ELEIÇÕES CASSI

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Hoje termina o prao para as eleições da CASSI.

Quantas chapas terão feito a inscrição ?

Em minha opinião, tres.

Uma da situação e duas da oposição.  Pode ser que ainda, como sempre na última hora, surja mais uma chapa de oposição disfarçada, só para dividir ainda mais os votos.

Estou curioso para saber os nomes e a composição das chapas.

Para a diretoria dois nomes foram muito citados nas preparatórias: o da Loreni e o do Humberto.

O que me chamou a atenção foi o desconhecimento de alguns colegas atuantes na rede de que o processo eleitoral na CASSI estava deflagrado.  Mas como ?  Não houve divulgação.  Foi tudo na moita.  Desculpem, mas é muita ignorância e alienação.

A CASSI necessita de nós.  A nossa saúde é o nosso bem mais importante. Uma vez li num cartaz o seguinte:  A SAÚDE NÃO É TUDO, MAS SEM SAÚDE TUDO É NADA.  Pensem nisso. Recordem o drama que está vivendo o nosso colega Luiz Augusto, tetraplégico em consequencia de um AVC, sem condições sequer de se locomover ao banheiro.

A ex ginasta Lais Souzza vive um drama parecido. Teve um acidente e uma lesão cervical pode deixa-la tetraplégica. Já estava garantida para os jogos de inverno na Russia. Vinte e cinco anos.  A saúde pode mudar as nossas vidas de um momento para outro.

Passei alguns momentos de aflição com o glaucoma que me acometeu um dos olhos. O pior já passou. Mas ainda dependo de uma tomografia ocular que a CASSI não paga. Necessita justificativa. Estou lutando por esse exame. A impressão que tenho é que, pelo meu histórico de quase nenhum atendimento na CASSI, eu não mereço esse tratamento. Me sinto desrespeitado e a minha médica também, profissional acatada jamais pediria exame desnecessário.

Enfim, segunda feira o panorama das eleições já deve ser conhecido. E aí vamos à luta, pelo voto e pela vitória.

37 comentários:

Guimarães disse...

Sr.Medeiros, sou seu conterrâneo gaúcho( mas por circunstâncias) moro atualmente em Brasília, estou aposentado desde 31.10.2013. Ultimamente tenho acompanhado alguns blogs (especialmente o da Cecília e o seu). Estou bastante apreensivo.Estou passando por um problema de ordem pessoal ( talvez semelhante ao seu )tenho Glaucoma no olho direito (parcial segundo médico).Tomo a liberdade de questionar-lhe se seria possível eu fazer algum contato com você (se possível por fone)? Em caso positivo, o sr. poderia encaminhar-me o seu telefone para o meu email: pr.guima@yahoo.com.br desde já agradeço tua atenção.
Paulo Roberto Guimarães
Brasília -DF

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, quando será divulgado as chapas pra Cassi.

antonio americano do brasil borges disse...

Prezado Dr. Medeiros,
Espero que "nossa" chapa possa ser a vencedora nesse embate.
A respeito do BET, acredito que a PREVI somente tomou a medida de encerrar o pagamento pelo fato de este ano haver eleições e como sempre, mesmo que debaixo do pano, vai sair dinheiro da PREVI para os candidatos do governo, mais um rombo em nossa PREVI.
Abraços
Antonio americano
Goiânia (GO)

Medeiros disse...

OK, Guimarães,

Posso ser encontrado na AFABB RS todas as tardes. O telefone é 51-3212 2920;

Caso não for suficiente te enviarei o meu celular por email.

Abraços

Anônimo disse...

Faço anualmente os exames de controle de pressão desde 2007 quando passei a ficar hipertensa,
Mapa 24 hs e Ecocardiograma e exames comuns como o Hemograma Completo e EAS(urina).SO, SOMENTE.
Quase não dou despesa para a Cassi pois não vivo em medico
com a Graça de DEUS PAI.
Semana passada, fazendo os tais exames, com agendamento, a atendente do laboratório me deixou 42 minutos aguardando ela pegar uma senha na Cassi(ela não conseguia falar, so dava ocupado).
Perguntei o que estava acontecendo e ela disse que a Cassi tinha que autorizar......
Nunca aconteceu desde que passei a fazer tais exames.

Anônimo disse...

Essa diretoria da Cassi esta deixando a desejar.Até agora não mandaram resposta de um pedido que fiz para receber meu medicamento pois tenho degeneração da visão.

Anônimo disse...

Os mesmos, de novo novamente, como sempre ?
TROCA TUDO! TROCA TODOS!

Anônimo disse...

Medeiros,
Poderia expressar sua opinião sobre o assunto abaixo:

===================================
Aposentados do BB ganham participação nos lucros mesmo excluídos por convenção coletiva
Aposentados do Banco do Brasil conseguiram manter a parcela referente à participação nos lucros, instituída por regulamento interno do banco, mesmo após a convenção coletiva ter restringido esse benefício apenas para os empregados na ativa. A decisão favorável aos aposentados é da Subseção I Especializada em Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho (SDI-1), que rejeitou (não conheceu) recurso do Banco do Brasil e manteve, na prática, julgamento anterior da Oitava Turma do TST.

De acordo com os autos, quando os autores da ação foram admitidos no Banco do Brasil, o regimento da instituição garantia aos aposentados o direito ao recebimento da gratificação referente à participação no lucro líquido semestral do banco. Essa gratificação foi extinta em 1996, substituída por outra com o nome de Participação nos Lucros e Resultados (PLR), com critérios determinados por convenção coletiva.

Em 2004, foi firmada convenção coletiva que excluiu os aposentados da PLR. No entanto, ao analisar o caso, a Oitava Turma confirmou o julgamento anterior do Tribunal Regional do Trabalho da Terceira Região (MG) e decidiu que a instituição da PLR não retirou o direito dos aposentados do benefício semestral. Isso porque as duas gratificações, a antiga e a nova, teriam a mesma origem: a participação nos lucros do banco.

Para os ministros da Turma, mesmo com a “expressa referência quanto à exclusão dos empregados aposentados” na convenção coletiva, a nova norma “não atinge os contratos de trabalho dos reclamantes, os quais são regidos por norma mais benéfica vigente ao tempo de suas admissões (Súmulas 51 e 288 do TST)”.

Inconformado com o resultado, o Banco do Brasil interpôs embargos à SDI-1. No entanto, a ministra Rosa Maria Weber Candiota da Rosa, relatora do processo, não conheceu o recurso por não apresentar decisões do TST divergentes com as da Oitava Turma, como determina a legislação (art. 894, II, CLT). Por isso, a SDI não analisou o mérito e manteve a decisão favorável aos aposentados. (RR—59200-38.2005.5.03.0006)
Tribunal Superior do Trabalho (TST

Anônimo disse...

Vejam esse video colegas, vamos dar um pouco de rizada
http://www.youtube.com/watch?v=z_ea8W1Re04

Anônimo disse...


Menos um credenciado.

Cassi, por não pagamento, perde clínica de ortopedia em Porto Alegre RS.
Vai de mal a pior, mesmo por não informar os contribuintes, que dão com a cara na porta.

Medeiros disse...

Ja sairam os nomes dos componentes das quatro chapas que se inscreveram para a CASSI. Está no site da CASSI e nos blogs. Mais tarde farei a análise preliminar. Naturalmente estarei trabalhando a favor da chapa que tem o Claudio Lahorgue, vice presidente da AFABB RS e meu companheiro de lutas, para conselheiro deliberativo.

Anônimo disse...

Não sei qual o motivo,mas uma das únicas clínicas que fazem tomografia computadorizada de coluna(tomografia aberta,pois sou claustrofóbico)em B.H, foi descredenciada.Era credenciada pelo menos há uns 30 anos.O que está havendo?

Anônimo disse...

Vamos na tua indicação, sem susto. Pelo menos temos o teu aval.

José Humberto disse...

Medeiros, bom dia! Qual a chapa que tem o Claudio Lahorgue? Assim que você apresentá-la no Blog, tenho certeza, todos seus seguidores trabalharão por ela. Saúde e paz! Bom fim-de-semana e que Deus te ajude sempre.

Anônimo disse...


dr.Medeiros. O que é que o senhor tem a dizer sobre está notícia?

Aposentados do BB ganham participação nos lucros mesmo excluídos por convenção coletiva

Aposentados do Banco do Brasil conseguiram manter a parcela referente à participação nos lucros, instituída por regulamento interno do banco, mesmo após a convenção coletiva ter restringido esse benefício apenas para os empregados na ativa. A decisão favorável aos aposentados é da Subseção I Especializada em Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho (SDI-1), que rejeitou (não conheceu) recurso do Banco do Brasil e manteve, na prática, julgamento anterior da Oitava Turma do TST.

De acordo com os autos, quando os autores da ação foram admitidos no Banco do Brasil, o regimento da instituição garantia aos aposentados o direito ao recebimento da gratificação referente à participação no lucro líquido semestral do banco. Essa gratificação foi extinta em 1996, substituída por outra com o nome de Participação nos Lucros e Resultados (PLR), com critérios determinados por convenção coletiva.

Em 2004, foi firmada convenção coletiva que excluiu os aposentados da PLR. No entanto, ao analisar o caso, a Oitava Turma confirmou o julgamento anterior do Tribunal Regional do Trabalho da Terceira Região (MG) e decidiu que a instituição da PLR não retirou o direito dos aposentados do benefício semestral. Isso porque as duas gratificações, a antiga e a nova, teriam a mesma origem: a participação nos lucros do banco.

Para os ministros da Turma, mesmo com a “expressa referência quanto à exclusão dos empregados aposentados” na convenção coletiva, a nova norma “não atinge os contratos de trabalho dos reclamantes, os quais são regidos por norma mais benéfica vigente ao tempo de suas admissões (Súmulas 51 e 288 do TST)”.

Inconformado com o resultado, o Banco do Brasil interpôs embargos à SDI-1. No entanto, a ministra Rosa Maria Weber Candiota da Rosa, relatora do processo, não conheceu o recurso por não apresentar decisões do TST divergentes com as da Oitava Turma, como determina a legislação (art. 894, II, CLT). Por isso, a SDI não analisou o mérito e manteve a decisão favorável aos aposentados. (RR—59200-38.2005.5.03.0006)
Tribunal Superior do Trabalho (TST

Ary Seraphim Borba disse...

Como meu comentário (denúncia) não foi ainda publicado, faço novamente: Pago a Cassi há mais de 56 anos. Nos primeiro 25 anos não utilizei por não ter necessidade em vista da idade. Resido em São Lourenço(MG) há 27 anos e não posso recorrer à Cassi, como de direito, pela absoluta falta de médicos credenciados na cidade. Nossa população flutua de 50.000 a 200.000h. por ser uma estação de água mineral. Tem aqui cerca de 200 médicos, que só atendem pela unimed. Já tentamos, a exemplo do plano de saúde da CEFER um convênio com a unimed, recusado pela Cassi sob a alegação de que não poderia fortalecer a unimed, preferindo assim prejudicar-nos. Somos somente na cidade (fora visitantes) cerca de 200 Associados, o que daria para montar um hospital similar aos melhores do Brasil ou do mundo. Pergunto agora: para onde, ou quem vai o dinheiro descontado em nosso espelho? O Sr. Ministro da saúde alexandre padilha já deixou o cargo para candidatar-se, segundo informação, a cargo político. A Cassi continua em suas poltronas de pernas cruzadas, sem nada fazer! Espero que agora alguém possa nos dar alguma atenção...

Anônimo disse...

Os demais componentes da chapa estão `a altura do seu colega ?
Se estiverem nos votamos, se não estiverem prejudica a chapa.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, eu vou com o Sr., pois quando sócio da AFABB-RS, acho, que não estou enganado, o Sr. Lahorgue, presidente na época, me atendeu super bem dentro das possibilidades, do que eu precisava. Achei o mesmo excelente colega e ser humano, ainda mais agora que o Dr. está recomendando. Abraços, e vamos em frente. Paz e Bem. Rogério Luiz Carvalho, Pelotas.RS.

Cláudio Almeida disse...


Dr.

A maior queixa dos hospitais, clínicas e outros prestadores, se refere ao atraso nos pagamentos por parte da Cassi.

Assim, os descredenciamentos são inevitáveis.

As "clínicas cassi", criadas para diminuir os custos da Cassi, não estão aptas a substituir os descredenciados.

São médicos novos, inexperientes e mal remunerados. Verdadeiros cabides de emprego.

Não vai ser a eleição de "boqueiros" que pode mudar alguma coisa.

Tenho um colega de Banco que tem dois planos de saúde, Cassi e Unimed,"por via das dúvidas". Mas é claro, ele está bem de vida.

Fiquem atentos para novos e constantes descredenciamentos.


Abraços.

Ari Zanella disse...

Caro amigo Medeiros,

Recebi este comunicado da Srª Neca Moreira, esposa do Guto, neste sábado, dia 01.02.2014:

"Com a ajuda de Deus Misericordioso e de todos vcs, falta pouco para a aquisição do aparelho.
Gostaria de informar que o estado de saúde do Guto melhorou um pouco.
Ele saiu, hj, do CTI. Na quarta-feira ele teve uma arritimia cardíaca e precisou ser removido para CTI.
graças à Deus, ele melhorou. Já está no leito.
Sempre cuidando dele, sigo firme no propósito de que, sem Deus, não somos nada.
Guto luta diariamente para estar entre seus familiares.
E vcs, meus amigos, que nunca nos vimos pessoalmente, posso chamá-los de meus familiares.
Vcs meus amigos, também cuidam dele com o mesmo amor e carinho que nós, aqui em casa cuidamos.
Um grande abraço!!!!!!
Neca Moreira"

Anônimo disse...

Renato,

”Será que a bolsa vai murchar mais ainda? Espremendo com força, ainda sai mais dólar? Tem gente que consegue tirar leite de pedras, mas chegará um momento que não sai mais nada.”

- Nenhuma dúvida de que é possível tirar leite de pedras... Parecem pedras, mas num são pedras...

Neste sentido, conforme se segue:

1- Tivemos a oportunidade de sustentar na seção “A alquimia da centralização financeira” a hipótese do surgimento desse fenômeno após 1979/1980. Assim, depois de “várias etapas”, teria ocorrido A “criação de valor”, entretanto de “forma necessariamente passageira”.

Para relembrar, transcreveremos alguns parágrafos extraídos da referida seção, conforme se segue:

A “alquimia da centralização financeira”, surgida após os anos 1979/1980, é por analogia com a “alquimia” ocorrida na Idade Média, também uma maneira de transformar coisas comuns, geralmente de pouco valor, em coisas de “muito” valor, como adiante iremos demonstrar.

http://textolivre.com.br/artigos/42946-a-genese-e-a-debacle-da-alquimia-da-centralizacao-financeira

2- “Em um mundo governado pelo mimetismo, a rivalidade se destaca como um marcador de valor das coisas”
Uma segunda propriedade essencial da dinâmica mimética flui diretamente de nossas suposições: quanto mais um objeto é desejado pelos outros, mais a rivalidade contra ele é forte, mais ele é desejável. Adicionalmente, em um mundo governado pelo mimetismo, a rivalidade se destaca como um marcador de valor das coisas. (...) Ao contrário dos desejos estruturados pela utilidade, também chamados de necessidades, o desejo mimético é criador de “feedbacks” positivos, o que pode torná-lo terrivelmente desestabilizador e destruidor. Ele pode levar a uma apoteose da unanimidade mimética. Em outras palavras, a lógica do desejo mimético conduz a uma valorização paradoxal do obstáculo por si mesmo: "[o sujeito] então escolherá seus modelos com base não em suas qualidades positivas, mas em sua inacessibilidade.

(...)

"Foi um grande avanço em relação a todo pensamento econômico aquele que fez da raridade o resultado da rivalidade e não da rivalidade um produto da raridade.”

http://digamo.free.fr/empirval.pdf

3- “Formam-se bolhas pela concentração num determinado ativo muito alem de qualquer base com a economia real”

(...) Formam-se bolhas pela concentração num determinado ativo muito alem de qualquer base com a economia real (CHANCELLOR, 2000) e não há interesse em se fazer qualquer movimento contrario, pois cada vez mais “[...] pessoas compram na expectativa de vender com lucro” (GALBRAITH, 1972, P. 40). É o prenuncio da arquitetura de um desastre.

http://web3.ufes.br/ppgps/sites/web3.ufes.br.ppgps/files/Stefania%20B.%20Vaccaro.pdf

Anônimo disse...

Mederão Cabra Indicador,

Se você vai de Lahorgue, nóis tbém vamu atrás.
Êta Cabra Macho!

Antonio Carvalho disse...

Prezado Dr. Medeiros.
Também apoiarei a chapa que tem como candidato o Lahorgue.
Sabemos que ainda não é hora de fazer campanha mas,fica a sinalização. Vamos nessa!
Abraço,
Carvalho

Medeiros disse...

Colegas,

Sobre a notícia de que aposentados ganharam o direito de participação nos lucros do BB, estou examinando a questão com cuidado e profundidade. Assim que chegar a uma conclusão, farei uma postagem especial só sobre o assunto, que , realmente, merece reflexão.

Sobre a eleição da Cassi, também será feita uma postagem especial.

Apenas uma coisa eu saliento, não é hora de caprichos, nem de ranços, nem de desentendimentos.

Infelizmente, mais uma vez a oposição se dividiu, apesar de todo o esforço no sentido contrário.

Nessa situação, a escolha tem que ser feita deixando de lado antigas desavenças ou rancores, se não a Contraf/Cut vai ganhar mais uma vez. O jogo deles é justamente esse: criar confusão e insinuações maliciosas.

Por favor, não vamos cair mais uma vez nessa cilada.

Anônimo disse...

AOS COLEGAS QUE TENHAM AÇÃO CONTRA A PREVI - No meu caso quem assinou pela PREVI foi uma sra. Kellen Gonzáles Maldini, mas não encontrei nenhuma qualificação dela como advogada inscrita na OAB, e também, no meu caso eu verifiquei e vi que a PREVI tem varios erros de representação no meu processo, tipo, procuração da diretoria anterior, pessoas que assinam sem identificação e sem procuração.
Fica o alerta para os colegas.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Colegas, tem um apelo sendo feito no blog do Ari a respeito de uma pensionista desesperada precisando da nossa ajuda. Trata-se da nossa colega de
nome Maria Helena. Dr. Medeiros e colegas, vamos ajudar. Da desespero ler

Roberto.

djpga disse...

Bom dia Medeiros, vou confiando em você, também apoiarei a chapa que tem como candidato o Lahorgue.

Anônimo disse...

Dr, Medeiros.
Temos uma colega de nome Maria Helena pedindo socorro no blog do Zanella. Já postei
aqui sobre ela e não foi publicado ainda.

Vamos ajudar minha gente!? Não nos fará mas pobre.

Pelo amor de deus pensionistas do Rio vão para a porta da Previ. Eles vão matar todos nós

Olha a conta.

Ag 0127-9 cc 37.362-1 no maldito BB ACABA DE MATAR PREVI!!! NÃO É ISSO QUE QUEREM?????? Aff....

Anônimo disse...

Medeiros pelo jeitão das coisas não vai ter bingo tão cedo heim? Depender deste time que está na Previ é só decepção... oremos, protestamos porque a coisa tá feia, o mês ficou muito comprido...haja fôlego...e vamos que vamos!

Anônimo disse...

CARO MEDEIROS, ESPERO QUE QUANDO O SENHOR LER O APELO FEITO DA SENHORA MARIA HELENA ELA JÁ NÃO TENHA MORRIDO. COMO ACONTECEU HÁ DOIS ANOS ATRÁS COM A PENSIONISTA FAVELADA. LEMBRA? A DONA M HELENA ESTÁ NO BLOG DO ARI ZANELLA IMPLORANDO AJUDA PARA ELA E O FILHO MENOR DE IDADE, UMA CRIANÇA QUE NÃO TEM CULPA DAS ARTIMANHAS MAQUIAVÉLICAS DA PREVI X BB.

COMO CIDADÃO QUE SOMOS ESPERO QUE O DR. NÃO DEIXE DE AJUDA-LA. FIZ UMA PEQUENA DOAÇÃO HOJE. VÁ AO BLOG DO ZANELLA E VEJA COM SEUS OLHOS O QUE ESSA SENHORA DISSE. ESPERO QUE OS NOSSOS COLEGAS E SEUS SEGUIDORES AJUDEM AMENIZAR O SOFRIMENTO DELA.

SEU SEGUIDOR E SÓCIO DA A AFABB-RS. ABRAÇÃO E VAMOS QUE VAMOS!

Medeiros disse...

Caros colegas,

Acho que o meu blog se desvia de sua finalidade cada vez que é utilizado para campanhas de benemerência. Existem outros meios mais eficientes e mais próprios na rede. Eu pessoalmente ajudo vários colegas e pensionistas verdadeiramente necessitados, e a AFABB RS também. Se o foco não for mantido estamos ferrados, principalmente agora nas eleições.

A Contraf/Cut está já a mil desde a divulgação das chapas. Sua estratégia é distrair, diversificar e procurar contaminar as chapas com chance de vitória com insinuações maldosas e acusações maliciosas. Não caiam nessa cilada, nesse verdadeiro conto do vigário. Por favor.

Goulart disse...

Caro Dr. Medeiros, já esta em pleno vapor o abaixo assinado virtual (Petição Eletronica) a favor de que as pensionistas passem a receber valores de 100% (a CEF paga 80%) as suas ou seus pensionistas. E ao que parece, a votação esta muito devagar. Vamos la minhas colegas pensionistas, vamos votar na petição (avaaz.com)e se não tiver acesso na internet, pedir para um filho, neto, amigo, vizinho, pois a CAUSA É NOBRE. Vamos sair da zona de CONFORTO. Aqui aposentado de Cambé-PR, Goulart, já votei e outro colega aposentado aqui de Cambé-PR, tambem. Estou solicitando as colegas de Londrina-PR, que façam o mesmo. Tudo de bom nobre colega Dr. Medeiros, e estamos aguardando sua indicação para votação nas chapas Cassi e Previ.

Anônimo disse...

Ilustre Mestre MEDEIROS:


Pela Vossa indicação, não votarei mais NULO, como pretendia. Agora estou com o Cláudio Lahorgue e não abro.

CARLOS ANDRÉ DA SILVA - Recife - (PE), 03.02.2014

Anônimo disse...

Dr.Medeiros,
Concordo com o Sr.sobre as campanhas de benemerência.Cada assunto no seu lugar,

Helena disse...

Boa tarde Sr. Medeiros.

Estou acessando o seu blog para lhe contar o seguinte: estou sim adoentada e precisando muito de ajuda. E fiz o apelo no blog do Sr. Ari Zanella, que prontamente me atendeu. Entendo sim querido, que estes espaços não foram feitos para que nós pensionistas, e aposentados do plano 1 pedíssemos ajuda. Entendo também que existem muitas Helenas, passando o mesmo sofrimento igual e pior do que o meu. Não tinha mais a onde recorrer, e por isso fiz isso. Vários colegas Dr. Medeiros, estão me ajudando e sinto-me um pouco mais aliviada, pois já não sinto fome com meu filho. Existem sim, outros meios para tal, só que eu não posso me locomover para lugares muitos distantes pois passo muito mal ao caminhar pois sinto-me fraca devido ao meu coração adoentado por uma cardiopatia bem severa. Não quero criar confusão e mal entendidos. Longe de mim qualquer coisa nesse sentido. Sou uma pessoa do bem e que muito lhe admira.

Quanto aos colegas que acessam no intuito de quererem me defender, é só porque gostam de mim pois devem me conhecer do Face, na qual fui sua amiga Dr. Medeiros. Fico imensamente agradecida, e peço aos colegas que não entrem aqui para quererem me ajudar pois atrapalha o bom andamento do blog. Obrigada e parabéns pelo belo trabalho em prol de todos nós. Deus abençoe o senhor.
Meu nome é Maria Helena, e sou mais conhecida por Lena. 17055020-6
Abraços.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, Quanto à Ação Civil Pública contra a resolução 26, ajuizada e distribuída em Brasília, qual vai ser o seu trâmite daqui pra frente?