UMA SEMANA DECISIVA PARA NOSSO FUTURO

sábado, 25 de janeiro de 2014

Esta é uma semana decisiva para nós, funcionários da ativa, pensionistas e aposentados do Banco do Brasil.

Por que ?

Porque nesta semana termina o prazo para inscrição de chapas para a eleição da CASSI. Se engana quem pensa que esse é um processo isolado.  Não é. As eleições da CASSI e da PREVI correm juntas, as composições e as alianças são costuradas com vista a ambas as eleições. A única diferença é que uma está um pouco na frente da outra.

Entretanto, quando tomarmos conhecimento da formação das chapas para a CASSI já teremos uma visão clara do cenário eleitoral para a PREVI.

Quase sempre os nomes e as parcerias acontecem até o último momento. Faz parte do jogo. Porém neste ano parece que os arranjos ocorreram com mais antecedência.

Os grandes grupos eleitorais são demasiado conhecidos.  A CONTRAF/CUT tem dominado o panorama desde 1997, quando entrou para valer nos fundos de pensão, a partir do Sindicato dos Bancários de São Paulo, sob o comando de Berzoini, Sérgio Rosa, Gushiken, Deli Soares, Paulo Assunção, Henrique Pizzolato e Sasseron.

A ANABB era outro forte grupo sob o comando de Valmir Camilo.  Hoje está fracionada em vários segmentos, inclusive sindicais como Sergio Riede e Luiz Oswaldo, ex diretor do BB;  da FENABB, com Haroldo, Carelli, Fushi; da ala sindical liderada por Fernando Amaral e Goretti, e outros mais. Por causa disso participa não mais coletivamente, mas individualmente.

A AAFBB é outra associação poderosa que tem ocupado espaços importantes na Cassi e na Previ, com Celia Laricchia, Aldo, Gilberto e Loreni.  Pretende continuar participando pra valer e está fechada em copas.

A Semente da União apresentou chapa própria na última eleição para a PREVI e teve uma votação considerada surpreendente. Tem pretensões na atual.

O PSTU há muitos anos também participa sempre na oposição.

E finalmente temos a FAABB, com Isa Musa Noronha, congregando as associações menores e procurando compor com as maiores.

O resultado dessas forças e das lideranças que as comandam é o que todos sabemos. A situação, sob a batuta da Contraf/Cut, apoiada pelo BB, vem com uma chapa forte e a oposição vem com várias chapas fragilizadas, cada uma tirando voto das outras.

Por isso estou curioso para saber o que vai sair nesta semana.

Contam que tem dois candidatos fortes para o cargo de diretor da CASSI.  O Humberto, que já concorreu na eleição passada e perdeu, sendo o segundo colocado, e a Loreni Sanger, da AAFBB, atual conselheira deliberativa da CASSI. Existem outros correndo por fora.

As apostas e as interferências correm soltas. Os caprichos e as animosidade também. Devíamos deixar de lado as nossas diferenças pontuais e procurar retomar as rédeas da CASSI e da PREVI, antes que seja tarde demais. Os que lá estão e querem continuar perderam o rumo e o pudor, defendem causa própria e cometem atos falhos com cada vez maior frequência como aconteceu ainda agora por ocasião do dia do aposentado.

Como sempre cumpro o que prometi no blog, ser informativo.  Quem souber mais pode acrescentar ou opinar.  Volto a afirmar que estamos no ponto mais importante e decisivo de nossa história. Quem viver, verá.

De minha parte fiz o que prometi. Participar ativamente do processo eleitoral. Atendi os telefonemas que recebi de grupos interessados na disputa. E procurei contatar com todos os grupos e todas as correntes, através de telefonemas e emails  com o intuito de buscar a união da oposição, menos com a Contraf/Cut. Alguns me receberam bem, outros não.  Inclusive houve os que me ignoraram e não me responderam. Aí chegou o momento de tomar uma decisão. Acatei a que me pareceu mais adequada ao atual momento. Só não posso divulga-la agora. Tenham um pouco de paciência ainda.  Conto com o apoio de vocês. Vamos lutar para impedir o sucateamento e o aparelhamento de nossas entidades.

Vamos que vamos.



33 comentários:

Ari Zanella disse...

Amigo Medeiros,

Às vezes, perturba-me suas postagens. Explico-me: achei que nessas eleições você estaria à frente, coordenando, inclusive, NOMES. Não é isso que se depara de seus escritos. Você mesmo diz: "cumpro o que prometi no blog, ser informativo."
E quem é, então, o coordenador de uma chapa autêntica de oposição?
Há uns quinze dias você dizia estar envolto a inúmeros telefonemas, isto pressupunha uma ação coordenativa. Mas, pelo que deparo, ledo engano.
Como sugestão, ligue para Dona Isa e lhe diga: "Isa Musa, estabeleça os nomes, ei-los aqui: Ebenezer Nascimento, Antonio Carvalho, José Bernardo de Medeiros Neto, Cecília Garcez, Isa Musa de Noronha e mais alguns que o Dr. Medeiros indicar.
Caso contrário, perderemos de novo. Infelizmente ou unfortunately.

jose welto disse...

Dr. Medeiros,
Boa a informação. As lideranças não mudam... os mesmos de sempre.
Conheço boa parte dos nomes citados.
O perigo reside do núcleo do Ruizoini, Anabb e cia!
O Humberto é velho no movimento e se alcandora rápido. Dificilmente será um escudeiro.
Outros nomes já nos decepcionaram, falam bem, mas se compõem por trás das cortinas.
Pela resenha feita, acho que as oposições não marcará toca de não se unir.
Faço restrições a nomes que despontam na corrida.
Mas dos males o menor.
A força que parte de S.Paulo está desgastada, contam com o controle do voto eletrônico que tem que ser muito bem acompanhado/auditado.
Espero união. Ou será que vamos ficar no SQDQ (seja o que Deus quiser)?
Nos últimos 15 anos vinha me abstendo de qq votação no BB.
Nessa vou lutar para desancar os carreiristas encastelados, embora receio permanecer a velha gangorra que conhecemos.
Para não dizer que somos alienados, por os nomes listados, é o sobe e desce de sempre. Meu Deus... estamos nas águas!!!!! Mais uma noite em claro... que tortura...

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Qual a remuneração dos conselheiros deliberativos da Anabb? Ou eles não são remunerados?

Anônimo disse...

MEDEIROS está vai para a diretoria da Previ: O MUNDO NÃO É DOS ESPERTOS. É DAS PESSOAS HONESTAS E VERDADEIRAS. A ESPERTEZA, UM DIA, É DESCOBERTA E VIRA VERGONHA. A HONESTIDADE SE TRANSFORMA EM EXEMPLO PRA AS GERAÇÕES DO FUTURO. UMA CORROMPE; A OUTRA ENOBRECE A ALMA. MARCEL E DEMAIS SIGAM O EXEMPLO DO PRESIDENTE DO BARCELONA, PRA FELICIDADE GERAL...

Anônimo disse...

Indignado disse:
Prezado Dr. Medeiros, peço liçença para que os colegas possam ver este link, de onde concluo que estamos ferrados. Obrigado. http://www.istoe.com.br/reportagens/344809_LEVEI+R+200+MIL+PARA+O+MINISTRO+LUPI+?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, eu estou de pleno acordo com o senhor, se não formos capazes de abrir mão de divergências medíocres, talvez mereçamos a desgraça que se abate sobre nós. Se não emendarmos os nossos retalhos agora, jamais faremos uma colcha decente. Acho que as lideranças que o senhor citou devem interagir agora, rápido, pois senão estaremos fadados a um novo, e por que não, último fracasso. Que Deus nos ilumine, principalmente a nossas lideranças...e, vamos que vamos.

Anônimo disse...

SE TODOS NÃO SE UNIREM PARA FORTALECER SUA ENTIDADE LEGALMENTE CONSTITUIDA PARA NOS REPRESENTAR,QUE É A FAABB, E CONTINUAR PREVALECENDO RANCORES, EGOS INFLADOS, VAIDADES E AMBIÇÕES, VAMOS CONTINUAR PASTANDO, COMENDO GRAMA.

Anônimo disse...

POR QUE PARECE SIGILO ABSOLUTO O ASSUNTO CONTINUIDADE DO BET POR MEIO DA “VENDA DE ATIVOS”?

Simples...

"COLCHAO DE LIQUIDEZ" - QUANTA IGNORANCIA... QUANTA MALDADE...

A LIQUIDEZ EQUIVALE AO "SUPLICIO DE TANTALO": QUANTO MAIS VOCE O PROCURA, MAIS ELE SE ESCONDE...

EM OUTROS TERMOS, ESTA GRANA NUM EXISTE – PURA ALQUIMIA DA CENTRALIZACAO FINANCEIRA...

Anônimo disse...

Ao avançar a especulação, ocorre o boom do mercado. Outras pessoas,
iludidas com os ganhos fáceis, são atraídas. Os títulos, por sua vez, lançam-se num movimento de subida de preços e queda de qualidade. Formam-se bolhas pela concentração num determinado ativo muito além de qualquer base com a economia real (CHANCELLOR, 2000) e não há interesse em se fazer qualquer
movimento contrário, pois cada vez mais “[...] pessoas compram na expectativa de vender com lucro” (GALBRAITH, 1972, p. 40) É o prenúncio da arquitetura
de um desastre.

Com frequência esse movimento é sustentado por um silêncio obsequioso de pessoas influentes – políticos, altos executivos, grandes firmas de advocacia,
empresas de auditoria –, que ganham benefícios pessoais nesse jogo à margem do custo que representa para o país. As intervenções somente se
realizam tardiamente.

http://web3.ufes.br/ppgps/sites/web3.ufes.br.ppgps/files/Stefania%20B.%20Vaccaro.pdf

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Imagino que o momento atual vivenciado é o mais delicado para a grande maioria dos aposentados e das pensionistas. Mas, apesar de tudo, pode servir também para que seja dado o primeiro passo no sentido de virarmos esse jogo. Nunca houve chances tão concretas para elegermos gente capaz de se opor a tudo que hoje é feito pelos atuais diretores e conselheiros contra os interesses daqueles que deveriam ser os únicos donos do patrimônio do “PB-1”. Podemos e devemos usar o sentimento de indignação e revolta contra o corte de 25% dos benefícios de aposentados & pensionistas, associado ao imoral aumento do teto de benefícios de dirigentes estatutários para R$45.000,00, defendido pelo diretor eleito Paulo Assunção, como motivadores para que um contingente bastante significativo de quem se sente prejudicado compareça às urnas nas eleições Previ-2014. Nomes existem para concorrer a cargo diretivo com capacidade e credibilidade suficientes para desempenhar e representar dignamente os interesses e anseios de todos nós. Entendo que essas pessoas devam ser protagonistas, ocupando cargos efetivos, nunca como suplentes, a fim de que exerçam com maior determinação e pressão o que deles todos esperamos. Propaga-se aos quatro cantos essa falácia de que a administração do “PB-1” é compartilhada. Ouve-se dizer também que o patrocinador nunca foi obrigado a se valer do voto de minerva nas tratativas envolvendo os interesses dos associados. Procura-se vender isso como virtude dos eleitos que deveriam nos representar. Entendo de maneira diferente e gostaria que esse tal voto de minerva, resquício mais do que perfeito do autoritarismo, tivesse sido usado pelo patrocinador n+1 vezes, demonstrando que há oposição atuante e intransigente dentro da diretoria do nosso fundo. Todos precisam tomar conhecimento, em especial as entidades internacionais preocupadas com direitos humanos, que num governo dito como sendo democrata e voltado para os interesses dos trabalhadores ainda existe, nos dias de hoje, esse tipo de voto vergonhoso e característico dos regimes de exceção, além de um corpo social sem qualquer tipo de participação nos destinos do fundo de pensão.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Vou fazer das suas informações a referência para os meus votos, por este motivo peço que faça as suas indicações.

Medeiros disse...

Professor Ari Zanella,

Não fique perturbado nem confuso, por favor. Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa, não é ? Uma coisa é informação, outra coisa é participação no processo.Nunca falei em coordenação, e sim em participação. Conheço minhas limitações e o alcance de minhas forças. Não é hora de aventuras nem de improvisações, principalmente não é hora de dividir, mas de somar. O que fiz foi responder a quem fez contato comigo e procurar contato com todos os grupos que estão no processo. Por uns fui bem recebido, por outros não, e por outros até ignorado. Aí tomei a posição que me pareceu a mais acertada e adequada ao momento, mas que não posso ainda divulgar. Espero que você tenha um pouco de calma e paciência,não se precipite e me acompanhe nesta jornada. Conto contigo. Por favor, vamos juntos nessa ?

Medeiros disse...

Caro Carvalho,

Respondo neste post ao teu comentário feito no anterior.

E´uma satisfação e uma honra para mim que o colega tenha se inscrito como seguidor do meu blog e contribua com seus comentários sempre interessantes e bem fundamentados.

O socorro ao Judiciário é um direito constitucional, que só está ocorrendo porque gestores despreparados estão descumprindo a lei e prejudicando os participantes.

Muito obrigado e um forte abraço.

Anônimo disse...

Se nas próximas eleições ganharem novamente estes LOBOS EM PELE DE CORDEIRO, e assim já vou profetizando mais decepções e perdas, caso isto infelizmente possa acontecer NOVAMENTE, existem 2 cenários que vejo: Primeiro o prédio da Previ vem abaixo, não sera mais uma NOVEMBRADA e sim uma CRUZADA, se isto hoje parece um tremendo exagero, so o AMANHA poderá dizer.
Segundo, de tantos desgostos seguidos nós realmente não vamos mais suportar, creio que muitos vao morrer de pura tristeza com toda esta situação de indiferença.
Entao, verdadeiramente as próximas eleições são um DIVISOR DE AGUAS para todos, duvido como disse que conseguiremos suportar mais gestores que agem contra os nossos interesse ou ao menos não cumprindo nenhuma promessa que nos traga reais melhorias.

Viana

Anônimo disse...

Eleição com certeza é um assunto importante. Entretanto, muito mais importante, a nosso ver, entre outros temas importantes, seria a preservação do capital do Previ. Neste sentido, parece-nos muito volátil, mesmo tendendo a desaparecer grande parte das aplicações financeiras do Previ, mormente aquelas de renda variável. Bolsa num é aquilo que parece ser... Num existe o milagre da multiplicação dos paes. A finança consegue transferir ao longo dos tempos apenas a titularidade dos títulos, mas não as riquezas. Existem robustos indícios de que a “coisa” seria apenas mais uma espécie de conspiração... Neste sentido, PRICE IS WHAT YOU PAY; VALUE IS WHAT YOU GET. (Warren Buffett, grande investidor norte-americano)

Ari Zanella disse...

Mestre Medeiros,

Não há dúvidas. Quero sempre juntar-me a ti em qualquer tempo e lugar. Com suas explicações estou bem mais tranquilo. Grato.

Anônimo disse...

Por que CASSI Familia não pode votar?? Estou pagando um valor razoável mensalmente, para ficar na mão de quem não deveria mais decidir por mim (BB).
O atendimento não é diferenciado portanto esculhambado como o que todos tem por um preço bem maior, e de quebra com as constantes reclamações dos profissionais da área e tendo a notícia de que não são mais credenciados.

Antonio Carvalho disse...

Prezados Medeiros,Professor Ari e demais Colegas:
Concordo plenamente que o momento é de unir forças, compondo com Colegas competentes, comprometidos e com legitimidade para fazer a diferença diante da chapa de situação que deseja continuar no poder, defendendo interesses pessoais e do Banco, esquecendo a coletividade. Não dá mais. Não podemos cometer equívocos. Mais uma vez agradeço o Professor Ari por ter lembrado o meu nome dentre outros colegas de peso. Vamos colocar as peças nos lugares certos.
Compreendo a pressa do Professor Ari e concordo com a cautela do Mestre Dr. Medeiros.
Vamos avançar, gente?
Abraço,
Carvalho

Anônimo disse...

Os nomes que estão sendo comentados, em sua maioria, estão a décadas, trabalhando por nós.
Merecem o repouso do guerreiro.
Troca tudo! Troca todos.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, como o Professor Ari, comecei a sentir a falta de chão sob meus pés depois que li esta sua postagem, mas com o andar dos comentários e devidos esclarecimentos, estou começando a sentir firmeza novamente. Acho que agora estamos em estado de "vamos que vamos". Aqui fica o meu apelo pela união de toda a oposição.

Roberto Martines 8670089-8 disse...

Dr. Medeiros eu estou preocupado com o TETO e o "piso", quem contribuiu 180 à 360, o "piso" para 180 seria de no máximo 12 vezes menor que o TETO ou seja R$45,00 : 12 = 3,75 e assim sucessivamente até atingir as 360 contribuições e o TETO, tudo isso respeitando os valores das contribuições acumuladas e em atingindo as 360 contribuições não se paga mais. a formula fica por sua conta Dr. Medeiros. Com essa ideia voce consegue atingir todos que se aposentaram depois de 98 e facilita sua(nossa) vitória. (TETO, Pensionista, Invalidez) tem que estar contemplado nisso tudo.
Rio Brilhante(MS)

Anônimo disse...

Dr Medeiros indique. Eu apóio!

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

O q o doutor acha desse movimento que pretende acampar na porta da Previ? Antes cedo que esperar virar Aerus né certo?
Vou arrumar uma barraca emprestada. Só assim armo a barraca

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Ainda não tive o prazer de conhece-lo pessoalmente, mas pelo que tenho acompanhado me coloco a sua disposição aqui em São Paulo para trabalhar pela sua eleição e a do grupo que será formado com a sua participação.
Vamos tentar mudar o País, começando pela CASSI e pela PREVI. Chega de tanta hipocrisia e desmandos. Assim que viável iniciarei um trabalho de convencimento colega por colega de meu relacionamento para atingirmos a vitória.
Boa Sorte para nós.

Carlos GASPARI
gaspari.carlos@ig.com.br

Valim disse...

Dr. Medeiros,

Acredite, vocês estão parecendo crianças que só gostam de elogios, minha voz nunca calará, nunca. Isso não me deixará vazio, pois sou capaz de comprar um som colocar no carro e ir sozinho para frente da PREVI. Amanhã meu nome estará na mídia ou não, mas não deixo de fazer o que eu julgo certo, e não vou pela cabeça de ninguém. Se quiser publique, caso não, lembre-se deste humilde que vos fala.

Atenciosamente,

Valim.

OBS: Dialoguem pois quando estiverem, se for o caso, na PREVI, imagina as respostas. Serão as mesmas que a PREVI nos dão. Nenhuma.

Anônimo disse...

Nobre Causídico,

Tenho abstido-me de postar comentários, pois não tenho encontrado palavras brandas o suficiente, tamanha é minha revolta.
Você, amigo Medeiros, pode contar comigo para o que der e vier.

Elias

Anônimo disse...

Como não vejo qualquer campanha, ou mesmo alusão ao pessoal da ativa pergunto: Não estaremos cometendo um grave erro ao deixá-los fora? Ou apenas os votos dos aposentados serão suficientes?

Goulart disse...

Dr. Medeiros, o anonimo das 9;46, esta correto, pois os aposentados e pensionistas, a GRANDE MAIORIA não vota e não esta muito preocupada com os destinos da Previ ou Cassi, pelo menos é o que se constatou até os mais recentes anos. Tomara que eu esteja enganado. Temos, dentro do possivel que trabalhar os colegas da Ativa, que são os que decidem as eleições. Aposentado já cançado de trocar ideias com os colegas e pensionistas, e não tendo nenhum retorno. Vamos em frente, aguardando a sugestão de chapa única, senão vamos com certeza sermos preteridos nas eleições Cassi e Previ, como das outras vezes. Aposenta da região Norte Parana (Cambé-PR), Goulart.

Anônimo disse...

Medeiros,
Precisamos, tão logo esteja definida a nossa chapa para as eleições PREVI/CASSI, formar grupos de CABOS ELEITORAIS para trabalharem em visitas as agencias das capitais e do interior, no sentido de convenceram o pessoal da ativa a votarem em nossa chapa.
Precisamos divulgar para os da Ativa todas as mazelas do pessoal do sindicato.

Anônimo disse...

Mederão Cabra Indiana Jones,

Já preparou sua farda de guerrilheiro para encarar a selva do mourisco? O coco e xixi agente dá um jeito, mas e o banho?
Haja coluna para combater essa corja de cabra safado. É isso ou Aerus

Anônimo disse...

Colegas, não vou votar num nome da oposição só porque ele faz insinuacoes maldosas e insulta os atuais e passados dirigentes como se estivessem esmagando um pernilongo. Durante mais de cinco anos bebemos o mel enquanto tudo estava dando certo. Sou um pos97 que teve um acrescimo consideravel em meu beneficio qdo mudaram a regra dos 75% para 90%, que conseguiu economizar 20% de seu beneficio depois do Bet, que passou 05@ anos sem pagar contribuição e, talvez o maior beneficio de todos, viu o banqueiro bandido Daniel Dantas ser defenestrado da Previ.
Não receber o Bet, nem te-lo incorporado, é uma decepção muito grande. Mas esse momento de revolta não vai me fazer votar num oportunista.
Que a oposição mostre suas propostas e seus compromissos se quiserem meu voto.
Também votaria naquele que, apos 01 ano de mandato, não tiver implementado suas promessas de campanha, renuncie irrevogavelmente ao cargo para o qual foi eleito

José Ilton Sarmento Silveira disse...

Contem comigo para chapa alternativa.

Gilbersilva disse...

Amigo Medeiros,
Com as regras atuais existentes na Previ e Cassi, que diferença faz as pessoas que forem eleitas pelos participantes? Se estiverem unidos serão sempre vencidos pelo voto de minerva do estado controlador, seja ele de qualquer ideologia.