PENSAM QUE SOMOS IDIOTAS

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Nao fui, não assisti e não gostei da patética cena promovida pelo BB sob o pretexto de integração dos aposentados com o banco. Aliás sequer fui convidado. Não sei porque os dirigentes atuais do BB não gostam de mim. Os antigos me apreciavam, especialmente Nestor Jost, que me convidou para secretário, Oswaldo  Colin , que me convidou para diretor da CREAI,  e Karlos Rischbieter, que me convidou para consultor jurídico do banco. Não pude aceitar nenhum dos convites. A Ana se recusou a morar em Brasília. Não quis criar os quatro filhos no meio da politicagem e da corrupção.

Segundo inúmeros relatos, o ato da integração foi um espetáculo deplorável, de muito mau gosto e surrealista Quem idealizou ou organizou tal evento deveria ser despedido se pertencer ao quadro funcional do BB, ou forçado a devolver eventuais honorários, se contratado de fora. Não agradou, exceto à ANABB,  e gerou até revolta de vários colegas.


Querem integrar para nos tirar a CASSI. Nos tratam como idiotas. No crachá e na carteirinha que pretendem nos dar deveria estar escrito a palavra idiota, em vez de aposentado do BB. É o que pensam que somos ou no que nos transformamos ao nos aposentar.

Muitos pretendem devolver o kit da integração. Quanto será que custou ?  Será que não foi impresso na gráfica do Vaccari , a Bancoop,  a mesma que imprimia os informativos da Previ ?  Temos que saber  a bem da transparência.


Em todos esses anos  nunca o banco esteve tão distanciado dos seus aposentados e pensionistas, nunca a diretoria da instituição foi tão insensível aos direitos e aos reclamos daqueles que deram seu sangue, suor e lágrimas para construir a sua grandeza,  nunca estivemos com a CASSI e a PREVI tão a perigo. Nunca antes na história deste país aconteceu situação igual à que estamos vivendo.

A diferença salarial entre a elite de altos funcionários com o quadro básico do BB é um verdadeiro abismo. Antes o Banco do Brasil primava por um quadro de carreira homogêneo, sem distorções gritantes como acontece hoje. Aposentadoria como a do ex presidente Bendine é um acinte e um escárnio.

Se querem a integração nossa vou dar uma singela sugestão. Comecem saneando financeiramente a CASSI. O BB é igualmente culpado por problemas de gestão. Esse é o espetáculo que esperávamos ver. O presidente anunciando que o banco continuaria a cuidar de nossa saúde. E em vez disso veio falar de voluntariado e de orgulho. Ora ...

Nós não precisamos de crachá para mostrar quem somos. Trazemos o verdadeiro espírito do Banco do Brasil gravado indelevelmente em nosso olhar. Basta isso. Nos olhem como nós somos e nos respeitem pelo que fomos. Basta isso. Chega de palhaçada ! Não nos tirem do sério com espetáculos burlescos e não nos tirem a CASSI. Não somos idiotas. Nós somos os donos da PREVI, os associados da CASSI e aqueles que escreveram a história e a grandeza do Banco do Brasil. Nos respeitem como tal.Não precisamos nos integrar, já estamos dentro. Quem estão precisando de integração são os dirigentes. Acordem, antes que seja tarde demais.

58 comentários:

Anônimo disse...

Dr Medeiros

Chorei lendo seu vibrantepost. Falou tudo

Anônimo disse...

Também chorei. Chorei de raiva e indignação. Obrigado Medeiros

Anônimo disse...

Caro Dr Medeiros,

Você resgatou nossa dignidade e nosso orgulho como aposentados e pensionistas do Banco do Brasil. Você é nosso legítimo representante. Fala o que queremos dizer.

Rubens

Anônimo disse...

Doutor Medeiros e Colegas,

Triste é aqueles que acreditam nos dirigentes/governantes na alta cúpula de hoje em dia.
Escreveríamos um livro se quiséssemos, sobre as hediondas medidas que se tomam a revelia dos sacrificados aposentados do BB.
Saudações, aos soluços.

Anônimo disse...

Eu assisti foi uma palhaçada uma perda de tempo.

Anônimo disse...

Eu não chorei, so vejo bla bla bla e nenhuma ação.
Ficar so nos blogs não nos levara a lugar algum, vamos partir para ação, vamos jogar no ventilador, vamos para a porta da previ, qual a dificuldade sr Medeiros?????????

Medeiros disse...

A dificuldade, colega anônimo, eé que para tomar essas providências concretas que você fala e que eu quero ta,bém, a primeira atitude é deixar de ser anônimo, colocar a cara limpa do lado de fora do conforto. Ai sim vou acreditar.

Anônimo disse...

O Pizzolato está voltando. Estão preparando uma cela VIPs para o gravatinha.

Anônimo disse...

Demais. Demais.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Por favor, esclareça-me uma dúvida. Afinal essa história do ES-CAPEC veio mesmo do nosso presidente da Previ? Há alguma novidade sobre o assunto? Outra coisa: só estou esperando ter a certeza de que partiu dele, pois já que até agora não se manifestou mais a respeito, ele já pode ser considerado um palhaço fantoche e pau mandado do Governo do PT, indigno, portanto do cargo que ocupa.

Um abraço.

Marcelino Maus disse...

Resposta ao anônimo abaixo e a TODOS que por aqui passarem:
"Anônimo disse...
Eu não chorei, so vejo bla bla bla e nenhuma ação.... vamos para a porta da previ, qual a dificuldade sr Medeiros?????????
5 de junho de 2015 10:16"

Assumi no BB em 13/12/1982, por concurso Público, saí do BESC de Rio do Sul SC, attravessei a praça e adentrei ao Banco do Brasil.

Sempre fiz valer meu compromisso com a FUNÇÃO PÚBLICA do Banco e da minha investidura como FUNCIONÁRIO CONCURSADO, imexível, intocável.

Nunca tive afinidades com GESTOR NENHUM, no BESC e no BB, até que LUIZ FERNANDO TRENTO, um funci da muita capacidade como poucos que conheci no BB, me nomeou Gerente da Carteira Agrícola em CORONEL VIVIDA PR, carteira recém-criada pelo "Sistema" da qual eu era o encarregado.

Sempre tive desavenças estritamente profissionais com VÁRIOS GERENTES no BB, sempre em defesa do funcionalismo e dos clientes. SIM, os interesses do BB (Empresa Pública) sempre ficaram em Terceiro Plano: primeiro o cliente, os funcionários, depois o BB. Nem por isso o Banco poderá reclamar que você seja ÉTICO e haja dessa maneira, porque o BB nunca foi o último nessa preferência, pois é possível ser eficiente e correto com os TRÊS: Cliente, Funcis, Banco.

Os PeTralhas "Q.I." que se promovem pensando só em $$$$ hoje estão ma DG (54 diretores?) recebendo mais de R$1.000.000,11 ao ano para pensar somente no BB + PT + Pqp.

Então COLEGAS ANÔNIMOS... favor postarem apenas SUGESTÕES nos blogs do ARI e MEDEIROS.

E lembrem-se: os funcis concursados deveriam (TODOS OS DIAS) pautar sua conduta pela ÉTICA, sem medo dos Gestores Mercenários, fazendo valer a estabilidade que o CONCURSO PÚBLICO lhes confere.

A propósito do concurso, BENDINE e GENSO entraram pela porta dos fundos?

Anônimo disse...

Mude o título dr Medeiros para Pensam que somos idiotas, é mais adequado.

José Vasco.

Medeiros disse...

Vou aceitar a sugestão, Zequinha.

Anônimo disse...

AUTOPATROCINADOS - AÇÃO DOS 40% DO BET.

Dr. Medeiros,

Conforme prometido pelo nobre doutor, estamos nós autopatrocinados, aguardando-lhe a respeito da ação do BET 40%, em vez dos 20% pagos. Esta ação precrever-se-á em 21/03/2016, pois o recebemos pela primeira vez em 21/03/2011 - prescrição 05 anos.
Aguardamos seu posicionamento público, aqui neste blog.

ESTOU TOTALMENTE ACESO NESTE CASO. Vejo todo dia. NÃO DEIXAREI CADUCAR.
Digo isto, para os da corte que sei que leem estes posts e comentários.Será mais uma ação!!!!!!!!!!!!!!

Abração colegas autopatrocinados.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Antes que esse maluco, recém empossado presidente da Previ, venha a fazer pior do que o que fizeram os outros diretores contra aposentados e pensionistas do nosso fundo, sugiro uma campanha urgente do tipo Fora Gueitiro!!!

Um abraço.

Anônimo disse...

Sua mensagem me fez voltar no tempo lembrando a primeira vez que coloquei o pé no banco. Era um jovem cheio de esperança e nada de malícia. Acreditava em todos, pois fui ensinado em casa a não mentir...
Hoje já velho tento voltar àquele jovem para orientá- lo, mas é impossível. Desprezado pelo banco ao qual dedicou sua mocidade bate uma tristeza profunda. Aquela certeza da velhice tranquila garantida pela previ e cassi vai virando fumaça.
Quanta dedicação, quanto orgulho em captar recursos para o banco a ponto de receber homenagem por escrito. Para que?
Nessas décadas de serviço presenciei vários colegas demitidos por irregularidades cometidas. Hoje tenho a compreensão do porque daquelas demissões: a empresa não queria era concorrência. Descobri o monstro por detrás da máscara

Zé Furtado

Anônimo disse...

Caro Doutor,

Porque o BB ainda não pagou o BET para os verba P 220?
O Sr. Vai acioná-los?
SAUDAÇÕES.

Medeiros disse...

Tem uma ação correndo bem adiantada da AAFBB.

Anônimo disse...

Se me enviarem o tal kit digo que ele terá o destino correto: o cesto de material reciclável. Afinal seus itens geraram despesas e podem ser reaproveitados por terceiros. Não vou gastar meu dinheiro devolvendo o que não pedi.

Helena Marques disse...

Caro Medeiros,

Se nem para postar uma opinião alguns colegas querem sair do anonimato que dirá sair de casa para votar, via terminal, ir a alguma reunião, expor-se. Já disse e repito, estamos nesta situação por que deixamos essa maioria silenciosa jogar contra. Como? Votando a favor das propostas que nos tiram direitos, abstendo-se (não comparecendo e abstendo-se votando em branco!!!) ou não trabalhando por um minuto sequer em prol dos nossos interesses.
Não quero, de verdade, que o BB reconheça em mim a funcionária que fui. Quero apenas que ele me respeite como correntista e cidadã e QUERO MUITO que ele cumpra com o contrato que firmamos lá na minha distante Ponta Porã (MS). A minha parte no contrato eu continuo honrando.

Anônimo disse...

Você, Dr Medeiros, e o Professor Ari, nos representam. Tem coragem de dizer o que pensam. Parabéns.

Anônimo disse...

Cada vez mais amo esse blog. É indispensável hoje em minha vida. Deus te conserve sempre assim Dr Medeiros. Linda-o é valente. Ai meu Deus. Tu és o cara.

Carmen

Anônimo disse...


DR.MEDEIROS, a vida está mesmo muito difícil, mas temos

que continuar não há outro caminho. Acompanho seu Blog e

estou a par de todos acontecimentos nele tratado. Para a

defesa dos aposentados só podemos contar com o Sr e a AFABB.

GRANDE ABRAÇO


Rui V. Gonçalves

Medeiros disse...

Obrigado Ruy ,

O teu apoio e estímulo são importantes para mim. Pois és fundador da Afabb Rs.

Walter Bernardes disse...

👏👏👏👏

Anônimo disse...

Eles pensam realmente que somos idiotas e tentam cada vez mais nos fazer de mais idiotas e tirar tudo que puderem pra atenderem os ditadores de plantões.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros, parabéns mais uma vez...

Uma questão operacional... Quando chamados a votar pelos destinos da CASSI minha mãe, pensionista, assim como as demais, não pode votar.

Acho ilegítimo que a pessoa seja atingida por uma decisão e não possa participar da mesma...

Continue na luta.

Abraços

Hermínio Sobrinho disse...

Caro Medeiros,

Parabéns pelo conteúdo da mensagem. Estar dentro do que também penso e que tenho colocado aos colegas. Abaixo mensagem que postei:

INTEGRAR DESINTEGRANDO?

Na questão do Programa de Integração proposto pelo BB, o que vemos é uma grande incoerência entre o que se pratica e o que se prega. Integração pressupõe fazer com que alguém ou algo pertença a um todo. Para que isto aconteça se faz necessário uma relação de confiança, compromisso, respeito e credibilidade. A questão da Cassi põe em cheque e dúvidas estes preceitos. Como podemos confiar em um parceiro que quer integrar um grupo se ao mesmo tempo busca desintegrar e fugir de compromissos assumidos, jogando na angústia e na incerteza quanto ao futuro os parceiros que se quer integrar? Como entender uma dubiedade desta? Em razão desta incoerência de atitude é que os colegas se baseiam para não dar credibilidade a este tipo de proposta. Quando se respeita a outra parte; quando se constrói a ponte alicerçada na confiança e no mutualismo de intenções, a integração sempre será bem vinda. Infelizmente, o momento não propicia este cenário, não por nossa culpa, mas pela incoerência do BB. Por isto entendo que é preciso primeiro aparar arestas e para isto o caminho inicial seria o BB retirar a proposta colocada sobre a Cassi e negociar com seriedade e respeito com o corpo social, não só da Cassi, como também da Previ. Aí sim, poderemos confiar em algum projeto de integração sério e convincente. Não desejamos somente viver de simbolismos.















Sérgio Soares Coutinho disse...

Meu concurso foi em 1965, mas só fui chamado em agosto de 1968. Até o dia da minha aposentadoria, dediquei todos os meus melhores esforços em pról de um trabalho digno e honesto. Durante o tempo em que estive na ativa, para mim, não havia outro emprego melhor que o BB. Criei meus filhos e tudo o que possuo, dou graças ao meu trabalho, minha poupança e meu equilíbrio financeiro. O orgulho que sentia em ser um FUNCIONÁRIO DO BANCO DO BRASIL, hoje, reverteu-se em um melancólico esquecimento, em ser apenas um rosto na multidão de usuários e clientes, além não não poder adentrar na agência, após o término do expediente externo. Questionado sobre o porquê da medida, fui informado de que era determinação da DG, pois junto com o ex-funcionario (nós), poderia entrar também um assaltante. Ainda não consegui digerir essa argumentação. Senti-me um qualquer frente o que me disse o funcionário. Quero crer que verdadeiramente, somos considerados um verdadeiro atrapalho aos serviços. Contudo estamos sempre recebendo telefonemas e convites para participar das campanhas de captação de recursos com pseudas premiações. O que o Banco pretende fazer com a CASSI e a PREVI, não consigo entender de quem são essas idéias malignas, para desmontar o que sempre foi um orgulho de todos nós. Me dirão que é um fator político, mas será que não há uma forma de obstruir esse desmanche?

Anônimo disse...

Cadê algum comentário no artigo da Elaine Canhandê? Lá no jornal?

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Pizzolato voltando muda alguma coisa na Previ? Acha que tenha informações que possam nos ajudar?



Grata

Anônimo disse...

Será que o Pizzô ganhará uma vaga de conselheiro nas empresas para se "acomodar"?

Coitado do pobre

Anônimo disse...

Será que a Célia Larichia poderia organizar a manifestação no Mourisco?
Disseram que ela é muito poderosa. Tá com a faca e o queijo na mão.

Ô Celinha! Bota pra ferver! Acaba com os privilégios desses que fingem nos defender

ALBANO disse...

Anônimo das 14:50, que escreveu o seguinte:

"Anônimo disse...

Se me enviarem o tal kit digo que ele terá o destino correto: o cesto de material reciclável. Afinal seus itens geraram despesas e podem ser reaproveitados por terceiros. Não vou gastar meu dinheiro devolvendo o que não pedi.

5 de junho de 2015 14:50"


Sugiro que faça uma carta relatando os motivos pelos quais você está devolvendo a CESTA/KIT DE MALDADES, imprima em duas vias e a entregue, sob protocolo, em qualquer agência.
Isso fará com que o funcionário pergunte a razão da devolução e você poderá mostrar a ele o que o aguarda quando se aposentar.
Creio que com esse ato, a agência recebendo ou não, poderemos conscientizar um grande número de funcionários da ativa.

Isso é só uma sugestão, fica ao critério de cada um.



Marly disse...

Dr. Medeiros,

Meu cunhado é aposentado pela Fundação Cesp, e me disse agora a pouco que a Cassi e Funcesp fizeram um convênio entre si, diz que saiu essa semana no

Boletim informativo da Fundação. O sr. está sabendo algo a respeito?????

Marly

Anônimo disse...

deve ter algum "plano de saude" cujos donos pertencem aa corte, querendo ter como participante os funcionarios do BB.querem acabar com a CASSI.

Mariano Branquinho disse...

Dr. Medeiros, gostaria de saber como estão os estudos, visando promover ação sobre o caso do Seguro Ouro. Desde já agradeço a sua atenção. Sds. Mariano Branquinho

Edson disse...


Sr. Albano e tb Sr. Sra. Anônimo

Sugiro a troca do tal Kit por uma cesta alimentação vai ajuda nossos amigos que terão que devolver e tb todos nós daqui para frente.

das 14:50, que escreveu o seguinte:

"Anônimo disse...

Se me enviarem o tal kit digo que ele terá o destino correto: o cesto de material reciclável. Afinal seus itens geraram despesas e podem ser reaproveitados por terceiros. Não vou gastar meu dinheiro devolvendo o que não pedi.

5 de junho de 2015 14:50"


Sugiro que faça uma carta relatando os motivos pelos quais você está devolvendo a CESTA/KIT DE MALDADES, imprima em duas vias e a entregue, sob protocolo, em qualquer agência.
Isso fará com que o funcionário pergunte a razão da devolução e você poderá mostrar a ele o que o aguarda quando se aposentar.
Creio que com esse ato, a agência recebendo ou não, poderemos conscientizar um grande número de funcionários da ativa.

Isso é só uma sugestão, fica ao critério de cada um.

Anônimo disse...

Retirado do blog do Zanella


Anônimo disse...
Vamos começar com sugestões concretas de como organizar a maniifestação na porta do mourisco. Primeira coisa é não colocar a responsa só no Professor e no Dr.
Com a antecedência necessária precisamos de um panfleto bem resumido com as denúncias, reivindicações, explicações a sociedade via imprensa e no corpo a corpo.
Confirmação do número de participantes.
Confecção de faixas, compra de apitos, batucada, etc
Colchonetes para dormir no Mourisco.
Confecção de camiseta a ser adquirida (cores bem diferentes para evitar infiltrados)
Disponibilização de conta-corrente para colegas de estados distantes participarem contribuindo com valores dentro de suas possibilidades.
Não restringir a participação aos aposentados e pensionistas. Familiares também estão sofrendo as consequências.
Tentar organizar caravanas fretando ônibus para baratear custos.
Pessoal do Rio: se puder coordenar agilizaria (se não outras alternativas).

Esperar o papai noel chegar já levou embora vários colegas. Vamos correr ou enfrentar?


Zé Furtado

06/06/15 12:48

Anônimo disse...

Prezada Marly (5 de junho de 2015 21:37)

Esses convênios normalmente são de reciprocidade no atendimento, ou seja, onde não existe credenciado de uma entidade, o da outra atende e elas (as entidades) fazem acerto direto. Pode ocorrer principalmente no caso de especialistas.

Anônimo disse...

Anônimo.
DR: MEDEIROS!! o Brasil e o Mundo sabe a situação dos brasileiros e do Brasil, situação nunca vista na nossa historia. Diante da situação da PREVI estar bem claro e evidente que oque os dirigentes da PREVI querem e que todos aposentados e pensionista morram pra eles ficarem livres e pra isso eles estão lutando ( matar no sufoco ) Para me todas as cartas do jogojá estar na mesa n temos agora e entrar no jogo, temos motivos de sobra pra denunciar a situação dos aposentados a Policia Federal, o mas brevie possível. Não adianta estar esperando !!!!! Esperar agora o que??? tomarem a previ de uma vez??

Anônimo disse...

Bem,
Continuo na ativa, com quase 36 anos de banco, e posso afirmar que a maioria do pessoal da ativa não está nem aí para os aposentados. Aliás, em tempos de urubu(até o menguinho) voando baixo na economia e no futebol(ai Fifa....), cada um cuida de si. Na boa, Medeiros, a maioria dos antigos que restam nem sabem acessar o site do Previ. Não te conhecem e nem sabiam que a Cecilia era mais chegada à oposição política...antes do arrocho, claro. Agora, depois do estelionato, nem se importam. Falando sério..os tempos que você citou, do Jost, do Collin, do alemão, eram outros...beeeemmmm outros. Há tempos que o pessoal da antiga está esquecido...é como Departamento X Agencia..são 2 bancos diferentes. Ativos e aposentados são 2 espécies diferentes. Aliás, com o Plano 1 perto de terminar, diria que, de fato, são mesmo. Os aposentados do Plano 1 sequer dependerão dos ativos, brevemente. Terão que se virar com o bolo já formado. Esquece os ativos...eu sou das antigas, mas compreendo Hobbes...vivemos tempos hebbesnianos. "O interesse move o Homem...o Homem é o lobo do Homem". Saída para os aposentados? justiça, quando muito, e torcida péla melhoria da economia. Por que continuo na ativa? tenho boa resistência psicológica e preparo físico(academia diária), alem de detestar o Internacional(tenho bom humor...kkkkkk). Enfim, as pessoas aposentadas devem procurar uma outra atividade para ocupar seu tempo e ganhar um dinheiro. Mas, como o urubu tá voando baixo, tá complicado de arrumar bicos...então, é lixão na espera da curva da China...ou seja...olho vivo na bolha da bolsa chinesa, Medeiros...pode ser a ruptura que nos falta. A conferir. Ah...é bom toda pessoa ter um patrimônio na velhice, por menor que seja. As previdencias são novas(cerca de 100 anos) e nada indica que prosperarão como prosperaram. A não ser que um novo ciclo de auto-movimento do dinheiro surja. Desde 2008, parece que vivemos o final a era keynesiana...sem que o liberalismo resolva o problema da concentração de riqueza, não de renda. Complexo? a vida é complexa. Mas, o Internacional na semifinal é que me tira o sono. E o Barça acabou de eliminar a Juve. Vou pro Rio Senarium ver muié....

Anônimo disse...

Alo da ativa (6 de junho de 2015 19:38)

Pelo tempo de serviço indicado, acredito que ao se aposentar irá integrar o PB1. Aí, oh infiel, verás a duras penas o quanto o rebenque nos bate no lombo -- kkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,


Por favor, esse tal kit para os aposentados vai chegar pelos Correios ou os "beneficiários" terão de ir até a agência de relacionamento para recebê-lo?

Fale-nos algo sobre esse ES-Capec. É tudo mentira do novo presidente da Previ?

Grande abraço daqui do Nordeste.

Anônimo disse...

Alo da ativa. Sabido como és, deves ser da diretoria.
Mas, concordo que ativos e aposentados são, ATUALMENTE,
classes distintas. Porém, o ativo de hoje quando se aposentar
terá identidade ? Não considera o aposentado.
Falando nisso, os dois planos -PB1 e Futuro- deviam ser separados
em administrações distintas.

CHARLES DONALD ZINK disse...

"Trazemos o verdadeiro espírito do Banco do Brasil gravado indelevelmente em nosso olhar." Poucas palavras, excelente tradução.

Anônimo disse...

E as pensionistas também receberão os crachas? Só rindo Previ! Dr eles pensam que somos Idiotas mas se enganam

Anônimo disse...

Nos precisamos sair da zona de conforto e encher o predio da previ de participantes e só sair de lá com soluções rápidas para nos , para eles td e rápido e sem stress danem-se os estudos técnicos já perdemos td que podíamos por conta desse jovenzinhos metidos e arrogantes , protesto ainda esse mês para que consigamos chegar com dignidade até o próximo reajuste.

Anônimo disse...

Coitados de todos nós aposentados. Nos levam nesta ladainha o tempo todo, fingem brigas entre si, tentam desesperadamente acordos, cargos em empresas, e tudo fica como antes. A copa possuem bilhões e bilhões de obras paradas, e o que acontece? Nada.

Se houver acampamento na PREVI, terá que ser atitude de alguém que tome as rédeas dessa empreitada, pois não contem com o Medeiros, pois seu intento, só aconteceu para conseguirem as eleições.

E a saúde, educação, previ, cassi, (está fazem de tudo para você nem ir ao médico) para que você morra logo. Os médicos desfazem da Cassi e de nós.

É uma verdadeira vergonha, parafraseando Boris Gasoy.

Anônimo disse...

Não devemos nos iludir.
Os petralhas alocados em postos-chave do poder central,acabaram com nossos direitos e estamos fadados a passar fome,na dependência de suas atitudes veladas.
João Trindade

recca disse...

Para o Banco do brasil, integrar; para nós , aposentados entregar Cassi, previ e a nossa dignidade.

Anônimo disse...

Medeiros,

Acho que podemos mandar confeccionar nós mesmos os nossos crachás de aposentados do BB.

O crachá pode vir com várias inscrições, tais comos: "BB, pare de nos explorar", "BB, devolvo o que é nosso", "BB, estou cheio de você", "BB, não te amo mais", "BB nunca mais", "BB, ame-me ou deixe-me" e muitos outros.

Vamos abraçar esta campanha e mostrar toda a nossa indignação com o BB e a PREVI/CASSI.

Marco Antonio Orlando
Matr. 6.796.956-9
Obs.: Não estou conseguindo postar via Google.
Como o Heleno, Jamais anônimo.

Marco Orlando disse...

Medeiros,

Acho que podemos mandar confeccionar nós mesmos os nossos crachás de aposentados do BB.

O crachá pode vir com várias inscrições, tais comos: "BB, pare de nos explorar", "BB, devolvo o que é nosso", "BB, estou cheio de você", "BB, não te amo mais", "BB nunca mais", "BB, ame-me ou deixe-me" e muitos outros.

Vamos abraçar esta campanha e mostrar toda a nossa indignação com o BB e a PREVI/CASSI.

Marco Antonio Orlando
Matr. 6.796.956-9

Anônimo disse...

Colegas,

Publiquei este comentário no blog do Ari, coloco aqui também para leitura dos amigos.

Tenho por mim que alguma coisa na PREVI, nas relações inter-pessoais, não anda bem, clima meio tenso, comunicação meio truncada entre integrantes da cúpula e cara feia prá todo lado. E bastante disso, naturalmente, envolve o novo presidente. Não é um bom indicativo para uma boa administração.

A sensação que tenho é que querem boicotar o homem, emparedá-lo e desestimular a adoção de iniciativas diferentes das até agora usuais.

Transparece que há por lá uma corrente política que não quer mudança, rema contra e torce para que a pasmaceira continue do mesmo jeito.

Fico me perguntando se não seria receio de interesses contrariados de uns e outros em fim de mandato...?! ou então seria um "ciúmizinho" bobo, daquele bem próprio de adolescente que se apaixona pela primeira vez...?

Na hora certa o Medeiros tá começando a chutar o balde, penso que o Gueitiro tem que partir para essa mesma estratégia: chutar o balde e botá-lo prá cair pesado na cabeça de quem estiver embaixo e obstruindo o seu trabalho.

Se assim não agir, vira fantoche não só do patrocinador, mas também de subordinados na hierarquia da PREVI.

Ele dá a impressão de ser um rapaz competente que, num clima saudável e livre, poderia até gerar bons frutos. Entretanto, como disse acima, há algo sinalizando que paira no ambiente da PREVI, não apenas o ar refrigerado que se respira por lá, mas também uma poluição tipo a do mangue.

Quisera eu fosse em razão da proximidade do Mourisco com aquela área fedorenta do Rio de Janeiro.
Lydio

Anônimo disse...

Eu acho q estamos sempre a esperar como as mulheres de Atenas...
O negócio é partir pra cima em várias frentes pois essas tropas do mal ficam encastelada no Mourisco e em Brasília. Nós estamos em todos os lugares...se fizermos o balacobaco direitinho vamos tomar nossa Previ de volta. Eles não vão resistir quando soltarmos panfletos, notas em jornais locais, rádios, tvs, redes sociais. VAMOS DEIXAR DE FROUXURA...Com tantos homens sábios do nosso lado a peleia vai ser vencida! Vamos fazer um fundo para as despesas de guerra. Cada um colabora com o q pode!!! Abra um comitê com o Ari, doutor!!! Vamos tomar o q é nosso na boa ou na porrada!

Anônimo disse...

07/06 - 13:00 Concordo plenamente com você, o Ari já informou no blog dele que não pode participar de manifestação devido ao cargo que ocupa na previ, da mesma forma o Medeiros deve ter a mesma situação.....Fiz um comentário semana passada e fui cobrado sobre meu anonimato pelo Medeiros,a Cecilia com a noticia bomba sobre a entrega da previ ao bb e ai eu pergunto: Contar com quem??????

Everton disse...

Não sei se vai publicar o meu comentário, como não publicado os anteriores mas tá ai um email que mandei aos senadores do PSB e que me responderam que já tinham muitas CPI por isso que tiraram o apoio.

Prezados Senadores do PSB,
Recebi uma resposta de vocês a respeito da retirada de assinatura, dizendo que são muitas CPI por isso essa atitude.
E agora, como você explicam o apoio de vocês na CPI do futebol que foi apresentada após a CPI dos fundos?
Por que o tratamento diferente?
O público envolvido no futebol é mais importante do que os quase 10 milhões de associados, familiares e dependentes dos fundos?
Everton Pereira

romario@senador.leg.br, lidice.mata@senadora.leg.br, robertorocha@senador.leg.br, joao.capiberibe@senador.leg.br, antonio.carlos.valadares@senador.leg.br, fernandobezerracoelho@senador.leg.br

Anônimo disse...

Buenas.

Me corrijam se eu estiver errado.
Até hoje, em nenhuma circunstância, toda e qualquer atitude ou providência do Banco, deixou de trazer nas entre linhas, um objetivo para o futuro.
Então isto me leva a conclusão de que este tal "pacote" tem objetivos outros.
Por exemplo, somos tratados nos acessos as agências do BB, como qualquer cliente, senão de forma pior.
Acho que este tal crachá, vai ser exigido no nosso acesso as Agências.
E por aí vai.
Aguardemos.

Rovere