QUEREM LUCRO A QUALQUER PRECO

terça-feira, 9 de junho de 2015

A minha impressão a respeito da negociação sobre a Cassi é de que o BB decidiu mesmo se ver livre da responsabilidade com os aposentados, não mais contribuindo mensalmente para o plano de associados, mediante liberação da provisão de 5,8 bilhões. Isso está decidido terminantemente. O que se discute agora é o que o BB vai ceder para conseguir o que quer.


Na primeira rodada de negociação o BB guloso estava bastante duro no atendimento das demandas dos representantes dos associados. Cantou grosso. Ameaçou. Falou que não tinha nenhum compromisso com os pós laboral. Só com o pessoal da ativa. Agora já está mais mole, já admite algumas concessões.

O que está evidente é que o BB tem pressa e que vai com sede ao pote. Nova rodada foi marcada para o dia 19. Essa urgência não pode mais ser argumentada com base no fim das reservas. Descobriu se que existem reservas suficientes até o mês de novembro, em outras palavras, até o final do ano. O contingenciamento pode ter ajudado a melhorar o quadro. Ou então a previsão alarmista era só para precipitar o debate. Acredito mais nessa última hipótese.

O que também está na cara é que o projeto do BB é obter lucro a qualquer preço. Se necessário mesmo às custas da saúde dos aposentados e pensionistas. O lucro do BB representa pagamento de remuneração variavel, representa pagamento de PLR. Querem porque querem. Pois então vamos exigir bastante coisa em troca. Coisas concretas. Não vamos fazer como no superavit que aceitamos promessa de revisão de benefícios, só promessas, não cumpridas.

                                                              Claudio Lahoegue

Na reunião da FAABB , em XERÉM, sede campestre da AAFBB, onde está o famoso sítio do Zeca Pagodinho e o campo de treinamento do Fluminense, estavam vários colegas estudiosos da CaSSI, como o Sergio Faracco, o Ebenezer, o Arnaldo, o Paim, e o nosso Cláudio Lahorgue, que está na foto acima,  todos com trabalho visando um projeto de salvação e de estruturação da Caixa. Foi criada uma comissão para tentar unificar as propostas e criar uma alternativa robusta para levar à mesa de negociação. Foi bom ver esse pessoal debruçado trabalhando junto. Uma união necessaria e salutar.

Procura-se  manter, custe o que custar, o princípio de solidariedade e a responsabilidade do banco com os aposentados em caso de futuro deficit.  Oxalá consigam. Não podemos se entregar pros homens, de jeito nenhum.


32 comentários:

Anônimo disse...

ENTÃO DE REPENTE AS RESERVAS VAO ATÉ NOVEMBRO 2015, QUERIAM CRIAR O PANICO PARA CONSEGUIREM APROVAR AS PROPOSTAS ABSURDAS, ISSO É UMA IMORALIDADE TOTAL. DEVERIAM SEREM PROCESSADOS POR LEVAREM PANICO AOS IDOSOS QUE SÃO OS QUE SE ENCONTRAM APOSENTADOS.

Anônimo disse...

Aliás, criar pânico tem sido regra por parte do BB. Quero ver manter a Cassi para os ativos se os aposentados decidissem partir para o Cassi Familia e apartar-se da Cassi, todo esse aparato que inventaram, como coparticipação, no fim dá a mensalidade que se paga ao Cassi Familia, que parece estar redondo mas sem transparência nas contas. Façamos as contas.

Blog do Ed disse...

É, Dr. Medeiros, economistas de da década de 30 do século passado, já diziam que essa tal GOVERNANÇA CORPORATIVA, tão decantada pelo BB e pela PREVI, só era pretexto para ENRIQUECER OS EXECUTIVOS DAS EMPRESAS. Estou vendo que enriquece até EXECUTIVOS DE SOCIEDADES SEM FINS LUCRATIVOS... O MAIS RESPEITADO LIVRO DE ECONOMIA DESTE INÍCIO DE SÉCULO DIZ QUE A DESIGUALDADE ECONÔMICA É A CAUSA DO DESASTRE ECONÔMICO E QUE HOJE ELA TEM SUA ORIGEM NA INJUSTIFICADA ALTA REMUNERAÇÃO DOS EXECUTIVOS DAS EMPRESAS. Acrescente-se, até de EXCECUTIVOS DE SOCIEDADES SEM FINS LUCRATIVOS.
Edgardo Amorim Regpo

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Volto a comentar que a busca por lucro exorbitante, custe o que custar, tem por objetivo gerar dividendos altíssimos ao acionista majoritário (Ministério da Fazenda) para constituir fundo para o superávit primário (fiscal), que o governo não consegue cumprir.

Dr. Medeiros, esse governo joga sujo. Como agir com quem joga sujo?

Vamos informar aos colegas da ativa que eles terão a assistência da CASSI somente quando estiverem na fase laboral, ao término do contrato de trabalho essa assistência a saúde se extingue.


Anônimo disse...

Aos PREJUDICADOS,

MILHARS DE AÇÕES SERÃO AJUIZADAS EM TODAS AS INSTANCIAS, pois irão descumprir contratos feitos em todo o tempo de vida da CASSI.

Contratos que fomos obrigados a assinar como condição para ingressar no BB.
Diria que o governo/BB está composto por uma CAMARILHA de BANDIDOS A COPMETER CRIMES EDIONDOS CONTRA IDOSOS.
A vontade mesmo é xingar, XINGAR, xingar milhões, bilhões de vezes na proporção do dinheiro que desviam do combalido aposentado e também dos pressionados e espezinhados da ativa.....................................

Fernando disse...

Dr. Medeiros, o que se fala muito e acho um erro é de que o Cassi-Família é em separado. Superavitário e independente é interessantíssimo para a CASSI. Só que ele foi criado em cima dos alicerces da velha CASSI. A cassi é reembolsada pela estrutura , pela despesa com pessoal. Garanto que o plano Cassi-Família estivesse dando errado, com certeza, a Cassi seria chamada a bancar. É o que eu acho.

Everton disse...

Caro Dr.Medeiros,
Não podemos negociar o crédito de nosso complemento da Previ com outra instituição para que ela coloque recurso na Cassi? Os sindicatos dos bancários também não podem negociar a folha de pagamento dos ativos com outra instituição bancária em troca de recursos para a Cassi?
O que nos impede de fazer isso?

recca disse...

Pelo que entendi o martelo já foi batido, o que devemos é procurar receber vantagens pelo acordo. Será que não nos resta outra conduta?

recca disse...

Pelo que entendi no texto o martelo já foi batido, a nós resta exigir vantagens pelo acordo. Será que não nos resta outra saída? E eu que deixei de receber uma boa importância quando decidi me aposentar sem pedir demissão para não perder a Cassi....

Anônimo disse...

- Só os castigos do criador para dar um paradeiros às perversidades destes carrascos do Bando do Brasil para com os idosos que sacrificaram sua saúde pela empresa. Os deles estão chegando mais cedo e com muita força como Aneurisma, AVC, mal de auzaime e de Parkson, diabetes incontroláveis que não tem Plano de Saúde que consiga debelar, NÃO ESTOU JOGANDO PRAGA NÃO, DEUS ME DEFENDA, MAS QUE EXISTE, EXISTE.

Anônimo disse...

- NÃO SERIA UMA BOA IDÉIA TIRARMOS NOSSAS CONTAS(APOSENTADOS, PENSIONISTAS E DEMAIS) DO BB E RECEBERMOS NOSSOS BENEFÍCIOS EM OUTRO BANCO(BRADESCO, CAIXA)DEIXARMOS A CASSI PARA OS DA ATIVA.

lourival josé do carmo Rezende disse...

Entäo o BB näo tem compromisso com os aposentados.Mas roubar 7.500 bilhöes dos pos-laborais, valor esse que poderia melhorar significativamente os beneficios nossos isso pode.Temos que dar um basta nisso.
Lourival

Anônimo disse...


Doutor Medeiros

Muito valiosas suas informações.Pelo visto vem chumbo grosso em relação a Cassi. Seremos obrigados a aceitar a retirada do Banco do custeio do Plano de Associados em troca desta verba e o Banco cai fora? O que foi pactuado a décadas quando assumimos não valerá mais? Uma votação do quadro de associados será suficiente para dar o amém ao Banco? O associado que se sentir prejudicado poderá entrar no Judiciário por quebra do contrato pactuado desde quando entrou para o Banco onde os dois lados contribuiriam para a sustentação do Plano? Está bem claro que devido aos custos altíssimos da saúde quando essa verba se for a Cassi acabará. E nóis???

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Nada foi falado sobre manifestações na porta de Previ, Cassi, BB?

Zé Furtado

Anônimo disse...

O caminho judicial é o mais seguro. ações individuais seriam desastrosas para o BB. Acho que estamos perdendo tempo. Se há deficit ele deve ser coberto também pelo Banco. Aliás deveria ser coberto na sua maior parte por ele, afinal a administração sempre foi de sua responsabilidade.

Paulo Beno, disse...

Dr.Medeiros e Leitores,
Bom dia.

Saiu a lista dos Conselheiros em 36 empresas participadas pela PREVI :


Hoje levanto a dúvida sobre a não inclusão do BANCO DO BRASIL S/A, em 03/06/2015, onde tínhamos 2 titulares Conselheiros de Administração e 4 Conselheiros Fiscais (2 titulares + 2 suplentes) até 30/04/2015. A PREVI detém 10,38% no BB.

E, na GERDAU S/A (0,71%) estão fora nossos 2 conselheiros fiscais.

Por oportuno, a nova lista de "participadas", publicada em 31/3/2015, inclui a BB-SEGURIDADE, onde a PREVI detém 0,68% e NÃO possui conselheiros, assim como no BRADESCO (1,49%) e PETROBRÁS (2,81%), ainda sem conselheiros

Por último, nossos 3,99% da "ALL-Logística" estão na fusão com a "RUMO LOGÍSTICA", onde permaneceu só 1 Conselheiro Administrativo, o Joilson.

Desapareceu das listas a "CELESC" (14,46% com 6 conselheiros nossos...).

Abraços
Paulo Beno - Carazinho (RS)

Anônimo disse...

Meus amigos, esse governo quer tapar o rombo que causou nas contas públicas a qqer. custo sem cortar na própria carne, e, sim, no lombo dos fracos. O destino da CASSI está definido unilateralmente e não tem retorno. Levaram 7,5bi da PREVI, arrebentaram com a CASSI e ainda não descartaram a PREVI, porque vislumbram muitos saques. Todos rumos à fila do SUS. Definitivamente, para eles, somos moscas na sopa que vem sendo defenestradas de forma camuflada, em dose homeopáticas no início, através da segmentação gradativa, apartando ativos dos pró laborais , e, agora o caminho está aberto para a consumação. Os mentores do golpe maquiavélico vieram da guerrilha, bitolados em suas "doutrinas" e ávidos pela vida palaciana restrita aos "seus". Meu filho paga o plano CASSI FAMÍLIA, e a atitude do BB vai repercutir negativamente nesse segmento e causar uma evasão geral.

Anônimo disse...

PERAÍ PESSOAL,

Sem essa de o MARTELO JÁ FOI BATIDO.
ISSO NÃO É LEILÃO !
Cassi não pode ser tratada dessa maneira.

Irei imediatamente para justiça caso o banco do brasil invente de retirar direito adquirido em contrato de trabalho.

NÃO TEM ESSA DE O BB MANDA EM TUDO, NA JUSTIÇA NÃO NÃO, NÃO, NÃO, NÃO.
ATÉ A MORTE SE FOR PRECISO PARA GARANTIR O FUTURO SAUDAVEL DE MEUS FILHOS!

Anônimo disse...

Seria bom alguém avisar ao pessoal da ativa que eles também irão se aposentar, e vão assumir a condição de "pós laboral". E como ficará a Cassi para eles depois da aposentadoria?

Anônimo disse...

A contrapartida a ser exigida do Banco seria a devolução dos 7,5 bi
que ele se apoderou. Ainda não gastou.
Só que a devolução teria que ser DIRETO aos donos, não à Previ.
Se forem assinar algum acordo, por favor contenham-se. Leiam duas vezes. E, de olho na Anabb. Segurem as canetas.
Lembrem-se do Alamo, ooppss. do acordo de 2010. Demos muito recebemos pouco
Avisem que não aceitaremos a desculpa que o acordo foi chancelado para recebermos algum, ou, nada receberíamos.

Anônimo disse...

Uma vergonheira a tal listagem de conselheiros de empresas participadas. Tem cada nulidade lá e o dr. Medeiros está fora. Temos que protestar. Olhem no site da Previ. Isso é uma vergonha.

Anônimo disse...

A CASSI ainda tem Corpo Social com direito a voto e portanto, para uma atitude desse tipo, como a simples saída do patrocinador, seria necessário efetuar-se consulta aos associados. As entidades que dizem nos representar não teriam todo esse poder de aceitar propostas desse tipo do BB (s.m.j.).

Anônimo disse...

ANONIMO SR. 13,31,

O BB gasta mensalmente dos 7,5 BILHÕES,
É SÓ VER COMO PAGAVA AS CONTRIBUIÇÕES EM SUSPENSO.
smj

Carlos - Rio Pardo(RS) disse...

ES - Capec - Segunda próxima, dia 15.06.15, completará um mês que o Sr. Presidente da Previ nos disse que estavam em estudos avançados um novo ES-Capec.
Pois é, imaginem se os estudos não estivessem adiantados.
Abr

Anônimo disse...


Caro Dr. Medeiros

Gostaria de seu comentário sobre as indagações do anônimo das 11:17.
Uma coisa é prometer ES-Capec e iludir-nos.
Uma coisa é pressionar o Judiciário a nos cortar a cesta alimentação.
Uma coisa é assinar compromisso e não cumpri-lo (superavit 2010).
Porém rasgar contratos firmados a decadas já é demais.
Isso é um País e o Banco do Brasil é uma Instituição ou é a casa da Mãe Joana?

Marly disse...

Casa da Maria Joana mesmo!!! E onde fica o Estatuto dos Idosos????
Mudar a regra do jogo no fim do segundo tempo???? Quando o idoso mais necessita!! Deixa cair na mídia essa notícia, não vai pegar bem para o Banco do Brasil, acho eu!!

Adaí Rosembak disse...

Car Medeiros,

O retrato que você descreve é dos mais sombrios mas é extremamente realista.
Confio na sua experiência e na sua vivência ainda mais depois de ter lido seu livro.
É um jogo duro.
Temos de estar com os pés no chão e arrumar a melhor saída possível.
Se possível sem termos de terminar no Judiciário.
Senão vai ser outra guerra sem fim como a luta contra a Res. 26.
Parabéns e boa sorte.
O amigo

Adaí Rosembak

Anônimo disse...

Se os estudos estão avançados porque na suspender o desconto do ES até o final dos estudos, seria uma medida inteligente do nosso jovem Presidente.

Um abraços a todos

Anônimo disse...

7,5 bi. O Banco tem como devolver.
A res. 26 não é tão "firme" assim. Há ações em tramitação.
Creio que não demora será declarada ilegal. Contra, um ministro do STF já se manifestou, salvo engano.
Se gastou, pedalada. Faz um CDC.
Basileia 3, o retorno. Breve em exibição.

Anônimo disse...

Se o Banco quer se ver livre da Cassi dos pós-laboral, pode ser,
desde que nos entregue a Previ PB1 100%, devolva junto os 7,5 bi.
E pode ficar com seus caríssimos indicados que, com nossos eleitos
nos entendemos em nome da redução de custos e de bônus. Porém manteremos a " tal da confidencialidade ".
Adieu le bleu et jaune, como diz um professor de inglês.

Anônimo disse...

Dr.Medeiros,
Solicito ao Sr. que é tão bem informado ou algum dos colegas que acompanham este Blog que informe, por gentileza, o e-mail da Presidenta da República (sem ser o "fale com a Presidenta".Obrigado

Anônimo disse...

Colegas a melhor forma de fazer o movimento é nas portas das agências, para que os colegas da ativa percebam a situação, até agora poucos cairam na realidade sobre CASSI e PREVI, é só marcar data horário e avisar a imprensa ninguém precisa gastar para sair da sua cidade, mesmo que sejam meia dúzia na porta de uma agência com documentos provando os absurdos contra os aposentados, tenho certeza que mobilização haverá.