SUFOCO OU PARA O BEM

terça-feira, 22 de julho de 2014

Está difícil acessar a Previ.  O site está congestionado.  Sinal de que a demanda pelo ES é grande, ao contrário do que se alardeava.  Vamos aguardar que a poeira baixe para tirar conclusões.  Os que são contra e os que não precisam do ES estão aflitos para tratar de outros assuntos que os interessam. Cada um sabe onde aperta o sapato.

Incrível como existem pessoas insensíveis ao sofrimento dos outros.  Também incrível como existem colegas que consideram dívida e empréstimo como um mal.  Ou nunca trabalharam na área operacional do banco ou nunca passaram necessidades ou ainda nunca quiseram progredir na vida.

Sou grato por ter sido cedido pelo BB para ser diretor de um banco de desenvolvimento, o Badesul, onde a primeira lição que a gente recebe é de que só existe progresso se houver financiamento, a alavanca que move o progresso é o capital emprestado.  Inúmeros empresários bem sucedidos são reconhecidos a mim por lhes ter proporcionado os financiamentos que permitiram o desenvolvimento de seus negócios.  Poderia citar inúmeros exemplos, desde a simples doceira que hoje tem várias fábricas até o do simples mecânico que hoje tem fábrica de tratores.

Um ponto importante é saber a capacidade de pagamento e o limite do endividamento.  Mas também existem aqueles que foram justamente premiados por sua audácia e atrevimento.  Administrar as dívidas é um dom e as finanças públicas são uma prova disso. 

Basta ver as´propagandas que acompanham as empresas que oferecem empréstimos, créditos e papagaios.  Falam em realização de sonhos através de empréstimos. A nossa Cooperforte é uma delas.

A vida moderna possui uma parte importante vinculada ao empréstimo.

O ES não é só sufoco, traz alegrias também.  Meus votos são de que os recursos do ES sejam utilizados com sabedoria, eficiencia e equilíbrio.  Para o bem.

91 comentários:

Anônimo disse...

Incrivel, tentando acessar o site da Previ desde 9 horas e não consigo, ainda abre uma janela a esquerda mandando eu sair......
Como vou sair se nem entrei, hahahaha...
A previ e DEMAIS!!!!!!!

Anônimo disse...

Votei na chapa 3 e levei vários colegas indecisos a fazer o mesmo, mas não consegui renovar o meu ES, pois a margem não deu nem renovação. Estou sem saída.

Anônimo disse...

Dr.Medeiros,
Pela minha experiência o pior de estar devendo é a vergonha, a humilhação e a sensação de fracasso.Mas até o governo deve e como!Que humilhação passar o dia todo tentando acessar o ES por tão pouco.Agradeço imensamente por suas palavras que li chorando.Por hoje chega.

Anônimo disse...

Gostei deste seu comentário Dr.
Saí do Banco em 2000, quando o Mercado como um todo não era tão otimista como esteve até momentos atrás. Naquela época as pessoas da minha cidadezinha não possuiam Renda porque não tínhamos grandes empresas na Praça. Ficávamos na expectativa da volta do funcionamento de uma Usina de Cana-de-açúcar que faliu.Pessoas desempregadas, sem esperanças de um futuro melhor. Um Grande empresario Comprou a Usina, o Frigorífico que era pequeno e às vezes fechava as portas,veio a ser transformado em uma Unidade da Perdigão. Isto alavancou o Crescimento do meu Município melhorando sobretudo a questão de Emprego X Renda, Valorização de Imóveis etc.
Quando Saí do Banco os preços de terrenos estavam baixo,bem como de terras,Sítios Chácaras, Fazendas. Na Cidade não tínhamos "visão de Futuro"comprei com minha indenização somada ao Emprestimo Simples um pequeno lote de terras 25,0Has, que em virtude do Crescimento Economico -Usina voltou a Funcionar/ Frigorifico transformado em Unidade da Perdigão - Valorizou e muito. Não saí do endividamento até hoje,mas não me arrependo de ter colocado o meu dinheiro onde coloquei. Tenho esperanças de que ainda vivo tansformarei meu sítio em um pequeno negócio Sustentável/Rentável e terminarei minha vida sem dívida.
Sou Grato ao BB à PREVI á Cooperforte à POUPEX aos meus familiares e ao ES também.

djpga disse...

Consegui acessar o site, mas como eu previa minha margem só me concede um "troco" de 900,00. Eu já esperava por isto quando vi os parâmetros que a diretoria nos concedeu. É lamentável saber que somos donos de um patrimônio invejável, a PREVI, e termos dinheiro para viver com dignidade.
Já é 3ª vez que tento postar e não vai, vamos ver agora.

Anônimo disse...

Quem estiver com a margem negativa no espelho, nem tente renovar. Vão apenas perder tempo...!!! Imagino que apenas aqueles com benefícios altos (acima de 10 mil)terão direito a alguma coisa, ou seja, os que menos precisam. Foi essa a "melhoria" que os nossos "eleitos" conseguiram prá nós...??? É uma piada de mau gosto, aliás, mais uma ...!!!

Anônimo disse...

Rovere,

Peço desculpas ao anônimo, mas copiei o que foi postado: Como se a Previ não soubesse da Lei 10820/03, do Projeto de Lei 283 em votação no Senado, das decisões judiciais que determinam o limite de 30% para evitar o endividamento.Se a Previ tomou conhecimento dessa questão através dos blogs está precisando renovar seu departamento jurídico.

22 de julho de 2014 15:06

Rovere, sacou???

Anônimo disse...

Dr. Medeiros é terrível entrar no site da previ e não conseguir nada MC consignável negativa hoje devo 83.000,00 MC 1106,00 e peguei 78.000,00 com prestação de 1.135,00 nós temos tb que dar o troco a esse partido o PT e o PSDB pois estamos nesse sufoco graças a eles preciso comprar remédios pra mim e minhas irmãs e pago aluguel por isso vou votar no Eduardo Campos para mudar tudo de vez um grande abraço meu pois fiz muita propaganda na sua chapa 3 no facebook

Felipe Osório da Silveira disse...

Não entendo isso no Contracheque aparece margem negativa, mas no site aparece margem disponivel normal.

Anônimo disse...

Agora sim. Sem o BET e com o ES descontado, os proventos caíram de vez. O difícil ficou insustentável. Meu pai entrou em 1963 no BB, contribui há 51 anos para a CASSI e, no fim de sua vida, está difícil terminá-la com dignidade. Ele não recorreu ao ES porque quis. Foram quatro endarterectomias das carótidas, um infarto e três AVCs. Hoje, vive acamado e é dependente para tudo. Pagamos três cuidadoras para acompanhamento integral, pacotes de fraldas, e muitos medicamentos. A CASSI não cobre todos e, inacreditavelmente; negou a enfermagem domiciliar. Mas não para aí. Ele está casado há mais de quarenta anos com minha mãe, que teve a mesma coisa e também vive acamada em decorrência de múltiplos AVCs. Todos os gastos em dobro. Sim, esta é a realidade. Triste, mas real. Se conviver com isso já é horrível no lado fisiológico e emocional, a partir de hoje torna-se desesperador no lado financeiro. Somente Deus para nos dar forças. Aos que julgam a necessidade de empréstimos, não generalizem. Cada ser humano tem uma história por trás. Hoje acontece com minha família. Amanhã pode ser outra. Espero que não. Como eu e minha irmã faremos? Não sabemos. Uma história é certa: nunca os abandonaremos. E tudo que fizermos será pouco perto do que fizeram por nós. Choro sozinho muitos dias. Força? Ela vem do Senhor, que nunca abandona Seus filhos. Ele mesmo nos prometeu em Cristo: "Eis que estarei convosco todos os dias, até o fim dos tempos." Assim seja.
Francisco Augusto/ filho.
Meu pai: Francisco Carlos Marcondes, matrícula 3378.520-1.
Minha mãe: Yara Maria Vaz Marcones.
Minha irmã: Márcia Maria.
Guaratinguetá/ SP.

Anônimo disse...

Mais uma falcatrua da PREVI, pessoal.A vida é chorar mais nada e humilhação depois de velho .Se fizerem alguma manifestação em frente a PREVI irei sim , mas todos deveriam ir de preto. LUTO!!!

djpga disse...

Erro na digitação do meu comentário anterior na verdade eu quis dizer:
"É lamentável saber que somos donos de um patrimônio invejável, a PREVI, e NÃO termos dinheiro para viver com dignidade."

Anônimo disse...

Eu acredito que quem está endividado, ficou com as prestações suspensas por 6 meses, não terá benefício com esses novos parâmetros do ES, ou terá um benefício pequeno.

O cenário político tende para uma derrota da Presidente Dilma ou uma vitória apertada.

Já o cenário econômico aponta para uma retomada da bolsa de valores.

Não seria o caso, de se buscar uma melhoria nas aposentadorias ou a suspensão das contribuições, que melhore os rendimentos dos associados?

Brigar só por esse ES é muito pouco por quem se depositou tanta confiança e esperança nas eleições da Previ.

O momento é agora. Passou as eleições, só os 6 % de janeiro e olha lá.



Alcides Mauricio disse...

Lamentável... o pessoal da Previ teve desde o dia 15 para atualizar o sistema.
Não há desculpa...

Anônimo disse...

Gostaria de deixar claro que os participante que ficaram endividados e com Margem Negativa foi devido o corte do BET e a volta das contribuições e não por vontade própria.
Não consigo renovar o ES nem para diminuir a prestação. Situação humilhante/revoltante. E as injustiças na Previ continuam...

Anônimo disse...

Prezado Dr. Medeiros, boas lembranças sua mensagem nos traz, ter contribuido com o crescimento individual e coletivo é gratificante, parece que a PREVI não enxerga esse mutualismo, veja isso:"A Diretoria de Seguridade fortalece o Empréstimo Simples e garante o benefício como um dos melhores produtos para os associados, dentre aqueles oferecidos pelos Fundos de Pensão." A PREVI afirma que o ES é um PRODUTO, correto, pois produto é obtenção de vantagem e ainda assim coloca tanto impedimento para nos emprestar, mas a PREVI afirma ainda que o ES é também um BENEFÍCIO, o que discordo, pois benefício é um bem, um donativo para se fazer bom uso sem intenção de vantagens, continuando a PREVI termina dizendo que o ES é um dos melhores produtos dentre os oferecidos pelos Fundos de Pensão, concordo ,só não aceito a oferta de um PRODUTO em detrimento de um BENEFÍCIO.O ideal seria que a PREVI reconhecesse a culpa na desvalorização do contra-cheque .

antonio americano do brasil borges disse...

Caro Dr. Medeiros,
Nos comentários de ontem, copiei o seguinte:
"Anônimo Anônimo disse...
Conforme consta do Regulamento da CAPEC:

Regime Financeiro de Repartição Simples - regime que fixa taxa de custeio dos benefícios contratados de modo a que produzam receitas equivalentes às despesas do exercício.

Ou seja, não existe fundo que possibilite empréstimo ou saque antecipado do valor da indenização.

22 de julho de 2014 00:49"

Acho que estava se referindo ao FUNDO para empréstimos CAPEC que sugeri à PREVI. Quero esclarecer que não é usar os recursos da CAPEC, mas a PREVI usar dos recursos disponíveis e ao invés de aplicar na bolsa ou em qualquer outra empresa, aplique no FUNDO e faça com esses recursos, empréstimos aos associados da CAPEC. Afinal, as operações com os associados são as mais rentáveis da PREVI, conforme se pode observar nos balanços anuais.
Fica o esclarecimento.
Abraços
Antonio Americano
Goiania (GO)

Anônimo disse...

Pois é Medeiros, a diretora Cecília me fez crer que eu estava entre os mil sem margem, depois de hj, dúvido que sejam somente este contigente. A previ, como é do feitio, lembram-se do Renda certa, beneficio as estas pessoas com este realinhamento do empréstimo simples.

Dr, o importante é que vc, como sempre, não mudou a fala. Nao saiu para comemorar a vitoria com a sua turma e esta comemorando até hj.

Agradeço a vc por mostrar que esta do lado de nós que nao fomos, mais uma vez, beneficiados. É chororo, sim. Ainda bem que temos este blog, o único que nao jogou a toalha.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, respire fundo e não caia nas provocações.

Anônimo disse...

Para quem tem recursos para se manter é fácil falar para usar o ES com sabedoria e eficiencia. No quesito alegria fica difícil. Gostaria de entender porque a Previ não enquadra o saldo devedor nos novos paramentros para diminuir o valor das prestações. Por acaso, o saldo devedor não é devido? Ninguem está se recusando a pagar. So tentando pagar em mais parcelas.

dthv disse...

Dr. Medeiros,
Boa noite! Gostaria que fosse muito boa noite ou excelente noite, mas parece que a PREVI não permite que tenhamos uma boa noite ou um bom dia, infelizmente não vislumbro dias melhores para a minha vida, pois sou aposentado por invalidez e minha margem consignável está negativa em
R$116,oo e não consigo renovar meu empréstimo meu contra-cheque deste mês foi de R$26,00.
Não sei o que fazer da minha vida!
Já pensei no pior, mas sou covarde e não tenho coragem de abandonar a minha família.
A falta de sensibilidade dos dirigentes da Previ é lamentável, pois só beneficia quem não precisa.
Eu votei na chapa três e esperava que a DRA. Cecilia ou mesmo o Carvalho, olhassem por nós, mas sinto uma frustração imensa.
Ainda espero que haja alguma mudança que nos beneficie.
Aceite um grande abraço de quem muito lhe admira.
DTHV
mat 2440520-5

Anônimo disse...

Cátia Santos
Mat.1926405-4

Dr.Medeiros,apesar de acompanhar sua trajetória conosco,esta é a primeira vez que lhe escrevo.Primeiro para agradecer a luta incansâvel contra â corrupção que chega até a nossa PREVI,o que nos deixa mais fragilizados e apenas confiante na justiça divina,que eu creio.Sou aposentada por invalidez há 6 anos,tenho 47 anos e da PREVI recebo $868,00.Nunca pensei que tão cedo tería um entojo ao estar acompanhando tudo o que acontece na Caixa de Previdência,com tanta irregularidade associada â corrupção ditada pelo GOVERNO,e os nossos direitos sendo burlados.Infelizmente o site da PREVI não estava congestionado por solicitação do ES,mas pelas tentativas frustadas e notória dos representantes o quais determinam o que alguns merecem ou podem mais ainda se individar.Nem eu nem meu pai de 75 anos e vinte de aposentado pode solicitar se quer uma palavra bem chula" merreca".Enfim,eu aguardo o juízo final.Grata!AH! Sou fã indenpendente dos intempéries!Que DEUS nos proteja e nos de muita força!

Juarez Barbosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Aos que estão reclamando, essa situação não vem de agora e boa parte dela tem a nossa responsabilidade por termos ficado tanto tempo acomodados, achando que a PREVI estava montada numa montanha de dinheiro ou ainda na nossa abstenção das urnas nas votações anteriores. Muitos se esquecem que no pleito que elegeu o Sr. Marcel Barros, o Dr. Medeiros foi candidato e não deram a mínima para a sua candidatura. Muito pelo contrário, o "fogo amigo" boicotou a campanha do Dr. Medeiros do início ao fim.
Que tal cobrar de quem esteve por trás disso ao invés de atacar a chapa que finalmente pôs um freio nas maldades da PREVI?
Estivemos ausentes por um longo tempo e agora queremos tudo resolvido do dia pra noite? num estalar de dedos? Num passe de mágica?
Muitos querem apenas desabafar, mas esta talvez seja a melhor hora para refletirmos sobre a nossa atuação ao longo desses anos de angustia e sofrimento e o que efetivamente fizemos para tentar reverter esse quadro.

Cláudio

Anônimo disse...


Dr. Medeiros,

A situação de endividamento que compromete em muito a receita/ rendimento é deveras angustiante.

Abaixo colei algumas dicas de pessoas ligadas a área, mesmo sabendo que essas informações podem já ser do conhecimento de todos.

Eu já passei noites em claro por causa de dívida e não gostei nada disso.

Acredito que existe saída para tudo e isso depende de nós mesmos.

Não criem expectativa de algum tipo de ajuda externa ela pode apenas dar um alívio temporário sem solucionar o problema.

Pense de forma positiva, tome iniciativas que não venham a prejudicar você no futuro.

Boa sorte a todos.



1-Livrar-se das dívidas exige comprometimento e disciplina. É preciso que se faça um diagnóstico preciso da situação financeira da família e que todos se dediquem a cortar gastos.

2-Os especialistas em finanças pessoais afirmam que primeiro passo é fazer um mapeamento das suas dívidas, um diagnóstico preciso de cada uma delas. Há quanto tempo você está endividado? Está devendo para quem? Qual o valor total da dívida? E dos juros? Obter essas respostas é fundamental.

3-O endividamento muitas vezes é motivo de vergonha, fazendo com que a pessoa esconda a situação dentro de casa e evite procurar o credor --muitos chegam até a procurar empresas para fazer a negociação. São erros graves. "Foi você que fez as suas dívidas e é você que tem de resolver seus problemas", diz o educador financeiro Reinaldo Domingos. "É imprescindível reunir a família, para que todos estejam juntos nessa missão.

4-Assim como muitas vezes será preciso abrir mão da poupança para quitar a dívida, no caso de dívidas muito altas ou que já duram muito tempo pode ser necessário tomar precauções com relação a alguns bens. "Busque, no seu patrimônio, bens que podem ser vendidos para quitar a dívida, como um carro, roupas ou até aquela sua coleção de discos de vinil", aconselha o consultor financeiro Mauro Calil.

5-É fundamental reduzir as despesas mensais da família. "Dá para fazer economia até nos gastos essenciais. Nas contas de água, energia elétrica e telefone, por exemplo, existe um excesso de pelo menos 20% que pode ser cortado", diz o educador financeiro Reinaldo Domingos. "É melhor fazer um rebaixamento intenso da qualidade de vida de forma planejada do que de maneira forçada lá na frente", afirma o planejador financeiro Marcos Silvestre.



Anônimo disse...

Francisco Augusto Filho 17:38, você e um filho abençoado, só quem passa por isso sabe o quanto é difícil, conciliar obrigações financeiras com cuidados especiais às pessoas que amamos, busque forças para lutar pelos direitos do seu pai que certamente deve ser associado, não deixe de entrar com diversas ações que irão ajudar, verifique também se seus pais já recebem o acréscimo de 25% para cuidador esse acréscimo existe tanto no INSS como na PREVI, mas infelizmente nem sempre as perícias médicas nos orientam.Enfim continue colhendo informações seguras aqui nos blogs, são eles nossos verdadeiros anjos da guarda, e não deixe de cobrar os direitos na CASSI.

Anônimo disse...

ate agora nao conseguir fazer a renovaco o sistema fica sempre fora do ar na hora de aparecer a tabela alguem ta tendo o mesmo problema q eu?

Anônimo disse...

o acesso ao site da PREVI está que nem engarrafamento da BR 101 - três filas que logo na frente deverão se tornar apenas uma - e os "curiosos" que nada querem e apenas ficam "empatando", e desta forma tenham calma que logo conseguirão.
Vamos que vamos

Graciela disse...

Depois de um dia angustiante consegui acessar o site e confirmei o que já temia. Não tenho margem consignável nem para comprar uma bala. É triste. É humilhante. Frustação.
Mas somos brasileiros, já aguentamos tanto até aqui, não é mesmo?
Choro, não tem como. As lágrimas insistem em rolar.
Mas ainda continuo viva e vou continuar acreditando que dias melhores virão.

Felipe Osório da Silveira disse...

aninomo das 20:37, 25% da previ? Que eu saiba era somente do INSS.

Anônimo disse...

Amigos,
Existem práticas aparentemente inteligentes que na verdade não o são. Uma delas é o uso do ES como poupança. A idéia é guardar o dinheiro do ES na poupança pois no caso de morte há quitação total e a família fica com o valor. Ocorre q, como diz a música, dinheiro na mão é vendaval, e o valor pode despertar desejos em filhos e netos. Depois de gasta a poupança, só sobra a dívida. E no caso de uma situação adversa como vivemos hoje (fim do Bet e retorno das contribuições), constatamos que a prática é perigosa.
Claro q cada um escolhe seu destino, porém muitos gostam de viver perigosamente.
Celio

Anônimo disse...

Felipe Osório, eu sofri muitos anos com doença na família no começo a CASSI me ajudou, depois eu passei muito aperto, ninguem me orientou e eu não utilizei esse benefício porisso eu faço questão de passar adiante, vou buscar as fontes sobre os 25% da PREVI e comunico aqui no blog.

Anônimo disse...

Caro Dr Medeiros

A cobrança da extrapolação do ES fruto da suspensão deu resultado muito positivo para a PREVI e ainda um ¨troco¨ como chama o BB de no máximo 35% da elevação/diferença entre os tetos. Os assistidos como são chamados os donos verdadeiros do capital do fundo de pensão ficaram muito contentes. A ¨armadilha¨ foi muito bem urdida. Parabéns a PREVI!!!

Diogo disse...

Não se pode julgar porque alguém pega um empréstimo. No meu caso, usei para comprar um terreno por 45 mil, que hoje vale 130 mil, e 3 anos. E lá estou construindo uma casa em um belo condomínio, onde futuramente irei morar. E venderei meu outro imóvel(ou poderei vendê-lo...quando precisar)...não deixa de ser um investimento em poupança. Porque com 2 imóveis, podendo abrir mão de um, valeu a pena pegar um empréstimo simples de 40 mil(que hoje está em 38 mil). E pretendo diminuir o valor na renovação para estes 38 mil. Ou seja, cada caso é um caso, é há casos de enfermidade grave, quando o empréstimo ameniza ou resolve um problema sério.
O que não se deve fazer é pegar empréstimo para viver acima do que se pode, na ilusão. Este é o grande erro...agora, para complementar renda para escola, alimentação, mesmo vestuário...aí já é necessidade mesmo. Não dá pra julgar mesmo.

Mas, acho que a grande luta da chapa 3 é por melhorias outras. ES é apenas paliativo. Mas, também vale a luta do Medeiros e companheiros de chapa.

edsomn disse...

Todo mundo passando um "sufoco" e tem isso e graça a DEUS.

Juarez Barbosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juarez Barbosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

ainda NÃO ACESSEI MAIS SEI QUE TÔ NO PONTO MÁXIMO EH A VIDA A FÉ É O MOMENTO MAIS IMPORTANTE EM NOSSAS VIDAS E NUNCA PENSEI EM PASSAR POR ISSO FAZ PARTE A HONESTIDADE EH TUDO.

Anônimo disse...

Juarez meu querido cara-pálida, modera nos teus comentários, é muito fácil julgar os outros.

Embora em alguma coisa tens razões, mas analisa o caso do comentário do dia 22.07 às 17,38 hs. do Francisco Augusto/Filho, e não esqueças dos colegas aposentados por invalidez, que ganham uma merreca da Previ.

Não atireis pedras nos outros, pois ninguém gosta de estar devendo e suplicando uns míseros trocados para esta merda da Previ, que para mim está é quebrada.

Anônimo disse...

Bom dia caro Medeiros, o sol nasce prá todos não perderemos esperanças,alguem falou de uma reunião hoje quem sabe se levasse alguns comentários para o insensível diretor Marcel, o desabafo do filho de um colega aqui ontem foi o espelho do que está acontecendo com a maioria, isso é que é dor, já pensou? esse colega (nós amanhã),perdeu o poder de cobrar, seu filho demonstra equilíbrio temos que ajudar, fazendo um levantamento para saber quantos vivem nessa situação, conseguir os endereços e acionar os filhos , orientá-los sobre todos os direitos.Acredito que o Marcel e os outros que votaram contra a proposta 180X180(a única que resolveria para todos), também irão envelhecer um dia, lógico que suas poupanças cobrirão as necessidades mas o carinho e apoio de amigos vai buscar onde ?vai buscar em Deus o perdão pelas maldades praticadas ao próximo.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Encaminhei-lhe uma correspondência para a Previ dia 02/06/14 por AR e até hoje não recebi sua resposta.
Ela chegou às suas mãos?
CELSO BERNARDES
FORMIGA-MG

Juarez Barbosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

O que ocorre com o Juarez? Recentemente ele disse que ficaria afastado e só voltaria quando o assunto fosse de seu interesse mas já voltou atacando os endividados novamente e dando lições.Ninguém é obrigado a aderir a ação dos 30% se não achar conveniente e sendo assim não entendo porque tanto empenho em ser contra.

Cláudio Almeida disse...


Dr.

Mesmo após a revisão do ES, votada pela Diretoria Executiva em 15.07.2014, o mesmo continua irregular tecnicamente e regulamentarmente.

Saldos devedores incompatíveis com a margem consignável permanecem.
Faz-se necessária outra revisão para acertar as discrepâncias.

O desajuste nasceu da volta da contribuição e consequente redução da margem consignável.
Os auto-patrocinados foram onerados duplamente quanto à contribuição.

A Previ está numa saia justa, pois o regulamento do ES não está sendo cumprido.

Abraços

Anônimo disse...

Dr Medeiros, agradeço suas bondosas palavras de solidariedade com quem chora a decepção de não ter renovado o ES, esperança esmagada pela Previ.

Anônimo disse...

Grato Dr.Medeiros, por nunca julgar e condenar os endividados.

Ninguém aqui é DEUS para julgar e condenar os endividados, porque ninguém sabe as razões e acontecimentos da vida de cada um para rotular todos de gastões inconsequentes.

É fácil se falar em gastar menos e fazer acordos com a família para se economizar se o que recebemos hoje não cobre nem a comida mais básica.

A PREVI,paga com diferenças gritantes vários grupos de aposentados, por estarem enquadrados nas épocas em que se aposentaram, deveria ter um PLANO DE SOCORRO para quem passa fome mesmo, não para quem faz caixa 2 com o ES e vem dar lição de moral aqui no blog.

São muito mais do os 1.000 que a Cecilia comentou, os que ficaram de fora do ES, e que precisam mesmo de ajuda emergencial, pela Previ ou via BB em carater excepcional, com renegociação das dívidas com ou sem garantia em moldes diferenciados para dar a esses colegas respiro para continuarem a vida.

Nada é mais importante do que a vida, esses colegas estão morrendo da maneira mais dolorosa possível, vamos encontrar uma solução, não precisamos os jogar abismo abaixo, por eles já estão no fundo do poço, portanto ou se sugere alguma solução ou pelo menos vamos ficar em silêncio em respeito a vida e o sofrimento humana.

Anônimo disse...

Quase 2 dias tentando acessar o site da Previ para saber que não posso renovar o ES por falta de MC.
É pacabá!!!

Anônimo disse...

Sobre o texto postado no Blog do Ari, por:
Marcelino Maus
F6752890
Em 22/07/14, às 22:05
Fiz perguntas diretas a um colega que postou SISTEMATICAMENTE matérias coadunando com a HIPOCRISIA da Previ que, no próprio site, e-mails enviados, etc., vem apregoando matérias de Educação Financeira aos Associados.
É Pública, Notória, Legítima (reconhecida pela Súmula 288 do TST) que o BB e a PREVI, em 24/12/1997, usurparam no mínimo 25% (penso que 1/3) dos Benefícios do PB1, dos Aposentados PÓS-97.
O Superávit verificado posteriormente (hoje R$25bilhões e deveria ser maior SE o BB devolvesse os 40BI jah apropriados), deve-se muito à redução dos Benefícios que estão sendo e SERÃO pagos aos Aposentados PÓS-97, porque reduziram em 25% a NECESSIDADE DE RESERVA MATEMÁTICA. Em 1998 eram 90.000 Funcis do BB na Ativa... (?) Isso deve representar 2/3 do universo de Associados... IMAGINEM A ECONOMIA do BB e da PREVI com a redução dos Benefícios Projetados, etc.
Então Senhores... afirmo pela TERCEIRA VEZ: O Superávit de 25BI (mais 40BI qe o BB levou) foi usurpado dos PÓS-1997 !!!
A PREVI, PREVIC, BB, tem que pensar em REALINHAR primeiramente os Benefícios dos PÓS-1997, depois as demais questões.
Retificando: pelas décadas decorridas, deveriam resolver o problema dos PRE-1967... SERAH QUE AINDA DAH TEMPO?
“Agora falemos no popular: os Senhores já viram algum ladrão aih no RJ, passar na casa de algum cidadão, cobrar todo mês R$2.000,00 do salário de R$6.000,00... e dizer: não liga não, não vai fazer falta, você pode viver ateh melhor se trocar seu Gol por um Fusca, tira teu filho do colégio pago e põe no público, etc.”
A escolha por questionar o blogueiro citado na postagem de 22/07>22:05, não foi pessoal mas, sim, pelo fato de ter-se revelado fiel à hipocrisia acima referida.
Não devo desculpas a ninguém, porque apenas PERGUNTEI e não obtive respostas...
Creio que os Blogs do ARI (mais democrático), CECILIA(não menos mas demora), MEDEIROS(mais acessado e tem trabalho para filtrar as “patadas”).....
...continuando... são mais que blogs, são MUROS DE LAMENTAÇÕES e não vejo espaço para ninguém publicar matérias de PROPAGANDA ENGANOSA e HIPÓCRITA da PREVI.
Repito:
Fui (fomos os pós-97) roubado pelo BB e a pela PREVI.
A Prova: Súmula 288 do TST que garante a revisão dos benefícios, mas a PREVI, mesmo depois de SENTENCIADA na JT, não cumprido.
Pode alguém me informar se a PREVI implementou revisões para os PÓS-97?
Não vale informar que, para os PTralhas do BB e Previ, a PREVI utilizou a Fórmula Mágica:
Em vez de Benefícios da ordem 75% dos Proventos no BB, aplicou a Fórmula de 175%:
Salário de Ministro em 2008: R$26.000,00 >>> Benefício PREVI R$45.000,00...ou seria R$81.000...

MARCELINO MAUS
F6752890
Nunca tive ficha na Polícia, mas 7 dos meus irmãos têm.

Anônimo disse...

Caro Dr. Medeiros,

Estou auxiliando três Colegas renovarem seus empréstimo simples. Conectado diretamente na internet desde ontem às 09:00hs, conseguimos depois de dezenas de tentativas que se estenderam até às 22:50hs, renovar apenas dois ES. Tenho internet de boa qualidade e parava somente para rápidas refeições e ir ao banheiro. Esses Colegas são muito idosos na faixa de 70/80 anos e não tem conhecimentos necessários a operar na web. Até tentaram ligar no 0800 mas parece que também está mais congestionado ainda. Será que não há uma maneira mais fácil de fazer isso? Acredito que estamos na idade da pedra!! Faço esse registro para que se pense numa maneira melhor de disponibilizar esses empréstimos !

Anônimo disse...

Colegas, todos estamos com os nervos a flor da pele, vamos interagir por grupos respeitando os interesses para que ninguem critique o outro, eu por exemplo sou do grupo pós-97, e não pretendo morrer sem tirar isso a limpo ou seja, quero me juntar a esse grupo para reinvindicar meus direitos, já outros grupos lutarão por interesses diversos, tudo com muito respeito pois a canoa furada é a mesma a PREVI, e ela quer é isso mesmo, a separação e extinção do PB1. Fico pensando esse PB1 daqui 30 anos , eu estarei com 90 anos, já estou deixando os dossies com meus advogados, quero receber tudo de volta que me tiraram.Deus é Pai, Paz para todos!

ALBANO disse...

O episódio do BET, desde a sua aprovação, deve nos servir de alerta. Muitos defenderam o voto sim, que acabou prevalecendo, que nos dava o direito de receber o benefício em 48 parcelas, mas a diretoria da PREVI abruptamente RASGOU o contrato e suspendeu o benefício antecipadamente, faltando ainda 12 parcelas do que fora acordado.
Isso tudo só serviu para que o Banco transferisse para seus cofres uma verba considerável de um patrimônio que é nosso, colocando milhares de aposentados e pensionistas "à deriva".
Tomemos isso como lição, para que, futuramente, ao invés de votar a favor de propostas com vantagens imediatas que com certeza voltarão a aparecer, lutemos para que nossos direitos sejam mantidos e preservados, mesmo que isso nos leve a longas esperas.
Devemos, de uma vez por todas, entender que o Banco do Brasil não tem direito nenhum sobre o patrimônio da PREVI, que é o patrimônio de cada um de nós, sob a alegação que contribui percentualmente para a formação do "bolo". Está no contrato de trabalho que assinamos que o Banco contribui com essa parcela para formar reserva que vise a complementação de aposentadoria de cada um, ou, de forma análoga, o Banco do Brasil, por ocasião de demissão sem justa causa ou aposentadoria, se achará no "direito' de receber parte do FGTS de cada um, já que o recolhimento do referido fundo também e feito pelo Banco na vigência de nosso contrato de trabalho.
Agora, ao invés de estarmos aqui debatendo sobre o Empréstimo Simples, se tivéssemos votado não e obtido reajustes reais em nossos benefícios, estaríamos debatendo sobre outros assuntos de nosso interesse, até porque o Banco não teria se apropriado de GRANDE parte da reserva de contingência da PREVI.

Juarez Barbosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer.
Albert Einstein

Juarez Barbosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Também acho um absurdo esta incompatibilidade entre o saldo devedor do ES e a margem consignável negativa. Quando o dinheiro foi emprestado a gente podia pagar, agora nos está sendo negado o direito de diminuir o valor das prestações para ajustar esta margem, sendo que nas atuais condições do ES, houve prorrogação do prazo.

GRUPOS "Pré-67" e" Especial" disse...

Relendo o "Parecer Atuarial" do último relatório anual, de 2013, na Pág. 164/165 no assunto "Reserva a Amortizar" que trata dos 19.416 integrantes do "Grupo Pré-67",(em 31/12/2013 estavam com mais de 69 anos de idade!) que recebem a Verba P220, de responsabilidade do Banco do Brasil, cujo valor da Reserva a Amortizar ao grupo era de R$ 13,663 Bilhões, fiquei na dúvida se o nosso Plano 1 desta PREVI está cobrando, e qual o montante relativo ao BET, pago por conta, a estes 19.416 cujos benefícios são de responsabilidade do BB,

Temos que saber qual o valor, até dezembro/2013 que foi pago a este grupo e QUANDO O BB cumprirá sua obrigação, pagando o que a PREVI adiantou aos aposentados do BB.

Se ficarmos sem cobrar, cairá no esquecimento, porém a PREVI está precisando de dinheiro, pois suspendeu o BET para todos, desde janeiro/2014.

Ao final de 2012 o BB e a PREVI assinaram Novo Contrato para as reservas do Novo "Grupo Especial", de 3.202 pessoas que passaram a receber pela Verba P309 (Em dez;2013 eram 3.129 pessoas), integralizando suas reservas em R$ l,013 bilhões, ficando em 31/12/2013 em R$ 1,056 bilhões.

Será que este Novo "Grupo Especial" de 3.129 Verbas P309 também ganhou o BET, por conta da PREVI e ainda não recebeu do Patrocinador BB ??

Vão se criando os Grupos/ guetos e reversões de valores ao BB e a PREVI vai perdendo o controle, não cobrando, favorecendo o BB, que não precisa, ao invés de seus associados...

fernando disse...

Dr Medeiros, quem olha nossa sede faraônica da PREVI, no mínimo, deve imaginar que temos um sistema de informática de última geração. Imcompreensível, estou desde o dia 22 de julho, e não consigo chegar na metade do pedido de empréstimo. Por telefone, tbm não. Mas, vamos, que vamos. Como diria um ditado - " o cara esta muito mal de vida. Está pifado com duas coringas na mão",ou seja está morto e não sabe.

Anônimo disse...

A solução deveria ser a inclusão de um valor limitado do BET no benefício! Seria como a tabela do Imposto de Renda! Quanto menor for o benefício, estabeleceriam um percentual maior, limitadamente, referente ao BET, para salvar quem menos ganha! Mas, daria algum percentual menor do BET, por motivo de ter um benefício bem maior!

Marco Orlando disse...

Medeiros,
Estou a 36 horas tentando o formalizar a renovação do E.Simples e não consigo. Sempre trava ao tentar acessar a tabela de valores.
Será que o padrão de qualidade da PREVI caiu tanto assim na gestão Dan e Marcel?
Onde está a competência do pessoal da área tecnológica/informática para resolver ou no mínimo ter a decência de informar o que está havendo.
Desculpe, mas imagine o stress que isto está provocando em colegas com 70, 80 ou 90 anos de idade.
Isso é crueldade e merece punição.

Marco Antonio Orlando

Anônimo disse...

Colegas,

A situação anda brava, muito brava, parece que o fundo do poço é ainda mais embaixo.

Sem qualquer pieguismo, confesso que chego a lacrimejar os olhos quando leio comentários descrevendo as angústias vividas por cada colega.

É aquela família do interior de S.Paulo que luta com pai e mãe, vítimas de AVC; é o drama do Marcelino lutando pelo direito à sua casa; a pensionista que teve R$ 300,00 no espelho e precisa de comida e remédios; e outros tantos como esses.

Triste, muito triste, e nos martiriza ainda mais quando nos sentimos impotentes diante de tantas injustiças.

E ficam aqui algumas perguntas: que caminho tomar...? o que fazer...? a quem ou aonde recorrer...? de que armas ou recursos legais dispomos...?

Respondo de pronto que temos pouquíssimas opções, nossos dramas não sensibilizam as fontes às quais poderíamos recorrer.

Diretoria da PREVI ou do banco, Justiça, classe política, imprensa, nenhum desses ficará do nosso lado, temos que lutar sozinhos e contar somente com nossa união.

Por tudo isso, volto a dizer, e digo sem ilusões, no momento somente uma mobilização de massa pode fazer a diferença a nosso favor, um movimento de protesto e desespero na PORTA DA PREVI ou, preferencialmente, na Praça dos Três Poderes, em frente ao Palácio do Planalto.

E temos que agir rápido, antes que outras mazelas sejam consolidadas e concretizadas. Pensadas e imaginadas já foram, falta apenas aplicá-las, e eles, os nossos inimigos, aguardam apenas o momento oportuno.

Quanto a mim, Brasília fica difícil, fora dos planos porque não tenho recursos prá ir até lá.

Há poucos dias aqui na minha cidade me disseram que estou sonhando e vivendo de ilusões, pode ser, mas continuo pensando.

É o que tinha a dizer.
Lydio

NIVALDO ELIAS DOS SANTOS disse...

SR. JUAREZ BARBOSA,
CALE-SE POR FAVOR!
NINGUEM PEDIU SEUS CONSELHOS.
1)SE TUDO ESTAH BEM EM SUA VIDA, PARABENS!
2)SE AS POSTAGENS DE QUEM ESTAH COM PROBLEMAS O CHATEIAM, DEIXE DE LE-LAS.
O SENHOR EH DAQUELE TIPO QUE "SABE TUDO". GUARDE PARA VOCE SUAS TEORIAS.
CONTINUE LAVANDO, PASSANDO, COZINHANDO. DEIXE SEUS EX-COLEGAS EM PAZ.
MUITO OBRIGADO.

Marco Orlando disse...

Medeiros,
Finalmente a renovação foi concretizada.
Dica: Se você programar o crédito para o dia 01.08.2014, a primeira parcela será cobrada em 20 de setembro e você "respira" em agosto.

Marco Antonio Orlando

Anônimo disse...

Interesse de todos os mutuários assíduos do produto ES.
Se na renovação o empréstimo anterior é liquidado antecipadamente, porque não se obtém desconto no valor das parcelas antecipadas?
No calculo das parcelas já não se embutiu "juros"?
Essa pergunta já foi postada por outrem em um outro blog.

Anônimo disse...

Apoio totalment o colega Nivaldo 21.01 inclusive com as letras maiúsculas.Uma coisa é ter o direito de dar opinião de forma genérica.Outra é criticar diretamente uma ou mais pessoas sem ter nenhum direito de fazer isso.Na minha opinião essa pessoa tumultuando as discussões e sua posição contraria até os donos dos bloogs que não pensam como ele.E chega de dizer que tem direito de dar opinião quando na verdade está se intrometendo na vida dos outros.

Anônimo disse...

Como acompanho os blogs desde o início lembrei de uma situação interessante.Como essa pessoa de nome Juarez está sempre criando polêmica disseram num outro blog famoso que ele era um infiltrado e não fazia parte da Previ pois ninguém conhecia e ele não era filiado a nenhuma das nossas associaçõees.Acompanhei por um tempo e não encontrei uma resposta dele.Inclusive também tinha um blog e encerrou.

Medeiros disse...

Jurarez e colegas,

Vamos terminar defuma vez por todas com as brigas que não levam a nada. Não vou publicar mais esses comentários agressivos. Chega. Acalmem se.

Anônimo disse...

Marcelino Maus diz... e desdiz:
Dr. Digno e Amigos, bom dia.
Relendo postagens (as minhas e de colegas) percebi tensões sobre as mazelas do BB e da PREVI.
Devo me retratar quando utilizei os textos de "educação financeira" propalados em postagens de alguns colegas e citei as do Juarez (sem querer ser ataque pessoal), mas sei que isso incomoda, reconheço.
Penso que não devo pedido de desculpas por ter utilizado esse "gancho" para tocar no assunto mas, consciente do dever de "despoluir" minhas postagens em relação ao Juarez e outros que comungam e aqui repercutem essas idéias, venho aqui registrar meu reconhecimento pelo desconforto com a situação.
Importante salientar que via de regra, atacamos idéias sem conhecer os autores dos textos, tudo porque sofremos há décadas propaganda enganosa do BB e da PREVI, desde os Projetos do NMOA, Novo Rosto... etc.
Então quero registrar que 99% dos blogueiros são pessoas legais como o Juarez (conferi no Face, eh um cara nota 10, e deduzi só pelas fotos postadas).
Digo 99% porque não me incluo como legal, pois não interessa e não me interessa o que penso de mim).
Fica aqui um abraço ao Juarez e outros dessa linha de pensamento.
Outro abraço ao Medeiros, que conheci pela Chapa 3, neste Blog.
Fui Bancário 36 anos.
Quase todos nós fomos por mais de 30 anos...
Dr. Medeiros, acho que deveríamos chama-lo por outro nome, porque não simpatizo com nomes que lembrem alimentos, a não ser que extraiamos suas melhores qualidades:
A doçura do Pudim e as propriedades do Fermento.
Que por muitos anos fermentem nesse Blog boas e doces idéais.
Perdoe a brincadeira da comparação, mas é ilustrativa.
Séria mesmo é a Dignidade que vejo em muitas pessoas só pelo olhar, inclusive o seu, mesmo nas fotos, muito mais no comportamento neste Blog. Deveríamos chama-lo de Sr. Digno, sem a menor hipocrisia.
Pesso a Deus que nos abençoe, a ti não, porque já abençoou.
Acordei meio feliz, esperançoso, mas preocupado por não conhecer o drama das Pensionistas, dos que têm apenas a Parcela Previ...
E os velhinhos do INSS que laboraram com salários de 2.000 a 4.000,00; o patrão recolheu por 2.500,00; e hoje ganham R$1.300,00?
Nós da PREVI ainda temos certo Privilégio, mas se não combatermos os Desmandos junto à PREVIC, a desordem vai deteriorar ainda mais a FUNCEF, PETROS... e as AEROS.
Que meleca!!!
Obs: alguém tem culpa, se revirarmos a história, a culpa do BB e PREVI deveria ser transferida ao Delfim, Simonsen, Sarney, Collor, FHC, Lula...

Paz e BEM.

Sempre nominei meus textos.

Marcelino Maus
F6752890
Não se assustem, 7 irmãos meus com ficha na polícia são Policiais... que sofreram muito mais para se aposentarem. Se eles lessem isso...

Anônimo disse...

ALERTA GERAL:

Salvo melhor Juízo, renovar o ES com pouco troco, PIORA a situação, pois o Saldo Devedor demora MAIS para diminuir...

O troco deveria ser de pelo menos igual a SOMA 3 a 4 Parcelas... para compensar.

É necessário que a PREVI reformule as condições e os ENCARGOS:
1) Teto de 150.000/130 ou 120 meses;
2) juros 3% a.a. com INPC debitado apenas em JANEIRO (pela média do Saldo Devedor).
3) parcelas de 1,1% do Capital; COM REAJUSTE em JANEIRO pelo INPC aplicado pela média do Saldo Devedor.
4) Implementar OPÇÃO DE AMORTIZAÇÃO ANTECIPADA DE 01, 03 ATEH 12 PARCELAS, uma vez por ano, como forma de desimpactar o Saldo Devedor e o Orçamento doméstico, preservando valor líquido da Folha.
5) EM 10 anos o ES estah zerado.
6) com melhores condições, a carência de renovação pode ser de 12 ou 18 meses...

SOH NÃO MUDAM SE a falta de Boa Vontade esteja a orientar a PREVI.

Marcelino Maus
F6752890

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,
A Diretoria poderia, ao menos, esticar o prazo de flexibilização por mais alguns meses após outubro/14.
Provavelmente, muitos com eu, após pagar mais algumas prestações reunirão condições para renovação. No momento não tenho condições ( saldo devedor R% 92 mil, margem para R$ 90 mil se for renovar.
Resultado, vou ter que apertar mais o orçamento ( mais do que está apertado).

edsomn disse...

É Isso mesmo Dr. Medeiros queremos soluções e cada um saber de seus problemas e DEUS sabe de todos.

Um abraço pra todos.

Anônimo disse...

Colegas,

A Previ não adiantou coisa nenhuma aos Pré-67 P220 ref. ao BET.
Não pagou nadica de nada e muito menos o BB.
Não recebi centavo sobre P220.
Abraços desesperados.

Juarez Barbosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Estamos todos muito decepcionados, pelos menos nós os mil.

Anônimo disse...

DR. medeiros, o que o SR. sabe sobre a possibilidade de estender o PAS-DESEQUILIBRIO FINANCEIRO para os aposentados e pensionistas? já lancei essa pergunta ao Carvalho que me respondeu dizendo que havia encaminhado para a Cecília, hoje eu voltei a perguntar só que diretamente no blog da Cecília, por que será que ninguem quer falar dessa alternativa? será por ser JUROS ZERO?Já pesquisei tudo, o PAS existe em diversas modalidades para todos, somente na modalidade PAS-desequilibrio financeiro há o impedimento para aposentados e pensionistas, o pessoal da ativa já é beneficiado, o valor chega a 4 salários brutos , já servia né?estou aguardando a resposta sua e da Cecília, obgda.

Anônimo disse...

Engraçado que não são todos os pré 67 que recebem esse verba P220, só aqui na minha cidade são 8 que nem sabem oque é essa verba.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Assim como você está triste com toda nossa situação, acredito que todos estamos. Uns mais debilitados, outros ainda se segurando nos empréstimos e uma minoria com a vida equilibrada. Só que é igual aquele poema " primeiro levaram os comunistas, como não sou comunista não me importei, depois levaram o pessoal do Aerus, como não sou aeronauta também me calei..." Com a defasagem salarial ocasionada por reajustes pífios alcançará a todos.
SUGESTÕES:

1) Diretora eleita da Previ, Cecília, Carvalho, Medeiros e o Ari agendarem reunião com Vital do Rêgo em Brasília cobrando a não relatoria do traidor pimentel - chamando imprensa e parlamentares da oposição

2) Agendar para Novembro nova "novembrada" com participação dos eleitos e tentando reunir todas as associações

Zé Furtado

WILSON LUIZ disse...

Caro Juarez Barbosa, aceite minha solidariedade.
Em nossa constituição, está garantida a “liberdade de expressão”, desde que não ocorra calúnia ou difamação.Para quem não gosta do que escrevemos, o que acontece bastante com minhas postagens, existe o “livre arbítrio”, ninguém é obrigado a ler algo que não gosta. Em nossa mão direita, existe um dedo, que alguns porquismundos usam para limpar o nariz, e que também serve, para rolar rapidamente o que não se deseja ler.
Por outro lado, escrever BASTA a alguém que está no seu direito de escrever, de forma educada, suas opiniões, me parece ser saudosismo dos tempos da ditadura.

Medeiros disse...

Juarez,

Respeito sua decisão de não participar mais do blog. Só não concordo que fui eu o culpado por falta de moderação. Tentei ser o máximo democrático, mas a linguagem ficou muito agressiva. Lamento. Por que não recria o seu blog ? Lá poderá exercer a moderação do jeito que entender certo.

Anônimo disse...

Ihhhh, não tem jeito não! Ô povo briguento! Isso não leva a nada! Persistem em agir assim e morder-vos uns aos outros? "Mamãe disse que nos amássemos e não que nos amassemos"! Bye!

Anônimo disse...

concordo plenamente, chega de fazerem aqui suas críticas, neste espaço estávamos colocando nossos desejos e nossos anseios, mas nada pessoal e, muito menos, querermos usar espaços dos outros para descarregar nossos recalques.
Tenho Dito
- Vamos que vamos

Anônimo disse...

O Dr. Medeiros está correto em acabar com a briga como ele chamou porque se o Juarez acha que ele era o agredido eu me sentia agredida com seus comentários sobre os endividados.Quanto a dizer que ninguém é obrigado a ler o que não lhe agrada isso deveria valer também para ele e deixar que cada um comentasse o que bem entendesse.
Felizmente o Dr.Medeiros resolveu colocar um ponto final nessa historia afinal é o dono do blog.Paz!

Anônimo disse...

ALGUEM SABE QDO O INSS PAGARA A PRIMEIRA PARCELA DO 13 SALARIO?

Anônimo disse...

concordo com o senhor Dr Medeiros de moderar o seu blog

WILSON LUIZ disse...

Caro anônimo,15:16 ha.

A antiga verba P-220, atual P-309,é utilizada para pagar os funcionários aposentados que recebem o complemento de incentivo à aposentadoria, pelo menos é o meu caso. Ele foi criado para dar um pnb dos funcionários mais antigos,com cargos comissionados acima de Gerente-Adjunto, que o Banco achava muito caros, pois muitos não queriam se aposentar pela fórmula da PREVI, a 125% do VP/AN, a perda de renda era muito grande. Com a fórmula de incentivo, com 32 anos de serviço o funcionário se aposentava com o último salário da ativa, de forma integral; este valor complementar é pago pelo Banco do Brasil, não custa nada à PREVI.
Sobre esta verba, realmente, não foi pago o BET, pois ele também seria pago pelo BB,


































Anônimo disse...

Alguns esquecem que a liberdade de expressão não é absoluta em um blog pessoal.
Meu vizinho pode gritar o que quiser na rua desde que não infrinja nenhuma lei.
Mas esse mesmo vizinho não pode entrar na minha casa e gritar o que quiser.
Simples assim.
Perseverança e paciência Dr. Medeiros, parabéns.

Anônimo disse...

Quem optar crédito para 01/08 paga a primeira parcela em setembro. Em compensação, na renovação futura vai receber menos. Troca 6 por meia duzia.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Não estaria na hora de o Distinto colega fazer um ofício à Previ, pedindo a continuação da suspensão do pagamento do ES?
Essa ideia de desistir do ES para focar cobrança no realinhamento é perda de tempo. Afinal, os problemas de quem está endividado exigem soluções para ontem! E o realinhamento do nosso plano, NESTE GOVERNO DE MARCEL, ZÉPIMENTTEL E ETC., virou utopia, jamais sairá!

Grande abraço.

Anônimo disse...

Pedido humilde aos colegas Juarez e Nivaldo:
Por favor, vamos deixar de lado essas desavenças e vamos nos unir em torno do principal objetivo deste blog; informar e procurar alternativas para minimizar o sofrimento dos participantes do PB1. Sabemos que estamos vivendo um momento delicado, onde vários de nossos colegas estão em situação desesperadora. É fato que alguns, a minoria,como eu, não teve a habilidade para se organizar financeiramente e se preparar para o fim do BET, que era previsível. Meus queridos colegas e irmãos, o momento é de união para resgatarmos o a alegria de termos trabalhado no BB, a instituição que, no passado, era o sonho maior da grande maioria e orgulho dos nossos pais.
Lembro de um ditado que meus pais costumavam dizer :
- "Em casa que falta pão, todo mundo grita e ninguém tem razão".
Muita paz a todos !

Francisco

Anônimo disse...

Meu Deus, perdoai-nos por não dividirmos o mínimo
que tivermos com os irmãos que não têm nada...
Obrigada, Previ

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,
Gostaria de uma informação...suspendi meu ES durante os 6 meses(o valor devedor que era de + - R$92.000,00 passou para +-R$99.000,00),já havia pago 6 parcelas até dezembro 2013,o mês de junho foi descontado a 7ª parcel, logo o valor do débito ficou de R$98.000,00. Porém quarta -feira consultei no site já tinha acrescido +- uns R$100,00 e hoje (25/07/2014) consultei novamente acresceu +- 100,00, já estou c R$98.250,00 devedor...pode ir aumentando o valor assim,durante a semana?Esta correto isso? Ligo p Previ e nada d atenderem...

Anônimo disse...

Prezado Medeiros
A PREVI, após decisão de 15.07, continua analisando alguma alternativa para os não incluídos no novo ES ou coisa similar para amenizar o sofrimento ou o assunto já saiu de pauta?
A sua opinião, mesmo informal, é de suma importância para nós associados.
Obrigado pelo apoio permanente que tem dispensado a todos nós.