BINGO OU BOMBA ? NOVOS PARÂMETROS NO ES

terça-feira, 15 de julho de 2014

Plano 1: Empréstimo Simples tem novos parâmetros

Entre as melhorias está a elevação do teto, que foi de R$ 130 mil para R$ 145 mil. Mudanças entram em vigor em 22/7.


Atenta às necessidades dos associados, a PREVI implementou no início de 2014 a opção de suspensão das prestações de janeiro, fevereiro e março de 2014 do Empréstimo Simples para os participantes do Plano 1. O prazo para a suspensão foi prorrogado por mais três meses, até junho deste ano.
Nesta terça-feira, 15/7, a Diretoria Executiva aprovou melhorias no Empréstimo Simples, levando em conta as sugestões de participantes encaminhadas para a PREVI. A revisão dos parâmetros, que é realizada anualmente no mês de novembro, foi antecipada para julho. As mudanças entram em vigor a partir de 22/7.
As novidades englobam a elevação do teto do empréstimo, que foi de R$ 130 mil para R$ 145 mil, e a flexibilização dos prazos máximos de pagamento para contratações e renovações realizadas até 29/10/2014, para participantes entre 51 e 86 anos. Participantes que possuem operações ativas serão liberados da carência de seis prestações pagas, para que possam fazer a renovação dentro das novas condições.
A revisão dos parâmetros reafirma o compromisso da Diretoria Executiva na busca pelas melhores condições e benefícios adequados à realidade dos participantes da PREVI. Desde 2003 até 2014 o teto do Empréstimo Simples teve uma elevação de 480%, de R$ 25 mil para R$ 145 mil.
Confira todos os parâmetros revisados:
  • Elevação do teto de concessão de R$ 130 mil para R$ 145 mil;
  • Liberação da carência de seis prestações pagas para participantes que possuem operações ativas, para que possam fazer a renovação dentro das novas condições.
  • Flexibilização dos prazos máximos de pagamento para participantes entre 51 e 86 anos, nas contratações e renovações realizadas até 29/10/2014. Confira na tabela o prazo para todas as faixas etárias:
Prazo máximo de pagamento do ES por faixa etária - Plano 1
Faixas Etáriasaté 50 anos51 a 62 anos63 a 74 anos75 a 86 anos87 a 98 anosa partir de 99 anos
Prazo anterior (em meses)12010896847260
Prazo flexibilizado até 29/10/2014 (em meses)120 120108967260

94 comentários:

Anônimo disse...

É, para quem está com a margem negativa devido a cobrança da contribuição, nada adiantou tal alteração, mesmo elevando o prazo em mais 12 meses.....

sergio luiz romagnoli machado disse...

Simplesmente PATÉTICA essa revisão.
Não há o que dizer mais que isso:
simplesmente PATÉTICA !!!!

Anônimo disse...

GRAÇAS A DEUS,obrigado grande MEDEIROS por mais esse BINGO!

Não melhorou muito, mas dá para respirar por algum tempo.

luciene caldonazo disse...

Senhor Medeiros,

Qual foi a melhora oferecida para os associados? Não estou vendo melhora alguma,pois os prazos para os mais velhos ficou na mesma.
O Sr. poderia me explicar?

Grata,

Lú.

luciene caldonazo disse...

Sr. Medeiros,

Agora voltando a ler melhor o que o Sr. escreveu, entendi que foi para 120 meses.
Me desculpe se entendi errado.
Um abraço.


Anônimo disse...

Pelos comentarios em alguns blogs isto está mais para EMPRESTIMO SUICIDIO. Chega uma hora que não tem mais como tapar o sol com a peneira, no proprio site da previ ela diz que aumentou os limites de 2003 até 2014 de 480%, quem foi que teve este aumento de salario??? ISTO VIROU UMA BOLA DE NEVE CRIADA PELA PROPRIA PREVI. UMA IRRESPONSABILIDADE FINANCEIRA COMPLETA, ESTES AUMENTOS COM CERTEZA FOI PARA CRIAR UMA NEBLINA NOS SEM TETO, ENQUANTO ELES TINHAM AUMENTO REAL DE MARAJAS, NÓS TEMOS ENDIVIDAMENTO ILUSORIO.

Anônimo disse...

Sr.Medeiros,

Boa tarde!
Já mandei uma mensagem ao sr.Ary Zanella, de que não adianta o MARCEL e ETC e TAL aumentarem o teto de 130 para 145 mil do ES.A base da pirâmide , onde se encontra a maioria dos "franciscanos aposentados endividados da PREVI" não possui MARGEM CONSIGNÁVEL, mesmo com as 6 prestações pagas. Seria necessário que os "pseudo-eternos"(Marcel,Dan Conrado e Outros) dispensassem do cálculo da MC as mensalidades da CAPEC e da contribuição da PREVI. Do contrário, nada feito... Só alguns poucos irão fazer jus a essa nociva alternativa do ES. Eles são MAQUIAVÉLICOS!!!(Kékékéké!!!!)-Williams Silva - 9.843.050-5 -

Rosalina de Souza disse...

Prezado Dr.Medeiros

A revisão do ES foi simplesmente para ajustar as parcelas que ficou a descoberto com os 6 meses,sem cobrança durante a campanha eleitoral.

Tanto esconde esconde para nada.

A frustração só aumenta e sugiro aos colegas que a melhor opção para quem esta endividado é a limitação dos 30%.

Não tem opções a Previ esta dominada por gente insensível aos reclamos dos seus verdadeiros donos.

Vou dar um tempo dos Blogs, cansei desta situação deprimente e irresponsável dos nossos gestores.

ES-MIGALHAS esse deveria ser o nome desta apresentação.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista

luciene caldonazo disse...

Sr. Medeiros,

Desculpe, mas gostaria de saber sobre a margem consignável. O Sr. tem alguma notícia?
Grata,

Anônimo disse...

A BRINCADEIRA DO NOVO ES.

NÃO SEI SE CHORO OU SE POSSO SORRIR COM ESTA NOVA VERSÃO DO ES-PREVI.

OU SERIA ES MARCEL

OU SERIA ES-DO BB

OLHA MEDEIROS, MELHOR SERIA TER CONTINUADO COM A SUSPENSÃO ATÉ ANO QUE VEM, POIS A PREVI DA COM UMA MÃO E RETIRA COM A OUTRA.

INFELISMENTE NADA MUDOU, COMO SEMPRE NESSE FUNDO DE PENSÃO NADA MUDA.

VERGONHA, A VONTADE É GRANDE DE FAZER UMA BESTEIRA MUITO GRANDE.

JESUS TENHA PIEDADE DE MIM.

SALVADOR FREURY CURADO LOBO
APOSENTADO E DESGOSTOSO COM A VIDA

Anônimo disse...

Lamentável,como sempre o ES nunca vem para resolver a situação de penúria do aposentado, tão lesado pela Previ e BB, considero uma misera esmola a alteração apresentada pela Previ para o novo ES.

Anônimo disse...

Eu gostaria de tecer outro tipo de comentario, mas infelizmente este realinhamento do empréstimo simples só veio a favorecer os mais graduados, altos salários, brincadeira ...

Anônimo disse...

Os 15 mil de aumento do limite consiste na revisão do ES que foi antecipada e na cobertura do valor ultrapassado no limite atual por conta da suspensão das parcelas.O mais importante que seria a redução do valor das parcelas não vai ocorrer.

Anônimo disse...

É o fim de uma era Nobre Dr.Medeiros,

Os técnicos da previ,estão estrategicamente pior que a equipe técnica de FELIPÃO.

Esta situação vai mudar, porque a revolta vai ser tão grande que já vislumbro os aposentados e pensionistas na porta da previ, com tudo que tem direito.

A mídia vai saber como vive esses aposentados e pensionistas enganados por toda essa Diretoria Executiva e BRINDADA PELO CONSELHO DELIBERATIVO.

Foi a maior enganação feita até os dias de hoje, nesta linha de credito.

NADA MUDOU. E FICOU PIOR DO QUE TAVA.

LIMITE PODIA SER DE 200 MIL, PORQUE NINGUÉM TEM MARGEM MESMO.

Felipe Osório da Silveira disse...

145mil e saldo devedor de 143. Psss

Medeiros disse...

Vamos examinar com calma, sem precipitações danosas, sem aflições desesperadas. Também acho e torci que a melhor solução seria a suspensão por mais seis meses para aqueles que requeressem e precisassem. Sempre é possível lutar e procurar melhorias. Caso a caso. Justificando e argumentando. Vamos fazer isso aqui na AFABB RS. Mas nADA de desesperos.

Anônimo disse...

Só uma coisa mudou, com certeza. A comunicação da Previ foi rápida e rasteira. Não criou ansiedade. Saiu logo. Já foi um avanço. Existem outras benesses, mas pequenas.

Anônimo disse...

Todos na porta da Previ no dia 22 segunda feira as 9:00.
URGENTE!!!!!!
Pessoal, agora não da mais para esperar.Todos com seus contra-cheques desde Janeiro e imprimam o de Julho com o novo liquido.
Favor confirmar no blog do Medeiros e do Ari.
Paulo Cesar

Anônimo disse...

Dr.Medeiros,

A NOTA DA PREVI JÁ COMEÇA COM UMA GRANDE MENTIRA.

Atenta às necessidades dos associados.

Se tivesse mesmo atenta as nossas necessidades o prazo seria dilatado.

15 mil a mais e nenhuma contra partida no prazo que ficou nos mesmos 120 meses, só atende aos proventos de maior valor.

aumento de 480% em 11 anos de 2003 a 2014 da um acréscimo de 43% ao ano, frente ao aumento de salario próximo de 6%.

Para terminar essa nota fria e calculista diz que levou em conta SUGESTÃO DOS PARTICIPANTES.

DO QUE NÃO ACREDITO.

Resta saber até quando vamos continuar nessa situação deplorável, pois a nossa renda vai comprometendo ainda mais com pagamento de empréstimos.

E o Marcel na ONU, para quem faz uma barbaridade destas não podia ir em lugar tão nobre.

paraguassu disse...

Vergonha, vergonha e vergonha. A única solução é acampamento na porta da previ (minúsculo mesmo). Mas a parte podre daquela diretoria insensível, já sabe que só ameaçamos e nada fazemos. Se alguém topar é só convocar que lá estarei. Gostaria de agradecer sinceramente aos nossos representantes eleitos, pois tenho a absoluta certeza de que sem a efetiva participação dos mesmos, nem esse "rato" a montanha iria parir.

Anônimo disse...

Meus Deus, me de coragem.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, devo 130 com a suspensão das cobranças, está em quase 140, posso renovar 15 mil ou só 5 mil. abs. eleitor seu para diretor de seguridade em 2016. ainda.

Anônimo disse...

MEDEIROS NOSSO AMADO CLAUSIDICO MUDE O TITULO DO POST.

AO INVÉS DE BINGO BINGO COLOQUE NADA MUDOU, NADA MUDOU.

MUITO CHATEADO COM TAMANHA CARA DE PAU DESSA DIRETORIA.

VAMOS A LUTA PESSOAL.

JOEL DE VASCONCELOS
PATOS DE MINAS

Anônimo disse...

A mensalidade da CAPEC não é considerada pela PREVI para efeito de margem consignável.

Anônimo disse...

A Penitenciária da Papuda, em Brasília,devia receber a visita do nosso diretor de seguridade e os que votaram com ele nesta revisão do ES.

Dr Medeiros me perdoe,mas é muita maldade.

Com meus respeitos

Carlos Bandeira Junior
DF

mariano branquinho disse...

Valeu Dr. Medeiros, pela informação em 1o lugar. Nosso futuro Diretor de Seguridade. Abs. Mariano Branquinho

Anônimo disse...

Agosto, mês do desgosto

Bem que nossos algozes podia ter feito esta revisão no mês que vem, assim teria uma boa desculpa.

O povo ruim de proza só.

a)ES-SACANAGEM
b)ES-TIRA GOSTO
c)ES-FELIPÃO

Joao de Barro

Joubert disse...

Foi um avanço. Creio que a margem não vai influir na renovação da pequena diferença resultante. Ok?

Anônimo disse...

Pequena elevação de limite e de prazo que, simplesmente, vai adequar ao regulamento as dívidas próximas de serem consideradas inadimplentes. Diria eu, sem ofensa ao trabalho dos eleitos: vitória de Pirro (??).

Anônimo disse...

Buenas.

Isto só pode ser brincadeira, e de mau gosto ainda por cima.
Esta "melhora" é muito semelhante a jogar em vez de um salva vidas, jogar uma âncora. para quem esta se afogando.
Mas vão ser mão de vaca assim no raio que los parta.

Rovere

HYermano disse...

Caro MEDEIROS, isso é uma vergonha, todos que estão endividados, não possuem MARGEM CONSIGNÁVEL, pois só favoreceu os graduados, que não precisam de ES. Vamos tentar melhorar essa MARGEM que de maior importância para o pessoal mais NECESSITADOS. Ainda há tempo para rever.

Jair disse...

Sinceramente, não sei porque tanta alegria. Aumentar limite não é melhoria, apenas vai postergar a falência. Melhoria, no meu entender, seria reduzir a taxa de juros. A menos que estejam raciocinando que, como morreremos antes do final do prazo, o empréstimo será liquidado pelo fundo de liquidez. Mas e se der zebra, e sobrevivermos?

Anônimo disse...

As alterações anunciadas não alterarão o quadro dos que se encontram em situação de maior fragilidade, pela inexistência de margem consignável tendo em vista o retorno da cobrança das contribuições à Previ.É preciso desconsiderar - no cálculo da margem consignável - o impacto da contribuição à Previ e à Capec. Caso contrário, a aflição dos que mais precisam permanecerá. Será que ninguém pensou nisso...Santo DEUS.É preciso retomar a discussão buscando sensibilizar os diretores

Anônimo disse...

Medeiros,

até o Roverê saiu do sério. A coisa parece que ficou mais feia do que estava.

Natal disse...

Ainda temos tempo.Sugiro que seja apresentada uma proposta à PREVI, com o fim específico de renegociação de dívidas.Com prazos maios com o fim de diminuir o valor das presta-ções. Ajudaria muito.

Anônimo disse...

As alterações anunciadas não alterarão o quadro dos que se encontram em situação de maior fragilidade, pela inexistência de margem consignável tendo em vista o retorno da cobrança das contribuições à Previ.É preciso desconsiderar - no cálculo da margem consignável - o impacto da contribuição à Previ e à Capec. Caso contrário, a aflição dos que mais precisam permanecerá. Será que ninguém pensou nisso...Santo DEUS.É preciso retomar a discussão buscando sensibilizar os diretores

luiz carlos disse...

Luiz Carlos

Sr. Medeiros,

Com retorno da Cobrança da Contribuiçaõ com certeza muitos ficarão sem margem consignável, cabendo lembrar que em Out/2011 - Revista nr. 161 da Previ - quando da elevação de R$100 para R$110 mil do ES a Previ fixou como novo parâmetro a "Exclusão da contribuição da Capec na apuração da M.Consignável para fins exclusivos de concessão/renovação do ES". Seria oportuna a medida ser aplicada também quanto a contribuição da Previ, visando também exclusivamente para a concessão/renovaçção do E.Simples.

Medeiros disse...

Eu tô com o Rovere. Saí do sério também. Faltou sensibilidade. A AFABB RS vai reclamar e apresentar sugestões para o aperfeiçoamento da decisão. Além disso vai encaminhar pedido de solução administrativa caso a caso. Vou defender a situação dos sem margem quando for na Previ na próxima semana para a reunião do CD. Vamos digerindo por enquanto o que saiu e aplicando na prática para ver o que dá. Porém, volto a apelar para que se indignem mas não desesperem.

Medeiros disse...

Acrescento que tenho a certeza de que a Cecilia eo Decio fizeram o máximo nessa questão do ES.

Anônimo disse...

Fui informado no 0800 da Previ que as contribuições para a Previ irão onerar a margem consignável, a CAPEC não, mas a aflição continuará, infelizmente se nada mudar até dia 22/07, de nada ou quase nada modificou para melhor. A solução é o alongamento e urgentemente suspender as contribuições - URGENTE.
CELSO BERNARDES
FORMIGA-MG

Anônimo disse...

Só tenho a dizer: simplesmente ridícula essa revisão, não vai nos ajudar em nda. Decepcionada.

Anônimo disse...

Qual o motivo do Bingo! Bindo!!. Patética a revisão. Sem mais

Marco Orlando disse...

Medeiros,
Acho que saiu o que podia sair.
Já esperava algo assim, não por parte da Cecília/Decio, e sim pela completa insensibilidade do Marcel, indicados e Dan Conrado.
Não adianta mais chorar o Empréstimo Simples. Temos que agora iniciar cobrança por mudanças nos estatutos que permitam a revisão dos benefícios. A campanha deve começar já com o diálogo entre eleitos e participantes.
A luta continua.
Marco Antonio Orlando

Anônimo disse...

Bingo, para quem não tem margem que como eu faz mais de um ano que não renovo?

Pr.guima disse...

-Importantíssimo a Previ procurar formas de melhorar a situação dos endividados (emprestimo simples). Mas não podemos nos esquecer que a perda do poder aquisitivo dos aposentados nos últimos anos é notório. Enquanto o reajuste das aposentadorias segue os índices oficiais, sabe-se que a inflação real está bem acima deste índice. Enquanto os Ativos nos últimos anos tiveram algum aumento real(apesar de pouco) os aposentados nada de aumento real. Não seria hora de "brigar-mos por índices reais de aumento?

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, como eles sabem fazer fumaça com o ES. Desviar a atenção da verdadeira tabua de salvação que é a recuperação de nossos salários. Bingo! Bingo! De que adianta? Desta vez as reclamações por mais dinheiro já começaram, não esperaram nem uma semana passar. Isto é um poço sem fundo. O plano dos trogloditas é não recuperar nossos benefícios até que o último associado esteja totalmente endividado com esse ES. Se vocês eleitos da chapa 3, querem realmente fazer alguma coisa por nós, torno a dizer, a única saída é a recuperação de nossos vencimentos. Acredito em vocês...e vamos que vamos.

Anônimo disse...

Todas as faixas de idade tiveram um aumento no tempo,menos as duas últimas, porque sera, pensando bem os mais idosos ficaram de fora mais uma vez. Decepcionada muito decepcionada. Gostaria de saber porque não teve a mudança para os mais velhos. Onde fica a chapa 3 que não defendeu os idosos, que na campanha dizia: Chapa 3 – PREVI LIVRE, FORTE E DE TODOS . Mas não foi bem isso que aconteceu. Ficou Chapa 3 – PREVI LIVRE, FORTE E DE ALGUNS e não de TODOS.Os idosos foram jogados no Lixo da Previ. Cuidado no futuros são Vocês Presidente e Diretoria que serão excluídos e tomara que quem tiver por lá cometa a mesma coisa com Vocês. Pena Eu acreditei que algo de bom poderia ter acontecido, mas foi diferente. Me desculpe mas sou Idosa, mas não sou Lixo para ser descartada.E a morte só pertence a Deus e morrer faz parte da vida de todos . Espero que Você publique meu desabafo. Obrigada

Anônimo disse...

Que absurdo falar "bingo bingo"para uma decisão que não ajuda em nada, só adiantaram o que iriam fazer em novembro. Absolutamente um absurdo. Decepção.

Anônimo disse...

Educação financeira: aumente suas dívidas e tudo ficará bem... SE isso foi o melhor que conseguiram fico imanginando o que era o pior.... Patético. A previ vai financiar a corda ou teremos que comprar a vista...

Anônimo disse...

O pior e que o Medeiros ainda da a noticia com bingo bingo....Para mim e deboche.

Mary disse...

Caro Medreiros, voce acha que alguem que está com a margem -26 faz jus a alguma renovacao do ES?? Coitada de mim e de meus Colegas aposentados por Invalidez, certamente que se fizer a renovaçao será de uma Merreca igual a que fiz a ultima vez que que renovei e sei de Uma Coisa o saldo Devedor cresce Tanto que nao vemos mais solução e o unico caminho é a Justiça, pelo menos pra reduzir os valores que estamos pagando e não adianta mais Ninguem querer Encontrar Solução dentro da previ porque não Existe, estou me decepcionando dia apos dia e Creio que Deus Criará um caminho na minha Vida e Em Nome do senhor jesus ele me dara vitória. Grata a todos da chapa 3. Deus vos abençoe.

Anônimo disse...

Tem muita gente comemorando, mas, a tabela nova ainda não foi publicada, podendo, em muitos casos, como é o meu, por exemplo, o valor da prestação subir.
2.A margem, com a cobrança das contribuições, ficou negativa
3. Para quem devia 130 mil o valor foi atualizado para 139.732,28.

Anônimo disse...

Há de se reconhecer o esforço da senhora Cecília e do Sr Décio, no entanto, a presente medida não alcançará as pessoas que se encontram em situação de maior fragilidade, que aliás, é grande e esmagadora maioria. A medida é seletiva, e que pese a elevação do valor e flexibilização dos prazos. A razão: a total inexistência de MARGEM CONSIGNÁVEL pelos IMPACTOS decorrentes da cobrança das CONTRIBUIÇÕES À PREVI E Á CAPEC. È inacreditável que ninguém tem pensado nisso Algo absolutamente elementar. É preciso voltar à mesa e sensibilizar a Diretoria mostrando que a medida é inócua se não forem desconsiderados os impactos da Contribuição à Previ e à Cape, na apuração da margem Consignável,principalmente da Contribuição à Previ..

Anônimo disse...

Concordo com os colegas. Mesmo com o alongamento do prazo, a maioria vai continuar sem margem para renovação. Será que não seria possível a renovação pelo saldo devedor pelos novos parâmetros? Pelo menos diminuiria o valor das prestações.

Medeiros disse...

Não colega não é deboche. E´que você não me conhece. Para mim BINGO é sinal de que saiu alguma coisa, não quer dizer que seja um anúncio festivo. E´também sinal de que dei a notícia em primeira mão. Mas já que há dúvidas vou mudar o título para BINGO OU BOMBA, está bem ?

Anônimo disse...

COLEGAS,

EMPRÉSTIMO SIMPLES.

Não é preciso entender muito de matemática financeira e juros compostos para concluir que a Diretoria Executiva aplica um golpe de mestre, nesta ardilosa alteração no ES, onde os associados serão prejudicados, senão vejamos:

1 - Para efeito didático e melhor ilustração, quem fez um empréstimo no valor nominal R$130.000,00, deve, em 30/06/14, cerca R$139.000,00, em função da capitalização dos juros e correção, saldo devedor esse que evoluiu pela falta de pagamento das últimas seis prestações, de janeiro a junho/14, suspensas pela PREVI;
2 - A elevação do limite para R$145.000,00, ligeiramente acima do INPC enseja um limite adicional de R$6.000,00 (R$145 mil – R$139 mil= R$6 mil), para efeito de renovação, o que significa dizer que tomador aumenta a sua dívida e o valor da prestação, levando de troco um crédito líquido remanescente ínfimo que ao invés de ajudar, agrava a sua condição de devedor;
3 – Onde está o embuste? Nas renovações, as seis prestações acumuladas serão recebidas de uma só vez o que beneficia unilateralmente a nossa Caixa, afora o fato de elevar o valor das parcelas e afunda cada vez mais o tomador. O maior número de tomadores concentra-se nas faixas etárias de 51 a 62 e 63 a 74, o que resulta num prazo médio de 114 meses, ou seja, 120 para a 1ª e 108 para 2ª = 228/2= 114.

Em resumo, se a Diretoria Executiva quiser de fato amenizar o sofrimento do Corpo Social, basta fazer o mais simples e fácil que é a elevação do prazo de reposição do ES para 180 meses objetivando reduzir o valor prestações e ponto.

Fazer caça as bruxas a meia-dúzia de devedores idosos é preconceito abominável e excesso de zelo. Quem entrar nessa canoa furada e renovar nessas condições ora divulgadas vai comprar uma passagem de ida, sem volta, para o purgatório.

Anônimo disse...

DR. Medeiros, me desculpe. mais foi uma grande BOMBA.Estou tão desapontada, e sem palavras.me desculpe

Anônimo disse...

BOMBA_BOMBA...........................................................................................................................................................................................................................................................................................MUDE O TITULO. fica melhor.

edsomn disse...

O Momento pede um reajuste para todos aposentados e pensionistas tanto por parte da PREVI como também do MPAS, EXISTE UMA DEFASAGEM QUE PRECISA SER CORRIGIDA com a volta das contribuições e o fim do BET e do lado do Governo quem ganha 1 salário tem 10% de aumento e mais de 1 salario 5% é um absurdo. Acredito que muitos colegas já estouraram a margem então não resolver e tem o problema da idade, quanto mais velho maior o castigo.

Anônimo disse...

Pior foi quem completou 63 anos (como eu) agora em junho que o prazo de 120 parcelas baixou para 108. Ou seja: aumentar o valor sem dilação do prazo ficará impossível ter margem para tal.

Anônimo disse...

Medeiros, se você estivesse na oposição agora, iria detonar esta solução..mas, como não está...
Bem, vamos aos fatos. Me parece que a PREVI já havia dito, ano passado, que em algum momento elevaria a quantidade de parcelas de 108 para 120, para o pessoal da faixa dos 50 anos..sem surpresas, portanto. Além disso, elevação de 120 para 135 mil..dá cerca de 12,5% não? acima da inflação, mas parte pode estar embutindo uma inflação de 6,5%...resultado: o que ocorreu, de fato, é um aumento de 6% no teto do empréstimo..o que, convenhamos, para quem está neste patamar de endividamento, nem sei se é bom. Não teria outra alternativa a não ser o alongamento do prazo de pagamento, para 180 meses,além de juros menores.
Mas, como é um fundo de previdência que deve ter equilíbrio,não pode reduzir os juros além da conta. Tenho para mim que o que pode ser feito pelo pessoal da chapa 3(se não quiser que volte o pessoal do sindicato para sempre) é: conseguir algum tipo de reajuste acima da inflação...parece que a bolsa este ano pode fechar acima do ano passado, principalmente se a oposição vencer e fatores externos ajudarem. Em segundo lugar, resgatar a velha ideia de que quem pagou mais de 360 meses de Previ, fica isento, a partir do 361 mes. Mas, o que o pessoal ai precisa mesmo é de aumento acima da inflação oficial.
Medeiros, encrencado, vai ser xingado..e vai sair disso. Medeiros não vai aguentar ser a vidraça, não o estilingue.

jurandir waltrich disse...

Dr. Medeiros!

A ampliação do prazo para quem 63 anos, somente aumentou de 96 para
108 meses, acontece que o impacto da contribuição a Previ e Seguro
deixam a margem consignável ne-
gativa, quem já tinha um emprés-
timo com parcela de 1.080,00, não
consegue renovar, mesmo com 6 pa-
gás antes da suspensão, de manei-
ra que não adiantou essa dilação de prazo.
abraços.

Marco Antonio disse...

Caro Medeiros:

1. A própria Cecília, sua habitual sinceridade, atingiu o ponto nevrálgico da questão, ao afirmar em seu blog que o "ES não é a solução para a situação difícil de muitos associados".

2. E não é, mesmo, pois novos empréstimos ou dilações de prazo somente empurram a dívida "com a barriga". É tapar um buraco e abrir outro mais profundo.

3.Infelizmente, não vejo luz no fim do túnel e, se ela porventura aparecer, na certa será o farol de uma locomotiva.

Anônimo disse...

Buenas.

Confesso que com toda este ti..ti..ti sobre as melhoras daqui e dali, estava mais desconfiado do que cego com amante.
E realmente as melhorias viraram tosa de porco.
Muito barulho e pouco pêlo.
Agora só nos resta aguardar, porém, atenção.
Não esmoreçam, fiquem atentos e nada de dormir em cima dos trilhos, pois a luz no fim do túnel pode ser o trem que vem vindo.

Rovere

afonso disse...

Já é ideia consolidade de que o ES é impagavel. São tantas as renovações que somos obrigados a fazer que com certeza o fundo fr seguridade selará o nosso emprestimo junto com a tampa de nosso caixão. Qual dos participantes não terá feito este emprestimo a não ser para pagar dividas que nossos proventos não conseguiram? É necessário que aqueles que detem o poder de decisão pensem em soluções e não em paliativos. Melhores salários resolvem mais que limites maiores. Vanderlei Camargo

hermano disse...

Estou com os colegas das 18:40 e das 18:50, temos que ALTERAR A MARGEM CONSIGNAVEL e ou, refinanciar o ES pelo SALDO DEVEDOR existente, acrescido 12 MESES. Isso, já diminuiria a prestação ES.

Angelo Christianini disse...

Acho que o BB está rindo a toa, pois mais aposentados irão procura-lo para efetuar empréstimos. Foi bem isso que foi conjecturado pela diretoria do BB/Previ(sim, hoje é uma empresa única). Deveríamos lutar pela devolução dos valores pagos indevidamente ao BB em forma de BET, pois associados somos nós e não essa empresa que já obteve todos os benefícios fiscais por ser patrocinador.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Preliminarmente, pergunto: o Doutor sabe explicar-me a razão da data de 29.10.2014 como referência?

Os novos parâmetros do ES hoje aprovados beneficiarão, apenas, aqueles associados que possuem margem consignável positiva, os quais, ao que penso, são os que menos necessitam de tais reajustes.
Os associados que mais necessitam de ajuda são os que estão com margem de 30% negativa, os quais, não foram beneficiados por essa revisão nos parâmetros do ES. Assim, peço vênia para sugerir que esse nobre Doutor, na condição de Presidente da AFABB/RS, leve para a Diretoria da Previ a sugestão abaixo, a qual, além de aprimorar os novos parâmetros deferidos na reunião de hoje, irá contemplar todos os associados que estão com margem de 30% negativa, os quais não foram beneficiados pelos parâmetros a serem implantados em 22.07.2014. Veja a singela sugestão:
- - - Para as renovações (somente renovações) efetuadas até 29.10.2014 não serão consideradas no cálculo da margem de 30% as contribuições para Previ- - -
Observe Dr. Medeiros, que se aceita e implantada esta proposta, todos os associados que estão com margem de 30% negativa poderão renovar seus ES, aliviando o sufoco financeiro até o reajuste de jan/2015.
Conto com sua boa vontade de sempre.
Grande abraço.
Luiz Carlos/BH-mg

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, esse é apenas o início, não esmoreça. DIAS melhores virão.
Vamos que vamos.

Valim disse...

Medeiros,

Um grande ataque é votar com a consciência da CHAPA 3, LIVRE, FORTE E DE TODOS.

Quatro anos conforme a estratégia dá para desmascarar,nem quero isso, ja é límpido, e mostrar como votamos nas reuniões da PREVI. Isso não existe sigilo. Se não vier de vocês essa explicitação, em 2016 partem deles.

Abram o olho, é hora de olhar olho no olho, e dizer para que viemos. Cuidado !!!

Valim.

Anônimo disse...

A solução é simples e dura. Ir para a porta da PREVI exigir melhoria nos benefícios. Não adianta alongamento de prazo e/ou valor do ES.
Então morramos.

Valim disse...

Medeiros,

O blog da Cecília Garcez, está sofrendo ataques perigosos, meu computador avisou, mande ela verificar. Simultaneidade.

Valim.

Anônimo disse...

Meu nome Joel.

Não houve um cálculo matemático, pois se o fizessem vendo que receberiam 08 prestações de uma só vez, o valor seria em torno de 180 mil. Agora só nos resta o 05 de outubro.

WILSON LUIZ disse...


É, a vaca foi pro brejo para aqueles de nós que esperavam um alívio em suas finanças através do empréstimo simples. Nenhuma surpresa, não podemos esperar nada desta corja de marionetes, que pensam que são diretores; na verdade, o único diretor da PREVI é o Banco do Brasil.
Ainda há colegas que depositam esperança que eles reconsiderem a decisão, não vamos nos iludir, nada farão para nos beneficiar. Devemos virar a página empréstimo simples, é perda de tempo insistir no assunto; cada um, dentro das peculiaridades de sua situação financeira, deverá buscar outras alternativas. Uma saída promissora é que se busque o enquadramento da FOPAG no limite de 30%, a justiça já pacificou o assunto, a favor dos devedores. Aqueles que, realmente, estão em dificuldades até para prover alimentos, não devem ter vergonha de interromper algum pagamento que não seja descontado na FOPAG, neste momento, o importante é pensar na família. Quanto à possibilidade de realinhamento do PB1, não adianta cobrarmos dos diretores eleitos, brigar por isto somente será possível quando tivermos superávit na reserva especial, a obtenção deste superávit passa pela recuperação da bolsa de valores, e a recuperação da bolsa somente ocorrerá quando tirarmos o PT do governo. Não perdi a esperança, a presidenta Dilma já teve 65% de aprovação, e era favoritíssima para a reeleição, depois caiu para 50%, e passou a ser muito favorita, hoje, com aprovação entre 30 e 40%(a conferir, nas pesquisas após a copa do mundo), ele é apenas, levemente, favorita. Este jogo ainda não acabou.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, sempre achei que grande parte dos funcionários do Banco usavam viseiras como cavalos, só enxergavam em uma direção, para frente, ou seja, só fazia alguma coisa com a velha CIC na mão. Hoje eu tenho certeza disto, só têm olhos para esse famigerado ES, como se ele fosse nossa única saída. Pelo o amor de Deus, vamos concentrar nossas forças na recuperação dos nossos vencimentos. Se pensarmos friamente, esta sim, será a nossa salvação. Mesmo que queiram persistir nesse ES, tem que melhorar os salários, pois sem essa melhoria, não existirá margem consignável para empurra-lo com a barriga.

Anônimo disse...

Caro Medeiros e demais colegas aposentados e pensionistas,

O colega anônimo das 19:03, de 15/07/14, fez uma perfeita radiografia da presente situação do ES. Foi tão clara a explicação que ele poderia, com muita razão, ter se identificado.

Aqueles que renovarem nas condições ora divulgadas, simplesmente vão pagar, de uma só vez, as seis prestações que foram suspensas.

Mas, esperar o quê da PREVI...?! Ela sempre tem na cartola mais um veneno prá nós.

Demos um primeiro passo com a vitória da chapa 3, mas temos que lembrar que nossos representantes eleitos não têm poder para mudar as coisas.

Na PREVI tudo está contaminado, a má vontade e a subserviência do outro antigo eleito -- aquele que ganhou por 600 votos de frente – é franca e declarada, é mais do que evidente. As rédeas estão nas mãos do banco e do governo.

Quando defendemos aqui a mobilização para um movimento de protesto, forte e determinado na PORTA DA PREVI, há uma certa propensão de achar que isto é ilusório e inócuo, proposta insensata que não levaria a nada.

Então vamos lembrar de grandes movimentos, que resultaram em grandes conquistas, depois que um maluco ou insensato resolveu partir para uma ação concreta.

Luther King era um negro sonhador, pregando num ambiente totalmente hostil, conseguiu mudanças fantásticas no comportamento e nas leis americanas; Ghandi, pacífico e franzino, sem armas, conseguiu arrastar com ele uma multidão contra um império; Irmã Dulce, também miudinha e sem armas, conseguiu benefícios enormes para uma massa de desvalidos na Bahia; e muitos outros iguais a eles conseguiram, por que então não podemos nós...???!!!

Einstein já dizia que, muitas vezes, o impossível torna-se possível a partir do momento em que a imaginação de um louco entra em ação para tornar possível o impossível.

E já dou um aviso agora claro e sincero, se alguém achar que estou querendo me colocar no nível desses Homens que mencionei, quando proponho a mobilização, não estou nem de longe pensando nisso, mas tenho plena consciência de que minha limitação e minha pequenez não me impede de imaginar e sonhar.

Colegas, pode até parecer que não é possível a coisa ficar pior do que está, ledo engano, tudo indica que o fundo do poço é ainda mais fundo, suspeita-se que há coisas ocultas e obscuras naquela PREVI que a nossa vã e ingênua filosofia não pode nem imaginar.

Esperar mais é dar tempo ao inimigo, é permitir que consolide a instalação de tantas outras mazelas, que acaba por tornar ainda mais difícil extirpá-las.

O Heleno tem razão em botar prá fora a sua indignação, não há palavra que defina a postura dos dirigentes da PREVI e do banco, qualquer palavrão ainda soa pouco.

Bem, é isso o que penso, chega de escrever, senão a leitura fica cansativa prá vocês.
Lydio

Anônimo disse...

Medeiros,

Muitos já disseram e é esta a verdade, qualquer solução para o ES não resolve o problema do endividamento.

Muitas sugestões já foram apresentadas, então aí vai mais uma.

Se a PREVI concedesse um abono de um benefício para todos, aposentados e pensionistas, resolveria toda essa bronca do ES e não aumentaria o endividamento do pessoal.

Esse abono poderia ser pago em cinco meses, na base de 20% mensal, o quê, de resto, configuraria como uma extensão do pagamento de mais cinco parcelas do BET.

Recursos há, basta querer, a decisão é administrativa e não precisaria fazer consultas externas para isso.

O grande problema é a má vontade dentro da PREVI. Lá eles não aceitam a chapa 3 de jeito nenhum.

Se nossos eleitos propuserem tal coisa, o diretor de Seguridade -- eleito com 600 votos de frente --
vai achar que os louros da vitória caberiam não a ele, mas aos nossos representantes da chapa 3, e com isso ele não concordaria mesmo.

É o que penso.
Lydio

mariano branquinho disse...

Dr. Medeiros, tente junto a Previ, que o saldo acumulado das 6 prestações suspensas, seja pago em pelo menos 10 parcelas, e não de uma única vez, quando da renovação a partir de 22.07.Abs Mariano Branquinho

Anônimo disse...

SANTAS MELHORIAS, PREVI!

É vergonhosa a afirmação da previ de que "está atenta às necessidades dos Associados" (opa, Associado?), pois NÃO BASTA ESTAR ATENTA, TEM QUE RESOLVER DEFINITIVAMENTE. É isso que se espera. Chega de paliativos, de migalhas e belas palavras. Afinal quem cortou nosso BET? Quem, indevidamente, está subtraindo parte de nosso Benefício, através da Cobrança de Contribuição?
ASSOCIADOS: chega de lamentações, façam a SUA parte. Todos telefonem para o 0800, escreve carta, mande um e-mail. MANIFESTEM-SE JÁ!
Elias

Anônimo disse...

Medeiros,
Entendo, compreendo os esforços e empenho de vocês da chapa 3, na Previ, para a qual, também no sucesso da eleição, trabalhei um pouquinho, na minha cidade, região e até Brasil.
A ampliação do prazo para 108 meses, nada resolverá, pois acontece que o impacto da contribuição à Previ deixa a margem consignável negativa, já que a Capec, segundo fui informado não vai onerar. Quem já tinha um empréstimo, não consegue renovar, mesmo com 6 prestações pagas antes da suspensão, isto posto, a PREVI atendeu vocês diretores (Chapa 3) pelo reclamo e não atendeu os associados pela necessidade, então TROCOU 6 POR MEIA DÚZIA.
Penso que a solução é não deixar as contribuições à Previ impactarem a margem consignável, pelo menos por esta renovação, e até 20/janeiro/2015, data do próximo aumento do benefício.
Lembro que as contribuições estavam suspensas a algum tempo e novos empréstimos como renovações foram feitos em cima desta situação. Por analogia óbvia: quem tem margem consignável, está se vendo, que não precisa de empréstimo, o problema resume-se exatamente em quem não tem a margem consignável.
Oxalá, tenhamos ainda novidades de sua parte sobre este assunto até 22/07/2014.

CELSO BERNARDES
FORMIGA-MG

Anônimo disse...

Discordo, caro colega Wilson,
Sentarmos e esperarmos as bolsas reagirem e o Pt sair do governo? A vaca vai afundar no brejo.

Anônimo disse...

Como será que foi a votação dessa proposta de alteração no ES ?
As aprovações não são por maioria ?
Como votaram os diretores ?
Há como saber ?

Anônimo disse...

Pelo que fiquei sabendo somos mais ou menos 500 idosos acima dos 87, qual a diferença que faria se tivesse alguma mudança no nosso ES não é ??? Minoria não conta,idoso não conta e além do mais se morrêssemos todos juntos,isso não seria o maior problema para Previ em questão financeira, pois pagamos maior FQM que todos os outros,e além do mais não somos Nós que temos os maiores salários na Previ e não somos Nós que fazemos coisas erradas na Previ. Envergonhada com tudo isso. Fica aqui minha tristeza de ser comparada como lixo .

Anônimo disse...

Dr.Medeiros:

Ainda tem como reverter essa situação??Precisamos sim de melhores salários.Mas para os individados, agora, elastecer o prazo para dívida,para 150 ou 180 meses, com carência de 6 meses, é o que mais ajuda.Aguardo resposta, pfv.

Anônimo disse...

É que na verdade precisamos de melhores salários, assim ninguém precisaria fazer empréstimos, não entendem?

Everton disse...

A ingerência do governo em prol de seus amigos está construindo novos Aerus
Geraldo Samor
VEJA Mercados
Eldorado: um campeão nacional, de dívidas
Wesley BatistaNa Eldorado, a empresa de celulose da família Batista, dona da Friboi, o que mais reluz hoje é uma dívida monstruosa.
No primeiro trimestre, a J&F, holding dos Batista, injetou cerca de 500 milhões de reais na empresa, que tem que amortizar dívidas de 1,4 bilhão de reais este ano.
Joesley Batista recentemente bateu às portas de fundos de pensão estatais, alguns dos quais são seus sócios na Eldorado, para tentar convencê-los a injetar mais capital na empresa. Não conseguiu.
A J&F tem 81% da Eldorado, enquanto os fundos de pensão Petros e Funcef são acionistas minoritários.
http://veja.abril.com.br/blog/mercados/papel-e-celulose/eldorado-um-campeao-nacional-de-dividas/

Anônimo disse...

Dr Medeiros, por favor peça para a PREVI não descontar o ES até o final do ano de quem não poderá renovar o ES, pois não terei como sobrviver
Pensionista desesperada

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Há um consenso geral de que as alterações feitas no ES não irão atender às expectativas e necessidades daqueles que mais estão precisando neste momento. A causa principal é a falta de margem consignável para acesso ao novo produto. Essa ausência de margem teve como causa principal a volta das contribuições a partir de janeiro. Entendo que esse problema deveria ter sido levado em consideração, e não foi, pelos responsáveis em elaborar a nova configuração. Do jeito que está se tornou um produto “elitizado”, acessível apenas àqueles detentores de um maior poder aquisitivo que são, imagino, os que não necessitam fazer uso de empréstimos. Mais uma vez, tal qual aconteceu com o benefício especial de renda certa, a Previ faz opção pelos amigos do rei em detrimento da grande maioria que se encontra em situação financeira instável. De hoje até o dia 22, data prevista para abertura de novas contratações, ainda há tempo para que seja apresentada uma proposição desvinculando, se possível, o valor das contribuições para efeito de cálculo da margem consignável.

Anônimo disse...

Claro que todos preferem melhores benefícios e não precisar de nenhuma praga de empréstimo que leva ao fundo do poço.Ocorre que a Previ provocou essa situação não só pela concessão do ES mas porque autorizou Cooperforte, Alpha, etc. que juntos estão levando 60% da renda ou mais e agora tem que encontrar um meio de equilibrar os endividados.
Fica também uma pergunta: se nem as melhorias do ES que depende mais da boa vontade dos dirigentes como vamos conseguir maiores benefícios, 100% pensionistas e outras causas mais difíceis?

Anônimo disse...

Marcelino Maus diz:
1) o ES deve ser tema específico a ser tratado Administrativamente na PREVI.
A questão da Margem, tem que ser resolvida com a EXTINÇÃO das Contribuições dos APOSENTADOS, com ou sem 360 contribuições.
As Contribuições dos Ativos NUNCA deveriam ser suspensas.
Suspenderam a pedido do BB.
Pergunto: O BB paga a Cota Patronal igual à minha Contribuição como Aposentado?
Se não paga, como o BB se vê no direito de USURPAR Excedentes?
O Superavit/Excedente de 25% apurado desde 2002 É FRUTO DO TRATAMENTO DISCRIMINATÓRIO IMPOSTO PELO BB E PELA PREVI EM 24/12/1997, com a REDUÇÃO em 25% dos Benefícios, ao contrário dos Aposentados PRÉ 24/12/97 que se aposentaram com 100% até 125%...
A CHAPA 3 tem a Obrigação de DENUNCIAR O BB E A PREVI junto à PREVIC, MPF NO DF, SENADO FEDERAL, ETC., para Auditar as Contas do BB e da PREVI desde 24/12/1997.
Repito: o excedente de 25% de Reservas é prioritariamente dos Aposentados PÓS 24/12/97!!!!
Favor algum colega demonstrar essa distorção com cálculos dos Benefícios, Reserva 25%, BET, etc.

Li muitos posts de colegas desesperados, mas quero dizer que MELHOR com o Carvalho, MEDEIROS e Cecília do que SEM ELES!

Outra opção é decretar Moratória Judicial nas suas Contas no BB, que foi o grande beneficiário do 40Bilhões abocanhados irregularmente da PREVI - é dinheiro nosso, só nosso. Anulem seu voto em outubro.

Marcelino Maus.
F6752890

Anônimo disse...

Lydio, já fiz uma pergunta aos colegas no mês passado, justamente sobre o que você colocou.Alguem acreditou que a dupla do mal faria alguma mudança para beneficiar e os louros ficarem para a chapa 3?
Estao fazendo justamente o que eles querem, caindo de pau em cima do Medeiros, do Ari e da Cecilia. Deu certo!
Estao com muita raiva por termos votado na chapa 3.
Na minha opinião, o"erro" deles(chapa 3), foi dar esperanças que para quem esta em desespero, agarra-se a qualquer fala e passa a acreditar que vai se concretizar.
Esta ai o caos, o desespero
do pessoal.
Foi de proposito, por pura maldade, estão frustrados porque perderam a eleição.
Colegas, não queria estar na pele deles nem por todo salario que ganham, não somos nos os perdedores.
Que DEUS NAO tenha pena deles.

Anônimo disse...

Bolsa subindo acima dos 56.000 pontos e o corte no BET não foi algo temerário e covarde?

Paulo Segundo/Viçosa-MG

Anônimo disse...

Anõnimo das 08:11, a PREVI insiste em nos separar, tem grupo de todo jeito, agora os acima de 87, deu a louca neles vai dar em nós também, vamos unidos, acabar de vez com essa palhaçada.

Anônimo disse...

Caríssimo Medeiros, até o presente eu não entendi o porque de tanto barulho com os novos parâmetros do Es. Para quem estava com dificuldades financeiras, a situação continua. Agora, ainda é pior porque o endividado observa o quanto a sua situação piorou. Pois, sequer um empréstimo consignado ele conseguirá fazer. Eu sou otimista de carteirinha, mas não vi, e não vejo melhoria nenhuma via endividamento, principalmente quando não há uma acomodação na dívida. Afinal, somos devedores, mas também somos coparticipantes da riqueza da Previ. Portanto, poderia ser feito algo melhor e com mais respeito aos devedores.