FIM DE JOGO, DECISÃO SOBRE ES SAI NA TERÇA

domingo, 13 de julho de 2014

O jogo acabou e a Copa do Mundo já era.  Perdemos.  O sonho de vingar o Maracanazo terminou. Ganhou merecidamente a Alemanha. Melhor conjunto, melhor equipe, melhor preparo, mais simpatia. Chora a valente Argentina. Não cantam mais que Maradona es mas grande que Pelé.

Agora temos que levantar a cabeça e partir para outra. Afinal a Copa foi um grande sucesso, uma maravilha, elogiada no mundo inteiro.

  A vida continua.  Dura, difícil e cada vez mais árdua neste cenário violento e digital que o mundo se nos apresenta.  Além de tudo, temos que conviver com os anos da idade longa e os problemas de saúde que traz consigo.  Arre !  Tantos colegas enfermos ou sofrendo cirurgias !  Rogo a Deus pela recuperação rápida deles.

Debate interessante esse sobre endividamento.  Colegas a favor e contra. Divergências fortes, algumas agressivas. Sugestões de como enfrentar o sufoco. O blog bombou na última postagem, mais de noventa comentários.

 Enquanto isso não saiu ainda a decisão sobre o ES.  A folha do mes de julho já está prestes a ser processada.  Parece que a negociação avançou, o impasse está sendo equacionado, procura-se uma solução que atenda a todos, segundo a Cecilia.  Aguarda-se detalhes, explicações e possíveis alternativas. A decisão sairá esta semana finalmente. Que novela !

Vários outros assuntos represados pela Copa do Mundo serão retomados esta semana, entre os quais o teto dos benefícios. Já tenho algumas postagens engatilhadas e estou estudando diversos assuntos de nosso máximo interesse.

Também foi bastante noticiada a venda de ações da Oi pela Previ.  A Oi está passando por uma forte turbulência no mercado. Na quinta feira as ações cairam 15% e na sexta subiram 13%.  Na revista Veja consta que a empresa está em crise. Vamos aguardar esclarecimentos da Previ.

Confesso que fiquei contente com o final da Copa. Gosto de futebol, mas tivemos um porre de bola, que, ao final e ao cabo, terminou atrapalhando as nossas atividades vitais.  Para mim foi prejuízo, e continuo firme nas minhas convicções de que o melhor para o país era gastar toda essa grana e essa energia em investimentos na saúde, na educação e na segurança.  Certamente ficaríamos mais felizes. O legado seria melhor e mais justo.  Quem afinal ganhou com a Copa ?  Não fomos nós. Ainda bem que também não foi a Argentina, pois são muito provocativos. O ar na fronteira ficaria insuportável.

Vamos que vamos.

31 comentários:

Anônimo disse...

Cecilia postou o seguinte:
E o ano de 2014 enfim vai começar...

.....Espero, sinceramente, que o Brasil tenha aprendido a lição e que pense no futebol como um esporte que faz parte da história do País e que incentive nas escolas que ele volte a ser estimulado para que as crianças não prefiram os jogos de vídeo game do que fazer parte de um time de futebol.

Em relação ao Empréstimo Simples, a decisão ficará para a próxima semana, porém adianto que houve um avanço nas negociações e estamos tentando construir uma alternativa que atenda a maioria dos colegas, sem criar impasse na decisão. Todos estão se empenhando para que consigamos chegar a um consenso.




Antonio Carvalho disse...

Caro Medeiros e demais Colegas:
A decisão final sobre alternativas para amenizar a situação financeira e angustia de milhares de colegas deverá ser tomada na próxima reunião do dia 15, antes de rodar a folha de julho. Diante do esforço dos eleitos, chapa 3, em especial da luta de Cecilia e Decio, acredito numa decisão favorável. No inicio de junho apresentei sugestão à Diretoria e registrei no Conselho para alongamento do prazo dos empréstimos simples e consequentemente redução das prestações, com carência de 6 meses para retomada da cobrança.
A nós resta esperar. Ainda estou confiante.
Carvalho.

luiz carlos disse...

Boa Noite a todos. Gostaria de um esclarecimento sobre a contabilização do INCC sobre o saldo devedor do ES: a taxa é de 5% a.a. + incc capitalizado mensalmente. Entretanto, o cálculo é atualizado todo dia 20, antes do débito da parcela e ainda no último dia do mes é debitado pró-rata de 21 a 30. Ou seja: é débito sobre débito no mesmo mes. Se por acaso o devedor fizer um pagamento extra, também é calculado pró-rata até a data. Ou seja, 3 atualizações no mesmo mes.

luiz carlos disse...

continuando ... durante 96 meses dará uma boa diferença na capitalizaçao. Será que é isso mesmo? Por favor, alguém poderia auxiliar?
Obrigado.

Valim disse...

Medeiros,

Esperavam fiasco do lado de fora dos estádios colossais, das passarelas superfaturadas e etc. Não foi o que aconteceu, eu orava para que isso não acontecesse. Eles, os países estrangeiros, viram como somos pensativos guerreiros. Que demonstração !!!.

Como quebramos o tabu que o nosso povo não é inteligente por não possuirmos EDUCAÇÃO ESCOLAR, o mundo todo sabe que nossos governantes não dão prioridades para aquilo que realmente é essencial para todos nós: SAÚDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA QUE PODE SER DADA DESDE JÁ, MELHORES SALÁRIOS e etc.

Não sei realmente se querem que saibamos nossos direitos, mas demonstramos que já somos SÁBIOS o suficiente para escolhermos nossas prioridades e já possuímos estratégias, isso agradecemos ao PT pelo legado da Copa...

Nosso grande legado foi que fizemos bonito fora de campo, diante do mundo que nos assistia em termos de hospitalidade, felicidade, etc. ELES fizeram uma péssima prioridade e preparação diante do mundo, internamente traduzido na forma de POLÍTICA.

Agora que saiamos vencedor e que LULA convença a DILMA para acabar com o fator previdenciário que FHC inventou, e solicite que volte o valor de referência de 10 SM e não 7 SM o máximo da aposentadoria como fez.

Dinheiro, todos nós sabemos que existe em tudo, inclusive PREVI. Só falta vontade política para a divisão equânime da RENDA PER CAPITA.

Quanto a PREVI, acabar com o redutor Parcela Previ, dentre outros. E rumo à CASSI.

Valim.

Pedro Borges disse...

Dr. Medeiros,

Eu também não sou muito ligado a futebol, acredito que outras áreas poderiam ter sido beneficiadas com os investimentos que foram feitos. O país não pode mais continuar no "pão e circo", precisamos de atenção para a saúde, a educação e infraestrutura. Agora começam as propagandas eleitorais e a nação vai novamente parar para ouvir promessas que nunca serão cumpridas. Continuamos sendo o eterno país do futuro, mas algo deve ser feito e muito depende de nós mesmos, para isto devemos refletir muito e escolher os melhores candidatos nas próximas eleições. Partidos políticos podemos dizer que não temos, pois não há ideologia, apenas grupos defendendo os seus interesses e, por este motivos, temos que nos fixar em nomes, em pessoas que tenham condições de defender o coletivo. Não podemos desanimar. Que DEUS nos ajude e proteja o Brasil.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, não sei se meu pensamento procede, mas me pareceu que a PREVI tenta desacreditar os membros eleitos da PREVI 3, e até nos colocar em choque, quanto às notícias dos blogues. Talvez, quando tivesse uma novidade, nossa comunicação fosse através de e-mails. Para maior segurança, o senhor tem os e-mails daqueles 100 ou mais que foram a ponte nas eleições. Cada um deles redistribuiria para os colegas. Não sei, mas nos últimos acontecimentos, me cheirou a "boicote". Bom dia

Anônimo disse...

Assistindo os melhores e piores momentos da copa, me chamou a atenção dois jogadores de Camarões, acho, brigando literalmente entre si e dentro de campo, e por outro lado a harmonia e conjunto dos alemães. Imediatamente associei os dois casos a nós aposentados. Ao invés de nos comportarmos como a Alemanha, trabalhando em conjunto para vencermos este jogo, estamos mais para os camaroneses, muitas vezes brigando entre nós. É, a copa deixa bons exemplos, seguem-nos quem quer. E vamos que vamos...

luiz carlos disse...

dúvida sobre a capitalização do ES da Previ: desculpem o erro, onde se lê incc, leia-se INPC.

Alguém de plantão prá dar uma dica?

Julita disse...

Obrigada, Sr Antonio Carvalho pela sua luta pelos aposentados e pensionistas! Votei na Chapa 3 e não me arrependo! Continuo confiando!!!

antonio americano do brasil borges disse...

Caro Dr. Medeiros,
Conclamo aos colegas aposentados, que também, ao invés de ficar só lamentando sobre o ES, BET, procurem também oferecer soluções, e também se inteiras das propostas de outros colegas, afinal continuo a afirmar, me parece que somente o senhor, Dr. Medeiros é que toma conhecimento dos comentários dos demais colegas.
A respeito da nossa PREVI, estou com mais uma ideia e tão logo a tenha colocado no papel, levarei a esse Blog para, caso a mesma tenha algum fundamento, possa ser divulgada, mas acredito, que mesmo assim, poucos tomarão conhecimento.
Abraços
Antonio Americano
Goiania (GO)

WILSON LUIZ disse...

Enquanto a seleção dava vexame em campo, a Polícia Federal fez um gol de placa. Desbaratou uma quadrilha que vendia, ilegalmente, ingressos para os jogos, explorando torcedores fanáticos por seus times, entradas que custaram R$ 800,00 eram oferecidas por mais de R$ 30.000,00. O esquema funcionou na copa de 1998 na FRANÇA, 2002 no JAPÃO, 2006 na ALEMANHA e 2010 NA África do Sul, isto é, “passou batido” pelas eficientes polícias da França, Japão e Alemanha e veio a ser descoberto no Brasil, parece piada de português.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, o Sr. não acha que se continuarmos martelando encima deste ES, nunca conseguiremos nada? Desde antes do Banco nos enrolar e levar a metade de NOSSO superavit, eu venho dizendo que a única saída que temos é conseguirmos a recuperação de nossos benefícios, e vejo que só agora, e timidamente, vem-se olhando para isto. Na verdade estamos vivendo a mendigar mais um comprimido de "cibalena" para amenizar uma dor de cabeça crônica, e esta dor(ES) foi causada pela desvalorização de nossos vencimentos. Acredito nos diretores eleitos, e sei que eles não são mágicos para consertarem as coisas erradas do dia para a noite, mas que, dentro do possível, trabalhem os pontos que realmente melhorem nossas vidas. E vamos que vamos...

Anônimo disse...

Marcelino Maus diz:
Sobre o endividamento do ES, eh preciso considerar o montante dos Ativos da PREVI em JAN/2013... R$3.800.000.000,000 / 130.000 do teto: 29.000 associados ou, pelo menos 50.000 associados com ES médio de R$75.000,00.
Outros números que revelam o ENRIQUECIMENTO da PREVI e a sangria dos Associados (os donos da Previ):
Considerando INPC mensal de 2013 (5,56% no ano), sobre o meu ES de R$130.000,00; paguei à PREVI R$7.437,33; sem considerar 0,50% a.m. de juros;
Passados 12 meses, recebo correção dos Benefícios de 5,56% sobre R$9.000,00: R$500,00 x 12 meses seguintes: R$6.000,00; sequer pagam os R$7.437,33 do ANO ANTERIOR.
Não tem como achar engraçado.
Se o INPC é pago mensalmente no ES, porque não termos pelos menos AJUSTE SEMESTRAL dos Benefícios?
A mudança do reajuste de JUL/2012 para JAN/2013 também trouxe prejuízo. porque postergou o INPC de JAN/13 a JUL/13 que só veio em JAN/2014...
UM BET de 10% com maior longevidade (5 anos ou permanente) seria a solução.
Se o BB não tivesse levado R$20 ou R$40bi, tava mole para a PREVI pagar.
Dr. Medeiros, pesquise e me responda: se o INSS tivesse Superavit a DILMA sacaria R$40 bi?
Respondo: O Delfim já sacou R$5trilhões... há 30 e 20 anos.
Marcelino Maus
F6752890

Anônimo disse...

Maradona é melhor do que Pelé. Injusta derrota argentina. Vergonha, síndrome de Estocolmo, brasileiros torcerem por seu algoz. Esta derrota de 7 a 1 será lembrada daqui a 100 anos...e muitos ficarão surpresos com o estranho apoio a uma seleção que fez populismo enganador o tempo todo..desde o uniforme semelhante ao do clube mais popular do país, até doações ridículas a índios-comerciantes de Porto Seguro, doações fajutas, "torcida" pelo Brasil e tudo o mais. Fomos humilhados duas vezes...dentro e fora do gramado...e a patuléia acha graça.

Anônimo disse...

Em função da variação para mais do limite disponível do ES, que pode ser constatada através do autoatendimento do site da Previ, pode-se concluir que já foram debitados este mês os valores relativos às operações de empréstimo contratadas pelos associados do “PB-1”.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, se continuarem a ter olhos apenas para o ES, quem não tem empréstimo ou um empréstimo "pagável", vão se tornar devedores com a corda no pescoço e os endividados atuais, só Deus sabe. Não consigo enxergar outra alternativa que a luta pela recuperação de nossas aposentadorias, senão só estarão contando história para boi dormir. Desde 2008 tento emplacar essa ideia, mas, desde lá, todos estão enfeitiçados pelo ES e nada conseguiram fazer.

Jorge Teixeira - Araruama disse...

Seja qual for a alternativa que surgirá após a reunião de diretoria de hoje, 15.07.14, com certeza o final da novela ES não será feliz para os integrantes do “PB-1”. Alguns poderão ganhar uma sobrevida, sabe-se lá até quando, caso o produto seja apresentado com uma nova configuração um pouco mais atrativa para o bolso dos associados. Mas uma possível cura para o problema só virá quando os benefícios forem reajustados, fruto de um realinhamento digno do plano com a correção de flagrantes injustiças contidas em seu bojo. Todos sabemos que esse sonhado e desejado realinhamento só será possível quando houver saldo suficiente na rubrica reserva especial para revisão do plano. Ou também caso houvesse uma flexibilização do percentual de 25% hoje vigente para formação da reserva de contingência. O “PB-1”, maduro e fechado, não precisa de um colchão de liquidez com essa magnitude de 25%, principalmente porque o problema ora vivenciado não é de natureza estrutural e sim eminentemente circunstancial. É duro e óbvio, mas não podemos perder de vista, em função dos termos da malfadada e “inderrubável” resolução 26, que o patrocinador se tornou meeiro da tão almejada reserva especial para revisão do plano.

Valdevino disse...

Anônimo, 15 julho 07:52:
Já rodaram a folha julho incluindo ES. Tanto esforço por nada. Como o líquido é insuficiente para débito de CDC do BB, não tenho outra alternativa a não ser sacar antecipadamente alguma disponibilidade do cheque especial para reserva para supermercado e remédios.
aposentado 63 anos

Medeiros disse...

Eu estou trabalhando os números da Previ para ver se consigo uma solução para a melhoria dos benefícios. Mas prefiro esperar os números de junho, para trabalhar o semestre. Após a minha análise e as conclusões vou levar o assunto ao conhecimento e debate dos participantes. E´ um estudo sério e aprofundado. FAzia tempo que não me entregava de corpo e alma ao exame dos números, deixando essa tarefa árdua para os mais jovens e mais bem preparados. Entretanto, não tenho observado muito interesse por essa área, a não ser nos antigos estudiosos.

Medeiros disse...

Eu estou trabalhando os números da Previ para ver se consigo uma solução para a melhoria dos benefícios. Mas prefiro esperar os números de junho, para trabalhar o semestre. Após a minha análise e as conclusões vou levar o assunto ao conhecimento e debate dos participantes. E´ um estudo sério e aprofundado. FAzia tempo que não me entregava de corpo e alma ao exame dos números, deixando essa tarefa árdua para os mais jovens e mais bem preparados. Entretanto, não tenho observado muito interesse por essa área, a não ser nos antigos estudiosos.

fernando disse...

Prezado Medeiros, concordo com o colega Marcelino Maus, sobre o emprestimo simples. Para ficar ainda mais claro a PREVI no seu balanço do 2013, a meta atuarial em operações com participantes era de 10,84% e atingiu o indice de 11,31%. E se olharmos no histórico , a PREVI nunca perdeu com as operações com participantes. O mais irônico, empréstimos estes, com recursos nossos. Pagamos acima, acima da inflação, acima da meta atuarial e bem acima dos nossos aumentos salariais. Dificil entender.

Anônimo disse...

Aguardemos e oremos.
Conte com nosso apoio Dr. Medeiros.
Vamos que vamos!

Anônimo disse...

DR Medeiros, agradecemos sua inesgotável boa vontade para com os que mais precisam de ajuda.
Deus irá iluminá-lo com muita lucidez e saúde.

Anônimo disse...


Acabou...a seleção perdeu e a PREVI debitou tudo...e nos ficamos sei lá

Anônimo disse...

E agora José
José para onde..

Tadeu Luis Valentim disse...

Emprestimo Simples,

Novos parâmetros no site da Previ.

luiz carlos disse...

ATENÇAO; ALTERAÇÃO DO TETO E DO PRAZO DO ES DA PREVI.

TETO 145 MIL
PRAZO DE ACORDO COM A IDADE.

vejam o site da PREVI.

valdevino disse...

MEDEIROS,
As alterações no ES não beneficiou os participantes que, entre a última renovação do ES e agora, mudaram de faixa etária. Então, vejamos, como é o meu caso:
Na última renovação, em 2013, tinha 62 anos - prazo 108 meses - limite 130.000.
Hoje, tenho 63 anos e, com a decisão da Previ, o prazo para esta faixa permanece em 108 meses, portanto, mesmo prazo atual.
Quanto ao aumento do limite (130 para 145.000), o saldo atual eevedor aproxima do novo valor, considerando as prestações suspensas no primeiro sem 2014.
CONCLUSÃO: se opto pela nova forma vou aumentar minha prestação mensal e a diferença entre a quitação do saldo devedor e o novo crédito não ultrapassa a 7.000,00 e, ainda, vou aumentar minha prestação e inadimplencia.
Peço, em nome dos colegas na mesma situação que, até 22.07, V.Sa. não poderia colocar esta situação e reinvidicar, pelo menos, a mudança de 108 para 120 meses para compensação a renovação.
meus agradecimentos
Valdevino

Medeiros disse...

vAMOS SUGERIR MELHORIAS e aperfeiçoamentos

Medeiros

Anônimo disse...

Com retorno da Cobrança da Contribuiçaõ com certeza muitos ficarão sem margem consignável, cabendo lembrar que em Out/2011 - Revista nr. 161 da Previ - quando da elevação de R$100 para R$110 mil do ES a Previ fixou como novo parâmetro a "Exclusão da contribuição da Capec na apuração da M.Consignável para fins exclusivos de concessão/renovação do ES". Seria oportuna a medida ser aplicada também quanto a contribuição da Previ, visando também exclusivamente para a concessão/renovaçção do E.Simples.