EMPRÉSTIMO SIMPLES - CARTA DA AFABB RS Á PREVI

quinta-feira, 17 de julho de 2014

 

Porto Alegre, 16 de julho de 2014

 


Á

CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL - PREVI

Rio de Janeiro 
                                     URGENTE                                                                                        

Srs. Diretores.

 
Tendo em vista inúmeros pedidos de nossos associados inconformados com os novos parâmetros do ES anunciados pela PREVI em 15.07.2014,  a AFABB-RS apresenta as sugestões seguintes, visando o aperfeiçoamento da medida e o alívio de  segmentos que foram marginalizados na decisão:

1 – Seja excluída no cálculo da margem consignável  a parcela referente à contribuição para a PREVI, pois possibilitaria a inclusão de inúmeros participantes no novo ES.

2 – Não sejam cobrados de uma única vez os valores referentes ao período de suspensão do ES, de janeiro a junho, e sim  parcelados em doze vezes, para permitir a retirada de um maior saldo na renovação, com carência de três meses.

3 -  Por último, voltamos a acentuar que o melhor de tudo seria aumentar, de uma vez por todas, o prazo do ES para 180 meses, em vez de 120 como atualmente, única maneira de deixar as prestações menos onerosas aos participantes, alongando-se, dessa forma, o perfil da dívida. Essa seria uma decisão definitiva, que terminaria com o desgaste anual na época da revisão do Empréstimo Simples.

 
Na certeza de que essas sugestões serão devidamente apreciadas e  aprovadas, com a devida urgência, recebam nossas atenciosas
 

                                                                        Saudações

 

                                                      Pela Diretoria da AFABB-RS

                                                                 José Rodrigues Pereira

                                                                Vice Presidente Administrativo

68 comentários:

Anônimo disse...

bRAVOS mEDEIRÃO. aSSIM É QUE SE FAZ. FALOU E FEZ. CURTA E GROSSA. OBJETIVA E CLARA. OBRIGADO

Anônimo disse...

AH. Se todos fossem iguais a você. Fala e age. Não fica só no blá, blá, blá. Merece aplausos.

Ruben

Anônimo disse...

Taí a carta dona Isa Musa. Agora, por favor, nos apoie com urgência. Com seu prstigio e da FAABB vamos conseguir um alívio ou aperfeiçoamento, como o dr. Medeiros chama. Não podemos nos conformar e dar a questão por encerrada. Não tá morto quem peleia.

Margarida - ES

Anônimo disse...

Srs.Conrado e Marcel o ES não é um braço de ferro para mostrar quem manda mais, sabemos que voces podem implantar o ES com os parâmetros que quiserem, como já fizaram sem atender as solicitações da chapa 3 que são as solicitações dos aposentados e pensionistas, sabemos que voces não sabem o que é MC negativa, sabemos que voces vivem com folga financeira e muito conforto,mas sabemos que voces são seres humanos, e é justamente o que pedimos, um pouco de humanidade,por favor acolham e implantem os ajustes que o Dr.Medeiros está sugerindo, irá salvar muitas famílias de sofrimentos extremos, e não vai prejudicar em nada a saúde financeira da Previ, que goza de boa reserva.
Só depende de voces, não desprezem nosso pedido.

Anônimo disse...

Vamos dona Isa. Entre em campo por nós.

Camilo - Judiai disse...

Pelas publicações da Cecilia, acho que nao apreciarao o pedido do Dr Medeiros, Parece questao fechada, sem volta.

Anônimo disse...

O Dr.Medeiros faz o que esperamos: que os eleitos insistam nas nossas causas porque tudo pode ser alterado e revisto.Até o Judiciário modifica seus entendimentos e a Previ não pode?

Anônimo disse...

Colega,

Não podemos e não devemos desistir nunca daquilo que achamos justo e direito. Temos que ir até onde der. Nçao tá morto quem peleia, já foi dito aqui.

Valdemar -SC

NIVALDO ELIAS DOS SANTOS disse...

O COLEGA MARIO CELIO COSTA E SILVA POSTOU O SEGUINTE NO BLOG DO CARVALHO (VIDE ABAIXO).
ENTAO SE A PREVI NOTICIOU QUE O SALDO DEVEDOR DA SUSPENSAO DAS PARCELAS DO E.S. SERIAM PARCELADAS, HA QUE A NOVA DIRETORIA COBRAR ESSA PROMESSA. COMO ESTAO COBRANDO TUDO DE UMA VEZ COM O "AUMENTO" DO LIMITE DO E.S.?

Dr.Carvalho,

A Previ ao lançar a suspensão do ES disse:

PRAZO DE PAGAMENTO:

Os prazos de pagamento dos contratos de ES com prestações suspensas serão prorrogados por três meses. Se no final do período contratado ainda existir saldo devedor remanescente, o valor poderá ser refinanciado em até seis meses.

Agora a Previ quer receber as 6 parcelas suspensas de uma só vez.

A Previ aumentou o limite para 145 mil justamente para receber as prestações em aberto.

A diretoria de seguridade perdeu a chance de pelo menos ter liberado para todos os tomadores de ES o prazo máximo de 120 parcelas.

Já que houve foi uma flexibilização nos prazos devia ter tido o bom senso de resolver a situação principal que era dos que suspenderam os empréstimos.

Agora já esta aprovado, e a Previ nunca volta atras e essa revisão foi usada para atacar os integrantes da chapa 3, para dizer bem assim.

Aqui já tem quem manda, vão devagar, pois as propostas sempre vão encontrar obstáculos.

Resta saber se os ELEITOS vão ter carta na manga daqui para frente para levar os planos a frente,sem superavit e com tantos problemas de gestão e revanche.

Mario Célio Costa e Silva
Miranda-MS

16 de julho de 2014 19:32

Anônimo disse...

Sugestão aprovada!
Simples, concisa, pragmática e definitiva!!!

PORÉM (AH...PORÉM!!!)

- políticos, sindicalistas e dirigentes NÃO gostam, NEM querem "RESOLVER OS PROBLEMAS", pois acabam com seus motivos, gestões e sua existência numa associação, partido ou sociedade qualquer...perdem a re-eleição, por falta de "problemas a resolver"...

Lastimávelmente uma solução, simples e definitiva, apresentada por uma ASSOCIAÇÃO, por óbvio, não será acatada, pois acaba com a burocracia, reunião de trabalhos, GT's, analistas e quadros de funcionários "especializados".

Que pena !

(Lembram-se do Imposto Único do Brasil (Econ.Marcos Cintra) e do Ministro da Desburocratização, Dr. Helio Beltrão ??
(Vide:Google)

Caíram no esquecimento ! Que Lástima...

VAMOS QUE VAMOS...
NÃO TÁ MORTO QUEM PELEAI...

Anônimo disse...

ALGUÉM PRO FAVOR ME EXPLIQUE O QUE É ESSA VERDA P 220?

Anônimo disse...

Dr.Medeiros,
Obrigada por mais essa tentativa.Oxalá se todas as AFABBs e demais associações que representam os aposentados e pensionistas do BB, tivessem igual atitude.Obrigada também a Isa Musa, sempre na luta por nossos direitos.A hora é agora de insistirem em uma solução que atenda a contento às nossas necessidades.Se houvesse união entre essas entidades o clamor seria maior e também a chance de termos revista decisões já tomadas.Ainda há esperança, ainda conseguimos acreditar.

JVasconces disse...

Estimado Dr.Medeiros,
Desculpe-me pela insistência, volto ao assunto,pois considero de importancia.
Varios colegas estão no mesmo caso:
Ao me aposentar, 1992, continuei a ser descontado na parcela PREVI ,como se em exercicio no Banco estivese, em 2006 a Previ suspendeu as contribuições.....Bem pelo que conheço, ao aposentar...nossa contribuição diminuem ....eu tenho 14 anos de pagamentos de contribuição ERRADA...Não vi até hoje nada de pronunciamento da Previ..Levei meu contra-cheques ao meu advogado e pretendo levar aos tribunais.....Mas Gostaria ter uma informação a respeito deste Caso
Atenciosamente

JVasconcellos

Medeiros disse...

A faabb por sua dinâmica e atuante presidente isa musa acaba de endossar totalmente as sugestões da afabb rs para aperfeiçoar o es e minorar as dificuldades dos menos favorecidos. Obrigado pelo importante apoio, isa.

antonio americano do brasil borges disse...

Caro Dr. Medeiros, prezados colegas, alguém sabe como iniciar um abaixo assinado pela internet para que possamos apoiar a sugestão da AFABB? Acho que nós também devemos nos manifestar.
Antonio Americano
Goiania (GO)

Jurandir Waltrich disse...

Dr. Medeiros!

Mais uma vez parabenizo, e, ao mesmo tempo me congratulo com suas palavras, coincidiu perfei-
tamente com meus pensamentos, só achei que para esta única vez, para MC, deveriam ser excluídas a
contribuição Previ e a Capec.
Abraços!

Ademar disse...

Parabéns Dr. Medeiros pela iniciativa, resta saber se a diretoria da Previ será sensível o suficiente para acatar as suas sugestões,.

antonio americano do brasil borges disse...

Caro Dr. Medeiros,
Aproveitando sua iniciativa encaminhei à PREVI a mensagem que se segue, esperando poder contribuir para a solução de parte dos problemas de nossos colegas aposentados.
Senhor(a) ANTONIO AMERICANO DO BRASIL BORGES

A PREVI confirma o recebimento da mensagem abaixo.
Aguarde nosso retorno em breve.

Gerência de Atendimento
PREVI

Data: 17/7/2014
Tipo: Solicitação

Mensagem: PRIMEIRA PARTE

Em 2012 resolveu a então diretoria da PREVI alterar os prazos e valores dos Empréstimo Simples, penalizando os mais idosos com valores e prazos menores, a meu ver num flagrante desrespeito aos nossos direitos, pois a verba para a formação do FUNDO que se destina aos Empréstimos Simples, foi formada pelas contribuições de todos os associados, indistintamente, e nós idosos, com certeza contribuímos muito mais do que os mais novos para a formação desse fundo.
Gostaria de lembrar que quando houve alterações profundas, após acalorados debates, no Estatuto da PREVI em 1997 publicou-se no relatório do exercício, o seguinte:
“MENSAGEM AOS ASSOCIADOS
Certamente 1997 ficará registrado na história da PREVI como o ano em que os mais acalorados debates envolveram o nome da Entidade. Com a aprovação do novo Estatuto, foram concretizadas as reivindicações de quase duas décadas encaminhadas pelo Corpo social, como a ampliação dos benefícios, a derrubada das discriminações e o restabelecimento da igualdade entre todos os associados.” (grifei e sublinhei).
Ainda no item UMA NOVA PREVI, fls. 12 do referido relatório, sob o título Mudanças na gestão, publicou-se que: “A implantação do novo Estatuto encerra um tempo de diferenças e injustiças e representa a consolidação de um modelo de gestão mais democrático, onde associados e patrocinadora dividirão igualmente a responsabilidade de procurar conduzir com acerto o futuro da PREVI.”
Afinal, quando examinamos o relatório de 2013, podemos verificar que os Empréstimos aos participantes representam somente 2,67% dos recursos da entidade, sendo que o total de operações com participantes, a alocação de recursos é de 3,28% e a legislação prevê um limite máximo de 5,10%, embora no balanço conste provisão p/ devedores duvidosos empréstimos – pessoal, com certeza essa verba esta reservada para possível inadimplência em função de afastamento de associados da ATIVA, não deve haver casos de inadimplência entre os já aposentados, por se tratar de empréstimos com débitos em folha de pagamento.
continua.


Mensagem: SEGUNDA PARTE - continuação
Alem do que, as operações com participantes geraram uma receita de 11,31%, muito acima dos rendimentos das aplicações em Renda Fixa e Renda Variável do Plano 1, que, embora com alocação de 30,25% e 60,41% dos recursos, tiveram rentabilidade líquida de 5,42% e (3,01) respectivamente. Conclusão obvia é a de que as operações com os participantes são as mais rentáveis.
Considerando os dados acima, solicito dessa nova diretoria, restabelecer os direitos proclamados e reconhecidos em 1997, e acatem a sugestão da nossa associação AFABB-RS, em expediente de 16/07/2014, na qual pedem que:
1 – Seja excluída no cálculo da margem consignável a parcela referente à contribuição para a PREVI, pois possibilitaria a inclusão de inúmeros participantes no novo ES.
2 – Não sejam cobrados de uma única vez os valores referentes ao período de suspensão do ES, de janeiro a junho, e sim parcelados em doze vezes, para permitir a retirada de um maior saldo na renovação, com carência de três meses.
3 - Por último, voltamos a acentuar que o melhor de tudo seria aumentar, de uma vez por todas, o prazo do ES para 180 meses, em vez de 120 como atualmente, única maneira de deixar as prestações menos onerosas aos participantes, alongando-se, dessa forma, o perfil da dívida. Essa seria uma decisão definitiva, que terminaria com o desgaste anual na época da revisão do Empréstimo Simples.
Atenciosamente

ANTONIO AMERICANO DO BRASIL BORGES
Goiânia (GO)


Matrícula: 0833860
Nome: ANTONIO AMERICANO DO BRASIL BORGES
E-mail: antonioabborges@yahoo.com.br

Anônimo disse...

eu acredito q quase todas as previdencias como por exempo inss , trt etc.... os limites são 30 porcento do salario como uma taxa de juros baixa por ser descontado em folha só a nossa previ q os limites são estipulados pelos nossos representantes por que?????????????????????/

Anônimo disse...

Medeiros nobre guerreiro envie uma cópia dessa belezura para a Presidente da República e anexe por favor os comentários mais veementes e desesperados que transitam pelo seu blog líder de acessos! Esses insensíveis vão se borrar de medo. Guerra é guerra! Ta na hora de vosmicê criar uma rádio web pra nóis ouvir tanbém esses palavreados bonitos e de esperança. Vai surtir um efeito daqueles! Sucesso comandante!

MAGA disse...

SE A PREVI ESTIVESSE HONRANDO SEUS COMPROMISSOS COM AS PENSIONISTAS 100% ELAS NÃO ESTARIAM NESSE SUFOCO
PARA QUE SERVEM AS LEIS, PREVI? PARA FICAREM NAS GAVETAS. ????? PRECISAR ENTRAR NA JUSTIÇA, UM ABSURDO.!

Anônimo disse...

COLEGAS,

EMPRÉSTIMOS SIMPLES - Ainda tem mais um detalhe: a PREVI espertamente, limitou o prazo para se efetuar as renovações em 29/07/14. Sabem porque? Se voce renova dia 29/07 então o crédito estará disponível dentro do mes ou seja 31/07 e aí voce começa a pagar em 20/08/14 a prestação. Se pudesse renovar em 30/07 então o crédito sairia em 01/08/14, logo a primeira prestação seria em setembro/14.
Se mudarem para até 30/07/14 ficaremos sem pagar em 08/14. MELHORARIA.
PRESTEM ATENÇÃO. Até nisto fomos depenados.

Abs.

Anônimo disse...

COLEGAS ENDIVIDADOS – NÃO SE DESESPEREM.
AÇÃO JUDICIAL - 30% CONSIGNADO.
Ação Declaratória de Obrigação de Fazer - Empréstimos Consignados em folha de pagamento.
A ANAPLAB - entrará com a ação supra, para que os endividados paguem somente 30% do líquido da folha de pagamento de todos empréstimos consignados na folha de pagamento da PREVI e ou débito em conta corrente.
INFELIZMENTE, CONTRA A VONTDADE, MAS É O QUE RESTA FAZER, AOS ASSOCIADOS DA PREVI.

edsomn disse...

Um grande erro na minha opinião que vêm lá de trás é a distribuição de superávit em cotas de repente não tem mais dinheiro e o cidadão que faz conta com aquele dinheiro passa a não ter. O Mesmo acontece com a contribuição Previ ficou muito tempo sem ser cobrada e volta o debito no contra cheque é horrível para os aposentados e pensionistas se o BB recebeu de uma só vez porque o resto não pode que representa a outra metade.
Está provada que precisa ser revista essa modalidade de distribuição do lucro da Previ o Banco do Brasil em seis em seis meses paga de uma única vez e lá nós não temos mais direitos e aqui eles tem e repito recebem de uma única vez, paramos de receber ele devolveu algum valor pergunto.

Anônimo disse...

Comentando dados do Sr. Antonio:
Nome: ANTONIO AMERICANO DO BRASIL BORGES... disse em
17 de julho de 2014 23:13.. quando examinamos o relatório de 2013, podemos verificar que os Empréstimos aos participantes representam somente 2,67% dos recursos da entidade, sendo que o total de operações com participantes, a alocação de recursos é de 3,28% e a legislação prevê um limite máximo de 5,10%...
...as operações com participantes geraram uma receita de 11,31%, muito acima dos rendimentos das aplicações em Renda Fixa e Renda Variável do Plano 1, que, embora com alocação de 30,25% e 60,41% dos recursos, tiveram rentabilidade líquida de 5,42% e (3,01) respectivamente. Conclusão obvia é a de que as operações com os participantes são as mais rentáveis.
...o melhor de tudo seria aumentar, de uma vez por todas, o prazo do ES para 180 meses, em vez de 120 como atualmente.
Necessário analisar o seguinte:
1) 180 meses de prazo reduziriam a 2/3 as Prestações do ES:
2) Comparando o MEU ES: 130.000,00 = PMA 1.916,00 (1,47%);
3) Novo ES: 180.000,00/180 = PMA... 1.200,00... (0,67%)
4) O Saldo do ES aumentaria todo mês com o INPC + 5% a.a.
É preciso considerar uma “tábua de corte” (prazo máximo suportável) ou, rever TAXA DE JUROS e a contabilização do INPC no ES, nos mesmos moldes dos AJUSTES DOS Benefícios, em Janeiro de cada ano, época em que a PMA do ES seria também reajustada.
Essa seria uma fórmula JUSTA: INPC debitado no ES em JANEIRO, taxa de juros de 3% a.a., não esquecendo que também tem o Seguro FQM que encarece o ES.
Creio que estes encargos 3% a.a. com débito mensal e do INPC em Janeiro, comportaria um ES de pelo menos R$160.000,00/160 meses... com PMA que diminua o Saldo Devedor.
Afinal, teríamos uma PARIDADE do ES x Benefícios, e os juros de 3% a.a. seriam suficientes, considerando que não há risco de crédito à PREVI, além do que empresta $ aos próprios donos (É DINHEIRO NOSSO, não da PREVI, nem dos Batistas, PetroBrás, etc.).
Que dureza, pagarmos juros do próprio dinheiro. Salvo se os Diretores se julguem os donos.
É como tirar R$100,00 do bolso direito e guardar R$80,00 no bolso esquerdo!

Marcelino Maus
F6752890

Anônimo disse...

ao anônimo das 08,50 hs de 18.07.2014, o prazo para efetuar a renovação não é 29.07 e sim 29.10.2014.

Fernando Lamas disse...

Ilustre Doutor Medeiros, saudações cordiais.

Concordo, colega(9:12h).
Infelizmente, até o momento, parece mesmo inevitável demandar, contra a Previ, sobre a disciplina legal das consignações.
É óbvio que bom seria a saída negociada que evitaria mais esse clima litigioso que a ninguém deve interessar. A mim, pelo menos, não interessa o litígio.
Não vejo, porém, qualquer sinal técnico ou político, na Previ que possa pacificar a questão como, aliás, segundo informações, até o STJ já o fez.
É lamentável!
Doutor Medeiros, muito obrigado, por manter este espaço, de onde aproveito, para transmitir, a todos, votos, para o melhor e abençoado fim de semana e até segunda-feira, se Deus quiser.
PAZ E BEM!

"Deus possui a força e a eficácia e dele dependem, tanto o enganado, como o enganador."
Jó 12,16.





Antonia disse...

Colega Anônimo das 8:50h
O prazo de renovação é até 29/10/14, então, voce poderá renovar em 30/07/14.

Marco Orlando disse...

Medeiros, Cecília, Carvalho e Ari,

Apresento a seguinte sugestão que se viável, irá gerar um alivio financeiro para a grande maioria dos colegas.
Existe um ação coletiva da ANABB contra a Receita Federal, sobre a cobrança indevida(repetição de indébito) do Imposto de Renda sobre as contribuições para a PREVI (1/3)durante os anos de 1989 a 1995.
Existem ainda centenas de ações individuais já com transito em julgado(meu caso)da mesma natureza.
SUGIRO: Que a Cecília, Carvalho e Isa Musa, que fazem parte da gestão/conselhos da ANABB, solicitem a ANABB que entrem com um pedido em Juizo, para que tais ações(com jurisprudência firmada), sejam liquidadas via VALORES INCONTROVERSOS, evitando-se com isso diversos embargos que visam somente postergar a liquidação. Eventuais ganhos após a liquidação seriam pagos quando da liquidação definitiva da ação.
Consultei uma advogada e é possível propor tal procedimento.
Eu mesmo já solicitei a ANABB a adoção da medida para o meu caso.
Se a sugestão lograr êxito muitos estarão com a situação financeira resolvida, pelo menos em relação ao E.S. e perda do BET.
Marco Antonio Orlando

NIVALDO ELIAS DOS SANTOS disse...

COLEGAS, MEU NOME EH NIVALDO ELIAS DOS SANTOS, SOU DE SAO PAULO. NO MOMENTO, 6A.FEIRA, DIA 18, ESTOU NA PORTA DA AFABB-SP ESPERANDO ALGUEM DA DIRETORIA CHEGAR (SAO 10,15 HS E NINGUEM CHEGOU AINDA) PARA PEDIR APOIO DESTA AFABB-SP AA PETICAO DO DR. MEDEIROS. SUGIRO QUE TODOS FACAM O MESMO COM AS AFABBs DE SUAS REGIOES OU OUTRAS ENTIDADES AFIM. PODE SER POR TELEFONE MESMO. CONSEGUINDO A PROMESSA DE APOIO, ANOTEM O NOME DE QUEM SE COMPROMETEU A FAZER ISSO E CONTINUEMOS COBRANDO. FACAMOS ALGUMA COISA POR NOS MESMOS. NAO ESPEREMOS SOMENTE OS OUTROS FAZEREM.
NIVALDO ELIAS DOS SANTOS nickytalit@gmail.com

Cláudio Almeida disse...


Dr.

O anônimo de 18.07.2014 às 08:50 cometeu um erro que pode prejudicar quem for renovar o ES a partir de 22.07.2014.

A renovação deverá ser feita até 29.10.2014 e não 29.07.2014 como disse o anônimo. Assim é possível pular a parcela de 20.08.2014.

Favor verificar.

Abraços

Anônimo disse...

edsomn essa pergunta está sem resposta eles não devoveram nada e ainda comeram o nosso que vinha a conta gotas, vamos para a porta da previ e do MP , a PREVI é nossa.

Anônimo disse...

Colega Marco Antônio,
Eu também tenho ação 1/3 PREVI já transitada em julgado. Está na 1ª instancia ( SJ-Distrito Federal) para execução. Ocorre que a ação, embora feita através da ANABB, está com o Dr. Ivo Evangelista de Avila.
Tenho depósitos desde 2001 ( Tutela Antecipada). Seria esse caso?

Batista - Santo Anastácio(SP)

Anônimo disse...

Cláudio Almeida e demais,

Realmente, enganei-me a respeito da data 29/07 quando na verdade é 29/10. A situação financeira tá tão preta que errei. Obrigado pelas correções, porque eu mesmo iria na canoa furada. Obrigado.

Quando a Previ fala em correção do empréstimo em 480% é bom lembrar que meu benefício foi corrigido de 98 até 2014 em: 326,90%.

Outra coisa: quem entrou no BB sob a égide do Estatuto de 1967 e aposentou de 98 para cá, pagou um absurdo de contribuições, ou seja recolheu aos cofres da Previ 1166% a mais de contribuições, ESTATUTO DE 1967 x ESTATUTO DE 1997. Peguem seus documentos e vejam. Ora, das duas, uma: 1)Se pagou tanto a maior assim, carece de devolução de contribuições corrigidas.
2) Se pagou tanto a maior assim, carece de aumento do benefício na mesma proporção.
Ao meu ver cabe ação judicial em qualquer dos 02 casos, pois duvido, d...ó...dó...duvido que administrativamente se consiga alguma coisa. Que se pronunciem os causídicos de plantão, por favor.

Anônimo disse...


No caso dos Pedevistas: recolhemos contribuições da parte patronal e pessoal, então o BET, teria que ser dobrado e não o foi. Agora, com a volta das contribuições estou pagamento em dôbro. Tem lógica nisto?
E o que é pior a margem consignável está duplamente negativa(contribuições em dôbro)

Temos cartas na manga, para mover ação da espécie,com grande possibilidade de exito.
AGUARDEM!!!

Anônimo disse...

Marcelino Maus diz:
Comparando meu ES de 130.000,00/108:
Saldo em 31/12/13 – R$130.107,51
Saldo em 30/06/14 – R$139.343,21
Taxa média mensal – 1,15%
Projeção 31/12/14 – R$149.234,64
Acréscimo de 14,70% em 12 meses.

Porém, com...
Um Novo ES: R$160.0000,00:
e com PMA de 1,1%: R$1.760,00
INPC em Janeiro de cada ano, estaria em PARIDADE com os Benefícios.
Evitaria a incidência de Juros sobre INPC e vice-e-versa MÊS-A-MÊS.
I – Jrs 3% a.a. + INPC em Janeiro:
ES PREVI r$160.000,00 / 160 meses (PMA de 1,1%)

Data CAPITAL FQM+Jrs: 0,33am AMORTIZ.1,1% INPC - JAN Saldo devedor
20/07/2014 160.000,00 528,00 1.760,00 158.768,00
20/08/2014 158.768,00 523,93 1.760,00 157.531,93
20/09/2014 157.531,93 519,86 1.760,00 156.291,79
20/10/2014 156.291,79 515,76 1.760,00 155.047,55
20/11/2014 155.047,55 511,66 1.760,00 153.799,21
20/12/2014 153.799,21 507,54 1.760,00 152.546,75
20/01/2015 152.546,75 503,40 1.812,80 4.576,40 155.813,75
20/01/2016 141.290,95 466,26 1.921,57 8.477,46 148.313,09
20/01/2017 133.777,17 441,46 2.036,86 8.026,63 140.208,40
20/01/2018 122.603,94 404,59 2.159,07 7.356,24 128.205,70
20/01/2019 108.791,56 359,01 2.288,62 6.527,49 113.389,45
20/01/2020 91.979,78 303,53 2.425,93 5.518,79 95.376,17
20/01/2021 71.766,06 236,83 2.571,49 4.305,96 73.737,36
20/01/2022 47.700,88 157,41 2.725,78 2.862,05 47.994,57
20/01/2023 19.282,58 63,63 2.889,32 1.156,96 17.613,85
20/01/2024 -14.048,33 -46,36 3.062,68 -842,90 -18.000,27

II – Jrs de 5% a.a. + INPC em Janeiro:
ES PREVI r$160.000,00 / 160 meses Jrs 5%aa + FQM
Data CAPITAL FQM+Jrs: 0,50am AMORTIZ. 1,1% INPC - JAN Saldo devedor
20/07/2014 160.000,00 800,00 1.760,00 159.040,00
20/08/2014 159.040,00 795,20 1.760,00 158.075,20
20/09/2014 158.075,20 790,38 1.760,00 157.105,58
20/10/2014 157.105,58 785,53 1.760,00 156.131,10
20/11/2014 156.131,10 780,66 1.760,00 155.151,76
20/12/2014 155.151,76 775,76 1.760,00 154.167,52
20/01/2015 154.167,52 770,84 1.812,80 4.625,03 157.750,58
20/01/2016 146.200,18 731,00 1.921,57 8.772,01 153.781,63
20/01/2017 140.780,59 703,90 2.036,86 8.446,84 147.894,46
20/01/2018 133.260,99 666,30 2.159,07 7.995,66 139.763,88
20/01/2019 123.293,42 616,47 2.288,62 7.397,61 129.018,88
20/01/2020 110.481,30 552,41 2.425,94 6.628,88 115.236,65
20/01/2021 94.372,99 471,86 2.571,49 5.662,38 97.935,74
20/01/2022 74.454,63 372,27 2.725,78 4.467,28 76.568,39
20/01/2023 50.142,00 250,71 2.889,33 3.008,52 50.511,90
20/01/2024 20.771,35 103,86 3.062,69 1.246,28 19.058,80
FEV 19.058,80 95,29 3.062,69 16.091,41
MAR 16.091,41 80,46 3.062,69 13.109,18
ABR 13.109,18 65,55 3.062,69 10.112,03
MAI 10.112,03 50,56 3.062,69 7.099,91
JUN 7.099,91 35,50 3.062,69 4.072,72
JUL 4.072,72 20,36 3.062,69 1.030,39
AGO 1.030,39 5,15 3.062,69 -2.027,14

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, escutando a radio local no dia de hoje, deu a pesquisa da data-folha, a Presidente com 36% e no segundo turno já com empate técnico. Isso tudo é para mostrar o que os Srs, Dan Conrado e Marcel Barros, entre outros como o nosso colega Senador Pimentel, irão fazer nas próximas eleições em desfavor da nossa Presidente. Saudações.

Medeiros disse...

Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Brasil
FAABB


Belo Horizonte, 17 de julho de 2012,
Às
Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil
Sr. Presidente

Recebemos cópia de carta que nossa coirmã AFABB RS, dirigida à PREVI, onde sugere
que :

1 – Seja excluída no cálculo da margem consignável a parcela referente à contribuição para a PREVI, pois possibilitaria a inclusão de inúmeros participantes no novo ES.

2 – Não sejam cobrados de uma única vez os valores referentes ao período de suspensão do ES, de janeiro a junho, e sim parcelados em doze vezes, para permitir a retirada de um maior saldo na renovação, com carência de três meses.

3 - Por último, voltamos a acentuar que o melhor de tudo seria aumentar, de uma vez por todas, o prazo do ES para 180 meses, em vez de 120 como atualmente, única maneira de deixar as prestações menos onerosas aos participantes, alongando-se, dessa forma, o perfil da dívida. Essa seria uma decisão definitiva, que terminaria com o desgaste anual na época da revisão do Empréstimo Simples.


Consideramos que a sugestão minora as agruras de aposentados e pensionistas e
assim, estamos encaminhando ofício à PREVI, endossando, em nome da FAABB a proposta da
AFABB RS.

Atenciosamente,

Isa Musa de Noronha
Presidente

Av. do Contorno 6437, sala 301 – 30110-039 – Belo Horizonte MG
Telef 31 3194-5900 – faabb@hotmail.com

edsomn disse...

Dr. Medeiros

O Canal em nome de nosso representante eleito, no caso o Senhor, está um sucesso funcionários, aposentados e pensionista na Previ estão acompanhando um debate aparte e de muito interesse a favor de todos participantes, os textos são resumidos mais mostra claramente aos Srs. Diretores da Previ o respeito pela Instituição e também nossa indignação razão pela qual vemos nossos direitos ao longo dos tempos sendo cada vez mais reduzidos e rara são ações na justiça.
Entre as melhorias, não existe melhorias no mês seguintes o associado recebe menos e detalhes não vai ter margem nem daqui a 12 meses, porque deixou de pagar 6 meses mais juros e correção e somado ao novo empréstimo se tiver direito no dia 22/07.
Considerem apenas um comentário.

Anônimo disse...

Agradecimentos
Prof.Ari pela ação 30%, Dr.Medeiros pela carta encaminhada a Previ e Isa Musa pelo apoio.Contamos com vocês.

Anônimo disse...

MUITA INJUSTIÇA PRATICADA PELA PREVI.NÃO AGUENTO MAIS. POR FAVOR LUTEM POR NÓS.

Ademar disse...

Dr. Medeiros,

Devemos mostrar a nossa insatisfação com a atual diretoria da Previ e seus desmandos, em 05 de Outubro.
Mas é bom lembrar que a Previ com patrimônio bilionário é cobiçado por qualquer governo, independentemente de qual partido pertença. Temos que torcer para que se ocorrer alguma mudança no governo do pais, os novos dirigentes ao menos respeitem as leis já existentes e que não apareça outras resoluções 26.

Anônimo disse...


Infelizmente, seremos novamente ignorados. Parabéns pela sua luta, mas infelizmente o PT está fazendo o que quiser neste Brasil desgovernado...


Notícias site previ
Lista de destaques

18/07/2014
Novos parâmetros do ES entram em vigor às 9h do dia 22/7

Para que as melhorias sejam implementadas, sistema fica indisponível a partir das 12h de segunda-feira, 21/7.




Os novos parâmetros do Empréstimo Simples (ES) entram em vigor às 9h da próxima terça-feira, 22/7. O sistema do ES ficará indisponível a partir das 12h de segunda-feira, 21/7, para que as mudanças sejam implementadas.



As melhorias no Empréstimo Simples foram aprovadas pela Diretoria Executiva em 15/7 e reafirmam o compromisso da PREVI na busca pelas melhores condições e benefícios adequados à realidade dos participantes. Confira quais são os parâmetros revisados:


Elevação do teto de concessão de R$ 130 mil para R$ 145 mil;
Liberação da carência de seis prestações pagas para participantes que possuem operações ativas, para que possam fazer a renovação dentro das novas condições;
Flexibilização dos prazos máximos de pagamento para participantes entre 51 e 86 anos, nas contratações e renovações realizadas até 29/10/2014. Confira na tabela o prazo para todas as faixas etárias:

Anônimo disse...

Medeiros,
Qual o total que a Previ tem de ES em R$ em % do patrimônio?
A Previ deveria renegociar o ES simples com rebate de juros,alongamento do prazo e prestação fixa.A Previ perde R$ na bolsa de valores com aplicações em algumas ações de empresas.
Não pode amenizar o sofrimento financeiro dos Associados(legítimos donos).Eu por ex. tenho um beneficio bruto de R$ 2.519,00 recebo líquido R$ 942,00 (pago R# 1.177,00 de ES 120x)vou correr para onde???? Daqui a alguns anos vou tá com folha negativa, pois o ES a cada 12 meses tem reajuste.
Como faço para requerer o débito de apenas 30% na fopag da Previ.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, vamos dizer que a Previ atenda na íntegra esse pedido da AFABB-RS, então o que se vai fazer depois? Começar a pedir novamente novos tetos para empréstimos e nova dilatação nos prazos de pagamentos desse empréstimo ridículo, que por sinal é o que se tem feito há anos a fio, ou voltar nossas atenções para outros caminhos que possam realmente tirar-nos desses apertos, como uma saída para aumentar nossos vencimentos tão depreciados? Ou se preparar para exigir um realinhamento do plano? Há muito tempo que só se tem olhos para este endividamento, e não acredito que a chapa 3 foi eleita apenas para isso.

Anônimo disse...

Colegas,
Precisamos ir para as redes sociais e dar publicidade a discussão. Somente assim seremos ouvidos. Quem não souber como fazer peça auxílio a seus filhos e netos. Eles são craques também nisso. Fica a dica!!!

Anônimo disse...

Caro Colega Medeiros,

A situação está pior do que se imagina. Tem Colega que já postou na web que vai receber líquido R$ 26,00 (vinte e seis reais)! É menos do que o Bolsa Família. Como diria alguém: pode isso Arnaldo?. Acho que só ampliando essa discussão através das redes sociais (facebook e twiter) teremos condições de avançar em algo. Obrigado pelo seu espaço.

Marco Orlando disse...

Medeiros,
Sobre a minha sugestão das 10:49, esclareço que o pedido ao Juiz para que efetue a liquidação provisória da ação IR 1/3 PREVI, visa acelerar tal pagamento, uma vez que o Juiz pode decidir em caso de embargos por divergências de valores, mandar efetuar a imediata liquidação pelo MENOR valor discutido entre as partes e seguir com a ação até que sejam acertados os valores finais.
É assim que eu entendi e assim que recebi a minha ação do FGTS da ANABB (foram quatro pagamentos).
Marco Antonio Orlando

paraguassu disse...

suspenderam o bet, voltaram as contribuições, retornou a cobrança do maldito E.S., deram-nos uma migalha de revisão do mesmo e cá estamos nós como cordeiros. eles sabem que só ameaçamos, nada fazemos e dão risadas de nossa situação. sabem que arrazaram com os assistidos, que muitas famílias estão sem remédios, alimentos e condições básicas de sustento. mas sabem que só ameaçamos e nada fazemos. QUEM TEM CORAGEM DE ACAMPAR NA PORTA DO MOURISCO E EXIGIR QUE NOS RESPEITEM QUE SE MANIFESTE. OU ENTÃO COLOQUE O PIJAMA SURRADO E ESPERE A MORTE CHEGAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Nossa que idéia genial e super rápida é só colocar nas mãos dos netos, do facebook para Fátima Bernardes, Datena é só um pulo ou quem sabe o Fantástico nos descobre? a matéria é boa : "Os ex marajás do Banco do Brasil, hoje aposentados pela sucateada PREVI sobrevivem de favor com seus contra-cheques...."

Anônimo disse...

Não aguento mais. Só se fala em empréstimo simples nesse blog. Não há outros assuntos? Será que os funcis do BB só vivem em função de empréstimos? Aumento salarial, não se fala. Novos benefícios, não se fala. O assunto predominante é ES. Aumento de limite, de prazo etc, etc. O que que é isso? Vamos mudar o disco, por favor.

Anônimo disse...

Dr Medeiros, o senhor tem alguma esperança nesse ES? Se não conseguirmos nada não seria melhor fazermos um movimento em frente a PREVI?Foi muita injustiça esse ES pois deixou os idosos de fora.Não sei como sobreviver esse mes, Se não der em nada vou procurar um advogado e entrarei na justiça. Isso não caracteriza discriminação?Somos todos donos da PREVI e quem ganha 50.000,00 não precisa do ES, não acha?

Anônimo disse...

O motivo de Você não ter assinado a carta endereçada à Previ foi pelo fato de estar licenciado do cargo de presidente da Afabb-RS? Ou haveria confronto de interesses por ser também conselheiro deliberativo da Previ, mesmo que suplente?

VALDEVINO disse...

COLEGA MARCO ANTONIO,
TAMBÉM PARTICIPO DE AÇÃO IR 1/3 SOBRE PREVI JÁ TRANSITADA EM JULGADO.
ACABEI DE FAZER E-MAIL PARA O SENHOR IVO EVANGELISTA ÁVILA, COM CÓPIA PARA ANABB, PROPONDO O PAGAMENTO DA AÇÃO PELO MENOR VALOR E O CONSEQUENTE ANDAMENTO DA MESMA ATÉ DECISÃO FINAL, CONFORME SUGERIDO POR VOCÊ.
ABRS

Anônimo disse...

DR.Medeiros, no blog da Cecilia as palavras dela não deixam esperança nenhuma de melhoras no ES.

O valor dos meses de suspensão não poderiam entrar na renovação, deveriam ficar para serem pagos no final do contrato,cfe havia sido prometido pela Previ, mas quem faz os cálculos e os aprovam não possuem ES, portanto não perceberam o dano que causaram aos 25 mil aposentados que suspenderam as parcelas e não poderão renovar pela MC negativa, se não acolherem sua sugestão, inviabilizaram o socorro para um grupo enorme de colegas que não têem mais como sobreviver.

Anônimo disse...

Tem muitos aposentados e pensionistas com o valor liquido do espelho quase zerado, muitos tem vergonha de se exporem, carregam a falsa imagem de que funcionário do BB vive bem, claro essa conotação é coisa do passado.Precisamos correr atrás dos nossos direitos.
Vi sugestões que podem trazer algum alívio, como o PAS do BB e a ação do 1/3 IR que rola na Anabb por décadas e pode-se pedir urgência, renegociação das dívidas com o BB com alguma linha de crédito especial, ou algum empréstimo emergencial com a cooperforte, alguma renegociação com garantia ou avalista com a Previ, o difícil e concretizar alguma alternativa.
Enquanto a Previ não fizer revisão nos benefícios, acabar com as contribuições de quem já pagou 360 parcelas,e outras tantas injustiças que a Previ teima em não regularizar em prejuízo da vida e saúde dos assistidos, vamos todos entrar com a adequação dos descontos no limite de 30% que a LEI manda.
A PREVI tem que acordar, e enxergar que do jeito que tá, não dá mais para continuar, a situação atual já extrapolou todos os limites.
Não podemos simplesmente rotular um universo tão grande de pessoas, como incompetentes administradores financeiros e que gastaram mais do que ganharam, não é o que está acontecendo, a Previ nos jogou num poço, com tantos descasos, só atende ao governo, precisamos de ajuda, a nossas vidas mudaram, estamos na miséria e quando da ativa mantínhamos nossas famílias com dignidade e agora nossos vencimentos não cobrem as despesas básicas, a Previ tem sim a maior parcela de culpa,portanto ouçam o nosso pedido de socorro.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, o Sr. pode me explicar o porque de ninguém querer abordar a questão da luta pela recuperação de nossos salários? Já tentei junto aos mais frequentados blogs de luta, mas não vejo ninguém disposto a pelo menos argumentar essa linha de luta. Acho muito lógico, que se nós não tivéssemos perdido nosso poder aquisitivo, não estaríamos nesta situação. O que faz todos emudecerem quando o assunto é a recuperação dos salários?

Roberto Martines 8670089-8 disse...

Dr. Medeiros porque não começar pelo vale alimentação pra todos os aposentados. Rio Brilhante MS

Anônimo disse...


ELEIÇÕES 2014
TSE determina retirada de logomarca do governo nas propagandas do Banco do Brasil
Tribunal atendeu pedido de coligação que apoia Aécio Neves
Da Redação - 19/07/2014 - 16h41

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) determinou nesta sexta-feira (18/7), a imediata retirada da logomarca do Governo Federal das propagandas inseridas no site do Banco do Brasil, denominadas “Torcida Brasil” e” Por que Bom para Todos?”. A decisão, em caráter liminar, é da ministra Maria Thereza de Assis Moura.

A coligação Muda Brasil (de apoio à candidatura de Aécio Neves à Presidência) apresentou ao TSE representação contra a presidente Dilma e o vice Michel Temer, além do presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, e o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Thomas Traumann, por suposta prática de conduta vedada.

Eles alegam que a publicidade do banco contém a logomarca do governo, o que “evidencia o conteúdo institucional da propaganda”. Na ação, a coligação pede que sejam impostas as sanções previstas no inciso IV do artigo 73, da Lei das Eleições (Lei 9.504/97). A norma proíbe aos agentes públicos, servidores ou não, diversas condutas nos três meses que antecedem o pleito, a fim de assegurar a igualdade de oportunidades entre os candidatos.
Justiça seja feita!!!!
Fora PT!!!!!!

WILSON LUIZ disse...

Saiu nova pesquisa eleitoral Datafolha, projeção segundo turno Dilma 44, Aécio 40%. Alguns meses atrás, era Dilma 57, Aécio 37%, os assessores da campanha de reeleição da presidenta já estão jogando a culpa uns nos outros. Por isso, ontem, a bolsa de valores já chegou a 57.000 pontos, ações do Banco do Brasil e Petrobras subiram 5%.

Eu escrevo, escrevo e vocês não acreditam, somente teremos chance de melhorar nossos benefícios com a alta das ações que compõem o patrimônio da PREVI, e isto só ocorrerá se o PT for chutado do poder.

Tenho lido alguns comentários de colegas pregando o voto nulo, como protesto. Gente, isto é um grande engano, o voto nulo somente beneficia quem está no poder.Nunca votem nulo, sempre tem alguém se não melhor, menos ruim que os outros.

Desta vez, vou escrever em caixa alta, na próxima vou desenhar.
SOMENTE TEREMOS MELHORIAS EM NOSSOS BENEFÍCIOS COM A RECUPERAÇÃO DA BOLSA DE VALORES, E ISTO SOMENTE OCORRERÁ COM A QUEDA DO PT DO PODER.

Anônimo disse...

Colegas, o Dr. Medeiros está tentando esta última cartada, mas todos nós sabemos que não haverá qualquer mudança no ES a não ser as que foram aprovadas na reunião de 15.07.
Na minha humilde opinião, a iniciativa da AFABB-RS tem como objetivo apenas a de dar uma satisfação a todos que imploram por melhorias na proposta que foi aprovada na data acima.
É louvável e bem vinda, mas não vamos nos iludir. Nada será modificado.
A própria Cecília e o Ari Zanella já descartaram qualquer possibilidade de alteração.
E estão certos em não alimentar esperanças.
Como também está certa a iniciativa da AFABB-RS, com endosso de várias associações, Isa Musa, etc.
Embora não surta efeito, mostra que tudo foi tentado.
E isto, amigos, devolve a bola para a PREVI.
Não será pelos nossos eleitos que as coisas não melhoraram. A intransigência não é dos eleitos, mas das forças ligadas à PREVI/BB que são Dan Conrado, Marcel & Cia.
Na verdade, se a PREVI não quis levantar a bola dos eleitos e dar a eles os méritos das melhorias, a recusa de analisar novas propostas recai justamente nos ombros da própria PREVI, pois agora fica claro e evidente que parte de Dan Conrado, Marcel e BB a responsabilidade pelo desespero que se instalou nos associados por conta desta "minguada oferta de revisão do ES".
Os nossos eleitos não tiveram, outra alternativa a não ser dar os anéis para não perder os dedos.
Como a própria Cecília comentou, ou era aquilo ou nada.
A meu ver, quem sai fortalecido deste embate são os nossos representantes, pois a PREVI é quem posa de intransigente.
Ainda que não tenham conseguido trazer as melhorias que todos esperavam, mas fica nítido agora para todos o desequilíbrio de forças dentro da PREVI e a necessidade de apoiarmos inconteste que lá está tentando tirar leite de pedra a nosso favor.
E é essa a mensagem escondida no pedido feito pela AFABB-RS e outras associações.
Não só os associados como também os colegas da ativa agora percebem o quão perversa é essa Diretoria, que agora se desnuda diante de todos nós.
Parabéns a todos que se lançaram nesta empreitada de melhorar a revisão do ES. Vocês arrancaram a máscara e desnudaram de vez a PREVI, que se mostra em toda a sua plenitude de menosprezo, abandono, e distanciamento dos seus verdadeiros valores e responsabilidade perante os seus associados, sejam eles aposentados, pensionistas e funcionários da ativa.
ESTA É A NOSSA PREVI DOS DIAS ATUAIS, SENHORES!!
PARA QUEM QUISER VER.....

Cláudio

Marco Antonio disse...

Caro Medeiros
O ES é o "boi de picanha" da previ. Enquanto se discute tão somente sobre isso, o essencial (revisão e melhoria dos benefícios) fica abandonado às traças. Vários frequentadores desse blog têm percebido isso, com razão. É hora de despertarmos dessa letargia e focarmos na origem do problema.De nada vale cuidarmos dos sintomas sem debelar a doença. O ES deriva justamente da precariedade dos proventos, que precisam ser revistos, ainda que à custa de modificações no regulamento.

Anônimo disse...

Desculpem-me mas começo a duvidar de nossos "lideres". Vcs sabem que a única solução para o caos que está se abatendo sobre os "assistidos" do PB1 seria um acampamento bem articulado na porta da PREVI, com data
prá se iniciar e sem data para o final. Se nao,puderem se identificar, e isso nós compreendemos, criem uma identificação, mas encabecem um movimento. Isto é urgente. Ou vcs acham que os associados não acabarão entendendo que não temos nenhuma liderança confiável???É muito comodo concordar com todas as "informações" prestadas sobre os números de nossa PREVI, fornecidas pelos nossos algozes, DAN CONRADO E MARCEL TRAÍRA!!!!
























Anônimo disse...

Concordo em tudo com os anônimo de 19/7 (2:59 e 14:22. Parece que os colegas só vivem em função do ES. Vamos tratar de outros assuntos mais importantes e não enchermos os blogs com comentários recorrentes e específicos de cada um. São tantas as situações individuais que a PREVI não vai fazer nada para resolver cada caso de per si. Vamos botar cabeça para funcionar.

Anônimo disse...

Anônimo de 19 de julho de 2014 02:59

Se voce não aguenta e consequentemente não tem caridade com os outros, então não entre no blob. Você o faz porque quer, ninguém lhe obriga!!!
Vá pescar e tenha caridade com seu semelhante!!!

Marco Antonio disse...

Caro Medeiros, em meu comentário de 19.07, 19:46, leia-se piranha em vez de picanha. Coisas do preenchimento automático, que às vezes atrapalha. O resto fica reiterado.

Anônimo disse...

Parabéns Claudio, você disse tudo.
Fiz um comentário há dias, de que não fomos nos que perdemos, perderam eles. Para quem esta dependente do ES, aproveite a oportunidade, mesmo passando sufoco por uns meses ou mais de se livrar desse maldito.
Não corram para os empréstimos do bb pois e o que querem.
Já comentei aqui também, que me ligaram oferecendo um credito de
R$7.000,00 do bompraningem.Agora toda vez que entro no terminal para saque ou fazer pagamento, de cara na tela me empurram tal valor.
Entenderam colegas?
Alem de nos roubarem 7,5 bilhões, a prioridade deles e o bb por isso a dupla do mal, capachos do banco obedecem direitinho sob pena de perderem as boquinhas .....
Nada como o tempo!!!!!!!!

Anônimo disse...

Percebo que como eu, vários colegas tem a insônia como companheira.Comentarios na madrugada.
Mais uma noite sem dormir fazendo contas, o que vou deixar de pagar......
Não faz mal, sei que conseguirei superar com a ajuda de Deus e melhor, sem precisar da previ.
Bom Domingo a todos.