ES CAPEC

sábado, 27 de junho de 2015

Estou de volta a minha Porto Alegre.  Retornei ontem de noite num voo pela Azul, assistindo na TV individual do jato da Embraer o jogo entre a Argentina e a Colômbia. A Azul está despontando com uma das principais empresas aéreas do país.


Como se esperava a reunião da Previ foi demorada. Iniciou as 9'oo e foi até as 18'oo horas. Mesmo assim não esgotou a pauta. Vários assuntos ficaram para a próxima reuniao.  O que levou mais tempo foi o da consultoria Accenture, que tem sido objeto de debate nas redes sociais, inclusive sendo abordado no Congresso dos Funcionários do Banco do Brasil como preocupante.

                                             O Rio no inverno, praia vazia, frio e ressaca

A minha opinião pessoal é de que se trata de um diagnóstico interessante e proveitoso sobre a PRÉVI! que merece profunda reflexão, onde são sugeridas medidas para aperfeiçoamento de sistemas e de processos operacionais e administrativos, especialmente na área de TI. Quanto à questão de governança existem dúvidas e as proposições deverão ser melhor estudadas. O que se quer é uma PRÉVI  funcionando com eficiência e eficácia.

Muitos me indagaram sobre o dito ES CAPEC, falado pelo Presidente Gueitiro em Goiânia. Queriam saber se a idéia frutificara ou se teria sido apenas uma proposta ilusória ou até enganadora do novo Presidente. Alguns falaram em mentira, com o que eu reagi. Houve debate também sobre se era uma boa ou má idéia.

Falei com o Presidente Gueitiro a respeito. O estudo foi feito realmente e submetido a PREVIC. A idéia é simplesmente utilizar a Capec como garantia do ES para aqueles cerca de 7.000 que estão fora das condições para tirar o ES. Como se trata de uma situação inovadora envolvendo a utilização de um pecúlio como garantia, se achou necessário consultar a PREVIC. 

O Presidente Gueitiro me confirmou sua ida a Camboriu no dia 17 de julho, ocasião onde poderá ser questionado sobre esse assunto é quem sabe poderá dar alguma notícia mais positiva a respeito.

Portanto, o ES CAPEC não morreu. Está em análise na PREVIC.

Este mundo anda todo virado mesmo. O Everest, maior montanha da terra, se movimentou cinco centímetros. O Rio de Janeiro fez mais frio do que o Rio Grande do Sul. O clima está quente na PRÉVI. Será culpa do desmatamento da Amazônia ? Consultei a respeito minha amiga Marina Silva, uma das mais respeitadas ambientalistas do universo. Ela  me respondeu: - Fique firme, Medeiros. Fique firme.

Bom final de semana para todas e para todos. Vamos pular a fogueira, comer rapadura é dançar no arraial. Viva São Joao e São Pedro !

81 comentários:

Anônimo disse...

E quem ñ tem CAPEC?
E as pensionista que estão fora das condições. ..?
Só errando o pé ns fogueira!!!

Anônimo disse...

Obrigado Medeiros. Voce prometeu e cumpriu. Desculé a impertinencia de quem reclamou. Voce chegou tarde da noite. Nao poderia postar na sexta. Mais uma vez obrigado.

Anônimo disse...

Empréstimo simples não é solução, é apenas mais corda para se enforcar. Solução seria empréstimo a juros zero, como o Banco fazia antigamente, quando saíamos de férias, para devolução em 10 vezes. E olha que naquele tempo a inflação era altíssima. A PREVI também poderia fazer isso, pois nós somos donos dela.

Anônimo disse...

Esse dr. Medeiros tem cada uma. Essa do Everest e da Marina. Voce é inabalável, meu caro. Mais forte que o Everest. Por isso está onde está.

Mario Goular

Anônimo disse...

Ah se a Marina estivesse no lugar da Dilma...

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


Que bom que o Sr. voltou SÃO e SALVO da CAVERNA de vidro negro!

Caro Mestre: alguém acha, EM SÃ CONSCIÊNCIA, que um Diretor de Seguridade, cujo valor é inferior ao de UMA FIGURINHA REPETIDA EM ÁLBUM DE CRIANÇA, fará alguma coisa para minorar o OPRÓBRIO em que CRUELMENTE nos lançou? Essa CRIATURA, POR SUA PRÓPRIA CULPA, face seu EGO DESMEDIDO e INTRATÁVEL, DESANCADO PERMANENTEMENTE por aposentados e pensionistas, demonstrará PIEDADE, sabendo que VOLTARÁ BREVEMENTE A ENTREGAR PANFLETOS NAS RUAS? Como isso OCORRERÁ EM BREVE, é bom acautelar-se contra o calor excessivo; que ache um lugar de clima ameno e livre de oscilações bruscas, a fim de NÃO FUNDIR O RESTO DE SUA CUCA, enquanto estiver SUBVERTENDO NAS QUEBRADAS!

Ademar disse...

A minha dúvida é se ES-Capec, seria o valor total do ES, ou somente a parcela não abrangida pela margem de 30%.
No meu caso estou impossibilitado de renovar o ES, pois estou 159,00 de margem negativa. Foi dito alguma coisa de prazo, pois nós aposentados, depois da extinção prematura do BET e a volta das contribuições, precisamos do dinheiro para ontem,. Se a Previ demora para dar uma solução, nos obriga a pegar empréstimos Bancários,que estão hoje na faixa de 13% am . O banco também travou as renovações, há uma noticia que dia 2 sairá uma circular facilitando a renegociação de dívidas com juros bem baixos,

Rosalina de Souza disse...

Prezado Dr. Medeiros,

Sera que esta foto com a Marina Silva, é para dizer a todos nós aposentados e pensionistas do PB-1 da Previ:

Fique firme, fique firme, daqui a pouco vou estar ocupando uma das cadeiras na DIRETORIA EXECUTIVA, no posto de Diretor de Seguridade.

Ainda temos esperança, uma luz no fim do túnel.

Bom final de semana a todos.

Fique firme Dr.Medeiros, fique firme.

Saudações Cordiais,

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Anônimo disse...

O Dr. Medeiros prometeu e cumpriu tirando a grande duvida de todos nós. Eu tenho certeza que é questão de tempo após a palavra positiva do Presidente Gueitiro. Então penso que seria o caso de acontecer uma interrupção de
momento na cobrança do ES já que novas regras virão em definitivo, espero.
Agora minha gente não é aumento e nem bônus e sim empréstimo provavelmente
um alongamento nas parcelas com pequeno aumento no liquido dos proventos.
O cancelamento das contribuições, o retorno das parcelas do Bet faltantes
o histórico assunto parcela Previ uma solução e uma atenção especial para as
pensionistas, isso sim resolveria nossa vidas.

Abraço a todos.

Anônimo disse...

Sobre o ES, o que acontece é a evolução crescente e cumulativa do INPC a que o mesmo está indexado, fazendo com que as prestações não amortizem nem o principal, bem como os encargos, causando o efeito da capitalização dos mesmos, ou seja, jrs. sobre jrs. Fenômeno causado pelo quadro de inflação que estamos vivenciando, em função das pedaladas, represamento dos preços administrados, etc., Agora, temos que aguentar o estouro da boiada, igual ou pior àquele evento idiota da Espanha. Imunes a isso, estão os políticos que, na contramão, aumentam mais suas benesses. Acho louvável uma reformulação no critério de encargos do ES, que contemple a desindexação do INPC e a adoção de sistema pré-fixado, mesmo à taxa de jrs. maior, bem como a manutenção do sistema PRICE. Por esse método, pelo menos os vrs. das prestações serão fixos até o final do mútuo e com possibilidade de ganhos, numa inflação galopante. Essa história de ES CAPEC visa a geração de margem para quem não a tem, porém conduz a mais um mecanismo paliativo, efêmero, que, mais à frente o incauto se deparará com o seu penoso status quo.

Aristophanes disse...

Prezado Dr. Medeiros.
Não são animadoras as suas notícias, neste fim de semana. Para piorar, falta perdermos para o Paraguai. Temos tido uma avalanche de notícias sobre CASSI, Governança, Conselhos Fiscal e Deliberativo, PREVIC, Abono, Transparência, Briga do Marcel vs Cecilia e tantas outras, cuja importância não desmereço. Entretanto, não tem muito proveito, nem pertinência, oferecer um suculento peixe frito a quem está se afogando e precisa de salva-vidas.
Ilustre Medeiros! Existe uma grave crise, econômica, política e social, que abala o nosso país. No plano de grupos, como o nosso – aposentados dependentes da Previ – progressivamente instalaram-se crises, que no somatório, já atinge todos os segmentos de nossa comunidade, pois decorrem de perdas horizontais que atingem todos. Foi a perda de um ano de BET, o retorno das contribuições, a perda real de valor do benefício e final inviabilização do Empréstimo Simples. Esse é um benefício indireto, maldosa e desonestamente manipulado(Vide momentoso estudo do Rossi/AriZanell)) para inibir a sua utilização, justamente pelos mais necessitados e sem alternativas de acesso a outros meios.
Enquanto isso, a Previ alardeia sucessos de governança, superávits, satisfação de reservas técnicas e abundância de contingência, a tal ponto que seus geniais executivos, com fórmulas falaciosas, se autopremiaram com salários e gratificações que são um escárnio para os “donos” do negócio, e na contramão do Brasil real!
É HORA GRAVE! A Previ – cuja missão institucional é cuidar dos seus participantes/assistidos – deveria já estar ocupada com UM PLANO DE MEDIDAS HEROICAS, para minorar os danos já ocorridos nos últimos 18 meses e reparar as perdas embutidas nos índices irreais de uma inflação que absorveu, nos últimos 6 meses, a correção(5,3%) feita em janeiro e se prevê ultrapassar os 9%(irreais), até o fim do ano! CORREÇÃO OU ABONO JÁ!
E deixem de frescura com essa brincadeira do ES-CAPEC. Lamento que o tão promissor e festejado jovem Presidente Gueitiro venha a integrar a História da Previ como o PROMITENTE EMPRESTADOR. O ES, como diz o nome é SIMPLES(lucrativo e seguro), TIREM OS PENDURICALHOS E RESPEITEM O ESTATUTO DO IDOSO.
Quanto à CAPEC, por que não COMPRAR, por livre opção de venda do titular, parte, ou todo o seguro dos que já ultrapassaram a expectativa de vida adotada pela Previ. Por exemplo: Estime-se a expectativa de vida de quem tem 82, 83, 84...e compre o valor segurado, por um valor atual(VP) descontado por uma taxa de juros. Simples assim.
REPITO: A HORA É GRAVE!. Não dá para esperar pela paradisíaca Reunião de Camburiú, ou mesmo Porto de Galinhas. Com todo respeito. Brasil> 3x2!

Anônimo disse...

Concordo com o anon.12:42. ES CAPEC é a maior roubada.Capec foi feito para beneficiar nossos familiares após nossa morte mas tem gente que mudou de idéia. Quem tem beneficiários que dependem desse seguro deveria pensar mais nesse ES Capec.Além de que vai melhorar a margem agora mas depois a situação fica igual.Ou seja, ficamos sem Capec e sem ES.

Medeiros disse...

Estou de acordo mestre Aristophanes. Quando avaliei negativamente o novo presidente foi porque as medidas salvadoras e urgentes estão demorando demais a sair. E a fama dele era de agilidade.

Medeiros disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Medeiros disse...

Estou de acordo mestre Aristophanes. Quando avaliei negativamente o novo presidente foi porque as medidas salvadoras e urgentes estão demorando demais a sair. E a fama dele era de agilidade.

Anônimo disse...

DOUTOR, ACELERAAAAA ESSA PREVIC LOGO, PELO AMOR DE DEUS!!!!! NÃO TEM OUTRA SALVAÇÃO......

Anônimo disse...

E as pensionistas que se ferrem.Se ficar o bicho come . Se correr o bicho pega. Veja bem a situação: As que ainda graças a Deus não são viúvas, quando ficarem, ficarão sem o pecúlio,e endividadas, além de ter uma redução de 40% no beneficio, com certeza não vai ter nenhuma redução nas obrigações, terá que arcar com todas as despesas. Tentar enfiar São Paulo dentro de Sorocaba não é fácil, é o que eu estou tentando fazer até hoje. Faz 11 anos que estou nesse sufoco, não por imprudência ou falta de responsabilidade, mas porque cada dia que passa meu benefício diminuí, a medida que a inflação sobe nosso salário cai. é óbvio, não deveria nem estar falando isso aqui,pois todos nós estamos sentindo o peso dessa engrenagem, que nos sufoca a cada dia que passa, e não temos a quem recorrer.Quem não tem Capec , ou não quer ficar sem,Vamos correr atrás dos 180x 180, ou pelo menos 180 só no prazo isso aumentaria nosso líquido, pois a parcela mês a mês iria ter uma boa redução. Era a sugestão do bravo e incansável DR MEDEIROS.Então vamos lá 180x180.

Ari Zanella disse...

Mestre e Guru,

Concordo plenamente com o bem-estar proporcionado pelos aviões Embraer-195 dotados de TV a cabo individual. Ainda bem que estamos nesta empresa como participada. Sempre que posso prefiro viajar com a Azul, até mesmo pelo conforto das poltronas duplas, não triplas como a TAM e a GOL. Li a notícia de que a United Airlines comprou 5% das ações da Azul por 100 milhões de dólares. Será que a Azul vale somente dois bilhões de dólares? Há pouco tempo ela comprou a TAP e para mim é a melhor companhia aérea nacional.
Parabéns por tudo e continue nos iluminando como sempre faz.

Anônimo disse...

Lendo o regulamento dos Empréstimo Simples verifiquei que o ART 23 para quem tomou o empréstimo antes de 20.01.2015 e após 21.01.2015,foi alterado da seguinte maneira, quem tirou até 20.01.2015: Art. 23 - As prestações mensais serão corrigidas anualmente, no mês de aniversário do empréstimo, pelo mesmo índice de atualização do saldo devedor acumulado nos doze meses anteriores. Quem tirou o ES após o dia 21.01.2015: Art. 23 - As prestações mensais serão recalculadas anualmente, no mês de aniversário do contrato de empréstimo, pelo mesmo índice de atualização do saldo devedor, projetado para os próximos 12 (doze) meses. Enquanto o anterior era o acumulado, as regras a partir de 21.01.2015 foi pelo projetado. SEMPRE MUDAM PARA PIORAR AS REGRAS, PARA OS DIRETORES SALARIOS SEM TETO, BONUS AGORA DENOMINADO REMUNERAÇÃO VARIAVEL. PARA OS ASSOCIADOS SÓ MUDAM PARA PIORAR.

Anônimo disse...

SE NÃO GRITARMOS NA PORTA DO MOURISCO NINGUEM VAI NOS OUVIR , É LÁ QUE O BARULHO TEM QUE SER FEITO , BASTA MARCAR DATA E CONVOCAR OS PARTICIPANTES DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO , É O SUFICIENTE PARA OS NOSSOS IRMÃOS CARIOCAS SALVAREM TODOS OS OUTROS PARTICIPANTES DISPERSOS PELO BRASIL , SEJAM A NOSSA VOZ E SALVAÇÃO .

Anônimo disse...

Que maravilha enquanto para os associados eles retiraram o BET, retorno das contribuições, trocaram no mês de aniversario do empréstimo simples o reajuste do inpc dos últimos 12 meses pelo INPC projetado. A DIRETORIA continua SEM TETO, abono milionário agora trocado pela REMUNERAÇÃO VARIAVEl, então ficou assim: Para os associados nada de nada, alias cada vez menos, vamos tirar o que puder e para DIRETORIA tudo que pudermos aprovar.

Anônimo disse...

Se O Presidente da PREVI vai mesmo implantar este ES-CAPEC sem mexer nos cálculos dos juros, correção monetária e fqm, só vai enforcar ainda mais os tomadores deste empréstimo. Se antes o ES era um beneficio isso acabou, virou agora um calvário sem fim. O que deveria ser feito era um estudo sobre este juros de 5%, correção monetária atrelado ao INPC, sinceramente esperava mais, muito mais, um estudo sério veria que este empréstimo virou uma armadilha financeira total.

Anônimo disse...

Parabéns ao Mestre Aristophanes,

SELEÇÃO DA DILMA DESCLASSIFICADA PELO PARAGUAI

A pátria de chuteiras furadas pelos ratos petistas

Anônimo disse...

De Medeiros, agradeço o respeito que tem com os aposentados, quando promete cumpre sempre sua promessa.
Troço pela aprovação do ES CAPEC , seria a solução para os mais necessitados, não adianta deixar um seguro para a família e hoje se morrer pelo desgosto da falta de dinheiro.
Precisamos do empréstimo para sobrevivencia, nossos benefícios não cobrem as despesas básicas, sem o Bet e com a volta das contribuições, ficamos na miséria.

Pensionista disse...

E as pensionistas que não tem Capec, Dr Medeiros? Qdo fiquei viuva o BB não me orientou a continuar pagando!

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

É assim que se faz, prometer e cumprir. Parabéns, doutor, resta-nos agora esperar pela boa vontade daqueles que decidem na Previc no sentido de dar celeridade na conclusão dos estudos sobre o ES Capec, e assim resolver o problema de quem está enforcado com dívidas.

Permita-me, doutor, mas essa cultura de contratar Seguro de vida ou construir capital financeiro para, após a morte, deixar para nossos entes queridos, é burrice, coisa do passado. Não faz o menor sentido você, atolado em dívidas, com dinheiro na Capec. Já pensou se você morrer de infarto por causa das dívidas, será que a pessoa que vai receber o dinheiro sentirá pena de você? Na mesma hora provavelmente sim, mas futuramente vai chamar é você de burro. Portanto, vamos lutar para que a Previc libere logo o ES-CAPEC.

Um abraço e muito obrigado por ter nos atendido.

Ademar disse...

Com relação ao ES devemos tomar muito cuidado, embora ele nos ajude muito, pois a Previ esta se equiparando aos piores agiotas ao nos impor as novas metodologia de cobrança de encargo, margem consignável e agora o ES-Capec, que me parece um mecanismo desumano quando invade uma segurança constituída para a família dos associados. A medida simples que a Previ insiste em não aceitar seria a metodologia 160X160 ou 180x180 e deixe a Capec guardadinha para a família. Será que o Marcel e a cúpula da Previ não acreditam que existe o inferno.

Anônimo disse...

Emérito Mestre MEDEIROS:


Todos sabemos que o Mestre ARISTOPHANES é uma das MENTES MAIS BRILHANTES existentes em nosso meio, sendo ESTIMADO e RESPEITADO por todos nós, mas por favor, quando de seus transcendentais comentários, aquele Mestre COLOCAR PROGNÓSTICOS SOBRE O RESULTADO DE JOGOS DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL, por favor, RESPEITOSAMENTE, NA PARTE EM QUE ELE DISSER O ESCORE, por favor use vossa moderação e coloque: "ESTE PALPITE FOI REMOVIDO PELO AUTOR".



H. Pilatti (69) disse...

Pesquisa recente feita nos Estados Unidos afirmam que a maioria dos americanos preferem morrer mais cedo do que ficar velho sem dinheiro.
RACIONAL!

RUY3RS disse...

É bom mesmo que seja estudada melhor a possibilidade de se utilizar o PECULIO como garantia para o ES. O Artigo 649 do CPC proíbe a penhora de Pecúlios, entre outras coisas.

Anônimo disse...

Ao pessoal que depende do ES-CAPEC verifiquem o saldo devedor do emprestimo voces verão que o saldo devedor a partir de abril de 2015 começou a aumentar ao inves de diminuir e então mesmo que saia este ES-Capec vão conseguir mesmo com margem renovar ??

Anônimo disse...

Medeiros, a quantas anda a ação 30%?

Roberto Martines 8670089-8 disse...

Dr. Medeiros pra que reinventar a roda, ES 180 X 180 pra quem quiser com melhores condições de juros e correção monetária, auxilio alimentação pra todos no mesmo valor. Igual a FUNCEF. Acredito que são medidas que não desagrada ninguém e poderia ser implantada com mais rapidez. Depois disso é só escolher por onde começar a recuperar a situação de todos os assistidos.
Rio Brilhante MS 28.06.2015

Aristophanes disse...

Prezado colega das 12:31.
Ė uma pena que você seja Anônimo! Realmente, ninguém é perfeito. Vou me abster de dar palpites, na Seleção. Mas, ontem, acertei: 1x0 pra meu Sta. Cruz. Cordiais saudações Aristophanes

Anônimo disse...

Acredito que a liberação do seguro CAPEC para aumentar a margem de quem não tem margem consignavel para renovar É uma solução muito boa , e sempre é opção de cada um , faz o ES com CAPEC ou sem ela quer quiser ninguém é obrigado, quem tem alternativa melhor que fica com ela, mas para os 7000 excluídos da última alteração do ES, seria uma bênção essa solução.

Anônimo disse...

A solução seria o ES 180/180, e o ES CAPEC, fica cada um com o que for melhor e possível, para a PREVI, como o SR ROSSI muito bem esclareceu, é sempre vantajoso, só quem na Previ desconhece às regras e tem má vontade é contra.

Anônimo disse...

Prezadas pensionistas:

muitas pensionistas têm questionado o fato de que elas não possuem CAPEC e, por isso, ficariam prejudicadas com o ES-Capec. Acho que poderia ser tentada uma opção em que as mesmas pudessem aderir ao plano agora sem necessidade de carência e nem aporte de qualquer "joia" para cobrir os atrasados.
Fica a sugestão.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Segue uma sugestão sobre o ES.


Considerando que dificilmente a situação de tomadores do empréstimo simples, em dificuldades financeiras, será resolvida a contento devido os normativos que regem a matéria segue uma sugestão:

Verificar a possibilidade de extinção da CAPEC, decidida em assembleia ou instância competente, e a devolução do saldo das aplicações existentes, devidamente corrigidas, aos participantes proporcionalmente aos valores/tempo de contribuição.

Para quem não tem ES o valor apurado será creditado em conta de depósito.

Para os tomadores os valores seriam abatidos nos saldos devedores e caso fiquem com sobras da quitação a diferença creditado em conta.

E para aqueles que não der para quitar o ES, ficando ainda com saldo devedor terá as prestações recalculadas pelos números de prestações restantes, conforme pactuado.

As prestações restantes terão que ser obrigatoriamente recalculadas visto que atualmente, presumo ainda, em caso de abatimento no saldo devedor as prestações continuam com o mesmo valor, isto é, não sofrem reduções mesmo que o saldo devedor seja reduzido. Para o caso da espécie presumo que não deve ocorrer um novo empréstimo simples, visto que deverá dar um novo folego ao tomador do ES mas não para aumentar a dívida mas sim reduzi-la a patamares desejáveis.

Não sei se essa sugestão já esteve em pauta.

Pedras podem ser atiradas.

Boa sorte a todos.

Anônimo disse...

Prezado anônimo 28 de junho de 2015 18:13:

o problema é que estes dois institutos (ES e Capec) são um "baita" negócio para a Previ (menos para nós, é claro!).

ANTONIA disse...

Dr. Medeiros,
O empréstimo simples de R$ 180 mil, é apenas 1/3 do abono que a Diretoria recebe, sendo que, o nosso, nós pagamos e o deles, nós pagamos também.
Quando é que vamos ter JUSTIÇA NESSE PAÍS.

Anônimo disse...

Na verdade eles poucos estão ligando para os associados, simplesmene aprovar o ES=CAPEC sem mexer nos juros , correção monetaria e fqm, vai apenas garantir para a PREVI que receba em caso de morte o saldo devedor do emprestimo. Pouco estão se lixando para a saude e o bem estar dos associados. Na verdade quantos mais associados morrerem ou de raiva ou depressão melhor para a PREVI E para esta tal de REMUNERAÇÃO VARIAVEL.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 18:07Já entrei em contato com a previ, fui informada que não podemos aderir a Capec.Isso teria que ser feito até 30 dias do falecimento do meu esposo.Mas valeu a intenção Obrigada pela sugestão.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Se não puder renovar o ES, com dinheiro novo na conta, acredito que ninguém vai querer se utilizar da Capec. Até porque o ES não é a única dívida dos aposentados não! Além do ES, muitos têm contas mais urgentes a liquidar. Aliás, salvo melhor juízo, dívidas com alimentação e medicamentos são compromissos inadiáveis. Portanto, que saia logo esse ES Capec é o que todos desejamos.

Um abraço.

Anônimo disse...

NOSSO FLUZÃO TÁ EM TERCEIRO LUGAR NA TABELA


RUMO A TÓQUIO!!!!

Anônimo disse...

Em janeiro deste ano fiz um cdc no BB com juros de 1,41 ao mes, se a PREVI FIZESSE EMPRESTIMO COM ESTE JUROS DE 1,41 A.M.em 120 meses teria uma prestação de R$ 2.512,72 com prestação fixa e com saldo zero ao inves deste Emprestimo simples da PREVI que cobrava uma prestação inicial de 2.031,72 para estes mesmos 145.000,00 que fiz em agosto do ano passado com prestações reajustaveis anualmente e se tiver saldo devedor ao final do contrato tem que ser liquidado. Dá para motar claramente que o CDC DO BB FOI MUITO MAIS VANTAJOSO DO QUE ESTE EMPRESTIMO SIMPLES.

Anônimo disse...

Simulação no site do Banco central do Brasil de um emprestimo em 120 meses com juros mensais de 1,41% no valor de R$ 145.000,00 que da uma prestação de R$ 2.512,72. Este juro era o que BB estava cobrando em janeiro de 2015 no CDC em 60 meses. o que quero dizer é que neste emprestimo simples a prestação não é fixa, a cada doze meses a prestação é atualizada e caso exista saldo devedor o devedor tem que liquidar ao final do contrato. E nós não temos dinheiro no BB, considerando que o patrimonio da PREVI é dos associados, este ES virou um dos piores emprestimos para os aposentados uma vez que não da segurança no valor da prestação, se a inflação disparar a prestação também dispara, todo o risco é assumido pelo tomador do EMPRESTIMO.

Anônimo disse...

Cesta Alimentação , limite de 30% consignado e a volta do BET que ficou de "graça" para o BB e nós nem parcelado recebemos, estes tres ítens que me lembro agora já seriam suficientes para nos aliviar, sem precisar mendigar ES CAPEC, que certamente virá como tantos "presentes de gregos" ofertados por aí.Nosso caminho é na Justiça, pressionar a ANABB com ameaças de desfiliação em massa e abraçar Associações menores e bem intencionadas com os aposentados.

Anônimo disse...

.se Marina tivesse sido eleita, nao estaria mais no governo, nao ganharia segundo mandato.eh ruim hein????????????????

Anônimo disse...

28 de junho de 2015 23:29

Cuidado que as taxas no BB mudaram. E elas variam em função do prazo total do CDC-Funci. Ou seja, quanto maior o prazo, maior será a taxa contratada.

Anônimo disse...

Anonimo 23:56, quem ganhou segundo mandato? Segundo mandato foi ROUBADO via votação eletrônica. ACORDA!!!!!

Mariano Branquinho disse...

Dr. Medeiros, os juros do atual ES estão exorbitantes, paga-se, paga-se, paga-se, e o saldo devedor só aumenta. Lute para corrigirem essa anomalia. Lute pelo ES 180x180, com juros menores. Sds. Mariano Branquinho

Medeiros disse...

Muito interessantes e oportunos os comentários a respeito do empréstimo simples. Os cálculos e as simulações devem ser feitos corretamente. Afinal somos bancários. Vou procurar me aprofundar na matéria . Acho que temos que avançar em nossas propostas de melhorias mediante bases sólidas. Parabéns para todos aqueles que estão trazendo suas contribuições sobre o CeS.

Anônimo disse...

Caro Medeiros, leio seu blog há alguns anos e o acho muito importante para que possamos acompanhar os assuntos em pauta. Agradeceria, tão logo seja possível para vc responder, entender uma coisa. Desde quando tomei posse no BB, em 17-12-73, sempre ouvi dizer que os empréstimos simples e imobiliário nunca trariam problemas para a PREVI tendo em vista que os dois empréstimos tinham, e tem, seguro para o caso de falecimento do tomador. Agora tenho ouvido falar em amparar a renovação do ES com base na CAPEC. Não entendi nada, será que vc poderia me dar uma aula.

Paulo Carnevale Rogerio

Anônimo disse...

Obrigado Dr Medeiros, que bom ter uma pessoa tão inteligente e generosa lutando pelos aposentados .

Medeiros disse...

Vou fazer postagens especiais sobre esses assuntos dando a minha opinião e a de outros experts. João Rossi Neto tem feito interessantes análises no blog do Ari Zanella. Estou esperando apenas o Encontro de Camboriú no dia 17 de julho onde serão tratados com o presidente Gueitiro.

Anônimo disse...

Ate 17 de Julho eu já morri de fome e sem remédios.Para quem não precisa e mole, e so aguardar o que ainda vai ser tratado.
Enquanto isso o telefone e infernal com credores ligando desde as 7 horas da manha, as 22:00, sábados e domingos.
Seja feliz dr Medeiros.

Anônimo disse...

Estou com o anon 28.06 23:52. Estão implorando o ES Capec que não é a melhor solução.

Anônimo disse...

Na verdade o problema que os associados da PREVI estão tendo nas finanças se repete pelo Brasil todo, crescimento a base de emprestimos consignado a exemplo do INSS se exauriu, não deu mais para manter e olhe la que no consignado a prestação é FIXA AO INVES DO EMPRESTIMO SIMPLES DA PREVI QUE A CADA 12 MESES A PRESTAÇÃO SOBE E CASO EXISTA SALDO DEVEDOR AO FINAL TERA QUE SER QUITADO. Tudo isso é resumo de quanto mais ganhar com os emprestimos para os aposentados maior sera o lucro do BB que tem se apossado dos 50% dos SUPERAVITS DA PREVI.

Medeiros disse...

Aos angustiados, tenham certeza que compreendo a sua aflição. Embora alguns não acreditem, já passei por isso. Tenho cobrado insistentemente mais agilidade na Previ. Mas me respondem que aquilo é um transatlântico difícil de manobrar.

Rosalina de Souza disse...

Prezado Dr.Medeiros,

A CARA DE PAU DO DIRETOR DE SEGURIDADE:

Na mesma revista o Diretor de Seguridade Marcel Barros, é destaque em matéria CONTAS EQUILIBRADAS.

PENSIONISTAS TOTAL DE 20.154 já aumentamos em mais de 1.000 pensionistas, menos 40% de pagamento.

APOSENTADOS TOTAL DE 71.968

ATIVOS TOTAL DE 24.741

SOMA TOTAL DOS PARTICIPANTES DO PLANO 1 116.863

PALAVRAS DO SENHOR DIRETOR DE SEGURIDADE:

reprodução:

(TEMOS QUE SER PRUDENTES NUM PLANO QUE TEM A MATURIDADE DO PLANO 1)

Que maturidade, em 12 meses, mais de 1.000 colegas morreram, fazendo uma economia aos cofres da previ de 40%, com o pagamento das pensões.

Estamos nas mãos de verdadeiros mercenários, a serviço do Patrocinador/Governo e nosso Eleito da chapa 3, diretor de planejamento não mexeu na politica que já estava traçada, pois o planejamento continua retirando recursos da rubrica OPERAÇÕES COM PARTICIPANTES.

Tenho absoluta certeza que estamos sozinhos, não temos nenhum dirigente disposto a por o CARGO a nos ajudar,hoje o que fala mais alto é os BÔNUS, AS MORDOMIAS, O CARTÃO CORPORATIVO, AS TRAMOIAS, AS BARGANHAS, E TUDO QUE DIZ RESPEITO A NOS PREJUDICAR.

Estamos por findar o mês 06 de 2015, e até agora só desculpas e mais desculpas, nada de concreto foi realizado a fim de melhorar a nossa vida, estou pronta para somar esforços no sentido por algo em pratica, serio capaz de resolver esta situação.

Não da mais para ler tanta desgraça e continuarmos calados, diante de deboche e cinismo, para todos os gostos.

Vamos agir colegas, vamos tomar uma atitude digna de nossa historia, de pessoas serias que sempre fomos, para chegar no final da vida, com 69 anos de idade, e ser tão humilhada desta maneira.

Não da mais para esperar pelos outros, vamos achar o caminho, trilhar uma nova historia, ou então recolhermos a nossa insignificância e morrer porque falto o remédio ou os cuidados necessários para continuar vivos.

Tem que ter um jeito de por fim a esta situação.

CHEGA DE TANTA HUMILHAÇÃO.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Rosalina de Souza disse...

Prezado Dr.Medeiros,

Na edição da Revista 182/2015 Especial Resultados 2014 Plano 1, na pagina 14 tem um demostrativo politica de investimento plano 1 (em %).

Operações com participantes em 2014 minimo de 1.27 e máximo de 5.27.

Operações com participantes em 2015 (previsão) minimo de 1.2 e máximo de 5.2.

A sua previsão feita no post LONGE DE MELHORIAS, esta corretamente interpretado pela Diretoria de PLANEJAMENTO que não tem feito PREVISÃO DE MAIS INVESTIMENTOS em EMPRÉSTIMO SIMPLES.

Acredito que sem mobilização não vamos ter nenhuma melhoria no produto empréstimo simples em 2015.

A Situação esta cada dia mais dramática, os benefícios não estão suportando os aumentos nas contas de energia elétrica, supermercados, água e medicamentos, e a conta não fecha de maneira alguma, por mais esforços que estamos fazendo.

Não sei mais o que fazer, e a revolta da lugar a AÇÃO ENÉRGICA, não da mais para esperar apenas pelos Dirigentes bem intencionados, temos que partir para uma SOLUÇÃO DE FATO E DE VERDADE,a brincadeira já chegou no limite do degolamento total das nossas finanças.

Agora é partir para o tudo ou nada, chega de lenga lenga, de esperar solução de Presidente, de Diretoria de Seguridade, temos que forçar uma solução por bem ou por mau, não da mais para ESPERAR REUNIÃO DIA 17 para termos mais enganação e especulação enquanto nós estamos FALIDOS COMPLETAMENTE.

URGE UMA PROGRAMAÇÃO URGENTE, NÃO TEM MAIS CONDIÇÕES DE CONTINUAR ESTA FARRA QUE VIROU A PREVI, NÃO VEJO SOLUÇÃO APENAS NO PAPO, AGORA É PARTIR MESMO PARA OUTROS MEIOS,NEM QUE ISTO CUSTE A NOSSA PRÓPRIA VIDA, OU É ISSO OU É MORRER DE FOME.

Associações de Aposentados e Pensionistas si movam, faça alguma coisa, chega de viver em cima do muro, chega de promessas, vamos a AÇÃO CONCRETA, escrever em blog já não tem efeito pratico.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Medeiros, Mestre dos Mestres, Dona da Bola de Cristal, pai de vários Bingos e noticias extras.

Diga com toda a sua sinceridade, altivez e coragem dos homens de bem do Rio Grande do Sul.

Acredita que teremos alguma mudança no Empréstimo Simples em 2015.

Não ta tendo jeito mais de viver, nosso Guru.

Fale alguma coisa concreta, mesmo que seja uma noticia ruim, você acredita que o Genso atual Presidente pode mudar alguma coisa, ou a Diretoria de Seguridade vai retardar o processo, já que eles entende o modelo é esse que esta em evidencia, 120 prestações.

O ES-CAPEC depende principalmente de como a Previc vai encarar esta novidade.

E em relação a termos mudança com 2 reposições do índice do INPC( janeiro/junho), ou um adiantamento, existe mesmo estudos neste sentido, ou é apenas mais uma especulação, como a feita sobre o ES-CAPEC em Goiânia.

Por favor Mestre Medeiros, de uma noticia, mesmo que ela seja ruim, sei da sua grande vontade, sabemos que vai ser nosso candidato em 2016, para por clareza na Diretoria de Seguridade.

Trabalharei dia e noite, para te ver novamente na posse dos eleitos em 2016.

João de Barro,

Anônimo disse...

Ilustre Medeiros,

O que teríamos que fazer, para você sinalizar que aceita a condição de Candidato a Diretor de Seguridade nas próximas eleições?

a) Chegar aos 2.000 seguidores.

b) Apoio da Faabb e de suas afiliadas.

c) Ser eleito para a Anabb nas próximas eleições.

d) Convencer a Ana sua esposa a querer mudar para o Rio de Janeiro, pelos próximos 4 anos( 2016 a 2020).

Anônimo disse...

Presidente da AFABB-RS,

Eu, particularmente, não culpo totalmente os aposentados e as senhoras pensionistas pois se o mesmo fosse ensinado desde jovem a ter uma visão crítica, nós não seríamos o que somos hoje.

Na verdade, a escola formal e a informal(principalmente a televisão e as Igrejas) nos ensinaram a ficar acomodados e longe de saber o que é política e para que serve.

Só aprendemos: a ser espertos(trapacear); a só falar de política no ano das eleições; a assistir novelas e campeonatos de futebol; a tomar cerveja em fim de semana em vez de estudar;.... Enfim, ensinaram tudo errado.

A culpa foi da Elite antiga que era esclarecida e que tinha nas mãos o futuro da Nação.

A Elite atual foi moldada nas Universidades em uma ideologia utópica e nada fará para mudar o rumo do Brasil. Dessa forma, só haverá reação negativa da população quanto ao Governo Federal quando ouvirmos esse diálogo do povo nas ruas:

-Comadre, lá em casa já está faltando as coisas! o dinheiro da Previ não da mais para sobreviver.

-Lá em casa, também! Tão falando que os Dirigentes, tá enganando a gente!

-Então vamos trocar esses DIRIGENTES!

-É isso! vamos espalhar a notícia na no BLOG DO MEDEIROS, DO ARI ZANELLA, DA CECILIA GARCEZ, DO ADAÍ, DA LEOPOLDINA,NAS AGENCIAS DO BANCO DO BRASIL, NAS AABBS!

E AS NOSSAS ASSOCIAÇÕES?

Anônimo disse...

MEDERÃO CABRA MACHO,

A algum tempo atrás eu disse que:

enquanto não faltar no bolso dessa maioria dos aposentados e pensionistas, vão continuar dizendo:

TO NEM AI,

TO NEM AI,

VIVA LA NO SEU MUNDINHO, QUE EU NÃO VOU OUVI.

Anônimo disse...

Parabéns por mais um excelente , verdadeiro e oportuno artigo !

Agora nos diga verdadeiramente:

Tem um coelho na cartola, algo que possa mudar o segundo semestre de 2015.

Ricardo M. disse...

Prezado Doutor Medeiros,

O dia 17 de julho,está muito distante para uma simples informação. Não seria de bom alvitre de sua parte e com o seu alto nível de relacionamento, algum contato na PREVIC, para ver se existe uma única e pequena luz no final do túnel. Agradeço sua atenção. Sei que você tem bons relacionamentos,sobretudo na PREVI.

paraguassu 76895203 disse...

Concordo plenamente com a Rosalina. Ação imediata sem mais enrolação. Eh soh me convocar.










.





,

Anônimo disse...

No regulamento do ES consta la que serão cobrados juros e correção monetaria, lá não fala em nenhum parte do regulamento que os juros só serão cobrados apos atualização monetaria, especificamente no Art.23:
Incidirão mensalmente sobre os saldos devedores dos Empréstimos Simples os
seguintes encargos financeiros:
a) Juro - percentual não inferior à taxa de juros atuariais ou índice de referência do
respectivo Plano de Benefícios ao qual o participante/assistido esteja vinculado;
b) Atualização monetária - percentual mensal medido pelo indexador previsto no
Regulamento do Plano de Benefícios ao qual o participante esteja vinculado, e
aplicado com defasagem de 2 (dois) meses;
c) Taxa para o Fundo de Quitação por Morte (FQM) – percentual definido com base
em estudos atuariais e utilizado para constituir fundo garantidor destinado a quitar as
prestações vincendas a partir do mês seguinte ao do falecimento do mutuário.
Em que parte do regulamento a PREVI baseou-se para cobrar os juros só após a atualização monetaria do saldo devedor ?


gntm

Anônimo disse...

Dr Medeiros,

A Marina Silva, acredita na recuperação do Brasil.

Essa frase dela, da Marina Silva, pedindo para que o Senhor fique firme é sinal de que ela sabe que o SOCORRO esta chegando de alguma maneira.

Acho que o Brasil ainda tem jeito.

VAMOS QUE VAMOS

Anônimo disse...

Medeiros, como ficou a situação da TAC sobre o Teto de benefícios da Previ, já que a Previc deliberou pelo fim da mesma.

Apresentação, discussão e
10 deliberação acerca de proposta de cancelamento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC)
11 celebrado com a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil – Previ/BB e o
12 Banco do Brasil S/A que havia sido aprovada na 7ª Sessão Extraordinária realizada em 26 de
13 dezembro de 2013. Após debates, com a declaração de impedimento do Senhor Diretor-
14 Superintendente, a Diretoria Colegiada aprovou, por maioria, o cancelamento do Termo de
15 Ajustamento de Conduta (TAC), tendo em vista o expresso no Despacho nº
16 07/2015/DIFIS/PREVIC, de 19 de maio de 2015, e na Nota Técnica nº 24/2015/PF-
17 PREVIC/PGF/AGU, de 20 de maio de 2015, sendo que nessa última consta manifestação pela
18 perda de objeto do TAC. Nada mais havendo por deliberar

Anônimo disse...

ATA DA 27ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DA DIRETORIA COLEGIADA DA
SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR –
PREVIC
1 Aos vinte dias do mês de maio de dois mil e quinze, às quinze horas, reuniram-se sob a
2 Presidência do Diretor-Superintendente na sede da Superintendência Nacional de Previdência
3 Complementar – Previc, sita no SBN, Quadra 02, Bloco N, 9º andar, Sala de Reunião DICOL,
4 Brasília – DF, os membros da Diretoria Colegiada: Carlos de Paula – Diretor-Superintendente;
5 José Roberto Ferreira – Diretor de Análise Técnica; Sergio Djundi Taniguchi - Diretor de
6 Fiscalização; Mauricio de Aguirre Nakata - Diretor de Assuntos Atuariais, Contábeis e
7 Econômicos; e Almir dos Santos Nolêto Filho - Diretor de Administração Substituto.
8 Participaram como convocados: Fábio Lucas de Albuquerque Lima – Procurador-Chefe e
9 Rosa de Fátima Sousa da Silva - Chefe de Gabinete. Item 1 – Apresentação, discussão e
10 deliberação acerca de proposta de cancelamento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC)
11 celebrado com a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil – Previ/BB e o
12 Banco do Brasil S/A que havia sido aprovada na 7ª Sessão Extraordinária realizada em 26 de
13 dezembro de 2013. Após debates, com a declaração de impedimento do Senhor Diretor-
14 Superintendente, a Diretoria Colegiada aprovou, por maioria, o cancelamento do Termo de
15 Ajustamento de Conduta (TAC), tendo em vista o expresso no Despacho nº
16 07/2015/DIFIS/PREVIC, de 19 de maio de 2015, e na Nota Técnica nº 24/2015/PF-
17 PREVIC/PGF/AGU, de 20 de maio de 2015, sendo que nessa última consta manifestação pela
18 perda de objeto do TAC. Nada mais havendo por deliberar, o Presidente encerrou a sessão às
19 quinze horas e cinquenta minutos. Eu, Paulino Seiji Kuzuhara____ – Coordenador-Geral de
20 Apoio à Diretoria Colegiada, secretariei a sessão e lavrei a presente ata.

Anônimo disse...

ATA DA 7ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DA DIRETORIA COLEGIADA DA
SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR – PREVIC
1 Aos vinte e seis dias do mês de dezembro do ano de dois mil e treze, às 10:00 horas, reuniram-se sob a
2 Presidência do Diretor-Superintendente na sede da Superintendência Nacional de Previdência
3 Complementar – Previc, sita no SBN, Quadra 02, Bloco N, 9º andar, Sala de Reunião DICOL, Brasília
4 – DF, os membros da Diretoria Colegiada, José Maria Rabelo – Diretor-Superintendente; José Roberto
5 Ferreira - Diretor de Análise Técnica; Sergio Djundi Taniguchi - Diretor de Fiscalização; Mauricio de
6 Aguirre Nakata – Diretor de Assuntos Atuariais, Contábeis e Econômicos, e Almir dos Santos Nolêto
7 Filho – Diretor de Administração Substituto. Participaram como convocados: Felipe de Araujo Lima –
8 Procurador-Chefe e Marco Antônio Bersani – Chefe de Gabinete. Participou como convidado:
9 Leonardo Vasconcellos Rocha – Coordenador-Geral de Representação Judicial. Item 1 - Apresentação,
10 discussão e deliberação acerca da proposta de Termo de Ajustamento de Conduta a ser celebrado entre
11 a PREVIC, a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil – Previ, e o Banco do Brasil
12 S/A. Registrou-se inicialmente a participação dos Diretores Sergio Djundi Taniguchi e Mauricio de
13 Aguirre Nakata por via eletrônica, por meio da qual ocorreu o exame e correspondente anuência em
14 relação à referida proposta. Após esclarecimentos, o Diretor-Superintendente declarou-se impedido de
15 deliberar sobre o tema. Na sequência, realizados debates, a Diretoria Colegiada aprovou o mencionado
16 Termo de Ajustamento de Conduta, nos termos da Nota nº 48/2013/CGFD/DIFIS/PREVIC e do
17 Parecer nº 172/2013/PF-PREVIC. Nada mais havendo por deliberar, o Presidente encerrou a sessão às
18 11h20. Eu, Luis Ronaldo Martins Angoti - Coordenador-Geral de Apoio à Diretoria Colegiada,
19 secretariei a sessão e lavrei a presente ata.

Anônimo disse...

Peço as nossas Associações que investiguem a situação atuarial do ES, tem muita gente comentando que tem cálculo errado é preciso ver pois esse contrato do ES é antigo, ele vem sendo renovado anualmente, mas as regras, pelo que sei ainda são as contratadas inicialmente, apesar de sermos bancários, não significa que entendemos tão profundamente algumas manobras, razão pela qual seria bom um perito para averiguar.

Anônimo disse...

Junto-me ao colega anônimo de 11:41, credores, despensa vazia, saúde péssima e ainda ter que esperar 17 de julho???? Tô pensando aqui.... bem que a gente devia fazer uma "vaquinha" e fazer presença no dia 17 nessa reunião, é aberta? vamo combinar com a Rosalina ela tb tá movida por indignação, eu não tenho dinheiro nem para as despesas básicas mas se for por uma boa causa eu vou pedir ajuda de terceiros e vou bater lá, quem sabe olhando nos olhos a gente consegue fazê-los crer que a situação calamitosa é prá ontem NÃO DÁ PRÁ ESPERAR.

Medeiros disse...

Em São Paulo eu falei com o superintendente da Previc a respeito. Estou fazendo o que posso, dentro das minhas limitações. Só fui a São Paulo para isso.

Anônimo disse...

O blog está bombando, Medeiros. Parabéns.

Medeiros disse...

Prezada Rosalina,

Como não tive resposta ao meu email, vou repetir o convite aqui no blog para que você compareca no Encontro de Camboriú, dia 17, e lá exponha suas ideias e críticas diretamente ao presidente da Previ. As despesas dê locomoção e estadia são por minha conta. Aceitas ?

Anônimo disse...

As prestações do ES após as eleições dispararam dá a entender que o Governo juntamente com a Previ mudaram as regras e como acontece agora estamos mais preocupados em renovar nosso ES sem a preocupação de lê contratos já que estamos faz muitos anos tomando ES e indo ao sistema fazendo tudo automaticamente. Ocorre que uns tempos pra cá tudo ficou difícil e muita gente
reclama das prestações. A Previ não é Banco e nem subsidiaria do Banco, ela é um Fundo de Pensão que empresta para seus associados.

Rosalina de Souza disse...

Aparecida de Goiânia, 29 de Junho de 2015.


Para: Jose Bernardo de Medeiros

De: Rosalina de Souza

Assunto: Afas da região sul promovem o tradicional encontro na AABB de Balneário Camboriú.


Prezado,


Recebi com imensa satisfação seu convite para o TRADICIONAL ENCONTRO NA AABB DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ a ser realizado no dia 17/07/2015. No entanto, infelizmente não poderei me fazer presente no mesmo pois nesta data vamos ter uma agenda cheia, onde muitos vão falar, e sobre variados temas, esta questão de endividamento é apenas de uma parte dos participantes do Plano 1 da Previ, e na ocasião o Presidente da ANAPLAB vai se fazer presente, o Colega Ari Zanella.

Dessa forma, agradeço a gentileza do convite e desejo expressivo sucesso na realização do evento.

Aproveito o ensejo para renovar os votos de mais elevada estima e consideração que tenho pelo Senhor, sempre lembro da sua intervenção na questão das ORPAG/SCR, se hoje recebemos alguma coisa, foi porque seu empenho nos ajudou sobre maneira.

Não poderia jamais aceitar, que depois de tudo que já fez por nós, ter gastos do próprio bolso, para levar uma colega pensionista até o recinto do encontro onde pouco ou quase nada eu acrescentaria a nossa realidade.


Atenciosamente,


Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Permita-me: Dou toda a razão pela indignação de D. Rosalina. E essa sua iniciativa de exigir dos aposentados uma atitude contrária a todo esse escárnio dos Dirigentes da Previ em relação aos aposentados é louvável e merece crédito. Ela está com a razão quando sugere aos aposentados a se mobilizarem em defesa de seus interesses.
Particularmente, se morasse no Rio ou em alguma localidade próxima, já teria convidado pelo menos uma dúzia de colegas pra ir até a Previ e lá aprontar alguma coisa a fim de chamar a atenção dos diretores ou da imprensa.
Pela falta de interesse desses colegas, que moram perto da Previ, em lutar pelos direitos que tem, as vezes penso que são todos marajás, não devem nada a ninguém e enfim não precisam dos benefícios de aposentadoria da PREVI para complementar suas aposentadorias.

Portanto, seria interessante aposentados e pensionistas que moram perto da Previ, principalmente, se organizarem e refletirem mais sobre as postagens de D. Rosalina.

Obrigado.