O FAMIGERADO ADIANTAMENTO DO REAJUSTE DE JANEIRO

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Perguntam-me com frequência sobre a novela do adiantamento do reajuste de janeiro.  Perguntam-me, às vezes, agressivamente, outras vezes de maneira provocativa. Querem me testar, querem me complicar. Perguntam-me, até, se tenho medo de tratar do assunto. Ignoram a minha história. Não olham na aba do blog onde aparece a minha manifestação na novembrada perante os gestores da Previ, cara a cara, olho no olho.

Não, não tenho medo de abordar o adiantamento. Acho apenas que se trata de tema repetitivo e gasto nas redes sociais, fomentador de intrigas, futricas e discórdias desnecessárias.

Mas vamos lá. Vamos aceitar a provocação e fazer o jogo que os adversários querem. Eu nunca fujo da raia. Não fico em cima do muro. Me exponho, saio da minha zona de conforto, e vou para a briga com a consciência tranquila. Nada tenho a esconder. Não sou apegado a cargos. Não preciso, graças a Deus.



Como presidente da AFABB RS, reivindiquei da PREVI o adiantamento, atendendo pedido do nosso quadro social, tendo em vista a inflação corroendo os benefícios.  Essa reivindicação foi feita em nome da AFABB RS no encontro de Camboriú e encaminhada em nome das cinco associações de aposentados promotoras, após aprovação da moção,  para a PREVI, dirigida ao presidente do Conselho Deliberativo.

O que se sabe, parece que relatado pelo diretor de seguridade,  é que na diretoria da PREVI houve empate de 3 x 3, tendo os diretores indicados pelo BB votado contra. O conselheiro Carvalho teria informado recentemente que pautou o assunto para ser apreciado na reunião do Conselho Deliberativo que será realizada no dia 25 de setembro. 

Por que até agora não foi aprovado o adiantamento ?  Existem opiniões divergentes que deveriam ser respeitadas e examinadas com isenção de ânimos. A minha é de que o adiantamento é cabível e viável. Existem condições financeiras, jurídicas e estratégicas favoráveis. Acho , inclusive, que o Presidente Gueitiro perdeu uma grande oportunidade de consagrar a aproximação com os participantes da PREVI em Camboriú quando deixou de anunciar no evento a concessão do adiantamento. Seria um tento. Perdeu o timing da história.

O que está travando a concessão, em meu entendimento, é uma avaliação inapropriada das perdas que, eventualmente, a PREVI arcaria e o Banco do Brasil também.  Os recursos para o adiantamento deveriam vir das aplicações a prazo fixo. A PREVI teria uma pequena perda nos rendimentos com a baixa dos valores do adiantamento. Por sua vez o Banco do Brasil igualmente perderia o depósito e, consequentemente, o spread correspondente. Na minha visão, essas perdas são mínimas e o resultado na satisfação dos participantes compensaria em muito o prejuízo. Mas eu respeito opiniões divergentes.  Estou disposto a analisar o outro lado da moeda, sem ranços e sem rancor. Acho apenas que esse debate deve ser feito abertamente, de forma transparente, já que se tratam de demandas dos participantes.

Estou concorrendo para conselheiro da ANABB justamente porque ela não se posicionou nessa matéria do adiantamento, tão importante para milhares de participantes. Eu queria a ANABB ao lado das associações de aposentados do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Paraná nessa jornada.

Não consigo compreender é como esse episódio tenha virado tabu na PREVI.  Através dele vieram a tona conflitos de interesse e de fins eleitorais, denúncias e distorções dos fatos, provocações e hostilidades, tudo a contribuir para um clima de desarmonia, cujas consequências poderão ser altamente prejudiciais ao nosso fundo de pensão.

Eu sou conselheiro deliberativo suplente na Previ. Eu não voto. Só tenho direito a voz, a dar minha opinião, que é favorável ao adiantamento. Essa opinião não é secreta. E´ aberta e transparente, própria de um regime democrático e constitucional, que respeita o direito da divergência.

Parece que estamos nos tempos em que Galileu foi condenado simplesmente por discordar da teoria de que a terra não girava em torno do sol. A peça teatral estrelada por Denise Fraga, em exibição em Porto Alegre,  mostra isso. A condenação injusta e ditatorial daquele que discorda, que tem uma outra teoria. Eu sou um desse tipo. Não concordo com tudo. Não sou vaca de presépio. Será que vou ser mandado para a fogueira só por reivindicar o que entendo justo e discordar do que acho errado ?  O que vocês acham ?

Quem viver, verá. Quanta insensatez, meu Deus !

54 comentários:

Anônimo disse...

Esse é o dr. Medeiros que eu conheco e admiro. Vou votar nele para a ANABB e qualquer outro lugar.

Ruben

Anônimo disse...

Estava demorando, Medeiros. Agora, sim. Conte comigo sempre. Voce merece.

Vasconcellos

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


Como no BRASIL COISA RUIM LOGO FAZ ESCOLA e LOGO VIRA MODA, o meu RECEIO é que a PREVI além de NÃO CONCEDER o ADIANTAMENTO de 7%, COPIE o que está acontecendo no HERÓICO RIO GRANDE DO SUL e COMEÇE a PAGAR de FORMA PARCELADA, nossos PARCOS RENDIMENTOS.

José Humberto disse...

Medeiros, boa tarde
Corretíssimo!
Você é nossa voz!
Abraço
José Humberto

Anônimo disse...

Parabéns Dr. Medeiros, é por você não ficar em cima do muro e não fugir da raia, que "eles" tendem a te provocar, continue, não baixe a guarda.

Um abraço,

Maurício Viviani
7.060.360-X
Indaial - SC

Anônimo disse...

Apesar de já estarmos em setembro, ou seja, próximos ao reajuste anual em janeiro/2016, acredito, secundando o prezado Dr. Medeiros, que se houvesse alguma antecipação resultaria em um pouco de alívio principalmente para os que ganham menos e/ou mais endividados.

Afinal seria percentual irrisório e que não traria qualquer prejuízo para a PREVI.

Oracides Garbini disse...

Sempre achamos que o Dr. Medeiros é pessoa competente e confiável. Conhece os números da PREVI e deve saber se o adiantamento é possível sem prejudicar, no futuro, o nosso plano.

Antonio Carvalho disse...

Prezado Dr. Medeiros:
Parabéns pelo sua abordagem, dentre outras relevantes.
Sobre o adiantamento Minha posição sempre foi firme e aberta. Já solicitei para pautar no Conselho 3 vezes. Quem define a pauta é o Presidente do Conselho.
Espero que seja pautado na reunião de setembro, mesmo já tendo perdido grande parte do efeito. Neutralizar parcialmente os efeitos da inflação.
Também não sou de ficar no murto. Sempre me posiciono a favor dos participantes.
Repito: Votarei favorável à concessão do adiantamento.
Abraço,
Carvalho.

Anônimo disse...

Se não der tempo para implantar neste ano, acho que temos que ter um dispositivo no Regulamento para uma possível retomada da inflação. Tipo um gatilho.

A minha proposta inicial foi sempre um reajuste e não um adiantamento.

Anônimo disse...

No tocante aos 7%, reajuste ou adiantamento é a mesma coisa. Mas se a PREVI demorar muito para decidir se concede ou não, daqui à pouco não precisa mais, pois já estaremos em janeiro e o aumento terá que sair na marra.

Anônimo disse...

Medeiros,

Se tentarem te levar para a inquisição, vão ter que se ver com teus milhares de eleitores e admiradores.

Therezinha

Anônimo disse...

E´essa transparência e esse posicionamento que se espera de um representante nosso. Parabéns dr. Medeiros.

Anônimo disse...

Senti que o nosso Medeiros está de volta à luta, recuperado da saúde. Avante guerreiro. Estamos contigo.

Aderbal RS

Anônimo disse...

No mes farroupilha só podia esperar do Medeiros um ato de bravura e valentia. Não é de ficar na moita. Não é perdiz. E´ touro e dos bravos. Luta por nós. Está em dia com nossos sentimentos e nossas penúrias. Obrigado, guerreiro de lenço vermelho. Vamos em busca de nossos direitos. Tuas façanhas ficarão na nossa memória e nos nossos corações.

Carminha.

Anônimo disse...

Adiantamento já. Senão será tarde demais. Adiantamento já, Previ.

Anônimo disse...

Esse foi mais um caso que a ANABB se omitiu. Precisamos do Medeiros lá. Votem nele para conselheiro deliberativo.

Anônimo disse...

Puxado por alimentos, custo de vida em Florianópolis sobe 0,95% em agosto.

Anônimo disse...

O Presidente do Conselho Deliberativo na Previ não é nosso amigo Robson Rocha ?
Se for tá fácil.
Se os conselheiros tiverem a mesma garra e empenho quando aprovaram a nova denominação do bônus para aprovar os 7% ( que já e pouco ), também tá fácil.

Anônimo disse...

Prezado(a) associado(a) da CASSI,

É de conhecimento geral que o plano associados da CASSI vem apresentando déficits há anos, que agora as reservas acabaram e que é extremamente urgente a adoção de medidas para reequilibra-lo de forma sustentável.

Antes de aumentar a receita é de suma importância identificar quais medidas devem ser implementadas rapidamente com o objetivo de otimizar os custos operacionais e administrativos.

Para isso é indispensável a realização de auditorias independentes nas áreas operacional e administrativa com a máxima urgência.

Compete ao Conselho Deliberativo, por maioria absoluta, ou seja, 5 votos favoráveis, determinar a sua realização.

Entretanto, não se tem notícias de que o CD esteja cogitando essa providência.

Diante disso, o Movimento Semente da União, por decisão unânime de seu Conselho Gestor, dá início a um abaixo assinado dirigido ao Conselho Deliberativo da CASSI exigindo a realização das Auditorias Independentes nas áreas operacional e administrativa da CASSI, com ênfase no Plano Associados.

Pedimos que você, associado da CASSI, vinculado a quaisquer dos planos de saúde, aponha sua assinatura acessando o endereço:

http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=AUDITORIANACASSI

Anônimo disse...

A Anabb publicou a relação dos candidatos. Uma multidão. Só confio ali no Dr Medeiros e na Isa Musa. Sei que eles estão juntos nessa parada. Vou votar também no Paim.

Edmilson

Anônimo disse...

o BB levou facil mais de 7 bilhoes da Previ, e estao regulando essa mixaria????????a PREVI pertence mesmo ao BB e ao governo de plantao.aos associados,nada nao, a gente nao existe...........

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:



Como seu ELEITOR e SEGUIDOR FIEL, vou lhe PEDIR UMA GRANDE GRAÇA: como meu ADIANTAMENTO de 7% vai dar ASTRONÔMICOS R$ 492,00 (quatrocentos e noventa e dois reais), podendo IMPACTAR DE FORMA NEGATIVA e IRRECUPERÁVEL o CAIXA do BB-GULOSO e QUEBRAR a PREVI, que SÃO AS COISAS QUE EU MAIS QUERO e ADORO, por favor, solicito que V.Sa., ABSTENHA-SE DE SOLICITAR PEDIDOS DA ESPÉCIE. Muito obrigado. Atenciosamente.

Anônimo disse...

Bravos Medeirao. Tão pensando que somos trouxas ou frouxos ?

Anônimo disse...

Grande postagem sobre esse assunto tão relevante e tão misterioso. Você não é de ficar em cima do muro nem de ficar calado. Eles desconhecem sua história, mas breve vão conhecer e se arrepender de te lo provocado. Estamos contigo sempre.

Grupo deaposentados de São Paulo

Anônimo disse...

Caríssimo Medeiros, concordo contigo, o presidente perdeu o timing de marcar um gol emblemático, mas eu sou otimista e ainda acredito na concessão do adiantamento que necessitamos. Afinal! As perdas para a PREVI serão mínimas, haja vista que a função essencial dela e minimizar as perdas dos beneficiários.is
Em tempo, Doutor Medeiros, aproveito para lembrar a questão do ES. A forma atual é desfavorável para os devedores, pois, paga-se mensalmente e o saldo devedor não é "sensibilizado". Como o assunto interessa a muitos, principalmente, aqueles que recebem menos, é necessário algumas mudanças.
Desejo a ti, vida longa e muita saúde, és merecedor de todas as bençãos do Glorioso Criador.
Zenílson Cadé de Araújo
João Pessoa-PB

Anônimo disse...

O que que é isso ? 250 candidatos para a ANABB ? Tem cada candidato ! Estou contigo Medeiros.

Ari Zanella disse...

Amigo Medeiros,

Sempre mostrar-me-ei solidário e pedinte deste adiantamento que deveria ser permanente, isto é, todos os anos no mês de julho. Tu dissestes bem na postagem, as implicâncias econômicas para a PREVI seriam mínimas e os associados teriam um ganho adicional nestes tempos bicudos.
------------------------------------
"Quem, pois, me confessar diante dos homens, eu também o confessarei diante do meu Pai que está nos céus.
33 Mas aquele que me negar diante dos homens, eu também o negarei diante do meu Pai que está nos céus." Mt 10:32-33

JOSÉ BENEDITO MONTEIRO disse...

Monteirinho disse

O que é preciso para mudar o estatuto da PREVI? Precisamos derrubar a Resolução 26 e o voto de minerva. Vamos lutar para isso. Medeiros conte comigo para a eleição da ANABB e de todos os associados da AABB de nossa cidade.Precisamos reconquistar os nossos direitos tanto na PREVI como na CASSI.












Anônimo disse...

Doutor Medeiros, permita-me:

Nos tempos do governo Sarney, tempos de inflação braba, existia a tal da correção monetária, fator que mais colaborava para elevação do saldo devedor dos empréstimos contratados na época, principalmente os agrícolas. Parece que estão cobrando isso no ES, pois embora o desconto da prestação esteja sendo feito religiosamente todo o mês, o saldo devedor não diminui, pelo contrario aumenta. Se estiverem cobrando alguma coisa indevidamente, a Previ precisa saber que isso é crime e o devedor pode acioná-la judicialmente.
Quando na ativa, fiz vários CDCs e o valor das prestações não alteravam e saldo devedor diminuía a medida em que a prestações eram pagas.

Muito obrigaddo.

Anônimo disse...

Prezado Medeiros,
Data Venia,
7% ou 70 reais por cada 1000 reais recebidos - isto não dá nem para ressarcir a atualização mensal que a Previ faz sobre juros e capital de cada empréstimo contraído.Os beneficios tinham que ser atualizados com com decencia como são os salarios dos servidores da Previ.Porque não aplicar o atualização que é dada para Diretoria? Eu nunca vi funcionários da Previ em greve por melhores salários . O Sr presidente na CPI comportou se como verdadeiro dono da nossa bodega e nâo como simples preposto a nosso serviço.Só faltou declarar que quando voltasse ao seu gabinete iria "demitir" todos esses aposentados encrenqueiros, criadores de caso. Ele, assim como muitos outros seus antecessores, acha que está nos fazendo um favor, em gerir a Previ. pois certamente, deve ter coisa muito mais importante para gastar o seu precioso tempo.
Quando estava na ativa deparei-me com centenas de marionetes que repetiam as poses dos chefes e repetiam seus (deles) argumentos inedequados (hoje assedio moral)por pura bossalidade ou para participarem da panelinha dos sempre lembrados para comissionamentos.A previ mesmo durante o "boom" do seu patrimonio já praticava uma política de achatamento dos beneficios dos seus então associados. Esse achatamento foi disfaçado com uma aferta farta de crédito em condições bem mais leais. Fomos aliciados para o endividamento.Uma vez individados fomos surpreendidos por uma mudança sutil e paulatina das regras do jogo que transformaram nossas dívidas em bolas de neve impossíveis de serem controladas. Nossos benefícios nunca tiveram uma atualização que chegassem nem perto dos famosos calculos atuariais.Não é preciso ser financista para se perceber a armadilha a que fomos induzidos. Renda variável não nos trouxe nenhum beneficio de fato.A prova é que o patrimonio da Previ evoluiu desmesuradamente, exatamente porque ela não tinha o que pagar com os seus ganhos.Os beneficios estão congelados além de que boa parte deles retorna aos cofres da Previ em forma de prestações de empréstimos aos agora assistidos.
Voltando aos marionetes, a gente vê que o carater não se modifica com a velhice.Aqueles que faziam coro com as chefias, não faziam greve, furavam os piquetes mas não abdicavam das vantagens conquistadas às custas do pescoço de quem se expunha. Hoje para não perder o hábito, mesmo sem necessidade, dão sua puxada de saco institucional, alegando que os individados não passam de velhinhos tranbiqueiros e oportunistas e fazem silencio diante das investidas capciosas, perversas e gananciosas dos senhores da lei e da ordem economica. Haja sabujos!
PS: Você é uma joia que teremos prazer de ver inscrustada no comando de nossas Associações. Sua presença na Previ tem sido um conforto A ANABB estará de parabéns com sua eleição para o Conselho e nós nos sentiremos presentes como se lá estivéssemos. BOA SORTE!

isamusa disse...

Caro Medeiros, o caro amigo tem meu apoio e voto. Também sou candidata ao Cons Deliberativo da ANABB e assim estaremos juntos com os companheiros das Associações que se lançam nesta empreitada.
O ideal é uma ampla aliança fundamentada em princípios éticos que sempre nos nortearam.
Precisamos fortalecer a heterogeneidade na ANABB, pois os anos passados nos mostraram o quanto pode ser pernicioso a hegemonia de um grupo só.
A fé nos move, então não há barreiras

Marcelino Maus disse...

Se servir de consolo...

Grande Medeiros, Grande Gaúcho - só poderia ser.

Não vou bajular mais pq já o fiz e muitos(as) também já o fizeram.

Fique firme porque muitos frágeis necessitam de alguns fortes, como tú és e são nossos os D.D. Ari, Isa, Ari, Divany, Rossi... complete(m) a seu gosto.

Entre mortos e feridos, sonhos e desilusões, nosso maior anseio deve ser que os PRODIGIOSOS DIRIGENTES e o GUEITIRO consigam estancar a sangria de perdas da PREVI, paulatinamente "desinvestindo" em Ações.

Seria um desastre apurar-se mais DEFICIT e ver as contribuições à PREVI aumentarem.
- a propósito, o TAC Previc deveria recuperar os 7,5 BI, pgto do BET abortado em 2014, etc.

Isso amenizaria nossa situação, quem sabe com suspensão por 5 anos das contribuições.

REZEM.

REZE MUITO - mas reze SEMPRE pelos 130.000 Previanos.
SE REZAR SÓ POR TI - é 000.001 rezando.
SE CADA UM REZAR por todos, serão 129.999 rezando por ti;

Abs.


Anônimo disse...

Dr. Medeiros, sabe me informar se o cargo de Diretor Regional na ANABB e remunerado?
Obrigado

Anônimo disse...

Bate mais Medeirão, bate que eu gosto...

Anônimo disse...

Caro anônimo 10 de setembro de 2015 12:13

Esclarecendo:
- CDC dos bancos é com taxa de juros pré-fixada, inexistindo a figura da atualização monetária, mesmo que o prazo total seja superior a um ano. Neste caso parece evidente que na taxa de juro praticada o credor já deve ter embutido sua previsão de inflação futura.
- ES da PREVI, apesar de ter a taxa de juros estabelecida em 5% a.a., exige por força do cálculo atuarial, a inserção da atualização monetária pelo mesmo índice aplicado aos benefícios, ou seja, no momento o INPC. Trata-se, então, de operação com encargos pós fixados, admitidos em lei, eis que a correção somente é cobrada a partir de 12 meses (e ou a cada 12 meses decorridos da contratação).
O que a lei impede é que seja cobrada a correção monetária em empréstimos com prazo inferior a um ano.
Vide:
LEI No 10.192, DE 14 DE FEVEREIRO DE 2001.
Art. 2o É admitida estipulação de correção monetária ou de reajuste por índices de preços gerais, setoriais ou que reflitam a variação dos custos de produção ou dos insumos utilizados nos contratos de prazo de duração igual ou superior a um ano.
§ 1o É nula de pleno direito qualquer estipulação de reajuste ou correção monetária de periodicidade inferior a um ano.

Anônimo disse...

Colegas em que penso votar até o momento:
1.Dr. Medeiros (com certeza)
2.D. Isa Musa de Noronha (com certeza)
3.Sra. Leopoldina Maria Corrêa Freitas (Leopoldina Corrêa)(com certeza)
4.Sr. Cláudio Nunes Lahorgue (pelo que tenho lido, possível indicação do Dr. Medeiros)
5.Sr. Ivo Ritzmann (conhecido do Senador Paulo Bauer e se indicado pelo Prof. Ari Zanella).
Quanto aos demais farei análise mais apurada, descartando liminarmente os que lá já se encontram -- exceto, evidente, pessoas como D. Isa Musa.
Sumariamente, ninguém que seja filiado ao PT receberá meu voto.
Fico anônimo porque o voto é secreto.

Anônimo disse...

Sinceramente, a forma de cobrança do ES pode até ser legal, mas é terrivelmente imoral. Paguei 13 prestações e o saldo devedor do empréstimo de 60 mil está em 58.587,00 até hoje. Quem tem histórico de empréstimos na previ sabe que até uns anos atrás, a fórmula do calculo e consequente abatimento no montante do empréstimo era bem mais favorável ao tomador. Temos que rever essa maldita fórmula que é muito danosa para nós. Até empréstimos tomados junto ao BB tem saldo devedor com maior abatimento do que esse maldito ES.

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


A minha PEDIDA nas ELEIÇÕES da ANABB, é IDÊNTICA ao do ANÔNIMO de 10/SETEMBRO/2015, das 23:21 horas.

Anônimo disse...

CONHEÇO "DONOS" OU "EX-ASSOCIADOS" DA PREVI QUE ESTÃO RECORRENDO A AGIOTAS PARA LIQUIDAREM O ES, ALGUÉM ME EXPLICA?

Anônimo disse...

As vezes me pergunto eram mesmo bancários os aposentados pela Previ, tomam empréstimos e não leem os contratos? Tenho ES, é clarissimo, vou pagar por muito tempo e o saldo devedor não baixa.
Lembram? o nosso reajuste era sempre em Junho mas muitos queria que fosse alterado para Janeiro, e o foi, agora não está bom de novo querem adiantamento.
Já se deram conta que é a situação dessa droga de governo, que a maioria ajudou a eleger, que tem as patas em tudo e faz da nossa vida um inferno, sequer sabemos qual a real situação da Previ nessa queda livre do mercado. Transparência? coisa prá inglês ver.
Tenho um pressentimento que fomos roubados.

Anônimo disse...

COMO NA CORREÇÃO DO SALDO DEVEDOR DO ES O INPC UTILIZADO É DE DOIS MESES ANTERIORES, JA SE SABE QUE NOS MESES DE SETEMBRO E OUTUBRO ESTE SALDO DEVEDOR IRA DIMINUIR POR CONTA DO INPC DE JULHO QUE FOI DE 0,58% E O SE AGOSTO QUE FOI DE 0,25%, CASO O INPC CONTINUE EM QUEDA OU FIQUE ABAIXO DE 0,50% O SALDO DEVEDOR CONTINUARA A DIMINUIR.

Medeiros disse...

Agradeço a todos o apoio que estou recebendo para as eleições da Anabb. São super importantes para mim nessa etapa de minha derradeira de minha vida. Não posso deixar de destacar a manifestação da Isa Musa em comentário desta postagem. O voto é o apoio dela são fundamentais e foram decisivos para que eu me animasse a concorrer, poisa havia desistido.

Medeiros disse...

Acabo de receber o apoio do Lago Neto. Fico muito honrado. Tenho grande admiração por ele.

Medeiros disse...

Também a guerreira Leopoldina, incansável e batalhadora, acabou de me telefonar. Já fomos juntos na novembrada. Ela é daquelas que vai para a frente da mobilização.

Anônimo disse...

Doutor, e o cargo de Diretor Regional, tem remuneração?
Obrigado!!

Anônimo disse...

na hora de votar qualquer coisa veja bem o que vai fazer, quando o FHC e sua turma lascou todos, trocaram quem tava la, ficaram todos do mesmo lado e agora que em breve a turma do FHC esta voltando pra lascar mais todos nós outra vez. todos votam na turma com mesmo pensamento e aí vem mais ajustes e sempre quem perde são os chamados donos da PREVI. Sou pós 97 que mais vão tomar de nós, meu salário 95% esta comprometido com ES, financiamento imobiliário e mensalidade da PREVI. Me considero primo pobre da PREVI, quase trinta anos de contribuição e recebendo menos de 4% do salário do ex presidente DIDA e de muita gente que ganha acima do teto e diz que nos defende.
Rio Brilhante MS

Anônimo disse...

é Cabra Macho mesmo! Não tem rabo preso! Senta o bambu! Larga o dedo nesses cabra safado

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


Estou assistindo ao noticiário da BAND NEWS e, embora ainda vá checar a veracidade das informações, pois NOSSA MÍDIA CHUTA MUITO e FAZ MUITAS CONTAS DE CHEGAR, estão dizendo o seguinte: 1) - PT JÁ ADMITE IMPEACHMENT DE DILMA e 2) PF (POLÍCIA FEDERAL) PEDE AUTORIZAÇÃO PARA INVESTIGAR LULA.É O PRINCÍPIO DO FIM! Acho bom que DETERMINADAS AUTORIDADES QUE TÊM MALTRATADO MUITO OS VELHINHOS TRAMBIQUEIROS, BAIXEM A BOLA, SEJAM BONZINHOS, pois senão haverá um CRUEL AJUSTE DE CONTAS e uma GRANDE CAÇA ÀS BRUXAS, dos quais PARTICIPAREI COM MUITO PRAZER.

Anônimo disse...


Se não sair a antecipação que pelo menos venha a suspensão, por 3 meses, das prestações do ES (talvez até melhor a essas alturas)

Anônimo disse...

Dr.Medeiros: Bom dia.

Conte com meu voto e de muitos outros que conseguirei junto ao pessoal do Banco do Brasil e da AABB/Sorocaba (SP).

Abr.: Luiz Fernando

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


INPC de AGOSTO/2015: 0,25% (me engana que eu gosto). ÍNDICE ACUMULADO nos ÚLTIMOS 12 MESES: 9,882%. É bom DAREM LOGO o ADIANTAMENTO de 7%, pois PERIGA FALTAR DINHEIRO em JANEIRO/2016.

Anônimo disse...

Marcelino Maus disse...
[...]

Entre mortos e feridos, sonhos e desilusões, nosso maior anseio deve ser que os PRODIGIOSOS DIRIGENTES e o GUEITIRO consigam estancar a sangria de perdas da PREVI, paulatinamente "desinvestindo" em Ações.

[...]

10 de setembro de 2015 13:29

- Caro Marcelino:

Os mercados bursateis desempenham bem seu papel?
“Os mercados bursateis são eficazes”?
As cotações bursateis são um estimador confiável da rentabilidade futura das empresas?
Qual seria principal característica dos mercados bursateis após 1979/1980?
Por que o atual capitalismo bursatil é uma espécie do gênero conspiração?
Por que o retorno ao real nos reenvia ao verdadeiro “fundamento” da Bolsa: a exploração dos trabalhadores*?
Qual seria a estratégia do atual capitalismo bursatil para se criar valor?
Qual seria estratégia do atual capitalismo bursatil para se transferir renda dos trabalhadores* para determinado capital financeiro?
Por que a cotação de títulos como a Vale e a Petrobras, que já perderam aproximadamente 90% de seu valor em dólar nos últimos cinco anos, tendem para zero?
Por que quanto mais tempo os fundos de pensão permanecer comprados em títulos bursateis, mormente comprados em títulos de liquidez, mais eles perdem?
Por que os leigos têm esperança de reversão da tendência de baixa da Bolsa brasileira?
Por que a tendência da Bolsa brasileira é de baixa irreversível?
Por que matematicamente é impossível uma reversão da tendência de baixa da Bolsa brasileira?
Seria as perguntas, acima mencionadas, uma espécie de tabu para algumas associações de aposentados e pensionistas?
* Aposentados e pensionistas

Anônimo disse...

INPC, 0,25%? Pelo menos o saldo devedor do ES não vai aumentar muito!

Anônimo disse...

Eta, pessoal teimoso. Esqueçam o tal de 7%. Até as areias da praia sabem que nunca sairá essa antecipação. Se quando a Bolsa ainda estava bombando,há dois meses atrás, não foi aprovado, o que dirá agora, com a bolsa em negativo em quase 10% no ano.