ESPETÁCULO DEPRIMENTE

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Procurei assistir a apresentação dos dirigentes da PREVI sobre as contas do exercício 2013, mas não consegui. Lamento dizer que cochilei várias vezes. Não foi por velhice, foi por chatice mesmo. Impossível acompanhar com a devida atenção. O espetáculo foi deprimente.

Acho que os diretores estavam envergonhados ou encabulados com o pífio resultado e com os dados que se dispuseram a nos informar.  Por isso não apareceram na tela do computador. Não deram o ar de sua graça.  Só apareceu a voz deles, monótona, cansada, arrastada, furtiva. Desfilaram na tela uma coleção de slides quase sempre atrasados.  Deprimente.

Não consegui que me dessem a honra de perguntar.  Minha pergunta não foi atendida.

Quando da novembrada o Presidente Dan Conrado prometeu solenemente, na frente de toda a comissão, acho que a Leopoldina gravou em vídeo, que o relatório deste ano conteria, além da média, o benefício mais alto e o mais baixo pago pela Previ.  Dan Conrado não cumpriu o prometido, não honrou a sua palavra.  Minha pergunta era a esse respeito.

Também queria saber uma posição dele, presidente Dan Conrado, sobre a cobrança que a Previ está fazendo dos autores dos processos de cesta alimentação para restituir valores recebidos por liminares, mesmo sabendo do caráter alimentar da verba e da boa fé deles.

O que gravei, entre um cochilo e outro, havia momentos que o som sumia ou ficava baixo demais, é que os diretores eleitos enfatizaram a necessidade do BB aprovar as coisas, como, por exemplo, o teto dos benefícios, que não se pode alterar o regulamento sem aprovação do BB, na realidade senti a confissão como uma declaração de impotência. Deprimente.

Finalmente, e o pessoal do Rio onde estava ?  Não se manifestou ?  Não vaiou ?  Aceitou o sarcasmo ?

Pensei que ia ser uma palhaçada.  Foi pior. Foi um espetáculo deprimente. Salvo melhor juízo.

88 comentários:

Anônimo disse...

Houve a informação de que o benefício máximo é de aproximadamente R$ 40 mil reais e o benefício minimo de um pouco mais de 900 reais.

Anônimo disse...

Achei que iria ter algum debate. Foi uma chatice ver, de novo, aqueles gráficos irritantes. Aja saco!

Anônimo disse...

Bicho sem sal é o tal do carioca.
Oh povinho preguiçoso. Nao adianta contar com eles.

Anônimo disse...

A única esperança que deram, na fala do Sr. Dan Conrado, foi que estavam estudando melhorias no ES. Dívida não resolve o nosso problema.

Anônimo disse...

deprimente eh a palavra certa.nao vi o espetaculo de hoje, mas defini assim a unica vez q vi o circo da previ ha alguns anos aqui em minha cidade.nao mudou nada,soh a "chefia"!

rafael campagnoli disse...

Para quem foi gerente do BB até há pouco tempo, com o mesmo Dan à frente, o padrão dos encontros de administradores continua o mesmo de ... DANtes! Não há nenhum espaço para o contraditório. Toda a diretoria sabia de antemão que o assunto que mais interessa a todos os integrantes do Plano 1 ( que detém 90% dos 170 bilhões ) é sobre o fim do BET e retorno de contribuições ... Com um patrimônio desses a Previ ANDA SOZINHA! Eles só repetiram a ladainha que obedecem a Resolução 26 etc ... Mas pelo menos notei ( posso estar errado ) o despreparo do nosso diretor de seguridade do Plano Futuro, frente aos demais diretores ... E vejam: ele é o responsável direto pela seguridade do PB 1! Num dado momento disse que o autopatrocinado recebe benefício, não é patrocinador! Portanto, patrocinador não pode receber benefício!!! E os 7,5 bilhões doados ao BB Patrocinador, que não é participante??? aí pode? A apresentação, como sempre, só serviu para marcar e justificar as posições do status quo.Nada, nenhuma luz para nós. Como não tem mais metas para nos cobrar e humilhar, fazem o mesmo quando nos impõem uma angústia e amargura sem fim! Continuamos sofrendo do mesmo jeito, e nunca pensamos que aposentaríamos pela imponente Previ para ficar nessa condição.

Anônimo disse...

os cariocas soh estao preocupados com o carnaval e com o qto vao faturar com a copa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Não aguentei 5 minutos. O Doutor tem razão: slides atrasados, voz monocórdia, lembrando pessoa deprimida. Um fiasco.

Anônimo disse...

Se alguém disse que o menor benefício e um pouco maior que R$ 900,00 mentiu, pois eu recebo da previ o valor de R$ 860,31.

Carlos-Rio Pardo(RS) disse...

Dr. Medeiros - Uma dúvida: Quanto ao comentário do anônimo das 20:26h, é verdade que o Sr. Dan Conrado informou que a Previ está estudando melhorias no ES? Aguardo um retorno e agradeço desde já. Abr,carlos.

Anônimo disse...

Perda de tempo. Repetição do que já foi muito mal explicado. Oscar A Bach Jr

Antonio Carvalho disse...

Caro Medeiros:
Na hora da apresentação tive que sair de casa. Ao que Você comenta não perdi nada.Ouvir o finalzinho quando o Dan e o Marcel responderam algumas perguntas e como sempre tentando nos enganar. Me lembro de algumas afirmativas como:
- "Havendo novas reservas serão distribuídas ao participantes". Nada falou que o Banco levou e vai continuar levando a metade. Devemos pressionar o Senado para aprovação do PDS 275/2012 para impedir o Banco de levar novas reservas. Vou me movimentar neste sentido esta semana, pois, cataloguei mais de 30 mil assinaturas.
- "Não existe estudos para mudança nos critérios de reajustes". Lembro que existe uma sugestão minha dormindo na ANABB há cerca de um ano.
- Voltaram a admitir que o resultado é conjuntural mas não criaram alternativas para a tal conjuntura, que é verdadeira. Receberam mais de 12 mil pedidos para criação de alternativas e nada falaram a respeito. Vou encaminhar novo pedido, anexando os mais de 12 mil requerimento.
Na entrevista divulgada pela ANAPAR o Dan volta a informa que foram repassados mais de R$ 20 bilhões de benefícios mas nada fala sobre os mais de R$ 30 bilhões repassados ao Banco.
Falaram muito de transparência, que não existe.
Abraço,
Carvalho

caos e ordem disse...

PARA ONDE VAMOS - Quem quiser pode ler o que saiu na FOLHA DE SP sobre a FRIBOI. Agora nós também corremos o risco de ver o dinheiro da PREVI ir parar na mão desses oportunistas IRMÃOS BATISTA.leia em http://ossamisakamori.blogspot.com.br/2014/01/jbsfriboi-devera-financiar-dilma-2014.html

Cláudio Almeida disse...


Dr.

Como não consegui ver imagem de nossos dirigentes pensei tratar-se de dificuldade minha com a internet.

Pode?

Um absurdo!

Só resta, no dizer deles,estudos sobre suspensão, por mais alguns meses, das parcelas do ES.

Cerca de 20.000 participantes solicitaram a suspensão de jan/fev/mar/2014.

Vamos solicitar nova suspensão.

É o que resta, lembrando que tanto a suspensão e até a contratação são OPCIONAIS.

Dispensando o fogo amigo.

Abraços

mesquitasantana disse...

Dr. Medeiros.

Meu prezado e bravo líder, relógio que atrasa não adianta, então vamos trocar o relógio. PT, PMDB, PSDB, são todos relógios que somente atrasam, então...

abraços
Eusebio

Anônimo disse...

Colega Medeiros:

Aproveito a oportunidade para dizer que vc foi citado, assisti a pifia apresentação e houve a resposta do Marcel a sua pergunta, sem citar o seu nome, foi informado que o teto mais alto e 39.000,00 e o mais baixo de 998,00, o diretor Rene Sanda tambem ironizou um comentario seu no blog sobre a Eldorado, vale a pena rever, tudo o que foi dito para nós não interessa, falaram de tempos dificeis e pelo jeito, nós dependemos da Bolsa de Valores, para conseguirmos Supervit novamente,
Um abraço!
Jurandir Waltrich - BC/SC

Anônimo disse...

O Marcel também disse que não existe a menor possibilidade de alteração das regras do ES (170). Disse que a Previ não quer onerar ainda mais os assistidos.

Anônimo disse...

Muito bem, a Previ não quer onerar ainda mais os seus assistidos, por que não estamos recebendo o que é justo? Cadê a revisão nos benefícios?

Medeiros disse...

Caros colegas,

Que eles monitoram o meu blog isso eu sei, mas não ouvi a referência irônica quanto à Eldorado. Deviam me dar o direito de resposta.

Sobre o ES ouvi mais uma vez o Marcel dizendo que se preocupa demais com o endividamento dos assistidos, que não quer infringir princípios de educação financeira, que o modelo que está aí é o melhor que existe, etc..

Mas o Dan teria falado que estão estudando a possibilidade de extensão da suspensão do pagamento do ES por mais tres meses, mas depende dos requerimentos, pois houve gente que pediu e já desistiu.

Sobre o maior e menor benefício, na realidade o que eu queria cobrar não é a informação apenas, é o compromisso que Dan assumiu de colocar essas informações expressas no relatório, escritas e não oralmente.

A sensação que tenho hoje a respeito de toda a diretoria é muito ruim, é de que é a pior diretoria que a Previ já teve. Por isso eles tem vergonha e medo de aparecer na tela.

Será que não é o caso de repetir a expressão da Isa Musa ao Sasseron: Vade retro Satanás ?

Anônimo disse...

A contribuição de nossa colega Cecília Garcez sobre o dia de ontem:

Resultado Previ 2013

Posted: 24 Feb 2014 03:31 PM PST

Hoje, dia 24.02, foi transmitida a apresentação do resultado 2013 da Previ pela internet. Infelizmente, não podíamos ver os nossos dirigentes, ouvíamos apenas suas vozes e um "ppt" (power point) bem resumido do que seriam os pontos mais importantes. As perguntas foram respondidas de forma muito superficial e, em alguns casos, principalmente dos eleitos, de forma totalmente despreparada e com informações incoerentes com outras divulgações feitas pela entidade. Infelizmente, essa apresentação não foi disponibilizada, espero que seja, pois caso contrário, será configurada uma total falta de transparência.

Alguns pontos para destacar, principalmente em relação à rentabilidade muito abaixo da meta atuarial (INPC + 5%) na maioria dos casos.

No Plano 1, a renda variável teve 6,4% de rentabilidade, o que não foi ruim, quando olhamos o índice Bovespa, que foi negativo, porém quando analisamos que vários ativos, como Vale, Neoenergia, Invepar, entre outros, são avaliados por valor econômico e que não sabemos de que forma foram avaliados e se consideraram as perspectivas reais desses ativos, fica difícil de afirmar que essa rentabilidade informada está coerente com a realidade do mercado. Sabemos que a empresa Vale teve uma desvalorização muito forte nos últimos dois anos, por exemplo.
Em relação à Renda Fixa (rentabilidade de 8,1%), que também ficou muito abaixo da meta (INPC + 5,5%, ou seja, 11,4%), teve como justificativa a elevação da taxa de juros, alegando que a opção por títulos longos trouxe uma perda de valor no presente. Sinceramente, não me convenceu muito e acho que tem muito mais que não foi informado.

O Plano Previ Futuro foi pior ainda. Os investimentos em renda variável foram responsáveis por uma rentabilidade negativa de 2,9% (meta: 10,8%) e a Renda Fixa foi marcada por uma rentabilidade de 5,5% contra a meta de 11,4%. A justificativa também foi a subida da taxa de juros que reduz o valor presente desses investimentos, considerando que todos esses ativos são marcados a mercado. Os imóveis foram melhores (12,5%) porém abaixo da meta atuarial (INPC + 10% = 16,1%).

Enfim, todos os números foram péssimos. A conversa fiada de que foi melhor do que alguns índices de mercado é ridícula, pois a obrigação de um fundo é bater a meta e procurar ativos que sejam compatíveis com essa taxa. Alguns investimentos feitos pela Previ em 2012 e 2013 não seguiram essa linha e deu no que deu = rentabilidade baixa. Precisamos aguardar a divulgação do relatório anual e do balanço para olharmos com mais atenção todos esses números. É lógico que o mercado de ações não foi bem, mas todos os investimentos tiveram rentabilidade baixa.

Outro ponto que foi apresentado e que não bate com a realidade é a questão das despesas administrativas. O diretor de Seguridade afirmou que houve redução e pelo que estou verificando, desde que saí da Previ, em 2010, essas despesas só aumentaram, mas como falei, vamos esperar a divulgação das contas para tentar verificar realmente o que está acontecendo.


As respostas às perguntas formuladas foram uma enrolação, pois ficaram no óbvio e não acrescentaram absolutamente nada. Aliás, tinham ótimas perguntas que deveriam ser divulgadas junto com as respostas dadas.

Sinceramente, colegas, fiquei com a sensação de perda de tempo, não sei se os colegas que assistiram também se sentiram assim.

Anônimo disse...

“(...) Esta é a razão de termos um bom colchão de liquidez.” (Dan Conrado/ presidente da PREVI
Cristiano Romero De São Paulo)

- Que absurdo... Que picaretagem... Por que este rapaz num escreve isto numa revista de economia?

A liquidez é apenas uma espécie de pirâmide...

(...)

É assim, em primeiro lugar, porque o valor de um bem líquido (liquidez), que detém o indivíduo “A” depende do comportamento dos outros titulares. Se os outros titulares, por qualquer razão* nao mais querem o bem líquido (liquidez), o seu valor vai cair a ZERO e o indivíduo “A” considerado pode ir a ruína sem nada ter feito. Como resultado, cada ator não tem outra escolha a não ser aquela de estar constantemente atento ao comportamento do grupo do qual depende sua riqueza **. Se este antecipa uma preocupação por vir, então ele é levado a vender, visto que os primeiros vendedores são sempre aqueles que perdem menos.

(http://digamo.free.fr/empirval.pdf)

* Este cenário é tipicamente aquele de uma crise nos fundos de pensões, quando toda uma geração de aposentados, ao mesmo tempo, passa da situação do investidor que compra títulos para se aposentar, para aquela situação daquele indivíduo que vende os títulos para financiar o seu consumo.

(http://hussonet.free.fr/mhz.pdf)
** tendência

Conclusão: Como o tempo é o fator vital da criação de valor, a partir de certo momento, vale dizer, após o ápice das “tendências Ponzi dos mercados” (cume das pirâmides)***, quanto mais tempo você permanece comprado, mais você perde.

*** EXEMPLO de uma LIQUIDEZ: O ápice das “tendências Ponzi” das ADRs de Petrobras foram em 2008 - (http://finance.yahoo.com/q/bc?s=PBR&t=my&l=on&z=l&q=l&c=)

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

É muita cara-de-pau desses diretores, se respaldarem numa resolução para justificar as investidas do governo no dinheiro da Previ.
Esse Marcel, até no aspecto físico, se assemelha a um boneco, que ainda não se tocou das consequências maléficas de seus atos inconsequentes.
Vamos dar o troco a esses pau-mandados nas eleições!!!


Anônimo disse...

Nem em fim de mandato eles tem respeito pelos aposentados os verdadeiros donos da Previ.
Na verdade o voto a qualquer chapa só serve para legitimar o poder, após os benefícios são sempre pra eles e a outra utilidade do voto é para retirar os mandantes do poder. Não estou defendendo ditadura e sim leis ou estatutos mais rigorosos capaz de não deixar esses caras tanto tempo no poder. Se a coisa é nociva a caixa não tem outro remédio se não eliminar!

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Por duas horas fiquei escutando o óbvio. Só podemos fazer o que o regulamento e as normas permitem. Aumentam o patrimonio do fundo e nos tiram o BET, fundamentados num cálculo atuarial. Para isso não precisamos de diretores eleitos.

Fernando

Anônimo disse...

Caro dr. Medeiros,

Muito boa a sua postagem e melhor ainda o título: espetáculo deprimente. Foi mesmo um espetáculo deprimente onde os diretores sequer tiveram a coragem de dar as caras na tela.

Parabens para sua rapidez em nos trazer notícias.

Essa diretoria é vergonhosa. E ainda quer dar lição de economia e de educação financeira. Me poupem.

Daniel

Anônimo disse...

Recomendo esta leitura:

Blog do Ed
blogdoedear.blogspot.com/‎
21/01/2014 - À vista da informação, que acabo de ler no blog do Dr. Medeiros, de que POSSIVELMENTE essas minhas opiniões sejam usadas na redação ...

Anônimo disse...

E´ também o que acho, deprimente. Cadê os presidentes dos conselhos fiscal e deliberativo. Porque não se pronunciaram como antigamente. O que foi o péssimo desempenho do Paulo Assunção se metendo em tudo para justificar o BB e a atuação sofrível dos eleitos ? O espetáculo merece nota zero. De mau gosto e modorrento.

Cristiano - da ativa

Anônimo disse...

Para evitar espetáculos deprimentes como esses que temos que elege-lo, dr. Medeiros, para a PREVI. Fora Paulo Assunção, Vitor Paulo e Marcel. Viva o Medeiros, a Cecilia, a Isa Musa.

Anônimo disse...

Relato do Grupo BB_Previ_Plano 1, do Facebook, diz que colega que trabalhou no BB BELMONTE BA enforcou-se. Segundo alguns amigos foi dito que o mesmo estava endividado.
Será a primeira vítima do fim do BET?
Depois da apresentação do resultado ontem, acho que o desânimo tomou conta de todos.
Meu sentimentos a família do colega.

Medeiros disse...

Sobre a notícia da morte do colega, meus pêsames à família, mas sou absolutamente contrário ao suicídio e ao desespero. Tenho orgulho de dizer que um dos fatos mais gratificantes de minha existência funcional é o de ter evitado sete suicídios de colegas, que inclusive posteriormente conseguiram dar a volta por cima em suas dificuldades, após um plano de recuperação financeira. Mesmo após esse espetáculo deprimente que foi a apresentação de ontem na Previ, que nos decepcionou, não devemos desesperar. Tem eleições para daqui há tres meses. Vamos ter esperanças, gente. Vamos mudar esse quadro.

Anônimo disse...

A frase com referencia ao Eldorado / J&F / Friboi foi dita pelo diretor Rene Sanda e reprisada pelo sr. Dan Conrado.
Ei-la: "Não acreditem em tudo o que sai nos jornais(imprensa)".
Eu digo : Ainda bem que saiu.
Por volta de 17.39, o mediador informava que a apresentação contava 600 pessoas acessando.
Será que foi só isso? Será engano meu ou dele ?
600 é uma baixa audiência rsrsrsr.

Anônimo disse...

Concordo com tudo o que você diz, a minha discordando se refere a comentários a respeito dos cariocas. Sou carioca trabalhei 26 anos quando me aposentei porque na época do Collor a Super me pressionavade uma tal maneira que a aposentadoria era unica saida. Na minha epoca as grandes greves do BB foram puxadas pelos cariocas. Com respeito as praias pela ultima pesquisa a maioria era visitante tais como gauchos, paulistas, mineiros geralmente servido pelos "preguiçosos" cariocas o que nos envaidece como povo hospitaleiro. Outrossim como finalizavamos nossos memorandos vamos corrigir essa citação injusta. Obrigado

Medeiros disse...

No site da Previ está a confirmação. Foram 600 os que acomapnharam pela internet. Desses a metade dormiu com certeza e outros desistiram de ouvir tantas obviedades e despreparos. Não falam quantos estavam no auditório.

Anônimo disse...

Em 07.01.14, sob o título “Participante do plano 1 poderá suspender cobranças de ES para os meses de janeiro, fevereiro e março/14”, foi disponibilizada no site essa informação. No segundo parágrafo da mensagem estava bem explicitado que “após a suspensão do pagamento das prestações de seus contratos de ES, não haverá possibilidade de cancelamento da operação”. Portanto, essa suposta afirmação do presidente Dan de que a extensão da suspensão do pagamento do ES por mais três meses depende dos requerimentos, pois houve gente que pediu e já desistiu, carece totalmente de veracidade.

Medeiros disse...

Colega,

Nada contra os cariocas de minha parte. O comentário não foi meu e escapou da moderação. Eu amo esse povo, especialmente as cariocas.Sou Vasco da Gama e Mangueira do coração. Minha restrição é a respeito da mobilização de colegas aposentados aí residentes que não tomam uma atitude mais enérgica de protesto contra os atos dessa diretoria que está comprometendo o nosso futuro. Gostaria de ve-los com cartazes na mão, como fizemos aqui em Porto Alegre na frente da Agencia Moinhos de Vento. Só isso. Longe de mim ofende-los. Obrigado pela ressalva.

Anônimo disse...

Com todo respeito à diretoria da Previ, achei também que eles deram uns 'migué' em algumas respostas o que denota um certo despreparo.

Anônimo disse...

Ilustre Mestre MEDEIROS:


Por favor, será que ainda não saiu nenhuma "medida liminar" favorável aos aposentados no caso do BET?
Já não basta o BB-GULOSO, agora temos a PREVI-GULOSA. Que ela consiga "derrubar" as liminares da Cesta Alimentação, fazendo com que percamos o direito de recebê-la mensalmente é fato; porém receber tudo que nós recebemos indevidamente (no caso de perderemos à ação, que ainda está em curso), DA MANEIRA DELA, PREVI, é outro caso. Segundo vários operadores do Direito que consultei acerca do assunto, foram UNÂNIMES em afirmar que a PREVI terá que ingressar com um novo processo contra nós (PROCESSO DE COBRANÇA), quando então poderemos verificar a "celeridade" de nossa Justiça.

JOSÉ AFONSO SOBRINHO - Natal - (RN), 25/fevereiro/2014

Paulo Beno disse...

Ao responder minha questão sobre a contribuição do autopatrocinado, que recolhe sua parte e MAIS A PARTE-PATRONAL. O Diretor Marcel disse que estes "associados" (como ele nos trata!)são contribuintes externos e participam com 2 contribuições sendo que a COTA-PATRONAL NÃO LHE DÁ DIREITOS (sic!!!) por força da Resolução MPS/CGPC nº 06, de 30/10/2013 !!! (Vimos no google)
Tal Resolução foi assinada por Ricardo Berzoini e em seu artigo 30 e § único reza:
Art.30" Observada a modalidade do Plano de Benefícios (Tem que que BD"Benefício Definido"- que é o nosso caso do Plano 1 da PREVI)-, as contribuições do participante que optar pelo AUTOPATROCÍNIO, não (NÃO!) poderão ser distintas daquelas previstas no Plano de Custeio, mediante a utilização de critérios uniformes e não (NÃO!!) discriminatórios . (entendido ?)

§ Único: As contribuições vertidas ao Plano de Benefícios (Definido no caso do nosso PB1- são 2 as contribuições, sendo uma ref. a cota-patronal), em decorrência do AUTOPATROCÍNIO, serão entendidas,
em qualquer situação, (grife-se!) como CONTRIBUIÇÕES DO PARTICIPANTE.

Aplicando-se a Resolução 06, citada pelo Diretor de Seguridade,a cota-patronal do autopatrocinado tem o mesmo valor e o mesmo direito da cota-patronal do BB, recolhida ao Plano 1 da PREVI...
Logo, se o BB ganhou sua parte por conta do superavit, o 4.535 autopatrocinados participantes do mesmo Plano 1 TAMBÉM DEVEM GANHAR A SUA COTA.
SEM DISTINÇÃO E SEM DISCRIMINAÇÃO como diz a resolução 06.

Vamos à luta, contribuintes externos ?
a ANABB tem pedido solução à PREVI e, caso negado, entraremos na justiça...

Anônimo disse...



Sr. Medeiros também sou contrário ao suicídio não é dessa maneira que vão sensibilizar as autoridades especialmente da Previ e BB, no momento estou aposentado mais lembro de 1995 o sufoco e suicídio de muitos colegas e outras tentativas, muitos que aceitaram sair hoje a maior parte com idade avançada e sem aposentadoria. Lamentável tantas lideranças falsa em nossa sociedade!!!

Anônimo disse...

Medeiros a reciproca é verdadeira amo apaixonadamente as gauchas quanto aos gauchos não sendo gremistas ou colorados somente respeito. Uma sugestão aos que lêem seu blog , informar aos amigos e colegas o endereço de seu blog tendo em vista as próximas eleições CASSI/PREVI. Quanto a novembrada eu era o unico carioca, inclusive batemos um bom papo, eu nao conhecia voce nem a existencia do blog. Abraços moderados e para gauchas...

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Aguardo ansiosamente o dia das eleições. Acredito que votando contra qualquer chapa da situação, já estaremos dando um grande passo para uma mudança em nosso favor.

Vamos votar, gente!!!
Contra Dan Conrado, Marcel e companhia, é claro!!!

Um abraço.

Anônimo disse...

Medeiros boa tarde!!! Peço licença ao colega para divulgar no seu blog por mais uma vez a notícia abaixo:

No processo de reversão dos valores do superávit cota autopatrocinador mais uma vitória no processo de minha esposa perante o TJMG. Segue o extrato do julgamento:

11ª CÂMARA CÍVEL

Sessão de 19 de fevereiro de 2014
Margarete Gandra Almeida Santos
Secretária
Nº do Processo na Pauta: 316
Embargos de Declaração-Cv nº 1.0105.11.016970-0/002
Comarca de Governador Valadares -

Partes:
Embargante(s) PREVI CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL
Embargado(a)(s) BANCO DO BRASIL S/A
Embargado(a)(s) DORA LÚCIA GUERSON DA SILVA

Composição:
Relator Desa. Mariza De Melo Porto
Vogal Des. Paulo Balbino
Vogal Des. Marcos Lincoln


Decisão:
"NÃO ACOLHERAM OS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO"

Des. Wanderley Paiva
Presidente

Nosso escritório esta a disposição para todos os autopatrocinadores (contribuintes externos) que queiram entrar com esta ação para receberem as parcelas do BET referente a cota da contribuição patronal. Informaçoes pelo fone (33) 32254476 - 84120747.

Abraço a todos!!!

Dr. Ilton Batista
OAB/MG 94.029

Pensionista disse...

Dr Medeiros choro dia e noite, pensando qdo voltarem a cobrar a prestação do ES pois se estendessem o prazo sobraria um dinheirinho para sobreviver .Não é possivel viver com 60% , Não penso em me suicidar pois tenho fé em Deus . Tenho medo de infartar ou ter um derrame, peço pelo amor a Deus que continue lutando por nós Pensionistas Obrigada.

Anônimo disse...

O mandato do Marcel vai até o dia 31 de maio de 2016.
O resto sai antes, agora em 2014.
Sem " cumpanheiro" na diretoria como é que se comportará o nervoso diretor?

Anônimo disse...

Aos diretores da PREVI não lhes desejamos noites de insônia, pois acreditamos que estas fatalmente virão. Aproveitem-nas para repensar seus valores éticos, morais e se coragem tiverem, fiquem na presença de Deus. Somente Ele pode lhes perdoar. Pensem, reflitam tudo o que fizeram e estão fazendo com os aposentados e pensionistas .

Anônimo disse...

Agora entendi porque o diretor Paulo Assunção afundou o GAREF, porque ele é chamado de coveiro do GAREF. Com aquela vozinha e com aquelas explicações ´pífias só podia enterrar mesmo. Foi o que pior se saiu. Ainda bem que vai embora.

Ruben

Anônimo disse...

Amigos,
O "Molusco" não para. Seus tentáculos buscam fortalecer ainda mais o projeto PTista de poder a longo prazo.
O Grupo JBS-Friboi tem estado em evidência ultimamente, seja nas peças publicitárias com atores,cantores e outras celebridades, bem como na aventura financeira mais recente da PREVI.
E querem saber o porque desta superexposição na mídia?
Simplesmente o José Batista Junior, dono da JBS, quer se candidatar ao Governo de Goiás!!!
E sabem quem vai promover a campanha dele? O Duda Mendonça!
Sabe quanto vai ser o preço do Duda? RS 30 milhões. O contrato até já estaria fechado.
Entenderam agora porque a PREVI quer "investir" na JBS?

Anônimo disse...

Será que os diretores da Previ irão participar das apresentações nas capitais anunciadas. Acho que não! Depois da retirada do BET e A VOLTA DAS CONTRIBUIÇÕES, os aposentados e pensionistas estão com os nervos a flor da pele. Eles estão cientes que não vai ser fácil encarar a ira dos velhinhos.

Anônimo disse...

AUTOPATROCINADOS

Vamos à luta. Ação na Previ e BB, para reivindicar os outros 20% do BET, que o banco levou. Vamos encher de ações.Somos 3.548 em 30/09/13, que podemos encher a PREVI com nossas ações de reinvidicação do BET.

“DORMENTIBUS NON SUCCURRIT JUS”

“O DIREITO NÃO SOCORRE OS QUE DORMEM”

Paulo e Leda Goellner disse...

As despesas administrativas da PREVI terminaram o ano de 2013 com R$ 303 milhões e meio de reais consumidos!

Só no pagamento da "TAFIC- Taxa de Fiscalização" à Superintendência Previc foram gastos R$ 6,925 MILHÕES, uma média mensal de exorbitantes R$ 577 MIL REAIS.

Precisamos pagar este exagero, para sermos "fiscalizados" por uma superintendência criada pelo PT, que em nada nos auxilia ?
Que barbaridade, tchê !!!

Anônimo disse...

Colegas,

Se vierem para as capitais, mostrar o que informaram no Rio, alguém vai bater em alguém.
Desta vez não será somente chingamentos ou palavras fortes.
Esperem para ver.

Estou muito, mas muito preocupado com o que possa acontecer.
Por favor não façam a besteira de se expor, aos já não mais indignados assistidos da Previ, tenho certeza hoje, raivosos.

Anônimo disse...

Prezado Dr. Medeiros, fazendo-se a relação entre o maior e o menor benefício pagos pela Previ, ter-se-á aproximadamente o seguinte número: 44,44.
Percebe-se que alguma coisa está errado.
A discrepância é absurda.
Sendo o maior fundo de pensão da América latina, como chegaram a este valor?
Ainda temos que aceitar tudo isso calados?
Estão tirando o que é nosso de direito, e dando ao banco.
|É uma tremenda barbaridade!

Anônimo disse...

RECEITA DE UM GRANDE BOLO DE ABACAXI

- Pegue uma grande porção de desinteresse generalizado dos associados pelo nosso Fundo de Pensão,
- Acrescente 3 colheres de DESCONHECIMENTO entre o pessoal do Plano 1 já aposentado,os do Plano 1 que ainda estão na ativa e os do Plano Futuro;
- Acrescente uma Chapa composta de Sindicalistas filiados à uma confederação aliada do Governo;
- Coloque muita INCOMPETÊNCIA;
- Retire o principal ingrediente da GOVERNANÇA CORPORATIVA ao eleger representantes aliados ao patrocinador e não aos associados;
- Coloque para assar no forno da instabilidade da bolsa de valores;
- Adicione grandes pagamentos AOS SEM TETOS (mais de 140 até agora);
- Enquanto cozinha, deixe pronto uma mistura de normas, tais como Retirada do Patrocínio, Res. 26 e etc para ser utilizada quando necessário;
- Coloque para dourar na fogueira de vaidades dos nossos eleitos;
- É importante deixar assar no escuro, afinal a transparência não ajuda a fazer BOLO DE ABACAXI.

Depois é só servir, dá 198 mil porções e vai sobrar ABACAXI para todos.

Obs. Esta receita já foi testada no AERUS
PREVI não é, nunca foi e nunca será como o AERUS
Mas, não é porque temos o maior e mais estável Fundo de Pensão da América Latina, que podemos nos dar ao luxo de adicionar os ingredientes acima citados.

rafael campagnoli disse...

Aviso que na ação civil pública movida pelas associações do RS contra a legalidade da Resolução 26, o juiz mandou novamente EMENDAR A INICIAL PORQUE O MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL não tem personalidade jurídica para figurar no polo passivo da demanda!

Anônimo disse...

Dr Medeiros,
Uma informaçao por favor: pacientes em tratamentos de molestias graves tem isençao de Imposto de renda. E da contribuiçao da Previ.Tambem ficarao isentos?

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, acho que as eleições para a Cassi servirá como uma prévia para as eleições da Previ, por isso devemos nos mobilizar em torno da chapa escolhida por nós, e fazermos uma campanha ferrenha para testarmos a nossa capacidade de mobilização. Essa é a oportunidade única para testar o nosso poder de fogo. Já é mais que a hora de já sabermos em que chapa vamos votar para a Cassi e fazermos uma campanha como jamais foi vista. Só assim saberemos realmente do que seremos capazes.

Anônimo disse...

Que venham, se tiverem coragem e cara de pau suficientes.

Anônimo disse...

Tenho quase certeza que a Diretoria da PREVI esta correndo um grande risco por ser uma diretoria desonesta, .......
Hipocritas, caiam fora logo

Anônimo disse...

voltei aqui para que a direção da NOSSA PREVI, digo NOSSA veja o significado de Hipocrita, pois não devem saber.Então leiam:

O que é Hipócrita:

Hipócrita significa ator ou atriz, e é um termo de origem grega. Hipócrita pode ser uma pessoa que tem atitudes hipócritas, ou ela mesma uma pessoa falsa, fingida, que faz coisas que na verdade não faria, em outra situação.

Hipócrita é a pessoa que age como outra, que usa de hipocrisia, que não é leal, e principalmente que não é alguém confiável. Uma pessoa hipócrita é aquela que finge ser o que não é, seja através de religião, virtudes, características, idéias, sentimentos, e etc. A pessoa hipócrita finge ter algo que não tem, seja para agradar aos outros, se aproximar de um determinado grupo, ou até mesmo para sua própria auto-estima.

Um ato hipócrita é quando alguém critica uma atitude de alguém, quando ela faz exatamente a mesma coisa, ou até pior. O hipócrita sequer pensa nesse fato, tudo que ele quer é estar em vantagem sobre outras pessoas. Outro exemplo de alguém hipócrita é aquele que tem vontade de fazer alguma coisa, e critica as pessoas que fazem, mesmo que ele queira, apenas para diminuir os outros.

Hipócrita também é uma pessoa dissimulada, demagoga, que finge ser algo que não é.

Ademir Martins disse...

hoje, dia 26.02.2014 e a DECLARAÇÃO DE

RENDIMENTOS de 2013, continua "em manutenção"

no sitio da PREVI, nada de PROATIVIDADE, apenas

cumprem a LEI, como todos sabemos, esquecem

que estamos chegando às eleições, apesar de

SABERMOS/SABEREM que elegeremos apenas 3

(três) pessoas (não teremos maioria), mas se

elegermos pessoas que façam houver já teremos

meio caminho andado.

Anônimo disse...

A partir do aviso de Rafael Campagnoli, acrescento uma dúvida:
com esses óbices criados pelos próprios autores, a tal ação civil pública vai se arrastar mais ainda pelos meandros do judiciário. Falta competência ou houve displicência? Ou estarei enganado e o magistrado -- o que duvido -- estaria a conjurar contra nosso petitório? Não sou advogado, mas não identificar adequadamente contra quem se quer demandar parece-me erro primário.

Anônimo disse...

O que diz a dona Isa Musa Noronha da FAABB a respeito da emenda da inicial da ação civil pública, ela que se arvora em mentora da ação ?

Anônimo disse...

E agora dona Isa como é que fica a ação ?

Medeiros disse...

Eu pessoalmente gosto quando as questões de competência e de polo passivo são levantadas de saida pelo magistrado na inicial. Ao contrário do que se pensa, os autores ganham tempo emendando a inicial e deixando o processo tramitar sem chances de levantamento de preliminares processuais pelos reus. O dr. Wagner Gusmão é professor de Direito e saberá como enfrentar o impasse, talvez até marcando uma audiência com o juiz. Tudo isso demonstra a gravidade do assunto. Estamos tocando no nervo exposto.Aguardem um esclarecimento da Isa.

Pagando Bem, disse...

Nas Notas Explicativas nº 24 (Pág.41), está esmiuçada as despesas da PREVI (total de R$ 303,560 milhões em 2013) e informam que :

-Os Dirigentes da PREVI ganharam R$ 6.811 milhões de remuneração;
-A Superintendência PREVIC ganhou R$ 6,925 milhões de "TAFIC- Taxa de Fiscalização só de nós (Previ)

Fonte:Relatório 2013- Nts.Explicativas

Russel Furtado disse...

ALÔ GRANDE MEDEIROS:

Em outro blog, a mente mais lúcida do planalto mais verde do pais(ilustre sr. Rossi), postou mais uma de suas pérolas, intitulada "O corte do Bet e a volta das contribuições". Baseado em recentes(24.02.2014) mudanças do CNPC no texto da Res.26, ele constrói uma possível decisão absolutamente factível a qual, a previ só não fará, por pura "birra" infantil. Mais do que nunca, tal idéia deve ser amparada pelo rol de associações, inclusive no tocante a uma pressão sobre a anabb, para que a mesma participe INTEGRALMENTE do pleito.

Russel Furtado
Belo Horizonte

Montanha disse...

Uma boa noticia.http://www.anapar.com.br/boletins.php?id=498

Anônimo disse...

Na PREVI acontece exatamente o que foi perguntado e desmentido pelo diretor Paulo Assunção: DIVERSAS pessoas são nomeadas em cargos altos por serem "companheiros" , fazem média e se aposentam.

Anônimo disse...

Serão eleitos apenas 2. O Diretor de Seguridade continua.

Anônimo disse...

3 x 0.
ADI - ACP1 - ACP2.
Os autores ganham tempo, mas nós não temos tempo.

Elias disse...

Nobre Causídico Medeiros,

Não se preocupe, logo a trup da PREVI se deslocará para as capitais e fará apresentação ao vivo desse resultado pífio e justificará, ou dissimulará, a formidável incopetencia deles. Disso não abrirão mão, mesmo gastando uma fortuna (boa parte do falecido BETinho).
Quer apostar?

Anônimo disse...

O STJ suspendeu todas as ações que pediam revisão da TR no FGTS.
Elas ficarão suspensas até que o tribunal julgue uma delas, para evitar o efeito repetitivo. A sentença desta ação deve criar jurisprudência para os demais processos
São mais de 50 mil ações em todo o país pedido a correção do FGTS pela inflação. Desde 1999 a TR tem ficado abaixo da inflação e prejudicando a correção do saldo do fundo.

Cláudio

rafael campagnoli disse...

ANAPAR altera artigo 28 da Resolução 26 e reduz de 15% para 10% a necessidade de ajuste de déficit nos planos. E afirma que as entidades podem deixar para o final do exercício a adoção de eventuais medidas para regularização ... O duro é que o Marcel e Dan dizem que a Previ não tem déficit, pelo contrário, apenas faltou um pouquinho para atingir os 25% além das reservas normais!!! Afinal de contas, para que serve o tal colchão??? apenas uma vitrine para a gente contemplar tal qual um rato sonhando que a lua é queijo?

rafael campagnoli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

“(...) Esta é a razão de termos um bom colchão de liquidez.” (Dan Conrado/ presidente da PREVI
Cristiano Romero De São Paulo)

- Que absurdo... Que picaretagem... Por que este rapaz num escreve isto numa revista de economia?

A liquidez é apenas uma espécie de pirâmide...

(...)

É assim, em primeiro lugar, porque o valor de um bem líquido (liquidez), que detém o indivíduo “A” depende do comportamento dos outros titulares. Se os outros titulares, por qualquer razão* nao mais querem o bem líquido (liquidez), o seu valor vai cair a ZERO e o indivíduo “A” considerado pode ir a ruína sem nada ter feito. Como resultado, cada ator não tem outra escolha a não ser aquela de estar constantemente atento ao comportamento do grupo do qual depende sua riqueza **. Se este antecipa uma preocupação por vir, então ele é levado a vender, visto que os primeiros vendedores são sempre aqueles que perdem menos.

(http://digamo.free.fr/empirval.pdf)

* Este cenário é tipicamente aquele de uma crise nos fundos de pensões, quando toda uma geração de aposentados, ao mesmo tempo, passa da situação do investidor que compra títulos para se aposentar, para aquela situação daquele indivíduo que vende os títulos para financiar o seu consumo.

(http://hussonet.free.fr/mhz.pdf)
** tendência

Conclusão: Como o tempo é o fator vital da criação de valor, a partir de certo momento, vale dizer, após o ápice das “tendências Ponzi dos mercados” (cume das pirâmides)***, quanto mais tempo você permanece comprado, mais você perde.

*** EXEMPLO: O ápice das “tendências Ponzi” das ADRs de Petrobras foram em 2008 - (http://finance.yahoo.com/q/bc?s=PBR&t=my&l=on&z=l&q=l&c=)

25/02/14 08:48 Blogger Ari Zanella

1- “C’est l’afflux permanent massif de capitaux de placement vers Wall Street qui a permis aux marchés boursiers de rester si longtemps en état de lévitation.”

http://france.attac.org/archives/spip.php?article886

"É este afluxo permanente e maciço de capitais de investimento para Wall Street que permitiu que os mercados de ações permanecessem tanto tempo em um estado de levitação".

2- “Le retour du réel renvoie en fin de compte à l’exploitation des travailleurs, qui est le véritable « fondamental » de la Bourse. ”

http://hussonet.free.fr/mhz.pdf

Tradução:

“O retorno ao real retorna em última análise, a exploração dos trabalhadores, que é o verdadeiro fundamento da Bolsa.”




Anônimo disse...

Alô Grande Medeiros,

Gostaria de ler suas ponderações sobre a minha postagem de 26.02, acerca do texto do Rossi.

Russel Furtado
Belo Horizonte

Medeiros disse...

Russel Furtado,

Achei oportuna. Ontem coloquei em reunião de diretoria e a AFABB RS vai apoiar a moção do Rossi. Mas não temos o poderio da ANABB, a quem ele encaminhou o texto. De qualquer forma vamos fazer a nossa parte.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros.
Como faço para visualizar a sugestão do Dr. Rossi sobre o BET?

Anônimo disse...

divulgo o assunto abaixo, numa demonstração de como nossos colegas se portam com o que ocorre com a PREVI e outros::

"depois de eu muito reclamar da demora na divulgação por parte da PREVI do comprovante de rendimentos pagos em 2013,já que até a RECEITA FEDERAL disponibilizou o download do programa para fazermos a DECLARAÇÃO de 2013, tem pessoas que colocam o abaixo::

"-Pessoal, por que reclamar se o prazo fixado em lei é dia 28/02 e a PREVI disponibilizou as informações dois dias antes? abraços..."

Pois é, se a gente não reclama, nada é feito e melhor ainda, antecipado, porém, informo que o PROGRAMA disponibilizado pela RECEITA FEDERAL está com BUG, pelo menos para MAC, da Apple.
Portanto já comecei a reclamar sobre isto no site da RECEITA,

como diria o colega Medeiros, vamos que vamos..

Anônimo disse...

Que Deus um dia toque seus corações pelo amor ou pela dor de voces que fazem parte da diretoria da PREVI .Voces estão acabando com a vida dos aposentados e pensionistas, Acordem , amanhã poderá ser tarde demais

fernando disse...

DR MEDEIROS, sugestão para as capitais onde vai o espetáculo da PREVI e seus dirigentes - Que na mesa, se componha de um colega da platéia e esse selecione as perguntas aos dirigentes e não aquele espetáculo de cartas marcadas que assistimos. Será que serão contra a idéia?

Anônimo disse...

Sou carioca e não fico ofendido afinal de contas os dirigentes da previ são de diversos estados da federação e estamos solidários a todos aposentados e pensionistas do Brasil o numero pode ser pequenos mais nossa disposição é grande.

Anônimo disse...

Colega Fernando (18:16)

Duvido que a Diretoria Executiva da PREVI aceite tais termos. Seus integrantes continuarão com o formato que é o melhor para eles se esconderem: só responderão perguntas formuladas antecipadamente por escrito.

Anônimo disse...

Boa Tarde,

O que me deixa conformada é que um dia, todos esses dirigentes do BB ou Previ estarão em cima de uma cama em um hospital ou em casa definhando.
Dinheiro algum trará a vida deles de volta, então a ficha vai cair, como caiu a de muitos outros poderosos.
Só perto da morte a pessoa escolhe ser humilde em todos os sentidos, então fica tarde para os mesmos fazerem algo de bom.

Abraços,

Lú.

Anônimo disse...

“São interpretações pessoais distanciadas da realidade e da vida sócio-econômico-financeira da entidade, com o objetivo de que sejam aceitas como verdades absolutas pelo público alvo, onde via de regra a maioria entende pouco ou quase nada do riscado.”

- Totalmente correta a observação acima, de autoria do Rossi. Entretanto, olha o que o presidente do Previ teve coragem de dizer:

“(...) Esta é a razão de termos um bom colchão de liquidez.” (Dan Conrado/ presidente da PREVI
Cristiano Romero De São Paulo)


“(…) Nonetheless, liquidity is also dangerous because it is a transgression, insofar as capital itself remains immobilised in the form of factories and machines. Moreover, liquidity can easily become separated and disconnected from the real economy. Liquidity is at the root of peaks and troughs, creating what Keynes calls the “liquidity dilemma”: some liquidity is required, but not too much and only under certain circumstances. The primary outcome of such a conceptual framework is prudence. Unlike neoclassical finance, Keynes continually repeats that the financial markets cannot be trusted entirely. ”

http://www.eurozine.com/articles/2008-12-18-orlean-en.html

Tradução:

“(...) No entanto, a liquidez é também perigosa porque é uma transgressão, na medida em que o próprio capital permanece imobilizado na forma de fábricas e máquinas”. Além disso, a liquidez pode facilmente tornar-se separada e desconectada da economia real. A liquidez é a raiz dos picos e vales, criando o que Keynes chama de "dilema da liquidez": alguma liquidez é necessária, mas não muito e somente sob certas circunstâncias. O resultado primário desse quadro conceitual é prudência. Ao contrário das finanças neoclássicas, Keynes repete continuamente que os mercados financeiros não são inteiramente confiáveis.

Conclusão: assim, como a liquidez é uma transgressão da economia produtiva, como podemos ler no texto acima,logicamente esta só pode ser também uma transgressão das aplicações financeiras de longo prazo, como aquelas de um fundo de pensão.

Anônimo disse...

colegas, revisao de nossos beneficios para "ontem"!!!!!a coisa tah ficando preta........................

Anônimo disse...

Nunca pensei passar por tantas Humilhações, meu Deus! Como sofrem as Pensionistas! Chego a pensar , Por que????? Muito triste...

Anônimo disse...

As Humilhações são resultado da Democracia e para conserta essas corrupções é preciso correção dos estatutos e leis para punir o ladrão ou ficamos na mesma!
Um associado pode ganha mais e outro menos é normal resultado da vida profissional de cada, entretanto tem que existir um limite.