, é constatação da realidade.
José Humberto

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


Quando o Sr. disse que a COBRA MATA POR ESTRANGULAMENTO, lembrei-me de OUTROS ESTRANGULAMENTOS COMETIDOS por OUTRAS RÉPTEIS,

Anônimo disse...

Retirada de patrocínio !!!
Bom ou ruim ???
Se fizermos pesquisa, favoráveis a privatização devem ser muitos.
O Banco de outrora já era.
A Anabb foi criada para defender o Banco e a conta movimento.
Foi correto extinguirem a conta movimento. Não tinha freios.

Anônimo disse...

Sobre parte da nota 17 de setembro de 2015 15:28

b) Benefícios Pós Emprego:

As controladas do ITAÚ HOLDING não oferecem outros benefícios pós emprego, exceto nos casos decorrentes de compromissos de manutenção assumidos em contratos de aquisição firmados pelo ITAÚ, nos prazos e condições estabelecidos, em que patrocinam total ou parcialmente planos de saúde para massas específicas de ex-funcionários e beneficiários.
....
A taxa de contribuição é crescente em função da idade do beneficiário.

Sobre a primeira parte parece que só ocorreria litígio se o BB viesse a optar pela desistência do patrocínio. Mesmo assim teria obrigação contratual e legal de manter as reservas suficientes para liquidação de todos os benefícios definidos até o óbito do último beneficiário.

E a respeito da taxa de contribuição crescente em função da idade, como nosso plano 1 já está fechado, é liquido e certo que o novo patrocinador, seja ITAÚ ou qualquer outro, não poderia aplicar tal regra em nossa contribuição. Se o fizer poderá esperar enxurrada de ações e com certeza os tribunais nos darão ganho de causa.

Só não podemos é baixar a guarda.

Anônimo disse...

Caro Doutor,

Caso privatizem o bb, como ficariam aqueles que tem cautelar enunciando que o bb tem responsabilidade com os aposentados, ingressos até 1967?
O Senhor conseguiria, tipo andorinha só não faz verão, demover a sanha de privatização?
Desejo-lhe sorte e alto grau de inteligência, para lidar com aquele ninho de ...
que o Senhor postula.
De qualquer maneira irei votar no Senhor.
Saudações septuagenárias

Anônimo disse...

Se é saudosismo não sei. Acho que sim... más era bom. Tomei posse no BB em 17-04-1957, no tempo da Creai, da sufic, da sumoc, do Gerente e do Contador. Pagava-se juros pelos depósitos dos clientes - método hamburguês. Tinha A-222, A-223, etc., os lançamentos eram feitos em cartolina amarela na máquina de escrever e, sobretudo, era uma família que trabalhava junto. Que da saudades, isso dá.

Mr. Harold disse...

Isso professor Medeiros. Seria de bom-senso nos apontar cidadãos porque os mercenários estão agindo e sempre de forma astuta.
Privatização do BB é ensaio de mais de década. Ocorre que eventuais investidores estrangeiros exigem uma "empresa enxuta".
O FHC deu uma bela rasteira nos funcionários do BB quando, em 23/12/1997, baixou medida que arrancou uma montanha de dinheiro nosso(Previ)para bancar privatizações, nascendo dessa astúcia a famigerada 'PARCELA PREVI'. Como o volume de recursos que nos arrancaram foi muito grande os mercenários reduziram com voracidade e audácia nosso complemento de aposentadoria. Lembram-se?

Rosalina de Souza disse...

Prezado Dr.Medeiros,

Se já estamos falando em SUSPENSÃO DAS PARCELAS EM NOVEMBRO-15/DEZEMBRO-15/JANEIRO-16 é porque provavelmente não teremos REVISÃO DO PRODUTO EMPRÉSTIMO SIMPLES EM 2015.

O Diretor Marcel Barros é contra a suspensão, pois acredita que a suspensão mais endividou os tomadores do que ajudou a sanar os problemas.

Como o Antonio Carvalho aderiu a esse pedido, creio que coces já sabem que neste ano vai tudo continuar como esta, o dito pelo não dito.

E a CARAVANA SEGUE.......

Sou da sua opinião, Dilma caindo ou não, o BANCO DO BRASIL vai "SIM" ser PRIVATIZADO.

Saindo sua lista para a ANABB, conte com meu apoio na divulgação, pois não faço parte da ANABB,como associada.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Ai Medeirinhos,

Tou muito triste. Não consegui ver sua cobra...

Georgette

Anônimo disse...

Pelo grande número de inscritos imaginamos que deve ser muito bom ser proprietário material da poupança concentrada coletiva, digo, ser conselheiro de associação de aposentados e pensionistas.

Anônimo disse...

Os nossos problemas, que não são poucos, doravante ficarão em segundo plano e, quiça, esquecidos. Nada de adiantamento salarial, de suspensão das prestações do ES e das contribuições para quem já completou 360 vertidas para o plano. Agora só vai se falar nessa eleição pra Anabb. O interesse de poucos em detrimento das necessidades de muitos.

sss disse...

Essas explicações se faziam necessárias para tranquilizar muitos aposentados. Se houver mais detalhes melhor será. Obrigado.

Anônimo disse...

O Dr Medeiros tem razão. Hoje participei de uma reunião onde só se falava na privatização do BB. O banco está estimulando as aposentadorias para limpar a casa, deixa lamaísta enxuta, justamentepara ser vendida. Temos Quênia preparar.

Anônimo disse...

O meu corretor recomendou compra de ações do BB. Não entendi, mas agora estou começando a entender.

Anônimo disse...

Medeiros você sempre na frente dos acontecimentos. O BB parece que extá envolvido nessas pedaladas da Dilma. O que acha ?

Anônimo disse...


Caro Dr.Medeiros

Salvo erro meu essa nova onda de aposentadoria incentivada teve como público alvo os funcionários que já detinham a aposentadoria pela Previdência Oficial e que ainda continuavam no Banco. Cada vez aumentava mais esse contingente de pessoal e o Banco faz horas quer transferir para a Previ. Muitos por conveniência preferiam permanecer no Banco.

Humberto - Caxias do Sul disse...

Medeiros e colegas, caso aconteça uma privatizacao do BB, será que a Previ não teria condições de se tornar a principal controladora do BB? Quantos bilhões de reais seriam necessários para tal aquisição?

Gostaria que algum colega, com maiores entendimentos do mercado acionário, aprofundasse um pouco mais este tema, pois, quem sabe, num futuro não muito longínquo, possamos voltar a ser os legítimos donos de nossa antiga Previ, (hoje servindo exclusivamente para defender os interesses do BB e do governo petista), bem como do nosso querido BB, aquele dos bons tempos, e não desse BB dos dias atuais.

Levantei a bola, agora a palavra está com os entendidos.

Humberto

João Lopes Rodrigues disse...

Prezado Dr. Medeiros!

Compreendo seu "saudosismo" em querer de volta o BB do passado...

Infelizmente, não será possível. Por diversas razões, que certamente você conhece melhor que eu. Ficam apenas os desejos, as saudades, as "inúmeras" mágoas para alguns...

Particularmente, não vejo em que seria diferente um BB público ou privado, para nós, aposentados e pensionistas... Se não houver uma mudança na forma de governar esse país. Se continuar sendo um governo "para poucos" ($), continuaremos com as mesmas dificuldades!

Se não baixar o preço do pãozinho, do feijão, do arroz, o aposentado estará preocupado se o BB é ou não do governo? É só fazer uma pesquisa.

Era isso!

Anônimo disse...


Nesse país tudo se pode ver. As eleições Anabb para esquecermos nossas queixas. Para o povo brasileiro a retirada da obrigação de extintor de incêndio em carros de passeio. O que não fazem para distrair-nos?

Anônimo disse...

Tomara que seja tudo privatizado, para ocorrer menos ataque aos nossos patrimônios por aqueles que tanto propalam Patriotismo. Patriotismo, é ver o povo feliz, pois nada é de ninguém, o que importa ser de um ESTADO que rouba descaradamente.

Essa ideologia acabou. Chega de enganação.

Anônimo disse...

lull,bradesco,itau...............tudo aver! e os func do BB amam lulla.

Jair Mário Bork disse...

Colega Humberto, das 20:08.
Os ativos totais do BB atualmente são algo em torno de 1,525 trilhões de reais. Os ativos da PREVI, pelo que me consta, são algo mais ou menos de 150 bilhões de reais, ou seja, 10% do BB. Portanto, creio que está fora de cogitação a PREVI vir a tornar-se controladora do BB. Corrijam-me se eu estiver errado, pois não confrontei esses dados com os balanços das empresas, apenas lembrei-me de tê-los visto em algumas publicações, ultimamente.

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


Está em TODAS AS MÍDIAS. O Ministro GILMAR MENDES. disse COM TODAS AS LETRAS e para QUEM QUISESSE OUVIR que o ESTADO BRASILEIRO, COMANDADO PELO PT, É UMA CLEPTOCRACIA (literalmente "ESTADO GOVERNADO POR LADRÕES"). E agora? QUEM VAI DIZER QUE O DOUTO MINISTRO MENTIU? QUEM VAI MODERÁ-LO? Ainda segundo a mídia, PARTE do PT QUER PROCESSÁ-LO e OUTRA PARTE DIZ QUE "É MELHOR FICAR CALADO"! E agora Caro Mestre?

Anônimo disse...

Aos colegas,

A Previ não tem como controlar o BB.

Falta capacidade financeira, além do fato mais perigoso: colocar todos os ovos em uma única cesta. Quebram-se todos de uma só vez e era uma vez a Previ...

Anônimo disse...


Anônimo Jair Mário Bork disse...
Colega Humberto, das 20:08.
Os ativos totais do BB atualmente são algo em torno de 1,525 trilhões de reais. Os ativos da PREVI, pelo que me consta, são algo mais ou menos de 150 bilhões de reais, ou seja, 10% do BB. Portanto, creio que está fora de cogitação a PREVI vir a tornar-se controladora do BB. Corrijam-me se eu estiver errado, pois não confrontei esses dados com os balanços das empresas, apenas lembrei-me de tê-los visto em algumas publicações, ultimamente.

19 de setembro de 2015 02:06
- Prezados colegas de blog:

Em situação de evidente fracasso quanto aos objetivos que lhes são atribuídos – financiamento da economia, valorização eficiente dos rendimentos e dos riscos e liquidez das posições nos períodos de tensão – os mercados bursáteis, sob a sua forma atual, não apresentam mais nenhuma utilidade coletiva. Revelam-se mesmo deletérios para o investimento e o crescimento. Assim, achamos muito arriscado acreditar que os ativos totais do PREVI seriam “algo mais ou menos de 150 bilhões de reais”. Neste sentido, seria bom lembrar que a VALE e a PETROBRAS, que são o “bulk” da renda variável do PREVI perderam, nos últimos cinco anos, 90% da capitalização bursátil, medida em dólares americanos. Ademais, matematicamente, ciência exata, portanto, logramos demonstrar que tende para zero o valor de mercado de ambas essas empresas.
A leitura de algumas reflexões pode clarificar o tema, conforme se segue:
[...] o papel do mercado de ações não é tal como aquele sugerido pela abordagem da reflexão, o de estimar passivamente uma realidade preexistente, mas, muito pelo contrário, o de fazer surgir uma visão de futuro consistente, capaz de ajudar os investidores a tomarem suas decisões. Esta visão do futuro, embora organize a escolha de investimentos para toda a economia, não tem outro status senão o de uma conjectura ou de uma APOSTA (Item 6).
[...] A discrepância entre a inflação exuberante da esfera financeira e o crescimento mais moderado da economia real é o cerne do problema (item 19).

https://drive.google.com/file/d/0B9XGyMFsJ0D8bGhpNzNZeXo0Z0lUWmxqekQxc3JIZDd5VnpB/view

Guimaraes disse...

Dr. Medeiros,

Conte com nosso voto aqui de Itapeva (SP), vou trabalhar em cima de uns 20 associados da ANABB e aposentados do BB, para que votem em seus indicados.
Pela primeira vez estou me candidatando a Diretor Regional SP 059, estou indignado com o tratamento da CASSI aqui em minha região, nosso unico Hospital, e, diga-se de passagem, um ótimo Hospital, cancelou nosso convenio CASSI, e nas negociações tem sidos intransigentes na aceitação da negociação proposta por aquela entidade. Se eleito, com um cargo de Diretor representando nossa região, posso partir pra cima nas negociações e fazer valer nossos direitos, quem sabe, tendo sucesso na volta do convênio. Nosso Hospital (Santa Casa de Misericordia de Itapeva) manteve convenio por mais de 40 anos desde 1962, so agora em 2015 fechando as portas. Vamos que vamos!!! Antonio Martins Guimarães Junior

Anônimo disse...

O que se fala muito nas Agências é que se Dilma sair o banco será privatizado.Que é ela quem está segurando essa privatização.
O que isso poderia ter de verdade?

Anônimo disse...

Sob o comando do PSDB paulista, certamente o Banco do Brasil sera privatizado. Hoje, o BB é uma das causas da inflação renitente, e só serve aos interesses de seus funcionários. Já o PSDB mineiro, com a nefasta influência que Tancredo Neves teve sobre o neto, parece mais resistente, preferindo a tal "profissionalização da gestão" que não funciona no caso dos bancos públicos. É fundamental fortalecer a candidatura de Geraldo Alckmin, isolando Aecio Neves, que representa o resto do pensamento getulista de Tacredo Neves, através do influenciado neto. Tirem Aecio da candidatura e nosso objetivo será alcançado. BB c Petrobrás devidamente privatizados. É o fim de uma era.

Roberto Martines 8670089-8 disse...

É isso mesmo e uma boa parte desse ativo do BB ele levou na MÃO GRANDE da PREVI. Coitados de nós pós/97.

Rio Brilhante MS