DESCONFORTO NA PREVI

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Na reuniao da FAABB em XERÉM, me pediram para falar sobre a PREVI.  Concordei.  O tema Previ fazia parte da programação pela parte da manhã.  Durante a noite anterior preparei alguns tópicos para abordar na minha fala.


Entretanto, não utilizei o material que preparei e alinhavei numas folhas de papel. Acontece que a maior parte da manhã foi ocupada com a exposição da Célia Larichia sobre como tinha sido a rodada de negociação sobre a CASSI, da qual ela participara.  Quando a Célia terminou já eram 11,15 da manhá, e um grupo de dez colegas se retiraram para elaborar uma proposta sobre a Cassi. Com o plenário um tanto esvaziado e limitado no tempo, decidi fazer apenas algumas considerações sobre a minha situação de conselheiro deliberativo suplente na Previ, falando do meu desconforto, que todos aqui, que acompanham o blog, sabem de cor e salteado.



Ocorre que esse desconforto, que eu esperava melhorar com a chegada do novo presidente, vem aumentando cada vez mais.

Foi aprovado no Conselho Deliberativo que as decisões lá tomadas, que não implicassem sigilo, seriam divulgadas aos participantes. Essa abertura na transparência do CD tem sido uma constante nas reuniões desde que o Carvalho e eu assumimos no conselho há um ano.

Pois bem. A primeira divulgação deveria ter ocorrido em abril. Ficamos aguardando. Nada. Na reunião de maio foi feita a reclamação.  O que aconteceu ?  Nada.  No final da reunião a área de comunicação compareceu e tomou ciência dos principais assuntos a serem divulgados. Até agora nada. Incrível.

Tem um assunto de magna relevância que finalmente foi aprovado no CD e deve ser divulgado aos participantes o quanto antes.  Trata se da nova política de remuneração variavel da diretoria da Previ, que foi totalmente desvinculada do BB. Agora a remuneração variavel dos diretores está sujeita a parámetros próprios. Pois até agora nada da divulgação. O que está em destaque no site da Previ é o patético programa de integração com os aposentados lançado pelo BB, que realmente nada interessa aos participantes do fundo.

Igualmente não temos nenhuma novidade a respeito de uma solução para a cobrança da devolução da cesta alimentação e sobre o anunciado estudo de melhoria no ES com a combinação com a Capec.

São essas coisas que desgastam o nosso trabalho e causam ruído desnecessario, como acontece com a novela sobre o tal do relatório, que até hoje eu não sei porque o presidente não larga uma nota oficial sobre a questão.

E depois haja paciência!  O que há de sobra é desconforto.



48 comentários:

Anônimo disse...

Brabos Medeirao. É isso aí.

Anônimo disse...

Esse é o Dr Medeiros que eu conheço. Bota a boca no trombone, doutor.

Mateus

Anônimo disse...

Cadê a transparência. Vai ver que agora depois que o doutor Medeiros puxou as orelhas deles vai sair a divulgação. Mas é muito desgastante mesmo. O doutor tem toda a razão.

Anônimo disse...

Vai ter bônus para os diretores nessa nova política ?

Anônimo disse...

Como fica a questão dos bônus abutres, Dr Medeiros

Anônimo disse...

A comunicação da Previ é uma. Pouca vergonha. O novo presidente Gueitiro não ia melhorar a comunicação. .

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Permita perguntar ao Gueitiro onde está o ES-CAPEC que ele prometeu?
Temos mais um mentiroso presidente na Previ?


Abraço.

Anônimo disse...

Baha,

o tal Geovane foi para o bank of américa para melhorar a comunicação,hehehehehe.............................................

Anônimo disse...

Atenção colegas: Quanto à proposta do BB em relação à CASSI vejam que há muitas "pegadinhas". Vejam algumas. Há outras.

1) O BB se "livra" de TODOS os aposentados e pensionistas - atuais e futuros;

2) O BB manteria os recursos "repassados" aplicados na DTVM, obviamente cobrando uma BELA taxa de administração, como faz com tudo o que diz respeito `a CASSI. No Mercado Financeiro importes nesse montante são disputadíssimos e sobre eles cobradas as menores taxas de administração possíveis.

3) Esse recurso somente poderia ser utilizado para arcar com contribuições HOJE de responsabilidade do BB para com os aposentados;

4) Como "provisionamento" para os futuros aposentados, acresceria menos de 1% ao mês (0,99%) para a mesma finalidade, segundo ele, BB, suficientes para arcar com toda a saúde dos futuros aposentados (até a morte do último "moicano").

Simples assim.

Com isso o BB se livra de TODOS os aposentados e pensionistas, atuais e futuros, e, como outro ganho "extra", deixa de aprovisionar em seus balanços os recursos previstos pela CVM, passa a ter uma considerável receita com a gestão desses valores, mantendo cativa a "inocente" Caixa de Assistência dita "dos Funcionários" do BB.

De forma inteligente, explora o tal "chute" de que com R$150 milhões em investimentos estariam resolvidos os problemas "estruturais" da CASSI, segundo os dirigentes ELEITOS, para os próximos anos (se eximindo assim, taxativa e implacavelmente, de quaisquer responsabilidades futuras).

Déficits futuros passariam a ser de responsabilidade EXCLUSIVA dos associados, ainda que os principais gestores da CASSI sejam e continuem sendo nomeados por ele, BB: Presidente e Dir. Financeiro.

O BB toma a iniciativa de propor a QUEBRA da solidariedade (utilização de fatores como idade, nº de dependentes e a forma de utilização do Plano). Lindo isso, não ?

Assim, o Banco continuaria usando (ou sugando) a CASSI enquanto lhe aprouver, e quando resolvesse, ou iria ao Mercado de Saúde, à compra de pacote mínimo ou necessário para suprir suas necessidades eventuais (exames admissionais, demissionais ou periódicos, por exemplo) - ou "obrigaria" a própria CASSI a lhe atender, pois terá em sua administração seus prepostos e com poderes e interesses voltados à defesa do mesmo.

Certamente há outros aspectos extremamente perversos e NOCIVOS a todos nós.

Colegas que convivem há mais tempo com a área de Saúde podem elencar muitos outros fatores. Chego a duvidar que exista ao menos UM que nos seja favorável.

Pediria que pensem bastante a respeito, enriqueçam estas observações feitas e repassem a todos os seus contatos BB (da ativa, aposentados e pensionistas).

Ouso chamar essa "proposta indecente" de GOLPE FATAL.

Respeito opiniões contrárias.

Anônimo disse...

O conselheiro Carvalho publicou em seu blog que os imorais bônus não serão mais pagos pela Previ. Li uma manifestação de um colega que tinha o entendimento de que esses mesmos bônus poderiam continuar sendo pagos, desde que, concomitantemente, também fossem destinados aos associados recursos da reserva especial para revisão do plano. Não concordo em hipótese alguma com essa colocação já que, como disse acima, esses bônus são imorais e flagrantemente incompatíveis com a política de remuneração de um membro de diretoria de uma EFPC. Finalizando, agradeceria caso o Dr. provocasse o assunto ES-Capec quando de sua próxima ida ao Mourisco e nos trouxesse notícias a respeito do assunto.

Medeiros disse...

Já estou provocando sobre o ES CAPEC. Devo ir ao Mourisco no dia 25 e 26.

Anônimo disse...

Estou desesperado.Desesperado. Preciso pelo menos renovar meu E.S., não tenho mais MC, há um ano quando suspenderam parcelas e retomaram o E.S., para regularizar. Mais nada. Falta de respeito ... nenhum respeito.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Poderia explicar pq essa Célia Larichia tem tanto poder em tudo que é lugar? A dona tá em todas

Anônimo disse...

Caros Colegas e Dr. Medeiros,

Alguém aqui poderia me ajudar?

Vejam como está o meu ES:

Estou afim de encontrar algum perito que saiba verificar os cálculos do ES, praticados pela PREVI.
Pelo que tenho acompanhado e me informado,
a tabela "PRICE" para empréstimos superiores a um 01 ano de prazo É ILEGAL.

Veja só o meu caso:
ES concedido em 01/07/2013
Valor: R$ 110.000,00
em 108 parcelas de: R$1.626,24
Saldo devedor atual(10/06/15):R$ 111.418,94
Parcela atual: R$ 1.729,41

Em 2014 foram suspensas 6 parcelas
Total de parcelas pagas: 16, sendo,
11 de R$ 1.626,24= R$ 17.888,64 +
05 de R$ 1.729,41= R$ 8.647,05
Total de R$ 26.535,69.
E sinceramente,
está muito difícil...

Anônimo disse...


Vejam sugestão do colega Macilene, publicada
no Rede-SOS e no "Face":

Colegas,
Fiz essa sugestão há algumas semanas e aconteceu de algum colega aposentado entender que era puro devaneio, mas, sinceramente, não vejo outra alternativa para colocar o Banco contra as cordas, como ele vem fazendo conosco.
Falaram até que nossas contas não são rentáveis, mas pensem um pouco sobre os produtos bancários que temos e consumimos: seguros residenciais e de veículos, empréstimos, investimentos, algum saldo médio em conta corrente, título de capitalização, etc. etc.
Conheço colega que recebe o seu benefício e o transfere imediatamente para outro banco, onde é cliente especial.
Portanto, nossos negociadores poderiam muito bem jogar duro com o Banco e ameaçar a realização de uma campanha para que todos os aposentados (menos os saudosistas) transferissem suas movimentações financeiras para outra instituição bancária.
Alguém tem uma ideia melhor? O momento é este. Não basta ficar criticando.

Macilene (Goiânia)

Anônimo disse...

Colega Macilene e anônimo,

Contas não rentáveis?

E os valores depositados mensalmente pela Previ obrigatoriamente no BB?
E as aplicações da Previ no BB?
E as ações que a Previ compra todos o sempre do BB?
E os Bilhões e Bilhões que o BB tira a cada superavit na Previ?
Fora a gama de operações que são os funcionários obrigados a fazer no BB?
some-se um sem fim de penduricalhos a favor do BB.
Fui... pra não chorar

Nei Vaucher disse...

Dr, Medeiros,
Peço licença para adentrar-me em seu blog para dizer a colega Macilene, que assim como ela, também sugeri em blog
anterior, idéia semelhante e ainda fornecendo números de
aposentados, 50 mil, apenas das regioes Sul, Sudeste e
parte do Nordeste. É colega as idéias estao lançadas, fal-
ta agora algumém para nos guiar e que diga : VAMOS QUE VA

Anônimo disse...





SÃO PAULO - O ex-vice presidente do Banco do Brasil (BBAS3), Allan Simões Toledo, foi preso pela Polícia Federal nesta quinta-feira (11), segundo informações do jornal, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo. O executivo trabalha hoje no Banco Banif e foi alvo da Operação Porto Victoria.

A Operação visa desarticular uma organização criminosa transnacional especializada em evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Durante as investigações, foram detectadas transações por meio de um esquema conhecido como "dólar cabo", realizadas no Brasil e no exterior, à margem do sistema oficial de remessa de divisas.

Segundo estimativas do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), há movimentações, como indicativo de lavagem de dinheiro, de cerca de R$ 3 bilhões em três anos de atuação das empresas envolvidas.

Anônimo disse...





SÃO PAULO - O ex-vice presidente do Banco do Brasil (BBAS3), Allan Simões Toledo, foi preso pela Polícia Federal nesta quinta-feira (11), segundo informações do jornal, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo. O executivo trabalha hoje no Banco Banif e foi alvo da Operação Porto Victoria.

A Operação visa desarticular uma organização criminosa transnacional especializada em evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Durante as investigações, foram detectadas transações por meio de um esquema conhecido como "dólar cabo", realizadas no Brasil e no exterior, à margem do sistema oficial de remessa de divisas.

Segundo estimativas do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), há movimentações, como indicativo de lavagem de dinheiro, de cerca de R$ 3 bilhões em três anos de atuação das empresas envolvidas.

NIVALDO ELIAS DOS SANTOS disse...

Colega Macilene de Goiania,
Concordo plenamente com voce. Acho que TODOS OS APOSENTADOS E PENSIONISTAS (menos os saudosistas como vc diz) DEVEM SIM RETIRAR SUA CONTA PAGAMENTO DO BB. Essa possibilidade existe e ja estive pesquisando. Devemos abrir uma conta pagamento num banco que escolhermos, abrir uma conta corrente e participar aa Previ que queremos que nossos vencimentos sejam creditados nessa conta nova. Nao conheco nada que venha a impedir isso. POREM, PARA QUE SURTA O EFEITO QUE QUEREMOS (DEIXAR O BB PERDER MILHARES DE CONTAS DE UMA VEZ SOH), DEVEREMOS TER A CONCORDANCIA DE O MAIOR NUMERO POSSIVEL DE INTERESSADOS NESSA MUDANCA. NAO ADIANTA SOMENTE MEIA DUZIA FAZER ISSO. Por essa razao que nao fiz isso ateh hoje e me animei em saber que voce tambem tem essa ideia.

Anônimo disse...

DR; MEDEIROS O SENHOR VIU A REPORTAGEM DE HOJE A TARDE NA GLOBO NEWS QUE HOJE FOI PRESO O ES VISE PRESIDENTE DO BANCO DO BRASIL ALAN SIMÕES TOLEDO
????? PEGARAM A PONTA DO FIO , AGORA VÃO DESENROLAR O ROLO.

Anônimo disse...

Caro Doutor Medeiros,

O Senhor está em desconforto mas, imagina nóis na miudinha ou mer.....nha em que estamos e os caras não dão a mínima.
Só nos ferram com ajuizamento de cesta alimentação, nos matam com juros vergonhosos no ES.
E quando é para dar um alívio comprometendo o CAPEC somem da praça e nem dão satisfação, um tchauzinho.

Anônimo disse...

Ao anônimo das l5:20.
Realmente, tua situação é alarmante.O consolo é que você contratou o empréstimo por um prazo determinado (108 parcelas),portanto,ao pagar a última parcela, tua dívida estará zerada,independente do saldo devedor,mas até lá a prestação estará estratosférica. Numa inflação anual de 8%, a prestação estará em torno de 3.500,00.
Para opinar se os cálculos estão corretos,precisas informar a taxa de juros pactuada.

Anônimo disse...

Medeiros, esse pessoal quer vencê-lo pelo cansaço! Mantenha-se firme forte como você o é. Não ceda e cobre como você sempre fez e está fazendo mais ainda!
Alô colegas que acompanham e acessam o blog do Medeiros. Vamos expressar nosso apoio a ele.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Será que a suspensão da cobrança do ES por 3 meses para dar uma aliviada seria possível?
Pelo Marcel não, mas quem sabe o novo presidente?

Tá um sufoco Dr!


Jair Mário Bork disse...

Será que podemos ter alguma esperança de que a PREVI antecipe em julho uns 5% de aumento,por conta do aumento previsto para janeiro/16? A inflação deste ano já está em 5%, as aplicações por renda fixa já renderam mais do que isso, e a Bolsa já se valorizou em mais de 7%,portanto não seria nenhum disparate.
Me desculpem os céticos, mas sonhar é preciso.

Anônimo disse...

O ex-vice presidente do BB Allan Toledo foi preso hoje no Paraná pela Polícia federal, numa operação de lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Anônimo disse...

Velho é igual criança:adora ouvir historias de ninar...
Mesmo sabendo que são mentirinhas,se confortam em ouvi-las...
Entre uma troca de fralda e outra,nada melhor que ouvir baboseiras oriundas do Mourisco.
João Trindade

Anônimo disse...

Mais um do BB preso hoje. Espera só começar as investigações sobre Fundos de Pensão. ..

Anônimo disse...

Gostaria que me explicassem como é que uma empresa que tem deficit no exercício distribui bônus a diretores. Só mesmo no País do faz de conta...

Marcelino Maus disse...

"Portanto, nossos negociadores poderiam muito bem jogar duro com o Banco e ameaçar a realização de uma campanha para que todos os aposentados (menos os saudosistas) transferissem suas movimentações financeiras para outra instituição bancária.
Alguém tem uma ideia melhor? O momento é este. Não basta ficar criticando.
Macilene (Goiânia)"

TENHO, e não é só uma idéia.
É a realidade, taxa de Juros da CEF são as mais baixas do Mercado, inclusive menores que as do BB.
Lá também tem CDC-Salário com jrs muito menores que os do BB, é só conferir, MAS A FOPAG DA PREVI tem que ser creditada direto na CEF para fazer efeito.

Rezem para os PeTralhas das Estatais e dos FUNDOS serem ENCARCERADOS pela LAVA-JACTO, CPI BNDES e CPI-FUNDOS DE PENSÃO.

O maior mal do Brasil cham-se Perda de Tempo (PT): 12 anos em que Jumentos, pobres, analfabetos tentaram governar o Brasil - agora estamos nas mãos da UNASUL, E.I. e outras NARCO-DITADURAS do Oriente e Ásia.

Ab.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Permita-me mas esse novo presidente parece que começou fazendo aposentados e pensionistas da Previ de palhaços. Começou mentindo com essa estória do ES Capec. Faz tempo que disse que essa nova forma do ES estava em estudo bastante avançado. Se for verdadeira, já não deveria ter informado a todos o que de fato está sendo tratado?
Se for mentira é de muito mal gosto.

Um abraço.

Anônimo disse...

a Previ nao quer nada com os assistidos.presidente,diretores soh "trabalham" p o BB!

Anônimo disse...

Site da PREVI NEWS.
O conselho deliberativo aprovou redução de despesas
administrativas em R$ 21 milhões. Pouco ou muito ?
Leigo e à distancia, arrisco dizer. Pouco.
Será que negociaram taxas administrativas sobre aplicações
financeiras etc.etc. ?

Anônimo disse...

Não sabes, caro torcedor do time que não se escreve o nome, que a atual diretoria é filha da mentira, marca registrada do lulo-petismo? eis que se os chefes mentem na maior cara-de-pau, por que eles também não seriam "mestres da mentira e do faz de conta?". Eis que descubro um Medeiros ingênuo. Filho dos anos 30...não percebeu que Hobbes teria agora o seu maior momento.

Anônimo disse...

Sobre adiantamento de % por conta da correção de janeiro,
a Previ disse não ser possível.
Não é previsto em regulamento e blá-blá-blá...

Anônimo disse...

Colega das 17:35hs de 11/06,

Sou a anônima das 15:20 hs.
Complementando as informações sobre o meu
ES-Previ,
Taxa de juros: 5% a.a. + FQM de 1,30% a.a.+
correção pelo INPC.

E obrigada por sua análise.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros

Sei que temos muitas prioridades e o Sr.se mantém firme na luta.
Mas quem está com margem negativa e não vai conseguir renovar o ES tão cedo, sabe o desespero que passar por privações básicas.
Por favor lute com a gente pelo ES-CAPEC. Vai ser um alívio até termos melhorias para os benefícios e uma aposentadoria digna

Obrigado. Abraços

Marcelino Maus disse...

D.D. Dr. Medeiros, colega Previanos, BOM DIA.

Hoje é sexta-feira.
Não fossem as artrites, sinusites, remédios, nóis veinhos ia bebê cerveja.

Dr. Medeiros, Ari, Adaí, Edaí, grato por impulsionarem seus blogs.

Em tempo:
ES-Capec não é legalmente viável, esbarrará na MC 30% OU na questão do beneficiário do seguro/pecúlio Capec.

Possibilidades:
1) a MC não pode ser desprezada (seria outra ilegalidade do CD/CF...), contratará quem tiver MC.
- restaria alternativa de amortização que não impacte a MC 30% (como?).
2) garantia do pecúlio/Capec:
- somente se o assistido/participante optar por alterar o beneficiário, ficando os
dependentes com eventual(bem provável) saldo após liquidação do ES-Capec.

Ab.
Rezem.
Muito.

Anônimo disse...


Colegas

Ao ligar ontem para a Previ me disseram que essa idéia do ES-Capec foi sugestão do Diretor ao Presidente. Porém tecnicamente mostrou-se inviável.
Mais um sarro com a nossa cara de palhaço. Mais um assunto posto e morto.

Anônimo disse...

Filiado à PREVI e CASSI a 43 anos.
Chego a conclusão que entra " administradores ", sai "administradores", eles não cheiram e nem fedem.
As caixas andam sozinhas. Não precisam de CEOs iluminados.
Interessante que ainda se ouvem nomes de 43 anos passados.
Ouve-se falar em negociações, em reuniões, em Faabb, em Anabb,
AAfbb e sindicatos e a coisa se repete ano após ano.
Enfim, "faz parte da vida" !

Luiz F G Faraco disse...

Colega Nivaldo (11 de junho de 2015 17:05),

Para que o pagamento seja efetuado através de outra instituição financeira, seria necessário alterar-se o regulamento do PB1, onde consta:

Art. 61 - §1° – Os pagamentos devidos pela PREVI em decorrência deste Plano de Benefícios serão efetuados por meio das agências do Banco do Brasil S.A., na forma definida em norma interna da PREVI.

Como dito regulamento é alterado somente com a aquiescência do Conselho Deliberativo, no qual seu presidente -- indicado pelo patrocinador -- detem voto de minerva, tenho sérias dúvidas de que se consiga a alteração pretendida.

Desta forma a própria conta-salário não poderia ser aberta em outra instituição financeira, devendo permanecer no BB.

Resta, contudo, o caminho já utilizado por diversos colegas, qual seja o da transferência automática, quando do crédito na conta-salário, do respectivo saldo para outra instituição financeira.

Cordialmente,
Luiz F G Faraco
6.491.630-8

Luiz F G Faraco disse...

Ao colega anônimo (11/06/2015 17:35)

Sobre sua informação ao anônimo das 15:20:

"...O consolo é que você contratou o empréstimo por um prazo determinado (108 parcelas),portanto,ao pagar a última parcela, tua dívida estará zerada,independente do saldo devedor,..."

Acredito que estaria a carecer de fundamento, em face do disposto no Regulamento do ES, a saber:

"Art. 24 - Eventual resíduo de saldo devedor existente ao final do prazo inicialmente contratado deverá ser quitado juntamente com a última prestação.
Parágrafo 1º - O resíduo poderá ser refinanciado, a critério da PREVI."

E, também por inexistir fundo de reserva para quitação de eventual saldo devedor além do prazo contratual inicial.

O único fundo existente relacionado ao ES, abstraído o FQM, seria o reproduzido abaixo:

Art. 16 - Incidirão mensalmente sobre os saldos devedores dos Empréstimos Simples os seguintes encargos financeiros:
...
d) Taxa para o Fundo de Liquidez/Inadimplência (FL) – percentual definido com base em estudos de risco, com a finalidade de constituir fundo garantidor destinado a quitar dívida inadimplida considerada irrecuperável pela PREVI após a adoção de todas as medidas cabíveis, inclusive judiciais.
...

Espero ter contribuído para um melhor esclarecimento da matéria.

Cordialmente,
Luiz F G Faraco
6.491.630-8

Anônimo disse...

Caixa de previdência dos funcionários do banco do brasil

Meus amigos associados é um negócio da china para Previ
Quando se refere aos aposentados e pensionistas e também
ao patrocinador pessoal da ativa.
Vejamos: ES com seguro, capec, carim, eternas contribuições
previ, cdc, recebimentos dos proventos no BB e outros descontos e aplicações.
Então penso que não tem como BB e Previ reclamar porque tudo
é favorável a eles com desconto em folha, logo risco ZERO!
No caso do Plano Previ 1 dizem que pertence aos aposentados???
Os aposentados sempre renovavam os ES após 6 parcelas ou mais
de prestações pagas e de repente mudaram as regras após anos
num sistema que sempre deu certo e limitou a 30% MC isso considero
um absurdo mudar regras de pessoas que sempre vinham cumprindo
seus compromissos.
Não estamos falando de pessoas jovens em inicio de carreira
no BB e sim de pessoas com idade muito avançada aposentados e
pensionista que para se encaixarem nas novas regras vão precisar
viver muitos anos.
Agora estão anunciando estudo de melhoria no ES com a combinação
com a Capec, quer dizer estão de olho no seguro dos idosos
porque já existe um seguro embutido no ES, assim como existe no
cdc do BB, diminuição nos proventos em caso de morte do aposentado
a viúva recebendo menos... GENTE NEGOCIO DA CHINA!!!

Anônimo disse...

Remuneração variável na PREVI.
O conselho deliberativo aprovou a tal remuneração variável
6 vezes o rendimento para diretor e conselheiro. E tem adiantamento
já agora.
Pedimos uma ajudazinha em forma de adiantamento para cobrir a diferença/ aumento da inflação em 2015, que estava em 4,2% e foi negada. Qualquer reajuste acima do INPC que nos fosse concedido,
"quebraria " o plano.
Socorro ! Me ajudem a entender o que é isso que se concederam.
O que significa essa noticia transparente.
Meus caros colegas sócios do fundo, vv. autorizaram a remuneração dos nossos empregados?

Anônimo disse...

Parabéns dr Medeiros. O senhor publicou no blog que a Previ não estava cumprindo a decisão do CD de divulgar as decisões e a Previ hoje iniciou a publicação em seu site. O blog do Medeiros tem força e está sempre na frente.

Anônimo disse...

A remuneração variavel, segundo a notícia, acho que é sópara a diretoria. Conselheiro não ganha bônus.

Anônimo disse...

Ufa ! Que alívio.
A remuneração memorável é só para presidente e diretores.
Quem tem tira, quem não tem põe.
Tá desse jeito .