ALERTA MÁXIMO

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

A liquidação do AERUS, fundo de pensão da Varig, ontem decretada pela PREVIC, deve servir de alerta máximo para nós.

Não importa que essa medida tenha sido até considerada benéfica por participantes do AERUS, considerando que a partir de agora as dívidas trabalhistas e multas passarão a ter tratamento secundário face às aposentadorias e pensões.

O que interessa é o fato de que o AERUS entrou em liquidação, alguns planos não tem recursos para sobreviver ao mes de março, quando se espera que cerca de cinco mil aposentados e pensionistas nada mais terão a receber do fundo, do total de onze mil.

Portanto, os aeroviários ficarão a ver navios.  Uma ironia, uma tristeza !  Alguns morrreram de enfarte, outros de AVC, alguns se suicidaram.  Conheço vários casos. Convém nunca esquecer o relato de um colega que pegou um táxi no Rio guiado por um ex comandante de boeing da Varig, que ganhava o seu sustento e de sua família agora como motorista, pois o AERUS lhe pagava menos de hum mil reais por mes.

O Presidente Dan Conrado e os diretores da PREVI falaram para nós, na novembrada, que o caso do AERUS não poderia ser invocado como experiência nem lição para a PREVI, pois um nada tem a ver com o outro, inclusive Dan Conrado confidenciou que seu sogro era do AERUS, por isso ele conhecia bem a situação.

Não é o que eu penso. Também conheci de perto a aflição dos associados do AERUS quando a patrocinadora VARIG passou a se apropriar de recursos do fundo para fazer voar os aviões, adquirir combustíveis, pagar salários atrasados.  E lembro as promessas do Governo de resgatar antigos compromissos e pagar diferenças reconhecidas na Justiça que alavancariam o AERUS.

Também assisti as promessas do BNDES e do BB de fazer empréstimos mirabolantes, até de obrigar a PREVI a comprar ações da VARIG, o que terminou não acontecendo.  Li na imprensa boquiaberto que uma parcela do Governo do PT, liderada por José Dirceu, torceu e manipulou pela quebra da VArig para favorecer a TAM e a GOL.  Conheço a novela, conheço as lutas do dr. Maia para proteger direitos violados impunemente

.  O que faltou, com toda a sinceridade, foi mobilização dos participantes na defesa do que era deles. Não acreditaram nunca que a poderosa Varig fosse quebrar, que o poderoso fundo AERUS fosse ser liquidado. E por isso não votaram nas assembléias em seus representantes, naqueles que poderiam resistir ao massacre, não protestaram, não foram às ruas, só agora, e mesmo assim em pequeno número. Pois deu no que deu. Liquidação.

Querem que isso aconteça com a nossa PREVI ?  Ou não ?  Acham que realmente isso nunca vai nos acontecer ?  Vão continuar votando nos Pizzolatos ?

Caros colegas, por favor, acendam a luz vermelha de alerta máximo.  Já não basta a luz amarela. Já foi ultrapassada. Estamos no limiar do perigo, nas proximidades do abismo. Não permitam que seja dado o passo a frente.

As eleições estão aí na frente. Despertem. A sirene está tocando. O alerta máximo está dado. Não queremos ser outro AERUS.  Só depende de vocês. Não desperdice seu voto. Seu futuro e sua tranquilidade depende disso.

47 comentários:

Antonio Carvalho disse...

Prezado Medeiros:
Seus comentários, alertas e chamamentos, além de servirem para reflexões, são necessários para acordar a maioria dos colegas aposentados que continuam acomodados, na zona de conforto, acreditando que nada de ruim pode acontecer. Já li e já ouvir da Diretoria da PREVI o seguinte comentário: "A PREVI não é grande e nem é pequena. É do tamanho de suas responsabilidades". Devemos ter cuidados ao escolher nos responsáveis, que além de competentes, devem ser comprometidos. Ouço muitos bradarem: A PREVI É GRANDE! É verdade! O TITANIC também era grande, o maior do mundo e por imperícia no comando foi afundado em poucas horas. Milhares perderam a vida. Na noite de 13 de janeiro de 2012, pasmos, assistimos o afundamento do navio Costa Concórdia, também por irresponsabilidade do comando e muitas vidas se foram. Paro com estes 2 exemplos. Recebi um e-mail de um colega com informações repassadas pela PREVI a respeito de investimentos. Estou analisando e refletindo, para possível comentário.
Para início de mudança em nossa PREVI temos uma arma forte: O VOTO. Se bem usado, pode fazer a diferença.
Abraço
Carvalho

Jair Bork disse...

Tudo bem, Dr. Medeiros. Vamos nos mobilizar, votar nas pessoas que você indicar, mas será que isso adiantará de alguma coisa? Os Diretores escolhidos por nós sempre serão minoria, há o tal do voto de minerva e os caminhos trilhados pela PREVI sempre serão aqueles que o Banco ou o Governo quiserem. Ou estou errado? Mas mesmo assim, como não conheço pessoalmente os candidatos, votarei nos que você indicar, prometo. E vamos que vamos.

Anônimo disse...

Medeiros,
Parabéns pelas suas colocações, mais realistas, impossível.
A prova se nossos colegas realmente "acordaram para a vida" deixando suas confortáveis, porém efêmeras, poltronas será as eleições da Cassi e Previ que se aproximam. O percentual de votantes será o indicador. Precisamos mostrar para nossos adversários que estamos sim, dispostos a virar o jogo. Que aquela leniência do passado passou. Que os aposentados também decidem as eleições e não somente os da ativa, como dantes.
Mas, não sei não, vejo um ambiente estranho... parece como pessoas que levaram uma pancada que não esperavam e ainda estão meio tontas.
Que essas suas ponderações, bastante enfáticas, alertem nosso povo. O tempo é hoje, o momento é agora. Depois não adianta chorar.
Que Deus nos ajude.
Celio

Anônimo disse...

Medeiros,
Parabéns pelas suas colocações, mais realistas, impossível.
A prova se nossos colegas realmente "acordaram para a vida" deixando suas confortáveis, porém efêmeras, poltronas será as eleições da Cassi e Previ que se aproximam. O percentual de votantes será o indicador. Precisamos mostrar para nossos adversários que estamos sim, dispostos a virar o jogo. Que aquela leniência do passado passou. Que os aposentados também decidem as eleições e não somente os da ativa, como dantes.
Mas, não sei não, vejo um ambiente estranho... parece como pessoas que levaram uma pancada que não esperavam e ainda estão meio tontas.
Que essas suas ponderações, bastante enfáticas, alertem nosso povo. O tempo é hoje, o momento é agora. Depois não adianta chorar.
Que Deus nos ajude.
Celio

djpga disse...

Lamentável o caso da Varig e AERUS. É por estas e outras que conto com você Medeiros na PREVI. Tenha certeza que votarei e farei campanha para você.

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Penso que boa parte do problema pode e deve ser resolvido pelos aposentados & pensionistas, comparecendo em massa e votando naqueles sobre os quais recaem as nossas esperanças de dias melhores. Mas também entendo que uma parte dessa responsabilidade pertence àqueles que irão se candidatar nas eleições Previ-2014, como opositores ao continuísmo que se pretende perpetuar na administração do “PB-1”. Ainda acho que há tempo para se construir alianças nas hostes da oposição com vistas à apresentação de apenas uma chapa, que seja bem forte e recheada de nomes sobre os quais depositamos a nossa total confiança. Esses nomes ocuparão cargos na categoria de efetivos e, jamais, como suplentes.

Medeiros disse...

Jorge, Celio, Carvalho e demais colegas.

Tenho recebido frequentes colocações e até críticas por ter me apresentado como candidato ao cargo de suplente do conselho deliberativo para a PREVI.

Explico aqui que não é por comodidade minha. E´ porque os cargos de titulares são os mais visados e é através deles que podem ser feitas alianças no sentido de unificar a oposição.
Então, a intenção foi essa. Não fujo à luta,o blog está bombando, recebo inúmeros telefonemas de apoio e emails de todo o país, deixo apenas mais espaço para as parcerias e alianças que podem conduzir a vitória contra a situação. Espero que compreendam e agradeço a deferência com que me honram ao lembrar do meu nome para a titularidade. Obrigado.

sss disse...

Bom, salário pequeno por salário pequeno hoje o meu bruto é menos de 1.000,00 e o líquido é de R$619,17.

Quanto à terrível expectativa de acontecer o pior, já cansei de alertar. Aos colegas que deitam suas cabeças no travesseiro e dormem como um bebê, correm o risco de acordarem num belo dia 20...digo, terrível dia 20, acessarem suas contas e virem que estão zeradas. Naquele dia chorar não irá adiantar e muitos irão chorar pra Jesus...

Anônimo disse...

Aí está parte do meu pesadelo se tornando realidade, nunca senti segurança com relação a Previ. Essas constantes mudanças em nosso regulamento, esses vários guetos que temos no PB1, ainda vai acabar muito mal. Ou damos um basta, e já, tornamos o regulamento mais justo com tetos e pisos razoáveis. Do jeito que está mais parece a casa da mãe joana.

Anônimo disse...

Caro dr. Medeiros,

O doutor ganhou o meu voto nas eleições Previ e mais a campanha que vou fazer junto a colegas. Sabe como ? Não foi por esta postagem de alerta máximo, que por sinal está muito boa. Foi atavés do comentário de sua neta Paola na postagem anterior. Se ela lhe ama muito, como declara, depois do doutor ter pegado no pé dela como pegou, nos tres anos que ela passou no seu apartamento, é porque o doutor é muito bom mesmo.

Anônimo disse...

Vou pela Paola como cabo eleitoral do avô. Voto no Medeiros. Bravos.

Ruben Moreira - MT

Anônimo disse...

Dr.Medeiros,

muito bem colocado.

temos que entender que a frase:
"meu sogro é do AERUS" não
significa nada.

temos, sim, que ouvir o som
do murro que certamente foi
dado na mesa: "vamos dar um
basta, um calaboca nesse
pessoal da novembrada; vamos
retirar o BET antes do tempo,
vamos cobrar contribuição
para aposentadoria de quem
JÁ CONTRIBUIU com 360 parcelas
e de quebra contrinuaremos
enrolando o teto 45 dinheiros.
pensionistas, kkkk".

essa é a realidade que vejo.
abr.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros foi comentado em seu blog que aquela reunião da ANABB com a Previ, sobre o BET, teria como finalidade jogar agua fria na fervura. Concordo plenamente, depois da dita reunião arrumada, o pessoal esfriou. É por isso que a ANABB, PREVI, E OUTRAS, só dão atenção para o pessoal da ativa.
APESAR DOS ESFORÇOS DE ALGUNS, NÃO TEM MOBILIZAÇÃO ENTRE OS APOSENTADOS...SÃO APÁTICOS, ESTÃO ESPERANDO ACONTECER, QUE CAIA DO CÉU...DR. ESTOU PESSIMISTA, NÃO CONFIO NOS DIRIGENTES DA PREVI, ANABB, BB, ETC. A ESPERANÇA ESTÁ COM VC MEDEIROS. VAMOS QUE VAMOS

Anônimo disse...

A verdade, Medeiros, é que a gente gostaria de te ver concorrendo como titular e não como suplente. Você tem a personalidade de agir como titular, garanto que nunca foi suplente de nada. Mas a explicação que deste foi racional. Se os que estão coordenando a chapa da oposição tambem forem racionais vão te colocar de titular e não de suplente. E´o que os teus seguidores desejam.

Grupo de aposentados de São Paulo

Anônimo disse...

Parabens Medeiros pela tua parte e da AFABB RS. O Augusto já está com o guindaste. Neca pagou 8.100 e faltam só 1.000 reais. Maravilhosa campanha de solidariedade. Você demonstra que faz festas para a Neta mas também colabora com ações sociais.

Cada vez te admiro mais e vou fazer uma baita campanha pra ti e pra quem tu indicar.

Gonçalves - SP

sss disse...

Segue, abaixo, cópia de email que passei à Previ e resposta daquela Entidade:
Bom dia, gentileza fazer chegar este comunicado às mãos do Sr. Dan Conrado ou do Sr. Marcel
Senhores Gestores, a nova e dura realidade financeira pelas quais milhares de aposentados e pensionistas dessa Previ passam, é fato. Como bem diz a música de Roberto Carlos: "Nesse submundo onde estou, sobrevivo sem saber quem sou". Essa é a minha realidade no momento. Trabalhei durante 30 anos e hoje na aposentadoria me vejo sem ter onde morar. Sim, porque o dinheiro que recebo não permite, sequer, pagar o aluguel do barraco node moro. Entre passar fome e morar debaixo da ponte, prefiro a segunda opção, os senhores concordam comigo, não?

Em dezembro último passado, tive um salário líquido de R$ 1391,25 que, em janeiro de 2014 caiu para R$ 619,17. Uma redução da ordem de R$ 772,08, ou seja, mais de 50%. Os senhores entenderam, não?

Mas o ponto preponderante onde quero chegar é a retomada da cobrança da mensalidade Previ, por que vir no mesmo momento da retirada de mais da metade de nossos salários? Não poderia vir um ou dois meses depois? Sim, nos daria tempo, ao menos, de usar a leve subida de MARGEM CONSIGADA com a correção de salários para se obter um último empréstimo simples e sanar alguns débitos que, agora, ficarão na inadimplência, já que o desconto da mensalidade negativou a MC de muita gente, tirando-lhes quaisquer possibilidades da renovação do ferido empréstimo simples. Não queremos nada de ilegal que venha da Previ, mas precisamos, MUITÍSSIMO de sua compreensão, e um pouco dessa compreensão seria UM REAJUSTE NA MARGEM CONSIGNÁVEL. Tudo que a Previ tem de fazer é aproveita a suspensão da mensalidade Previ e fazer o reajuste na MC. Será que a Previ correria o risco de falência e não sabíamos desse fato? Não acredito que se nesse mês de janeiro não houvesse o desconto da mensalidade Previ, ela correria o risco de falência.

Por fim senhores, quando eu disse morar debaixo da ponte, é realmente ir morar ali, não é blefe não. Tenho um prazo para acertar meu débito com o dono do barraco, se não o fizer, serei, no primeiro momento solicitado a desocupação e posteriormente serei despejado. O primeiro momento já passou, estou aguardando o segundo. PELO AMOR DE DEUS, façam o ajuste da MC com base no reajuste salarial. Aguardo uma resposta amenizadora. Obrigado.

RESPOSTA DA PREVI:

atend@previ.com.br
11:34 (Há 41 minutos)

para mim
e-mail: manoelsalesde@gmail.com

Senhor Manoel,

Embora sensibilizados com as dificuldades relatadas, não será possÿvel atendê-lo.

Recebemos elevado número de solicitações especiais que não podem ser acatadas individualmente devido ao tratamento isonÿmico que a PREVI procura adotar.

Por oportuno, cumpre esclarecer que o valor da prestação, embora suspensa, continua sensibilizando o cálculo da Margem Consignável para contratação/renovação do ES.

Atenciosamente,



RICARDO OLIVEIRA
Gerência de Atendimento
PREVI

O retorno desta mensagem não é monitorado. Caso necessite respondê-la, encaminhe sua mensagem por meio da seção Fale Conosco, opção Participante.

Anônimo disse...

Realmente muitos dos nossos colegas aposentados, principalmente os mais antigos, ainda veem a PREVI como um fundo bastante sólido. Em conversa com alguns, vi que esta sensação vem dos altos benefícios pagos no passado que estes colegas ainda recebem.
Eu até acredito que a PREVI esteja sólida. Mas bastam pelo menos 2 ou 3 gestões temerárias como esta para nos colocar no mesmo caminho do AERUS.
Portanto, o Dr. tem razão. Hoje é o medo. Amanhã, a realidade.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, você, como sempre, mostrou muita elegância ao optar pela suplência para facilitar a costura de uma chapa de consenso e competitiva para as eleições que se aproximam, mas de minha parte só acreditarei nessa chapa se o candidato escolhido para a titularidade for humilde o suficiente para lhe oferecer a vaga. Digo isso por acreditar que essa é a vontade da grande maioria dos que ainda querem lutar e ..."vamos que vamos".

Alvorino Osvaldt disse...

Caro MEdeiros!
Concordo plenamente com vocÊ. Acho que chegou mais do que o momento de sabermos concretamente os nomes apoiados pelas entidades que nos defendem... E VOTARMOS NELES! SÓ NELES!!!

Anônimo disse...

voces viram a resposta da Previ para esse nosso colega? Não estão nem ai, não é mesmo? A agua ainda não bateu na bunda deles, mas vai bater .
Vamos para a porta da previ, pessoal

fernando disse...

Dr MEDEIROS, estando a chapa formada, temos que atacar os colegas da ativa, pois aí é que se define as eleições. E tbm é aí que os sindicatos estão em cima. Temos que usar nossas agências, onde temos conta, e fazer um corpo a corpo com os colegas. Quanto aos aposentados ,digo os mais antigos, esses por ainda estar num patamar de salário bem acima da média, não se ligam a eleições, tanto por doença e nao acessarem a internet, jornais, bem como assim, as pensionistas. E vamos á luta

Alcides Maurício disse...

Definidas as chapas Cassi/Previ farei campanha,pessoalmente, junto aos colegas aposentados e aos da ativa, e pela internet .

Anônimo disse...

Emérito Professor MEDEIROS:


Nas agências, o BB não nos deixará entrar. Para fazermos campanha temos de fazê-la na Sala dos Aposentados, AABBs, etc.

Everton disse...

esses dirigentes não tão nem aí com a Previ. Entrem no sitio do TST e vejam a quantidade de ações que advogados e escritórios contratados da Previ estão entrando com embargos protelatórios e a Previ está recebendo multa de 10% sobre o valor das ações em todos eles.
Qual será o interesse desses profissionais ou então de quem os contratou?

Anônimo disse...

A Anabb acaba de publicar um comunicado sobre as criticas que vem recebendo por não se posicionar contra as recentes decisões da PREVI, bem como a res.26.
Além de jogar para nós a responsabilidade pelo fim do BET, a Anabb deixou claro que interesses ela defende, senão vejamos:

-No caso do fim do BET e volta das contribuições, a Anabb por pouco não nos chama de otários(talvez até sejamos mesmo), pois tudo o que a PREVI fez foi com nossa autorização e estava tudo no acordo assinado em 2010. Ou seja, assinamos o que não lemos, ou não lemos o que assinamos, se assim preferirem.
-Em relação ao pedido dos funcionários da ativa pagarem as contribuições usando o BET acumulado, eis o que diz a Anabb:
"Recebemos críticas por defender que os colegas do Plano 1 que ainda estão na ativa possam pagar seus compromissos para com a Previ com os recursos que já lhes pertencem, mas que ainda estão considerados indisponíveis. Lembramos, em primeiro lugar, que o BB, que também tem recursos na Previ, poderá pagar suas contribuições com esses valores oriundos da distribuição do BET. E não vemos qualquer sentido em impedir que os recursos de mesma fonte sejam usados por trabalhadores, ao invés de obrigá-los a pegarem empréstimos ou sacrificarem ainda mais seus orçamentos familiares."

Com este discurso, a Anabb deixa bem claro de que lado ela está, afinal, a maioria das suas contribuições deve vir do pessoal da ativa, não é?

Anônimo disse...

.estao com as quatro patas no nosso fundo de pensao.os sinais estao sendo dados ha muito tempo,culminou com a retirada do bet.roubalheira,incompetencia,servilismo ao governo,defesa dos "proprios interesses",eh a face dessa diretoria,a meu ver!

Anônimo disse...

Tem um clg, que comentou sobre o número de aposentados e a força do voto, me pareceu bem coerente, seria bom divulgar mais esses dados para que possamos acreditar e lutar em vez de achar que só tem vez os da ativa.

Anônimo disse...

Parabens pela postagem. Verdadeira, corajosa, temos que abrir os olhos, só você consegue trazer assuntos reais e impactantes para que nós possamos nos mobilizar.

Anônimo disse...

Não queremos que a Previ se transforme num AERUS. Votem no Medeiros. Esse deve ser o slogan da campanha. Vamos nessa gente.

Anônimo disse...

Não queremos que a Previ se transforme num AERUS. Votem no Medeiros. Esse deve ser o slogan da campanha. Vamos nessa gente.

Anônimo disse...

Boa idéia, mas o Medeiros tem que deixar da besteira de ser suplente e ser titular na chapa, só assim vai fazer os aposentados trabalharem na campanha.

Anônimo disse...

Medeirão, quando vamos saber a chapa da Previ ? oS HOMENS JÁ TEM A DELES, estão junto com a AAFBB, quem diria, por isso lá no conselho a questão do teto não evoluiu nunca.

Anônimo disse...

Medeirão, quando vamos saber a chapa da Previ ? oS HOMENS JÁ TEM A DELES, estão junto com a AAFBB, quem diria, por isso lá no conselho a questão do teto não evoluiu nunca.

Everton disse...

Grupo J&F negocia mais de 2,8 bilhões com fundos para ampliar industria -
Veja a notícia na Folha de São Paulo - Tá explicado por que não temos dinheiro para o BET é para os apadrinhados do ex-presidente. Vamos mais uma vez bancar empresas de grupos familiares e depois como Costa do Sauipe, Parque de Aparecida, parque de Jundiai ficamos apenas com o prejuizo.

Anônimo disse...

Dr.Medeiros,

Dra.Ramona ( Cuba ) declarou:

"fui enganada pelo governo "

nós também.

abr.

Anônimo disse...

Interessante registrar que quem assinou o acordo(referendo aos 7.5 bi para o Bb), não foram os participantes e assistidos.
Foram seus esclarecidos representantes, entre eles a ANABB.
Quanto a "informar" que 80% aprovou o acordo (?) é a mesma informação distorcida dada pela Previ.
Foi 80% dos que VOTARAM , aliás uma quantidade insignificante de participantes e assistidos( eta palavrinha ).
Distorcem a informação para parecer que foi aprovado o SIM pela maioria dos participantes e assistidos, transferindo-nos a "culpa".
Os que assinaram leram sim o conteúdo do acordo e do memorando.
Poucos votaram contra e então tem argumento a seu favor a Previ e a Anabb.

Anônimo disse...

Se para a assinatura do memorando de 2010 pesaram a votação dos assistidos, peso muito maior teve a Anabb que fez propaganda descarada para o SIM, ou já esqueceram? Aliás, foi o que pesou para que eu votasse NÃO.

antonio americano do brasil borges disse...

Caro Dr. Medeiros,
Aquele protesto judicial de alguns anos atrás,do qual faço parte, pode de algum modo nos defender caso haja algum baque da PREVI?
Obrigado
Antonio Americano
Goiania (GO)

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

ALERTA VERMELHO

Precisamos observar seriamente os investimentos da PREVI relacionados a empresas que obtiveram financiamentos do BNDES.

Muito desses financiamentos foram direcionados aos amigos do Lula (9dedos), em que possivelmente não foram observados os critérios usuais de um bom financiamento.

Não basta verificar investimentos diretos da PREVI mas, também, as participações em fundos de investimentos criados para essa finalidade. O perigo maior pode estar ai.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

ALERTA VERMELHO

O grupo JBS (J&F) está muito endividado e isso é muito perigoso, pois, esta "crescendo" somente com recursos de terceiros.

Com capital menor mas que mantém o controle acionário com a maioria das ações ordinárias com direito a voto em suas mãos e os outros só entram com o capital (ações preferenciais sem direito a voto).

Em caso de prejuízo o grupo é o que menos perde.

Vide abaixo reportagem da Folha S. Paulo, no link abaixo:

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/02/1410942-grupo-jf-negocia-mais-r-28-bilhoes-com-fundos-para-ampliar-industria.shtml

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, eu não entendo direito das normas que regem o plano 1 da Previ, mas nós não poderíamos oferecer em troca do apoio dos funcionários participantes da nova Previ, lutar para que o nosso espólio(plano 1)fique para eles???

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, não entendo o porque de nós sermos os donos e quem manda é o Banco, nós somos os donos do plano mais rico e quem elege os representantes são os do plano menor. Não há a possibilidade de sermos independentes, já que nosso plano é fechado? O que os outros tem a ver com o Previ 1????

Anônimo disse...

Buenas.
Para reflexão.
Já se deram conta que a retirada do BET e a volta da contribuição PREVI, em um ano de eleições, é para a chapa da situação um tiro no pé.
Pois bem.
No meu entendimento, e salvo melhor juízo, estas atitudes não tiveram outra opção, e fico também muito preocupado com a situação da PREVI (putz, quase que digo nossa).
Acho que o navio está fazendo água, e os urubus estão voando, só bombeando o moribundo.
Deus queira que eu esteja equivocado.
Rovere

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

EM LETRAS GARRAFAIS, MESMO!!!

POR FAVOR, EM BENEFÍCIO DE TODOS DE BEM, ABRACE A CANDIDATURA A UM CARGO DE DIRETOR,NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES NA PREVI, JÁ LHE MANDEI UM EMAIL, PARA QUEM CONSEGUI ATÉ O MOMENTO ENVIAR, INCLUSIVE PARA O NOBRE DOUTOR.
SE OS BONS NÃO NOS DIRIGIR OS MAUS TOMARÃO CONTA.
REPENSE SUA DECISÃO AO MESMO TEMPO EM QUE CONVOCO A TODOS QUE AQUI FREQUENTAM, QUE FAÇAM CORO COMIGO!!!
CELSO BERNARDES
FORMIGA/MG

Anônimo disse...

O VOTO - Será que temos realmente O VOTO. Acredito que a maioria dos aposentados já compreenderam que na realidade não tem é nada e, por isso, se abstem de votar. Por que não temos nada, simnples, nós não temos nenhum compromisso daqueles que serão eleitos para que possamos destitui-los e/ou substitui-los. Então é evidente que quem conseguiu lograr exito em ser eleito vai querer as benesses do cargo e não terá nenhum compromisso com as dificuldades.
Aliás isso não acontece só na PREVI a nossa democracia funciona assim, depois de eleitos, adeus aos trouxas, digo, eleitores.

Anônimo disse...

O MST com 16000 pessoas fez o STF e a Dilma recebe-los. E nós? Aqui nos blogs só reclamar. Parece combinado não? Meu medo é que depois das eleições alguns blogs sr apaguem.

Anônimo disse...

Comentário das 16.31 de ontem.
O assunto preocupa.
Pedimos transparência nos investimentos.
Pedimos, também, como nos indica mestre Edgardo, PLENO ACESSO.
O número 7,5 bi nos persegue.